Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Eleições 2018 – PCdoB fará o Dia Nacional da Mobilização Militante

1118 3

Inácio Arruda, ex-Secitece, é uma das prioridades para a Câmara.

O PCdoB vai promover, no próximo sábado (16), em todo o País o “Dia Nacional de Mobilização Militante – Ocupa as Cidades”. Nesta ação, a militância comunista ocupará as ruas de todas as cidades onde o PCdoB está organizado para divulgar suas propostas e os nomes de seus pré-candidatos. A informação é da secretária estadual de Organização do partido, Teresinha Braga Monte.

A estratégia faz parte da “Campanha dos 100 Dias”, lançada em abril, junto com a Carta Compromisso de Manuela D’Ávila, com a meta de envolver todos os organismos partidários (direções estaduais, comitês municipais e bases) até a data da Convenção Estadual. No caso do Ceará, a ação vai até o dia 4 de agosto, data da convenção, com local ainda a ser definido.

“A ação que tem orientação do Comitê Central do Partido tem o objetivo de reforçar a pré-campanha em todo o país, focada nos candidatos do PCdoB. Cada cidade já deve estar discutindo, planejando e organizando ações para promover a pré-campanha dos pré-candidatos comunistas”, explica Teresinha.

(Foto – Divulgação)

Icapuí já se prepara para seu XII Festival da Lagosta

1562 1

Vem aí o XII Festival da Lagosta.

A programação, que reúne gastronomia, arte e cultura, acontecerá de sexta a domingo próximos, a partir das 19 horas. Nas praias de Barreira e Redonda, em Icapuí (Litoral Oeste).

Os apreciadores do crustáceio poderão aproveitar degustações da iguaria em clima de apresentações musicais de artistas locais, como Os Alfazemas, Cacimba de Aluá, o guitarrista Mimi Rocha e a cantora Daniella Campelo, que marcou geração no forró à frente da Banda Styllus.

Aeroporto de Fortaleza em clima de São João

No saguão do aeroporto de Fortaleza, a Prefeitura de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza), está divulgando, com grupo tocando forró pé-de-serra, seu São João. Mas as principais atrações são cantores sertanejos, de pagode e do forró elétrico.

No próximo dia 16, por exemplo, será a vez do show de Luan Santana. Já no dia 21, na programação,a dupla Matheus e Kauan.

(Vídeo – Paulo MOska)

Festival Vida & Arte terá Dream Team do Passinho

“O bicho vai pegar!”. Quem garante é Rafael Mike, 38, sobre a apresentação do Dream Team do Passinho no Festival Vida&Arte, marcada para o dia 24 de junho, às 17 horas, no Centro de Eventos do Ceará (Palco Belchior). Nascido no Rio de Janeiro e criado em Nova Iguaçu, Rafael é cantor, compositor, diretor musical e, no segundo semestre de 2017, tornou-se notícia ao inserir a batida funk na gravação de As Caravanas, faixa-título do mais recente álbum de Chico Buarque.

Ao lado de Lellêzinha, Diogo Breguete, Pablinho e Hiltinho, Rafael Mike tornou-se mais um porta-voz das periferias ao mostrar para as quebradas do País e do mundo um estilo único de dança, que surge intimamente atrelado ao funk carioca; no currículo, o grupo – que possui o CD Aperta o Play (2015) – foi um dos destaques de eventos como o Rock in Rio e as Paralimpíadas Rio 2016. É assim, esbanjando estilo, que surgiu o ‘fenômeno’ Dream Team do Passinho.

“Depois da Batalha do Passinho (do qual foi criador, em Nova Iguaçu), fomos contratados por um dos patrocinadores para fazer a onda Todo Mundo Aperta o Play. Deu tão certo que viramos um grupo! Eu produzi, junto com o Pedro Breder, da Hitmaker, essa versão funk e os outros integrantes fizeram uma coreografia alucinante. O clipe foi um sucesso! Foi inesquecível ver o mundo inteiro dançando e fazendo o passinho… Recebemos vídeos do EUA, Espanha, México e até do Japão!”, relembra.

O Dream Team do Passinho aposta no estilo denominado de ‘pop-funk’. “O funk já é pop, ele já está em todas as camadas sociais. O que acontece com o pop-funk é que ele ganha um revestimento e bebe de fontes mais reconhecidamente populares, ganhando possibilidades de produção cada vez mais radiofônicas, ainda mais fazendo fusões com estilos já bem conhecidos como o sertanejo, o rap…”, explica Rafael.

Perguntado sobre o atual estouro do funk pós década de 1990, Rafael sinaliza ainda para a questão do preconceito com o estilo: “Ele torna-se realmente muito potente com a internet e a nova geração de artistas. Existe muito preconceito, mas o funk segue com os dois pés no peito dos preconceituosos, destravando as portas antes cheias de ressalvas. O mercado teve que se render e se reinventar”.

De referências, o Dream Team do Passinho passeia por nomes como o ‘rei do pop’ Michael Jackson – fato este que desencadeou, inclusive, a turnê Dream Team do Passinho Canta e Dança Jackson Five. Outros expoentes da música, porém, também surgem como base para o quinteto. “Eu cresci escutando George Benson, Phil Collins, Jorge Ben, minha irmã e minha tia escutavam Emílio Santiago e Aguinaldo Timóteo… Escutei esses negões muitos anos! (risos) Eu amo Alcione!”, revela Rafael.

Quanto ao show que irão trazer a Fortaleza, a expectativa é bem grande. “Vai ser maravilhoso!!! Nosso show vai ter músicas nossas como De Ladin e Oi Sumido, e também grandes hits do funk. Não vai faltar Beleza Pura (Caetano Veloso), nosso mais recente lançamento. Trocar essa energia em Fortaleza vai ser surreal!”. Só vem!

SERVIÇO

*Centro de Eventos do Ceará – Avenida Washington Soares, 999 – Edson Queiroz)

*Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) – válido para toda a programação do dia no evento (o acesso às atrações está sujeito à lotação dos espaços onde elas se apresentarão) Vendas antecipadas: na portaria do jornal O POVO (Avenida Aguanambi, 282 – Joaquim Távora), lojas JEF (shoppings Iguatemi Fortaleza e RioMar Fortaleza) e pelo site www.festivalvidaearte.com.br

*Programação: www.festivalvidaearte.com.br

(Foto – Divulgação)

Crítico de Gilmar Mendes vem dar palestra em Fortaleza

A Escola Superior da Magistratura do Ceará vai promover nesta sexta-feira (15), às 14 horas, em seu auditório, a palestra “STF: Vanguarda Ilusionista”, com o jurista Conrado Hübner Mendes. O evento é aberto ao público.

Conrado é doutor em Direito pela Universidade de Edimburgo (Escócia) e em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP). É também professor de Direito Constitucional na Faculdade de Direito da USP e articulista do jornal Folha de São Paulo.

É autor do livro “Constitutional Courts and Deliberative Democracy” (2013), que recebeu o Prêmio Victor Nunes Leal, da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP). É Embaixador-Cientista da Fundação Alexander von Humboldt.Cientista da Fundação Alexander von Humboldt.

DETALHE – Recentemente, Conrado escreveu artigo na revista Época intitulado “Um juiz de princípios: Com críticas ao ministro Gilmar Mendes, do STF. “Decisões de Gilmar são previsíveis, mas essa previsibilidade não tem relação com segurança jurídica, como se pede a um bom juiz”, disse.

Trecho da estrada de Flecheiras, em Trairi, cortado por açude privado aguarda o asfalto

Walthair Arruda, leitor deste Blog, em tom de desabafo contra o Governo Camilo, manda este vídeo denunciando o descaso em que se encontra a estrada de Flecheiras, em Trairi. Foi aquele trecho da CE-163 cortado por um açude privado, em abril de 2017.

Houve recuperação para garantir o acesso na área, mas, pelo que expõe o leitor, tudo está paradinho. Nada de asfalto e só a erosão atingindo alguns trechos.

O DER precisa agir.

 

A insegurança que também chegou ao Interior cearense

601 3

André Costa é o titular da SSPDS.

Com o título “O silêncio que envolve a violência no meio rural”, eis tópico da coluna Segurança, assinada no O POVO desta segunda-feira, pelo jornalista Thiago Paiva. Confira

Importante e proveitoso momento de discussão e reflexão, o Seminário Internacional sobre Segurança Pública, realizado na Capital, na última semana, lançou novas luzes sobre problemas permanentes da violência urbana, com debates de alto nível, mas também tocou em pontos pouco discutidos dessa rotina de insegurança que está presente nos quatro cantos do País.

Falo a respeito do processo de interiorização da criminalidade, impulsionada pelo tráfico de drogas e pelo domínio de territórios cada vez maiores pelas facções, que alcançaram a Zona Rural, impondo aos nossos agricultores familiares e à população que vive distante dos centros urbanos uma rotina silenciosa de violência. Banditismo que antes eles assistiam somente pelo noticiário da Capital.

Situação comprovada em depoimentos, mas não em números. Pouco se sabe do real contexto de violações e ameaças às quais o homem do campo está submetido. São inúmeros relatos de casos de roubos e furtos de cabeças de gado, suínos, ovinos e caprinos. Manadas e rebanhos inteiros tomados da noite para o dia, com ou sem o uso de violência. Uma lástima.

O assunto pautou o fórum: “Violência no campo: o que fazer quando a insegurança chega à zona rural”, como parte do evento promovido pelo Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia Legislativa e das universidades Estadual (Uece), Federal (UFC) e de Fortaleza (Unifor). Expositores destacaram a falta de assistência a essas vítimas que, em um contexto de vivência interiorana, onde grande parte da população se conhece, são intimidadas e sequer registram as ocorrências.

Passou da hora de termos uma política de segurança específica para essa população, com acompanhamento permanente, além de um efetivo da Polícia Civil que supra essa necessidade, para que as prisões desses grupos ocorram mediante ações de inteligência, com investigação preventiva e produção de provas, e não apenas em flagrante, com o dano já materializado.

Secretaria da Saúde disponibilizará vacina contra a gripe H1N1 para jornalistas

O Sindicato dos Jornalistas do Ceará fechou parceria com a Secretaria da Saúde do Estado e disponibilizará para a categoria vacinação contra a gripe H1N1, no próximo dia 26.

O atendimento ocorrerá das 14 às 16 horas, na sede do Sindijorce

SERVIÇO

*Sindijorce – Rua Joaquim Sá, 545 – Dionísio Torres.

*Mais Informações – (85) 3247-1094.

Pré-candidato do PSDB ao Governo tem encontro com bispo emérito de Quixadá

530 1

O General Theophilo, pré-candidato do PSDB o Governo do Ceará, foi recebido, no fim de semana, pelo bispo emérito de Quixadá, dom Adélio Tomazin, hoje responsável pela UniCatólica.

Os dois conversaram sobre a situação atual do Sertão Central e dos planos do general no que diz respeito à área da educação.

Theophilo também esteve em Quixeramobim, onde fez caminhada e deu entrevistas.

(Foto – Divulgação)

Por que nenhum presidenciável consegue se viabilizar como alternativa a Lula?

Com o título “No cenário, a pergunta que o Datafolha não responde”, eis artigo do jornalista Guálter George, editor de Política do O POVO. Para ele, um fato: mesmo na cadeia, Lula, continua em alta e nenhum outro presidenciável conseguiu se viabilizar como alternativa ao petista. Confira:

É desafiador traçar um cenário mais definitivo sobre a campanha eleitoral que teremos no Brasil em 2018, a partir da principal informação embutida na pesquisa do Instituto Datafolha que teve os números apresentados ontem: aquele que lidera a intenção de votos de hoje da população, Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, dificilmente estará com seu rosto na urna eletrônica quando o esperado 7 de outubro chegar. Sem ele, abre-se uma grande interrogação que a estratégia meio suicida assumida pelo partido torna impossível formular uma resposta que sirva para agora.

A ausência de Lula, somada à pouca disposição petista de discutir neste momento quem seria o herdeiro natural de sua força eleitoral, reafirmada na pesquisa inclusive em relação à capacidade de transferência de voto, alimenta um quadro futuro que é de incerteza absoluta. Jair Bolsonaro (PSL), Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e os vários outros pré-candidatos com performances avaliadas pelo Instituto encontram dificuldades reais para avançarem em seus projetos eleitorais, apesar da inviabilidade jurídica quase inevitável de quem segue à frente na intenção de escolha da população. Mesmo preso, apesar de condenado.

O descrédito geral na política pode justificar uma parte da situação. No entanto, somente erros de estratégia que precisam ser corrigidos poderão explicar o fato de um pré-candidato na cadeia há dois meses, condenado a mais de 12 anos, resistir como voto preferencial do eleitor. A verdade é que ninguém está conseguindo se viabilizar como opção ou alternativa a Lula.

*Guálter George,

gualter@opovo.com.br

Editor de Política do O POVO. 

Presidente do Sindiônibus e o Novo Terminal de Messejana

O prefeito RC e Dimas Barreira.

O presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, comemora a inauguração do Novo Terminal de Passageiros de Messejana. Ele esteve, no fim de semana, no ato em que o prefeito Roberto Cláudio e o governador Camilo Santana entregaram o equipamento.

Dimas Barreira deu entrevista o radialista Mário rubens Neto (Rubão), quando falou sobre as mudanças no atendimento ao usuário do transporte coletivo em Fortaleza e Região Metropolitana, destacando também as novas tecnologias agregadas ao setor como o aplicativo “Meu Ônibus Fortaleza”, que fornece informações sobre chegada e saída de ônibus tanto nos terminais como nas paradas, além de disponibilizar a compra de créditos antecipados.

Ele destacou também os novos veículos adquiridos para a frota , quecontarão com wi-fi grátis. Outro dado ressaltando por Dimas: todos os coletivos contam com um monitoramento eletrônico para inibir assaltos.

SERVIÇO

*Confira a entrevista no www.programadorubao.com.br

(Foto – Divulgação)

Auditece lança campanha pró-concurso público

A Associação dos Auditores Fiscais da Receita Estadual e dos Fiscais do Tesouro Estadual do Estado do Ceará (Auditece) lançou campanha cujo slogan é “Estado sem Auditor, quem ganha é o sonegador”. A campanha vai contar com uma série de ações e, entre elas, há uma petição online, disponível para todas as pessoas por meio da internet. A ordem é chamar a atenção para a necessidade de concurso, uma vez que o auditor fiscal da Receita Estadual trabalha para carrear recursos para o Estado.

O diretor-executivo da Auditece, Juracy Soares, lembra que há mais de uma década não é realizado concurso público para auditor fiscal no Estado. “Estamos há 11 anos sem que novos servidores ingressem na Sefaz, essa situação fragiliza o estado. O Ceará precisa fazer concurso, e vamos ao governador Camilo Santana solicitar que ele lance edital ainda este ano”, esclarece.

Urgência

De acordo com Juracy, por conta das especificidades do cargo, o Estado leva em torno de cinco a oito anos para ter um funcionário plenamente apto às atribuições do cargo. “Os processos e a legislação são complexos, e a forma de trabalhar requer uma expertise própria, que requer anos de treinamento, qualificação e conhecimento da legislação. A sociedade cearense não pode viver uma situação fragilidade da administração tributária, que não pode prescindir de um corpo de auditores fiscais para atuação nas diversas demandas que a fiscalização requer, ainda mais hoje, com o advento da tecnologia”, enfatiza.

Juracy Soares lembra ainda que, nos últimos 11 anos, mais de 300 auditores fiscais já se aposentaram e/ou estão aptos a ingressar na aposentaria.

CDL Fortaleza e um balanço pós-greve dos caminhoneiros

Assis Cavalcante preside a CDL Fortaleza.

O comércio de Fortaleza, segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas, registrou, após balanço sobre impactos dos 10 dias da greve dos caminhoneiros, o seguinte quadro: queda de 14% nas vendas no varejo comum e 20% no setor do atacado.

A ordem agora, para recuperar parte do prejuízo, é apostar em promoções. Em agosto,virá uma campanha pró-liquidações.

(Foto – Paulo MOska)

Camilo anuncia nesta semana data do pagamento da primeira parcela do 13º dos servidores

5481 8

Mesmo com impactos da greve dos caminhoneiros na arrecadação, o governador Camilo Santana anunciará, nesta semana, a data do pagamento da 1ª parcela do 13º salário do funcionalismo (50%). A data da liberação do desembolso, por parte da Secretaria da Fazenda do Estado, será anunciada pelo governador  Camilo Santana.

Há expectativas de que ele faça isso durante seu bate-papo, de toda terça-feira, via página noFacebook, com os internautas.

Por falar em Sefaz, o titular da pasta, João Marcos Maia, cumprirá agenda, nesta segunda e terça-feira, no eixo São Paulo-Brasília. Ele ouve propostas do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal que estão interessados em administrar a folha de pessoal do Estado.

DETALHE – Essa folha de pessoal está sob controle hoje do Bradesco.

O novo nem sempre vem

Com o título “O Novo nem sempre vem”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira.Uma boa reflexão sobre resultados da última pesquisa do Datafolha para presidente Confira:

Uma das lições extraídas da nova rodada de pesquisa de intenção de voto do Datafolha é que, ao menos na política, o novo nem sempre vem. Ou, se vem, talvez não chegue a tempo. A depender da sondagem divulgada ontem, as eleições presidenciais de 2018 devem ser decididas entre políticos experimentados, com trajetória consolidada e currículo variado.

É o caso de Lula (ou alguém indicado por ele), do PT, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB). A bons quatro meses da votação, são os nomes que surgem mais bem colocados na pesquisa, que mostra liderança do ex-capitão do Exército Jair Bolsonaro (PSL) na hipótese cada vez mais provável de o ex-presidente petista ser barrado pela Justiça Eleitoral.

Os demais, entre os quais se encontram empresários e políticos de primeira viagem cuja postulação é tentativa de capitalizar esse sentimento difuso de busca pela mudança após a Lava Jato, pulverizam-se entre zero e 1% das intenções.

O retrato da pesquisa parece frustrar essa parcela do eleitorado que esperava uma novidade desde os protestos de junho de 2013, passando pelo impeachment e chegando à paralisação dos caminhoneiros. De lá para cá, nenhuma liderança, à direita e à esquerda, demonstrou acúmulo de capital político. Não à toa o alto índice de brancos e nulos revelado pelo Datafolha – algo perto de 25% na pesquisa espontânea. Até houve esse momento no qual um outsider atravessou fulgurante os céus de Brasília, mas foi passageiro e logo se extinguiu. Uma a uma, as estrelas foram sucessivamente se apagando na corrida eleitoral. Primeiro, o apresentador de TV Luciano Huck, que negou por duas vezes que seria pré-candidato ao Planalto. Depois, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, cuja filiação ao PSB provocou certa comoção no xadrez político e causou um rearranjo nas alianças antes que ele mesmo cuidasse em dizer que não entraria na peleja.

Sem um nome de fora da política, restaram os políticos de fato. Ex-governadores (Alckmin e Ciro) e ex-candidatos (Marina e Lula) que agora disputam a preferência de um eleitorado que anda “pistola”, para usar uma gíria do momento.

O lado bom é que não há chances de um aventureiro tirar proveito desse sentimento de desalento do eleitor, que é real e está precificado no Datafolha no significativo contingente de eleitores que ainda não sabem em quem votar.

O ruim é que, mais uma vez, o establishment mostra-se imune à oxigenação e à formação de novos atores no cenário.

Ciro conversa com Rodrigo Maia e pode fechar com DEM

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), e Ciro Gomes, presidenciável do PDT, marcaram de se encontrar nesta terça-feira, 19. A informação é do jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo.

ACM Neto, presidente nacional do DEM, que até outro dia só admitia casar com o tucano Geraldo Alckmin, já não descarta a hipótese de seu partido fechar com Ciro Gomes.

Concurso da Secult já tem data de lançamento do edital

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

Depois de tantas cobranças desta coluna, eis que o secretário da Cultura do Estado, Fabiano Piúba, informa: no próximo dia 29, será lançado o edital do concurso público da pasta. A demora ocorre porque o certame oferecerá 132 vagas divididas em blocos, dentro do objetivo de promover uma completa reestruturação da Secult.

No primeiro bloco, voltado para o patrimônio, vagas para bibliotecários, arquivistas, historiadores, antropólogos e museólogos; no segundo bloco, área das Artes, oferecendo vagas para dança, teatro, audiovisual, artes visuais e música; e um outro bloco, mais administrativo, que oferecerá vagas para advogados, estatísticos, economistas e administradores.

Todos os detalhes sobre provas e documentação serão divulgados nessa data.

O concurso será realizado pela Uece.

Ceará tem a gasolina mais cara do Nordeste

O preço médio do litro da gasolina caiu R$ 0,072 no Ceará, chegando a R$ 4,784 nos postos de combustível do Estado, quando estava a R$ 4,856 anteriormente. Porém, o Estado apresenta o valor mais caro do Nordeste e o quinto maior do País. Os dados são do último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizado em 217 estabelecimentos do Ceará, na semana passada (3 a 9 de junho), e foram comparados com pesquisa feita entre os dias 27 de maio a 2 de junho deste ano.

Em Fortaleza, na mesma base de comparação, o valor médio do litro da gasolina passou de R$ 4,878 para R$ 4,792, uma queda de R$ 0,086. A Cidade figura como a quinto lugar na análise dos valores mais caros do preço do combustível entre as capitais do Brasil. Perde apenas para Rio de Janeiro (R$ 5,004), Rio Branco (R$ 4,978), Belo Horizonte (R$ 4,887) e Goiânia (R$ 4,875).

Na análise dos 13 municípios do Ceará, considerados para o levantamento da ANP, a Capital figura em 7º colocado entre o combustível mais caro. Crateús mantém a liderança, com o preço médio a R$ 4,91, seguido de Caucaia (R$ 4,822), Juazeiro do Norte (R$ 4,821), Maracanaú (R$ 4,805) e Crato (R$ 4,803). Os mais baratos ficam por conta de Limoeiro do Norte (R$ 4,573), Sobral (R$ 4,618), Quixadá (R$ 4,649), Iguatu (R$ R$ 4,702) e Icó (R$ 4,739). Os outros municípios pesquisados foram Itapipoca (R$ 4,795) e Canindé (R$ 4,771).

No País, os valores médios mais altos encontrados nas bombas de combustível dos postos ficaram por conta do Acre (R$ 5,038), Rio de Janeiro (R$ 5,016), Minas Gerais (R$ 4,902) e Goiás (R$ 4,837). Já no Nordeste, ficam logo atrás do Ceará os estados de Alagoas (R$ 4,693), Bahia (R$ 4,645), Piauí (R$ 4,617) e Pernambuco (R$ 4,595).

O aumento nos preços dos combustíveis, acompanhando a política de reajustes de preços da Petrobras, é o que tem pesado na inflação oficial do País nos últimos 12 meses. O grande vilão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos últimos 12 meses foi a gasolina, com um aumento nas bombas de 21,48%, o equivalente a 0,81 ponto porcentual da taxa de 2,86% acumulada pelo IPCA no período.

O diesel subiu 19,78% em 12 meses, mas pesa menos na inflação ao consumidor, por isso o impacto se limitou a 0,03 ponto porcentual. A gasolina e o diesel puxaram a alta de 1,38% registrada pela inflação de preços monitorados em maio.

– CRATEÚS R$ 4,91

– CAUCAIA R,822
– JUAZEIRO DO NORTE R$ 4,821

– MARACANAÚ R$ 4,805

– CRATO R$ 4,803
– ITAPIPOCA R$ 4,795

– FORTALEZA R$ 4,792 – CANINDÉ R$ 4,771
– ICÓ R$ 4,739 – IGUATU R$ 4,702

– QUIXADÁ R$ 4,649
– SOBRAL R$ 4,618

– LIMOEIRO DO NORTE R$ 4,573

(O POVO – Repórter Beatriz Cavalcante, com Agência Estado)

“O prefeito tem que dar o exemplo”

482 1

Secretário da Segurança de Bogotá no final dos anos 1990, Hugo Acero Velásquez operou verdadeiro “milagre”. Na época, a capital colombiana amargava posto alto entre as cidades mais violentas do mundo, com média de mais de 80 homicídios por 100 mil habitantes. Após décadas de estratégias ousadas de urbanismo, cultura cidadã e polícia, o cenário é outro. Nos últimos anos, taxa baixou para casa dos 20 homicídios a cada 100 mil, uma redução de 75%.

No coração das mudanças, menos repressão e mais ações inovadoras de urbanismo, educação e cultura cidadã. Ao invés de apenas armas e mais policiais, gestões priorizaram reforma de praças, construção de bibliotecas, urbanização de áreas periféricas e construção de equipamentos públicos de qualidade em favelas e bairros antes tomados pelo crime. No coração da atuação dos antigos cartéis de drogas, foram erguidas escolas, bibliotecas e terminais de ônibus de qualidade. As ruas, antes desertas, voltaram a ser ocupadas por milhões de cidadãos todos os dias.

“É preciso valorizar os espaços públicos. Uma cidade segura é uma cidade em que qualquer um pode caminhar”, doutrina Acero. Em passagem por Fortaleza na última quarta-feira para participar do Seminário Internacional sobre Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Ceará, o ex-secretário conversou com O POVO sobre como Fortaleza pode aprender com Bogotá e os muitos desafios para se libertar uma cidade do terror.

Confira a íntegra da entrevista no O POVO aqui.

(Foto – Fábio Lima)