Blog do Eliomar

Categorias para Ceará

Vereador cobra nomeação de oficiais de justiça aprovados em concurso

O vereador Iraguassú Filho (PDT) cobrou, nesta manhã de terça-feira, da tribuna da Câmara Municipal, a nomeação de 23 novos oficiais de justiça aprovados no último concurso público realizado pelo Poder Judiciário. O certame deve perder a validade ainda este mês.

Iraguassú, que também é oficial de justiça, lembrou que, na semana passada, um relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostrou que o judiciário cearense é o mais lento do País, com menor índice de resolução de processos.

“O judiciário cearense só vai melhorar com magistrados e servidores suficientes para executar os trabalhos” afirmou o vereador.

(Foto = CMFor)

A decisão do TSE contra Lula

Com o título “A decisão do TSE”, eis artigo do jurista Martonio Mont’Alverne. Num dos trechos do seu texto, ele diz que hoje “os adversários de Lula, de todos os campos, comemoram com maior ou menor impulso a decisão. Amanhã, sentirão o peso sobre sua liberdade e propriedade da comemoração com a qual hoje de refestelam.” Confira:

A decisão do TSE contra a candidatura de Lula não causou a menor surpresa, porém não pelo fato de assim estar na lei e na jurisprudência. Não surpreendeu porque foi mais um episódio confirmador da seletividade do Poder Judiciário em agir contra Lula. O art. 16-A da Lei 9504 é claro e já foi aplicado pelo mesmo TSE. Seria ingenuidade acreditar na possibilidade de ser aplicada em favor de Lula o mesmo que se aplicou em inúmeros outros casos. Quatro ministros do STF – três estavam na sessão de 31.08 passado – não deixaram dúvida quanto à validade e obrigação de cumprir determinações internacionais decorrentes de tratados dos quais o Brasil é signatário. Dos três presentes no TSE, somente um divergiu e manteve a coerência com sua produção intelectual e manifestações públicas anteriormente expressadas.

O estado feudal era um estado divino, e na religião baseava suas leis; a burguesia revolucionária rompeu esta ideia e estruturou o que até hoje chama de estado de direito. Revoluções a partir de 1848 impuseram ao Estado de Direito o elemento igualitário da democracia de todos, e não somente de letrados e ricos; desafio a persistir até hoje. A insuficiência do modelo de estado de direito deixa-se traduzir me momentos como o que se vive no Brasil atualmente.

Quando se tem o começo de situações a apontarem na direção de uma modernidade de menor desigualdade, o Estado de Direito, construído pelos própria ordem, encontra no seu interior o refúgio para escapar de cumprir o que o mesmo Estado de Direito pactuou: “A legalidade é a nossa morte”, bradaram desesperados os conservadores na França após constatarem que a igualdade revolucionária estava mesmo a florescer. Trataram, por meio dos tribunais, de esvaziar esta legalidade com sentidos opostos ao que a letra da lei previa.

Hoje os adversários de Lula, de todos os campos, comemoram com maior ou menor impulso a decisão. Amanhã, sentirão o peso sobre sua liberdade e propriedade da comemoração com a qual hoje de refestelam.

*Martonio Mont’Alverne

Professor da Unifor e procurador do Município de Fortaleza.

Monte Klinikum promove jantar com jalecos de peso internacional

O Hospital Monte Klinikum promoveu um jantar, no Moana Gastronomia e Arte, para poucos convidados, com o médico Claudio Lottenberg, presidente da UnitedHealth Group. O hospital faz parte do Americas Serviços Médicos, grupo médico-hospitalar que pertence à UnitedHealth Group.

O evento contou com a presença de renomados médicos cearenses como o cirurgião ginecológico Leonardo Bezerra, que protagonizou a primeira cirurgia robótica em ginecologia do Ceará pelo Centro de Robótica do Hospital Monte Klinikum.

No clique: Claudio Lottemberg, presidente UHG Brasil e presidente do conselho do Hospital Albert Einstein; Thais Moreno, Diretora Executiva do Hospital Monte Klinikum; Victor Serra, presidente do Americas Serviços Médicos e Mauro Borges; diretor-geral de Hospitais do Americas.

(Foto – Divulgação)

TRE alerta sobre mudança na ordem de votação na urna

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará alerta: houve mudança na ordem de apresentação dos candidatos na urna eletrônica nas Eleições 2018. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, neste ano, por força do art. 116, §1º, da Resolução TSE nº 23.554/2017, a urna exibirá para o eleitor, primeiramente, o painel para o cargo de deputado federal com 4 dígitos, seguido do deputado estadual com 5 dígitos, senador primeira vaga com 3 dígitos, senador segunda vaga com 3 dígitos, governador com 2 dígitos, finalizando com o presidente também com 2 dígitos. Em eleições gerais anteriores, o voto iniciava com o cargo de deputado estadual.

Os painéis referentes aos candidatos a senador, governador e presidente da República exibirão, também, as fotos e os nomes dos respectivos candidatos a suplentes e a vice.

Para divulgar a nova ordem de apresentação dos cargos, o TSE disponibilizou o Simulador de Votação na Urna Eletrônica. Através dele, o eleitor poderá treinar a votação para todos os cargos em disputa nas Eleições Gerais de 2018, da mesma maneira que ocorrerá no dia do pleito, utilizando o teclado para digitar os números de candidatos. A votação poderá ser simulada tanto no primeiro como no segundo turno das eleições.

Em virtude da grande quantidade de números a serem digitados e para auxiliar o eleitor na hora da votação, o TRE do Ceará disponibiliza uma “cola” que pode ser encontrada no site do Tribunal ou em qualquer cartório eleitoral.
Postado por Sobral de

Que tal fazer um curso de comida vegana?

A chef Camille Pessôa, do Nhameinhame Real Food Great Taste, promete compartilhar suas receitas neste mês de setembro.

Ela promoverá o curso de Culinária Funcional, incluindo receitinhas low carb, veganas, sem açúcar, sem glúten e sem lactose.

Camille, em apenas um ano, já forneceu mais de 5 mil refeições saudáveis e gourmet. O curso dela será no dia 15 de setembro, na Florense.

(Foto – Divulgação)

Quantas balas vale seu voto?

Com o título “Quantas balas vale seu voto?”, eis artigo de Eliziane Colares, publicitária e empresária. Ela expõe o quadro da violência no Rio, onde um general convocado não consegue resolver a situação. “Enquanto muitos estão iludidos, apostando seus votos em políticos com formação militar, que prometem resolver os problemas do Brasil “à bala”, o caso do Rio de Janeiro nos prova que isso é conversa para enganar tolos”, diz o texto. Confira:

Passados seis meses da intervenção militar na segurança pública no Rio, o Brasil faz seu balanço. O número de tiroteios continua batendo recordes. Segundo dados do aplicativo Fogo Cruzado, de fevereiro a agosto deste ano foram registrados cerca de 5 mil tiroteios na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, contra pouco mais de 3 mil registrados no mesmo período de 2017. Um crescimento de 60%.

Outro aplicativo, o Onde Tem Tiroteio (OTT), registrou 43 tiroteios no dia 20 de agosto, batendo o recorde de tiroteios deste ano em um único dia. O recorde anterior foi no mês de julho, com 37. E as tragédias seguem como notícias cotidianas que tendem a virar paisagem. Pessoas são atingidas por balas perdidas até dentro de hospitais. Crianças, adolescentes, pais de família, militares e policiais com vidas interrompidas aumentam o saldo de famílias dilaceradas. Por mais que consideremos as peculiaridades da violência do Rio, a verdade é que a solução não está nas mãos dos militares.

Enquanto muitos estão iludidos, apostando seus votos em políticos com formação militar, que prometem resolver os problemas do Brasil “à bala”, o caso do Rio de Janeiro nos prova que isso é conversa para enganar tolos.

Sem um plano disruptivo para a educação, sem oferecer igualdade de oportunidades, sem suprir o gap histórico da garantia de condições dignas de vida, sem acesso pleno à saúde, lazer, cultura e esporte, o Brasil não vira esse jogo. É aí que reside a minha teoria de uma linha de produção de marginais. São pessoas excluídas que vivem à margem da sociedade e que tendem a reproduzir o padrão de famílias desestabilizadas e impotentes para proteger os filhos da vulnerabilidade social. Juntam-se aí as escolas sucateadas, que não conseguem oferecer educação de qualidade, e a corrupção sistêmica encrustada em toda a sociedade, potencializando as perversas desigualdades socioeconômicas. Tudo isso é vetor para a violência. E tudo isso tem a ver com o seu voto.

*Eliziane Colares

eliziane@advance.com.br

Publicitária, empresária, graduada em Economia e pós-graduada em Comunicação e sócia da Advance.

Polícia Militar vai garantir a segurança das equipes de fiscalização do TRE

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ronaldo Mota Viana, assinaram acordo de cooperação que promete garantir a segurança das equipes de fiscalização da propaganda eleitoral, em Fortaleza. O convênio 13/2018 já foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico.

Competirá à Polícia Militar disponibilizar policiais e viaturas para garantir a segurança das equipes de fiscalização e o efetivo cumprimento das determinações até 7/10, ou até 28/10, no caso de segundo turno. A fiscalização é ininterrupta ocorrendo aos sábados, domingos e feriados, devendo os policiais estarem cientes de que poderão ser convocados a qualquer momento.

(Foto – Divulgação)

Flecheiras vai ganhar novo complexo hoteleiro

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta terça-feira:

O mercado de segunda residência voltou a ganhar força e vem atraindo investidores. O grupo Bric, criado na Holanda e com sede na Espanha, está com o lançamento de um complexo hoteleiro com mais de 900 mil metros quadrados, com 700 lotes de casa, na praia de Flecheiras.

O empreendimento The Coral terá sete estágios. O primeiro consiste na construção de 88 casas, comercializadas como multipropriedades. Em entrevista à coluna, a diretora do Bric para o Brasil, Daline Moura, conta que o projeto vem sendo pensado desde 2008, mas momento atual é bem mais favorável.

Com o dólar alto, as recentes mudanças do Aeroporto Pinto Martins e os novos voos diretos para a Europa, a perspectiva é de um bom retorno do empreendimento.

O projeto vem sendo apresentado internacionalmente e pretende atrair principalmente pessoas que gostam da região para a prática de kitesurf.

(Foto – Arquivo)

Se houver quorum, veto presidencial ao reajuste dos agentes comunitários de saúde cai, diz tucano

“Se tiver quórum, a gente derruba!”, disse, nesta terça-feira, o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), ao se referir ao veto presidencial ao reajuste salarial dos agentes comunitários de saúde.

O parlamentar já se encontra em Brasília para reforçar o lobby por essa matéria, que é de sua autoria.

(Foto – Agência Câmara)

Fortaleza é sede de encontro do MP nacional sobre Direitos Humanos

Fortaleza é sede da II Reunião Ordinária do Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH), organismo do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG). O encontro acontece nesta manhã de terça-feira, no Auditório Deputado João Frederico (Anexo II), da Assembleia Legislativa, e vai se estender até quinta-feira, informa a assessoria de imprensa do MPCE.

Durante os três dias do evento, acontecerão reuniões simultâneas de sete comissões permanentes: Comissão Permanente de Defesa da Saúde (COPEDS), Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Idoso (COPEDPDI), Comissão Permanente da Infância e da Juventude (COPEIJ), Comissão Permanente de Defesa de Direitos Humanos em Sentido Estrito (COPEDH), Comissão Permanente de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (COPEVID), Comissão Permanente de Educação (COPEDUC) e Comissão Permanente do Meio Ambiente, Habitação, Urbanismo e Patrimônio Cultural (COPEMA).

Participam dessas comissões permanentes os seguintes membros do MPCE: Isabel Pôrto (COPEDS), Hugo Porto (COPEDPDI), Hugo Mendonça (COPEIJ), Elizabeth Almeida (COPEDUC), Anailton Mendes (COPEVID), Eneas Romero (COPEDH), Jacqueline Faustino (COPEMA). São esperados mais de 200 procuradores e promotores de Justiça todo o país.

O coordenador do Núcleo Estadual de Gênero Pró-Mulher (Nuprom), promotor de justiça Anailton Mendes, explica que as comissões discutem assuntos legislativos, políticas públicas e posicionamentos judiciais atualizados sobre os assuntos específicos e formula, ao final de cada reunião, enunciados jurídicos para orientar os trabalhos daqueles que atuam nos procedimentos de cada área.

Unilab sob nova direção

Tem novo reitor a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

É o o professor Alexandre Cunha, que ali trabalha desde 2013, já tendo sido pró-reitor de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), de agosto de 2014 a fevereiro de 2018. Desde março deste ano, estava como pró-reitor de Planejamento (Proplan).

Alexandre entrou no lugar de Anastácio Queiroz, que reclamava dos parcos recursos da Instituição. Anastácio voltou para a UFC, onde é professor.

(Foto – Unilab)

TV Aparecida grava documentário sobre Dom Aloísio Lorscheider

Equipe da TV Aparecida, de São Paulo, está grava documentário sobre Dom Aloísio Lorscheider – arcebispo de Fortaleza por 22 anos, que morreu em 2007. Por aqui, colhe depoimentos de pessoas que conviveram com o religioso.

Aliás, os restos mortais do Cardeal serão trasladados de Porto Alegre (RS) para a Capela da Ressurreição, no Santuário de Aparecida, dia 4 de outubro próximo.

(Foto – Edimar Soares)

Prefeitura deflagra operação de prevenção e combate ao mosquito da dengue

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira:

Vem aí a Operação Inverno 2019, que tem por objetivo prevenir e combater as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti em Fortaleza. A ação, segundo o coordenador municipal da Vigilância e Atenção à Saúde, Nélio Morais, terá início no próximo mês e se estenderá até dezembro envolvendo cinco secretarias e buscando engajar a população. “Faremos uma operação de intersetorialidade, portanto”, afirma Morais.

Nesse aspecto, a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos fará o recolhimento de pneus e limpará pontos estratégicos; a Defesa Civil se encarregará da limpeza dos canais; a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente atacará o lixo dos recicláveis; a Secretaria da Educação levará palestras e campanhas educativas para a rede escolar municipal, enquanto a Secretária da Saúde agirá, conforme Nélio Morais, com seus agentes comunitários de saúde em busca dos focos do mosquito.

A meta é manter o controle antes das chuvas. Ano passado, houve redução, em 95%, dos casos de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

(Foto  Arquivo)

General quer CGD sem autonomia e comandada por militar

Durante sabatina com jornalistas do Grupo de Comunicação O POVO, o candidato do PSDB ao Governo do Ceará, General Theophilo, afirmou, nessa segunda-feira, que a Controladoria Geral de Disciplina, responsável pela fiscalização de órgãos de segurança, deveria ser comandada por um militar. O argumento do candidato é de que seria necessário uma pessoa que conheça a área internamente.

A autonomia da CGD também foi questionada, e o General disse que o órgão deveria ser vinculado à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Desde o governo Cid Gomes (PDT), o órgão é autônomo em reaçãso à SSPDS. O objetivo é evitar pressõe, uma vez que investigados e investigadores estavam antes sob o mesmo comando . O militar da reserva negou que o corporativismo poderia ser um problema se sua proposta for acatada. Ele criticou a preparação de policiais, apontando que o tempo de formação dos agentes de segurança é muito curto.

Quando lembrado sobre o caso do PM que foi morto por colegas de profissão ao reagir a um assalto e ser confundido com um suspeito, o General opinou que a atitude dos policiais foi errada. “Ninguém chega na abordagem atirando”. A culpada, para o candidato, seria a gestão de Camilo Santana, que, mesmo com gastos com segurança, não conseguiu atenuar a crise.

( POVO/Foto – Fábio Lima)

Escola Sesi/Senai abre matrícula para novos alunos

Já estão abertas as inscrições para novos alunos da Escola Sesi/Senai de Educação Básica e Educação Profissional (EBEP), que articula o ensino médio do Sesi com os cursos técnicos do Senai. Ao todo, segundo a assessoria de imprensa dessas entidades, são 240 vagas ofertadas, sendo 20% gratuitas e destinadas a dependentes de trabalhadores da indústria e 80% pagas e voltadas à comunidade em geral.

Os interessados devem fazer a leitura completa do edital, que estará disponível nos sites do Sesi Ceará e Senai Ceará, para saber todos os detalhes do processo seletivo. Inaugurada em 2016, a Escola SESI SENAI ganhou repercussão ao utilizar a tecnologia a favor do processo de aprendizagem, com programas modernos como o Google for Education, Robótica e SESI Matemática.

No 1º ano do Ensino Médio, o aluno cursa as disciplinas da Matriz Curricular Comum no SESI (Matemática, Português, Artes, Educação Física, Química, Biologia, Física, Filosofia, Sociologia, História, Geografia e Língua Estrangeira) e as disciplinas transversais (Oficinas Tecnológicas, Atualidades, Projeto de Aprendizagem e Ciências Aplicadas).

No mesmo período, ele tem acesso ao Curso de Qualificação Profissional do SENAI na modalidade EAD. Já no 2º ano do Ensino Médio, os alunos iniciam os Cursos de Habilitação Técnica, também na modalidade EAD, cujo objeto é habilitá-los profissionalmente para o mercado de trabalho. Os cursos ofertados podem ser nas seguintes áreas de atuação: Automação, Segurança do Trabalho, Tecnologia da Informação, dentre outros.

SERVIÇO

*Mais informações – (85)4009.6300.

*Secretaria da Escola Sesi/Senai, na unidade Sesi Parangaba, localizada na Avenida João Pessoa, 6754, Parangaba, Fortaleza.

Saúde sexual e direitos sexuais

Com o título “Saúde sexual e direitos sexuais”, eis artigo de Zenilce Bruno, psicóloga clínica e terapeuta sexual. Ela fala sobre esses direitos que precisam ser plenamente reconhecidos. No texto ela, lamenta: “os direitos sexuais, muitas vezes, aparecem acoplados aos direitos reprodutivos, como se fora seu complemento.” Confira:

Saúde sexual e direitos sexuais são fundamentais para o bem-estar, este é o pensamento chave a ser celebrado no dia 4 de setembro, Dia Mundial de Saúde Sexual. A Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana, tem trabalhado para que a população tenha acesso as mais diversas informações em relação à saúde sexual e direitos sexuais.

A saúde sexual hoje é amplamente entendida como um estado de bem-estar físico, emocional, mental e social em relação à sexualidade. Não engloba apenas determinados aspectos da saúde reprodutiva, mas também, a possibilidade de ter uma vida sexual agradável e segura, livre de coerção, discriminação e violência. A realização do mais alto padrão atingível da saúde sexual está, estreitamente ligada ao respeito, proteção e realização dos direitos humanos das pessoas – tal como o direito à não discriminação, à privacidade e confidencialidade, para ser livre de violência e coação, bem como os direitos à educação, informação e de acesso aos serviços de saúde.

O conceito de direitos sexuais refere-se a um conjunto de normas, leis, portanto, direitos, que dizem respeito à liberdade sexual, autonomia, integridade e segurança, privacidade, prazer, escolhas livres e responsáveis, informação e exercício às formas de expressão sexual, de maneira segura e livre de pressões. Embora muitos desses direitos já se encontrem legitimados, seja pela sociedade, seja por leis específicas ou até mesmo por jurisprudências judiciais, ainda é alvo de críticas de setores sociais. Por não serem plenamente reconhecidos, os direitos sexuais, muitas vezes, aparecem acoplados aos direitos reprodutivos, como se fora seu complemento. Isto pode ser compreendido como uma estratégia para o desenvolvimento de políticas, mas ainda representa a dificuldade que se tem para a sua tradução em políticas públicas específicas.

Bem-estar é um conjunto de práticas que engloba uma boa nutrição, atividade física, bons relacionamentos interpessoais, familiares e sociais, além de controle do estresse. Pode-se assim dizer que bem-estar significa a saúde no seu sentido mais amplo, de maneira ativa e em todos os seus aspectos. Que todos nós tenhamos enfim, direito à saúde sexual em sua plenitude!

*Zenilce Vieira Bruno

opovo@opovo.com.br

Psicóloga Clínica e Terapeuta Sexual e delegada regional da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana.

O adeus ao professor e poeta Horácio Dídimo

559 1

Do professor Myrson Lima, nome dos mais respeitados no ensino da Língua Portuguesa no Estado, recebemos

A Viagem
Horácio Dídimo

Viajo pelo tempo e pelo espaço
Profundamente, mas sem rumo certo
E vou gravando tudo no retrato
Feito de vozes e pequenos gestos
Talvez de adeuses e pequenos gestos
De tudo o que se foi, mas não passou
Porque reviverá na grande festa
Dos que se libertaram pelo amor
Há uma estrela azul que me orienta
Nesta viagem que atravessa o espaço
E que rompe as barreiras deste tempo:
Estrela que ilumina e que apascenta
Que mostra o dom da fé em seu abraço
E o reino da poesia face a face.

*Horácio Dídimo nos deixou nessa noite de domingo. O seu corpo foi sepultado, neste fim de tarde de segunda-feira, no Cemitério São joão Batista, em Fortaleza.

*E Myrson complementa: Minha homenagem, poeta, nesta viagem que atravessa o espaço e que rompe as barreiras do tempo.

Ceará é destaque no Ideb e Sobral tem melhor ensino fundamental do País

Os números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017 foram divulgados nesta segunda-feira, 3, e colocam o Ceará em posição de destaque no País. Sobral encabeça a lista das cidades com o melhor ensino fundamental.

O Estado superou com folga a meta estabelecida e continua com esse resultado pelo sexto Ideb consecutivo. Com média 6,1 obtida, foi superada a expectativa de 4,5 projetada pelo Governo Estadual.

A cidade de Sobral, a 230 km de Fortaleza, já responsável por ótimos índices nos primeiros anos do Ensino Fundamental, nesta edição também teve resultado relevante nos anos finais, alcançando a primeira posição.

A média do município subiu da já alta 6,7 para a marca de 7,2 neste Ideb 2017. Nos anos iniciais, as escolas de Sobral saltaram de média 8,8, em 2015, para 9,1. A média da cidade de Sobral está em patamar da educação de países desenvolvidos.

O Ideb é formulado e divulgado a cada dois anos pelo Ministério da Educação.

(O POVO Online)

Fortaleza recebe musical inspirado na obra de Odair José

O Cineteatro São Luiz vai receber, dias 14 e 15 deste mês de setembro, o espetáculo “Eu vou tirar você deste lugar”, baseado em 20 canções de Odair José, numa narrativa não biográfica com roteiro inédito e ficcional, assinado pelo baiano Sérgio Maggio. Odair José faz a supervisão musical. Segundo a assessoria de imprensa do espetáculo, o musical já foi visto por mais de 22 mil espectadores em 100 sessões por quatro capitais brasileiras – Brasília, Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro, além de três cidades do Distrito Federal – Taguatinga, Ceilândia e Gama.

Em Fortaleza, o musical, produzido pelo Criaturas Alaranjadas Núcleo de Criação Continuada, fará três apresentações no Cineteatro São Luiz. Serão duas no dia 14 de setembro, às 14h30 e 19 horas, e uma no dia 15 de setembro, às 19 horas. A sessão de estreia será gratuita para estudantes da rede de ensino público. As demais têm ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10(meia). O patrocínio é do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura.

O Musical

A partir de uma pesquisa sobre arquétipos que habitam as canções de Odair José, quase crônicas do cotidiano brasileiro, o musical se move numa trama que se inicia, em 1923, quando a cidade de São Paulo foi abalada por um escândalo moralista – o assassinato da cortesã Nenê Romano, morta por um jovem e renomado advogado, filho de família tradicional – e segue para o ano de 1973, com o Brasil amordaçado no auge da ditadura militar. “É nesse contexto que surge a história de um jovem que enfrenta a força patriarcal para realizar o sonho de ser um cantor de rock´n´roll. Tensões políticas e jogos de costumes conduzem a narrativa de uma comédia musical formalmente inspirada em gêneros populares”, conta Sérgio Maggio, autor do livro Conversas de Cafetinas (Prêmio Jabuti 2010).

O desafio de criação era compor uma montagem que fosse esteticamente popular como as mensagens das letras de Odair José, mas que guardasse em si um conteúdo de protesto e indignação social, que fez do cantor e compositor um dos mais censurados pela ditadura militar. Para isso, Sérgio Maggio mergulhou numa pesquisa sobre os gêneros populares, que, no Brasil, foram condenados pelo preconceito intelectual por alcançar a larga audiência, não iniciada em arte. Os pejorativamente acusados de popularesco.

“Hoje, a obra de Odair José passou por revisão crítica. Mas, nos anos 1970, ou foi ignorada ou escanteada por alcançar os quartos de fundos da classe média, onde habitavam as empregadas domésticas, e as casas de prostituição (daí ser chamado de brega). Odair José era cantor de rádio AM e o nosso desafio recaiu em criar um musical com o alcance do radinho de pilha. Por isso, fui beber nas chanchadas (cinema), nas novelas de Janete Clair (tevê), nas comédias ligeiras das companhias Eva Todor e Dulcina-Odilon, no escracho de Dercy Gonçalves, nas fotonovelas e radionovelas. Tudo que foi considerado menor, mas que hoje, com os olhos da contemporaneidade, é revisto criticamente”, destaca Maggio.

Em cena, estão intérpretes de três gerações de musicais brasileiros: Watusi (primeira brasileira e negra a estrelar um show no mítico Moulin Rouge, em Paris, e que por 12 anos estrelou “Golden Rio”, tendo Grande Othelo como patner), Jones Schneider (de “O Tocador da Viola Envenenada” e “O Coqueiro que Dá Coco”), Luiz Filipe Ferreira (“O Fole Roncou – Uma História do Forró! e “O Tocador da Viola Envenenada”), Camila Guerra (“OperAta”), Gabriela Corrêa (“L, O Musical”), Rodrigo Mármore (“Á Margem do Abrigo”), Tainá Baldez (“L, O Musical) e Renato Milan (do projeto “Garçons que Cantam”). Na banda, estão Guilherme Gê (teclados), Zé Krishna (guitarra) e André Togni (bateria). A direção musical é de Luís Filipe de Lima (“Sassaricando” e “L, O Musical”), enquanto a direção de movimento, de Márcia Duarte.

(Foto – Sérgio Martins)

Fortaleza é sede do I Encontro Global de Bancos Solidários

Será aberto nesta terça-feira em Fortaleza o I Encontro Global de Bancos Solidários. O encontro, que se estenderá até quinta-feira, no Hotel Praia Centro,  debaterá a busca por novos caminhos para as populações mais esquecidas, compreendendo a importância do papel dos bancos solidários como protagonistas das políticas de redução dos desequilíbrios econômicos e sociais.

A iniciativa é do Banco Palmas e da Rede Brasileira de Bancos Comunitários, com o apoio estratégico da Fundação Demócrito Rocha. Conta também com o apoio institucional de Ashoka, AVINA, CEPAL, MIT-Colab, Promujer e Prefeitura de Fortaleza.

Participarão do evento em Fortaleza 113 Bancos Comunitários do Brasil e vários Bancos Solidários de outros países, além de especialistas brasileiros e do exterior com know how na elaboração de bancos comunitários, fundos, investimentos de pequeno, médio e grande porte, com o objetivo de oxigenar as experiências que serão apresentadas.

Entre os palestrantes confirmados estão: Joaquim Melo, Maria Cavalcante, Ladislau Dawbor, Morgan Simon, Genauto Carvalho, Lilian Prado, João Souza, Katrin Kaeufer, Claudia Leitão, Juan Constain, Marisa Villa, Eddi Xavier Bermudez, Helena Singer, Gonzalo Mercado, Sandra Lobo e Leonora Mol.

SERVIÇO

*A inscrição é gratuita e pode ser realizada no evento: Fábrica de Negócio (Avenida Monsenhor Tabosa, 740 – Praia de Iracema).