Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Fernando Haddad cumprirá agenda no Ceará no fim deste mês, avisa José Guimarães

Coordenador da campanha de Fernando Haddad no Ceará, o deputado federal José Nobre Guimarães (PT) avisa: o candidato estará em Fortaleza na última semana deste mês.

Vem para duas carreatas: uma na Região Metropolitana e outra na Região do Cariri. Com o governador Camilo Santana na comitiva.

Bom lembrar que, na mais nova pesquisa do Banco Pactual, divulgadas nesta madrugada de segunda-feira, Haddad aparece com 16%, empatado tecnicamente com Ciro Gomes (PDT, que marcou 14%. Mas Jair Bolsonaro, com 33% , lidera.

(Foto – Divulgação)

“Hoje, faria tudo diferente!”, diz Clodoaldo

Baixinho de 1,61m, canhoto e veloz. Colecionou glórias dentro das quatro linhas, com dois acessos para a Série A, sete títulos estaduais e gols memoráveis. Fora do gramado também chamou a atenção, reunindo polêmicas à medida que o sucesso no futebol aumentava, desde excessos com baladas a prisão por não pagar pensão. Natural de Ipu, Francisco Clodoaldo Chagas Ferreira, 39 anos, mais conhecido no mundo da bola como Clodoaldo ou Clodô, deixou inúmeros zagueiros no chão com dribles desconcertantes e humilhou goleiros com seu toque magistral: a “cavadinha”.

Clodoaldo fez história com a camisa do Fortaleza e é considerado um dos maiores ídolos do clube. Apesar disso, o baixinho ficou distante do Tricolor por 13 anos, sem sequer poder entrar na sede da equipe, depois de ter ido jogar no maior rival, o Ceará, em 2006. Entretanto, a situação é página virada. O jogador ganhou a oportunidade de voltar ao Pici, está jogando a Taça Fares Lopes e vai encerrar a carreira no Leão.

Em entrevista ao O POVO, Clodoaldo comentou sobre o auge e as glórias pelo Fortaleza, a oportunidade de retornar ao clube, a quase transferência para o Flamengo, os arrependimentos e os episódios polêmicos, como a ida para o Ceará, a prisão e as atitudes fora de campo, que prejudicaram sua carreira.

*Confira a íntegra da entrevista ao repórter Lucas Mota aqui.

(Foto – Gustavo Simão)

Prefeitura e UFC firmam termo de cooperação para implantação de nova etapa do Parque Rachel de Queiroz

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), vai assinar, às 10h30min desta segunda-feira, um termo de cooperação com a Universidade Federal do Ceará. O objetivo é garantir novas etapas de implantação do Parque Rachel de Queiroz. O ato ocorrerá a partir das 10h30min, no auditório da reitoria da UFC.

Com Roberto Cláudio estará a secretária municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Águeda Muniz. Os novos trechos do Parque Rachel de Queiroz estão localizados no Campus do Pici.

O termo de cooperação possibilitará a implantação dos trechos oito, nove e 10, do Parque Rachel de Queiroz, que é uma iniciativa inserida no Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS).

(Foto – Aurélio Alves)

10ª Região Militar comemora 76 anos de criação

O Comando da 10ª Região Militar comemora, a partir das 8h30min desta segunda-feira, os 76 anos de criação dessa unidade. O ato terá à frente o general de divisão Fernando José Soares. Na ocasião, haverá a entrega do diploma “Amigo da 10ª Região Militar” a várias personalidades.

Entre elas, o professor João Miranda, mestre e doutor em Educação,analista de planejamento e orçamento de Secretaria do Planejamento e Gestão do Ceará e fundador do Centro de Educação de Jovens e Adultos Professor Milton Cunha, da Seduc. Atualmente, o também ex-professor da Unifor e da UVA está na Secitece.

Parabéns a este nosso leitor e amigo.

Jeri terá toda a rede de energia reformada e ampliada

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

Com a chegada de muitos turistas, a paradisíaca Jericoacoara (Litoral Oeste) tem enfrentado, vez em quando, problemas em sua rede de energia elétrica. É a sobrecarga de um movimento turbinado por vários voos e pelos investimentos em expansão em antigos e novos empreendimentos na região.

Por conta disso, a Enel Distribuição Ceará obteve licença da Semace para tocar um megaprojeto de reforma de toda a rede elétrica. O investimento declarado é de R$ 33 milhões. As obras sob responsabilidade da empresa já começaram, informa o diretor institucional, José Nunes. Já trechos de domínio federal estão com solicitação de licença junto ao Ibama e aguardando a anuência do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio).

“Essa licença encontra-se no âmbito jurídico e bem encaminhada”, adianta Nunes. A ordem é aumentar a potência de uma rede que é subterrânea e, assim, diz ele, abrir condições de Jeri receber novas pousadas e outros equipamentos turísticos.

Fica a torcida, no entanto, para que o critério da sustentabilidade não seja esquecido.

(Foto – Arquivo)

Candidatos ao Governo do Ceará já gastaram R$ 3,1 milhões em um mês de campanha

Os seis candidatos ao governo do Ceará já gastaram, em um mês de campanha eleitoral, mais de R$ 3,1 milhões. Deste total, mais de R$ 2 milhões – quase dois a cada três reais – vieram de partidos políticos, sobretudo por meio do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), mantido com dinheiro público.

Levantamento tem base na prestação de contas parcial obrigatória dos candidatos, divulgada neste fim de semana pela Justiça Eleitoral. Líder na arrecadação com R$ 2 milhões, o governador Camilo Santana (PT) é também o menos dependente de repasses partidários. Até agora, ele foi o único que conseguiu grandes doações de pessoas físicas, em R$ 1,2 milhão (61,3%).

Entre os principais financiadores da campanha do petista, estão o senador Eunício Oliveira (MDB), que doou R$ 600 mil, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Beto Studart, com repasse de R$ 500 mil. Doações em R$ 785 mil feitas pelo Partido dos Trabalhadores para a campanha de Camilo, por outro lado, representam 38% dos recursos do candidato.

Quase todas as demais campanhas do Estado são financiadas quase que exclusivamente por dinheiro público. Segundo candidato com mais recursos, General Theophilo (PSDB) recebeu repasse de R$ 1,2 milhão do PSDB via Fundo Eleitoral. O valor corresponde a 100% dos recursos declarados pelo tucano à Justiça Eleitoral.

Já Ailton Lopes (Psol) conseguiu somar diversas pequenas doações de pessoas físicas, mas ainda assim tem 90% de seus recursos oriundos do Psol. O candidato do PSL, Hélio Góis, é o único que declarou não ter recebido dinheiro do partido para a campanha.

Candidato de estrutura mais modesta, Mikaelton Carantino (PCO) disse ter recebido apenas uma doação de R$ 600 do partido, mas não declarou quaisquer despesas. Já Gonzaga (PSTU) recebeu quase R$ 30 mil da legenda, mas disse ter gastado apenas R$ 800 na produção dos seus programas de televisão.

Todas as informações foram prestadas pelos próprios candidatos para a Justiça Eleitoral. No último sábado, 15, ocorreu a data limite para o envio da prestação parcial obrigatória das contas de candidaturas. A data marca um mês do início da campanha eleitoral de rua, em 16 de agosto.

Os candidatos só serão obrigados a apresentar novas prestações de contas em 6 de novembro, após a eleição. É cobrado dos candidatos, no entanto, que as próprias campanhas atualizem em tempo real a entrada e saída de recursos por transparência.

Criado pelo Congresso Nacional em outubro do ano passado, novo Fundo Eleitoral de R$ 1,7 bilhão é aplicado na campanha deste ano como “tubo de ensaio”. A ideia dos partidos políticos é reduzir a interferência do poder empresarial nas campanhas, após diversos escândalos de corrupção.

Despesas

A confecção de adesivos e panfletos é hoje uma das principais prioridades dos candidatos ao governo do Ceará. Em declaração à Justiça Eleitoral, candidatos afirmaram ter gastado quase R$ 1 milhão com este tipo de material.

O governador Camilo Santana lidera na despesa, investindo R$ 605,6 mil em adesivos, quase 17% de tudo que foi gasto até agora, e mais R$ 149,5 mil em materiais impressos. Já General Theophilo declarou como principal despesa os gastos com transporte em R$ 214 mil.

(O POVO – Repórter Carlos Mazza)

Candidatura de Patrícia Aguiar atrai multidão em Tauá

Uma multidão ocupou, nessa noite de domingo (16), a praça central de Tauá (Região dos Inhamuns), para o ato de lançamento da candidatura da ex-prefeita dessa cidade, Patrícia Aguiar, à Assembleia Legislativa. Por causa da decisão do Tribunal Regional Eleitoral, na última sexta-feira (14), impugnando o nome do seu marido, Domingos Filho, para a disputa eleitoral, ela entrou no páreo pelo PSD.

“Tudo tem o seu tempo, Patrícia é uma grande gestora, grande mulher, que fará um mandato qualificado como deputada estadual. Agora, a vez é dela!”, disse Domingos Filho.

Já Patrícia Aguiar, em sua fala, agradeceu as manifestações de apoio e solidariedade e enfatizou que, na Assembleia, será uma voz ativa em defesa dos cearenses. “Esse é um compromisso coletivo de dar o nosso melhor em todas as funções públicas que exercemos e, por isso, temos a obrigação de qualificar o parlamento estadual com ideias e propostas para a população do Ceará”, disse Patrícia.

DETALHE – Durante o ato, foi lida uma mensagem do o ex-governador Cid Gomes, candidato ao Senado pelo PDT, em favor de Patrícia Aguiar.

(Foto – Divulgação)

Igreja Universal reúne jovens no Centro de Formação Olímpica

Na 5ª Edição do Saiba Dizer Não – às drogas, automutilação, suicídio, evento da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), milhares de jovens se reuniram em torno de uma programação que incluiu formações, música, dança, oração e esporte. O encontro foi realizado no Centro de Formação Olímpica (CFO), ontem.

Eddy Ribeiro, da banda The Signs (RJ), explica que o grupo viaja pelo Brasil levando o som do pop rock com letras encorajadoras, que incentivem a seguir pelo caminho da luz.

O pastor e organizador do evento no Ceará, Diego Alexandre, afirma que tudo foi criado para abranger o território nacional e já passou por outros estados. “O jovem é fácil de ser levado pelas emoções, drogas, vícios. O tema é para que ele saiba dizer não”. Para o pastor, o envolvimento de jovens com facções criminosas e drogas, que os tornam vítimas da violência, pode ser barrado com projetos. “Os que dançam e apresentam peças, a maioria são resgatados. Precisamos dessa contribuição para a juventude cearense”.

(O POVO)

Camilo reúne cerca de 2 mil veículos em carreata pelas avenidas de Fortaleza

O governador Camilo Santana, candidato à reeleição pelo PT, reuniu neste domingo (16) cerca de dois mil veículos em carreata pelas principais avenidas de Fortaleza. A concentração ocorreu na avenida Alberto Craveiro, em frente ao CFO, no estádio Castelão.

Nas redes sociais, Camilo destacou a receptividade do fortalezense nas ruas e avenidas. Em alguns trechos da carreata, o governador desceu do caminhão para tirar selfie com pessoas.

O prefeito Roberto Cláudio foi o articulador da atividade e também destacou o apoio recebido pela população, durante todo o trajeto da carreata.

(Fotos: Divulgação)

“Existe solução para o crime organizado”, diz General

O candidato a governador pelo PSDB, General Theophilo, afirmou em Morada Nova que existe solução para o crime organizado no Ceará. Ele visitou, ao lado do senador Tasso Jereissati (PSDB) e da candidata ao Senado, Dra. Mayra, os municípios de Morada Nova, Limoeiro do Norte e Russas.

Após participar de carreata em Morada Nova, o General destacou suas propostas do plano “Ceará Compartilhado”, quando prentende priorizar, dentre outros temas, a segurança, a saúde e a geração de empregos.

“Não sou desconhecido do nosso Ceará. Eu sei dos problemas que enfrentamos e a criminalidade é um dos que precisamos resolver. Existe solução, mas para isso, é preciso competência e investir no tripé: fiscalização, inteligência e tecnologia, coisas que a atual gestão não tem”, ressaltou.

Já o senador Tasso voltou a criticar o atual governo e disse que “o modelo da política velha está falida, faz tempo. E, por isso, o Ceará está precisando de representantes com autoridade, liderança e coragem”.

A candidata Dra.Mayra defendeu que, caso eleita, não tratará somente saúde no Senado. “Além de recursos para o Programa Saúde da Família (PSF), lutarei pela educação de nosso Estado com investimentos para mais creches e também pela geração de empregos. Nosso problema está na má gestão”, declarou.

(Foto: Divulgação)

Família de ciganos será levada júri popular acusada de duplo homicídio

Os réus Francisco Augusto da Costa, vulgo “Alfredo Cigano”, Francisco Gleyson Costa (“Gleyssinho”) e Maria Ziulan da Costa serão levados a júri popular pela morte de duas pessoas no Município de Itapajé, distante 122 km de Fortaleza. A determinação, segundo informa a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Ceará, é da juíza Juliana Porto Sales, titular da 1ª Vara da Comarca local. “Diante da prova da materialidade do crime e indícios de autoria, deve a denúncia ser admitida e, por conseguinte, os réus pronunciados”, disse a magistrada na decisão.

Eles são acusados de participação nos assassinatos de Carlos César Barroso Magalhães, à época com 22 anos, e de José Wilson Barroso Forte Júnior, de 27. A outra vítima, Maxwell Magalhães Caetano (23 anos), sobreviveu, mas ficou tetraplégico. O crime causou grande comoção na cidade e ganhou repercussão no país.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE), o fato ocorreu no dia 29 de julho de 2000, por causa de uma briga envolvendo uma mulher. Após a ação, todos fugiram e passaram 17 anos foragidos. Eles foram presos pela polícia em novembro de 2017.

Em Juízo, negaram a autoria dos crimes. A defesa alegou que as testemunhas ouvidas durante a instrução processual não foram conclusivas, de modo que há contradição nos depoimentos. Em razão disso, pediu a absolvição deles.
Ao analisar a prova dos autos, a juíza pronunciou os réus e determinou que sejam levados a júri popular. “Estou convencida da existência de indícios suficientes de autoria e/ou participação dos denunciados a permitir o prosseguimento da acusação contra os réus, considerando o conjunto probatório dos autos”, explicou a juíza na decisão.

Campanha para o Senado se afunila e a briga pela segunda vaga esquenta

2522 12

Da Coluna Política de Guálter George, o tópico “Bastidores quentes de uma campanha morna”.

Têm sido dias intensos no comitê do senador Eunício Oliveira (MDB), candidato à reeleição. Parte verdade, parte fofoca, mas o certo é que sinais de resistência à campanha entre candidatos à Assembleia e Câmara Federal no arco de aliança governista criaram tensões internas, cobranças à equipe uma ordem geral de intensificar mais ainda as ações. A coisa andou tensa, muito tensa. O que está parecendo, mesmo que ainda não existam números claros indicando nada nesse sentido, é que não acontecerá o passeio que era esperado quando fechou-se o acordão com a turma do governador Camilo Santana, do PT, e com o grupo de Cid Ferreira Gomes, do PDT e que assumiu a outra posição para a disputa. Parecia que a briga pelas duas vagas acabava ali, mas a história pode não ser bem essa.A campanha de Eunício admite problemas, diz que a maioria deles esteve concentrada nos primeiros dias, em áreas localizadas do PT e do PDT. Hoje, porém, dá-se tudo por resolvido, até causando estranheza as informações que pipocam sobre candidatos que aqui e acolá omitem o emedebista quando falam da eleição para o Senado.

Há relatos até mais incisivos, indicando gente que, após manifestar apoio entusiasmado a Cid Gomes, ao falar na segunda opção aponta o pedido em direção a Luis Eduardo Girão, do Pros e candidato da oposição, de outro palanque e outro envolvimento eleitoral. Local e nacional.Nos últimos dias, falou-se nos casos de Bruno Pedrosa, que tenta reeleição à Assembleia, e Eduardo Bismarck, que disputa o primeiro mandato à Câmara, como exemplos de gente da base que anda trocando de nome na hora em que fala aos seus eleitores sobre a disputa no Senado e a possibilidade de dois votos. Como resposta do emedebista, muitos vídeos, choros e argumentos para negar que as insubordinações estejam acontecendo. Ou, pelo menos, contestar que “continuem acontecendo”.Certo mesmo para quem toca a estratégia eunicista é que a emoção estará garantida até o final da campanha. Até pela necessidade de administrar outros problemas à vista, sendo um deles a necessidade de compatibilizar a agenda de candidato com a do presidente do Senado. O problema maior está, nesse tocante, naquela história de linha de sucessão, obrigando-lhe a uma escapada rápida ao exterior sempre que Michel Temer deixa o País, sob pena de perder a elegibilidade para 2018.Eis a má notícia para Eunício: entre os dias 24 e 26 próximos, no quente da campanha, vai Temer e sua trupe para Nova York, naquele tradicional compromisso anual que tem todo chefe de Governo brasileiro de abrir a Assembleia da ONU. Ou seja, o senador cearense precisará largar suas atividades de candidato e o próprio território nacional por três dias, em plena reta final, para se esconder da lei eleitoral. Uma chance e tanto para os adversários e, muito certamente, eles não deixarão de aproveitá-la.

Camilo evita divulgar presidenciável depois da polarização entre Ciro e Haddad

Um dia após as pesquisas apontarem Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) empatados com 13% na disputa pelo Planalto, o governador Camilo Santana (PT) manteve neutralidade em caminhada “sem presidenciável” em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. Ele foi acompanhado pelos candidatos a senador Cid Gomes (PDT) e Eunício Oliveira (MDB).

Em todo o evento, a única liderança política a divulgar material de um candidato à Presidência foi Cid, que usava um adesivo da campanha de Ciro. Durante a caminhada, diversos populares destacaram para Camilo a candidatura do primogênito Ferreira Gomes. O governador, no entanto, evitava comentar o assunto.

No campo simbólico, a caminhada acabou reafirmando ainda mais a aproximação entre Cid Gomes e Eunício Oliveira, adversários nas últimas duas eleições. Inicialmente aderindo à campanha do emedebista de maneira discreta, o ex-governador deixou a inibição de lado e pediu votos abertamente ao lado do emedebista.

A caminhada faz parte de um “investimento” a cada dia maior na tese de união e reaproximação entre os ex-rivais. Na noite de sexta-feira, os três participaram de uma carreata em Maranguape, também na Região Metropolitana de Fortaleza. Antes, pela manhã de sexta-feira, já haviam realizado caminhada conjunta em Aquiraz.

Em todos os eventos, Camilo não tem poupado elogios ao emedebista e destacado apoio do senador em Brasília para garantir recursos federais ao Estado. O alinhamento não fica apenas nos discursos, tendo Eunício doado, na última quinta-feira, R$ 600 mil para a campanha do petista à reeleição.

O local escolhido para o evento deste sábado também teve peso político destacado. Atualmente, Maracanaú é base de um dos principais líderes da oposição de Camilo no Ceará, o vice-prefeito do município, Roberto Pessoa (PSDB), hoje candidato a deputado federal.

Lideranças importantes de outros partidos da base aliada do governador, como o vice-prefeito de Fortaleza Moroni Torgan (DEM), a deputada federal Gorete Pereira (PR) e o deputado estadual Júlio César Filho (PPS), também acompanharam Camilo, Cid e Eunício.

Depois da caminhada com Cid e Eunício na Região Metropolitana de Fortaleza, Camilo Santana viajou para o Cariri. Entre as agendas do candidato, marcar presença na procissão de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte, e uma carreata por diversos bairros de Barbalha, berço político do governador.

(O POVO – Foto – Divulgação)

Ceará deixa zona de rebaixamento, após 21 rodadas

O Ceará, enfim, deixou a zona de rebaixamento do Brasileirão, na tarde deste sábado (15), após vencer o Vitória da Bahia, no Castelão, por 2 a 0, gols de Calyson, aos 28 minutos do primeiro tempo, e Samuel Xavier, aos 4 minutos da segunda etapa. O Vozão estava no Z4 desde o a terceira rodada da competição, concluída no fim de abril.

Com o resultado, o Ceará chegou aos 27 pontos e, momentaneamente, ocupa a 15ª colocação, à frente do Botafogo (26), Chapecoense (25), Vasco (24), Sport (24) e Paraná (16). À exceção do Paraná, que neste sábado foi derrotado pelo Grêmio, por 2 a 0, todos os demais ainda jogarão pela 24ª rodada.

O Ceará volta a campo no domingo (23), diante do Grêmio, em Porto Alegre.

(Fotos: Reprodução)

TRE-CE determina retirada de pesquisa fraudulenta das redes sociais de candidato ao Senado

448 1

A juíza Daniela Lima da Rocha determinou na noite dessa sexta-feira (15) a retirada da pesquisa fraudulenta das redes sociais do candidato do Pros ao Senado, Eduardo Girão, ao atendeu liminar da coligação A Forças do Povo, que possui o senador Eunício Oliveira, candidato à reeleição pelo MDB.

Segundo o despacho da juíza do TRE-CE, o candidato do Pros será multado em R$ 30 mil, caso a pesquisa com dados falsos seja veiculada novamente em suas redes sociais. Um representantre do Facebook também participou da audiência, assim como advogados dois dois candidatos ao Senado.

Ontem, as redes sociais de Eduardo Girão divulgaram uma pesquisa, a qual ele apareceria na segunda colocação, com 17% das intenções de voto, enquanto Eunício somaria apenas 2%.

A divulgação da pesquisa teria gerado um mal estar entre os apoiadores da Dra. Mayra, candidata ao Senado pelo PSDB, em coligação com Ediardo Girão. Na pesquisa apontada pelo TRE-CE como “uma tentativa de confundir o eleitor”, Mayra sequer decolou na intenção de voto, com somente 1%.

O Blog não conseguiu contato com a assessoria de Eduardo Girão.

(Foto: Reprodução)

Camilo, Cid e Eunício realizam caminhada em Maracanaú

O governador Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, participou neste sábado (15) de uma caminhada em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, ao lado dos candidatos ao Senado, Cid Gomes (PDT) e Eunício Oliveira (MDB).

Durante a caminhada, Camilo evitou comentar do empate entre Ciro e Haddad, na disputa presidencial, assim como evita usar material de campanha dos dois candidatos ou de um deles.

(Fotos: Divulgação)

Três mortos em rebelião na Cadeia Pública de Cascavel

Rebelião na cadeia pública do município de Cascavel, distante 63 km de Fortaleza, foi registrada no início da manhã deste sábado, 15. Três homens foram mortos durante o tumulto, confirmou a Delegacia Metropolitana de Horizonte, plantonista da região.

O motim já havia sido controlado antes das 11 horas. A motivação e a identidade das vítimas não foram informadas. O POVO Online aguarda resposta aos questionamentos enviados para a Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado (Sejus).

Grupo rival

O Blog apurou que os três presos mortos pertenciam à facção denominada Guardiões do Estado (GDE), que haviam sido detidos esta semana em um veículo com armas. O Blog ainda apurou que os demais presos haviam dito que não aceitariam a presença dos três homens. Um dos presos mortos estava com a perna machucada, ferimento ocorrido durante o ato da prisão.

(O POVO Online)

Carlos Windson deverá reassumir Prefeitura de Tauá na próxima semana

Afastado do cargo pela Câmara Municipal de Tauá, na última quarta-feira (12), por improbidade administrativa, após descumprir acordo com o Ministério Público para pagamento de dívidas, incluindo salário de servidores, o prefeito e médico Carlos Windson deverá reassumir a gestão municipal na próxima semana, após beneficiado na noite dessa sexta-feira (14) por liminar concedida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em seu despacho, o ministro do STF determinou o retorno de Windson até o julgamento final da reclamação.

(Foto: Arquivo)

Lia Gomes tem candidatura rejeitada pelo TRE-CE

335 2

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), por unanimidade, rejeitou ontem o pedido de registro da candidatura de Lia Gomes (PDT) ao cargo de deputada estadual. A irmã de Ciro Gomes (PDT), candidato à Presidência, e Cid Gomes (PDT), concorrente a uma das vagas ao Senado Federal, não compareceu ao processo de revisão biométrica.

A pedetista não fez o recadastramento biométrico obrigatório para Caucaia, domicílio eleitoral de Lia. Ela conta que perdera o título de eleitor e não regularizou a situação antes do dia 9 de maio, prazo final para o recadastramento.

Ao O POVO, Lia Gomes afirmou que tomou conhecimento da decisão e que o departamento jurídico de sua campanha está em ação para recorrer junto ao TRE-CE e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em agosto, Lia afirmou estar “otimista” sobre a situação e basearia a sua defesa em exemplos de candidatos do Maranhão e do Rio Grande do Norte, que com o título cancelado, não puderam votar, porém, tiveram suas candidaturas validadas pelo TRE.

(O POVO)