Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Ceará vai ser sede de evento internacional sobre irrigação

Helvécio Saturnino preside a Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem (ABID).

Fortaleza vai ser sede do XVI Congresso Brasileiro de Irrigação e Drenagem. Trata-se de um dos eventos que compõem o INOVAGRI Internacional Meeting, o maior evento técnico-científico sobre Irrigação da América Latina. O congresso acontecerá de 2 a 5 de outubro próximo, no Centro de Eventos. No mesmo período, também acontecerá o III Simpósio Brasileiro de Salinidade.

Além de pesquisadores nacionais e internacionais renomados, estarão juntos técnicos, estudantes, produtores e empresas públicas e privadas envolvidas com os temas de engenharia da irrigação e drenagem agrícola, manejo de irrigação, salinidade e recursos hídricos. Será uma oportunidade para que as boas estratégias e experiências de utilização racional da água ajudem no enfrentamento da escassez hídrica, informa a organização.

A programação será diversificada e contará com diversas mesas redondas, além de cursos rápidos e apresentação de trabalhos científicos. Entre os assuntos discutidos, podemos destacar tecnologias de manejo para o uso de águas salobras e de qualidade inferior na produção vegetal, tecnologias aplicadas à irrigação, como softwares, drones e sensores e sustentabilidade da agricultura irrigada no semiárido brasileiro.

Convocação

O presidente da Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem-ABID, Helvécio Saturnino, está em Fortaleza para convocar todos os interessados em discutir e traçar estratégias de uso da água de forma harmônica, de olho no desenvolvimento da agricultura irrigada e preservando os recursos naturais para as futuras gerações.

Helvécio Saturnino acompanhou o início da implantação da cultura irrigada no Ceará e tem vasto conhecimento sobre as atividades de irrigação no país. As atividades no Tabuleiro de Russas, por exemplo, fizeram o Estado despertar e se destacar nas produções de fruticultura, mesmo não havendo “condições ideais” de água e solo. Com o investimento governamental e a adoção de boas estratégias nos últimos anos, o Estado multiplicou as oportunidades de agronegócio fazendo movimentar a economia.

 

Reforma Política- Líder do PT espera financiamento público para baratear campanhas

O líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini (SP) deixou Fortaleza, nesta sexta-feira, após participar da posse dos novos dirigentes do PT no Estado.

O ato ocorreu nessa noite de quinta-feira, na sede estadual, ocasião em que Francisco de Assis Diniz assumiu mais um mandato, pois reeleito novo mandato. O vereador Acrísio Sena assumiu o comando do PT da Capital.

Num rápido papo com a reportagem do Blog, Zarattini disse o que o seu partido espera e trabalha em se tratando de Reforma Política.

O petista espera que haja avanços no que diz respeito a financiamento público de campanha e sistema proporcional. Ele é contra a adoção do chamado distritão ou distrital misto.

Estado do Ceará – O menino que queria ser médico, mas tem vocação para a música

Com o título “O Ceará: Nem São Paulo nem Flórida”, eis artigo do ex-secretário estadual do Turismo, Allan Aguiar. Ele comenta deslizes do Estado no plano econômico. Culpa a falta de planejamento. Confira:

O Ceará queria ser a São Paulo do Nordeste quando poderia ter sido uma Flórida brasileira. O Ceará queria ser a mutação perfeita entre os “tigres asiáticos” e o “vale do silício”. O Governo do Ceará queria indústrias e programou a bússola do modelo de desenvolvimento econômico do Estado para este objetivo majoritário. Sabe aquele filho que você quer que seja médico, mas a vocação dele é para a música? É mais ou menos isso o que o papai Governo tenta desde o século passado, sem sucesso. Sem os saltos prometidos em campanhas eleitorais, o Estado continua patinando nos 2% da economia nacional e teima em uma estratégia pouco lúcida e muito caduca para gerar renda para sua população, insistentemente pobre. Mesmo com todas as induções e isenções do Governo do Ceará a participação da Indústria no PIB do Estado recuou, não atingindo hoje sequer 20% de participação no referido PIB. Somos ridículos 1,8% da Indústria nacional e, até agora, nada de Montadoras e muito menos refinaria. Sequer água temos para o agronegócio.

Longe dos mercados consumidores e com enormes deficiências em sua logística de transportes e infraestruturas de escoamento marítimo, rodoviário e aéreo, sobrou a surrada guerra fiscal e os incentivos locacionais como únicas armas nessa luta para gerar postos de trabalho pelo viés da industrialização do Estado, tarefa essa bem mais dificultada pela modernização/automação dos processos produtivos. Adicionando esses complicadores, Estados vizinhos como Pernambuco e Maranhão ganharam enorme espaço na disputa da movimentação de cargas com seus Portos de SUAPE e ITAQUI, respectivamente o quinto e o sétimo maiores do Brasil. Nosso PECÉM, ainda imberbe, ocupa uma modesta posição no ranking nacional e busca um parceiro forte para turbinar e aparecer.

Na “guerra de foice” gerada pela falta de planejamento econômico e sem saber ajustar a bússola, o Governo do Estado abraçou qualquer atividade econômica, até mesmo as predatórias de suas próprias vocações naturais. O Exemplo mais frustrante dos efeitos nocivos pode ser visualizado ao longo dos 573 Km de litoral, transformados em verdadeiro paliteiro de aerogeradores, os quais esterilizam extensas faixas de costa altamente vocacionada para o petróleo cearense ainda não extraído: o Turismo. Esses parques eólicos praianos nada geram de empregos e quase nada de impostos municipais e estaduais.

Enquanto o Estado queria indústria de transformação, os investidores privados só tinham olhos para a Indústria do Turismo, a mais inclusiva atividade econômica existente. Sobrevoavam nossas praias e vislumbravam um novo Caribe na esquina tropical da América do Sul. Somente em 1995 o Estado acordou do sonho único e criou a Secretaria de Turismo objetivando oferecer algum contorno de ordenamento dessa atividade e uma agenda mínima capaz de colocar o Ceará no jogo dos Destinos Turísticos. Contudo, notadamente na última década, abdicou de uma gestão profissional e técnica capaz de emular com os agentes econômicos do mercado turístico e com investidores e preferiu entregar a pasta para políticos preocupados com as próximas eleições e não com as próximas gerações.

Assim, enquanto o Turismo sangra no prejuízo e os investidores se afastam da litigante e violenta Terra da Luz, estamos longe de ser uma São Paulo das indústrias e mais distante ainda de virar uma Flórida dos turistas endinheirados, tudo em face da miopia dos gestores e planejadores do Estado que pelo visto imporão os mesmos 2% de importância econômica do Ceará, diante do Brasil, em 2027…2037…quando então estaremos mortos.
Afinal, como cantou nosso mais sensível poeta, que partiu há pouco, “o passado é uma roupa que não nos serve mais” e “precisamos todos rejuvenescer”.

*Allan Aguiar,

Ex-Secretário do Turismo do Ceará.

Ciro Gomes: Quem botou Temer na vice da Dilma foi o Lula

Dentro do I Fórum Fortaleza de Economia e Políticas Locais, que acontece no auditório do prédio-anexo da Assembleia Legislativa, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) ocupou espaços para novas críticas ao governo federal.

Mas o que chamou a atenção foi um ponto: Ciro disse que Lula foi o responsável pela indicação de Michel Temer (PMDB) para vice na chapa de Dilma Rousseff (PT). “Quem botou o temer na vice foi o Lula!”, afirmou o presidenciável pedetista, eximindo Dilma de qualquer responsabilidade nesse aspecto.

Ciro ainda disse que o Brasil da Era Lula surfou economicamente porque apostou no consumo, ms acabou quebrando na Era Dilma.

Esse fórum é o primeiro de uma série que a Prefeitura de Fortaleza, segundo o prefeito Roberto Cláudio, realizará para discutir questões do interesse do País, com repercussões para a cidade.

DETALHE – O convidado para a conferência é o professor Mangabeira Unger.

Colégio de Presidentes da OAB no Ceará promove encontro em Iguatu

Marcelo Mota e Marco Antônio Sobreira.

A OAB Ceará promove, durante toda esta sexta-feira, em Iguatu (Centro -Sul), encontro do Colégio de Presidentes das Subsecções da Ordem. O encontro, que acontece no Hotel Diocesano, é conduzido pelo presidente estadual da entidade, Marcelo Mota, pela diretoria da Ordem e pelo presidente da Subsecção, Marco Antônio Sobreira.

O Colégio de Presidentes promove debate debates com os 15 dirigentes das subsecções da OAB no Ceará: Aracati, Canindé, Cariri Oriental, Crateús, Crato, Iguatu, Inhamuns, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maciço de Baturité, Quixadá, Serra da Ibiapaba, Sobral e Região Metropolitana de Fortaleza.

“É um momento único para nos reunirmos, debatermos a respeito das nossas dificuldades no exercício da profissão, da atuação do Poder Judiciário no Interior e prestação jurisdicional, entre outros”, diz para o Blog, direto de Iguatu, o presidente Marcelo Mota.

“É uma alegria e honra muito grande receber a advocacia em Iguatu para estabelecermos metas e debater sobre os principais assuntos a respeito da advocacia cearense. Temos a certeza que será um dia rico e produtivo”, complementou Marco Antônio Sobreira, presidente da Subsecção de Iguatu.

(Foto – Divulgação)

Alô, Prefeituras! Vem aí o curso “Gerente de Cidades”

O Instituto Albanisa Sarasate e a Fundação Armando Álvares Penteado lançaram, nesta manhã de sexta-feira, no Espaço O POVO de Cultura & Arte, o curso Gerente de Cidades.

O curso, em nível de pós-graduação, objetiva formar profissionais em gestão voltados principalmente para a área pública.

O coordenador-geral da Fundação Armando Álvares Penteado, Gley Fabiano, conversou com a reportagem do Blog sobre a iniciativa.

SERVIÇO

*Mais Informações – (85) 3255 6186.

Hemoce vai ao Parque do Cocó conscientizar sobre a doença falciforme

O Hemoce realizará atividade recreativa neste domingo, a partir das 8 horas, no Parque do Cocó. A programação é em alusão ao Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme, comemorado em 19 de junho. Profissionais do órgão e pacientes portadores da doença falciforme distribuirão panfletos e farão mobilização com cartazes para alertar a população sobre sintomas e tratamento da doença. Haverá piquenique e roda de conversa.

“É uma oportunidade de falar sobre a doença falciforme para quem não conhece e será também um momento de lazer para os pacientes atendidos pelo Hemoce. Nós vamos fazer um piquenique com uma roda de conversa para discutir sobre o tema e comemorar os avanços no tratamento e na qualidade de vida dos pacientes”, destaca Adlene Faustino, enfermeira do ambulatório de coagulopatias do Hemoce.

Doença

A doença falciforme é hereditária e provoca má formação nas hemácias (glóbulos vermelhos). “As células normais são arredondadas e maleáveis. Com as alterações, essas células passam a ter um formato de meia lua ou foice, impedindo a circulação do sangue e oxigênio para tecidos e órgãos, causando várias complicações”, explica o hematologista Osanildo Nascimento. Os principais sintomas são: dores nas articulações, anemia, olhos amarelados, atraso no desenvolvimento e crescimento infantil, inchaço nos punhos, tornozelos, além de aumentar o risco de infecções e AVC.

DETALHE – Atualmente, o Hemoce atende a 380 pessoas com doença falciforme no hemocentro em Fortaleza e nos regionais do interior do Estado.

SERVIÇO

*Hemoce – (85) 3101-2310.

Editorial do O POVO destaca redução do analfabetismo no Ceará

Com o título “Redução do analfabetismo no Ceará: muito a celular”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira. Confira:

Celebrar resultados positivos na educação do Estado é sempre animador. Fala-se de um valor cujos efeitos não podem ser sentidos, muitas vezes, a curto prazo, mas suas consequências são poderosas. Por isso, é alentador comemorar a queda do índice de analfabetismo no Ceará. Em dez anos, o número de analfabetos caiu de 32% para 0,7% – mesmo com as crianças estando nas escolas, o que deixa a situação mais caótica.

O Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Paic), que completa uma década, é o grande propulsor da conquista. O projeto inspirou o Governo Federal, há cinco anos, a lançar o Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa, o Pnaic. O mote é o mesmo: transformar a educação básica, fazendo com que as crianças brasileiras saibam ler e escrever na idade adequada.

No Ceará, as comemorações de 10 anos do Paic vieram com os resultados bem-sucedidos da queda do analfabetismo. Isso não é pouco. Significa assumir a responsabilidade de gerações que não cumpriram metas de uma função também social. Significa dar a toda uma gente a oportunidade de cidadania ao estimular suas competências. Significa estimular em cada um que ora pode ler e escrever mais do que decodificar símbolos da língua, mas exercer sua autonomia dignamente.

Um Estado com bons índices de educação é capaz de fornecer melhores perspectivas de desenvolvimento para sua população, que, educada e instruída, passa a entender melhor até como eleger seus representantes. Priorizar a educação deve ser meta cumprida – com recursos bem investidos. Não só materiais, mas também humanos, haja vista que números desse tipo encorajam educadores em sua missão.

É preciso lembrar que o Plano Nacional de Educação (PNE) previu a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) – um instrumento específico para medir o domínio da leitura, da escrita e da matemática. Os dados mais recentes são de 2014. Segundo a ANA, 77,8% das crianças do 3º ano do Ensino Fundamental do País apresentam aprendizado adequado em leitura e 65,5% estão no mesmo patamar em relação à escrita. Na matemática, 42,9% têm aprendizado adequado. Os dados estão no Anuário Brasileiro da Educação Básica 2017, editado pelo Movimento Todos pela Educação.

É hora de o Ceará celebrar, mas não há desafios. Ainda há analfabetos a descobrirem o mundo. Enquanto, em alguns lugares, discute-se a alfabetização digital, ainda se combate por aqui o iletrismo, o analfabetismo e o analfabetismo funcional. Que haja disposição para fazer uma educação que se destaque também de forma qualitativa. Parabéns ao Estado pela conquista!

Fortaleza é sede do Feirão da Casa Própria da Caixa Econômica

A Caixa Econômica Federal inicia hoje (23) em três cidades a segunda e última rodada do Feirão da Casa Própria 2017. Até domingo (25), os interessados em comprar um imóvel poderão escolher entre 30.377 unidades novas e usadas, à venda em Brasília, Curitiba e Fortaleza, onde se estenderá até domingo, no Shopng RioMar Papicu.

Realizado em parceria com construtoras, correspondentes imobiliários e imobiliárias, o Feirão da Caixa reúne em um só lugar milhares de ofertas de imóveis e a opção de financiamento. A primeira etapa do evento este ano ocorreu em 11 cidades, entre 26 e 28 de maio.

Na ocasião, segundo a assessoria de comunicação da Caixa, foram fechados R$ 10,2 bilhões em negócios. De acordo com a assessoria, o montante é quase igual ao alcançado em todo o feirão de 2016, que foi de R$ 10,3 bilhões. Segundo a Caixa, não há uma estimativa de valor em fechamento de negócios para esta segunda rodada em 2017.

Para pleitear o crédito para a casa própria no feirão é preciso levar documento de identidade, CPF, comprovante de renda e de residência atualizados. Os visitantes que preencherem propostas de crédito podem acompanhar o andamento do processo pela internet, por meio de uma ferramenta disponível no site da Caixa Econômica Federal. Esse recurso existe desde 2013. Em Brasília, o feirão será realizado no Pavilhão B do Parque da Cidade, em Curitiba, na Expo Unimed, e em Fortaleza, no shopping RioMar.

Edição: Graça Adjuto

IFCE vive crise financeira

456 1

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

Demissão de trabalhadores terceirizados, corte nos serviços de transporte e visitas técnicas, escassez de recursos para assistência estudantil e até incerteza quanto à própria continuidade do funcionamento de alguns campi, diante da falta de dinheiro até mesmo para custear o almoço de estudantes.

Eis a atual realidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), incluindo ainda falta de equipamentos para laboratórios, suprimentos de informática, entre outros itens de consumo, além de total ausência de perspectiva quanto a obras necessárias nos campi. Tudo apurado pelo Sindsifce, o sindicato dos trabalhadores da instituição, a partir de relatos e visitas aos diferentes campi.

Para debater o tema e buscar saídas, a categoria puxa o debate “Educação profissional em tempos de crise: impactos no IFCE e estratégias de superação”, para segunda-feira, as 14h30min às 18h30min, no Campus Fortaleza (Benfica). A entrada é livre a todos os interessados e haverá transmissão online pelo Facebook do sindicato.

O reitor Virgílio Araripe foi convidado a participar, mas já confirmou que será representado pelo professor Tássio Lofiti, pró-reitor de Administração e Planejamento.

Que venham respostas concretas, em defesa da educação.

Camilo embarca com a família para São Paulo: Giro de mídia e voo inaugural de Jericoacoara

Camilo com Onélia e os filos Pedro e Luiza na sala de embarque.

O governador Camilo Santana (PT) embarcou com a família, nesta sexta-feira, na rota de São Paulo. Na agenda dele, contato com os meios de comunicação e embarque, já neste sábado pela manhã, no voo inaugural da Gol, que ligará São Paulo a Jericoacoara (Litoral Oeste).

Camilo, na Capital paulista, dará entrevistas sobre o bom momento da área educacional cearense e também sobre o PIB do primeiro trimestre, além de outro fato: é um dos poucos Estados que continua pagando em dia seus servidores e atraindo investimentos externos.

O governador desembarcará do voo inaugural da Gol no Aeroporto de Cruz no começo da tarde de sábado. Ali, haverá ato de inauguração do terminal que ganha o nome de “Comandante Ariston Pessoa” (Ariston Pessoa fundou a primeira empresa aérea cearense – TAF).

De lá, Camilo retornará para Fortaleza, quando vai se preparar para viagem rumo a Europa. Ele decolará domingo à noite para reuniões com a Fraport, em Frankfurt, na Alemanha. Essa empresa arrematou em leilão o Aeroporto Internacional Pinto Martins.

De lá, seguirá para Paris, onde tem reuniões com o Instituto Pasteur em busca de uma unidade dessa fundação para o Polo Farmoquímico de Horizonte (Região Metropolitana de Fortaleza). Camilo só retorna ao Ceará na quinta-feira. Até lá, a vice-governadora Izolda Cela, responderá pelo Governo.

Centro de Fortaleza ganha estátua de Brizola

548 3

A Travessa Crato (Centro de Fortaleza), já conta, desse ontem, com a estátua de Leonel Brizola, o grande líder do trabalhista no País.

Foi inaugurada em ato festivo pelo presidente regional pedetista, deputado federal André Figueiredo, e pelos dirigentes Manuel Dias e Papito de Oliveira, dirigentes da Fundação Leonel Brizola/Alberto Pasqualini no Brasil e no Ceará, respectivamente.

No ato, o presidenciável Ciro Gomes e o prefeito Roberto Claudio, além de vários secretários municipais.

(Foto – PDT)

TCE e FRD promovem em Quixadá seminário sobre Gestão Pública e Controle Cidadão

O presidente do Tribunal de Contas do Ceará, conselheiro Edilberto Pontes, e o vice-presidente da Fundação Demócrito Rocha, Dummar Neto, abrirão, às 8 horas desta sexta-feira, no IFCE de Quixadá (Sertão Central, a segunda edição do Seminário sobre Transparência na Gestão Pública – Controle Cidadão. O evento é aberto a gestores públicos, lideranças e à sociedade interessada em debater formas de combate à corrupção e a importância do fortalecimento dos controles externo, interno e social.

O seminário reunirá gestores de 42 municípios circunvizinhos, sob a coordenação dos professores Marcelo Lettieri e Marcelo Maciel. É uma iniciativa do projeto Transparência na Gestão Pública – Controle Cidadão, desenvolvido pelo TCE, em parceria com a Fundação Demócrito Rocha (FDR), com o apoio da Universidade Aberta do Nordeste (Uane).

Após a abertura do encontro, serão apresentados resultados da ação de fiscalização feita pela Secretaria de Controle Externo na região.

Camilo Santana defende nome de Lula para presidente em 2018

296 1

O governador do Estado do Ceará, Camilo Santana (PT), disse na noite desta quinta-feira, 22, durante a cerimônia de posse do comando do Partido dos Trabalhadores no Ceará, que Luiz Inácio Lula da Silva é o “grande nome para disputar a presidente da República em 2018”.

“Amanhã estarei com o ex-presidente Lula em São Paulo. Vamos dialogar. O momento agora é importante para a esquerda deste país. A esquerda precisa se unir para combater a direita em 2018. Eu não tenho dúvida que o nome do companheiro Lula, que fez história nesse país, é o grande nome para ser candidato a presidente da República pelo PT e pela esquerda”, afirmou chefe do executivo estadual.

Em fevereiro deste ano, Camilo Santana disse em entrevista ao O POVO que o momento político era propício para Ciro Gomes (PDT). “Precisamos dialogar e vamos construir os caminhos. O que está em jogo é o futuro do povo brasileiro”, finalizou.

(O POVO Online)

Prefeitura inicia fóruns sobre Gestão Pública. O primeiro convidado é Mangabeira Unger

256 1

O prefeito Roberto Claudio (PDT) decidiu que a Prefeitura de Fortaleza vai organizar, ao longo desses quatro anos de mandato, fóruns para discussão de ideias inovadoras para a gestão pública. Para cada evento, serão convidados palestrantes que compartilharão pensamentos e ideias com gestores municipais.

Alem dos técnicos de governo, esses eventos serão abertos e contarão com a participação de representantes de outras entidades, segundo informa a assessoria de imprensa do Paço Municipal.

A primeira edição já acontecerá nesta sexta feira, a partir das 9 horas, no auditório da Assembleia Legislativa, e terá como palestrante o pensador e acadêmico Mangabeira Unger, professor da Universidade de Harvard.

Nesse primeiro evento, Mangabeira Unger tratará do cenário econômico e político do Brasil e do Mundo. Falará sobre inovações e novas tendências no setor público.

DETALHE – A PMF já está preparando o segundo evento para o mês de agosto, também com palestrantes internacionais, sobre Saúde Publica.

VAMOS NÓS – Com todo respeito ao professor Mangabeira Unger, mas existe coisa mais chata do que um brasileiro falando com sotaque de americano?

(Foto – José Cruz/Agência Brasil)

Expresso 150 – Juiz afastado pede aposentadoria

575 2

Seis desembargadores do TJ-CE serão ouvidos nesta quarta-feira sobre caso FOTO: MAURI MELO

O juiz Onildo Antônio Pereira da Silva, titular da 4ª Vara Cível de Fortaleza, requereu aposentadoria. Ao lado do juiz José Edmilson de Oliveira, titular da 5ª Vara Cível, ele foi afastado das funções dentro de um desdobramento da Operação Expresso 150, da Polícia Federal. Os dois foram submetidos a inspeção e foi aberta uma investigação dentro dessa mesma operação.

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado confirmou para o Blog do Eliomar o pedido de aposentadoria encaminhado pelo juiz Onildo Pereira.
Em ação determinada pelo desembargador Tarcilio Souza, os juízes, segundo reportagem do O POVO, do último dia 14, foram conduzidos para depoimento e tiveram gabinetes vasculhados pela Polícia Federal. Os agentes buscavam documentos e bens que possam auxiliar nas apurações.

A Operação Expresso 150, que completou dois anos no último dia 15, apura irregularidades envolvendo magistrados, advogados e servidores da Justiça do Ceará, a maioria com relação à negociação de sentenças.

Em etapas anteriores, a Expresso 150 revelou esquema de “venda” de decisões de desembargadores em plantões judiciais, com concessão de habeas corpus para traficantes e outros condenados. A Operação é batizada em referência ao valor de cada sentença –R$ 150 mil.

*Fax-simile do Diário da Justiça com pedido de aposentadoria.

(Foto – Mauri Melo)

E por falar na menina Adísia…

Com o título “Um exemplo de coerência de vida”, eis o que nos manda o advogado         Irapuan Diniz de Aguiar. Ele aborda um fato que envolve a jornalista Adísia Sá. Confira:

Rebuscando, livros e papéis na minha biblioteca, eis que me deparo com o livro “EU E OS OUTROS” do saudoso Padre Antônio Vieira, uma coletânea de trabalhos literários escritos sobre personalidades do mundo sócio-político cearense, cujos perfis são por ele descritos. Tive a honra e o privilégio de escrever a “orelha” desta publicação. Transcrevo, abaixo, o texto em que ele descreve a jornalista Adísia Sá, pelo exemplo que caracteriza sua história de vida.

“Permito-me, hoje, fugir um pouco ao plano habitual das minhas crônicas, para manifestar, aqui, a minha admiração e respeito, por uma jornalista que diariamente nos oferece, com firmeza e coragem, vivacidade e graça, verdadeiras lições de jornalismo.

É a colunista da Gazeta de Notícias – Adísia Sá – que não sei, se pseudômino, se realmente o seu próprio nome. Não a conheço. Tanto melhor para ser espontâneo na minha admiração.

Leio com agrado e prazer o que ela escreve. Sua pena, às vezes, corta como um bisturi, quando disseca o cancro moral da nossa sociedade. Outras muitas se veste de plumas e sedas, de carinho e ternura, no trato com a dor e o sofrimento. Outras tantas se parecem com a proveta do sábio, na análise fria e realista dos fatos cotidianos. Em tudo, porém, que escreve há um sentido de elevação, de humanismo sadio, em tornar os homens melhores, em apresentar sugestões, em motivar e estimular realizações.

A meu ver, esta a missão mais nobilitante da jornalista, que faz do jornal, em que escreve, escola e tribuna, arena e templo. Escrever para jornal pode ser fácil. Mas não é fácil ser jornalista. Não basta cultura e erudição. Nem mesmo escrever com elegância e aprumo. Além da cota de qualidades intelectuais e do conjunto de dotes morais, é necessário um “IT”, um tempero, um condimento especial, uma dosagem ajustada entre o alimento que a inteligência oferece e os ingredientes que o coração sabe dosar.

Em Adísia Sá, como numa miscelândia, há de tudo isto, e ainda a sobremesa da coragem. Coragem moral de dizer verdades. Nem todo mundo tem esta coragem. Dizer o que sentimos e o que pensamos, num rompante de audácia e atrevimento, não é coragem. Muitos sabem fazer isto. O difícil, não há dúvida, é dizer verdades com autenticidade e sobranceria, com independência e destemor, porque para tanto é necessário ter uma vida que seja um atestado de dignidade e de nobreza, sem comprometimento com grupos ou com ideologias. “É falar rosado”, como diz o matuto, sem culpa no cartório, sem tremer os lábios, nem sentir cócegas na consciência ou arrepios na sensibilidade.

O jornalismo cearense vem, dia a dia, melhorando, não apenas na apresentação material dos seus periódicos e na distribuição artística das suas páginas, mas na revelação de valores reais que colocam a nossa imprensa em conceito bem elevado, a não desmerecer das suas congêneres do Sul do País. Para aqueles que, como Adísia Sá, que estão criando um crédito de confiança para o jornalismo cearense e dando a todos nós que escrevemos lições de jornalismo, os nossos aplausos e a nossa admiração”.

NOTA – Publicado na Coluna “Cortes e Recortes”, com o título “Lições de Jornalismo”, no jornal “O Povo”, em 1963.

*Irapuan Diniz Aguiar,

Advogado.

Candidato vetado em concurso por ter dentes quebrados deve continuar no certame, manda a Justiça

A Justiça do Ceará concedeu o direito de prosseguir em concurso público a um candidato que havia sido reprovado porque tinha dois dentes quebrados. A decisão, da 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Ceará, teve a relatoria do desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha. Informa o site do TJCE nesta quinta-feira.

“As enfermidades odontológicas elencadas como causas determinantes de inaptidão ao exercício das atividades de Agente Penitenciário, particularmente a existência de cáries, não conduzem à incapacidade para o exercício das tarefas inerentes ao cargo pleiteado”, explicou o relator no voto.

De acordo com os autos, o candidato foi desclassificado nas fases de inspeção de saúde do concurso por ter dois dentes quebrados. Por isso, ele impetrou mandado de segurança com pedido de liminar contra o presidente da Comissão Executiva do Vestibular da Universidade Estadual do Ceará (Uece), entidade responsável pela seleção, conforme o Edital nº 29/2011, requerendo o direito de seguir na seleção.

Explicou que foi aprovado em todas as outras fases e mesmo atendendo à requisição da comissão para solucionar o problema dentário e submetido à nova avaliação pela comissão revisora foi considerado inapto.

O pedido dele foi deferido pelo Juízo da 12ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza. Em ofício, a comissão informou o cumprimento da decisão liminar, mas o candidato, ao final do certame, ficou na condição de sub judice e fora das vagas oferecidas, mesmo tendo sido considerado apto após a segunda avaliação.
Ao analisar o mérito da ação, o Juízo de 1º Grau confirmou a decisão liminar. Por se tratar de matéria sujeita ao duplo grau de jurisdição (pois envolve ente público), os autos (nº 0142174-70.2012.8.06.0001) foram encaminhados ao TJCE para reexame.

Nessa segunda-feira (19/06), ao julgar o caso, a 1ª Câmara de Direito Público manteve a sentença, acompanhando o voto do desembargador. Segundo o magistrado, o ato administrativo de eliminação do candidato “é certamente arbitrário, desproporcional e desmotivado, refugindo a critérios lógicos que o justifiquem como opção razoável no âmbito da discricionariedade administrativa, resultando em flagrante violação dos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, que têm assento constitucional”.