Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Ceará tem quarta-feira com chuva de mais de 100 milímetros

mapppppp

Choveu, até as 9 horas desta quarta-feira, em 63 municípios cearense, segundo informa boletim da Funceme. Confira as maiores chuvas:

Santana Do Cariri (Posto: Santana Do Cariri) : 115.0 mm

Araripe (Posto: Brejinho) : 56.4 mm

Meruoca (Posto: Meruoca) : 54.0 mm

Assaré (Posto: Assare) : 44.5 mm

Senador Sá (Posto: Salao) : 44.0 mm

Coreaú (Posto: Ubauna) : 43.6 mm

Paracuru (Posto: Paracuru) : 40.0 mm

Antonina Do Norte (Posto: Antonina Do Norte) : 40.0 mm

Frecheirinha (Posto: Frecheirinha) : 39.0 mm

Acaraú (Posto: Acarau) : 38.2 mm

Governo do Amazonas renova por mais um ano contrato com a Umanizzare

regime-fechado

O Coronel Cleitman Rabelo Coelho, titular da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), confirmou que o contrato do Governo do Amazonas com a empresa Umanizzare foi renovado por mais um ano. A Umanizzare faz gestão de presídios de Manaus, como o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde ocorreu o massacre de mais de 50 presos.

A informação foi dada por Cleitman Rabelo à Rede Amazônica. O G1 entrou em contato com a gestora e aguarda resposta.

A Umanizzare, empresa que administra o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, é responsável pela gestão de outras sete unidades prisionais no país – cinco no Amazonas e duas no Tocantins.

O que se sabe sobre a Umanizzare

Que tipo de empresa é a Umanizzare? O objeto social afirma que a empresa atua nas áreas de consultoria em gestão empresarial, limpeza em prédios e outras atividades.

Onde a empresa está sediada? A sede fica em São Paulo, na Avenida Faria Lima, no Itaim Bibi, região nobre da capital paulista. A sede em SP foi constituída em agosto de 2016, após ser transferida de Goiás. Segundo a assessoria de imprensa, a transferência de sede ocorreu “por questões empresariais estratégicas de mercado, visto que a capital paulistana é o centro financeiro do país”.

Quem responde, então, pela empresa? No registro há duas diretoras que são as responsáveis legais pela empresa: Arleny de Oliveira Araújo, diretora financeira, residente em Fortaleza (CE), e Regina Celi Carvalhaes de Andrade, diretora-executiva e moradora de Goiânia (GO). O G1 procurou as duas nos endereços residencias informados na Junta Comercial, mas elas não foram encontradas.

(Portal G1)

DEM vai integrar a base de apoio de Camilo Santana na Assembleia

João-Jaime

João Jaime é deputado do DEM

O DEM do Ceará vai desembarcar na base de apoio do governador Camilo Santana (PT). Anunciou o partido, nesta quarta-feira, por meio de nota assinada por sua cúpula que tem como presidente o vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan.

A nota é endossada por Chiquinho Feitosa, dirigente municipal, e pelo deputado da legenda, no caso João Jaime. O parlamentar, em conversa com o Blog, disse que seu partido avalia como positiva a reforma do secretariado feita pelo governador e que, por conta dessa e de outras ações que Camilo vem adotando – ganhou o aval da legenda.

O apoio do DEM a Camilo Santana acontece no início dos trabalhos da Assembleia Legislativa quando sua gestão mandou para aquela Casa um pacote de reforma administrativa e de corte de gastos.

Confira a nota 

A direção estadual do Democratas afirma, por nota, considerar as práticas governativas do governador Camilo Santana, perspicazes.

Posto à prova, Camilo se pôs num estilo político fixado no mais amplo diálogo, tanto do ponto de vista interno, como externo. Sua simplicidade ao dirigir o governo, distingue-o do tipo corporativista e protecionista.

A julgar pelas suas últimas ações político-administrativas, que surpreendeu a todos, trazendo Maia Jr. (PSDB) para o Planejamento do Governo, e o ex-reitor da UFC, prof. Jesualdo Farias, para a Pasta das Cidades.

Sua ousadia, o faz emergir para um ponto de inflexão necessário nesta segunda metade do mandato.

Com essas alterações na equipe, o governador inicia a montagem de um projeto de engenharia política demarcado, sobretudo, no bom senso e no apartidarismo.

Desta forma, nós, que fazemos o DEM estadual, não podemos deixar de aplaudir iniciativas que convergem com nossa prática de governabilidade. E, por assim entender, que estas ações são merecedoras de nosso respeito, declaramos apoio ao Governador Camilo Santana.

Deputado João Jaime
Chiquinho Feitosa
Moroni Torgan

SDA espera chuvas que garantam boa safra

dede

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta quarta-feira:

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado, Dedé Teixeira, está otimista com a possibilidade de inverno em 2017. Os prognósticos feitos pela Funceme apontam para uma média de chuva acima da ocorrida nos últimos anos.

A perspectiva é de crescimento da produção agrícola, mas sem grandes chances de um armazenamento de água suficiente para recuperar o nível dos açudes.

As secas dos últimos cinco anos deixaram algumas lições. O secretário avisa que este ano devem ser fechadas parcerias para armazenamento de alimentos para os animais e reúso de água.

Presidente do TJ vai à Assembleia pedir apoio para aprovar reforma administrativa do Judiciário

229 1

desembargador-gladyson-pontes-1

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Gladyson Pontes, fará uma visita, nesta quarta-feira, ao Poder Legislativo.

Não, não será só de cortesia, mas para conversar também sobre o processo de tramitação da mensagem que trata da reforma administrativa do tribunal que enviará para aquela Casa, ainda nesta semana.

Nesta quinta-feira, às 14 horas, o Pleno do TJ deverá apreciar e aprovar o pacote.

A Segurança Pública num governo do PT

305 1

Fortaleza, 28 de janeiro de 2017. Coletiva de apresentaçã dos acusados da morte do cabo da policia militar Francisco Arlindo da Silva Viena Filho. na foto: Andre Costa, secretário de segurança

Com o título “A Segurança num governo do PT”, eis tópico da Coluna Política que o jornalista Érico Firmo assina no O POVO desta quarta-feira. Confira:

O que diria o PT se o discurso do “Justiça ou cemitério” tivesse partido de secretário de um governo do DEM ou do PSDB? É inacreditável que o partido, pela primeira vez no Governo do Ceará, assista sem espanto ou reação ao discurso do secretário sobre a naturalidade com que cogita mandar seres humanos – ainda que cometam crime – ao cemitério. Em outros tempos, o partido estaria em polvorosa. Os tempos mudaram.

Até porque a fala do secretário impressiona, mas não surpreende, diante do que já se sabia quando ele chegou ao cargo. O POVO mostrou e você pode ler neste link: http://bit.ly/sspdscosta

A gravidade do que disse o secretário foi bem exposta pelo promotor Marcus Renan Palácio, em artigo publicado ontem no O POVO: “Quando uma autoridade de qualquer ramo da atuação do Estado possui visão de que pode responder na mesma moeda ao crime, há graves perversões”. E conclui, de forma magistral: “Lamento ter que vir a público para dizer o óbvio: aplicação da legalidade democrática é nossa esperança. E tolerância e compreensão histórica da criminalidade também. Nunca será nossa esperança a violência: discursiva ou física”. Leia a íntegra neste link: http://bit.ly/marcusrenan

Cinco delegacias especializadas estão concentradas agora num mesmo endereço

Cinco delegacias especializadas passaram a funcionar no interior do Complexo de Delegacias Especializadas (Code), situado no bairro Aeroporto. São elas: Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Divisão Antissequestro (DAS), Delegacia de Crimes Contra a Administração e Finanças Públicas (DCCAFP) e a mais recente criada, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

O objetivo da medida, segundo a SSPDS, é  melhor atender às demandas da população cearense, pertinentes a Polícia Civil. Há também economia para o Estado e para a clientela que, num só local, poderá ter atendidas suas demandas.

Outra decisão: três das unidades transferidas (DDF, DRF e DAS) receberam reforço policial, com a nomeação dos 510 policiais civis, nos meses de agosto e dezembro de 2016.

SERVIÇO

Local: Complexo de Delegacias Especializadas (Code)
Endereço: Rua Professor Guilhon, 606
Bairro: Aeroporto

Telefones:

Delegacia de Defraudações e Falsificações – DDF – Bloco A
Fone: (0xx85) 3101.2505 / 3101.2506

Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) – Bloco B
Fone: (0xx85) 3101.1140 / 3101.1141

Divisão Antissequestro (DAS) – Bloco C
Fone: (0xx85) 3238.1086 / 3238.1754

Delegacia dos Crimes Contra a Administração e Finanças Públicas (DCCAFP) – Bloco E
Fone: (0xx85) 3472.6687 / 3272.6831

Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco) – Bloco F
Fone: (0xx85) 3472.1715 / 3472.1740.

Alô, Camilo! Servidores vão comemorar na Assembleia Legislativa dois anos sem reajuste salarial

forummm

A partir das 8 horas desta quarta-feira, vários grupos de servidores públicos estaduais, contando dois anos sem reajuste de salário, prometem fazer protesto na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa.

A categoria está sendo mobilizada pelo Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado, que alega que o governo estadual tem condições financeiras de conceder reajuste. Quem respalda isso é o Sintaf, o sindicato dos fazendários, que, a partir deste ano, passou a integrar o colegiado do fórum.

O governador Camilo Santana prometeu reajuste no fim do ano passado e que iria conversar com cada categoria. O Fórum diz que essa conversa deixou os servidores sob a pressão de um pacote de cortes de despesas, que inclui subtração de benefícios.

A pedida deles: 18,42%, nem que em suaves prestações.

Transposição do São Francisco – Nova licitação deverá ocorrer até o final do mês, avalia Dnocs

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=Trubt_n-SG8[/embedyt]

Com orçamento em torno de R$ 600 milhões, a nova licitação para a transposição das águas do Rio São Francisco deverá ocorrer até o final deste mês. A garantia é do diretor-geral do Dnocs, Ângelo Guerra, que viajou para Brasília, na madrugada desta quarta-feira, para reuniões nos ministérios do Planejamento e da Integração Nacional.

Ângelo Guerra adiantou que espera agora que o processo licitatório corra bem e que não haja, da parte de empresa disputante, qualquer tipo de recurso judicial, o que atrasaria mais ainda a conclusão do projeto.

Sobre as últimas chuvas e recarga nos reservatórios do Dnocs, o diretor-geral do órgão disse que não houve recuperação. O açude Castanhão, por exemplo, continua com 5,4% de sua capacidade e outros, como o Banabuiú, permanecem secos. Ele torce para as chuvas aumentem de intensidade.

“Justiça ou Cemitério” – Fala do secretário André Costa foi “má interpretação”, diz Camilo Santana

foto camilo governo ceará

“Acho que houve uma má interpretação, de certa forma, do próprio secretário. Ele é uma pessoa jovem, é um professor de Direito Penal, então jamais poderia interpretar dessa maneira”. A avaliação do governador Camilo Santana (PT), feita ontem durante a posse da nova presidência do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), foi referente à declaração do titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, na qual ele destacou que só há dois caminhos para criminosos: a Justiça ou o cemitério.

A fala do secretário ocorreu sábado, 28, numa coletiva, quando duas pessoas foram presas suspeitas do assassinato do cabo Arlindo da Silva Vieira, um dia antes.

Camilo Santana destacou que a orientação de seu governo é de defesa da legalidade em qualquer circunstância. “Acho que houve um equívoco na interpretação da entrevista dele. Mas quero reforçar que não abriremos mão de combater a criminalidade, doa a quem doer”, reforçou.

Vontade de trabalhar, aproximação da tropa e das operações e experiência de 17 anos. Esses foram os atributos destacados pelo governador em relação a André Costa. “Acho que é isso que a gente está precisando no momento: alguém que possa passar para a sociedade a necessidade de mostrar que o Governo está agarrado com o problema, que não tem medido esforços”, disse Camilo, acrescentando que, apesar da redução do número de homicídios, não está satisfeito com os resultados.

A vice-governadora Izolda Cela, que gerencia o programa Ceará Pacífico, frisou que “bandido ou policial, a questão não é essa, a vida de um ou de outro”. Ela defendeu que a morte de um policial abala a instituição. A fala do secretário, então, teria se referido à necessidade de se preservar a institucionalidade.“Essa questão, para mim, não é pouca coisa, não é chavão, é um valor máximo de ética, de referência de vida”, ponderou.

Judiciário

Apesar do envolvimento direto entre o poder Judiciário e as ações de segurança pública no Estado, o novo presidente do TJCE, o desembargador Gladyson Pontes, disse que não comentaria as declarações do titular da SSPDS. “Eu só posso falar do poder judiciário. Cada um responde pelas suas declarações”, disse.

(O POVO – Repórter Sara Oliveira)

Fórum Clóvis Beviláqua sob nova direção

dr-jose-ricardo-005_red

O juiz José Ricardo Vidal Patrocínio assumirá, às 16 horas desta quarta-feira, o cargo de diretor do Fórum Clóvis Beviláqua para o biênio 2017-2019. A vice-diretora será a juíza Ijosiana Cavalcante Serpa. O ato de posse ocorrerá no 1º Salão do Júri.

O magistrado foi designado pelo novo presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Gladyson Pontes. O juiz José Ricardo participou da gestão do Fórum no biênio 2015-2017 como vice-diretor. Atualmente é titular da 19ª Vara Cível e juiz eleitoral da 118ª Zona. Também é gestor, desde maio de 2016, do Grupo de Auxílio para Redução do Congestionamento de Processos Judiciais da Comarca de Fortaleza.

Perfil

José Ricardo Vidal Patrocínio nasceu em Sobral. Aprovado em concurso para o cargo de juiz substituto, assumiu suas funções em 1993. É especialista em Direito Constitucional e já exerceu o cargo de diretor do Fórum em várias outras oportunidades. Também atuou como coordenador dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais de Fortaleza e foi juiz auxiliar da Presidência do TJCE durante o biênio de 2011-2013.

Centro de Línguas do Imparh oferece 343 vagas

O Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh) inscreve, até quinta-feira (5), para o teste de nível dos cursos do Centro de Línguas para o semestre 2017.1. A seleção oferta um total de 343 vagas distribuídas entre os cursos de Inglês, Espanhol, Português, Japonês, Francês, Alemão e Italiano. As inscrições devem ser feitas pela internet no Canal de Concursos e Seleções (concursos.fortaleza.ce.gov.br).

O teste de nível é voltado para aqueles que já possuem conhecimento no idioma e podem ingressar em uma turma mais avançada do curso. O candidato pode concorrer a uma vaga entre o segundo e o penúltimo semestre. O quadro de vagas e o conteúdo programático também podem ser visualizados no Canal de Concursos e Seleções da Prefeitura de Fortaleza.

Exigências

Para se inscrever, o candidato deve ter no mínimo 14 anos e o Ensino Fundamental completo. O formulário eletrônico de inscrição está disponível na página da seleção na internet. O valor da taxa de inscrição é R$ 60. Alunos do Centro de Línguas regularmente matriculados ou reprovados no semestre 2016.2 não podem participar da seleção.

A prova do teste de nível ocorrerá no dia 10 de fevereiro, das 9h às 11h, nas salas do Centro de Línguas do Imparh. A seleção será uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, composta por 25 questões que abordarão os conhecimentos específicos da língua escolhida pelo candidato. Para acessar o local de prova e a sala de aplicação, o candidato deverá apresentar documento oficial de identidade original com foto.

Resultado

O resultado do teste de nível será divulgado no dia 13 de fevereiro. Já a matrícula ocorrerá no dia 14 de fevereiro, das 13 às 19 horas, na secretaria do Centro de Línguas do Imparh. Será exigida a cópia do RG, do CPF, do comprovante de residência e comprovante de pagamento da taxa de matrícula.

SERVIÇO

*Diretoria de Extensão e Projetos do Imparh – Avenida João Pessoa, 5609 – Damas
(85) 3433.2994 / 2960

*Portaria 03.2017 e formulário de inscrição, clique aqui.

Justiça ou Cemitério – Presidente da Associação dos Advogados diz que secretário quis popularidade

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=OHty16SQiXc[/embedyt]

O presidente da Associação dos Advogados do Ceará (AACE), Xavier Torres, lamentou, nesta terça-feira, a declaração do secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, André Costa.

No último fim de semana, em coletiva sobre a prisão de dois suspeitos da morte do policial Francisco Arlindo, vítima de latrocínio, o secretário afirmou chegou a dizer:  “A gente tomou a decisão de partir para cima deles, e vamos partir com toda força. Não vamos recuar um passo, vamos pra cima. Se ele (o bandido) quiser se entregar, a gente oferece a justiça, mas se puxar uma arma, a gente oferece o cemitério. Ele é quem decide.”

Para Xavier Torres, esse tipo de fala cheira a vendita, coisa ultrapassado. Xavier avalia que o secretário, ao fazer esse tipo de declaração, quis angariar popularidade.

CNMP aplica punição em dois promotores do Ceará

Está no site do Conselho Nacional do Ministério Público:

O Plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu aplicar a pena de demissão, a ser ajustada em ação própria, combinada com a de disponibilidade compulsória, com proventos proporcionais ao tempo de serviço prestado enquanto durar a ação civil pública para perda dos cargos, aos promotores de Justiça do Estado do Ceará Joathan de Castro Machado e Sebastião Brasilino de Freitas Filho, condenados por violação de deveres funcionais. A decisão foi tomada nesta terça-feira, 31 de janeiro, durante a 2ª Sessão Ordinária de 2017.

A decisão veio em análise do Processo Administrativo Disciplinar (PAD) nº 179/2016-15. Com relação a Joathan de Castro Machado, o Plenário foi unânime ao seguir o voto do conselheiro relator Walter Agra. Por sua vez, a decisão pelas penalidades em relação a Sebastião Brasilino de Freitas Filho foi tomada pelos votos da maioria do colegiado. Agora, será determinado ao procurador-geral de Justiça do Estado do Ceará que ajuíze ação cível própria para pleitear a demissão dos dois promotores. A sanção de demissão só pode ser aplicada por meio de sentença judicial transitada em julgado, uma vez que ambos gozam da garantia da vitaliciedade.

O PAD teve origem na Portaria CNMP-CN nº 52, de 4 de abril de 2016, instaurada pelo corregedor nacional do Ministério Público, Cláudio Portela. A instauração da portaria aconteceu por conta da suposta prática dos seguintes fatos: aceitação de promessa de pagamento de vantagem indevida em razão das funções de promotor de Justiça e prática de atos de ofício infringindo dever funcional.

Por conta da prática desses fatos, em tese, Joathan Machado e Sebastião Filho, segundo o corregedor nacional do MP, teriam violado deveres funcionais ao não manterem conduta ilibada compatível com o exercício do cargo, ao não zelarem pelo prestígio da Justiça e pela dignidade das suas funções, ao não desempenharem com zelo e presteza suas funções e ao não observarem as formalidades legais no desempenho de suas atuações funcionais.

Na análise do mérito, o conselheiro Walter Agra concluiu que “o robusto acervo probatório dos autos, composto por interceptação telefônica, prova testemunhal e o interrogatório dos promovidos, dá o suporte necessário à prolação de um édito condenatório, já que a autoria e a materialidade ficaram comprovadas”.

VAMOS NÓS – O Ministério Público do Ceará não quis se manifestar sobre o caso. Nem os dois envolvidos, segundo a assessoria do órgão.

Secult inscreve para o XI Edital de Incentivos às Artes

maxresdefault

Secretário Fabiano dos Santos (Secult).

Estão abertas, até o dia 2 de março, as inscrições para o XI Edital Ceará de Incentivo às Artes, da Secretaria da Cultura do Estado. Com formato renovado, inscrição online e ampliação de recursos para um total de R$ 5,6 milhões, o edital lançado pelo Governo do Estado promete apoio direto a projetos de artes visuais, circo, dança, fotografia, humor, literatura, música e teatro.

Entre as novidades, está o lançamento de um edital específico para cada linguagem artística, com processos seletivos independentes, facilitando a inscrição para o proponente e possibilitando mais agilidade para o resultado e o cumprimento das diversas etapas do edital, bem como para o desenvolvimento dos projetos selecionados.

Como determina a legislação estadual, 50% dos recursos do novo Edital Ceará de Incentivo às Artes serão destinados a projetos de proponentes que residem no Interior do Estado, contribuindo para democratizar o acesso aos recursos e o fomento à produção artística e cultural.

Outras novidades são o aumento expressivo nos recursos para a linguagem circo e a inclusão de uma nova linguagem, o humor, que, atendendo a uma demanda do setor apresentada à Secult, também passa a fazer parte do Edital Ceará de Incentivo às Artes.

SERVIÇO

*O edital já está disponível no site www.editais.cultura.ce.gov.br.

*Mais informações – (85) 3101-6765 e 3101-6763.

Por transparência no Tribunal de Justiça do Ceará

784 17

Com o título “Os Novos Cargos, os Paradigmas e o “Trem da Alegria”, eis artigo do jornalista, escritor e do Sindjustiça/CE, Paulinho Oliveira. Ele pede espaços no Blog para fazer uma queixa, em tom de desabafo, contra a falta de debates em torno do projeto de reforma administrativa que o TJCE mandará para a Assembleia Legislativa. Confira:

Falou-se muito na reunião da administração do Poder Judiciário com os servidores em “lotação-paradigma”, conceito presente na Resolução 219 do Conselho Nacional de Justiça. Mas a impressão que ficou é que a nova gestão – que começa no próximo dia 31 de janeiro – quer criar um novo paradigma que vai atingir em cheio os servidores.

A administração que encerra – a da desembargadora Iracema do Vale – já não é um bom paradigma a ser seguido. Apesar de noticiar que liquidou um passivo de R$ 300 milhões, o fato é que há uma dívida de pelo menos R$ 50 milhões com os servidores, representada pelos dois anos sem reajuste nos vencimentos e pelo não cumprimento da lei da isonomia. A gestão Iracema teve como marca maior a arte de fazer promessas e enrolar os servidores e o sindicato, cujos diretores muitas vezes tomaram chá de cadeira à espera de negociações e audiências que eram continuamente remarcadas, na tentativa de vencer os trabalhadores pelo cansaço. Azar da gestão, porém, que houve muita luta – não fosse a disposição de lutar, sequer as sete horas corridas seriam conquistadas.

A nova gestão já começa, todavia, com a impressão de um mau paradigma a ser seguido, por conta da falta de transparência. Depois de protocolar dois ofícios no último dia 25 de janeiro – cada um direcionado a um presidente, tanto a que vai quanto o que chega – requerendo nada mais que uma cópia do projeto de reforma administrativa, o SindJustiça Ceará não teve tão simples demanda atendida. A despeito de existir a Lei de Acesso à Informação, o Tribunal de Justiça alegou que não era possível enviar a cópia do projeto, porque ele “ainda não estava pronto”. Mesma desculpa repetiu, no 1º Salão do Júri, no último dia 30 de janeiro, o juiz Marcelo Roseno de Oliveira, auxiliar da futura presidência do TJCE. Desculpa que não convenceu.

O pior dos paradigmas, entretanto, é a disposição de extinguir o cargo de Diretor de Secretaria e substituí-lo por um gestor e dois assessores de magistrado. O mais grave é que nada há que sinalize que esses cargos serão preenchidos por servidores de carreira, o que abre a possibilidade de um verdadeiro “trem da alegria”, por meio do qual os juízes se veem à vontade para nomear quem bem entenderem. Assim, alguém que não é do quadro de servidores do Poder Judiciário pode chegar “de paraquedas”, ganhar uma gratificação de mais de R$ 5.300 e chefiar servidores de carreira, que queimaram as pestanas para passar em concurso público e ingressar no Judiciário.

Há também o paradigma da contradição. Marcelo Roseno explicou, por meio de um gráfico, que o quadro de servidores do Judiciário cearense é defasado em relação à média nacional e até à média dos tribunais de médio porte, nos quais está o do Ceará. Sendo assim, qual a razão para que não sejam chamados os 1.100 aprovados no concurso de 2014, muitos deles analistas que aguardam a oportunidade de serem, eles próprios, por exemplo, assessores de juiz? Por que privilegiar a possibilidade de que servidores de fora do quadro ocupem esse espaço destinado, originariamente, a quem é integrante da carreira do Poder Judiciário? Qual a real economia que o TJCE fará ao não nomear os aprovados e chamar gente estranha para assumir cargos tão relevantes para essa tal reforma administrativa?

Paradigma por paradigma, seria muito interessante que nos fosse fornecido pela administração, pelo menos, o da transparência. Ao que parece, os afagos iniciais que o desembargador Francisco Glaydson Pontes, próximo presidente do TJCE, distribuiu em reunião ocorrida no dia 17 de janeiro são apenas cortina de fumaça para esconder o desprezo que toda administração que assume a Corte tem demonstrado com os servidores, que são, estes sim, a maior razão da existência do Poder Judiciário do Estado do Ceará.

Espero estar enganado e que a gestão do desembargador Glaydson, que começa em 31 de janeiro, possa estabelecer um novo paradigma na relação entre a administração e os servidores. Porque a única coisa certa a se estabelecer desde já é que o paradigma a ser seguido pelos que formam a classe trabalhadora do Judiciário não é outro, senão a LUTA.

*Paulinho Oliveira

Jornalista, escritor, servidor do Judiciário e filiado ao SindJustiça Ceará.

*VAMOS NÓS – Neste espaço, o Blog está sempre aberto ao contraditório.

Metrofor e Cagece são os primeiros na lista da Parceria Público-Privada

metrofor

O Comitê Gestor das Parcerias Público-Privadas, da Secretaria de Planejamento e Gestão, recebeu dois editais da Secretaria das Cidades manifestando interesse para a realização de parcerias público-privadas referentes a projetos do Metrofor e Cagece.

O primeiro trata de proposta para uma realização de uma PPP com o objetivo de operar e manter as linhas Sul e VLT Parangaba-Mucuripe, em Fortaleza, e VLT Cariri e VLT Sobral. Já o segundo, que compete à Cagece, vinculada da SCidades, é referente a um sistema de dessalinização de água do mar para a Região Metropolitana de Fortaleza. As ações fazem parte do Programa de Concessões e Parcerias Público-Privadas do Governo do Estado do Ceará.

Os processos encaminhados à Seplag envolvem inicialmente a análise da atratividade, segmentação e recomendação para os principais ativos; estratégia de outorga; identificação de investidores. Por meio do Programa, o Governo do Estado deseja atrair parceiros para impulsionar obras e projetos do Ceará, reforçando a união entre o poder público e a iniciativa privada, e tornando o Estado cada vez mais desenvolvido e competitivo.

 

Enem 2016 – Quatro internos do sistema prisional cearense são aprovados

unnamed-8

O Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas privadas de liberdade (Enem PPL) abriu portas no Ceará para quatro internos que, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), conseguiram vagas para os cursos de Engenharia de Aquicultura, Engenharia de Telecomunicações, Química e Ciências Sociais.

Os internos que passaram no Sisu estão recolhidos na Cadeia Pública de Aracati, Instituto Psiquiátrico Governador Stênio Gomes (IPGSG), Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL III) e Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne (Cepis).

Para Paulo Roberto, interno do Cepis, que passou para o curso de Química na Universidade Federal do Ceará, o curso superior traz novas possibilidades. “Já tinha iniciado um curso há uns dez anos atrás e não tinha terminado por falta de dinheiro. Agora eu posso começar de novo e tentar uma oportunidade lá fora. E fazendo faculdade facilita muito”, diz Paulo.

Além das quatro vagas em faculdades e institutos federais, 34 internos do sistema prisional conseguiram a pontuação necessária para adquirir o certificado de Ensino Médio. Dos que serão certificados, 24 deles são de unidades da Região Metropolitana e 10 de cadeias públicas do interior do Estado. A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) inscreveu, em 2016, 1.382 internos no Enem PPL.

Com a parceria da Secretaria de Educação do Estado (Seduc), os alunos são preparados dentro das unidades com aulas diárias em 54 unidades do sistema penitenciário. São 154 turmas nos turnos da manhã e da tarde em funcionamento, além de aulões especiais e temáticos realizados às vésperas da realização do Enem PPL.

Para o assessor educacional da Sejus, Rodrigo Morais, esses números podem crescer ao longo desta semana.  “Teremos a segunda chamada do Sisu, inscrições para o Programa Universidade para Todos, e o Sisu específico para Educação Profissional e Tecnológica”, afirma.

A titular da Sejus, Socorro França, destaca que a educação é um dos caminhos que precisam ser fortalecidos quando se fala na ressocialização dos internos do sistema penitenciário. “Nosso desejo é manter esse número em uma trajetória crescente. Com mais internos ocupados e trilhando um novo caminho para quando saírem da prisão”, ressalta.

Os alunos aprovados no Sisu, e nos outros programas de inclusão no ensino superior, necessitam de autorização judicial para frequentar os cursos escolhidos.

(Com Site da Sejus)

Procon Fortaleza divulga primeira pesquisa do ano sobre preços em supermercados

NEGOCIOS

Cláudia Santos comanda o Procon.

Saiu, nesta terça-feira, a primeira pesquisa do ano do Procon Fortaleza. Foram levantados os preços de alimentos e produtos em 10 supermercados. O quilo do tomate foi o item que mais alternou de preço, sendo encontrado de R$ 1,39 a R$ 4,99, uma diferença que chega a 258,99%. Os dados foram coletados nos dias 26 e 27 de janeiro.

O Procon Fortaleza divide os itens entre alimentos de primeira necessidade, produtos de higiene pessoal, de limpeza doméstica e ainda de cuidados infantis.

Um dos alimentos mais presentes na mesa do consumidor, o feijão carioca pode ser comprado por R$ 4,49 a R$ 7,99, uma diferença de 77,95% no produto da mesma marca. Já o leite tipo C foi o alimento que menos variou de preço, indo de R$ 2,75 a R$ 3,15.

Maiores variações

PRODUTO     MENOR     MAIOR VARIAÇÃO
Tomate (Kg) R$ 1,39      R$ 4,99 258,99%
Pimentão (kg) R$ 2,99  R$ 7,90 164,21%
Alho (kg) R$ 19,90           R$ 43,90 120,60%
Cenoura (kg) R$ 2,19      R$ 3,98 81,74%
Sabonete (Un) R$ 0,99   R$ 1,79 80,81%

*Confira a pesquisa completa aqui.

Heitor Férrer, ao querer extinguir o TCM, está servindo de instrumento a uma briga política?

tcm-ce

O advogado e professor Irapuan Diniz Aguiar manda nota lamentando a postura do deputado estadual Heitor Férrer (PSB) em querer apresentar nova emenda para extinguir o Tribunal de Contas dos Municípios. Heitor, com sua PEC, quer anular efeitos da emenda aprovada no fim de dezembro pela Assembleia, que extinguiu o tribunal, mas abriu peleja judicial que fez o STF garantir, via liminar, sobrevida para essa corte de contas. Confira:

Custa crer que o deputado estadual  Heitor Ferrer (PSB), cuja trajetória política há sido marcada pela coerência, inclusive no trato da matéria em referência, insista no propósito de promover a extinção do Tribunal de Contas dos Municípíos (TCM). Abstraindo da análise jurídica da iniciativa que, a meu juízo, respeitando o posicionamento dos juristas que lhe prestam assessoramento, é inconstitucional, o que cabe enfatizar é sua inoportunidade no atual cenário brasileiro em que a transparência e a visibilidade na fiscalização das contas públicas se fazem imperativas.

Sabe-se que a motivação de economia nos gastos é falaciosa, assim como a propagação de que apenas 4 Estados brasileiros mantêm TCMs. Omite-se, propositadamente, a informação de que os estados de São Paulo e Rio de Janeiro também possuem TCMs ainda que com atuação restrita aos respectivos municípios. Esclareça-se, por outro lado, que os demais Estados da federação não extinguiram estes tribunais. Simplesmente nunca os tiveram. Quem sabe se o pioneirismo do Ceará não seja uma experiência vitoriosa a ser seguida?

Sem querer ingressar no mérito jurídico da PEC, como já afirmei, cumpre dizer, por pertinente: trata-se, no caso, de uma vontade do detentor do poder constituinte originário, indiscutivelmente superior ao do que detém, apenas, o poder de reforma da Constituição estadual, de que se trata. Tal conflito há de, mais uma vez, ser levado à jurisdição do STF, que sobre o tema se pronunciou há quase 15 anos e que, hoje, pode ter orientação diversa sobre ele.

No mais, reafirmar que a postura do deputado Heitor Ferrer, mesmo guardando coerência com a tese que de há muito defende, deslustra sua atuação parlamentar por servir de instrumento a uma “briga política” menor, além de ir de encontro ao sentimento da comunidade e dos órgãos de controle. A consecução de seu objetivo, por conseguinte, a este preço, não devia autorizar seguir a máxima maquiavélica segundo a qual “os fins justificam os meios”.

*Irapuan Diniz Aguiar

Professor e advogado.