Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Instituto cearense ganha dois prêmios nacionais na área do empreendedorismo na Educação

O Prêmio Ozires Silva, que reconhece os melhores projetos nas áreas de empreendedorismo e sustentabilidade do País, deu, em sua 10ª edição, ao Instituto Social Brasilis, do Ceará, dois prêmios na categoria Empreendedorismo na Educação – na modalidade Pessoa Física. Os projetos vencedores foram “Formação Empreendedora de Base Tecnológica: da construção de projetos ao protagonismo” e “Game Olhares” – com Menção Honrosa-, de autoria de Emanuelly Oliveira, fundadora e diretora executiva, e Elvis Alves, diretor de comunicação e redes, respectivamente.

Essa foi a primeira vez, em dez anos de existência do prêmio, que nordestinos conquistam os primeiros lugares. “Nossa conquista valoriza a produção de incentivos à educação e ao desenvolvimento de habilidades. O prêmio é o reconhecimento de todo um trabalho que foi realizado com instituições sociais, com jovens de comunidades carentes e com alunos e professores de escolas públicas”, afirma Emanuelly.

Ao todo, mais de 100 projetos do Brasil inteiro concorreram nas categorias de Empreendedorismo Social, Empreendedorismo Ambiental, Empreendedorismo na Educação e Empreendedorismo Econômico. Na categoria que premiou o Social Brasilis, 11 projetos estavam inscritos. A cerimônia aconteceu em Curitiba, no dia 8 do mês passado.

Para Elvis, ganhar o prêmio serve de inspiração para mais jovens do Estado. “Servimos de modelo para que as pessoas enxerguem que é possível, que existem caminhos para o desenvolvimento de um processo educacional”, conta.

Em 2016, o Social Brasilis desenvolveu e aplicou duas metodologias em dois polos: Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e Sobral, alcançando 240 alunos diretamente e mais de oito mil pessoas indiretamente, por meio de campanhas, seleções e ações organizadas pelos alunos.

Projetos premiados

* Formação Empreendedora de Base Tecnológica

Trata-se de um curso, com duração de 80 horas, que tem por objetivo desenvolver habilidades para a construção e execução de projetos sociais, educacionais e empreendedores. Além disso, visa direcionar os alunos ao desenvolvimento de ações sociais nas comunidades ou escolas ondem atuam, criando um processo de empoderamento por meio da concretização de seus sonhos.

* Game Olhares

É um jogo que traz o incentivo à descoberta de habilidades e o incentivo ao protagonismo por meio de atividades e desafios que levam à construção de ações pelos participantes. O objetivo do jogo é estimular um processo empreendedor dentro do ambiente escolar e criar um ambiente mais cooperativo, tendo os alunos no centro do processo de aprendizagem.

(Com Site do Prêmio Ozires)

Para onde vamos?

168 2

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO desta quinta-feira (2):

Após dois anos de mandato, quais foram as grandes obras da gestão de Camilo Santana? A boa notícia é: não há grandes obras. Melhor: pelo menos uma dessas grandes obras, que havia sido projetada na gestão anterior, foi devidamente colocada na gaveta. No caso, a ponte estaiada sobre o rio Cocó. Trata-se de uma PPP, com estudos de viabilidade elaborados e licitação finalizada.

Mas, no caso da ponte, nem mesmo engavetar é algo simples como se poderia imaginar. Há muitas responsabilidades do Governo até que o projeto seja extinto. Afinal, a iniciativa privada investiu nos estudos técnicos e na elaboração do projeto para a concorrência. Certamente, haverá demanda por ressarcimentos. Sabe-se que o Governo já gastou muito dinheiro para desapropriar trechos de terrenos para a obra.

O fato é que a ponte, que incluía um mirador para observação da floresta do Cocó, não vai ser construída. A ponte estava no âmbito das obras acessórias ao Centro de Feiras, um dos mais feios e equivocados projetos já feitos no Ceará. Um conjunto de erros que vai desde a localização até a arquitetura interna e externa.

Certa vez li uma sentença que, embora radical, me pareceu acertada. Dizia mais ou menos o seguinte: Muitas vezes, é melhor uma gestão pública com cofres vazios do que nadando em dinheiro. Com cofres vazios, o governante se obriga a ser austero, criativo e a fazer a coisa certa. Com cofres cheios, há sempre o risco de colocar em prática toda a sua prepotência, incompetência e ignorância com o dinheiro que não lhe pertence.

O fato é que o Governo de Camilo Santana está lançando mão da austeridade e de alguma criatividade para tocar um barco cheio de furos. No que pese graves deslizes como o mau exemplo de distribuir dinheiro para clubes de futebol profissional ou autorizar compras extremamente caras, como dois helicópteros por R$ 80 milhões, em um momento em que estabelecia a “derrama” de impostos no Estado.

O fato é que ainda estamos na expectativa de pronunciamentos do Governo do Ceará a respeito de outras grandes obras. Algumas terminadas, outras paralisadas e outras que mal haviam começado e foram abandonadas. A lista é vasta e envolveu bilhões de reais.

Vamos ao caso dos metrôs que deveriam cortar a cidade. Linha Pacatuba-Centro: “funciona” há mais de quatro anos em fase experimental. Linha Centro-Fórum: as obras começaram há anos e há anos estão paradas. Quatro imensas e dispendiosas tuneladoras estão expostas ao relento, debaixo de sol e chuva. Oxidam. O prejuízo passa a ser de difícil cálculo.

O Acquario já virou um monstrengo inacabado de concreto armado. Não há hoje quem aposte um tostão furado na continuidade da obra encravada à beira-mar da Praia de Iracema. A política silencia. Os responsáveis pela ideia não abrem o bico. Aqui e acolá, a imprensa trata do tema. As respostas, quando vêm, são evasivas e concedidas através de nota oficial.

Há ainda o caso do VLT. Esta obra, que vai compor o rol de inacabadas, virou uma incógnita. Já se gastou mais do que o projetado para a fase em que se encontra. Do jeito que caminha, é improvável que sirva para melhorar o sistema de transporte na Capital.

E assim caminhamos. Não se sabe ao certo para onde.

Cagece oferece 115 vagas para cursos profissionalizantes

Esta informação é do Site da Cagece. Confira:

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) oferece 115 vagas para cursos profissionalizantes no mês de abril. Para participar, os candidatos deverão retirar uma carta de encaminhamento em uma das unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) até o próximo dia 24 de março. Ao todo, serão disponibilizadas quatro turmas, com modalidades diferentes de profissionalização: informática básica (25 vagas), eletricidade básica (30 vagas), técnicas de comunicação, negociação e vendas (30 vagas) e mecânica básica (30 vagas).

Com a carta de encaminhamento em mãos, os candidatos deverão comparecer no dia 27 de março à sede da Cagece (avenida Dr. Lauro Vieira Chaves, 1030 – Vila União) para realizar a matrícula na modalidade desejada. O atendimento será das 8h às 11h, por ordem de chegada.

Para se matricular, além da carta, é necessário ter idade mínima de 16 anos e apresentar os seguintes documentos: certificado de conclusão do ensino fundamental, identidade, CPF e comprovante de residência.

Para alunos que já realizaram curso na companhia e buscam nova oportunidade de capacitação, basta apresentar o certificado de participação em curso realizado anteriormente pela Cagece.

Os cursos integram as ações de responsabilidade e interação social da companhia. As aulas de informática básica e técnicas de comunicação, negociação e vendas acontecem na sede da Cagece e as de eletricidade e mecânica básica ocorrem na unidade da companhia localizada no bairro Pici.

Serviço

Curso: Informática Básica (25 vagas)
Período: 03 à 28 de abril de 2017
Horário: Segunda a sexta, de 17h15 às 19h15. Sábado, de 8h às 12h.

Curso: Eletricidade Básica (30 vagas)
Período: 03 à 09 de abril de 2017
Horário: Segunda a sexta-feira, de 17h às 20h12. Sábado e domingo, de 8h às 17h.

Curso: Técnicas de Comunicação, Negociação e Vendas (30 vagas)
Período: 03 à 18 de abril de 2017
Horário: Segunda a sexta-feira, de 17h20 às 20h20.

Curso: Mecânica Básica (30 vagas)
Período: 17 à 23 de abril de 2017
Horário: Segunda a sexta-feira, de 17h às 20h12. Sábado e domingo, de 8h às 17h.

Confira os endereços dos Sines

Aldeota
Av Santos Dumont, 5015 – Aldeota
Tel: 3101.1660

Vapt Vupt Antônio Bezerra
Av. Demétrio de Menezes, 3750
Telefone: (85) 3101.2743

Centro
Rua Assunção, 699 – Centro
Tel: 3101.2775

Vapt Vupt Messejana
Rua Jornalista Tomaz Coelho, 408
Telefone: (85) 3101.2138

Parangaba
Av João Pessoa, 6239 – Parangaba
Tel: 3101.3034

Acrísio quer Prefeitura construindo um crematório popular

Presidindo a Comissão do Meio Ambiente da Câmara Municipal de Fortaleza, o petista Acrísio Sena vai insistir num projeto: ele quer a prefeitura construindo um crematório popular.

“Seria um aqui jaz à superlotação dos cemitérios municipais de nossa cidade, que já beira o absurdo, diz Acrísio.

Com toda razão, inclusive.

Ibef do Ceará ganhará novo presidente

O Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), do Ceará, empossará sua nova diretoria no próximo dia 22, durante solenidade no auditório da Federação da Indústrias do Estado.

Assumirá como presidente Raul Santos (43), executivo da Dias Branco Participações, especialista em Administração de Finanças e que promete “oxigenar” a entidade que fomenta debate sobre cenários da economia.

Salário é o verdadeiro motivo da revolta na PM?

Com o título “Salário é o verdadeiro motivo da revolta na PM?”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. Ele aborda investigações que apontariam para algo a mais em torno dos motins de policiais registrados no País. Confira: 
Nas intervenções que faço no programa Revista O POVO (Rádio O POVO/CBN), já comentei ser inaceitável que um Estado democrático conviva com motim de militares, homens armados que se organizam para ameaçar a sociedade. Disse, inclusive, que suspeitava haver algum tipo de organização a conectar esses movimentos, o que poderia lhes dar características semelhantes ao papel pernicioso do Exército em 1964.

Pois O Estado de S. Paulo (25/2/2017) revela que “um grupo político ligado ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) esteve na linha de frente da comunicação e da logística do motim que parou a Polícia Militar do Espírito Santo”. O jornal montou um grupo de especialistas em redes sociais para estudar o caso, chegando a nomes como do ex-deputado Capitão Assumção e do deputado federal Carlos Manato (SD), aliados de Bolsonaro no Espírito Santo.

O jornal rastreou a interação online, identificando uma “intensa troca de mensagens” entre pessoas ligadas a esse grupo “influente na PM capixaba”. Publicações do próprio Bolsonaro atingiram “recordes de visualizações” durante a paralisação. Apenas um dos vídeos de Bolsonaro, criticando o governo do Estado, defendendo os amotinados e alertando para a possibilidade de o movimento se espalhar para outros estados, teve dois milhões de visualizações.

A Polícia Federal está investigando a origem do movimento, que provocou 181 homicídios, principalmente em Vitória e na região metropolitana, e a Justiça Militar decretou a prisão de vários participantes do movimento, incluindo um tenente-coronel. Assumção e o coronel Alberti Foresti estão presos.

Portanto, se alguém pensa que essa movimentação da Polícia Militar é mera reivindicação salarial – e não descarto que para um setor de praças a questão se resuma a isso -, porém esses são apenas massa de manobra dos titereiros, cujos interesses são maiores, piores e contra a democracia.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br
Jornalista do O POVO.

Funceme registra chuva superior a 120 milímetros no interior

Choveu em 110 municípios até 9h40min  desta quinta-feira, segundo boletim divulgado pela Funceme. Confira as 10 maiores:

Itaiçaba (Posto: Itaicaba) : 121.4 mm

Itaiçaba (Posto: Elevatorio ) : 94.6 mm

Iracema (Posto: Iracema) : 70.0 mm

Iracema (Posto: Ema) : 64.0 mm

Quixeramobim (Posto: Sao Miguel) : 60.0 mm

Cruz (Posto: Cruz) : 58.0 mm

Madalena (Posto: Fazenda Cajazeira) : 58.0 mm

Bela Cruz (Posto: Prata) : 55.0 mm

Alto Santo (Posto: Logradouro) : 54.0 mm

Poranga (Posto: Poranga) : 54.0 mm

BNB – Agroamigo atinge a marca dos R$ 10 bilhões aplicados

Marcos Holanda, presidente do banco, comemora resultado.

O programa de microcrédito rural do Banco do Nordeste, o Agroamigo, atingiu a marca de R$ 10 bilhões em aplicações, informa a assessoria de comunicação da Instituição. O valor corresponde a 3,6 milhões de operações contratadas em onze anos de atuação do Agroamigo nos estados nordestinos e norte de Minas Gerais e Espírito Santo. No Ceará, foi aplicado R$ 1,3 bilhão, distribuído em 522 mil operações.

“A maturidade do Agroamigo é resultado da combinação da excelência das equipes do BNB com a metodologia de sucesso de microcrédito orientado e mostra que é possível dar foco a uma política pública de larga escala, mesmo quando seu público está espacialmente disperso. Reconhecido com premiações internacionais, o programa Agroamigo, de fato, leva o BNB a ser o banco que faz a diferença na vida das pessoas”, afirma o superintendente de Microfinança Rural e Agricultura Familiar do Banco do Nordeste, Alex Araújo.

Apenas em 2016, o Agroamigo disponibilizou R$ 1,9 bilhão em 481 mil operações de microcrédito, aumento de 7,4% em relação ao ano anterior. A expectativa do Banco do Nordeste é de que em 2017 sejam investidos mais de R$ 2,2 bilhões, mantendo o programa como o maior da América Latina no segmento de Microfinança Rural.

A metodologia do Agroamigo permite a pulverização dos financiamentos e o atendimento aos clientes na própria comunidade rural, com as vantagens do crédito orientado e acompanhando, concedido de forma gradual, conforme as necessidades do empreendimento.

O Agroamigo Crescer financia até R$ 4 mil para agricultores com renda anual máxima de R$ 20 mil, enquadráveis no grupo B do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). No Agroamigo Mais, produtores que possuem rendimentos de até R$ 360 mil ao ano podem ser beneficiados com crédito de até R$ 15 mil.

Mensagem do reajuste dos servidores estaduais já está na Assembleia Legislativa

210 2

A mensagem propondo reajuste de 2% para os servidores estaduais e 6,29% para quem ganha a remuneração mínima do Estado já está na Assembleia Legislativa. Foi enviada no fim da tarde dessa quarta-feira pelo governador Camilo Santana (PT).

A informação é do chefe da Casa Civil, Nelson Martins, reiterando que foi o que o Estado pode conceder à categoria, num cenário onde a grande maioria dos Estados não concedeu reajuste e ainda atrasa a folha de pagamento.

É possível que a mensagem do reajuste seja lida ainda nesta quinta-feira em sessão da Assembleia, admite o secretário.

Nelson Martins destaca que esses percentuais foram “calculados de forma responsável pelas equipes da Seplag e Sefaz”. Ele adianta que esses mesmos percentuais deixam o Estado perto do limite prudencial de gastos com pessoal (46% da receita  corrente líquida), no que espera a compreensão dos servidores.

O que ficará do legado de Camilo?

Com o título “Para onde vamos?”, eis o que aborda o jornalista Fábio Campos, em seu espaço no O POVO desta quinta-feira. Em crítico, questiona obras e, principalmente, o que ficará de legado da gestão de Camilo Santana. Confira:

Após dois anos de mandato, quais foram as grandes obras da gestão de Camilo Santana? A boa notícia é: não há grandes obras. Melhor: pelo menos uma dessas grandes obras, que havia sido projetada na gestão anterior, foi devidamente colocada na gaveta. No caso, a ponte estaiada sobre o rio Cocó. Trata-se de uma PPP, com estudos de viabilidade elaborados e licitação finalizada.

Mas, no caso da ponte, nem mesmo engavetar é algo simples como se poderia imaginar. Há muitas responsabilidades do Governo até que o projeto seja extinto. Afinal, a iniciativa privada investiu nos estudos técnicos e na elaboração do projeto para a concorrência. Certamente, haverá demanda por ressarcimentos. Sabe-se que o Governo já gastou muito dinheiro para desapropriar trechos de terrenos para a obra.

O fato é que a ponte, que incluía um mirador para observação da floresta do Cocó, não vai ser construída. A ponte estava no âmbito das obras acessórias ao Centro de Feiras, um dos mais feios e equivocados projetos já feitos no Ceará. Um conjunto de erros que vai desde a localização até a arquitetura interna e externa.

Certa vez li uma sentença que, embora radical, me pareceu acertada. Dizia mais ou menos o seguinte: Muitas vezes, é melhor uma gestão pública com cofres vazios do que nadando em dinheiro. Com cofres vazios, o governante se obriga a ser austero, criativo e a fazer a coisa certa. Com cofres cheios, há sempre o risco de colocar em prática toda a sua prepotência, incompetência e ignorância com o dinheiro que não lhe pertence.

O fato é que o Governo de Camilo Santana está lançando mão da austeridade e de alguma criatividade para tocar um barco cheio de furos. No que pese graves deslizes como o mau exemplo de distribuir dinheiro para clubes de futebol profissional ou autorizar compras extremamente caras, como dois helicópteros por R$ 80 milhões, em um momento em que estabelecia a “derrama” de impostos no Estado.

O fato é que ainda estamos na expectativa de pronunciamentos do Governo do Ceará a respeito de outras grandes obras. Algumas terminadas, outras paralisadas e outras que mal haviam começado e foram abandonadas. A lista é vasta e envolveu bilhões de reais.

Vamos ao caso dos metrôs que deveriam cortar a cidade. Linha Pacatuba-Centro: “funciona” há mais de quatro anos em fase experimental. Linha Centro-Fórum: as obras começaram há anos e há anos estão paradas. Quatro imensas e dispendiosas tuneladoras estão expostas ao relento, debaixo de sol e chuva. Oxidam. O prejuízo passa a ser de difícil cálculo.

O Acquario já virou um monstrengo inacabado de concreto armado. Não há hoje quem aposte um tostão furado na continuidade da obra encravada à beira-mar da Praia de Iracema. A política silencia. Os responsáveis pela ideia não abrem o bico. Aqui e acolá, a imprensa trata do tema. As respostas, quando vêm, são evasivas e concedidas através de nota oficial.

Há ainda o caso do VLT. Esta obra, que vai compor o rol de inacabadas, virou uma incógnita. Já se gastou mais do que o projetado para a fase em que se encontra. Do jeito que caminha, é improvável que sirva para melhorar o sistema de transporte na Capital.

E assim caminhamos. Não se sabe ao certo para onde.

*Fabio Campos,

Jornalista do O POVO.

TCM respondeu a 2,5 mil consultas técnicas em 2016

Domingos Filho preside o TCM.

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) respondeu, em 2016, 2.650 consultas técnicas feitas por agentes de Prefeituras e Câmaras Municipais. O número praticamente permaneceu estável em relação ao ano anterior, quando foram feitos 2.593 atendimentos. Nos últimos oito anos o serviço registrou mais de 21 mil chamados, informa o site do tribunal.

As principais dúvidas do público no ano passado foram sobre licitações e contratos (28%), pessoal (12%), prestação de contas (11%) eleições (6%), Câmara Municipal (5%), Portal de Licitações Municipais (5%) e despesas públicas (4%). As demais questões envolveram agentes políticos, consórcios públicos, contabilidade, controle interno, convênio, Fundeb, Lei de Responsabilidade Fiscal, orçamento, patrimônio, Portal da Transparência, previdência receita pública e saúde.

As consultas realizadas por escrito, protocoladas no TCM, se constituem em Processos Normativos Consultivos. Referidos processos são distribuídos para um Conselheiro Relator que os encaminha à Coordenadoria de Assistência Técnica aos Municípios (COTEM) para emissão de Informação Técnica. Posteriormente recebem pareceres da Procuradoria e voto do Relator; em seguida são encaminhados ao Pleno desta Casa de Contas, o qual emitirá Parecer Técnico sobre os mesmos. As respostas técnicas e os pareceres do Pleno emitidos nos Processos Normativos Consultivos (consultas escritas) são disponibilizados no site do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado.

SERVIÇO

*A assistência técnica prestada pelo TCM é gratuita e pode ser feita por telefone, e-mail, chat online ou por escrito. O contato deve ser feito com a Coordenadoria de Assistência Técnica aos Municípios do TCM (Cotem) pelos telefones (85) 3218-1293, 3218-1490, 3218-1377 e 3218-1034; pela Consulta Técnica Online (www.tcm.ce.gov.br); e pelo e-mail ouvidoria@tcm.ce.gov.br.

Acaba a participação cearense na Copa do Brasil

Único clube cearense classificado para a segunda fase da Copa do Brasil, o Guarani de Juazeiro foi eliminado da competição, na noite dessa quarta-feira (1º), no estádio Castelão, em São Luís, no Maranhão, ao ser derrotado pelo Sampaio Corrêa, por 2 a 0.

A equipe cearense, que na primeira fase surpreendeu o Náutico, segurou a igualdade no placar até os 4 minutos do segundo tempo. Ceará, Fortaleza e Uniclinic foram eliminados na primeira fase.

Com a classificação, o time maranhense enfrenta o Internacional na terceira fase da Copa do Brasil.

Sai resultado preliminar da segunda etapa do concurso público da Polícia Militar do Ceará

Nesta quarta-feira, o Governo do Ceará divulgou o resultado preliminar da 2ª etapa – inspeção de saúde (exames médico, biométrico, odontológico e toxicológico), de caráter eliminatório, referente à 1ª Turma do concurso público para ingresso no cargo de soldado da Polícia Militar.

O resultado definitivo, pós-recurso, da 2ª Etapa – Inspeção de Saúde e de convocação para a matrícula da 1ª Turma do Curso de Formação Profissional será publicado no Diário Oficial do Estado do Ceará na data provável de 09 de março de 2017.

Pelo edital, o candidato considerado não recomendado poderá consultar individualmente o motivo de sua não recomendação, através do Boletim de Resultado da Inspeção de Saúde, disponível no site do Instituto AOCP, organizadora do certame.

SERVIÇO

O candidato que desejar interpor recurso contra resultado preliminar poderá fazê-lo a partir das 0h do desta quinta-feira (2/03/2017) até às 23h59min do dia 03/03/2017, através do endereço eletrônico www.institutoaocp.org.br.

(Foto -Arquivo)

Grupo ataca agência do Bradesco de Pedra Branca

240 2

Um grupo fortemente armado atacou, na madrugada desta quinta-feira, a agência do Bradesco da cidade de Pedra Branca. Na ação, o grupo usou explosivos e destruiu parte da agência, segundo moradores que acordaram assustados com o fato. Não houve tiroteio com a Polícia.

O Comando de Policiamento do interior não deu mais detalhes sobre ação do grupo que envolveria pelo menos 10 homens. informou que só depois de uma perícia na agência é que poderia se saber se eles conseguiram levar dinheiro. O grupo usou dois carros na ação.

Na região de Pedra Branca, há um cerco armado em busca dos assaltantes. Este, segundo dados do Sindicato dos Bancários do Ceará, é o 18ª ataque a banco no Ceará.

Moradores de Reriutaba reclamam de agência bancária fechada

Funcionários da agência do Banco do Brasil de Reriutaba, no Noroeste do Ceará, a 290 quilômetros de Fortaleza, se valeram do decreto do prefeito Osvaldo Neto (PDT), declarando feriado municipal na Quarta-feira de Cinzas, para não retomarem o atendimento a partir do meio-dia dessa quarta-feira (1º), conforme determinação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

No Rio de Janeiro e em outros municípios com feridos oficiais no dia 1º de março, as agências seguiram a recomendação da Febraban.

A população de Reriutaba, principalmente os comerciantes, aponta prejuízos com a não abertura da agência, pois pagamentos foram limitados ao valor de R$ 700, na agência lotérica.

Festa Anual das Árvores – Artur Bruno vistoria obras no Parque do Cocó para eventos neste mês

O secretário Artur Bruno vistoriou, ao lado de sua equipe da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), obras de manutenção e melhoria no Parque do Cocó, na tarde desta quarta-feira (1º).

“Haverá dois grandes eventos este mês e queremos deixar tudo pronto”, explicou Bruno.

No domingo, dia 12, será anunciada a plantação de 40 mil árvores no rio Cocó, numa parceria com o grupo C. Rolim.

Também em um domingo, dia 19, serão iniciadas as atividades da Festa Anual das Árvores.

TRE do Ceará lança programa de parcelamento de multas eleitorais

Em tempo de crise, o TRE do Ceará lançou seu programa de parcelamento de multas eleitorais, coordenado pela corregedora eleitoral e desembargadora Naílde Pinheiro. O eleitor agradece.

Quem não votou e não justificou a ausência do voto em até 60 dias após o dia da eleição ficará em débito com a Justiça Eleitoral, o que impede o eleitor de:

– Requerer passaporte ou carteira de identidade;

– Receber salário de entidades públicas ou assistidas pelo governo;

– Fazer parte de concorrência pública ou administrativa em qualquer instituição da União, dos estados, dos municípios ou do Distrito Federal;

– Solicitar empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito subsidiado pelo governo;

– Inscrever-se em concursos públicos ou tomar posse de cargos públicos;

– Renovar matrícula em qualquer instituição de ensino pública ou fiscalizada pelo governo;

– Requerer qualquer documento que necessite da quitação eleitoral.

Caso o eleitor não vote durante três eleições consecutivas e não justifique nem pague as multas, o seu título de eleitor será cancelado, devendo regularizar a situação para poder votar outra vez. Se depois de seis anos a situação não é regularizada, o cadastro eleitoral da pessoa em questão é eliminado.

(Com informações da Vertical e do TSE)

PC Gusmão entra no quinto ano sem título; último foi pelo Vozão

Surpresa da Taça Guanabara, quando superou o Botafogo e chegou à semifinal da competição, o Madureira tem como principal estrela no elenco o treinador PC Gusmão. Eliminado no último sábado (25), após empate sem gols com o Fluminense, o treinador de 54 anos de idade chega ao quinto ano sem título. O último foi em 2012, ao conquistar o Campeonato Cearense pelo Vozão.

Com 16 anos de carreira como treinador, PC Gusmão trabalhou quatro temporadas no Ceará, onde soma 118 partidas. É o maior número de jogos por um único clube, dos 22 em que esteve à frente do comando técnico.

Antes do Madureira, PC Gusmão esteve no ano passado no Marítimo, de Portugal. Mas, com quatro derrotas e apenas uma vitória, o clube acabou na penúltima colocação na tabela e PC foi demitido. Ao final da temporada, o clube avançou quatro posições e escapou do rebaixamento.

Apesar de chegar à semifinal da Taça Guanabara, a campanha do Madureira não impressiona. São três vitórias, dois empates e uma derrota, com cinco gols marcados e cinco sofridos.

Mesmo com quatro temporadas à frente do Ceará, PC Gusmão não conta no elenco com nenhum jogador que passou pelo time alvinegro, enquanto o treinador esteve no comando.

O único atleta que já defendeu o Vozão é o atacante Júlio César, de 37 anos, que esteve em Porangabuçu em 2015, quando PC Gusmão era treinador do Penapolense (SP). O atacante atuou nos seis jogos, mas não marcou gol. Outros dois atletas do elenco do Madureira que já passaram pelo futebol cearense são os defensores Alex Moraes, de 28 anos, que em 2013 atuou pelo Ferroviário, e Esquerdinha, de 27 anos, que em 2009 jogou pelo Icasa. Ambos são reservas.