Blog do Eliomar

Categorias para Cidadania

Acrísio quer Prefeitura construindo um crematório popular

Presidindo a Comissão do Meio Ambiente da Câmara Municipal de Fortaleza, o petista Acrísio Sena vai insistir num projeto: ele quer a prefeitura construindo um crematório popular.

“Seria um aqui jaz à superlotação dos cemitérios municipais de nossa cidade, que já beira o absurdo, diz Acrísio.

Com toda razão, inclusive.

Salário é o verdadeiro motivo da revolta na PM?

Com o título “Salário é o verdadeiro motivo da revolta na PM?”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti, que pode ser conferido no O POVO desta quinta-feira. Ele aborda investigações que apontariam para algo a mais em torno dos motins de policiais registrados no País. Confira: 
Nas intervenções que faço no programa Revista O POVO (Rádio O POVO/CBN), já comentei ser inaceitável que um Estado democrático conviva com motim de militares, homens armados que se organizam para ameaçar a sociedade. Disse, inclusive, que suspeitava haver algum tipo de organização a conectar esses movimentos, o que poderia lhes dar características semelhantes ao papel pernicioso do Exército em 1964.

Pois O Estado de S. Paulo (25/2/2017) revela que “um grupo político ligado ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) esteve na linha de frente da comunicação e da logística do motim que parou a Polícia Militar do Espírito Santo”. O jornal montou um grupo de especialistas em redes sociais para estudar o caso, chegando a nomes como do ex-deputado Capitão Assumção e do deputado federal Carlos Manato (SD), aliados de Bolsonaro no Espírito Santo.

O jornal rastreou a interação online, identificando uma “intensa troca de mensagens” entre pessoas ligadas a esse grupo “influente na PM capixaba”. Publicações do próprio Bolsonaro atingiram “recordes de visualizações” durante a paralisação. Apenas um dos vídeos de Bolsonaro, criticando o governo do Estado, defendendo os amotinados e alertando para a possibilidade de o movimento se espalhar para outros estados, teve dois milhões de visualizações.

A Polícia Federal está investigando a origem do movimento, que provocou 181 homicídios, principalmente em Vitória e na região metropolitana, e a Justiça Militar decretou a prisão de vários participantes do movimento, incluindo um tenente-coronel. Assumção e o coronel Alberti Foresti estão presos.

Portanto, se alguém pensa que essa movimentação da Polícia Militar é mera reivindicação salarial – e não descarto que para um setor de praças a questão se resuma a isso -, porém esses são apenas massa de manobra dos titereiros, cujos interesses são maiores, piores e contra a democracia.

*Plínio Bortolotti

plinio@opovo.com.br
Jornalista do O POVO.

O que ficará do legado de Camilo?

Com o título “Para onde vamos?”, eis o que aborda o jornalista Fábio Campos, em seu espaço no O POVO desta quinta-feira. Em crítico, questiona obras e, principalmente, o que ficará de legado da gestão de Camilo Santana. Confira:

Após dois anos de mandato, quais foram as grandes obras da gestão de Camilo Santana? A boa notícia é: não há grandes obras. Melhor: pelo menos uma dessas grandes obras, que havia sido projetada na gestão anterior, foi devidamente colocada na gaveta. No caso, a ponte estaiada sobre o rio Cocó. Trata-se de uma PPP, com estudos de viabilidade elaborados e licitação finalizada.

Mas, no caso da ponte, nem mesmo engavetar é algo simples como se poderia imaginar. Há muitas responsabilidades do Governo até que o projeto seja extinto. Afinal, a iniciativa privada investiu nos estudos técnicos e na elaboração do projeto para a concorrência. Certamente, haverá demanda por ressarcimentos. Sabe-se que o Governo já gastou muito dinheiro para desapropriar trechos de terrenos para a obra.

O fato é que a ponte, que incluía um mirador para observação da floresta do Cocó, não vai ser construída. A ponte estava no âmbito das obras acessórias ao Centro de Feiras, um dos mais feios e equivocados projetos já feitos no Ceará. Um conjunto de erros que vai desde a localização até a arquitetura interna e externa.

Certa vez li uma sentença que, embora radical, me pareceu acertada. Dizia mais ou menos o seguinte: Muitas vezes, é melhor uma gestão pública com cofres vazios do que nadando em dinheiro. Com cofres vazios, o governante se obriga a ser austero, criativo e a fazer a coisa certa. Com cofres cheios, há sempre o risco de colocar em prática toda a sua prepotência, incompetência e ignorância com o dinheiro que não lhe pertence.

O fato é que o Governo de Camilo Santana está lançando mão da austeridade e de alguma criatividade para tocar um barco cheio de furos. No que pese graves deslizes como o mau exemplo de distribuir dinheiro para clubes de futebol profissional ou autorizar compras extremamente caras, como dois helicópteros por R$ 80 milhões, em um momento em que estabelecia a “derrama” de impostos no Estado.

O fato é que ainda estamos na expectativa de pronunciamentos do Governo do Ceará a respeito de outras grandes obras. Algumas terminadas, outras paralisadas e outras que mal haviam começado e foram abandonadas. A lista é vasta e envolveu bilhões de reais.

Vamos ao caso dos metrôs que deveriam cortar a cidade. Linha Pacatuba-Centro: “funciona” há mais de quatro anos em fase experimental. Linha Centro-Fórum: as obras começaram há anos e há anos estão paradas. Quatro imensas e dispendiosas tuneladoras estão expostas ao relento, debaixo de sol e chuva. Oxidam. O prejuízo passa a ser de difícil cálculo.

O Acquario já virou um monstrengo inacabado de concreto armado. Não há hoje quem aposte um tostão furado na continuidade da obra encravada à beira-mar da Praia de Iracema. A política silencia. Os responsáveis pela ideia não abrem o bico. Aqui e acolá, a imprensa trata do tema. As respostas, quando vêm, são evasivas e concedidas através de nota oficial.

Há ainda o caso do VLT. Esta obra, que vai compor o rol de inacabadas, virou uma incógnita. Já se gastou mais do que o projetado para a fase em que se encontra. Do jeito que caminha, é improvável que sirva para melhorar o sistema de transporte na Capital.

E assim caminhamos. Não se sabe ao certo para onde.

*Fabio Campos,

Jornalista do O POVO.

TCM respondeu a 2,5 mil consultas técnicas em 2016

Domingos Filho preside o TCM.

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) respondeu, em 2016, 2.650 consultas técnicas feitas por agentes de Prefeituras e Câmaras Municipais. O número praticamente permaneceu estável em relação ao ano anterior, quando foram feitos 2.593 atendimentos. Nos últimos oito anos o serviço registrou mais de 21 mil chamados, informa o site do tribunal.

As principais dúvidas do público no ano passado foram sobre licitações e contratos (28%), pessoal (12%), prestação de contas (11%) eleições (6%), Câmara Municipal (5%), Portal de Licitações Municipais (5%) e despesas públicas (4%). As demais questões envolveram agentes políticos, consórcios públicos, contabilidade, controle interno, convênio, Fundeb, Lei de Responsabilidade Fiscal, orçamento, patrimônio, Portal da Transparência, previdência receita pública e saúde.

As consultas realizadas por escrito, protocoladas no TCM, se constituem em Processos Normativos Consultivos. Referidos processos são distribuídos para um Conselheiro Relator que os encaminha à Coordenadoria de Assistência Técnica aos Municípios (COTEM) para emissão de Informação Técnica. Posteriormente recebem pareceres da Procuradoria e voto do Relator; em seguida são encaminhados ao Pleno desta Casa de Contas, o qual emitirá Parecer Técnico sobre os mesmos. As respostas técnicas e os pareceres do Pleno emitidos nos Processos Normativos Consultivos (consultas escritas) são disponibilizados no site do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado.

SERVIÇO

*A assistência técnica prestada pelo TCM é gratuita e pode ser feita por telefone, e-mail, chat online ou por escrito. O contato deve ser feito com a Coordenadoria de Assistência Técnica aos Municípios do TCM (Cotem) pelos telefones (85) 3218-1293, 3218-1490, 3218-1377 e 3218-1034; pela Consulta Técnica Online (www.tcm.ce.gov.br); e pelo e-mail ouvidoria@tcm.ce.gov.br.

UFC prorroga inscrições para Licenciatura Intercultural Pitakajá

As inscrições do processo seletivo para a Licenciatura Intercultural Indígena Pitakajá foram prorrogadas até o próximo dia 8. Podem concorrer às vagas indígenas pertencentes às etnias Pitaguary, Tapeba, Kanindé, Jenipapo-Kanindé e Anacé. A informação está no Site da UFC.
O curso está vinculado ao Centro de Humanidades da Universidade Federal do Ceará e tem como finalidade oferecer formação em nível superior e grau de licenciado aos discentes pertencentes a esses grupos étnicos específicos. Somente poderão concorrer às 50 vagas ofertadas indígenas com ensino médio completo e aldeados, que precisarão comprovar o aldeamento através de declaração de associação local.
Inscrições
As inscrições serão realizadas na coordenação do curso (localizada na Av. da Universidade, 2995, área 3 do Centro de Humanidades, 3º piso, Benfica, Fortaleza), das 8 às 17 horas. Os interessados deverão entregar o formulário de inscrição, anexo ao Edital nº 05/2017 (https://goo.gl/DOhKcA), e a documentação indicada no mesmo edital.
O resultado da análise dos documentos será divulgado na coordenação do curso e no site da Pró-Reitoria de Graduação da UFC (www.prograd.ufc.br) no dia 14 de março. Candidatos com inscrições indeferidas terão um prazo para recurso.
A seleção consistirá em redação sobre tema relacionado à cultura e/ou movimento indígena, a ser realizada no dia 31 de maio, às 9 horas, com caráter eliminatório e classificatório. Os locais de provas serão divulgados no dia 2 de maio na coordenação do curso e no site da Prograd (www.prograd.ufc.br). O resultado final da seleção será conhecido em 30 de junho.
SERVIÇO
*Edital nº 05/2017 – Processo seletivo da Licenciatura Intercultural Indígena Pitakajá (https://goo.gl/DOhKcA)
*Aditivo nº 1 ao edital – Altera calendário de atividades (https://goo.gl/lN71HL)
*Aditivo nº 2 ao edital – Prorroga período de inscrições (https://goo.gl/5Gk0iU)

TJ do Ceará divulga cronograma de inspeções judiciais para os meses de março e abril

A Corregedoria-Geral da Justiça do Ceará divulgou o cronograma das inspeções judiciais para os meses de março e abril. As atividades terão início no dia 7 de março, na Comarca de Ipu. Serão fiscalizadas também as unidades de Cariré, Varjota, Cascavel, Aracati, Fortim, Madalena, Novo Oriente, Ipaporanga, Hidrolândia, Jardim, Ipaumirim, Aurora, Brejo Santo, Groaíras, Coreaú, Uruoca, Forquilha, Pacatuba, Iguatu, Quixelô, Orós, Tabuleiro do Norte, Quixeramobim, Senador Pompeu, Pacajus, Caucaia e Vinculadas de Pires Ferreira, São João do Jaguaribe e Moraújo.

Os trabalhos serão supervisionados pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Darival Beserra Primo, e realizadas pelos juízes auxiliares Ernani Pires Paula Pessoa Júnior, Roberto Soares Bulcão Coutinho, Flávio Vinícius Bastos Sousa e Henrique Lacerda de Vasconcelos, informa o site do TJ do Ceará.

O calendário das inspeções judiciais está previsto no Código de Organização Judiciária do Estado e Regimento Interno da Corregedoria, além de atender à meta da Corregedoria Nacional de Justiça, que estabelece que as Corregedorias estaduais devem realizar, anualmente, correição em pelo menos 34% das unidades jurisdicionais, ainda que por amostragem.

TJ do Ceará suspende acesso aos sistemas no período de 3 a 6 de março

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) fará instalação de novos equipamentos (switchs) que concentram e interligam toda a comunicação da rede de dados e dispositivos do Judiciário cearense. O trabalho terá início às 18 horas da sexta-feira (3), com previsão de término às 6 horas da segunda, dia 6 de março, informa o site do tribunal.

Em razão da complexidade desse procedimento, estarão indisponíveis nesse período, todos os acessos, sistemas, portais, rede de comunicação e serviços informatizados utilizados pela Justiça estadual, como por exemplo correio eletrônico, malote digital, consultas processuais, entre outros.

Em decorrência, as atividades referentes à prestação do Plantão Judiciário de 1º e de 2º Grau, nos dias 3, 4 e 5 de março, deverão ser feitas fisicamente.

Com a instalação dos novos computadores, o Tribunal vai proporcionar a elevação da qualidade e a velocidade no tráfego de dados em sua Infraestrutura de Tecnologia da Informação e consequentemente a confiabilidade nos acessos aos sistemas administrativos e judiciais.

Camilo sanciona lei de inclusão social e empreendedorismo aos presos

Um dia após votada e aprovada na Assembleia Legislativa, o governador Camilo Santana sancionou na noite dessa sexta-feira (24) a lei que cria o Fundo Penitenciário do Estado do Ceará (Funpen/CE).

De autoria do próprio governador, o Fundo disponibiliza recursos e meios para financiar e apoiar as atividades e programas educacionais, profissionalizantes, de inclusão social e de empreendedorismo aos presos. A lei prevê ainda a capacitação e o incremento de atividades que envolvam servidores da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus).

Igreja Batista Central já preparada para o II Congresso Transmissão

Tenda da IBC

A Igreja Batista Central (IBC), situada no bairro Ancuri, vai promover, durante o Carnaval, o II Congresso Transmissão. Será deste sábado até terça-feira, com abertura às 18 horas. O evento pretende reunir cerca de 300 jovens, adolescentes e jovens casados que participarão de uma programação variada com música, palestras, rodas de conversas, esporte e lazer.

O Congresso Transmissão pretende proporcionar quatro dias de conexão entre o congressista e Deus.

No entorno da igreja, há o Campus Tenda IBC, que tem 23 hectares, com espaço para barracas de camping. A organização informa que está totalmente arborizado, protegido e preparado para aqueles que buscam se recolher neste feriadão. A programação pela manhã é aberta ao público, e, a partir das 14 horas, será voltada para os congressistas inscritos.

SERVIÇO

*Campus Tenda IBC – Rua do Cruzeiro, 401 – Ancuri, 4º. Anel Viário – Km 14

*Mais Informações: (85) 3444.3600; (85) 99761-8552; (85) 98800-4219 – Vagas Limitadas.

Dom José Antônio lançará a Campanha da Fraternidade na próxima quinta-feira

O arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio de Aparecido Tose, vai lançar, numa entrevista coletiva, logo após o Carnaval, a Campanha da Fraternidade 2017.

O lançamento ocorrerá na próxima quinta-feira, a partir das 9 horas, no Centro Pastoral Maria Mãe da Igreja.

O lema deste ano é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, tendo como lema “Cultivar e guardar a Criação”.

(Foto – Paulo MOska)

Reforma da Previdência – Tasso promete amplo debate

O senador Tasso Jereissati recebeu, em seu escritório político de Fortaleza, um grupo que reivindicou dele apoio contra possíveis retrocessos no que diz respeito à proposta da Reforma da Previdência do Governo Michel Temer.
No grupo, Crescêncio Pereira, conselheiro dá OAB, Regina Jansen, presidente da Comissão de Previdência da OAB/Ceará, Maria Cristiane, presidente da Associação dos Advogados Previdenciárias do Ceará,Maria Cleide, diretora dessa associação, e Rodrigo Pereira, chefe de gabinete da Secretaria do Turismo de Fortaleza.
Tasso Jereissati assegurou que a matéria deverá ser amplamente debatida pelo Congresso.
(Foto – Divulgação)

Câmara Municipal não tem “Bancada da Bala”, mas tem “Bancada da Segurança Pública”

Com o título “Chega de ‘bancada da bola’, eis artigo do vereador Julierme Sena (PR), que está no O POVO desta sexta-feira. Ele rechaça a ideia de que o grupo de vereadores da Câmara Municipal seja aquela que apregoa violência contra a violência. Prefere dizer que há uma bancada em defesa da segurança pública. Confira:

Sou profissional da Segurança Pública há nove anos e possuo porte de arma de fogo. Ainda assim, estou longe de ser uma figura que acredita que violência se combate com mais violência. E, portanto, gostaria que a imprensa aposentasse o termo“bancada da bala” para se referir aos parlamentares ligados à pauta da Segurança Pública.

Na composição da Câmara Municipal de Fortaleza temos guarda municipal, policiais civis, policial militar e federal. E garanto que esse termo passa longe de representar nossa bancada. Nós somos da bancada da Segurança Pública.

Eu acredito que a força policial deve ser a última ferramenta utilizada. E se faz necessária apenas quando todos as outras áreas fracassaram: educação, social, religião, família etc. Um gatilho puxado pelo Estado é a prova que a máquina estatal falhou com os cidadãos e perdeu o controle social.

Outro fator agravante em nosso Estado é a impunidade. Ela torna o crime cada vez mais atraente para aqueles que estão em vulnerabilidade social. No Estado do Ceará, a investigação criminal é quase inexistente, já que são apenas 2,5 mil policiais civis para uma população de 8,9 milhões de habitantes. Mas, tudo isso é a ponta do iceberg..

O caminho para se reduzir a criminalidade passa prioritariamente pela Educação e pelo Social. Essa é a base do iceberg que poucos estão dispostos a ver. Qualificar nossos jovens e reduzir as desigualdades são passos fundamentais para que tenhamos menos criminosos nas ruas e nos presídios.

Menos balas e mais oportunidades. É disso que todos nós precisamos.

*Julierme Sena

juliermecomunicacao@gmail.com

Policial civil e vereador de Fortaleza (PR)

Camilo Santana recebe Lúcio Alcântara no Abolição

O governador Camilo Santana (PT) recebeu, nesta manhã de sexta-feira, no Palácio da Abolição, o ex-governador Lúcio Alcântara.

“Recebi dele o convite para a solenidade de posse da nova diretoria do Instituto Histórico, Antropológico e Geográfico do Ceará, entidade na qual é presidente”, informou Camilo em seu Facebook.

O ato de posse de Lúcio ocorrerá no próximo dia 4, às 17 horas, na sede do Instituto, que fica na Praça do Carmo (Centro).

DETALHE – Lúcio fez questão de levar o convite pessoalmente para Camilo. Mas isso não quer dizer aproximação política de quem preside o PR que, na Assembleia Legislativa, faz oposição Governo.

(Foto – Carlos Gibaja)

Acrísio Sena cobra regulamentação do Cocó

O vereador Acrísio Sena (PT), presidente da Comissão do Meio Ambiente da Câmara Municipal de Fortaleza, reuniu-se, na tarde dessa quinta-feira (23), com o secretário do Meio Ambiente do Estado, Artur Bruno, na sede da pasta.

Na pauta, projetos de reflorestamento em Fortaleza e a delimitação definitiva do Parque do Cocó.

O governador Camilo Santana prometeu a regulamentação por várias vezes mas, pelo visto, há algo emperrando. O que seria? Ninguém do governo fala.

(Foto – Divulgação)

Está em falta o medicamento das crianças de puberdade precoce

1341 2

Faltando o medicamento das crianças portadoras de puberdade precoce no posto de Mauriti (Cariri). É a injeção Leuprorrelina 3,75mg. Desta vez, não veio para nenhuma das crianças.

As mães que reclama dizem não entender o porquê do problema vir à tona sempre de três em três meses. Problemas de licitação, renovação ou descaso.

Ah, se a Secretaria da Saúde do Estado desse o ar da graça…

 

TRE do Ceará lança sistema de parcelamento de multas eleitorais

O TRE do Ceará, através da Corregedora Regional Eleitoral, lançou o Sistema de Parcelamento de Multas Eleitorais. Trata-se de sistema informatizado inédito, fruto de parceria realizada entre a Corregedoria e a Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-CE, a ser implantado com o objetivo de calcular os valores devidos nos casos de parcelamento de multa deferidos pelo juiz eleitoral.

O Sistema de Parcelamento de Multas Eleitorais deverá ser utilizado pelos Cartórios Eleitorais como ferramenta para o cálculo dos valores mensais decorrentes de parcelamento de quantia devida ao erário, nos termos da Lei nº. 9.504/1997, alterada pela Lei nº. 18.891/2013, e da Lei nº. 10.522/2002.

Ao lançar o novo sistema, a corregedora do TRE-CE, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, ressaltou que “o servidor da Justiça Eleitoral terá seu trabalho facilitado com a utilização do novo sistema e, principalmente, rapidez no atendimento aos cidadãos e precisão no cálculo do parcelamento das multas eleitorais”.

O sistema, bem como o manual de orientação aos usuários, encontram-se disponíveis para consulta na página da Corregedoria, naintranet.

Número de parcelas

No parcelamento das multas, os Juízos Eleitorais deverão observar as regras previstas na legislação tributária federal e na jurisprudência. (Lei nº 9.504/97, art. 11, § 8º, III e Lei nº 10.522/02, arts. 10 e 13 e Ofício-Circular CGE nº 34/2008).

A definição do número de parcelas, até o limite legal, dependerá da apreciação do caso concreto pelo Juiz Eleitoral, notadamente no que diz respeito à situação econômica do infrator.

Cálculo das parcelas

O cálculo das parcelas deve ser realizado a partir da 2ª parcela e no mês correspondente ao do pagamento, não sendo possível calculá-la antecipadamente por depender da taxa SELIC mensal.

O prazo final para pagamento é o último dia de cada mês, sendo que os valores em atraso serão cobrados com base no valor correspondente ao mês do efetivo pagamento. Para o recolhimento das multas eleitorais será utilizada a Guia de Recolhimento da União (GRU), emitida pelo sistema ELO, e nos casos de inoperância.

(Site do TRE/CE)

Secretaria do Meio Ambiente fará blitz educativa durante o Carnaval do Maciço de Baturité

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado (SEMA) vai promover em Guaramiranga (Maciço de Baturité), durante o Carnaval, ações educativas. O objetivo é levar para os foliões que vão conferir o Festival de Jazz e Blues, mensagens de combate ao Aedes aegypti e de educação ambiental, do uso consciente da água e noções de ecologia.

Os foliões e visitantes serão estimulados a não jogar lixo em vias públicas, a terem contato com a natureza, aproveitando as trilhas ecológicas existentes. Um estande com exposições de livros, atendimento ao público, mostra de vídeos com a fauna e flora do maciço de Baturité e distribuições de mudas, será montado em Guaramiranga, durante o festival.

A SEMA contará com o apoio das prefeituras de Pacoti, Guaramiranga, Mulungu e Baturité, além da Via de Comunicação, Casa Civil do Governo e Cagece.
Programação:

DETALHE – A programação do carnaval começará nesta sexta, 24, com blitze de boas-vindas, na entrada de Baturité, das 16 às 17h30min. No sábado, a ação ocorrerá na entrada de Guaramiranga, pertinho do Teatro Rachel de Queiroz e outra em Pacoti, na parada do lago, no período das 8 às 12 horas. O estande será aberto à tarde, de sábado a segunda, a partir das 15 horas.

Quando viajar é mais do que preciso

Com o título “Férias e Carnaval”, eis artigo do escritor João Soares Neto, da Academia Cearense de Letras (ACL). Ele aborda o “viajar é preciso” de forma descontraída. Confira: 

Viajar é sair do cotidiano. Viajar a turismo é fazê-lo em busca do prazer. Você é um feixe de energias. Vez em quando, precisa de tempo de relaxamento, descontração, para torná-lo apto a novas obrigações. Qualquer viagem dá oportunidades múltiplas às pessoas, revisitando ou conhecendo países ou cidades. Elas poderão sentir sensações e emoções diferentes, a partir de seus valores pessoais.

A viagem internacional, por exemplo, seja qual for o destino, é sempre uma porta aberta ao conhecimento. É ainda tempo para nada fazer ou esquecer nossas prioridades. O ideal é apenas viajar, observar, serenar e curtir.

Algumas pessoas têm medo de viajar sozinhas. Alegam desconhecimento de línguas. A insegurança em aeroportos lotados para fazer conexões ou a trabalheira com malas, câmbio de moeda, compras e registro em hotéis. Para essas pessoas a melhor solução é viajar em grupo, usando boa operadora de turismo.

O primeiro mandamento de quem viaja é a descontração. Nada de levar muita roupa, pensar em ficar elegante. Deixe isso para a volta. Viaje sem medo de ser simples. Amanheça o dia rindo para o espelho e não se preocupe em gostar do que pode parecer ridículo para os outros. Uma maneira eficaz de ser um bom turista é não comparar compras, não reclamar porque mais comprou caro ou deixou de comprar.

O segundo mandamento é aproveitar o tempo. Nada de ficar curtindo o apartamento, a não ser que… Ande, descubra a cidade. Pegue folhetos. Eles indicam shows, livrarias, parques, shoppings restaurantes, museus, praias etc.

O terceiro mandamento é não forçar a sua natureza. Não faça nada só para agradar aos outros. Seja boa companhia, mas saiba o que o satisfaz.

O quarto mandamento é ousar. Tentar descobrir por seus próprios pés, um lugar interessante, seja um barzinho com poucas mesas, um museu com quadros famosos, uma livraria sebo com primeiras edições baratas ou lojas com liquidação.

O quinto mandamento é fazer amizades, descobrir gente positiva, alegre e comunicativa. Fuja dos complicados.

O sexto é entender que você não será nunca mais a mesma pessoa depois de uma viagem, seja ela qual for. Será muito mais rico, mais consciente do mundo e poderá estabelecer juízos de valor com prudência.

O sétimo é esquecer problemas, queixas e lembrar: o tempo acalma até as maiores tempestades. Considere-se livre. E curta, pois a vida é breve. Se puder, desligue o celular ou use apenas a câmera.

O oitavo e último é saber cuidar do seu dinheiro. Não interessa a ninguém o quanto você leva. Lembre-se: trazer presentes para as pessoas queridas é opcional. Você merece os melhores presentes. É claro, estas dicas não constituem dogmas. São simples recomendações e podem servir para orientar ou não aos que acreditam nas aventuras do mundo. Além, muito além dos seus antigos limites. Se dirigir, não beba.

Felicidades.

*João Soares,

Escritor e da Academia Cearense de Letras.