Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Dunas de Sabiaguaba: por manejo eficiente

Com o título “Dunas de Sabiaguaba: manejo eficiente”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira. Aborda tema que, inclusive, é tema de audiência pública convocada pelo Ministério Público Estadual. Confira:

A retirada excessiva de areia do Parque Natural Municipal das Dunas da Sabiaguaba, na altura da CE-010, descumprindo, supostamente, critérios estipulados pelo Conselho do Parque da Sabiaguaba, levou o Ministério Público do Ceará (MPCE) a pedir, no dia 8 passado, a suspensão da operação depois de queixas de moradores e de ambientalistas sobre prejuízos acarretados pela iniciativa na área de proteção ambiental. A execução da retirada da areia é de responsabilidade do Departamento de Estradas e Rodovias (DER). Uma audiência pública convocada pelo MPCE e aberta à sociedade civil está marcada para hoje, a partir das 8h30min, no auditório das Promotorias de Justiça Cíveis e Especializadas. Representantes do DER, da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) e da Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) foram convidados.

O sistema de dunas fixas e móveis da Sabiaguaba é o único que ainda permanece na Cidade. É protegido ambientalmente por integrar a unidade de conservação do Parque Natural Municipal das Dunas de Sabiaguaba. Trata-se de uma área composta por um conjunto de dunas fixas, móveis e semifixas, lagoas costeiras, terraços marinhos, rochas de praia, manguezais, e uma área de tabuleiro pré-litorâneo (área mais plana de Fortaleza). O local apresenta diversidade de ecossistemas (mata de tabuleiro, de dunas, de restingas e de manguezal).

Abriga uma biodiversidade não-desprezível, em plena Fortaleza, com peixes, pássaros, raposas, guaxinins, tatus, gambás e outros. Dispõe também de aquíferos supridores da bacia hidrográfica do Cocó, que abastece dois terços de Fortaleza. As dunas são essenciais para conter alagamentos na cidade, absorvendo a água das chuvas. Além de amenizar o clima da capital.

A retirada da areia que encobre periodicamente pista, calçada e ciclovia aos pés da duna, foi aprovada pelo Conselho Ambiental para evitar acidentes. Contudo, o volume retirado foi maior do que o previsto, “descumprindo a decisão do Conselho e se configurando, por isso, em um crime ambiental” – segundo o autor do estudo de viabilidade da retirada dos sedimentos da CE-010, o geógrafo Jeovah Meireles. Ele apontou a desconfiguração da paisagem natural.

Além do mais, a retirada excessiva de areia atingiu a dinâmica de migração, própria da duna móvel, alterando o equilíbrio ambiental. O que se necessita é um manejo permanente para permitir a desobstrução das vias e não uma intervenção excessiva para além do que foi estipulado pelo projeto dos conselheiros. Com compreensão e entendimento, tudo pode ser resolvido racionalmente. É o que se espera da audiência pública que representa um dos instrumentos importantíssimos da sempre almejada democracia participativa.

(Editorial do O POVO/Foto – Arquivo)

PSB do Ceará dobra representação na Assembleia

222 1

Nizo entre dirigentes nacionais socialistas.

O PSB do Ceará ganhou adesão nas últimas horas, no que diz respeito ao legislativo estadual.

Em ato realizado em Brasília, nessa terça-feira, o deputado Nizo Costa aderiu ao partido, tendo a ficha abonada pelo presidente nacional, Carlos Siqueira. Ele deu adeus ao Patriota e vai se juntar a Audic Mota na Assembleia Legislativa.

O PSB cearense conta ainda com o deputado federal Denis Bezerra.

Nizo Costa ganhou o mandato com o apoio do prefeito do Eusébio, Acilon Gonçalves, que hoje preside o PR do Ceará.

(Foto – PSB)

Mauro Filho: PDT é contra a Nova Previdência de Bolsonaro

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

O PDT fechou questão e decidiu não apoiar a reforma da Previdência de Bolsonaro. Informa o deputado federal Mauro Filho, que coordenou o plano econômico do então candidato a presidente, Ciro Gomes. O partido avaliou a proposta na convenção de segunda, no DF, e decidiu só endossar com mudanças que deem segurança ao trabalhador.

Segundo Mauro, o governo propõe modelo de capitalização adotado no Chile que falhou e gerou benefícios de valores pequenos. “O Chile está revendo seu sistema, que foi adotado sem a contribuição patronal”, observa.

“Queremos um pilar social pagando um salário mínimo e não R$ 400, um regime de repartição até o teto de R$ 4 mil e, a partir daí, a capitalização com contribuição de todos”, diz, ressalvando: “Se vier mudança, o PDT apoia!”

(Foto – Fco Fontenele)

Pedetista histórico promete contar em livro bastidores do partido no Ceará

175 1

Papito de Oliveira, vice-presidente do PDT de Fortaleza, está finalizando o livro “Fio da história”, onde conta fatos que marcaram a fundação e a trajetória do PDT do Ceará.

Será que vai contar todos os bastidores de uma sigla hoje controlado pelos Ferreira Gomes? Eis a dúvida a ser tirada quando a publicação for lançada ainda neste semestre.

(Foto – Reprodução do Youtube)

Câmara Municipal busca uma emissora FM

A Câmara Municipal tenta desatar um nó na área da Secretaria Nacional das Telecomunicações: a concessão de uma FM.

O presidente da Casa, Antonio Henrique, que esteve nessa segunda-feira na convenção do PDT, tratou do tema em Brasília junto ao governo federal e Camara dos Deputados.

A concessão saiu na época em que Salmito Filho (PDT) presidia a Casa, mas acabou engolida pela burocracia e nas mudanças entre a Era Dilma e a Era Temer.

(Foto – CMFor)

Não é uma história para outros carnavais…

362 6

Em artigo sobre a política em Aracati, o deputado federal José Airton Cirilo questiona o alto investimento da prefeitura em atrações, Anitta recebeu R$ 550 mil, enquanto o município apresenta problemas por falta de recursos. Confira:

Todos os dias, José aguarda pela chegada de um educador com a informação de sua matrícula na escola da localidade Boca do Forno, em Aracati, distante 15 quilômetros da sede do município. A espera já se estende por três anos, desde que sua mãe não mais conseguiu carregá-lo nos braços, diante da falta de acessibilidade para a escola, além para a sala de aula e demais dependências do estabelecimento de ensino, mesmo sendo garantido pela LEI No 10.098, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000, que Estabelece direitos básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida.

Há cerca de um mês, no entanto, o coração do garoto de 13 anos, dependente de cadeira de rodas, bateu mais forte. Um emissário da prefeitura adentrou em sua residência se dizendo portador da melhor notícia dos últimos tempos: Annita animaria o domingo de carnaval de Aracati, por uma hora apenas.

O desafinado cantarolar de “Corda do Caranguejo” e “Vai, Malandra” do emissário da prefeitura – melhor somente que o rebolado -, soou para José como deboche à sua esperança. O mesmo descaso sofrido por sua mãe, nas inúmeras vezes em que solicitou, pediu, implorou à prefeitura pela acessibilidade a portadores de paralisia.

Em meio às tentativas da prefeitura em justificar o investimento de mais de meio milhão de reais para Annita, cerca de R$ 45 mil, por música (a média do cachê da cantora no carnaval deste ano pelo país foi de R$ 300 mil, segundo o levantamento do site TV Foco), crianças estão fora da sala de aula por deficiência no transporte escolar, o Hospital Santa Luisa de Marillac se encontra mergulhado em dívidas, os servidores municipais e terceirizados estão com salários atrasados, prédios públicos apresentam infiltrações e fiações expostas, exames de ressonância são marcados para o outro carnaval…além do rombo na Previdência dos aposentados e pensionistas. Mostrando o que é a prioridade deles, num total desrespeito com a população que sofre com a falta das políticas públicas.

No total, a prefeitura diz ter gasto R$ 3,7 milhões com o carnaval deste ano, valor bem acima do investimento do ano passado – pouco mais de R$ 1 milhão -, que recebeu atrações como Felipão (cachê de R$ 65 mil) e Solange Almeida (R$ 130 mil), além de Gabriel Diniz, Alok, MC Livinho e Serjão Loroza, dentre outros cantores regionais. Luan Santana, que havia sido anunciado pelo próprio prefeito como a maior atração em 2018, desistiu da apresentação sem fornecer maiores detalhes. Tampouco se manifestou a prefeitura…

A disparidade dos investimentos não é refletida nos números, pois Aracati há décadas mantém a tradição do melhor carnaval do Ceará, com uma média de 120 mil foliões.

Indiferente aos fatos, a prefeitura alega no discurso ter gasto R$ 600 mil a menos que o carnaval do ano passado e que o retorno este ano foi nove vezes maior. Ou seja, a economia de Aracati teria recebido uma injeção de mais de R$ 33 milhões, o que, obvio, mais uma vez não se refletiu no comércio, no setor de serviços, nos cofres públicos, na percepção do cidadão.

Enquanto a prefeitura ainda vive o faz de conta do carnaval, José voltou a sonhar com a acessibilidade na escola de Boca do Forno. Problema que poderia ser resolvido com o dinheiro pago por alguns segundos de qualquer trecho das músicas de Anitta… “Que eu sou muito ruim / Muito ruim / E você gosta de maldade, isso mostra / Eu sou muito ruim / Muito ruim / E você gosta de maldade”…

José Airton Cirilo

Engenheiro Civil, Advogado, Deputado Federal e filho do Aracati

Fortaleza – Sinais luminosos, mas nem tanto…

155 1

Com o título “Sinais luminosos, mas nem tanto…”, eis comentário do leitor Jorge Kerbage sobre o trânsito de Fortaleza e seus semáforos Confira:

Prezado Eliomar de Lima,

Leio sua Coluna/Blog quase que diariamente e noto que você está sempre fazendo críticas construtivas e defendendo o cidadão cearense.
A implantação de sinais luminosos nos cruzamentos de Fortaleza deveria ajudar a escoar, racionalmente, o trânsito. Porém a falta de planejamento faz com que haja um prejuízo em ruas onde a sincronização deveria existir.

A seguir, cito um exemplo. Na Avenida Rui Barbosa, entre o Clube Ideal e até a Avenida Heráclito Graça, existem 9 ( nove ) sinais chegando-se ao absurdo de pararmos até 7 ( sete ) vezes no percurso. Não se concebe parar na Rua Deputado Moreira da Rocha e novamente na Rua Tenente Benévolo; parar na Avenida Santos Dumont e, em seguida, na Rua Torres Câmara; parar na Rua João Carvalho e outra vez na Avenida Heráclito Graça.

Um absurdo inconteste que, além de atrapalhar o fluxo, ainda irrita os motoristas por total assincronia dos semáforos em uma rua que, além de ser mão única, faz parte de um “binário”.

Acredito que isto deva acontecer em outras vias por onde não trafego, mas que, certamente, outros motoristas sentem o mesmo problema.

Onde está a nossa “engenharia de tráfego”?

Atenciosamente,

Seu leitor,

*Jorge Kerbage.

Vereadores do PPL de Fortaleza darão adeus ao partido após fusão com o PCdoB

Três vereadores do PPL de Fortaleza vão deixar o partido que, nos próximos dias, oficializará sua fusão com o PCdoB.

Gardel Rolim e Ésio Feitosa, este último líder do prefeito, estão com um pé no PDT, enquanto Larissa Gaspar pode ir para o PT.

Sobe esse caso, Ésio informou para o Blog: ” Não devo ficar no PCdoB. Inclusive, tramitam no Tribunal Regional Eleitoral três ações de justificação de desfiliação partidária. Duas delas já com parecer favorável do Ministério Público Eleitoral, caso de Larissa e Gardel. O meu pedido ainda aguarda parecer.”

DETALHE – No Ceará, o PPL tem 11 vereadores.

Cláudio Justa diz que situação nos presídios cearenses acalmou, mas cobra fim da superlotação

179 1

Crítico ácido da política prisional do Estado, o advogado Cláudio Justa, ex-presidente do Conselho Penitenciário do Estado, reconhece: o clima acalmou nos presídios depois que chegou o secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque.

Mas Justa, no entanto, faz a cobra por mais agentes penitenciários e o fim da superlotação no setor. Mais de 65% dos presos no sistema penitenciário estadual são provisórios.

Justa, hoje integrando a Comissão de Segurança Pública da OAB do Ceará, encontra-se em Brasília, onde confere a posse do novo presidente da OAB nacional, Felipe Santa Cruz.

(Foto – Facebook)

Biblioteca Dolor Barreira promove debate sobre mercado editorial de quadrinhos

A Biblioteca Dolor Barreira, equipamento da Secultfor, vai promover , às 18 horas desta quarta-feira, uma palestra sobre o mercado editorial de quadrinhos no Brasil. O evento, gratuito, faz parte do projeto “Quadrinhos em Debate” e ocorre mensalmente no espaço da Gibiteca.

O tema será “O Mundo das Editoras de Quadrinhos no Brasil”, com palestra ministrada por Eduardo Pereira, diretor da Biblioteca que ainda realiza, nesse universo, os eventos Cine Nanquim e Mercado Geek.

Para o diretor da Biblioteca, Eduardo Pereira, as ações que ocorrem no equipamento criam uma relação entre o tema e o público. “As atividades geram uma discussão saudável para construir uma análise crítica fundamentada sobre o universo dos quadrinhos no país e no mundo, despertando nas pessoas interesse sobre as temáticas abordadas”, afirma.

SERVIÇO

*Biblioteca Pública Municipal Dolor Barreira – Avenida da Universidade, nº 2572 – Benfica.

Antonio Balhmann, ex-deputado federal, assume cargo na Assembleia Legislativa

Antonio Balhmann (PDT), que não conseguiu reeleição à Câmara dos Deputados, não vai ficar na chuva.

Ele vai assumir o cargo de secretário-executivo do Conselho de Altos Estudos da Assembleia Legislativa, que tem como presidente o deputado Elmano Freitas (PT).

Na primeira gestão do governador Camilo Santana (PT), Balhmann era o todo poderoso assessor para Assuntos Internacionais.

(Foto – Reprodução)

Medicina na Uece: mais do melhor

Com o título “Medicina na Uece: mais do melhor”, eis artigo do médico João Brainer Clares de Andrade. Ele destaca a expansão da oferta de vagas no curso de Medicina, medida tomada pelo governador Camilo Santana (PT). Confira:

Após 15 anos, o curso médico da Uece recebe chancela do governo do Estado. Camilo Santana noticiou a expansão, que passa a ter duas entradas anuais. O governador abrandou resistências, tomou fé da qualidade do curso e reconheceu, enfim, a paternidade. Desde a criação algo conflituosa, mas necessária contra as forças contrárias, do curso, a Uece resistiu, lutou e oferece hoje o curso de terceira melhor nota do Brasil no Enade: foi do mínimo de recursos ao máximo na formação.

Promessas de estrutura e contratação de professores inundam a história: há vagas nunca abertas para seleção há mais de 15 anos, e a estrutura no campus do Itaperi resiste a intempéries do mesmo período. O sucesso é mérito intrínseco e de instituições parceiras: professores e alunos se uniram para uma formação de contato próximo, com práticas nas comunidades e na rede pública hospitalar estadual. Artesanalmente, nascem médicos com senso comunitário e com as digitais da saúde pública do Ceará.

A despeito das discussões sobre o número de médicos formados por ano no País, apenas uma entrada anual gera ociosidade com custo por aluno desproporcional ao orçamento. Duas entradas anuais equalizam parte do problema, mas aprofundam outros. Eis o curso mais longo e com práticas em grupos pequenos, o que requer docentes efetivos, mais vagas de professores de práticas médicas e servidores estaduais que possam transferir algumas horas ao curso de Medicina.

O ônus da duplicação, no entanto, qualifica uma rede, e não apenas o curso. Os hospitais estaduais precisam ser definitivamente integrados como rede de hospitais universitários, ganhando com os recursos do credenciamento, qualificação de protocolos, integração docente, residências e pós-graduação. E ao Itaperi, ampliação de laboratórios e integração com a UPA Itaperi e unidades de saúde, além da possibilidade de acolher uma policlínica de especialidades.

Visão de futuro e promessas cumpridas compõem a prescrição essencial para o crescimento do curso médico público estadual do Ceará: mais oportunidades para o curso que, sob muito esforço, tenta fazer o melhor.

*João Brainer Clares de Andrade

Professor do Curso de Medicina da Uece.

Ibef do Ceará sob nova direção

Será nesta quarta-=feira, às 19 horas, a posse da nova diretoria do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Ceará (Ibef-CE).

Durante a solenidade, que ocorrerá no Hotel Gran Marquise, o executivo Luiz Antônio Trotta Miranda assumirá a presidência da entidade, tendo Raul dos Santos, atual dirigente, ocupando a vice-presidência.

(Foto – Divulgação)

Tem novo presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas da Assembleia Legislativa

455 3

O professor-doutor João Milton Cunha de Miranda assumiu a presidência do Instituto de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento do Estado do Ceará (Inesp), organismo da Assembleia Legislativa.

Focado no assessoramento técnico e científico da Assembleia, o Inesp tem como missão qualificar o debate em torno das questões da agenda pública, orientando a crítica e a tomada de decisões do Parlamento.

O Instituto promove discussões, debates e reflexões, além de divulgar pesquisas, projetos e experiências, visando sempre à eficácia da atuação da Casa Legislativa.

Perfil

João Milton Cunha de Miranda é bacharel em Direito e licenciado em Educação Física pela Universidade de Fortaleza. Mestre e Doutor em Educação Brasileira pela UFC, com residência em Reabilitação Cardíaca pelo Instituto do Coração (INCOR) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo ( FMUSP).

É analista de planejamento e orçamento da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado do Ceará e professor da Secretaria de Educação do Estado do Ceará. Foi professor da Universidade Estadual Vale do Acaraú e da Unifor e fundou e dirigiu o Centro de Educação de Jovens e Adultos Professor Milton Cunha da Seduc.

(Foto – Divulgação)

Presidente da Abih nacional é só decepção com bancada cearense

A Frente Parlamentar do Turismo, no Congresso, debateu a Nova Lei do Turismo, em Brasília. Foi nessa terça-feira.

Do Ceará, no entanto, só cinco dos 22 deputados apareceram no encontro. E nada dos três senadores darem o ar da graça no evento.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hoteis (Abih), o cearense Manuel Cardoso Linhares, passou a última semana visitando gabinete dos parlamentares e, em especial, do pessoal do Ceará, mas, pelo visto, a turma não se sensibilizou.

Manuel acabou decepcionado com a bancada.

(Foto – Tapis Rouge)

Camilo lança pacote de investimentos neste Dia de São José

Camilo entre José Sarto, presidente da AL, e De Assis Diniz, titular da SDA.

O governador Camilo Santana festejou o Dia de São José lançadno, nesta manhã de terça-feira (19), no Parque de Exposições Governador César Cals, em Fortaleza, um pacote de investimentos do Projeto São José IV.

Com ele, o secretário do Desenvolvimento Agrário, De Assis Diniz, e o presidente da Assembleia Legislativa, José sarto. Na ocasião, Camilo fez um balanço do projeto, que atendeu a 66 mil famílias de agricultores, com um investimento de mais de R$ 344,7 milhões, e entregou tratores, equipamentos para casas de farinha, casas de mel e agroindústria de beneficiamento da castanha de caju.

Ele assinou cartas de crédito e deu ordens de serviço para implantação de abastecimento d´água, construção de cisternas e implementação de sistemas de reuso de água.

DETALHE – A festa só não foi maior porque São José ainda não mandou chuva na Capital.

(Foto – Divulgação)

Chuva é um nascimento, uma superação, uma convivência

Com o título “Chuva é vida, eis crônica da jornalista Ana Mary Cavalcante. Um recorte sobre a chuva. Confira:

Aos poucos, o tempo vai assoprando o dia 24 de abril de 1997 para ainda mais longe. Agora, eu me lembro somente do primeiro susto, na cozinha: dar com os pés na água que entrava pelo corredor da casa, como se o quintal escoasse. Uma suave vazão que, em minutos, passou da altura do rodapé da sala para a altura do nosso joelho e formou uma correnteza no portão da garagem.

Depois, eu me lembro da minha mãe, entre a reza e o desconsolo, em cima da pia da cozinha porque a água imunda atingiria o ferimento na perna dela. Outro flash é meu pai tentando varrer a água do céu para dentro do bueiro. Escuto ainda o barulho da estante – que era quase do tamanho de uma parede e guardava boa parte dos nossos tesouros – caindo. E ressinto o pavor dos ratos, das cobras e das baratas emergindo daquela imundície e roçando em nós.

Na rua paralela, meus tios quase foram levados pela água do canal ao tentar salvar a casa que apodreceu. Um se segurou no outro; só assim escapamos todos. Sei bem dos (intermináveis) dias seguintes: salvar o que nos resta. Enquanto minha mãe tentava recuperar roupas e móveis e meu pai calculava os prejuízos do carro, eu desgrudava fotografias e figurinhas, lavava a lama de diários e papéis de cartas e remediava bonecas que me viram crescer. Aquela chuva monstruosa e desleal fez eu me despedir da infância: das cachoeiras-bicas da vizinhança, da transgressão de tomar banho de farda, dos barcos de papel, do imaginário ingênuo e aventureiro.

Demorei a fazer as pazes com a chuva porque custei a entender que a culpa daquele transtorno vivido pela Cidade (e por meu pequeno, mas significativo, mundo) não era dela – da chuva.

Desde então, andei muito por aí, em reportagens, nos caminhos dos lixos que engolem calçadas ou dos rios asfaltados. Mas foram as andanças pelos sertões que me levaram ao entendimento que possuo hoje, entre as perdas de 1997 e tantas outras: “Chuva é vida”, me mostram os sertanejos, oferecendo o de comer, o de beber e o de sonhar, em lugares depois do fim. E nenhuma vida pode ser negada ou maldita, emendam. Toda vida é esperança.

Por isso, se pudessem, os sertanejos guardariam cada pingo d´água que cai do céu, declaram. Ainda é preciso aprender o respeito à natureza e o bem querer. Assim me contaram e assim eu vi (vejo); chuva é um nascimento, uma superação, uma convivência.

*Ana Mary Cavalcante

Jornalista do O POVO.

(Foto – Funceme)

Tem cearense no Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente

230 1

O Ceará conta com um representante da sociedade civil integrando o Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, nessa era de Damares Alves, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Trata-se do ativista social Adriano Ribeiro, da ONG Pequeno Nazareno e que chega ao posto indicado pela Associação Nacional Criança Não é de Rua.

Advogado Marcelo Uchoa, ex-secretário de Camilo, com Adriano Ribeiro.

Adriano promete, entre suas metas junto ao Conselho, lutar pela realização de um censo nacional sobre crianças e adolescentes que se encontram nas ruas.

(Foto – Divulgação)

Seis em cada dez brasileiros admitem não se preparar para a aposentadoria, diz pesquisa

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta terça-feira:

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Banco Central, aponta que seis em cada dez brasileiros (59%) admitem não se preparar para a hora de se aposentar.

Apenas 41% se programam para essa fase da vida. Enquanto isso, muitas faculdades recebem alunos com idade em torno de 50 anos.

Ou seja, muita gente tem projeto apenas para trabalhar.

(Foto – Reprodução)