Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Eudoro Santana, ex-preso político e pai do governador do Ceará, lança alerta contra Jair Bolsonaro

498 2

Eudor Santana, ex-parlamentar, ex-diretor-geral do Dnocs e ex-preso político, gravou vídeo em suas redes sociais pedindo votos para o candidato a presidente da República pelo PT, Fernando Haddad. Ele faz questão de deixar claro que não é petista, nem tem mais filiação partidária.

Pai do governador Camilo Santana (PT), Eudoro diz que Jair Bolsonaro, postulante a presidente pelo PSL, é um homem perigoso e que significa uma ameaça à democracia.

Fortaleza terá ato em defesa do jumento

A União Internacional Protetora dos Animais (Uipa), regional do Ceará, vai se engajar a um ato nacional contra o abate de jumentos, o que vem ocorrendo no Nordeste, segundo Geusa Leitão, da entidade.

Será neste domingo, a partir das 15 horas, na Praça dos Estressados (Beira Mar).

Geusa Leitão não adiantou números dessa matança, mas disse ser preciso chamar a atenção da população para esse caso grave.

(Foto – Arquivo)

Futura bancada cearense na Câmara contará com 13 novatos

Eis Júnior Mano, eleito deputado federal pelo Patriota, com 67.917 votos.

Eleito pelo então PMDB vice-prefeito de Nova Russas, hoje é brigado com o prefeito Rafael Pedrosa. Desse rompimento, levou para seu grupo seis vereadores, três suplentes, três ex-secretários municipais e um grande número de simpatizantes.

Chega como o décimo-terceiro nome novo na futura bancada cearense na Câmara.

O Fenômeno Bolsonaro

303 2

Com o título “O fenômeno Bolsonaro”, eis artigo de Antonio Jorge Pereira Júnior, doutor e mestre em Direito – USP, professor do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito da Unifor. Ele culpa a esquerda pela ascensão bolsonarista. Confira:

De onde viria o sucesso eleitoral do candidato de um partido nanico, odiado pela grande mídia, atacado por diversos artistas, sem tempo de TV, politicamente incorreto e defensor de ideias consideradas pré-históricas pelo establishment progressista? O que nele teria atraído multidão em todos os estratos sociais, incluindo a maioria dos mais instruídos? Foi esfaqueado, e obteve mais eleitores. Repudiado em manifestações num dia, e dois dias depois aumenta a adesão a ele. Como entender o “fenômeno Bolsonaro”?

Uma possível explicação, estimado leitor, é que ele representa um certo Brasil amordaçado, e hoje conectado em rede social, que reage a um intelectualismo excludente, posicionado em lugares-tenente da sociedade nos últimos 20 anos.

Um Brasil que responde assim aos que não traduziram a vontade popular no exercício de sua atuação política, senão que se apropriaram de cargos e recursos públicos para implementar ideologia descolada dela, com ânimo de instalação definitiva no Poder. Lideranças de uma esquerda que se autoproclama tolerante e democrática, mas não admite quem pense diferente e, por isso, rotula com os piores qualificativos quem não se submete à mesma agenda ideológica.

Ora, eleição é escolha entre possibilidades concretas e projetos limitados. Nenhuma candidatura é perfeita. Nesse espectro, o primeiro turno evidencia uma maioria que se identifica com a candidatura Bolsonaro. Não são 49 milhões de pessoas racistas, homofóbicas, misóginas e fascistas, termos usados na contrapropaganda com a intenção de intimidar e depreciar.

Os eleitores do capitão, para além da caricatura, identificam nele um patriotismo genuíno, sem a instrumentalização do País para fins ideológicos que ultrapassam as fronteiras. Não reconhecem no seu grupo o afã de tomar e de se perpetuar no poder, meta declarada por um dos ícones do PT.

Valorizam o compromisso de defender a vida (90% da população é contra a liberação do aborto segundo Ibope/2017) e de lutar contra a liberação das drogas, antípodas da outra candidatura.

Também preferem o respeito à liberdade de expressão e de imprensa, sem controle de mídia, que é proposta do outro candidato. Vislumbram a continuidade da Lava Jato, enquanto o outro lado propõe redução e retaliação.

Há também os que apoiam pela perspectiva de reforma tributária e econômica, tendente a reduzir o Estado e a burocracia, e favorecer empreendedores, geradores de emprego e menos dependentes do Governo.

Há quem divise mais segurança pública na vitória do PSL, tendo Bolsonaro assumido o lado das vítimas da violência, antes de tratá-las como a causa da mesma, inversão lógica muitas vezes feita pela ideologia de extrema-esquerda.

Se tais promessas vão vingar, ou não, sendo eleito Bolsonaro, querido leitor, precisa ter bola de cristal para saber. De todo modo, elas levaram 46% dos que votaram e preferi-lo. Acho importante fazer essa reflexão, porque não me parece correto subestimar a inteligência e boa fé desse contingente. Viver a democracia é respeitar o outro, apesar de suas escolhas, e buscar compreendê-las com boa-fé.

Vale lembrar que estamos do mesmo lado da trincheira. A guerra é nossa e não entre nós.

*Antonio Jorge Pereira Júnior

antoniojorge2000@gmail.com

Doutor e mestre em Direito – USP, professor do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito da Unifor.

Tribunal de Justiça do Ceará conta agora com Núcleo de Inteligência e Segurança

Aprovado pelo Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará a criação do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional (NISI). O objetivo é garantir as condições necessárias ao exercício das atividades do Judiciário estadual, prevenindo possíveis riscos e ameaças. A informação é da assessoria de imprensa do TJCE. De acordo com a resolução que instituiu o NISI, o setor será coordenado administrativamente pela Comissão de Segurança do Poder Judiciário. Já a parte operacional será de responsabilidade da Assistência Militar do TJCE. Entre as atribuições estão implementar ações de proteção dos magistrados e servidores, do patrimônio e da tecnologia da informação da Justiça estadual.

Os trabalhos serão orientados por princípios como preservação da vida e garantia dos direitos humanos; autonomia e independência do Judiciário; e efetividade da prestação jurisdicional. Para fins de atuação do NISI, serão considerados em situação de risco ou ameaça os magistrados e servidores que venham a ser hostilizados e ameaçados no exercício ou em razão da função; atividades com a finalidade de violar, direta ou indiretamente, os sistemas de tecnologia da informação e de comunicação; e quaisquer ações que atentem contra a integridade dos bens e das instalações da Justiça, ainda que não pertençam ao patrimônio próprio.

O Núcleo fará, por exemplo, análise prévia da segurança dos prédios e nos locais em que serão instaladas novas unidades judiciárias e levantamento prévio de informações sobre eventos com a presença dos gestores do TJCE (presidente, vice e corregedor). Poderá ainda o Tribunal assinar convênios com Forças Armadas, Polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil e Militar, além de outros órgãos que atuam na área.

(Foto – TJCE)

Aliança Francesa de Fortaleza sob nova direção

A Aliança Francesa de Fortaleza tem novo diretor. Assumiu Marc Ellul, francês que ocupa a vaga aberta com a saída de Magali Claux, agora atuando na Itália.

“Após uma excelente coordenação da Sra. Claux, tenho a importante missão de reger as duas sedes da Aliança Francesa em Fortaleza, e com uma meta de aumentar em 20% as matrículas. Para isso, quero abrir novos cursos, como culinária francesa, cursos básicos de viagem, conversação e negócios”, afirmou, ao tomar posse, o novo diretor.

Há mais de 70 anos promovendo a língua e a cultura francesa no Estado, a Aliança Francesa de Fortaleza é uma associação sem fins lucrativos, de utilidade pública, sendo o único curso de língua francesa reconhecido pelo governo francês.

(Foto – Divulgação)

Algodão pode voltar à pauta das exportações do Ceará

Marcos Montenegro e empresários Marcelo e Cláudio Targino.

O algodão pode voltar a integrar a pauta econômica do Ceará.

É o que espera Marcos Montenegro, presidente do Sindicato da Indústria do Algodão do Estado. feliz com a chegada de Sebastião Barbosa na presidência da Embrapa.

Segundo o dirigente do SindiAlgodão/C, Barbosa é técnico de carreira da Embrapa e sempre se dedicou à cultura do algodão, no que já prometeu apoio ao setor. Mesmo neste fim de gestão.

No Ceará, um projeto-piloto em Iguatu (Centro Sul) colheu safra de 1,8 milhão de quilos do produto neste ano. Prova de que o ouro branco tem futuro. Sem a praga do bicudo, é claro.

(Foto – Tapis Rouge)

Futebol cearense em clima de Bodas de Ouro

177 1

Fazemos aqui um registro bem especial.

Wilton Bezerra, escritor, jornalista, radialista e o melhor comentarista do futebol cearense – além de bom caráter, completa 50 anos de casado com dona Araci.

Uma verdadeira exceção dentro do mundo esportivo, com suas rodadas quase que sem dar direito a folga aos profissionais. É preciso compreensão e, principalmente, muito amor.

Parabéns ao casal.

(Foto – Facebook)

Você é melhor que Bolsonaro

586 4

Com o título “Você é melhor que Bolsonaro”, eis artigo de Demétrio Andrade,  jornalista e sociólogo. Ele analisa o momento político atual e, sobre o candidato a presidente da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, diz: “Há 27 anos na carreira é uma nulidade no campo da política”. Confira:

Entendo sua revolta com o PT. O Partido, que dizia que era revolucionário, virou mais um, coligado com Deus e o diabo. De um período de prosperidade econômica, viu o país entrar em crise sem conseguir resolver problemas básicos. Depois de Lula e seu imenso índice de popularidade, resignou-se com uma presidenta com falas atrapalhadas, sem jogo de cintura com o Congresso Nacional e que não sabia fazer as coisas andarem.

O PT perdeu a chance histórica de fazer reformas importantes, como a tributária, a política e a agrária. Acabou atolado numa interminável série de casos de corrupção: logo aquele Partido que era sempre a primeira pedra a ser jogada na vidraça alheia. Além disso, de mãos dadas com o “pessoal dos Direitos Humanos”, há quem ache que o PT tornou o país permissivo à violência, aos comportamentos sexuais heterodoxos e à escalada social da pobreza.

Bom, sejam quais forem seus argumentos – alguns dos quais listados acima eu inclusive concordo – nenhum deles justifica o voto no candidato adversário no 2o turno. E por uma questão muito simples: a maior promessa do militar é justamente não respeitar a democracia, é flertar com o golpe e, sempre que possível, elogiar a ditadura. Só pra você entender, num racha, por exemplo, ele não é um time a ser batido, mas o cara chato que promete levar a bola e acabar com o jogo caso não ganhe.

Não é só isso: ele não joga nada. Há 27 anos na carreira é uma nulidade no campo da política. Nunca apresentou um projeto que prestasse. Sequer sabe falar e esboçar suas ideias de forma razoável. Experiência administrativa zero. É a encarnação da mediocridade. Um nada ambulante. Tenho dúvidas sinceras sobre sua capacidade de montar um ministério. Mais do que isso: orgulha-se da própria ignorância. Ri dela. E, com isso, consegue uma legião de fãs. Muitos deles talvez pensem: puxa, se ele conseguiu, eu não sou tão ruim assim. Tenho uma boa notícia: você é melhor que ele. Tenho absoluta certeza.

“Puxa, mas é a chance histórica de derrotar o PT, que não conseguimos há quatro eleições”. Compreendo também sua ansiedade. Mas, caso você precise trocar de médico, por exemplo, você procura outro profissional e não um curandeiro. Caso seja uma troca de motorista, melhor que seja alguém que saiba dirigir. Não é o caso. Repare: caso seja verdade o que ele mesmo diz sobre sua simpatia por ditaduras, esta pode ser nossa última eleição. Por muitos e muitos anos. Após 1964, muita gente morreu, foi torturada e exilada pra que pudéssemos exercer este direito 25 longos anos depois. Você é melhor que isso.

Aliás, este é um capítulo à parte. Usar “valores cristãos” e, ao mesmo tempo defender a violência, a tortura e a morte como método e discriminar pessoas por orientação sexual, raça ou gênero é colocar-se num degrau abaixo do quesito ser humano. Você pode discordar do comportamento das pessoas, mas não precisa obrigá-las a pensar como você (muito menos à força). Você não precisa descer tão baixo. Você não precisa defender este absurdo. Você é melhor do que isso. Você é melhor que Bolsonaro.

*Demétrio Andrade

Jornalista e sociólogo.

Camilo usa sua página no Facebook para lembrar a padroeira e o Dia da Criança

O governador Camilo Santana (PT) incluiu a palavra “mais tolerante” na mensagem que disponibilizou, em sua página no Facebook, para lembrar o Dia da Criança e a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida.

Pelo visto, em meio a uma campanha eleitoral por demais acirrada, especialmente nas redes sociais, apelo por tolerância virou o mantra.

 

Escola pública de Fortaleza investe em robótica sustentável

200 1

Alunos da Escola Estadual Dom Hélder Câmara, situada no bairro Jardim Guanabara, em Fortaleza, está oferecendo curso de robótica sustentável para seus alunos. Os equipamentos criados são todos feitos à base de material reciclado, basicamente o lixo eletrônico.

Cópias de tanque de guerra, de carro de Fórmula I constam entre produtos fabricados com material de computador, notebook, etc. Atualmente, integram esse projeto, que acontece desde 2016, 30 alunos, com apoio da Secretaria da Educação do Estado e Prefeitura de Fortaleza.

O professor André Cardoso conversou com o Blog sobre esse projeto de robótica sustentável.

SERVIÇO

@robotica_sustentavel

Mais Informações para quem quer doar lixo eletrônico – (85) 996 214279.

Que é que há? – Show de Fábio Júnior é cancelado e Clube Náutico divulga nota sobre o caso

1132 20

O presidente do Náutico Atlético Cearense, Jardson Cruz, manda nota para o Blog esclarecendo sobre o cancelamento do show do cantor Fábio Júnior. Ele deixa claro que o clube não é responsável pela produção do espetáculo e informa quem é o responsável, com local, pela devolução do dinheiro dos ingressos já vendidos. Outra: a direção do Náutico abriu B.O. sobre o caso. 

Nota de Esclarecimento

O Náutico Atlético Cearense vem a público esclarecer que a empresa Agência Produtora cancelou o show do cantor Fabio Jr. que deveria ocorrer no próximo dia 19 de outubro em Fortaleza, evento promovido pela empresa MIRO TEIXEIRA PUBLICIDADE PROMOÇÕES (CNPJ 07.325.426/0001-68).

O Náutico informa ainda que o evento é de inteira responsabilidade da empresa MIRO TEIXEIRA PUBLICIDADE PROMOÇÕES , tendo este clube alugado tão somente o espaço para a realização da festa. Por fim, o clube informa que todos os interessados deverão procurar a empresa MIRO TEIXEIRA PUBLICIDADE PROMOÇÕES por meio dos telefones (85) 99902-1206/98514-3666 para ressarcimento do ingresso. Agradecemos a compreensão!

Náutico Atlético Cearense.

*Devolução do dinheiro dos ingressos só nesse local – Avenida da Abolição, 4411  Mucuripe.

Comunicado da Produtora do artista

A Agência Produtora, empresa que administra de forma exclusiva a agenda de shows do cantor Fábio Jr., informa que o show no CE Clube Náutico (em Fortaleza, CE) que aconteceria no dia 19 de outubro de 2018, foi cancelado.

Para mais informações e devolução de ingressos: (85) 99902 1206 e (85) 98514 3666.

DETALHE – Miro Teixeira ainda não foi localizado para comentar o assunto.

TRE do Ceará disponibiliza todos os dados sobre as eleições 2018

176 1

O Tribunal Regional Eleitoral já colocou à disposição todos os dados detalhados da votação dos candidatos no primeiro turno em cada município, zona eleitoral e seção do estado do Ceará. Basta o interessado acessar o site do TRE-CE, em “Eleitor e Eleições” / “Eleições”/ “Resultados”. Em breve, serão disponibilizados novos relatórios, informa a assessoria de imprensa do tribunal.

Os eleitores também poderão verificar, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os boletins de urna (BUs) com o quantitativo de votos apurados no primeiro turno das Eleições 2018. O link Boletim de urna na web permite consultar os resultados de cada urna em qualquer parte do país e do exterior. Para efetuar a pesquisa, basta preencher os campos unidade da federação, município, zona e seção. Para consultar as urnas do exterior, basta selecionar no campo “UF” a sigla ZZ.

Feira de Pequenos Negócios mobiliza mais de 2 mil artesãos em Fortaleza

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico desenvolve, mensalmente, o Programa Feiras de Pequenos Negócios. A ação já cadastrou 2.060 artesãos nas 1.324 feiras realizadas desde 2014. Neste momento, o faturamento gerou cerca de R$ 4,4 milhões para os pequenos empreendedores de Fortaleza, informa a assessoria de imprensa da SMDE.

Neste mês de outubro, as feiras são realizadas em vários pontos da cidade: nas sedes das Secretaria Regional III, na Praça do Lago Jacarey, nos terminais de ônibus, no Vapt Vupt Messejana, no calçadão da Praia de Iracema, no Mercado dos Peixes, entre outros locais públicos.

O Programa Feiras de Pequenos Negócios de Fortaleza disponibiliza um espaço fixo onde é possível encontrar uma amostra dos produtos comercializados: o Espaço do Artesanato, localizado na avenida Santos Dumont, 2500, loja 17, na Aldeota, que é uma verdadeira vitrine para os artesãos da cidade.

SERVIÇO

*Saia mais informações e locais e período das feiras – 0800 081 4141.

Lira Neto – Um apelo contra a intolerância

Eis o que comenta sobre o cenário brasileiro de intolerância o escritor e jornalista Lira Neto. Confira:

Imaginei que, deus do céu, quando a violência política saísse das redes e chegasse às ruas, o país finalmente acenderia o definitivo sinal de alerta contra o pesadelo crescente. Quando suásticas fossem pintadas em muros, impressas a sangue nos corpos, seria chegada a hora de todos concentrarmos esforços para reavaliar nossa insanidade coletiva. Quando, no limite da loucura, matassem alguém, a nação enfim cairia em si, aterrorizada consigo mesma.

Pois bem. Nada disso parece deter o avanço da tragédia. Chegamos a esse ponto inacreditável: espanca-se, agride-se, mata-se. Diariamente, sem pudor e sem remorsos, à luz do dia, por motivações partidárias, eleitorais, mesquinhas. Insufla-se, alimenta-se, propaga-se o ódio ao outro, a perseguição física ao adversário, o extermínio das minorias. Semeia-se o medo. O nome disso é terrorismo.

E ainda assim, há quem não se escandalize, pregue a neutralidade, argumente que estamos entre dois “extremismos idênticos”. De omissão em omissão, mergulharemos no abismo irremediável de nosso próprio inferno civilizatório.

Há tempo de evitar a hecatombe. Depende de quanta dose de razão, bom senso e desprendimento ainda reste em cada um de nós.

*Lira Neto

Escritor e jornalista.

(Foto – A Tribuna)

Bazar Evangelizar é Preciso fará festa para criançada de comunidades indígenas

O Bazar Evangelizar é Preciso Fortaleza, com apoio da Associação Evangelizar é Preciso – o dirigente dessa entidade é o Padre Reginaldo Manzotti, entregará nesta sexta-feira, às 15 horas, brinquedos para 1.100 crianças de comunidades indígenas das cidades de Redenção e Acarape.

Segundo a entidade, com direito a muitas brincadeiras, lanche, missa e, claro, neste dia santo, coroação de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil.

Bom lembrar que o Evangelizar é Preciso Fortaleza ocorrerá no próximo dia 20, no aterro da Praia de Iracema, com a expectativa de atrair perto de um milhão de fieis de várias cidades do Estado. O tema do evento deste ano é “As Muralhas vão cair”.

(Foto – Divulgação)

Qual o futuro do MDB do Ceará?

308 1

O MDB do Ceará saiu das eleições recentes combalido.

A sua principal liderança, o senador Eunício Oliveira, não obteve a reeleição. Paralelo a isso, o partido, que nos últimos dois anos encolheu – perdendo parlamentares estaduais para o PDT, e federais, como Aníbal Gomes e Danilo Forte, para o DEM e o PSDB, respectivamente -, entrará 2019 com apenas um deputado federal.

Já na Assembleia Legislativa ocupará quatro cadeiras que, de um passado recente de oposição, seus ocupantes se manterão de malas e bagagens juntinhos ao Abolição. Desses quatro, dois ligados a Eunício Oliveira – Danniel Oliveira, seu sobrinho, e Leonardo Araújo; e Agenor Neto e Walter Cavalcante, ambos com luz própria. Walter até foi para o PP e retornou para o MDB.

Bem, a derrota do último domingo do presidente do Congresso Nacional deve provocar uma situação não vivida pelo partido nas últimas décadas: o comando fica sem comando. Ao perder a eleição, Eunício terá que refazer seus planos e, com isso, toda sua base poderá até ficar órfã de padrinho para ocupar cargos importantes, como o atual BNB, Companhia Docas e a direção da Funasa, isso sem contar cargos em agências e superintendências.

O MDB do Ceará não será mais o mesmo depois de fevereiro de 2019. Eunício já anunciou que voltará a tocar seus negócios. Difícil também é saber como o emedebismo cearense, acostumado a ocupar cargos, vai ficar. A esperança, pelo visto, é que no rateio dos cargos da nova gestão Camilo, a sigla possa morder uma fatia.

Cobrança de responsabilidades

Com o título “Cobrança de responsabilidades”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira 12/09:

Brasileiros e estrangeiros de todos os quadrantes estão abismados e horrorizados com a intensificação do clima de violência e de intolerância políticas, no Brasil, durante as últimas semanas, mas que já espocara muito antes do período eleitoral. A bestialidade já contabiliza espancamentos, lesões físicas, tentativas de morte e até a consumação de assassinatos por puro ódio a quem pensa diferente. Discussões que antes eram apenas expressões de discordâncias normais passaram a ter grande possibilidade de desfecho sangrento. Agride-se até quem apenas porta um símbolo de seu ideário, ou quem ostente gênero, classe social ou cor da pele não assimiláveis por olhos preconceituosos.

Esboça-se um perfil tão brutal e tosco de convivência, só visto – em alguns aspectos – em episódios de ruptura muito localizados, na história nacional. E nunca como uma ameaça capaz de generalizar-se, como agora, desatando um medo difuso que se infiltra por todos os poros da sociedade. Nada justifica tamanho desembestamento.

Antes que as coisas cheguem a um ponto de não-retorno é preciso que vozes ponderadas da sociedade (e as instituições legitimadas para isso) entrem em cena para apaziguar os ânimos, traçar diretivas e suscitar um clima de trégua democrática. Evidentemente, a imagem de homem cordato atribuída como parte da constituição cultural do brasileiro já era desmentida nos desvãos da sociedade “bom-mocista”. Mas, se pode dizer que isso comumente era tido como surtos de anomalia – e continua sendo assim entendido pela maioria dos cidadãos – mas, não dá para esconder a História. Basta lembrar a degola de prisioneiros em insurreições regionais ou contra o cangaço. Não se deve brincar com monstrengos do ódio acorrentados em escuros porões da sociedade, e sempre capazes de aproveitar qualquer brecha para escapar.

Não vamos brincar com isso, imaginando que sempre teremos o controle.

Antes que os segmentos lúcidos e pacificadores entrem em campo, é preciso que os cabeças das forças concorrentes sinalizem muito claramente para seus seguidores que não validam e até condenam explicitamente eventuais comportamentos agressivos, desrespeitosos e antidemocráticos por parte de seus correligionários. E devem, eles próprios, ser o exemplo referencial. Pois já o são, de qualquer forma, para o bem ou para o mal.

A democracia não pode aceitar correr o risco de ser destruída pela irracionalidade e falta de abertura humana e democrática de quem quer que seja. A sociedade tem a obrigação de enquadrar quem não assuma suas responsabilidades para com o conjunto da cidadania. Aos recalcitrantes, o peso dos instrumentos e dos mecanismos da democracia. Sobretudo, da autoridade maior: a Constituição.

(Editorial do O POVO)