Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Na diplomação do filho, quem ganha as honras é o pai

Eis um dos momentos de muitos aplausos durante a festa da diplomação dos eleitos, nessa quarta-feira, no Centro de Eventos: momento em que o ex-senador Mauro Benevides subiu ao palco, do alto dos seus 88 anos, para entregar ao seu herdeiro político, Mauro Filho, o documento que publiciza sua condição de deputado federal eleito pelo PDT do Ceará.

Mauro Benevides foi tudo o que se pode querer na vida política: de vereador a presidente do Congresso Nacional – sendo vice da Assembleia Nacional Constituinte de 1988, passando até pela área da administração pública, quando ocupou a presidência do Banco do Nordeste.

Houve muitos aplausos de todas as correntes políticas que lotaram a área do ato: dos bolsonaristas ao pessoal da esquerda.

(Foto – Paulo MOska)

Chacina de Milagres – Providências insuficientes

Com o título “Chacina de Milagres”, eis artigo de Herton Ferreira Cabral, promotor de justiça. Ele aborda o episódio do ataque a dois bancos na cidade de Milagres, que resultou, do confronto entre bandidos e polícia, na morte de 14 pessoas, sendo seis reféns. Confira:

Uma tragédia de imensas proporções atingiu, de forma inesperada, nossa sociedade na antevéspera deste Natal. Na pequena Milagres, sul do Ceará, seis pessoas de duas famílias em viagem de férias, colocados por delinquentes no palco sinistro da morte, tombaram atingidas por uma saraivada de balas.

Os mortos não falam, mas é fácil perceber que os criminosos não matariam os reféns inutilmente antes de tentar trocá-los pela liberdade. A Polícia emudeceu sem esclarecer sobre o que, de fato, ocorreu naquela madrugada. Contudo, as perguntas são muitas; as respostas poucas, inconsistentes, confusas. As autoridades asseguram o cumprimento fiel dos ritos e prazos processuais, mas isso por si só não basta.

Diante do desastre reconhecido, as providências anunciadas embora necessárias, são insuficientes. Ninguém falou em medidas profiláticas e preventivas para evitar futuras ações policiais inconsequentes. Nessa história, todo mundo saiu chamuscado; só o banco manteve incólume o patrimônio.

É evidente que a atual prioridade da força policial é combater a criminalidade a qualquer preço. Para isso, recebe um grau elevado de autonomia que cheira até impunidade. Escolhe alvos, decide onde, quando e como realizar suas operações a sua maneira. Não se almeja uma polícia manietada em sua atividade, mas é imperativo um controle em ações de maior complexidade.

Integração entre forças policiais, existência de cadeia de comando clara, quantificação de meios humanos e materiais, previsão de medidas para conter riscos e presença de um negociador na cena são boas e imprescindíveis conselheiras em operações dessa natureza. Outra é não confiar no improviso e só no poder desmedido das armas.

Isso reclama ações propositivas e resolutivas que evitem a repetição de fatos injustos. Além da instauração de inquéritos, pedido de desculpa e afastamento de policiais, urge rápida e justa indenização às famílias. Mas reclama também que a força policial institua e observe um protocolo contemplando planejamento, organização, liderança, meios humanos, controle de armas e veículos, meios para contenção de danos, negociador habilitado e avaliação do resultado. Sem isso, é esperar onde o próximo drama vai desenrolar.

*Herton Ferreira Cabral

hertoncabral@mpce.mp.br

Promotor de Justiça.

CDL promove campanha Natal de Prêmios

Os consumidores têm até o dia 30 deste mês de dezembro para concorrer ao sorteio de um Toyota Etios Sedã zero quilômetro, uma moto Honda de 125 cilindradas e 10 TVs LED FULL HD de 40 polegadas, da campanha Natal de Prêmios Fortaleza.

Para participar, basta fazer uma compra no valor de R$ 50, trocar a nota fiscal por cupom no posto fixo de troca, que fica na Praça do Ferreira, de segunda a sexta, das 9 às 17 horas, e sábado, das 9 às 14 horas, ou por meio do site www.nataldepremiosfortaleza.com.br.

O sorteio acontecerá no dia 7 de janeiro e a entrega dos prêmios no dia 28 de janeiro, em ato na sede da CDL de Fortaleza, informa o presidente da entidade, Assis Cavalcante.

SERVIÇO

*CDL Fortaleza – Rua 25 de Março, 882, Centro.

(Foto – Paulo MOska)

Terminal Rodoviário João Tomé terá 480 viagens extras por conta do Natal

As empresas de transporte que operam no Terminal Rodoviário Engenheiro João Tomé disponibilizarão 480 viagens extras neste período natalino, número que pode aumentar de acordo com a demanda. A estimativa é de que até o termino do período, somadas as viagens normais e extras, mais de 1.734 viagens sejam realizadas, o que representa um aumento de 38% nas viagens normais.

Essas informações são do Detran, adiantando que 60 mil passageiros devem movimentar o terminal rodoviário a partir desta quinta-feira e até o dia 25, o que representa quase 70% a mais do que o número de passageiros que normalmente embarcam e desembarcam pelo local.

Entre os destinos mais procurados estão Sobral, Juazeiro, Iguatu, Camocim, Viçosa, São Benedito, Baturité, Beberibe, Crateús, Jericoacoara, Canindé, Limoeiro do Norte. Para as viagens interestaduais, as cidades mais procuradas são Recife, Natal, João Pessoa, Maceió, Teresina e São Luiz.

Dicas importantes para os passageiros

1-Adquirir os bilhetes de passagens com antecedência;
2-Chegar ao Terminal Rodoviário com 1h de antecedência ao embarque;
3-Conferir a documentação necessária para o embarque, principalmente das crianças;
4-Checar se as bagagens estão identificadas com nome, telefone e endereço;
5-Dirigir-se ao embarque com 30 minutos de antecedência;

SERVIÇO

*Terminal Rodoviário (85) 3256-2040 e 3256-5786

*Juizado de Menores (85) 3231-1015.

(Foto – Arquivo)

Punir é civilizatório

Com o título “Punir é civilizatório”, eis artigo de Nestor Eduardo Araruna Santiago, advogado criminalista, pós-doutor em Direito, professor da Unifor e UFC. Mais uma abordagem sobre o imbróglio em torno de liminar que livraria da prisão condenados em segunda instância como Lula. Confira:

Em seus escritos, os professores Aury Lopes Júnior e Alexandre Morais da Rosa lembram a todo momento que punir é um ato civilizatório e necessário, sob pena de retorno à barbárie. Mas é necessário que regras e procedimentos sejam respeitados, a fim de que o Estado, que detém com exclusividade o poder de punir, não pratique arbitrariedades.

A Constituição Federal (CF, art. 5º., LXVII) e o Código de Processo Penal (CPP, art. 283) estabelecem a impossibilidade de apresentar novos recursos contra decisão condenatória como marco inicial para o cumprimento de uma pena privativa de liberdade. Vale lembrar que o Supremo Tribunal Federal (STF) não permite que penas alternativas sejam cumpridas enquanto não forem esgotados todos os recursos. O fundamento está na impossibilidade de se reverter uma condenação indevida, que nenhuma indenização paga pelo Estado é suficiente para fazer desaparecer seus efeitos deletérios. Ora, se a regra vale para uma pena mais branda, vale também para a mais severa. O STF, em outro julgamento, disse que as prisões brasileiras são desumanas, verdadeiro “estado de coisas inconstitucional”.

No início de 2016, o STF decidiu por 6 a 5 pela possibilidade da prisão após julgamento em segunda instância (proferida em um Tribunal de Justiça, por exemplo). Possibilidade, e não obrigatoriedade, embora dois dos ministros tenham votado a favor do efeito automático da prisão. Neste sentido, há mais de 8 meses, houve propositura de uma Ação Direta de Constitucionalidade (ADC) n. 54, que procura fazer valer a correta interpretação dos textos da CF e do CPP, para que a prisão em segunda instância somente ocorra com base nos fundamentos e pressupostos legais (art. 312, CPP), nunca de forma automática.

Embora indevidamente suspensa pelo ministro Dias Toffoli, a decisão do ministro Marco Aurélio resgata a literalidade dos textos legal e constitucional, bem como coloca o STF na obrigação de decidir a situação jurídica irregular de quase 170 mil presos. Para que haja civilização, é necessário que a punição obedeça às regras, gostem-se delas ou não.

*Nestor Eduardo Araruna Santiago

nestor@nestorsantiago.com.br

Advogado criminalista, pós-doutor em Direito, professor da Unifor e UFC.

Camilo corta com uma mão e afaga com a outra

161 1

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta quinta-feira:

O governador Camilo Santana apresentou pacote de cortes de gastos de secretarias para 2019, mas reforçou o caixa de algumas instituições ainda neste ano.

Foi publicado ontem, no Diário Oficial, crédito suplementar de R$ 151 milhões para despesas com pessoal e encargos sociais.

Parte dos recursos também dará reforço no Réveillon 2019 e pagará despesas com conservação de rodovias estaduais. Somente o Fundo Financeiro (Funaprev) receberá R$ 47 milhões.

Fachadas de casas de Fortaleza serão pintadas pela Hidracor

258 1

Preto Zezé, presidente da Cufa.

Encerrando as comemorações dos seus 55 anos, a Hidracor, empresa do Grupo J. Macêdo, está pintando 55 fachadas de casas situadas em Fortaleza, mais precisamente nas comunidades das Quadras (Aldeota), Barroso, Lagamar e do Índio, no Canindezinho. A ação vai se encerrar no sábado (29). A iniciativa é feita em parceria com a Central Única das Favelas (Cufa).

Para colorir as casas para o Natal, a empresa doou 450 litros de tintas, entre acrílica e esmalte, além de selador acrílico e cal. A ação tem como apoiadores pincéis Condor, Caramelo Comunicação, Canha Group, Pé no Chão Camisetas e Quartzolit.

A entrega do projeto conta com doação de brinquedos para as crianças da comunidade das Quadras, contribuição feita pelos colaboradores da Hidracor e outros parceiros. O objetivo é levar alegria ao maior número de meninos e meninas do local.

Doação

Quem quiser participar da ação cedendo brinquedos, basta entrar em contato no telefone (85) 4005.4270 ou dirigir-se a sede da Tintas Hidracor (Avenida Mendel Steinbruch, Km 06, s/n – Pajuçara, Maracanaú-CE), das 8 às 17 horas.

(Foto – Divulgação)

TRT do Ceará – Sai lista tríplice para escolha de novo desembargador federal

Desembargadora federal Roseli Alencar e o juiz Paulo Botelho.

O Tribunal Regional do Trabalho – 7ª Região elegeu a lista tríplice para a vaga que está sendo aberta com a aposentadoria do desembargador federal Antonio Marques Cavalcante.

Foram eleitos os juízes Paulo Botelho, o mais votado, Carlos Roberto Rebonato e Clóvis Valença.

Agora, é saber quem vai escolher, depois que o processo passe pelo TST e Ministério da Justiça: Temer ou Bolsonaro?

(Foto – Paulo MOska)

PF investiga suposta compra de votos na campanha do filho do prefeito Zé Arnon

A Polícia Federal deflagrou, nesta manhã de quinta-feira, 20, continuação de força-tarefa contra compra de votos para a candidatura de Pedro Bezerra (PTB), deputado federal eleito em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri. O político é filho do prefeito do Município, Arnon Bezerra.

As investigações dão conta que o então candidato estaria utilizando a máquina pública para favorecer a campanha eleitoral, comprar votos e desviar dinheiro. Estão sendo cumpridos mandados na sede Prefeitura de Juazeiro do Norte, na Secretaria do Meio Ambiente do município, na Fundação Arnon Bezerra, além da casa de secretários e empresários em Barbalha, também no Cariri.

Buscas e apreensões também acontem em Viçosa do Ceará, Fortaleza e em um hospital ligado à Fundação Arnon Bezerra no Crato. Coletiva de imprensa para a divulgação de mais informações sobre o caso será realizada às 11 horas na sede da Polícia Federal de Juazeiro do Norte.

Com o nome de Graham Bell, a operação segue os trabalhos da primeira fase, chamada Voto Livre, realizada na véspera do primeiro turno das eleições 2018, no dia 6 de outubro. À época foram apreendidos telefones e computadores, que forneceram material e motivação para a deflagração da segunda fase.

(O POVO Online, com Serena Morais, da Rádio O POVO/CBN Cariri)

Ex-prefeito de Sobral – de Fortaleza para o Chile

Veveu, Izolda e Camilo.

A vice-governadora Izolda Cela ganhou seu diploma, durante a solenidade de diplomação, no Centro de Eventos, nessa quarta-feira, das mãos dos filho. O maridão dela, o ex-prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda (PT), apareceu ali só para lhe dar um abraço e cumprimentar o amigo, o governador Cid Gomes (PT).

Clodoveu tomou a rota, em seguida, para o Aeroporto Internacional Pinto Martins, onde pegou voou para Santiago do Chile. Ali, participará da III Jornada de Estudos sobre Liderança Escolar.

Já nesta quinta, às 10 horas, Clodoveu fará uma palestra sobre “ O Direito de Aprender e as Possibilidades de Superação das Desigualdades no Semi-árido Brasileiro” para integrantes de Organizações Não Governamentais e de representantes do Governo Chileno.

À frente da organização destas atividades está o Centro de Desarrollo de Liderazgo Educativo, a Facultad de Educación e Centro de Políticas Comparadas de Educación da Universidad Diego Portales-UDP.

Em silêncio, Clodoveu articula uma Escola de Formação de Gestores Escolares para servir ao esforço de melhorar a Educação Pública no Brasil, tendo como parceiro a Fundação Lemann. Veveu retornará neste sábado para o atal com a família, em Sobral.

(Foto – Paulo MOska)

Igreja do Carmo está sem a cruz no alto da torre

A Igreja do Carmo, situada no Centro de Fortaleza, está sem sua cruz no alto da torre. Nada de ação de vândalos. Foi para a restauração, pois, de tão enferrujada, corria o risco de despencar na cabeça de algum cristão.

Atualmente, o templo está sob a responsabilidade da Comunidade Católica Shalom. Não houve divulgação de quando a cruz voltará ao seu local, quando poderá ser novamente contemplada pelos católicos.

SERVIÇO

Paróquia de Nossa Senhora do Carmo – Avenida Duique de Caixas, s/n – Centro.

(Foto – Leitor Paulo Tadeu)

PIB do Ceará volta a ser maior do que PIB do País

377 4

O PIB do Ceará relativo ao trimestre de julho a setembro, que será divulgado nesta quinta-feira, pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Estado (Ipece), vem muito bem, obrigado.

Houve um crescimento maior que o do Brasil.

Nesse período, o Ceará registrou alta de 1,48%, enquanto a economia nacional avançou 1,30%.

Governo Camilo II – PT quer manter as quatro secretarias

Da Coluna do Eliomar de Lima desta quinta-feira, no O POVO:

Depois que o presidente do PT de Fortaleza, ex-vereador Deodato Ramalho afirmou que o partido espera que a nova gestão do governador Camilo Santana ganhe a cara do partido, adotando, de fato, seu programa, eis que mais um petista entra nesse cenário de cobranças e expectativas.

Francisco de Assis Diniz, ex-presidente estadual petista e atualmente secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado, diz torcer para que a legenda mantenha os espaços hoje ocupados na administração de Camilo.”Essa discussão está sendo feita no âmbito do partido, mas gostaríamos de manter o que temos na nova gestão”, afirma De Assis Diniz.

O PT detém hoje quatro secretarias: a SDA, a Controladoria e Ouvidoria, a Casa Civil – que virá fortalecida e com Nelson Martins à frente, e Cultura, onde Fabiano Piúba conta com o respaldo de entidades culturais e artísticas. Ele não fala no assunto, mas, da condição de quem ali chegou como interino para substituir o petista Guilherme Sampaio – que pediu o boné em fevereiro de 2016 e reassumiu como vereador de Fortaleza, acabou desenvolvendo bom trabalho e conquistando a confiança de setores do Palácio da Abolição.

(Foto – PT)

Editorial do O POVO – “Com respeito às Instituições”

120 2

Com o título “Com respeito às Instituições”, eis o Editorial do O POVO desta quinta-feira. Aborda esse imbróglio em torno de liminares pró e contra condenados em segunda instância, que envolve Lula. Confira:

Durou poucas horas a liminar do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizando a soltura de condenados em segunda instância. O ministro firmou a medida no último dia de trabalho do STF, que entrou ontem em recesso. Ficou de plantão o presidente da Corte, Dias Toffoli, que cassou a liminar de Marco Aurélio, a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Em seu despacho, Toffoli atende o pedido da Procuradoria-Geral até que o pleno da Corte “aprecie a matéria de forma definitiva, já pautada para o dia 10 de abril do próximo ano judiciário”.

Esse bate-cabeça entre ministros do STF remonta a outubro de 2016, quando a Suprema Corte, reinterpretando a Constituição, passou a considerar a possível execução provisória da pena após a condenação em segunda instância. Na ocasião, cinco ministros manifestaram-se contra a medida e outros seis votaram pela possibilidade da prisão, antes do esgotamento dos recursos. Tratava-se do julgamento de um caso concreto, decisão que depois generalizou-se, sem que fosse tomada decisão definitiva no âmbito do STF.

Para assunto de tamanha importância, não foi prudente, da parte do tribunal, manter a pendência por tanto tempo. Isso fez com que a polêmica se ampliasse, tornando-se mais acirrada ainda por envolver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um dos beneficiados se for decidida a inconstitucionalidade do cumprimento antecipado da punição.

Desde que começou a prevalecer a execução da pena, a partir da condenação em segunda instância, o ministro Marco Aurélio vem se mostrando um dos mais severos críticos da medida. Em sua decisão de ontem, ele escreve que existe “harmonia” entre a Constituição Federal e o artigo 283 do Código de Processo Penal”, instituindo que a prisão somente se dará “em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado”. Isso está – no argumento de Marco Aurélio -, em consonância com a letra do artigo 5º, inciso LVII da Constituição: “Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”. Os que defendem a possibilidade da prisão antecipada, afirmam que o fato de o réu ser preso não ofende a presunção de inocência, que lhe continuaria assegurada até o julgamento final.

De qualquer modo – sem entrar no mérito de qual dos lados está com a razão -, deve prevalecer o respeito às instituições. Se não houvesse a cassação da liminar do ministro Marco Aurélio, ela deveria ter sido cumprida sem que se lhe opusesse nenhum tipo de obstáculo. Da mesma forma, deverá ser acatada a sentença que a Suprema Corte prolatará, no próximo ano, a respeito do assunto.

(Editorial do O POVO)

Camilo anuncia novo secretariado até a próxima quarta-feira. Virá também um “Conselho de Notáveis”

Camilo, com filha Luisa, ao fundo Washington Luiz, futuro presidente do TJCE.

O governador Camilo Santana deve anunciar, até fim da próxima semana, o novo secretariado. Também virá um “Conselho de Notáveis”, a ser formado por membros da política, mas, principalmente, da sociedade civil que devem ser um fórum colaborativo das ações de gestão, oferecendo não só propostas, mas críticas.

Camilo, nesse cenário, tem discutido também o caso da futura mesa diretora da Assembleia Legislativa. O petista tem discutido nomes para o segundo governo simultaneamente às tratativas para a presidência da Casa.

Dois parlamentares se fortaleceram nos últimos dias para chefiar a AL: o atual presidente, deputado estadual Zezinho Albuquerque (PDT), e o correligionário Tin Gomes, primeiro vice-presidente. Evandro Leitão, também do PDT e líder do governo, continua no páreo, mas teria perdido força. Nos bastidores, deputados não gostariam de uma presidência tão ligada ao governismo.

Na terça-feira, 18, último dia de trabalhos na AL, Zezinho conversou com representantes de todas as bancadas em procura de apoio para um eventual quarto mandato. Apenas com o PT, já foram três rodadas de discussão.

Os deputados estaduais petistas Moisés Braz e Fernando Santana (eleito neste ano) devem ocupar lugares na nova mesa-diretora, enquanto Elmano de Freitas (PT) está com a função de líder do governo nas mãos.

Entre os pedetistas que se lançaram na corrida, porém, Tin tem mais acolhida entre os colegas de Assembleia. O deputado seria uma espécie de “terceira via” entre Zezinho, mais vinculado a Cid, e Evandro, nome de Camilo.

O POVO apurou que o governador pretende chegar primeiro a consenso em torno do indicado para o maior cargo da mesa da AL antes de fechar o novo secretariado, cujos acertos finais devem ser feitos até o sábado.

Na nova configuração do Estado, o número de secretarias passará de 27 para 21, o que faz aumentar a briga por cargos entre os 24 partidos aliados do chefe do Executivo.

Alguns secretários, no entanto, permanecem no grupo de Camilo no segundo mandato, a partir de 1º de janeiro de 2019. Nelson Martins (PT), hoje na Casa Civil, deve continuar na pasta, vitaminada com a reforma administrativa – assumiu funções que eram do Gabinete. O PT fica também com a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (DAS), da qual o presidente da legenda no Ceará diz não abrir mão.

Noutro lado da mesa, o PP do deputado federal eleito AJ Albuquerque, já entregou sua principal demanda ao governador: “Queremos continuar (na Secretaria de Cidades). Deixamos isso claro para o governador e agora estamos esperando a resposta”, disse o parlamentar, que é filho de Zezinho.

Durante participação na cerimônia de diplomação de todos os parlamentares eleitos pelo Ceará, ontem, no Centro de Eventos, o governador afirmou que o anúncio do secretariado deve ser feito entre Natal e Ano Novo. “Estou fechando os últimos nomes. Anunciarei todo o secretariado de uma vez só”, prometeu o petista.

Na semana que vem, Camilo realiza coletiva de imprensa para tratar da reforma administrativa e outras medidas cujo objetivo é garantir equilíbrio financeiro do Estado num cenário menos favorável em Brasília.

(O Blog com O POVO – Repórter Henrique Araújo/Foto – Paulo MOska)

Ato de diplomação dos eleitos é marcado por polarização política

A diplomação dos cearenses eleitos no pleito deste ano foi marcada por manifestações políticas que refletiram a polarização da campanha. Durante a entrega do diploma, deputados do partido do futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL) fizeram menção ao político, enquanto petistas gritaram “Lula livre”, em referência ao ex-presidente, que está preso em Curitiba.

A cerimônia tradicional de entrega dos diplomas do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) a todos os eleitos ocorreu na noite de ontem, no Centro do Eventos do Ceará. Participaram o governador Camilo Santana (PT) e sua vice Izolda Cela (PDT); os futuros senadores Cid Gomes (PDT) e Eduardo Girão (Pros); e os deputados federais e estaduais da próxima legislatura.

No início do evento, a decisão do ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio, que mandava soltar presos com condenação em segunda instância ainda estava em vigor. Como a decisão beneficiava Lula, diversos deputados petistas aproveitaram o momento da entrega para levantar bandeiras com o rosto do ex-presidente e gritaram palavras de ordem pela soltura dele. Foi o caso dos federais José Guimarães e Luizianne Lins e dos estaduais Elmano de Freitas e Moisés Braz, presidente do PT no Ceará.

Em resposta, o deputado estadual eleito André Fernandes (PSL), o mais bem votado do Estado, gritou que “lugar de bandido é na cadeia”. O deputado federal Heitor Freire (PSL) aproveitou a entrega do diploma para mostrar um livro de memórias do coronel Carlos Brilhante Ustra, que foi chefe do Doi-Codi durante a ditadura. O militar foi homenageado por Bolsonaro durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff (PT), em 2016.

Já o deputado Delegado Cavalcante (PSL) gritou o jargão de Bolsonaro durante a campanha: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. Durante as manifestações, os convidados da cerimônia, que assistiam da plateia, também levantavam bandeiras, aplaudiam e vaiavam as falas.

Além das manifestações políticas, o evento também foi momento de os eleitos traçarem objetivos para os seus mandatos. Camilo Santana afirmou que pretende “garantir que o Ceará seja o estado que mais invista no País”, e prometeu melhorias na educação, segurança e economia.

Os dois senadores eleitos afirmaram que teriam uma postura independente no Congresso Nacional e que trabalhariam para trazer melhorias para o Estado. Enquanto Girão é da base de Bolsonaro, Cid Gomes fará papel de oposição.

O deputado federal eleito Heitor Freire expôs livro A Verdade Sufocada, de Brilhante Ustra, apontado como torturador.

Bastidores

Família unida

O deputado federal Domingos Neto (PSD) subiu ao palco para receber o diploma de eleito ao lado dos seus pais Domingos Filho e Patrícia Aguiar (PSD), que também foi eleita para a Assembleia Legislativa do Ceará. A deputada estadual Dra Silvana (MDB) também subiu ao palco acompanhada do seu marido Dr Jaziel (PR), eleito para a Câmara dos Deputados. Aliás, quase todos os deputados aproveitaram o momento para tirar fotos com os respectivos companheiros e filhos.

Sem menção

Os sete deputados estaduais e três federais que tiveram pedido de cassação pelo Ministério Público Eleitoral do Ceará subiram ao palco e receberam os diplomas normalmente. Foram eles, os estaduais: André Fernandes (PSL), Aderlânia Noronha (SD), Danniel Oliveira (MDB), Érika Amorim (PSD), Leonardo Araújo (MDB), Sérgio Aguiar (PDT) e Tin Gomes (PDT); e os federais: Eduardo Bismarck (PDT), Genecias Noronha (SD) e Idilvan Alencar (PDT).

Faltas e atrasos

A deputada federal eleita Érika Amorim (PSD) não compareceu à cerimônia e seu marido Naumi Amorim, prefeito de Caucaia, recebeu no seu lugar. Entre os atrasados, a reportagem identificou pelo menos dois, que chegaram poucos minutos do início da entrega: André Fernandes (PSL) e Luizianne Lins (PT).

(O POVO – Repórter Letícia Alves/Fotos – Julio Caesar e Paulo Moska)

Natal Solidário reunirá cantores cearenses nesta quinta-feira

Eugênio Leandro entre os convidados.

O tradicional Natal Solidário dos Músicos de Fortaleza, organizado pelo cantor, compositor e violonista Ciribáh Soares, vai acontecer,  nesta quinta-feira, a partir das 19h30min, no bar e restaurante 100 Petiscos (Bairro da Varjota). Neste ano, o ingresso para o show será a doação de pacote de fraldas geriátricas tamanho G. Tudo será destinado à Casa de Nazaré, instituição que trabalha com apoio a idosos. O show tem o aval dos projetos Futuro e Memória e Jazz em Cena, na divulgação.

Além de Ciribáh Soares, reconhecido por trabalhos como o CD e DVD “Samba do Grande Amor” e por apresentações permanentes na noite de Fortaleza, o show reunirá dezenas de músicos cearenses.

Na lista, os cantores e compositores Edmar Gonçalves (autor do disco “Bússola” e premiado em vários festivais, como o Canta Nordeste e o Festival de Camocim), Eugênio Leandro (dos discos “Além das Frentes”, A Cor Mais Bonita”, “Castelo Encantado”, “À Hora dos Magos, nacionalmente reconhecido em festivais como o Prêmio Visa de MPB e veículos como a revista Carta Capital) e Gilmar Nunes (participante do disco e do show “Futuro e Memória – Grandes Nomes da Música do Ceará” e autor do disco “Pra Falar de Amor”).

Tarcísio Sardinha, o grande “maestro” da noite, do samba, do choro e da canção cearense, também participa do show, assim como o cantor e compositor Serrão de Castro (outro nome de destaque em festivais) e os guitarristas Mimi Rocha, consagrado diretor e produtor musical, autor do CD e do DVD “Bom de Ouvir”, e Lu D´Sosa (integrante do Projeto Timbral, com o qual lançou CD e DVD, e também diretor e produtor musical que divide palcos e estúdios com inúmeros artistas).

A cantora Masor Costa, o baterista Alex Oliveira, o percussionista Beto Bacelar, o acordeonista Freitas Filho e o cantor e compositor Val Xavier, de grande público no segmento do forró tradicional, são outros artistas que se apresentam nesta noite de congraçamento.

SERVIÇO

*Bar e Restaurante 100 Petiscos – Rua República do Líbano, 1080, Varjota).;

*Mais Informações – 99600-1887.

(Foto – Divulgação)