Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

PPL fecha apoio à reeleição de Camilo Santana

O PPL vai apoiar a reeleição do governador Camilo Santana (PT). Quem confirmou, nesta segunda-feira, foi o vereador Gardel Rolim, adiantando que esta deverá ser a tendência do partido que já está como parceiro do governo e também do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

Gardel destaca que Camilo ainda tem muito a fazer para melhorar a situação do Estado em setores como segurança pública.

Sobre a disputa presidencial, Gardel informou que o PPL tem como pré-candidato João Vicente Goulart, filho do falecido presidente João Goulart.

Zoológico Sargento Prata recebe mais seis animais; No grupo, um jacaré do papo amarelo

Seis novos animais já estão morando no Parque Zoológico Municipal Sargento Prata, situado no bairro Passaré. Trata-se de um casal de raposas (Lycalpex vetulus), duas iguanas verdes (Iguana Iguana), um jacaré do papo amarelo (Caiman latirostris) e uma jiboia (Boa constrictor). Os animais são provenientes do Aquário de Natal- RN e, de acordo com a gestão do equipamento, estão bem e se adaptando ao novo ambiente.

Segundo a bióloga e chefe de Núcleo do Zoológico, Andressa Fraga, a chegada dos novos animais representa uma oportunidade de apresentar ao público espécies bastante interessantes. “Ao expor os animais, pretendemos promover a educação ambiental, compartilhando informações sobre as diferentes espécies, ressaltando o papel dos zoológicos para a conservação da biodiversidade e da natureza”, destaca.

Com a chegada desses novos animais, o zoológico passa a contar agora com 160 animais de 48 espécies entre mamíferos, répteis e aves, a maioria da fauna brasileira. Com uma área verde de aproximadamente quatro hectares, o zoológico pretende receber mais animais no decorrer dos anos. O superintendente da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Régis Tavares, diz que há uma proposta de ampliar o plantel com novas espécies.

(Foto  Ilustrativa)

Jurema começa a ter coleta domiciliar normalizada, informa a Prefeitura de Caucaia

464 1

Jurema, o segundo maior distrito de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), começou a ter a coleta domiciliar regularizada nesta segunda-feira, informa a assessoria de imprensa da Prefeitura. As populações dos bairros São Miguel Novo, São Miguel Velho, Parque das Nações, Boa Vista, Parque Albano e Parque Guadalajara estão sendo cobertas pelo serviço três vezes por semana. Sempre às segundas, quartas e sextas-feiras.

Essas são as seis primeiras regiões do município com regularização da coleta após a Prefeitura informa ter constatado, em auditoria interna, irregularidades e cobranças indevidas por parte do Grupo Marquise durante todo o ano de 2017. A expectativa é de que até o fim desta semana a regularização do recolhimento do lixo domiciliar alcance 85% do território caucaiense.

“Nós vamos em breve ter nossa cidade novamente limpa, sem termos que desembolsar um absurdo por isso, como estavam nos cobrando”, disse, nesta segunda-feira, o prefeito Naumi Amorim.

A regularização da coleta na Grande Jurema foi possível através de um mutirão iniciado no último sábado (13/1) para retirar resíduos e entulhos de ruas e avenidas. Essa força-tarefa já chegou ao Conjunto Nova Metrópole e a boa parte do Arianópolis, onde a coleta domiciliar deverá ser normalizada à noite, informa a Secretaria Municipal de Patrimônio, Serviços Públicos e Transporte (SPSPTrans).

(Foto – Divulgação)

As abelhas e a morte por néctar envenenado por agrotóxicos

Com o título “Afasta de mim esse cálice”, eis artigo do professor e pesquisador Jeovah Meireles, que pode ser conferido no O POVO desta segunda-feira. Jeovah aborda uma possível causa da morte de abelhas pelo néctar envenenado por agrotóxicos. Confira:

As abelhas, em risco de extinção no nosso planeta, estão encontrando no cálice das flores o néctar e os “defensivos agrícolas”. Bebem. E morrem. É veneno?

Há variados tipos de agrotóxicos para matar organismos que dão vida ao solo e que sustentam a biodiversidade. Além das diversificadas formas de contaminar as pessoas, as pulverizações com venenos especializados em matar o mato (e o solo), também afetam populações camponesas e consumidores. No pacote agrobiotecnológico liderado pelos “venenos” estão verdadeiros atentados à vida como, por exemplo, a tentativa de liberar as sementes geneticamente modificadas denominadas de terminator ou sementes suicidas (são estéreis).

Uma possível causa da morte das abelhas é o néctar envenenado por agrotóxicos.

No contexto dos maiores mercados consumidores de agrotóxicos do mundo, pesquisadores brasileiros encontraram princípios ativos de venenos lançados por avião nas caixas-d’água de residências no campo, nos canais de água doce, na corrente sanguínea dos trabalhadores (com alterações cromossômicas) e no leite materno das mulheres camponesas. E não sabemos com segurança o volume de agrotóxicos comercializado por cultura e por município.

Ainda assim, com as evidências científicas e ao revelar dados para a sustentabilidade no campo e para a saúde pública, do Relatório Nacional de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos elaborado pela Ministério da Saúde, o pesquisador da Fiocruz no Ceará, Fernando Ferreira Carneiro, foi interpelado judicialmente pela Federação da Agricultura do Estado do Ceará (FAEC). A ameaça de criminalização em curso inclui questões como Fernando ter usado a palavra veneno para expressar os problemas dos “defensivos agrícolas” (expressão exigida pela FAEC).

Ora, veneno é rótulo dos agrotóxicos, e deve ser acompanhado do símbolo da caveira nas embalagens por lei.

As pesquisas que tratam de revelar os malefícios dos agrotóxicos e das sementes transgênicas, o direito à alimentação adequada e segura, em tempos de proliferação de inúmeros casos de censura e intimidação – “tanta mentira, tanta força bruta” –, estão sendo submetidas a tentativas perversas de “tragar a dor, engolir a labuta” dos pesquisadores. Exigimos “outra realidade menos morta”, não cálice contaminado.

*Jeovah Meireles

jeovahmeireles@gmail.com

Professor Dr. da Universidade Federal do Ceará (UFC). Pesquisador do CNPq.

PPS confirma: apostará fichas em Jesualdo Farias para deputado federal

O PPS do Ceará, reunido no fim de semana com dirigentes estaduais e coordenadores dos movimentos sociais (Mulheres , Igualdade , Diversidade e Juventude), fechou algumas estratégias de olho nas eleições. Uma delas: o secretário estadual das Cidades e ex-reitor da UFC, Jesualdo Farias, disputará vaga de deputado federal pela legenda.

Jesualdo Farias, na ocasião, fez uma exposição sobre a conjuntura nacional e lamentou que o debate politico no País tenha sido tragado pela intolerância. “O momento nos exige união. É imperativo que o Brasil supere a crise e as eleições de 2018 serão, sem dúvida, uma grande oportunidade”, acentuou Jesualdo.

Segundo o presidente Alexandre Pereira no momento em que a politica “está achincalhada pela corrupção e em total descredito, um homem com a historia e estatura moral de Jesualdo querer contribuir de forma efetiva é motivo alento e orgulho.”

Na reunião do PPS ficou definido também que para deputado estadual não será permitido pre-candidatos com mais de 20 mil votos em urna. Já para deputado federal o corte será de 50 mil votos. ” O PPS quer seus pré-candidatos disputarão em pé de igualdade. Foi assim em 2014 e em 2016. Deu certo. Não vamos mudar.” complementou o dirigente estadual do partido.

(Foto – Divulgação)

Camilo dará aula em curso de formação para mais uma turma de aprovados da Polícia Civil

O governador Camilo Santana (PT) vai dar a aula inaugural do Curso de Formação da segunda turma de aprovados no concurso da Polícia Civil. Será nesta terça-feira, a partir das 9 horas, no Ginásio Poliesportivo da Parangaba.

Foram convocados 730 futuros delegados, inspetores e escrivães para participarem das aulas na Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp).

A primeira turma teve 650 nomeados, o que reforçou os trabalhos da polícia judiciária e permitiu, por exemplo, que o número de delegacias 24 horas no Estado mais do que dobrasse em apenas um ano, informa a assessoria de imprensa do Palácio da Abolição.

Unimed Ceará e Unifor fecham parceria na área da Tecnologia da Informação em Saúde

Darival Bringel (Unimed Ceará) e a reitora Fátima Veras.

A Unimed Ceará, por meio do seu presidente, Darival Bringel, firmou, nesta segunda-feira, um convênio com a Universidade de Fortaleza (Unifor). A parceria consiste na cooperação técnica científica em projetos e atividades voltadas para a área de Tecnologia da Informação em Saúde.

O convênio, realizado através da CSPAR (Ceará Saúde Participações), a holding do Sistema Estadual Unimed, buscará investir em pesquisas que possam resultar em projetos inovadores para o mercado de saúde suplementar, como por exemplo a criação de aplicativos que facilitem o acesso de beneficiários aos serviços oferecidos, explicou Bringel.

“Essas inovações buscam conhecer o perfil epidemiológico de nossos clientes para que possamos desenvolver políticas de saúde com qualidade e controle de custos”, acrescenta o presidente da Unimed Ceará. Ele se diz otimista com esta iniciativa, pois reconhece que “a Unifor é uma excelente parceira com expertise, competência e idéias inovadoras, que concilia investimentos e resultados excepcionais”.

(Foto – Divulgação)

Vem aí o bloco “Turminha da Folia”

Pelo segundo ano consecutivo, vai sair o bloco “Turminha da Folia”. A animação ocupará espaços na Praça Ari de Sá Cavalcante (Bairro Parque Araxá), dia 27 próximo, a partir das 16h30min, com pintura de rosto, teatro de fantoches e às 17h30min o agito com a banda Só Alegria.

Antes, haverá sábado próximo (20), a partir das 16 horas, uma oficina de máscaras infantis na área de eventos do Shopping Benfica. A criançada vai customizar máscaras que utilizarão no bloco.

SERVIÇO

*Praça Ari de Sá Cavalcante – Avenida Jovita Feitosa, s/n, bairro Parque Araxá.

*Aberto ao público.

(Foto – Divulgação)

Avião ultraleve cai na lagoa de Catu e deixa um ferido

Um acidente com um avião ultraleve na Lagoa do Catu, em Aquiraz (Região Metropolitana de Fortaleza), deixou ferido o piloto Davi Freitas (60). O fato ocorreu na manhã desta segunda-feira, 15.
Segundo a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), a vítima sofreu fratura nas duas pernas e foi levada consciente em UTI aérea para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza.
O Corpo de Bombeiros informou que a aeronave caiu próximo à lagoa, após tocar uma mureta, e que apenas o piloto estava no avião. Três viaturas chegaram a ser deslocadas para o local.
Por nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o piloto estaria realizando testes no equipamento de prefixo PU-HCJ quando o acidente ocorreu. O comunicado ainda diz que houve um princípio de incêndio no equipamento, mas foi rapidamente controlado.
(O POVO Online/Foto – SSPDS)

Chico Lopes alerta consumidor para lei que combate itens abusivos do material escolar

Membro da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados, Chico Lopes (PCdoB) alerta o consumidor que está às voltas com a compra de material escolar, neste começo de ano. Ele lembra que há uma lei específica, de sua autoria, proibindo as escolas de exigirem itens abusivos. Trata-se da lei federal 12.886/13.

Nessa proibição de inclusão na lista de material escolar do aluno entram itens de uso coletivo como papel higiênico, detergente, álcool, copos e talheres descartáveis, grandes quantidades de papel, tinta para impressoras, grampeador, grampos e pastas classificadoras.

“No geral, itens que sejam de uso coletivo, e não de uso individual do aluno, são considerados abusivos e não devem ser comprados pelos pais”, destaca Chico Lopes (PCdoB). Ele parabeniza o Procon Fortaleza pelo trabalho de fiscalização que realiza no que diz respeito às listas de material emitidas por diversas escolas.

DETALHE – Pesquisa feita pelo Procon Fortaleza revelou uma diferença de mais de 600% em alguns itens de material escolar.

Capitão Wagner ainda é o Plano A da oposição para disputar o Governo

A oposição no Ceará ainda acredita em um acordo que possa tornar realidade a candidatura do deputado estadual Capitão Wagner (PR) ao Governo do Ceará em outubro próximo.

Depois do parlamentar recuar, com as condições impostas pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), lideranças que fazem oposição ao governador Camilo Santana (PT) não creem ainda no discurso de desistência. Na última sexta-feira, 12, Wagner chegou a declarar ao O POVO inclinação para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados.

O senador tucano vetou a presença do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) no palanque de oposição. Capitão Wagner, no entanto, defende palanque aberto. Além disso, afirma que não quer se comprometer com o governador de São Paulo para não prejudicar a relação com o seu eleitorado, que simpatiza com a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro.

O conselheiro em disponibilidade do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Domingos Filho disse que não houve um recuo, mas sim a exposição do cenário da oposição. “Eu acho que o Capitão Wagner não descartou completamente essa questão. Ele é a prioridade das oposições. O que ele está querendo, e com justa razão, é definir um conjunto de metas e estruturas em que os partidos possam contribuir para a campanha”, disse Domingos Filho, ao defender o nome do aliado para o Palácio da Abolição.

O vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), é outra liderança que não vê como um recuo a posição do pré-candidato, e sim como “alerta”. “Ele foi transparente e colocou um assunto que poderia estourar na campanha. Foi colocada a questão do palanque aberto. E o Wagner não é Bolsonaro, mas a militância que apoia ele, que vai a todo lugar, é uma militância que tem simpatia pelo Bolsonaro. Aí o Tasso disse que fica difícil”, relembrou.

Pessoa diz que na próxima reunião com Tasso, que deve ocorrer entre a última semana de janeiro e o início de fevereiro, tudo vai ser “conversado” novamente, da estaca zero.

É nessa reunião que o nome do próprio Tasso pode despontar como candidato (embora as chances sejam poucas), assegura o ex-presidente do PSDB estadual, Luiz Pontes. “Tasso ou qualquer outro tucano” pode ser lançado como candidato, diz o ex-senador.

Pontes, no entanto, não descarta completamente o nome de Wagner para apoiar. Só argumenta que “ninguém aceita” dividir votos com Bolsonaro no Ceará. “Isso ficou bem claro, mas vamos ter outra reunião”.

Fragilidade

Deputado de oposição, Roberto Mesquita (PSD) disse que o grupo adversário ao governador está encontrando dificuldades para lançar um nome porque não foi feito um programa com a participação de todas as lideranças. O grupo, segundo ele, foi prejudicado com as desistências de Eunício Oliveira (MDB) e Tasso Jereissati (PSDB).

“Os líderes da oposição deveriam ter construído um projeto para a campanha há tempos. O governador fazendo campanha e a oposição parada. Isso cria uma fragilidade muito grande”, pontua.

(O POVO – Repórter Wagner Mendes)

Governo estadual vai destinar 1,01% da receita tributária líquida para a Funcap

O governo do Ceará vai destinar 1,01% da receita tributária líquida do Estado do Ceará para a Funcap, neste ano de 2018. A informação é do secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Inácio Arruda, adiantando que o governador Camilo Santana assumiu ainda o compromisso de chegar a 2% dessa receita, gradativamente, em um período de 10 anos.

De acordo com Inácio, o repasse desses recursos representará, no final de 2027, mais de 3 bilhões de reais para a ciência e tecnologia.

“Depois da criação da Funcap e da Secitece no inicio da década de 90, esta é a mais importante notícia para comunidade científica e terá forte repercussão no projeto Ceará 2050″, destacou Inácio Arruda.

O presidente da Funcap, Tarcísio Pequeno, comemora e anuncia que com isso será criado  o programa Cientista/Chefe e virá ainda a instalação de um laboratório de análise de dados, visando a avaliação dos impactos às políticas públicas.

Cinturão das Águas – Pagamento à vista para empreiteiras

A preço de hoje, as águas do Rio São Francisco só chegarão ao Ceará daqui a oito meses. Um desalento para quem enfrenta o colapso da seca há seis anos. O dinheiro, que estava atrasado e reduziu o trabalho nos canteiros de obra do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), caiu na conta do Estado. R$ 65 milhões depositados em 28 de dezembro pelo Ministério da Integração Nacional. Intervenção e mimo de Eunício Oliveira (PMDB) no namoro político com Camilo Santana (PT).

Desse bolo, segundo uma fonte, R$ 42,5 milhões serão pagos, hoje, às empreiteiras que têm de correr por causa da ameaça de mais um ano de estiagem. Sobram R$ 22,5 milhões, montante que dará para pagar as contas deste mês e do próximo. Uma nova remessa de grana, das bandas do governo Temer, foi prometida para março. Mas sem previsão de valor.

O dinheiro, por enquanto, não é o problema, mas o ritmo das obras do CAC ainda não acelerou. As chuvas da pré-estação no Cariri estariam freando. Se a quadra chuvosa (março) for intensa, mais atraso à vista.

Segundo outra fonte, 88% do Trecho Emergencial do CAC estão concluídos. Ele mede 53 km e mandará as águas de Francisco para os rios Salgados e Jaguaribe. Os 12 quilômetros do Lote II, no Emergencial, são o que mais precisa avançar.

(Foto – Divulgação)

Se for viajar para áreas com febre amarela, não se esqueça de se vacinar

Com comprovantes de viagens em mãos, muitas pessoas procuraram, na última semana, vacina contra a febre amarela no Posto de Saúde Paulo Marcelo, no Centro de Fortaleza. Na fila, gente que deve viajar para cidades brasileiras afetadas pelo surto da doença.

Para receber a imunização, é necessário comprovar o destino. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recebeu cerca de duas mil doses da vacina. A recomendação é que elas sejam aplicadas somente em quem se deslocará para os estados afetados.

A secretaria municipal da saúde recebeu cerca de duas mil doses da vacina. A recomendação é que elas sejam aplicadas somente em quem se deslocará para os estados afetados”

Em todo o País, 19 das 26 unidades da federação apresentam surto e, portanto, recomendação de vacina (veja Saiba mais). Dos nove estados do Nordeste, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Sergipe são os únicos a não apresentar epidemia de febre amarela.

A assistente financeira Kevilane Matos, 28, vai para São Paulo no início de fevereiro e, prevenida, foi tomar a dose da vacina com um prazo ainda maior que o recomendado, que é de dez dias antes da viagem. “É melhor a gente se cuidar, porque pode trazer a doença para o Estado”, acredita.

Fortaleza conta com 109 postos de saúde e um anexo. Todos funcionam de segunda a sexta, das 7 às 19 horas. A sala de imunização começa as atividades às 7h30min e termina às 18h30min, com o tempo necessário de 30 minutos para estabilizar a temperatura da geladeira antes da aplicação e/ou armazenamento das vacinas. Mais de 20 tipos de vacina são disponibilizados pela Prefeitura.

Calendário de vacina

A segunda dose da vacina contra a varicela ou catapora passa a estar presente no calendário nacional de vacinação a partir deste ano. Antes aplicada em dose única, aos 15 meses de vida, a imunização foi dividida em duas etapas: a primeira dose aos 15 meses e um reforço aplicado entre 4 e 6 anos.

“A mudança vem para corrigir falhas vacinais da primeira dose. Em algumas pessoas, a vacina promove um tipo de imunidade e, em outras pode conferir uma imunidade menor. Como não é possível realizar a sorologia (exame para constatar o nível de imunidade), a segunda dose vem como garantia”, explica Vanessa Soldatelli, coordenadora de Imunização da SMS.

Outra mudança é que a vacina meningocócica C, contra a meningite, agora passa a ser disponibilizada também para adolescentes de 11 a 14 anos de idade.

Para Soldatelli, as mudanças impactam positivamente na proteção de crianças e adolescentes. “As orientações do Ministério da Saúde têm como base conhecimentos técnico-científicos com o propósito de ampliar o acesso e a proteção dos grupos etários contemplados. A segunda dose da varicela vem reforçar o esquema já praticado, enquanto que na meningocócica teremos uma ampliação do público-alvo”, informa.

Áreas de risco – Febre amarela no Brasil em 2018

Norte – Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins
Nordeste -Bahia, Maranhão e Piauí

Centro-Oeste – Goiás (incluindo o Distrito Federal), Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

Sudeste – Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo

Sul – Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina

*Fonte – Ministério da Saúde.

(POVO – Repórter Angélica Feitosa)

Unilab segue com edital de seleção para professor visitante até a próxima semana

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) lançou o Edital nº 001/2018, em que seleciona um professor visitante, brasileiro ou estrangeiro, para o Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (Icen). A vaga é para o Setor de Estudo Química Geral e Físico-Química. O candidato precisa ter doutorado em Química e áreas afins.

As inscrições seguem até a sexta-feira (26), na Secretaria do Instituto, localizada na Unidade Acadêmica dos Palmares, em Acarape/CE, de segunda a sexta-feira, exceto feriado, das 9 às 11 horas e das 14 às 16h30min. No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar os documentos descritos no item 1.3 do edital.

O processo seletivo constará de avaliação de títulos, com ênfase nos últimos cinco anos. O professor selecionado trabalhará 40h semanais, em atividades de ensino de graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão no Campus da Unilab em Redenção/CE, com dedicação exclusiva. A remuneração é de R$ 11.323,71, valor relativo ao cargo de professor Adjunto I, da carreira de Magistério Superior.

DETALHE – A seleção tem prazo de validade de 180 dias, podendo ser prorrogado apenas uma vez, por igual período.

SERVIÇO

*Para outras informações, entrar em contato com o Icen, pelo telefone: (85) 3373-1593.

Secretário da Segurança defende intervenção federal em todos os estados

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, delegado André Costa, defendeu neste domingo que haja intervenção federal em todos os estados. Ele argumenta que a União não deve exercer o papel dos governos estaduais, mas cumprir seu papel constitucional.

“Precisamos dessa intervenção. Não a que alguns pregam com uma análise rasteira da problemática ou com interesses partidários. O discurso fácil é rapidamente aplaudido, mas não soluciona. O debate da questão da segurança precisa ser feito com responsabilidade, seriedade e transparência. Não há soluções mágicas ou mirabolantes. É um processo gradual e que precisa ser feito a muitas mãos”, escreveu em seu perfil no Facebook.

A proposta de intervenção federal foi apresentada no Conselho Estadual de Segurança Pública. Caso acatada, poderia resultar até no afastamento do governador Camilo Santana (PT). Porém, a requisição não foi aprovada. No mesmo dia em que o conselho se reuniu, nesta sexta-feira, 12, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) divulgou o balanço dos homicídios em 2017, com o pior resultado da história.

André Costa apresentou série de propostas sobre como poderia se dar a intervenção federal:

1. Ter um plano nacional de segurança pública, inclusive prevendo fontes de custeio e investimento para a segurança dos Estados, a exemplo do que existe para a educação e a saúde.

2. Cuidar das fronteiras secas e molhadas, investindo mais nas Forças Armadas e na Polícia Federal.

3. Investir na PF e nas PCs (polícias civis) para que estas possam combater as facções criminosas que atuam em todos os Estados do País.

4. Investir na PRF, para evitar que as drogas e armas que passem pelas fronteiras cheguem ao Ceará e aos demais Estados, pois quase tudo vem por vias terrestres.

5. Uniformizar estatísticas (para sabermos a situação real de cada Estado, sem mascaramento de dados), telecomunicações, armamentos, viaturas, formação e treinamento continuado, dentre outras questões.

6. Cobrar a participação de empresas em áreas que resolverão em definitivo problemas de segurança pública (por exemplo, empresas de telefonia bloqueando sinais de celulares nos presídios de todo o País; e bancos, obrigando a instalação de dispositivos que destruam cédulas de caixas eletrônicos em caso de violação).

7. Financiar projetos de prevenção social junto aos municípios, priorizando os que possuem maiores problemas de violência (urbanização, educação em tempo integral, oportunidades de estágios e empregos, projetos culturais, esportivos e de lazer, dentre tantos outros).

(O POVO Online / Foto: Reprodução Facebook)

Camilo visita obras do VLT em sua primeira agenda de 2018

Em sua primeira agenda de 2018, o governador Camilo Santana visitou neste domingo (14) as obras do VLT, nas proximidades do viaduto da avenida Borges de Melo. O governador esteve nos trilhos do Lagamar e também no Pio XII.

Camilo chegou este fim de semana ao Ceará, após um início de ano em Nova Iorque, nos Estados Unidos, onde visitou o irmão Tiago.

(Fotos: Divulgação)

Cearense é o novo presidente do Conselho de Arquitetos e Urbanistas do Brasil

O arquiteto e urbanista cearense Luciano Guimarães é o novo presidente do Conselho de Arquitetos e Urbanistas do Brasil (CAU/BR). A eleição aconteceu na 74ª Plenária Ordinária do CAU/BR, em Brasília. Guimarães cumprirá mandato até 31 de dezembro de 2020.

Por indicação do presidente, conforme previsto no Regimento Interno, homologada pelo Plenário, a arquiteta Patrícia Silva Luz de Macedo, do Rio Grande do Norte, será a primeira vice-presidente em 2018. O arquiteto e urbanista Guivaldo D’Alexandria Baptista, da Bahia, será o segundo vice.

Perfil

Luciano Guimarães é conselheiro do CAU/BR representante do Estado do Ceará. É formado pela Universidade Federal do Ceará, com especialização em Patrimônio Histórico pela Universidade de São Paulo e especialização em Planejamento Local e Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona (Espanha). Foi presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU/CE) no mandato 2011-2014 e suplente de conselheiro do CAU/BR no mandato 2015-2017, com atividades na Comissão de Política Urbana e Ambiental, na Comissão Temporária de Harmonização do Exercício Profissional (função de resolver as demandas de resoluções conjuntas com o CONFEA) – indicado pelo Conselho Diretor do CAU/BR na condição de especialista – e na Comissão Temporária do Direito à Cidade do Conselho de Defesa dos Direitos Humanos da Secretaria Especial de Direitos Humanos do Governo Federal.

(Foto -CAU/BR)