Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

VI Concurso de Ilustrações Lei Maria da Penha já está com votação popular aberta

A cearense Maria da Penha dá nome à lei que protege mulheres contra violência doméstica.

Está aberta a votação popular para eleger as melhores ilustrações da 6º edição do Concurso de Ilustração Lei Maria da Penha. O tema da seleção deste ano é “O empoderamento feminino como mecanismo de superação da violência”. O concurso foi criado por iniciativa da Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados em parceria com o Banco Mundial, como o objetivo de incentivar a discussão sobre a violência contra a mulheres, principalmente entre os jovens, e mostrar diferentes formas de superação feminina.

O resultado final das ilustrações mais curtidas na rede social será divulgado em 9 de julho – Fabio Rodrigues-Pozzebom /Agência Brasil
As 20 ilustrações selecionadas nas categorias “ilustrador amador” e “ilustrador profissional” podem ser vistas na página do concurso no Facebook . Serão escolhidas as três ilustrações de cada categoria que tiverem recebido mais “curtidas” até às 18h de 08 de julho.

O resultado final das ilustrações mais curtidas na rede social será divulgado em 9 de julho. A cerimônia de premiação dos vencedores ocorrerá na Câmara dos Deputados, em 08 de agosto, quando a Lei Maria da Penha completa 12 anos. Os ilustradores premiados receberão um computador portátil tipo tablet, um troféu e um diploma de menção honrosa.

As ilustrações também poderão ser exibidas em exposições e inseridas em cartilhas que serão distribuídas para escolas públicas de todos os estados. No material, os estudantes também terão acesso a informações sobre os direitos das mulheres em linguagem acessível.

Empoderamento feminino

Segundo o edital do concurso, o empoderamento deve ser entendido como as estratégias criadas pela própria mulher para superar a violência em todas as suas formas. O objetivo é ilustrar a mulher como protagonista no processo de rompimento com obstáculos morais, sociais e econômicos que a impedem de ter autonomia e liberdade e a deixam mais vulnerável à violência.

O concurso é realizado desde 2012 e já premiou canções, filmes e fotografias. O objetivo do concurso é divulgar o conteúdo da Lei Maria da Penha por meio de criações artísticas. A Lei Maria da Penha é considerada o principal instrumento legal para coibir as violências doméstica e familiar cometidas contra a mulher.

(Agência Brasil)

Um monumento à ausência da Cagece

192 1

Não, não é arte moderna ou coisa parecida.

Trata-se de um protesto espontâneo de quem circula pela avenida Aguanambi – quase esquina com Domingos Olímpio, com destino à BR-1116. Este esgoto da Cagece está há meses sem tampa e, para evitar acidentes, edificaram este monumento de pneus como forma de alertar os motoristas.

Alguém toma providências?

(Foto – Leitor do Blog)

PSL do Ceará inicia ação para interiorizar campanha pró-Bolsonaro

325 2

O Partido Social Liberal (PSL) realizou, no fim de semana, ação com o objetivo de “fortalecer a direita no interior do estado”, segundo informa o seu presidente estadual, Heitor Freire.

No sábado (30), o pré-candidato ao Governo, Hélio Gois e o pré-candidato a deputado federal Heitor Freire estiveram em Pacatuba (RMF), onde o movimento de direita inaugurou um outdoor em homenagem ao presidenciável.

Já no domingo, a visita ocorreu em Iracema |(Vale do Jaguaribe). O PSL deve divulgar, nos próximos dias, seu nome para o Senado.

(Foto – PSL)

Tasso só não é governo porque Camilo é do PT, diz Cabo Sabino

317 1

“Qual motivo Tasso tem pra ser oposição ao Camilo?” A pergunta parte de um ex-aliado do senador Tasso Jereissati (PSDB), o deputado federal Cabo Sabino, presidente estadual do Avante.

Durante posse como presidente estadual do Avante no último sábado, o parlamentar atirou contra o antigo bloco que o levou à Câmara Federal ainda em 2014.

Recém-chegado à base do governador petista Camilo Santana (PT), Sabino disse que, “até ontem, a segunda maior secretaria do Estado era do Tasso”.

O parlamentar refere-se ao titular da Secretaria do Planejamento e Gestão, Maia Júnior, que pediu licença do PSDB há menos de um mês alegando impasse entre sua condição de tucano e integrante da equipe de Camilo ao mesmo tempo.

“A oposição faltou ser oposição ao longo do tempo. Se tivesse construído um projeto para o Ceará desde o início, talvez tivesse crescido mais”, acrescentou Sabino.

Em agosto do ano passado, o deputado federal chegou a dizer que a oposição ao Abolição estava adormecida. “Mas é exatamente o que está acontecendo hoje. Eunício (presidente do Senado) está lá (no governo). Domingos Filho voltou. Gorete (Pereira, deputada do PR) foi pra lá. Genecias Noronha também. Era uma oposição que não existia”, criticou.

Perguntado se o fato de ter se bandeado para o governismo era uma estratégia de sobrevivência política, Sabino respondeu que o “problema da oposição se chama Camilo Santana”.

E completou: “As pessoas não têm motivo para fazer oposição ao Camilo. Ele não deu espaço, nunca alimentou ódio de alguém por ele. É diferente dos Ferreira Gomes”.

(O POVO – Repórter Henrique Araújo/Foto – Paulo MOska)

Procurador-geral do Ceará é o novo presidente do Fórum de Procuradores-Gerais do Nordeste

Juvêncio Viana, procurador-geral do Ceará, é o novo presidente do Fórum de Procuradores-Gerais dos Estados do Nordeste. Ele foi eleito durante reunião realizada em Fortaleza, no fim de semana. “É com muita honra que recebo mais esse desafio. Acredito que possamos buscar soluções para os problemas específicos da nossa região”, disse Juvêncio.

O Fórum dos Procuradores-Gerais do Nordeste é um espaço permanente criado no ano de 2015 pelos procuradores-gerais da região, que serve para debater temas específicos de interesses regionais e a defesa em juízo perante causas que envolvem, sobretudo, os estados nordestinos, como repasses na educação e na saúde, que são inferiores em relação a estados de outras regiões, entre outros problemas comuns aos Estados, intercâmbios e trocas de experiências.

(Foto – Divulgação)

Cabo Sabino e Capitão Wagner, ex-aliados, disputam palanque de Jair Bolsonaro no Ceará

Capitão Wagner e Cabo Sabino – Separados politicamente, mas unidos por Bolsonaro.

A passagem do pré-candidato Jair Bolsonaro (PSL) por Fortaleza não produziu apenas trocas de farpas com os presidenciáveis Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (Psol), que também visitava a capital cearense. Na cidade, dois ex-aliados, Capitão Wagner, hoje dirigente do Pros, e Cabo Sabino, presidente do Avante, entraram em rota de colisão na tentativa de tirar uma casquinha do militar.

E, nessa corrida, Wagner parece ter levado a melhor. Logo na recepção a Bolsonaro, na última quinta-feira, 28, o deputado estadual marcou presença no trio elétrico de onde Bolsonaro falou a centenas de apoiadores que foram até o saguão do Aeroporto Internacional Pinto Martins para recebê-lo.

Lá, fotografou-se ao lado do líder das pesquisas de intenção de voto na pré-campanha ao Palácio do Planalto – nos cenários em que o nome de Lula não é testado, o presidenciável aparece numericamente à frente de Marina (Rede), Ciro e Geraldo Alckmin (PSDB) nas sondagens feitas até aqui.

Na tarde do dia seguinte, o candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados foi ao hotel onde Bolsonaro daria entrevista coletiva, mas não ficou até o final – o evento atrasou cerca de uma hora. “O voto do Bolsonaro é consolidado, são pessoas que dificilmente vão mudar de posição até o segundo turno. O objetivo dele é chegar ao segundo turno, sim”, disse Wagner.

Questionado se procurava associar-se à imagem do militar carioca, o cearense respondeu que “tudo que pudermos fazer para impulsionar a campanha do Bolsonaro, nós faremos” e que seu compromisso com o PSDB se limitava à candidatura de General Theophilo.

O deputado apoia o tucano ao Governo do Estado contra a reeleição de Camilo Santana (PT).

Cabo Sabino não teve a mesma sorte. Na recepção a Bolsonaro, por exemplo, tentou subir no trio, mas foi barrado pela segurança. Seguiu a pé com aliados e outros apoiadores do presidenciável. Também evitou aparecer ao lado de Bolsonaro no restante da agenda do candidato em Fortaleza.

No sábado, durante evento que marcou sua posse como presidente estadual do Avante, militantes do partido vestiam camisas com os nomes “Mito” e “Cabo” juntos, numa referência ao pré-candidato.

O parlamentar minimiza a saia-justa: “Fui o primeiro cearense a trazer Bolsonaro ao Estado em 2015 quando ninguém queria estar perto dele. Nenhum político queria se aproximar do Bolsonaro”, afirma. “Fico feliz que outros políticos estejam sinalizando às bandeiras do Bolsonaro no Ceará. Acredito que ele seja o melhor pré-candidato e será o próximo presidente”.

Deputado federal, Sabino vai disputar novo mandato na Câmara. Eleito na chapa de Wagner em 2014, afastou-se do deputado no fim do ano passado, quando passou a fazer elogios públicos a Camilo. A exemplo do ex-colega de oposição, a base do eleitorado de Sabino situa-se no segmento militar.

Perguntado se aderiu à base do governador, o presidente do Avante se declarou “independente” e disse que “é da base do povo”.

(O POVO – Repórter Henrique Araújo)

Cláudio Ferreira Lima – A saudade do planejador de sonhos

Com o título “O planejador que sonhava”, eis Editorial do O POVO desta segunda-feira. Destaca a figura do economista Cláudio Ferreira Lima, que nos deixou no fim de semana. Confira:

A perda é irreparável. Cláudio Ferreira Lima, que acaba de nos deixar, abre com sua ausência um vácuo expressivo no ambiente das discussões sobre o Ceará, especialmente na perspectiva em que se busca um olhar de futuro. Uma lacuna que pede tempo e paciência para ser reposta na sua dimensão plena.

Para os que desfrutavam de sua convivência mais de perto, parentes e amigos, a saudade será mais intensa pela falta de uma das mais agradáveis companhias que alguém pode desejar para dividir um ambiente cotidiano, familiar, de trabalho ou de convivência social ampla. Para nós, do Grupo de Comunicação O POVO, que o tínhamos como um parceiro permanente no entusiasmo com as coisas do Ceará, um vazio imenso se vê estabelecido e, temos crença, há de ser preenchido naturalmente com o tempo porque o exemplo que ele deixa estabelece um legado que garante a permanência do espírito agregador que deixou firmado.

Os vários relatos de parentes, amigos, autoridades e admiradores, publicados ontem no O POVO, apresentavam na sua essência mais clara o homem de exemplos que nos deixa aos 71 anos. Um planejador por excelência, um sonhador por paixão e um cearense por convicção, mais do que por naturalidade, cuja passagem por este plano de existência foi de tal forma intensa que demandará ainda um tempo para que seus pensamentos e impressões percam a força da presença.

Poucos pensaram o Ceará ao longo de uma vida com a mesma competência, força e entusiasmo. Haverá sua marca gravada nas prioridades e nos passos que demos ao longo das décadas recentes até chegarmos à realidade de hoje, ainda distante do que todos imaginamos ideal, mas que apresenta resultados animadores, claros e concretos, devido à persistência de um grupo de pessoas que o tempo todo manteve o foco nas dificuldades e nas potencialidades de um Estado marcado mesmo pelos desafios.

Cláudio Ferreira Lima esteve sempre ali, na crítica, no elogio, na orientação, compatibilizando o olho do economista, que por isso sabia enxergar os números, com a visão de um cidadão que entendia a importância de as melhorias chegarem de verdade à vida da população, especialmente no seu segmento mais humilde e necessitado. Sem Cláudio Ferreira Lima, agora, nos resta assumir a dura responsabilidade de manter vivos os seus sonhos. De onde está, certamente, disporemos de seu apoio para dar continuação à luta que travou toda a vida pela construção de um Ceará melhor, mais justo, mais humano, mais feliz.

Padre Reginaldo Manzotti manda mensagem para o Blog divulgando o Evangelizar 2018

O Padre Reginaldo Manzotti lotou, nesse domingo, no Ginásio Paulo Sarasate, quando lançou ali, com show, o seu mais recente livro – Combate Espiritual. No Ato, ele aproveitou para divulgar o Evangelizar 2018 e mandou uma mensagem especial para este Blog.

Manzotti deverá, na tarde desta segunda-feira, estar em São Gonçalo do Amarante, (Região Metropolitana de Fortaleza). Ali, também lançará seu livro Combate Espiritual em clima festivo e de louvores.

Avante quer reeleição de Sabino e eleição de Valdemiro Barbosa

Durante encontro nesse sábado (30), no Seminário da Prainha, na Praia de Iracema, o Avante anunciou que deverá investir na pré-candidatura à reeleição do deputado federal Cabo Sabino.

Outro anúncio foi a segunda vice-presidência do partido para o presidente licenciado do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), Valdemiro Barbosa.

Pré-candidato à Assembleia Legislativa, Valdemiro Barbosa disse que é preciso reforçar as demandas da categoria, que nunca teve um representante no Legislativo Estadual.

Há seis anos à frente do movimento sindical, Barbosa liderou a greve dos agentes penitenciários em 2016, quando a categoria reivindicou o aumento da Gratificação de Atividades Especiais e de Risco (GAER) de 60% para 100%.

Antes de requerer a licença das atividades sindicais, Valdemiro Barbosa também se reuniu com a secretária Socorro França, titular da Secretaria da Justiça (Sejus), para pedir a nomeação imediata do cadastro de reserva do último concurso público, bem como a retificação do edital.

(Foto: Divulgação)

Camilo Santana e o quase consenso político-eleitoral no Ceará

372 2

Em artigo sobre as eleições no Ceará, o sociólogo e consultor político Luiz Cláudio Ferreira Barbosa avalia a aliança política de Camilo Santana. Confira:

O governador Camilo Santana (PT) construiu a maior base governista dos últimos 30 anos na história política-eleitoral do Ceará. A frente de aliados do chefe do Executivo estadual pode ser comparada a um ônibus, por isso vou nomear de governo-ônibus.

O motorista é o governador Camilo Santana e as primeiras fileiras são ocupadas pelos aliados de primeira ordem ou hora, no caso mais específico o grupo dos irmãos Ferreira Gomes (Ciro-Cid), as fileiras no meio do transporte são ocupadas pelos partidos aliados (PT-PDT-PP e outros), nas fileiras finais estão os neoaliados: Eunicio Oliveira (MDB), Genecias Noronha (SD), Gorete Pereira (PR) e Domingos Neto (PSD).

O ex-governador e atual senador cearense, o empresário Tasso Jereissati (PSDB), já esteve à frente do comando do estado do Ceará, por três vezes, além de outros governadores eleitos por seu grupo político. Tasso Jereissati sempre teve forte oposição ao seu grupo político. O anti-tassismo tinha duas frentes específicas: anti-tassismo de direita (PMDB-DEM) e o anti-tassismo de esquerda (PT-PSB e PC do B). O ex-governador Cid Gomes (PDT) formaria o maior condomínio político-administrativo e eleitoral dos últimos anos (2007-2018). Cid Gomes sempre teve atrito com determinados aliados que eram obrigados a ir para a oposição estadual ou anti-cidismo. Até esse momento do calendário eleitoral, ainda não temos frente oposicionista intitulada de anti-camilismo.

Camilo Santana ainda procura atrair os setores anti-cirista-cidista das oposições cearenses, para que pelo menos fiquem neutras no primeiro turno da sucessão estadual de 2018. Camilo Santana promete não perseguir os grupos políticos do vice-prefeito de Maracanaú, o empresário Roberto Pessoa (PSDB), e do ex-governador Lúcio Alcântara (PSDB), através do seu emissário da paz, o senador Eunicio Oliveira, que ainda mantém relação política-administrativa com os grupos citados.

Há certa percepção na sociedade civil cearense da reeleição do governador Camilo Santana, para o seu segundo mandato (2019-2022). Camilo deverá trazer os neoaliados para os assentos da frente do seu governo-ônibus, com uma certa inexistência de zonas de atritos, em relação ao grupo político do ex-governador e futuro senador Cid Gomes, pois é necessária a manutenção dessa gigantesca base aliada nas eleições municipais de 2020. Os seguintes deputados federais deverão compor o principal núcleo do camilismo nos próximos quatro anos: Genecias Noronha (SD), Domingos Neto (PSD), Gorete Pereira (PR) e outros.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

Prefeitura de Milagres inscreve para concurso público até 3 de julho

A Prefeitura de Milagres (Região do Cariri) inscreve, até o próximo dia 3, em seu site, para concurso público destinado ao preenchimento de 457 vagas de níveis fundamental, médio, técnico e superior assim divididas: 154 para cargos efetivos e 303 para cadastro de reserva.

Os salários, de acordo com o edital, variam de R$ 954 a R$ 8 mil, com jornada de trabalho de até 40 horas semanais.

As taxas de inscrição variam de acordo com o nível: fundamental – R$ 80 ; médio/técnico – R$ 100; e superior R$ 150.

SERVIÇO

*Mais Informações no edital aqui.

 

Confira o que vai funcionar na segunda-feira de jogo do Brasil

Confira como vai ficar a rotina de Fortaleza nesta segunda-feira, dia de jogo do Brasil contra o México:

SUPERMERCADOS
Fecham 30 minutos antes do jogo e reabrem 30 minutos depois, conforme a Associação Cearense de Supermercados

COMÉRCIO

Fecha meia hora antes do início da partida, reabrindo meia hora depois. No Centro, os funcionários, lojistas e clientes poderão ver o jogo em telão instalado na Praça do Ferreira. As informações são da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL)

POSTOS DE COMBUSTÍVEIS

O funcionamento não sofrerá alteração, conforme o Sindicato dos Empregados em Postos de Serviço de Combustíveis e Derivados do Petróleo do Estado (Sinpospetro)

ENEL

Lojas funcionam até as 10h30min e reabrem a partir das 14 horas

CAGECE

Lojas Fechadas

JUSTIÇA DO TRABALHO

Sem expediente

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Dia é ponto facultativo para os servidores do Judiciário estadual

GOVERNO DO ESTADO

Dia é ponto facultativo para os servidores estaduais

AGÊNCIAS BANCÁRIAS

Funcionam das 8h30min às 10h30min, reabrindo às 14 horas para fechar às 16 horas

METROFOR

A operação das linhas será interrompida 30 minutos antes do início da partida e retomada 30 minutos após o encerramento

HOSPITAIS, UPAS E POSTOS DE SAÚDE

Todos os serviços de urgência e emergência (hospitais e UPAs) funcionam 24 horas. Os postos de saúde têm funcionamento facultativo

SHOPPINGS

As lojas abrirão normalmente, fechando meia hora antes do início do jogo e reabrindo após o fim da partida.

(Com O POVO Online)

Geraldo Luciano já se cacifa para a disputa em Fortaleza?

Do executivo Geraldo Luciano, vice-presidente do Grupo M. Dias Branco, hoje no Partido Novo, depois ter sido elevado à condição de vice-presidente estadual do PSDB:

“Quero participar da vida pública, mas não será em 2018.” Nessa sexta-feira, o grupo inaugurou uma escola de gastronomia em Fortaleza.

Seria, digamos, em 2020? Eis a dúvida.

(Foto – Divulgação)

Jornalista Fernando Maia será agraciado com a Medalha Boticário Ferreira

O jornalista Fernando Maia, colunista de Política do O Estado e que tem programa na Rádio Assunção AM, além de uma carreira profissional com mais de 40 anos de batente, vai receber a Medalha Boticário Ferreira, a mais alta comenda da Câmara Municipal de Fortaleza.

A data da sessão especial ainda será marcada.

Fernando, com quem trabalhamos na Rádio Uirapuru e no O POVO, merece a homenagem. É um profissional que, diariamente, circula pelos bastidores dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.

DETALHE – Foi quem nos abriu as portas para nosso primeiro emprego em jornal, no caso, O Estado.

Política dinâmica – Lúcio pode ser senador com apoio de Tasso Jereissati

Da Coluna Política do O POVO, assinada pelo jornalista Érico Firmo neste sábado, o tópico “Retorno de Lúcio”. Confira como, na área política, o mundo dá voltas:

A perspectiva de Lúcio Alcântara se candidatar ao Senado pelo PSDB é uma enorme reviravolta na trajetória que a sigla percorreu desde a década passada. A saída dele da legenda, no começo de 2007, encerrou o que talvez tenha sido a maior crise da história do partido no Ceará, e também a com mais consequências. Lúcio era governador, foi acusado por Tasso Jereissati de tolerar “interferências domésticas” na administração. Fez alusão ainda a Lúcio como “duas caras” e falso. Lúcio repudiou as afirmações, ficou visivelmente abalado. Foi para a campanha como quem segue para o abate. A disputa contra Cid Gomes já seria difícil e se tornou inviável com a sigla dividida.

O racha marcou o fim de 20 anos de predomínio tucano no Estado. Encerrado o mandato, Lúcio deixou a sigla e se filiou ao PR. O PSDB se aliou a Cid e a então nova legenda de Lúcio se tornou raro resquício de oposição. Quatro anos depois, os tucanos romperam com Cid, Tasso foi derrotado na tentativa de se reeleger senador. Eles se reencontraram na oposição.

Orgulho em relação a brigas passadas talvez pareça fora de sentido uma vez que os envolvidos estão há tanto tempo distante do poder estadual. Naquele época, o pano de fundo era o controle do partido e os rumos da administração. Hoje, mesmo denúncias graves estão relativizadas.

O aspecto curioso é que, à época, Tasso fez oferta a Lúcio para que se candidatasse a senador, e não à reeleição como governador. Ele rejeitou naquele momento o cargo que pode postular este ano.

Chacinas no Ceará já deixaram 39 mortes neste ano

Maior chacina da história do Ceará deixa vários mortos no bairro Cajazeiras. 

A Chacina ocorrida em Quixeramobim foi a quinta deste ano no Ceará. As três primeiras aconteceram entre 7 e 29 de janeiro, entre elas a maior matança da história do Ceará: a chacina das Cajazeiras. Ao todo, 35 pessoas foram mortas nas ocorrências.

O primeiro caso foi registrado em Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza, na noite de 7 de janeiro. Quatro pessoas foram encontradas mortas em uma casa no bairro Novo Parque Iracema, na subida da Serra de Maranguape.

No dia 27 de janeiro deste ano, um tiroteio em uma casa de forró no bairro Cajazeiras, na Capital, deixou 14 mortos. Oito mulheres e seis homens. O crime supera os 11 mortos em Messejana, em novembro de 2015. Não demorou 72 horas para que um massacre dentro da Cadeia Pública de Itapajé deixasse 10 internos mortos e oito feridos. De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), briga entre grupos rivais resultaram nas mortes.

Na noite do dia 9 de março, outro massacre. Sete pessoas foram mortas nas ruas do Benfica, conhecido bairro boêmio e universitário de Fortaleza. As três primeiras vítimas foram executadas na Praça da Gentilândia. As duas primeiras pessoas foram alvejadas com 10 tiros e a terceira teve cinco perfurações à bala.

Mais três pessoas foram mortas em frente à sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), na Vila Demétrio. A última execução aconteceu na rua Joaquim Magalhães. Além dos mortos, um jovem de 22 anos foi baleado no pé e uma mulher de 25 foi acertada por disparos no braço e na barriga. (Rubens Rodrigues)

Para denunciar

A polícia informa que denúncias sobre a chacina de Quixeramobim podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social-SSPDS.

O sigilo é garantido.

(O POVO/Foto – Evilázio Bezerra))

Morre o economista Cláudio Ferreira Lima

Morreu, neste sábado, em Fortaleza, o economista Cláudio Ferreira Lima (71). Ele lutava contra um câncer. O velório acontece a partir do meio-dia, na Funerária Ethernus. O enterro ocorrerá neste domingo, às 10 horas, no Cemitério Parque da Paz.

Cláudio Ferreira era funcionário aposentado do Banco do Nordeste e conhecido por suas contribuições no campo do planejamento estratégico para vários segmentos do setor produtivo do Estado. Atuou como secretário-adjunto da Agência do Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece) e estava, ainda na Era Camilo Santana, como assessor especial do Palácio da Abolição.

Com Nicolle Barbosa, ex-presidente do CIC e ex-titular da Adece, Cláudio elaborou um programa estratégico de desenvolvimento para o Nordeste, que chegou a ser incluído na plataforma do falecido presidenciável Eduardo Campos (PSB).

Foi secretário do Planejamento da Era Tasso Jereissati, integrava como membro o Instituto do Ceará e foi colaborador do O POVO e consultor do Anuário do Ceará.

VAMOS NÓS – Era também um grande homem. Em todos os sentidos.

(Foto – Reprodução Video)