Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Um apelo pela permanência das barracas da Praia do Futuro

O presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (PDT), e do presidente da Comissão de Meio Ambiente e Urbanismo dessa Casa, Acrísio Sena (PT), enviaram carta aos desembargadores federais da 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região contra a retirada das barracas da Praia do Futuro. No próximo dia 15, haverá julgamento dos Embargos Infringentes na Apelação Cívil nº EINFAC538085-CE, do Ministério Público Federal, que decidirá sobre a permanência das barracas situadas ao longo da Praia do Futuro.

A carta lembra que a Praia do Futuro, uma das poucas favoráveis a balneabilidade em Fortaleza, faz parte do roteiro turístico do Ceará e representa um grande diferencial nessa área de investimento econômico da capital. “Por se tratar de um atrativo do gênero no litoral nordestino, já amplamente divulgado e assimilado no Brasil e exterior, o seu embargo representará uma queda significativa no fluxo turístico da cidade e, consequentemente, na redução de receitas tributárias e um enorme prejuízo socioeconômico para milhares de famílias da nossa cidade”, afirmam os vereadores.

Estudo

A Secretaria do Turismo do Ceará aponta em estudo que a Praia do Futuro mobiliza um publico em torno de 5.654.400 pessoas por ano. A receita turística gerada pelo comércio local é de R$ 135 milhões por ano, correspondendo uma renda de R$ 237,8 milhões anualmente. Já os tributos gerados, tanto na esfera estadual como municipal, são de aproximadamente R$ 23,8 milhões ao ano. Além disso, tem uma alta geração de trabalho e renda, contando com cerca de 7.082 empregos diretos e 21.245 indiretos.

Pesquisa

Pesquisa realizada com quase 2 (duas) mil pessoas pelo Instituto de Pesquisas Américo Barreira, da Câmara Municipal de Fortaleza, em 2011, mostra que 46% dos entrevistados preferem um reordenamento da Praia do Futuro e outros 46,2% simplesmente não querem que os equipamentos seja retirado do loca. 32,6% identificam a importância das barracas como atrativo turístico, 25% citam a importância da geração de empregos e 18,7% apontam estas como opção de lazer.

Mensagem que cria o Programa Ensino Médio Tempo Integral já está na Assembleia Legislativa

Já está na Assembleia Legislativa a mensagem do governador Camilo Santana (PT) instituindo a Política de Ensino Médio em Tempo Integral na rede estadual.

A matéria prevê a progressiva adequação, para a carga horária de pelo menos 35 horas semanais, das escolas de Ensino Médio já em funcionamento e das que forem inauguradas a partir de agora.

A política de Ensino Médio em Tempo Integral, segundo o governador, pretende ampliar as oportunidades para a formação dos jovens, aperfeiçoar o serviço público educacional e melhorar os indicadores por meio de uma nova proposta pedagógica, acompanhamento individualizado para garantir a permanência e a aprendizagem dos estudantes.

Depois da febre amarela e malária, a sífilis congênita?

Depois da febre amarela e malária, eis mais uma peste antiga ameaçando o País: a sífiles congênita.

O Conselho Federal de Medicina tratou do tema ontem, em Brasília, já com objetivo de alertar o Ministério da Saúde para reforçar programas na área.

O médico Lúcio Flávio Gonzaga, representante do Conselho Regional de Medicina junto ao CFM, se fez presente ao encontro. Ele diz que o quadro preocupa e que a ordem é cobrar do governo federal políticas públicas e a divulgação dos dados mais recentes.

(Foto – Paulo MOska)

Decreto garante atendimento de travesti e transexuais na Delegacia da Mulher

Travestis e transexuais poderão ser atendidas nas Delegacias da Mulher no Ceará em casos de violência doméstica, segundo decreto que assinado nesta sexta-feira, 10, em reunião no Palácio da Abolição, de representantes dos poderes e entidades signatárias do “Pacto por um Ceará Pacífico”. Além disso, foram assinados outros termos de cooperação, como o decreto que permite a transexuais e travestis o direito de ter seu nome social respeitado nos serviços prestados na estrutura do Governo e a inclusão de representantes do movimento LGBT nos Conselhos Comunitários de Defesa Social (CCDS), vinculados à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Participam da reunião representantes da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Justiça, da Prefeitura de Fortaleza, do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil, além de secretários de Estado e do governador Camilo Santana. Foram apresentados no encontro os resultados de ações como os projetos Audiências de Custódia, Em Defesa da Vida e Tempo de Justiça, além da assinatura de termos de cooperação entre as entidades que compõe o Pacto.

Foram assinados ainda Termos de Cessão de Uso de Bens Móveis da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Corpo de Bombeiros; e de Cooperação Técnica a ser firmado entre o gabinete da vice-governadora, Izolda Cela, a Vara de Penas Alternativas e a Secretaria da Educação, com a interveniência da Procuradoria Geral do Estado, para viabilizar o cumprimento das penas alternativas de prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas e de limitação de fim de semana.

Casos de violência

Recentes casos de violência contra travestis ganharam repercussão, como o assassinato brutal da travesti Dandara dos Santos, que foi espancada até a morte no bairro Bom Jardim, no último dia 15 de fevereiro. Até o momento, sete suspeitos de participação no crime foram capturados. A morte de Dandara só veio à tona depois que as imagens das agressões contra ela foram divulgadas nas redes sociais.

No dia 12 de fevereiro deste ano, a travesti Hérica Izidório foi espancada na avenida José Bastos após voltar de uma festa de Pré-Carnaval. Ela teve lesões na cabeça e no rosto e continua internada em estado grave no Instituto Dr. José Frota (IJF).

 (O POVO Online)

DPU ingressa com ação para impedir paralisação total do atendimento oncológico do ICC

A Defensoria Pública da União (DPU) no Ceará ajuizou, nessa quinta-feira, uma Ação Civil Pública, com pedido liminar, contra a União Federal, o Estado do Ceará, o Município de Fortaleza e o Instituto do Câncer do Ceará (ICC), com o objetivo de garantir o retorno do atendimento a novos pacientes do SUS e impedir a paralisação integral do atendimento dos pacientes da rede pública no Instituto. A informação está no site da DPU.

O atendimento a novos pacientes está suspenso desde 22 de fevereiro de 2017, por falta de repasses de recursos da Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF). Em resposta ao Ofício da DPU, o ICC informou que o montante vencido, até dezembro de 2016, referente ao pagamento pelos serviços oncológicos realizados aos pacientes do SUS, era de pouco mais de R$ 28 milhões. Porém, em análise dos valores compilados em memória atualizada da dívida acumulada pelo Município com o Instituto, a DPU constatou a inclusão de uma parcela ainda não vencida (o prazo contratual de pagamento somente encerrará no final de março deste ano), de quase 4 milhões, referente aos serviços prestados em dezembro, resultando que o débito total acumulado, com prazo de pagamento já expirado até o momento é de pouco mais de R$ 24 milhões.

Sendo o Cacon (Centro de Alta Complexidade Oncológica) de maior expressividade no Ceará, o ICC realiza um importante papel no tratamento de câncer. Conforme dados colhidos em vistoria realizada, em 2016, pela Defensoria Pública da União no Hospital, o Instituto atende anualmente cerca de cinco mil novos casos de câncer em média, sendo que, ao final de 2016, este número saltou para 8 mil casos em decorrência da falta de recursos e de infraestrutura dos centros no interior do estado, gerando uma sobrecarga para o Instituto. Atualmente, 56% dos pacientes do ICC são provenientes de outros municípios do estado do Ceará que não de Fortaleza.

Com a paralisação, quase 400 pacientes estão sem acesso ao tratamento, uma vez que o Instituto do Câncer do Ceará atendia cerca de 40 novos pacientes por dia pela rede pública (30 encaminhados pelo Município e 10 pelo Estado), o que representa um claro descumprimento ao que determina a Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer. Se essa situação continuar, resultará numa média de 600 a 900 novas vagas/mês para atendimento inicial de pacientes subtraídas do Sistema Único de Saúde em razão da suspensão dos novos atendimentos. O colapso do atendimento oncológico no estado será ainda maior, caso o inadimplento provoque a interrupção também do tratamento de pacientes já acompanhados pelo Hospital, sobrecarregando o restante da rede de atenção ao câncer do Estado, já deficitária.

Tal conjuntura é agravada pelo fato de que, como amplamente noticiado na mídia, centros de referência em tratamentos oncológicos no interior, a exemplo do Hospital São Vicente de Paulo de Barbalha, paralisaram os atendimentos de radioterapia e quimioterapia em razão de dívidas que já superam 2 milhões de reais a serem adimplidas pelo Ministério da Saúde e pelo Estado do Ceará, responsável por gerir o Fundo Estadual de Saúde (FUNDES).

A suspensão nos atendimentos tem gerado o recebimento de várias demandas de ações individuais na DPU/CE para garantia do direito de acesso a tratamentos oncológicos já incorporados à rede pública de saúde, o que evidencia o colapso dessa política de saúde no Estado do Ceará e, especialmente, no município de Fortaleza. É o caso da assistida da L.M.A.O., de 19 anos, diagnosticada, em 29 de agosto de 2016, com o Linfoma de Hodgkin. Ela iniciou tratamento quimioterápico no Hospital Universitário Walter Cantídio, tendo sido direcionada ao Instituto do Câncer do Ceará para início do tratamento em radioterapia em fevereiro do corrente ano. Em virtude da paralisação nos novos atendimentos, a paciente teve o tratamento oncológico interrompido e precisou recorrer à Defensoria para tentar garantir, pela via judicial, o acesso ao tratamento.

Tendo em vista os graves prejuízos à saúde pública no Estado decorrentes da paralisação dos novos atendimentos pelo Instituto do Câncer no Ceará, especialmente para a parcela mais vulnerável da população que depende do Sistema Único de Saúde para tratar de uma doença de caráter grave e progressivo, a DPU ingressou com a liminar, requerendo o depósito integral ou parcelado do valor devido ao ICC pela PMF, o imediato retorno dos atendimentos pelo Instituto, a contar da data do repasse dos recursos, e, em último caso, o remanejamento dos pacientes para outros serviços da rede pública ou privada às custas do município, estado e união.

Muita atenção com o futuro de Jericoacoara

Com o título “Atenção com o futuro de Jeri”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira. Aleta sobre a necessidade de se preservar o santuário ecológico no momento em que o local ganhará voos diretos. Haverá necessidade de se investir num maior controle e numa gestão bem mais aparelhada para que se evitem danos. Confira:

Eleita em dezembro pelo TripAdvisor como o melhor destino em alta na América Latina e considerada uma das praias mais belas do mundo, Jericoacoara está prestes a entrar em sua mais relevante fase desde que, ainda na década de 1980, se tornou o paraíso nacional e internacional de mochileiros. Nessa época, Jeri era uma pequena vila de pescadores, com apenas uma rua e sem nenhuma infraestrutura.

Hoje, tornou-se um balneário com conotação ainda rústica, mas muito procurado por turistas de alto poder aquisitivo. As festas de fim de ano em hotéis com diárias que, em média, custam R$ 1.500, são indicativos da frequência de alto padrão financeiro. Jeri também virou um paraíso mundial para atletas e praticantes de esportes como o kite surf.

As marcas da nova fase são os voos já anunciados pelas companhias aéreas Azul e Gol. A Azul é a mais adiantada na programação de duas rotas. Primeiro, uma frequência de quatro ligações semanais partindo de Recife, com duração de apenas 1h30min. Está previsto um quinto voo na alta estação. Recife é o hub nordestino da Azul e vai integrar tal rota a voos oriundos de São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro.

Agora, a Azul já anuncia a pretensão de estabelecer uma rota semanal partindo de Campinas. A Gol deve anunciar em breve a frequência partindo do aeroporto de Congonhas, na capital paulistana, para Jeri. Não há dúvidas quanto ao impacto positivo na indústria do turismo do Ceará quando as rotas estiverem em vigor.

Porém, há questões que devem ser observadas.

A vila de Jeri está encravada em um precioso santuário ecológico. Uma pequena área de mar, dunas e lagoas, com delicadezas ambientais que certamente serão agredidas (como já são) pelo grande fluxo de visitantes que vai aumentar com os voos regulares. Trata-se de um Parque gerido pela União, mas com fiscalização ainda muito precária.

A nova fase de Jeri agrega riscos de desastres ecológicos. Portanto, é fundamental que a gestão do Parque seja aprimorada. O mundo está repleto de casos nos quais o turismo sem regras se torna predador do que melhor os santuários ecológicos podem oferecer aos visitantes.

Ariosto Holanda leva prefeitos do Vale do Jaguaribe para encontro com o Banco do Nordeste

O deputado federal Ariosto Holanda (PDT) está reunindo, nesta sexta-feira, na diretoria do Banco do Nordeste, no Passaré, diretor e superintendente do banco com prefeitos, onde apresenta a proposta de um Estudo para o Desenvolvimento Integrado nas Áreas de Influência do Vale do Jaguaribe. A ideia é formular um diagnóstico e traçar uma linha de ação com a identificação de oportunidades para o desenvolvimento integrado da Região com o objetivo de trabalhar com os 24 municípios do Vale do Jaguaribe.

A proposta é apresentada ao diretor de Controle e Risco do BNB, Nicola Miccione, acompanhado por Fran Bezerra, superintendente de Políticas e Desenvolvimento; Jorge Antônio Bagdeve de Oliveira, superintendente estadual do Ceará; José Rubens Dutra Mota, gerente do Ambiente de Políticas e Desenvolvimento e Porfírio Silva de Almeida, assessor da Diretoria de Desenvolvimento.

No encontro, os prefeitos José Eremarco da Silva, prefeito de Itaiçaba; José Abner Nogueira Diógenes Pinheiro, de Jaguaribe; Joacy Alves dos Santos Júnio, de Jaguaribara; José Maria de Oliveira Lucena, de Limoeiro do Norte; José Vanderley Nogueira, de Morada Nova; Francisco Raimundo Santiago Bessa, de Quixeré; Francisco Acácio Chaves, de São João do Jaguaribe; Raimundo Weber de Araújo, de Russas e Rildson Rabelo Vasconcelos, de Tabuleiro do Norte.

Também participa do encontro Alexandre Adolfo, secretário-executivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará. A Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) será representada por José Fernando Castelo Branco Ponte, assessor da presidência. Muitos prefeitos se fazem acompanhar de assessores. A convite de Ariosto Holanda, estarão presentes José Liberato Barrozo Filho, André Siqueira, Arnaldo Santos e Marcos de Castro Holanda, assessor do deputado.

(Foto – Divulgação)

Morre jornalista Edvar Costa

Acontecendo na Funerária Paz Eterna o velório do jornalista Edvar Costa (75), que morreu vítima de câncer, nessa noite de quinta-feira, em Fortaleza.

Às 14 horas, haverá missa de corpo presente, com o enterro programado para as 15 horas, no Cemitério São João Batista.

Edvar Costa era de uma família de jornalistas – irmão de Edgar e Everardo Costa, trabalhou no O POVO nos anos 1980, respondendo pela então Editoria de Interior.

Nossos pêsames à família.

Candidatura de Deodato Ramalho a presidente do PT Fortaleza será lançada na segunda-feira

O ex-vereador Deodato Ramalho será lançado oficialmente, às 19 horas da próxima segunda-feira, em ato na sede do PT estadual, candidato a presidente do PT de Fortaleza.

Na ocasião, estarão presentes os seus padrinhos nessa empreitada, no caso a deputada federal Luizianne Lins, o vereador Guilherme Sampaio, o atual presidente do PT municipal, deputado estadual Elmano de Freitas, e o senador José Pimentel.

De olho no comando petista local, já se manifestaram também o vereador Acrísio Sena e o ex-vereador Vicente Pinto.

A eleição para escolha do novo presidente municipal está marcada para 9 de abril, em primeiro turno.

Setor hoteleiro defende permanência das barracas da Praia do Futuro

Os hotéis de Fortaleza entraram no movimento de defesa das barracas da Praia do Futuro. A Federação Brasileira de Hospedagem, a Associação Brasileira da Indústria e Hotéis (ABIH) e o Sindicato dos Hotéis do Ceará (Sindhotéis) divulgam um manifesto pedindo a permanência do comércio na orla, com base nos efeitos dos negócios na área, como geração de emprego e desenvolvimento.

No próximo dia 15, será julgada no Tribunal Regional Federal – 5ª Região, no Recife, uma ação do Ministério Público Federal do Ceará que pede a demolição dos empreendimentos.

O manifesto conta, inclusive, com as assinaturas do prefeito Roberto Cláudio e do governador Camilo Santana, informa o presidente do Sindhoteis e vice da ABIH nacional, Manuel Cardoso Linhares.

(Com Coluna O POVO Economia, do O POVO desta sexta-feira)

Michel Temer vai assistir a chegada das águas do rio São Francisco. Mas é na Paraíba

O presidente Michel Temer embarca nesta sexta-feira (10) para Campina Grande, na Paraíba, onde fará uma visita ao Complexo Multimodal Aluízio Campos. A expectativa é de que a visita tenha início por volta das 11h30min. De lá, o presidente irá aos municípios de Sertânia e de Monteiro, na divisa entre Pernambuco e a Paraíba, para ver a chegada das águas da transposição do Rio São Francisco.

O Complexo Multimodal Aluízio Campos é uma área onde serão instalados diversos empreendimentos comerciais, industriais, científicos e tecnológicos, além de empresas do setor de logística. Localizado próximo a terminais rodoviários, aeroviários e portuários, além de ferrovias, gasoduto e às BRs-104 e 230, o complexo representará facilidades para o escoamento do que for produzido na região.

Durante a cerimônia, Temer assinará ordem de serviço para a adequação de capacidade da BR-230, trecho Cabedelo-Oitizeiro. As obras na rodovia, ao longo de 28 quilômetros (km), vão envolver a criação da terceira faixa em alguns pontos e a construção de viadutos e passarelas. De acordo com o governo, o investimento total será de R$ 255 milhões.

Outra frente de obras que estão sendo tocadas na região abrange cerca de 4 mil moradias do Programa Minha Casa, Minha Vida. A previsão é de que o complexo fique pronto em dezembro.

De Campina Grande, o presidente segue para Sertânia (PE), próximo à divisa entre os dois estados, para abrir a comporta de um dos trechos da transposição do Rio São Francisco. Com a liberação das águas, estará concluído o Eixo Leste do projeto, formado por 217 km de tubulações e seis estações de bombeamento.

Temer usará um helicóptero para se deslocar até o município de Monteiro, no lado paraibano, de forma a acompanhar o deslocamento das águas do São Francisco. Na cidade, ele participa de cerimônia alusiva à chegada das águas, com a presença de autoridades locais.

Ontem (9), o porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, disse que a celeridade na transposição mostra a prioridade dada pelo governo ao desenvolvimento do Nordeste. Além de prometer entregar as obras do Eixo Norte até o fim do ano, o Planalto voltou a defender o diálogo e a pacificação do país.

A conclusão do Eixo Norte beneficia 12 milhões de nordestinos. A obra levará água a municípios do Ceará, da Paraíba, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte.

(Agência Brasil)

Túneis alagados – Houve falha técnica

85 1

Com o título “Alagamentos em túneis de Fortaleza são injustificáveis”, eis artigo do presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea), Victor Frota. “Sem sombra de dúvida, aconteceu falha técnica de projeto ou de execução nessas obras”, instiga o articulista Confira:

A problemática dos alagamentos em Fortaleza é grave e lamentável, pois traz transtornos de toda ordem para a população, inclusive com repercussão para o aumento da incidência de doenças em crianças, adultos e pessoas da terceira idade. Embora decorrente do acúmulo de águas pluviais neste período do ano, a questão indica, sobretudo, a ausência da implementação de medidas voltadas para drenagem urbana ao longo da história da capital cearense.

Atualmente, existe uma ação que vem sendo executada regularmente pela Prefeitura. Trata-se do Programa de Drenagem Urbana de Fortaleza (Drenurb). Contudo, o déficit de intervenções que possibilitem o adequado escoamento das águas das chuvas é tão grande que ainda vai demorar para que esta falha, que tanto incomoda a população, seja, de fato, solucionada.

No entanto, a ocorrência de alagamentos em túneis construídos recentemente na Capital é injustificável! Sem sombra de dúvida, aconteceu falha técnica de projeto ou de execução nessas obras. Ou teria sido em virtude da falta de manutenção, como, por exemplo, bombas paradas ou obstrução da rede de escoamento? Ainda assim, não é justificável!

Ressalta-se que, em caso de falha de projeto ou execução da obra, os profissionais, responsáveis técnicos, terão de responder legalmente por tal problema. Outra questão a ser avaliada é em relação aos danos registrados em veículos submersos em alagamentos na via pública. Quem responderá por esses e outros prejuízos causados aos cidadãos?

O certo é que precisa ser corrigido o quanto antes o grave problema técnico em alguns túneis — construídos com recursos do Município, Estado ou iniciativa privada —, que estão acumulando água proveniente das precipitações pluviométricas. A alegação de que a chuva foi intensa ou mesmo intermitente não convence.

Victor Frota Pinto

victorfrotapinto@gmail.com

Engenheiro civil e presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE)

Ceará registra chuvas em 46 municípios

Choveu, até 8 horas desta sexta-feira, em 46 municípios cearenses, de acordo com boletim divulgado pela Funceme. Confira as maiores:

Iracema (Posto: Bastioes) : 54.0 mm

Aurora (Posto: Ingazeira) : 41.0 mm

Farias Brito (Posto: Farias Brito) : 40.0 mm

Iracema (Posto: Canafistula) : 39.6 mm

Mauriti (Posto: Mauriti) : 38.0 mm

Aquiraz (Posto: Sitio Sapucaia Fagundes) : 37.0 mm

Jaguaribe (Posto: Jaguaribe) : 31.0 mm

Jaguaretama (Posto: Jaguaretama) : 30.0 mm

Granja (Posto: Timonha) : 29.0 mm

Granja (Posto: Pessoa Anta) : 29.0 mm

Coletivo do Grande Bom Jardim cobra implementação de medidas do Ceará Pacífico

A Rede de Desenvolvimento Sustentável do Grande Bom Jardim emitiu uma nota pública sobre o Pacto por um Ceará Pacífico Território Bom Jardim. Lamenta a morosidade do governo na implementação de projetos na área. A nota cobra 30 políticas da Matriz de Prioridades, elaborada em julho de 2016.

O documento destaca o aumento da violência e da taxa de homicídios no território, citando exemplos lamentáveis como o assassinato bárbaro da travesti Dandara, em 15 de fevereiro último, e a chacina no conjunto Leonel Brizola, em 21 de fevereiro, este que pouco repercutiu.

A Rede DLIS do GBJ, que neste ano de 2017 completa 14 anos de existência e de atuação, é um coletivo popular de articulações de lutas comunitárias envolvendo 34 entidades associativas e movimentos da sociedade civil organizada do território GBJ, e organizações parceiras, demandando questões específicas de cada bairro (Granja Lisboa, Granja Portugal, Bom Jardim, Canindezinho e Siqueira), região sudoeste de Fortaleza, ocupada por uma população de aproximadamente, 214 mil habitantes.
*A Nota é assinada por 32 organizações do território Grande Bom Jardim, por 03 entidades acadêmicas parceiras e por 01 professor universitário.
 
* Confira o Facebook do grupo aqui.

Fortaleza – Cadê a drenagem?

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

Com chuvas acima de 110 milímetros, ontem em Fortaleza, o cidadão percebeu algo que, até agora, não mudou: os pontos de alagamento são sempre os mesmos e desmoralizam a conversa oficial de que providências foram ou estão sendo tomadas.

Trechos das avenidas Heráclito Graça, Aguanambi (foto), 13 de Maio, Mister Hull, Beira Mar e outras vias como a Barão do Rio Branco – para não falarmos da periferia -, sempre se transformam em verdadeiras lagoas.

Um cenário absurdo para uma cidade que conta com o Programa Drenurb, apoiado por verba federal e tinha a meta de, até fim de 2016, levar drenagem a 65% de toda a Capital. O investimento, na época estimado em R$ 218 milhões, pelo visto, acabou engolido pela velha burocracia e, na prática, tem-se uma cidade sofrível em época de chuva.

Está na hora de alguém da Prefeitura prestar contas sobre o Drenurb. Ou o programa também foi pro ralo?

(Foto – Evilázio Bezerra)

Passeata cobrará justiça e políticas públicas após casos de violência contra travestis

Nesta sexta-feira, a partir das 9 horas, grupos LGBT de Fortaleza farão ato público contra a “bárbarie transfóbica”. Trata-se de um protesto contra os recentes casos de violência contra travestis, como o assassinato brutal de Dandara dos Santos e do espancamento Hérica Izidório. A concentração está marcada para a Praça Luíza Távora, de onde sairá uma passeata rumo ao Palácio da Abolição.

Segundo o Grupo Resistência Asa Branca (IGRAB), que está na organização, o ato vai exigir do Estado a apuração do assassinato de Dandara dos Santos e cobrará “respostas efetivas e permanentes para o combate à violência LGBTfóbica no Ceará”.

Também está na organização desse protesto o Fórum Cearense LGBT, com apoio do Conselho Municipal dos Direitos Humanos da população LGBT de Fortaleza.

Camilo Santana convoca 1.400 aprovados do concurso da PM

O governador Camilo Santana (PT) anunciou nesta quinta-feira 9, a convocação de 1.400 aprovados no último concurso da Polícia Militar (PM), equivalentes a 1ª turma. A convocação, que será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), traz o resultado definitivo da 2ª etapa (inspeção de saúde) do concurso e as informações necessárias à matrícula da 1ª turma do curso de formação profissional.

“O secretário André hoje fez a convocação dos primeiros 1.400 profissionais da PM do último concurso, que fiz no ano passado. São 4.200 homens, que vou chamar em três turmas. A primeira turma já vai iniciar o seu treinamento na Academia, a aula inaugural está prevista para o dia 3 de abril. E aí a partir dessa turma que será formada, nós já vamos convocar uma seleção para novas turmas de Raio, pois eu quero implementar em algumas cidades de médio porte no interior do Ceará”, disse Camilo.

A primeira fase das matrículas será realizada no período de 13 a 15 de março via internet, no seguinte endereço eletrônico: http://matricula.aesp.ce.gov.br/sismatAesp/index.php/start/beginning. Na segunda fase, o candidato deve realizar a entrega da documentação exigida no edital, na sede da Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp-CE). O atendimento da matrícula presencial será realizado entre os dias 20 e 23 de março, de acordo com o cronograma contido no edital de convocação.

(O POVO Online)

Fortaleza amanhece com tempo nublado. Aguenta mais 110 milímetros?

Fortaleza registra chuva, nesta manhã de sexta-feira, em alguns bairros. Segundo a Funceme, a previsão para o Estado é de nebulosidade variável, com chuvas em todas as regiões.

Nessa quinta-feira, a Capital cearense registrou sua chuva mais intensa do ano, o que provocou vários alagamentos e ocorrências como deslizamento de terra em obra da Via Expressa.

Na madrugada, houve chuva fina, o que deixou as vias molhadas. Esse quadro exige maior atenção dos motoristas.

(Foto – Paulo MOska)

Ceará registra queda de homicídios, roubos e furtos durante o mês de fevereiro

O Ceará registrou, durante o mês de fevereiro, quedas simultâneas nos casos de homicídios, roubos e furtos, numa comparação com as ocorrências do mesmo período de 2016. Foi a primeira vez, desde a criação do programa Em Defesa da Vida, em 2014, que os três tipos de crimes apresentaram redução concomitante para um mesmo período.

No caso dos homicídios, que incluem ainda as lesões corporais seguidas de morte e os latrocínios (roubos seguidos de morte), o resultado foi influenciado pela queda das ocorrências na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Em janeiro, a região havia apresentado alta de 4,8% nos assassinatos. Já em fevereiro, as ocorrências caíram 35,2%.

A Região Sul, referenciada por Juazeiro do Norte, também puxou para baixo as estatísticas gerais. No mês anterior, as ocorrências também haviam aumentado, em 13,4%. Por sua vez, fevereiro apresentou queda de 19%. Os números foram divulgados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na manhã de ontem.

Fortaleza

Entretanto, Fortaleza, que vinha encabeçando as seguidas reduções alcançadas no Estado, registrou o segundo aumento consecutivo dos assassinatos. Desta vez, de 5,9%. Em janeiro, a alta havia sido de 26,8%. A última vez em que os homicídios tinham apresentado alta na Capital foi em agosto de 2015. De lá para cá, as ocorrências diminuíram em todos os meses, até o fim de 2016.

Fevereiro também registrou alta nas mortes ocorridas na Região Norte, encabeçada por Sobral. Após a queda de 25%, em janeiro, os assassinatos cresceram 28,9% no mês passado. Em entrevista coletiva ontem, o governador Camilo Santana (PT) enalteceu a queda. “Foi o mês em que tivemos o Carnaval, que é período mais complexo, por conta das festividades. Tem muita bebida e, muitas vezes, muita violência acontece durante esse período”, citou.

Camilo disse ainda que as variações são resultado do que voltou a chamar de ‘lençol curto’, pois, quando se desloca a tropa para algum lugar, deixa-se outro descoberto. Ele espera que a situação seja atenuada com a formação de novos 1.400 policiais militares, que concluirão o curso no segundo semestre deste ano, e com a convocação da última turma de delegados, inspetores e escrivães da Polícia Civil, prevista para abril.

Nos casos de roubo, a redução alcançada no Estado foi de 13,9%. Já os furtos caíram 4,9%. O governador atribuiu as reduções à intensificação das ações ostensivas realizadas pelo titular da SSPDS, André Costa. “Ele está participando pessoalmente das ações na Capital. Mas vamos avaliar o que está sendo positivo e também os pontos negativos, para traçar estratégias para março, que já esta em andamento”, completou.

(O POVO – Repórter Thiago Paiva)

Remédios vão subir de preço em abril

Chegou às redes de farmácias locais uma informação de deixar consumidor com dor de cabeça antecipada: os remédios terão preços reajustados em 3,4%, a partir de 1º de abril.

Pode acreditar. O setor fez beicinho, pois queria percentual bem maior.

Aliás, uma série de medicamentos anda em falta nas farmácias de Fortaleza. Por causa da onda de viroses provocando tosse, principalmente, algumas marcas de xarope sumiram.