Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Cineteatro São Luiz apresenta Raimundinha

O Cineteatro São Luiz recebe três grandes shows de humor, a partir desta sexta e até domingo. Na sexta-feira, às 19 horas, a atração é o show “Humor solidário”, em benefício da Creche Amadeu Barros Leal. A apresentação reúne Paulo Diógenes, com a personagem Raimundinha, e seus amigos.

Os ingressos, revertidos para a entidade beneficente, custam R$40,00 (meia R$20,00). A classificação é de 12 anos e o show tem duas horas de duração. Vendas de ingressos na bilheteria do Cineteatro São Luiz, em dinheiro.

A Creche Amadeu Barros Leal é uma associação civil sem fins lucrativos, fundada há 23 anos, e é a única no País que atende prioritariamente a filhos de presos/presas e na qual um grupo de mulheres cumpre pena em regime semiaberto).

Zé Lezin

Já neste sábado e domingo, a atração é o humorista Zé Lezin, “o matuto mais sabido do Brasil”, comemorando 30 anos de carreira, tendo como convidado especial Ery Soares. Os shows começam às 19h30min e os ingressos custam R$ 60,00 (R$ 30,00 meia), com classificação indicativa 14 anos.

DETALHE – Pais e outros parentes devem portar documentação comprovando vínculo com os menores e atestando sua responsabilidade, para ingresso no Cineteatro São Luiz.

Ministério Público Estadual reage a críticas do Capitão Wagner

O Ministério Público do Ceará divulgou nota sobre críticas feitas pelo deputado estadual Capitão Wagner (PR), da tribuna da Assembleia Legislativa, na última quarta-feira. Qualificou que houve desinformação da parte do parlamentar. Confira:

Nota de Esclarecimento

Os promotores de Justiça integrantes da força-tarefa que acompanhou a investigação da denominada “Chacina do Curió” vêm a público repudiar as declarações do deputado estadual Capitão Wagner prestadas na última quarta-feira (22/03) na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Segundo o deputado, “a delegada apontou fatos que não existiam nos autos. Ela forjou localização geográfica nos mapas apresentados no processo”.

No entender destes signatários, trata-se de declaração temerária, que demonstra desconhecimento da prova acostada aos autos e incompatível com a seriedade que deve pautar os debates no parlamento estadual.

Asseguramos que a investigação foi desenvolvida pela Delegacia de Assuntos Internos da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (CGD) com acompanhamento desta força-tarefa, com plena imparcialidade, isenção e rigor técnico, ao tempo em que lamentamos que se busque politizar a mais grave chacina da história do Ceará.

Por fim, informamos que a denúncia apresentada pelo Ministério Público foi recebida por um colegiado de juízes e que, até o momento, todos os recursos apresentados pelos acusados foram indeferidos pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

*Ministério Público do Estado do Ceará.

Ciro Gomes cumprirá agenda de palestras no Ceará

O ex-ministro, ex-governador e agora presidenciável Ciro Gomes (PDT) continua sua peregrinação em busca de apoiadores para seu projeto 2018.

Nesta sexta-feira, às 19h30min, ele cumprirá uma agenda, digamos, doméstica. Dará palestra para alunos e professores na Faculdade Vale do Jaguaribe, em Aracati (Litoral Leste).

Ciro abordará o tema “Conjuntura Política e Econômica Brasileira”. Com sobras, claro, para o governo do presidente Michel Temer.

Defesa Civil registrou 10 ocorrências nesta sexta-feira chuvosa em Fortaleza

Olha aí o imbatível alagamento da avenida 13 de Maio, ao lado da reitoria da UFC.

A Coordenadoria Especial de Proteção e Defesa Civil registrou, até o meio-dia desta sexta-feira, 10 ocorrências, sendo seis riscos de desabamentos, duas inundações e dois alagamentos.

A Regional VI concentrou o maior de chamados, com três no total, seguida das Regionais III e IV com dois chamados cada, enquanto a I, II e V registraram, apenas uma ocorrência.

Até às 18 horas, a Defesa Civil deve emitir novo boletim das ocorrências em Fortaleza.

(Foto – Paulo MOska)

Chacina de Messejana – Associação dos Delegados de Polícia Civil repudia críticas do Capitão Wagner

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará (ADEPOL) divulga nota de repúdio às declarações feitas pelo deputado estadual Capitão Wagner (PR), da tribuna da Assembleia Legislativa, nesta semana, acerca do caso denominado Chacina de Messejana. Confira:

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará – ADEPOL/CE – vem manifestar o seu mais veemente repúdio às precipitadas declarações proferidas pelo Deputado Estadual Capitão Wagner, o qual asseverou, em açodado pronunciamento feito na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, no dia 22 de março, que a Delegada de Policia que presidiu a investigação do caso da chacina ocorrida no bairro Curió teria forjado provas contra quarenta e quatro policiais militares que se encontram presos.

As afirmações do citado parlamentar revelam seu total desconhecimento do modo como foram conduzidas as investigações e principalmente se traduz como agudo desrespeito à categoria dos Delegados de Polícia do Estado do Ceará. A investigação dos crimes ocorridos no episódio conhecido como “Chacina da Messejana” foi realizada de modo transparente, técnico e profissional, seguindo todos os parâmetros e regras legais. Não há quaisquer elementos que evidenciem postura excessiva ou irregular por parte das Delegadas de Polícia que laboraram no inquérito policial mencionado.

As autoridades policiais em menção se tratam de profissionais de histórico inatacável, sem nódoa em seus assentamentos funcionais, representando verdadeiro exemplo de retidão, virtude e proficiência dos quadros da Polícia Judiciária do Estado do Ceará.

Insta frisar que as prisões de todos os policiais suspeitos no caso citado passaram pelo crivo de Ministério Público e do Poder Judiciário, cujas autoridades tiveram amplo acesso às provas produzidas na investigação, o que afasta qualquer conclusão indevida de indicação de provas inexistentes ou forjadas. Todo o processo investigativo foi acompanhado e validado por essas duas instituições.

O direito de crítica e opinião deve, logicamente, ser garantido a todo cidadão. No entanto, o exercício desse direito, notadamente em se tratando de um parlamentar representante do povo, deve manter o absoluto compromisso com a verdade. A tribuna dos representantes do povo não pode ser palco para que se lancem ilações vazias e inverídicas e arroubos populistas contra profissionais que exercem seu mister com denodo e aprumo técnico, dentro dos ditames legais.

Por fim, a ADEPOL/CE manifesta seu integral apoio e solidariedade às Delegadas de Polícia que atuaram na investigação, reiterando seu compromisso em combater os ataques indevidos à imagem dos integrantes da classe.

A DIRETORIA

Junta Comercial do Estado será a primeira do País a ter banco de dados armazenado na nuvem

282 1

A Junta Comercial do Estado do Ceará (Jucec) assinou contrato com a Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice) para possibilitar o armazenamento do seu banco de dados e sistemas em nuvem. A tecnologia já está sendo usada por outros órgãos públicos do Estado, mas a Jucec será a primeira junta comercial do país a utilizar esta tecnologia. Com isso, a base de dados estará em um ambiente mais seguro e acessível.

“Estamos implantando um novo sistema de registro mercantil e com o armazenamento em nuvem será possível tornar este processo mais ágil e seguro para o cidadão”, destaca a presidente da Junta Comercial, Carolina Monteiro.

DETALHE – O armazenamento em nuvem é a substituição da infraestrutura de computação própria local por uma remota e distribuída. Essa infraestrutura remota é apresentada através de uma abstração, onde o usuário final não se preocupa com as especificações físicas do datacenter que provê o serviço. A nuvem pode significar computadores virtuais, armazenamento remoto, aplicações remotas ou serviços mais especializados. O armazenamento de dados na nuvem permite o acesso a programas e arquivos de forma remota, ou seja, é feito em serviços que poderão ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora.

(Foto – Divulgação)

As ilegalidades em clima de Lava Jato

Com om título “Estado de exceção configurado”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele comenta o caso do blogueiro Eduardo Guimarães e sua condução coercitiva a pedido do juiz Sérgio Moro e uma série de “ilegalidades” praticadas em nome do combate à corrupção. Confira:

A condução coercitiva do blogueiro Eduardo Guimarães, editor do Blog da Cidadania, que foi levado de seu apartamento na zona sul de São Paulo para a Superintendência da Polícia Federal (PF), configura-se num fato grave dentro do atual momento político. Ele teria sido preso por ter denunciado que a PF estava avisando para jornalistas da mídia a iminente condução coercitiva de Lula em decorrência de investigações ligadas, direta ou indiretamente, à Operação Lava-Jato. Durante o evento, Guimarães foi proibido de ligar para advogado, comprometendo seu direito de defesa, além de ter sido mantido incomunicável.

Já se acumulam diversas denúncias de ilegalidades da maior operação anticorrupção já feita no país: prisões preventivas se estendendo além dos limites, condições coercitivas desnecessárias, vazamentos seletivos de informações, suspeitos sendo tratados como condenados. A presunção da inocência, conceito basilar do Direito, está sendo afrontado sistematicamente. Aliás, após o vazamento de áudios de conversas da então presidenta Dilma com o ex-presidente Lula, eu já havia escrito: se duas das maiores autoridades do país foram atropeladas pelo Judiciário desta forma, ninguém mais está seguro em relação às suas liberdades individuais e sua privacidade.

À parte disso, houve um insuportável silêncio dos meios de comunicação a respeito, mostrando conivência com o ato. Os poucos que se deram ao trabalho de justificar a inação, alegaram que Guimarães não era jornalista e mantinha um blog politicamente comprometido com a oposição. Ora, eu perguntaria, e daí? A liberdade de expressão vale para qualquer cidadão: blogueiro, jornalista, publicitário ou camelô.

Pessoalmente, sou inclusive a favor da reserva de mercado para a profissão e sou pela regulamentação desta atividade, através de uma ordem ou conselho federal, à semelhança de tantas outras. Mas quem iniciou a dinâmica de que “qualquer um” pode ser jornalista foram as empresas, que são contrárias a qualquer marco controlador da função – geralmente alegando “censura” –, e o próprio Judiciário, quando retirou a obrigatoriedade do diploma universitário para profissionais da área.

Há outras questões igualmente estapafúrdias. Vazamentos, feitos por jornalistas ou não, existem a rodo desde o início da Lava-jato, sem qualquer tipo de retaliação por parte da PF, Ministério Público ou quaisquer instâncias judiciárias. Sendo mais claro: pessoas de dentro da operação usaram e abusaram deste expediente com “jornalista amigos” ou simpatizantes da “causa”. O que considero mais grave: qual o problema do cidadão expressar sua opinião ou repercutir informações num blog? Desde quando isto é proibido no Brasil?

A total falta de legitimidade do atual governo só é compatível com o baixo nível das manobras golpistas utilizadas para retirar a presidenta eleita do poder. Deste então, não só a democracia sofreu um revés, mas uma enormidade de itens referentes à garantias sociais e legais que estavam construindo um arcabouço ainda incipiente de cidadania, igualdade e justiça. Basta ver projetos que desregulamentam leis trabalhistas e desmontam a previdência pública, além da desvalorização do salário mínimo.

Não há como ainda mensurar o tamanho do retrocesso. Mas é possível que alguns cidadãos já percebam a brutal diferença entre a concepção dos governos petistas e o atual. O descalabro desregulamentador continua. E, ao que parece, as vozes contrárias deverão ser silenciadas, inclusive à força, tal qual à recente “página infeliz da nossa história” vivida no período da ditadura militar.

*Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Moradores do Grande Bom Jardim farão Caminhada pela Paz e Contra a Violência

Entidades populares do Grande Bom Jardim, em Fortaleza, vão promover, a partir as 14 horas desta sexta-feira, a Caminhada pela Paz e Contra a Violência. A concentração ocorre em frente ao Centro Cultural Bom Jardim (Rua Três Corações, 400).

A caminhada percorrerá as principais ruas do bairro com moradores carregando faixas e cartazes e carro de som expondo o quadro de violência que persiste nessa área da Capital cearense.

Eles também vão corar políticas públicas prometidas pelo Pacto ceará Pacifico do Governo e Prefeitura.

Palestra discutirá segurança na hora de se registrar um imóvel

A diretora da Associação de Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR) e Registradora de Imóveis no Estado de São Paulo, Patricia Ferraz, dará palestra, nesta sexta-feira, às 18 horas, na sede do Sindimoveis. O tema será “Registro de Imóveis – Segurança, Rapidez e Tranquilidade para o Mercado” voltada para registradores, notários e corretores de imóveis.

O evento é uma promoção da Anoreg no Ceará e do Sindicato dos Notários, Registradores e Distribuidores do Ceará (Sinoredi) e o objetivo é obter, junto aos corretores de imóveis, sugestões de melhorias para que os cartórios incrementem o padrão de atendimento aos usuários.

SERVIÇO

*As inscrições podem ser feitas pelo telefone: (85) 3031 3083.

*Sindimóveis  – Rua Carlos Vasconcelos, 820, Meireles.

Deodato Ramalho quer PT longe do prefeito e apoiando candidatura de Lula

 

O candidato a presidente do PT de Fortaleza, ex-vereador Deodato Ramalho, em contato com o Blog, informa ter definido dois objetivos políticos em sua postulação:

“Quero manter a coerência do PT na oposição à gestão do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e garantir que o PT de Fortaleza não amoleça na defesa da candidatura do Lula em 2018.”

Com a decisão de Temer de transferir a questão da reforma previdenciária para Estados e Municípios, Deodato espera que Camilo e, principalmente, Roberto Cláudio, se voltem mais para essa questão e deixem de lado a peleja pelo comando petista da Capital.

Governo vai implantar “Areninhas” em 31 municípios

Trinta e um municípios cearenses foram selecionados pelo Governo Estadual para receber um Centro de Esportes para Futebol, a conhecida Areninha. Para apresentar o projeto, o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, Josbertini Clementino, reuniu-se com os prefeitos das cidades selecionadas nessa quinta-feira, no auditório da pasta.

“O projeto das Areninhas é uma ação que deu certo em Fortaleza e o governador Camilo Santana decidiu levar para o Interior, para atender a população jovem com lazer e esporte” explicou Josbertini. O projeto ainda será lançado oficialmente pelo governador, em data a ser anunciada.

O dinheiro para as areninhas e outros projetos sociais virá do Proares III (Programa de Apoio às Reformas Sociais) de um empréstimo de US$ 70 milhões obtido junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Cada areninha está orçada em R$ 1,5 milhão. O Estado arcará com 80% do valor. Aos municípios caberá a doação do terreno e a contrapartida de 20% do total da obra.

Seleção

A seleção das cidades levou em conta critérios como maior número de jovens em zona urbana de 15 a 29 anos, cidades de médio e grande porte. As prefeituras têm até dia 23 de abril para oficializarem o aceite e enviarem documentação exigida, entre elas, a definição do terreno, licença ambiental.

Os 31 municípios pré-selecionados são: Acaraú, Aquiraz, Aracati, Barbalha, Camocim, Canindé, Cascavel,Caucaia, Crateús, Crato, Eusébio, Horizonte, Icó, Iguatu, Itaitinga, Itapajé, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro, Maracanaú, Maranguape, Morada Nova, Pacajus, Pacatuba, Quixadá, Quixeramobim, Russas, São Gonçalo do Amarante, Sobral, Tauá e Tianguá.

Acrísio Sena lançará candidatura a presidente do PT de Fortaleza

Será na próxima segunda-feira, às 18 horas, na sede do PT estadual (Benfica), o  lançamento da candidatura do vereador Acrísio Sena a presidente do partido em Fortaleza. O Processo de Eleição Direta (PED) ocorrerá no dia 9 de abril. Além de Acrísio, concorrem os ex-vereadores Deodato Ramalho e Vicente Pinto.

Acrísio diz, em sua plataforma, que defende a “independência e autonomia” frente aos governos do prefeito Roberto Cláudio e Camilo Santana. Segundo ele, “isso credencia o partido e dá autoridade para criticarmos ou apoiarmos políticas governamentais utilizando como critério o interesse público e o seu compromisso com a sociedade”.

O candidato defende um “pacto de unidade” para a reorganização do PT e formação de um forte palanque para Lula em 2018, em Fortaleza.

DETALHE – Acrísio Sena foi, até bem pouco tempo, assessor de Mobilização dos Movimentos Sociais do Governo Camilo Santana.

Chove em mais de 120 municípios cearenses

ATUALIZAÇÕ – 9h05min)

Choveu em mais de 120 municípios cearenses, de acordo com boletim divulgado pela Funceme. Em Fortaleza, choveu praticamente toda a madrugada, mas o órgão ainda não divulgou dados.

Confira as 10 maiores:

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Siupe) : 98.0 mm

Beberibe (Posto: Lagoa Funda) : 75.0 mm

Tianguá (Posto: Tiangua) : 61.4 mm

Horizonte (Posto: Horizonte) : 59.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Santo Amaro) : 58.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Sede) : 57.0 mm

Reriutaba (Posto: Amanaiara) : 56.0 mm

Reriutaba (Posto: Reriutaba) : 55.0 mm

Graça (Posto: Graca) : 54.0 mm

Pacajus (Posto: Pacajus) : 51.2 mm

(Foto – Paulo MOska)

Vereadores querem plebiscito para regulamentar Uber em Fortaleza

A polêmica de regulamentação da Uber em Fortaleza pode ser decidida pelo povo. Falta a assinatura de um vereador para que tramite na Câmara Municipal a proposta de plebiscito sobre a permissão do transporte individual privado de passageiros. Até agora, 14 vereadores apoiaram a ideia.

Proposta de autoria do vereador Soldado Noélio (PR), a consulta pública precisa ser votada na Casa. Se aprovada, será aplicada pela Justiça Eleitoral. “A maior parte da população de Fortaleza é a favor da regulamentação. O plebiscito é uma forma democrática de resolver essa questão”, explica Noélio.

Motorista da Uber há cinco meses, Washington Ramos defende a medida. “Precisamos chamar a atenção da população e dizer que não somos clandestinos. Eu não me sinto assim. Trabalho e pago meus impostos em dia”, diz, mencionando inúmeras apreensões de veículos na Capital e represálias por parte de taxistas.

Impostos, inclusive, são um dos argumentos apresentados por taxistas ao alegarem a ilegalidade de serviços como Uber, Táxi Amigo e carona remunerada. “Além de não pagarem impostos como os taxistas, os motoristas dos aplicativos não têm responsabilidade com o usuário. Continuamos a trabalhar para que a lei proíba esses serviços que tanto vêm nos prejudicando”, alegou o presidente do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditáxi), Vicente de Paula Oliveira.

Da bancada governista na Câmara, Adail Júnior (PDT) é um dos vereadores mais críticos ao modelo da Uber, mas se põe a favor da regulamentação do Táxi Amigo. “Melhor seria um aplicativo da Prefeitura ou de um sistema local feito por um coletivo. A Uber é uma multinacional que impõe preços e cobra um alto percentual de 25% em cima das tarifas. Ninguém sabe o que é feito desse dinheiro”, pontua. O propositor do plebiscito rebate. “Depois da regulamentação, a empresa vai pagar imposto e poderão ser garantidos empregos e incremento à mobilidade urbana”, disse Noélio.

Após protesto, motoristas da Uber conseguiram reunião com vereadores, ontem pela manhã. Presidente da comissão provisória que recebeu os motoristas e um dos assinantes a favor do plebiscito, o vereador Julierme Sena (PR) opina que os preços cobrados por taxistas “são impraticáveis para a realidade fortalezense”. Também foi discutida a criação de Comissão Especial na Casa. Motoristas pedem audiência com o prefeito Roberto Cláudio.

Saiba mais

Motoristas da Uber lembram que a maioria dos transportes alternativos de Fortaleza, hoje regulamentados, começaram a circular ilegalmente, como topiques e mototáxis.

Conforme pesquisa O POVO/Datafolha divulgada em agosto, a maioria dos fortalezenses é a favor de regulamentar a Uber e o Táxi Amigo. Em relação à Uber, 65% se posicionam a favor e 12% contra. O Táxi Amigo tem apoio de 74%.

(O POVO – Lucas Mota)

Capitão Wagner quer retomar posto de “salvador da tropa”, após ser ofuscado por titular da SSPDS

347 1

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (24):

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) parece estar se esforçando para retomar o lugar de “salvador da tropa”. Ofuscado pelo discurso adotado pelo novo titular da SSPDS, André Costa, o parlamentar ocupou a tribuna, nesta semana, para criticar a investigação da CGD sobre a Chacina de Messejana. Atacou a delegada responsável e a acusou de “forjar” provas.

Ele se esquece, porém, que a investigação foi feita por três delegadas, que a localização de viaturas foi realizada pela Ciops e que ele atua pela Associação dos Profissionais de Segurança do Ceará (APS).

O Capitão agora convoca, via Facebook, para um “ato de solidariedade” aos 44 PMs acusados de envolvimento na chacina. Será no dia 31, às 10 horas, no hall do Fórum Clóvis Beviláqua.

Bem, fica a pergunta: Vale atacar uma categoria para defender outra?

DETALHE – A data 31 de março não traz boas recordações ao país, quando envolve militar…

Anastácio de Queiroz é empossado no cargo de Reitor da Unilab

O médico infectologista e professor universitário Anastácio de Queiroz tomou posse, nesta quinta-feira (23), em Brasília, no cargo de reitor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).  Após o ato, no Ministério da Educação, ele admitiu que a instituição necessita concluir sua infraestrutura  física para comportar a demanda de alunos.

“Temos enormes desafios, pois se trata de uma Universidade nova, que continua crescendo com o número de cursos e de alunos e precisa, realmente, completar toda a sua estrutura física e de aquisição de equipamentos, com a necessidade do acréscimo do orçamento na mesma proporção”, disse ele, após reunião com o Secretário de Educação Superior (SESu), Paulo Barone. Acompanhado do deputado federal Raimundo Gomes de Matos, o novo Reitor reuniu-se ainda com o coordenador-geral de Planejamento e Orçamento das Instituições Federais de Ensino, Weber Gomes de Souza.

Perfil

Anastácio Queiroz é professor adjunto da UFC, lotado no Departamento de Medicina Clínica e no Departamento de Patologia e Medicina Legal. Possui graduação em Medicina pela UFC (1976); residência médica em Clínica Médica também pela UFC (1978); especializações (Fellowship) em Medicina Tropical pela Universidade de Virginia, em Charlottesville, nos EUA (1983), e em Doenças Infecciosas pela Universidade de Miami (1984); e fez Doutorado em Farmacologia pela UFC (2009). Foi diretor do Hospital São José de Doenças Infecc iosas, de 1986 a 1994, e no período de 2007 a 2013. Foi ainda secretário de Saúde do Ceará, de 1995 a 2002.

(Foto: Divulgação)

Ouvidoria da Arce ganha destaque na máquina estadual

A Ouvidoria da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce), recebeu, pelo quinto ano consecutivo, prêmio por ter sido a melhor, entre as ouvidorias que compõem o grupo ao qual pertence.

A nota dez foi conferida a partir da Avaliação de Desempenho feita pela Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado (CGE), tendo como base dados repassados pelo Sistema de Ouvidoria – (SOU), que observa e analisa informações extraídas de relatórios periódicos e de pontuações obtidas durante visitas técnicas às setoriais.

O fato é motivo de comemoração no órgão. O presidente da Arce, Hélio Winston, destacou o trabalho e a dedicação do seu corpo de servidores. A ouvidora-chefe da Arce, Daniela Cambraia, dividiu o reconhecimento com a direção do órgão e com seus colaboradores.

Cantor José Ribeiro é atração no “Botequim dos Bancários”

O Sindicato dos Bancários do Ceará vai promover nesta sexta-feira, a partir das 18h30min, em sua sede, mais uma edição do seu projeto cultural “Botequim dos Bancários”.

O convidado é o cantor José Ribeiro, que interpreta sucessos populares como “A beleza da rosa” e “Bom dia, meu amor”.

Antes dele, vão se apresentar a Banda Nostalgia e o cantor Paulo Roberto.

Nelson Martins recebe manifesto em defesa do Sine/IDT

A Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços do Estado do Ceará (FETRACE) e a Comissão de Mobilização dos Trabalhadores em Defesa do SINE/IDT,  estiveram, nesta manhã de quinta-feira, no Palácio da Abolção, onde seus dirigentes foram recebidos pelo chefe da Casa Civil, Nelson Martins.

No grupo estavam também representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical (FS), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). Todos lutam contra o esvaziamento do Sine/IDT que, entre algumas perdas, pode ficar sem fazera pesquisa Emprego e Desemprego em Fortaleza e Região Metropolitana.

O grupo entregou a Nelson Martins  o manifesto sindical “Em defesa das políticas do trabalho. Não ao desmonte do SINE/IDT!”. Este documento foi subscrito por 440 entidades sindicais do estado, sendo composta pelo apoio das cinco centrais sindicais, uma confederação nacional, sete federações estaduais e 427 sindicatos, abrangendo os diferentes segmentos econômicos existentes no Ceará.

Além do movimento sindical, o SINE/IDT ganhou o apoio dos parlamentares da Assembleia Legislativa, que também articularam um manifesto suprapartidário em defesa do órgão. Este documento contou com a assinatura de 32 deputados.

Diante desse quadro, os trabalhadores do SINE/IDT continuam lutando contra o desmonte do órgão e apelam ao governador Camilo Santana ao entregarem os manifestos no Palácio da Abolição ao chefe da Casa Civil, Nelson Martins, para que seja revista a política em relação ao órgão.

Outro manifesto de apoio à luta do pessoal do Sine/IDT é assinado pelos seguintes deputados estaduais:

Aderlânia Noronha (SD)

Agenor Neto (PMDB)

Antônio Granja (PDT)

Audic Mota (PMDB)

Augusta Brito (PCdoB)

Bruno Gonçalves (PEN)

Bruno Pedrosa (PP)

Capitão Wagner (PR)

Carlos Matos (PSDB)

Danniel Oliveira (PMDB)

Dr. Santana (PT)

Dr. Carlos Felipe (PCdoB)

Dra. Silvana (PMDB)

Elmano Freitas (PT)

Ely Aguiar (PSDC)

Fernanda Pessoa (PR)

Fernando Hugo (PP)

Ferreira Aragão (PDT)

Gony Arruda (PSD)

Heitor Férrer (PSB)

João Jaime (DEM)

Julinho (PDT)

Leonardo Araújo (PMDB)

Leonardo Pinheiro (PP)

Mário Hélio (PDT)

Mirian Sobreira (PDT)

Moises Braz (PT)

Odilon Aguiar (PMB)

Renato Roseno (PSOL)

Roberto Mesquita (PSD)

Sérgio Aguiar (PDT)

Walter Cavalcante (PP)

(Foto – Sine/IDT)

TJ do Ceará institui o Juízo Auxiliar de Conciliação para agilizar pagamentos de precatórios


O Tribunal de Justiça do Ceará acaba de instituir, por meio da Portaria nº 424/2017, o Juízo Auxiliar de Conciliação de Precatórios. A unidade passará a realizar conciliações em pagamentos de precatórios, seja por meio de audiências ou nos próprios autos administrativos, mediante petição que manifeste interesse na realização de acordo. A informação está no site do TJCE.

Coordenada pelo auxiliar da Presidência e titular da Assessoria de Precatórios, juiz Rômulo Veras, a unidade foi criada considerando a Emenda Constitucional nº 94/2016, que dispõe sobre o regime de pagamento de débitos públicos decorrentes de condenações judiciais. Conforme a emenda, as conciliações poderão ser feitas com os entes públicos (Estado e municípios) sujeitos ao regime especial de pagamentos, ou seja, aqueles que estavam com precatórios em débito no dia 25 de março de 2015.

O Município de Fortaleza e o Estado do Ceará já estão na lista de devedores que vão participar das conciliações. Os demais municípios que optarem pela realização de acordos ainda poderão fazê-lo, por meio de ato normativo. Nos casos em que os devedores tenham optado por percentuais fixos de redução, a realização de acordos pode acontecer nos próprios autos, sem a necessidade da realização de audiências.

Para formar a lista de precatórios aptos à conciliação, será publicado no Diário da Justiça um edital de convocação. Quem tiver interesse de participar de audiências de conciliação deverá se manifestar, expressamente, nos autos do precatório, dentro do prazo estabelecido no edital.

Segundo o coordenador da unidade, a iniciativa traz uma vantagem dupla. “A conciliação se apresenta como uma boa oportunidade para os credores receberem o seu crédito de forma mais célere e os devedores terem considerável redução de sua dívida. Acreditamos que a iniciativa nos trará bons frutos”, ressaltou o magistrado.