Blog do Eliomar

Categorias para Cidadania

Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu promove I Seminário da Gravura

A Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho vai promover, no período de 27 a 29 deste mês de novembro, em sua sede, no bairro Jacarecanga, em Fortaleza, o I Seminário da Gravura. O objetivo é fomentar a troca de conhecimento entre artistas, estudantes, críticos e admiradores das artes gráficas. O tema central do evento será “Gravura: Tradição e Contemporaneidade”.

A iniciativa, segundo a assessoria de imprensa da escola surgiu a partir da longa trajetória do equipamento em promover formação nas artes gráficas, com foco na linguagem da gravura, que inclui as técnicas tradicionais de xilogravura, gravura em metal (rncavo), litogravura e serigrafia (estamparia). O seminário contará com palestras, estudos de caso e vivências, com nomes de expressão da arte gráfica nacional e local. No encerramento, será feito o anúncio dos premiados do IV Salão da Gravura, concurso de iniciativa da escola que resultará numa exposição a ser aberta no dia 15 de dezembro.

SERVIÇO

*As inscrições são presenciais e gratuitas a todos os interessados e estão sendo realizadas na sede da Escola (Av. Francisco Sá, 1801 – Jacarecanga). É permitida a inscrição no Seminário por painel, limitada a capacidade máxima de 35 (trinta e cinco) lugares do auditório da Escola.

*Escola de Artes e Ofício Thomaz Pompeu Sobrinho – Avenida Francisco Sá, 1801, bairro Jacarecanga).

*Informações para inscrições: 85 3238.1244 https://bit.ly/2S0GQcC

(Foto Ilustrativa)

MP quer criar comitês de combate à LGBTfobia em Fortaleza

Da Coluna do Eiomar de Lima, no O POVO desta quinta-feira:

O Ministério Público do Ceará, por meio do seu Centro de Apoio Operacional da Cidadania, quer a criação de Comitês de Combate à LGBTfobia em Fortaleza. A proposta surgiu após reunião mantida com representantes da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual da Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS).

A proposta de criação do Comitê em Fortaleza será encaminhada ao prefeito Roberto Cláudio pela Coordenadoria Especial. Segundo o coordenador do Centro de Apoio à Cidadania, promotor de justiça Hugo Porto, a ideia é que o comitê de Fortaleza sirva como um piloto para a formação de organizações semelhantes no âmbito estadual e em outros municípios, iniciando pelos que possuem maior índice de violência contra a população LGBT, que são: Fortaleza, Maracanaú, Caucaia, Sobral, Juazeiro do Norte, Iguatu e Santa Quitéria.

“Esperamos que estes comitês funcionem como um Observatório do Poder Executivo para receber denúncias, monitorar e registrar dados confiáveis em relação à violência de direitos deste segmento, em especial os crimes de ódio”, adianta Hugo Porto. Em 2017, aliás, a SSPDS divulgou não ter registrado nenhum crime motivado por homofobia em Fortaleza – destoando de dados contabilizados na Capital, como mostrou O POVO em reportagem nos últimos dias 16 e 17.

Feira do Conhecimento será cenário para lançamento do projeto Iracema Digital

Nesta quarta-feira, na abertura da Feira do Conhecimento, uma promoção da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Secitece), será lançado o projeto Iracema Digital.

Trata-se de uma entidade, sem fins lucrativos, que quer articular governos e os setores da sociedade com os ambientes de tecnologia da informação e comunicação. À frente, o professor Mauro Oliveira.

O lançamento ocorrerá às 18 horas, no Centro de Eventos.

(Foto – Divulgação)

Projeto leva quadrinhos para pontos de Fortaleza

181 1

Dentro da quinta edição do Festival Concreto – o Festival Internacional de Arte Urbana, uma novidade: o Projeto Tiras Urbanas, que sai das páginas dos jornais e revistas para ganhar as ruas de Fortaleza.

Através da técnica de lambe-lambe (pôster artístico de tamanho variado colado em espaços públicos), o Tiras Urbanas está levarndo a arte dos quadrinhos para vários pontos da cidade.

Com idealização do artista Narcélio Grud e a curadoria do cartunista e jornalista Carlos Henrique Santos, o Guabiras, os quadrinista Renan César (SP), Rodolfo Camelo (CE), Rodrigo Brum (RN) e Thyagão (CE) criam uma série de tirinhas, algumas inéditas e outras já premiadas, a serem espalhadas no prédio da Justiça Federal, muro cedido pelo entidade.

Projeto

A ideia do Tiras Urbanas surgiu da vontade de Guabiras em participar do Festival Concreto e das ideias criativas de Narcélio Grud. Levar os quadrinhos das páginas de livros e jornais para os muros da cidade foi a parceria ideal. Guabiras e Rodrigo Brum, já espalhavam suas tiras pelos muros da cidade, colando-as em paredes de terminais, banheiros públicos.

A oportunidade de expor suas obras em grandes muros é uma ótima experiência para os artistas. “Para além de atingir o público, o artista tem grande chance de inspirar alguém em seu caminho diário, provocar uma reflexão, mudar um humor. Ter a possibilidade de no caminho do trabalho, saber que sua obra mudou o cotidiano de alguém, é rico”, comentam.

(Foto – Jago Barreto)

Parque Adahil Barreto vai ganhar um restaurante

O secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, anuncia “Abriremos uma licitação, ainda neste ano, para implantarmos um restaurante no Parque Adahil Barreto, na área do Cocó”

Com isso, diz esperar garantir apoio logístico para quem quiser não só frequentar, mas promover eventos no local. A licitação será em regime de parceria público-privada, de acordo com Bruno.

A medida foi uma reação a crítica feita pela reportagem do Blog apontando para o fato de que o Parque Adahil Barreto, ao contrário do Parque Ecológico do Cocó, não conta com programação constante.

(Foto – Arquivo)

Secretária diz que projeto “Fortaleza Cidade Sustentável” está ameaçado

Com o título “Fortaleza Cidade Sustentável. Um projeto ameaçado”, eis artigo da secretária Águeda Muniz, titular da pasta do Urbanismo e Meio Ambiente. Ela alerta sobre entrave burocrático que pode emperrar o projeto Cidade Sustentável, que precisa do aval do Senado, pois envolve empréstimo externo. Confira:

Desde 2013, a Prefeitura de Fortaleza trabalha, incansavelmente e entendendo o anseio de cidadãos e cidadãs que buscam uma cidade melhor para se viver, para implantar sua política de meio ambiente. Política que se transformou na Lei Nº 10.619/2017, aprovada na Câmara de Vereadores que representa os 2,6 milhões de fortalezenses.

Em 2014, a Prefeitura foi em busca de financiamento para o Programa Fortaleza Cidade Sustentável, conjunto de projetos da política ambiental do município, por meio de um empréstimo inédito no valor de US$ 150 milhões junto ao Banco Mundial. O Programa garante a implantação de projetos como o “Orla 100% Balneável”, a urbanização do Parque Raquel de Queiroz, o Parque da Lagoa da Viúva, mais Ecopontos na cidade, dentre outros projetos que irão impactar positivamente na vida das pessoas, em especial daquelas que mais precisam. É o primeiro empréstimo totalmente voltado às questões ambientais na cidade, ressaltando-se que o Banco Mundial vem utilizando o modelo de Fortaleza como melhor prática em estruturação de projetos em cidades onde está operando.

No entanto, o Fortaleza Cidade Sustentável está ameaçado. Para que os US$ 150 milhões sejam investidos em melhorias ambientais, precisamos da autorização do Senado Federal. Sabe-se que o projeto esteve na Casa Civil da Presidência da República por mais de 120 dias aguardando somente o encaminhamento para o Senado.

Surpreendentemente, o Fortaleza Cidade Sustentável sofreu, neste mês, um revés inusitado: enquanto o tempo normal para liberação desses projetos é de 24 ou 48 horas, o processo de Fortaleza foi devolvido ao Ministério da Fazenda sem nenhuma justificativa técnica e contrariando todos os ritos normais.

Haveria alguma justificativa política, tendo em vista que o Senado Federal é presidido, hoje, por um cearense que já havia se comprometido com a aprovação da matéria? Espera-se que os interesses maiores dos fortalezenses estejam acima de qualquer querela ou interesse menor da política. Ou será que estamos sem prestígio para fazer andar o processo no âmbito federal?

Em nome dos legítimos interesses da Capital, Fortaleza, sua gestão e seus cidadãos, além do Banco Mundial, concluíram o Fortaleza Cidade Sustentável enquanto projeto. Espera-se, portanto, o mesmo empenho no âmbito federal para que tenhamos uma Fortaleza mais Sustentável a partir de 2019.

*Águeda Muniz

aguedamuniz@uol.com.br

Secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

Defensoria Pública quer mais custeio para convocar concursados

A defensora-pública geral do Estado, Marina Lobo, avisa: vai brigar, junto aos parlamentares, por um bom orçamento em 2019. Ela quer convocar 30 concursados restantes, no que precisa de mais custeio.

O Ceará tem hoje 314 defensores presentes em 45 municípios, o que corresponde a apenas 25% das comarcas do Estado. O efetivo era ainda menor nos anos de 2015, quando tinha 313 defensores, e 2016, com 310, variando em pequeno percentual, mesmo a instituição estando com 148 cargos vagos à espera de provimento.

O último concurso para defensor público ocorreu em 2015. Como o processo seletivo é válido até 2019, pelo menos cem pessoas aguardam o ingresso na instituição.

(Foto – Rodrigo Carvalho)

Centec seleciona negócios inovadores em 16 cidades

O Instituto Centec, por meio de sua Incubadora Tecnológica (Intece), está recebendo inscrições, até o dia 19 de novembro, para seleção de iniciativas empreendedoras que tenham interesse em participar do processo de incubação, recebendo apoio logístico, gerencial e tecnológico para a criação e o desenvolvimento de empresas ou produtos inovadores. A informação é da assessoria de imprensa do órgão, adiantando que podem apresentar propostas pessoas físicas e jurídicas nos setores da indústria ou prestação de serviços, de base tecnológica ou tradicional.

Serão selecionadas 15 iniciativas de 16 municípios cearenses e todas receberão apoio por meio de uma estrutura física compartilhada e duas, serão residentes, ou seja, que terão um espaço de uso individual. O apoio da incubadora do Centec acontecerá por 12 meses, podendo ser prorrogado por mais um ano. O resultado da seleção será divulgado no dia 28 de novembro.

SERVIÇO

*O edital completo está disponível em www.centec.org.br e os interessados devem preencher os anexos e enviar para intece@centec.org.br e entregar os formulários nas unidades do Centec d seguintes cidades: Fortaleza, Beberibe, Maracanaú, Maranguape, Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Horizonte, Amontada, Acaraú, Ipu, Brejo Santo, Campos Sales, Tauá, Juazeiro do Norte, Crato e Quixeramobim.

*Mais informações: intece@centec.org.br / (85) 3066-7015.

(Foto – Divulgação)

Erinaldo Dantas manda artigo para o Blog dizendo por que quer presidir a OAB do Ceará

222 1

Com o título “O desafio de presidir a OAB-Ceará”, eis artigo de Erinaldo Dantas, presidente da Caixa de Assistência dos Advogados (Caace) e candidato a presidir a Ordem dos Advogados do Ceará. Confira as propostas e o que ele pretende caso seja eleito:

Com um misto de orgulho, alegria, responsabilidade e obstinação aceitei o desafio que me foi colocado pela advocacia cearense que é presidir a Ordem Cearense. Minha trajetória na Ordem vem de longe e pude, ao longo do anos, exercer várias funções que me ensinaram e qualificaram para estar à altura de tão importante missão. Como diretor-tesoureiro, entre 2007/2009, pude contribuir com medidas que fizeram as despesas caírem e a receita aumentar, como por exemplo a implantação do pagamento da anuidade via cartão de crédito. Uma medida simples, mas de grande benefício para a categoria. Enquanto presidente da Comissão de Estudos Tributários lutamos contra o aumento inconstitucional do IPTU, contra as taxa dos bombeiros e da iluminação pública. O pagamento do ISS fixo para as sociedades profissionais e sua inclusão no supersimples tão são conquistas fruto do nosso trabalho.

Agora, como presidente, reformulamos a CAACE a começar pela extinção da taxa de anuidade, dinamizando o atendimento e crescendo a oferta de serviços. Ampliamos os serviços gratuitos, garantimos a assistência técnica por acesso remoto para auxílio com as plataformas dos processos eletrônicos e com o certificado digital. O espaço CAACE conceito, onde a advocacia tem acesso à tecnologia e à toda gama de serviços assistenciais. Instalamos as Farmácias do Advogado nos fóruns, firmamos mais de 600 convênios com diversos estabelecimentos, ampliamos os serviços Dental Caace para interior, sem carência, beneficiando milhares de colegas.

Mas o olhar agora é para o futuro, para continuarmos na defesa intransigente das prerrogativas, marca registrada do atual presidente Marcelo Mota, nome conhecido nacionalmente nas lutas contra a extinção de comarcas do interior, contra o abuso das custas judiciais e pelo maior desagravo já realizado no Ceará, quando do episódio da agressão à colega Sabrina Veras.

Nos últimos meses coletamos propostas e sugestões junto aos jovens, as mulheres, à advocacia do interior e com colegas das mais variadas especialidades, compondo assim um programa de trabalho voltado à pluralidade, à valorização e o respeito aos advogados e advogadas cearenses. A redução da anuidade, a diretoria adjunta para a jovem advocacia, a revisão da tabela de honorários, o piso salarial da advocacia, a ampliação e descentralização do Tribunal de Defesa das Prerrogativas e do Centro de Apoio e Defesa do Advogado, a blitz das Prerrogativas nos fóruns da capital e interior, o avanço na interiorização da Ordem dando mais capilaridade aos serviços e benefícios. São ideias concretas que vão ao encontro dos anseios e exigências da advocacia cearense. Essa é a mensagem que justifica o nome e dá sentido à chapa “Somos Todos OAB”.

O protagonismo das lideranças da capital e do interior, dos jovens advogados e advogadas, o comprometimento das mulheres advogadas, como a colega Ana Vládia, advogada militante e professora, vice em nossa chapa, nos fazem acreditar que no dia 28 de novembro, iniciaremos, com o voto no 20, uma nova era para a advocacia cearense.

*Erinaldo Dantas

Candidato a presidente da OAB do Ceará.

Exposição – A Cara Negra do IFCE

O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi), do campus de Fortaleza, promoverá, entre 19 e 23 deste mês de novembro, a exposição fotográfica dialogada “A Cara Negra do IFCE”. Segundo a assessoria de imprensa do Instituto, a programação prevê também rodas de conversa pautando discussões sobre as questões raciais e a imagem como forma de empoderamento e o protagonismo negro na nossa sociedade.

A mostra, que serve para marcar a Semana da Consciência Negra, reunirá 20 imagens de pessoas que fazem parte da comunidade do IFCE e que se reconhecem como negros e negras. As fotos são de cinco alunos fotógrafos das Licenciaturas em Teatro e em Artes Visuais do IFCE de Fortaleza.

Com abertura às 18 horas do dia 19, a exposição prosseguirá até as 17 horas do dia 23 de novembro, no pátio central no IFCE da Capital, enquanto as rodas de conversa acontecerão no mesmo espaço e período, das 18h30min às 20h30min.

Selecionados

Os fotógrafos selecionados participantes da exposição são: Henry Simon, Sabrina Barreto, Ric Hellith, Lissa Cavalcante e Reginaldo Marinho. A curadoria da exposição fotográfica é dos servidores Anna Érika Lima, Wendell Medeiros, Thyago Cabral e Ricardo Pedrosa e da aluna Mel Andrade.

Esta é a primeira exposição fotográfica promovida pelo Neabi – Fortaleza, que iniciou oficialmente suas atividades em julho de 2018, com a missão de “sistematizar, produzir e difundir conhecimentos, fazeres e saberes que contribuam para a promoção da equidade racial e dos direitos humanos”, destaca a assessoria de imprensa do IFCE.

Feira da Vila acontece em mais uma edição neste fim de semana na Barra do Ceará

Neste fim de semana, tem edição da Feira da Vila, uma ação dos microempresários da Barra do Ceará que junta arte, moda e gastronomia num mesmo local, no caso na rua Antonio Arruda, 300. A experiência tem atraído muita gente e se transformado numa boa alternativa de compras e diversão para essa banda de Fortaleza.

SERVIÇO

*Mais Informações – 98556 2548.

Defensoria Pública divulga recomendação contra possíveis abusos na cobrança da matrícula escolar

Defensoria Pública do Estado do Ceará encaminha recomendação às escolas particulares para evitar práticas abusivas

 

A Defensoria Pública do Estado do Ceará, por meio do seu Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon), encaminhou a recomendação n° 002/2018 ao Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (SINEPE-CE) com objetivo de evitar práticas abusivas durante este período de término do ano letivo de 2018 e abertura do período de matrículas para o ano de 2019. A recomendação, segundo a assessoria de imprensa do órgão, foi expedida na última quinta-feira, dia 8 de novembro, após divulgação de uma nota técnica da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça com orientações e esclarecimentos no intuito de regular os serviços durante este período.

De acordo com o defensor público do Nudecon, Alfredo Jorge Homsi Neto, o Sindicato se comprometeu a enviar a Recomendação para as escolas vinculadas, por meio de suas unidades regionais. “Com essa recomendação estamos tentando antecipar eventuais problemas que sempre surgem nesse período, por isso é importante disseminar essas informações em todo o Estado do Ceará, tanto para auxiliar os estabelecimentos de ensino, quanto para evitar que eles sejam responsabilizados na justiça pela ausência de informação, assim garantindo todos os direitos previstos em lei dos consumidores”, ressalta.

A primeira recomendação está relacionada à acessibilidade do ensino às pessoas com deficiência. É dever legal de todas as escolas proporcionarem acesso às pessoas com deficiência, sem que haja no contrato qualquer tipo de cobrança adicional. “As instituições de ensino não podem excluir nenhuma pessoa em razão de sua origem, raça, sexo, cor, idade ou deficiência”. Os encarregados pelas instituições de ensino que cometerem tais atos podem ser responsabilizados, inclusive criminalmente, com pena de reclusão de dois a cinco anos e multa.

A Defensoria Pública recomenda ainda aos estabelecimentos particulares de ensino não cobrem taxas de matrícula pelos serviços prestados que excedam o valor total anual ou que impliquem no pagamento de mais de doze mensalidades no ano, tendo em vista a lei 9.870, de 23 de novembro de 1999. Ainda sobre as despesas financeiras, o reajuste da anuidade deverá ser justo e compatível com os gastos comprovados, podendo os pais ou responsáveis solicitar à direção uma planilha de variação de gastos que justifique o aumento da mensalidade escolar.

As instituições foram orientadas também a não reter documentos escolares de seus alunos por motivo de inadimplência, em razão da ilegalidade e abusividade de tal procedimento, de acordo com o artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor (CDC). “A ocorrência de qualquer penalidade que tenha cunho pedagógico por motivo de inadimplência serão consideradas abusivas”, reforça a recomendação.

Material escolar

Em relação ao material escolar, a recomendação informa que só devem ser solicitados itens de uso individual, já que o uso coletivo deve estar contemplado no valor da anuidade escolar. As instituições de ensino não podem exigir ou especificar marcas ou modelos, ficando a critério dos pais ou responsáveis o pagamento da taxa de material, para que a instituição efetue a compra dos itens necessários para o desenvolvimento da proposta pedagógica do estudante, desde que não seja imposta e nem destinada à aquisição de materiais coletivos.

Chacina do Curió – Uma semana de reflexões para lembrar a tragédia

Com o título “Sinal de Vida”, eis artigo de Renato Roseno, deputado estadual reeleito pelo PSOL. Ele aborda a I Semana Estadual de Pevenção de Homicídios de Jovens e chama a atenção para boa reflexões sobre o tema; Confira:

“Parece que a vida do filho da gente vale menos”, “Se fosse seu filho, alguma coisa teria acontecido”. Essas frases foram ditas por mães que nos contam suas dores. Em comum, a tragédia de ter perdido um filho assassinado. No Ceará, foram quase mil adolescentes ano passado, 19 assassinatos por semana. A morte é banalizada e quase sempre explorada na espetacularização da violência.

Quando enterramos um jovem, o pacto civilizatório se quebra. Esses corpos têm classe social, endereço, cor, idade, gênero, história. Foram vidas marcadas por pobreza, racismo estrutural, abandono das políticas públicas. A morte começou no abandono.

A I Semana Estadual de Prevenção de Homicídios de Jovens, fruto da Lei 16.482, é um ato convocatório. Marca a memória da chacina do Curió, quando 11 jovens foram assassinados, sendo os acusados agentes do estado, conforme apontado pelas investigações. As famílias querem justiça e paz.

Toda morte violenta é trágica e deve ser repudiada. Por isso, como um gesto de responsabilidade e esperança, a Semana busca alertar para a premente adoção de políticas de prevenção à violência. Mais que denúncia, é um anúncio: cada jovem que dança, vibra, debate, se indigna e faz arte reverbera a vida que resiste nos territórios.

As atividades planejadas nos lembram que em todo lugar “tem sinal de vida”. O Comitê Cearense para Prevenção de Homicídios na Adolescência, resultado da aliança entre Assembleia Legislativa, Unicef, Governo do Estado, sociedade civil e Cedca, tem feito diagnósticos e propostas e reitera que estas mortes podem ser prevenidas. Para isso, é preciso agir em cinco dimensões: dar urgência ao tema; ter ampla capacidade de pactuação; planejar ações intersetoriais no longo prazo; manter a regularidade dessas ações, mas, sobretudo, liderar a responsabilidade de forma assertiva, afinal, não vamos produzir pulsão de vida, mantendo investimentos em pulsão de morte.

Precisamos mudar o paradigma. Se não fomos capazes de evitar as dores das mães que perderam seus filhos, que sejamos capazes de que essa dor não se repita. É para isso que somos convocados: para fazer valer nossa convicção de que cada vida importa.

*Renato Roseno

renato.roseno!al.ce.gov.br

Deputado Estadual pelo PSOL.

Comissão da Assembleia aprova projeto que incentiva adoção de animais em todo o Estado

A deputada estadual Fernanda Pessoa (PSDB) comemora.

O projeto de lei nº 92/2018, de sua autoria, que “Institui o Programa de Incentivo à Adoção de Animais Abandonados no Estado do Ceará”, recebeu, nesta manhã de terça-feira, parecer favorável durante a reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa.

Fernanda Pessoa destaca ser necessário incentivar a adoção para diminuir o número de animais abandonados.

Tem razão a parlamentar. Se em Fortaleza, cães e gatos povoam praças, mesmo com entidades atuando e a Prefeitura circulando com o Vetmovel, o que é um problema, imaginemos o problemão no Interior, onde a cultura da adoção de animais não é difundida.

(Foto – ALCE)

Projeto Lumiar comemora 15 anos de atividades

A Câmara Municipal de Fortaleza promoverá, a partir das 19 horas desta segunda-feira, sessão solene em homenagem aos 15 anos do Projeto Lumiar, da Associação Brasileira de Psicopedagogia – Seção Ceará. A homenagem foi requerida pelo vereador Guilherme Sampaio (PT).

O objetivo é destacar um projeto que tem por objetivo permitir que as pessoas sem acesso ao atendimento clínico possam ser atendidas, visando minimizar ou superar seus distúrbios e dificuldades de aprendizagem, e promover a formação continuada dos psicopedagogos associados.

Enel sorteará 60 geladeiras na Barra do Ceará

A Enel Distribuição vai entregar geladeiras para moradores das Barra do Ceará, em Fortaleza. A ação, que faz parte do Programa Enel Compartilha Eficiência sorteará, durante esta semana, 60 geladeiras novas. Moradores interessados devem se inscrever, das 8 às 17 horas, até esta terça-feira (13), na Praça Percide Benício Rodrigues (ao lado do campo do Ferroviário), na rua 3, número 283.

O sorteio das geladeiras ocorrerá no mesmo local do cadastro, nesta terça-feira, 13, a partir das 18 horas, e a entrega das geladeiras na quarta-feira (14), das 7 às 10 horas.

Para realizar o cadastro no programa, os clientes deverão atender a alguns requisitos básicos, como ter a última conta de energia paga, ser beneficiado pela Tarifa de Energia Residencial Monofásico Baixa Renda, Residencial Rural Monofásico, Residencial Monofásico (consumo mínimo exigido) e possuir em casa uma geladeira velha em uso para realizar a troca.

Cearense apresenta proposta de projeto para redução do desperdício de frutas, legumes e verduras

331 2

Poucos cidadãos sabem mas o site do Senado Federal possui uma página onde qualquer contribuinte pode apresentar propostas que possam virar projeto. Na página, a pessoa expõe sua ideia que, se obtiver 20 mil apoiadores – tem que clicar e se identificar por meio do login do Facebook ou do g-mail, será encaminhada para a mesa diretora do Senado.

O cearense Flávio Souza (52), servidor concursado da Assembleia Legislativa, lançou ideia nessa página. Ele propõe a redução do desperdício de frutas, legumes e verduras em estabelecimentos comerciais por meio da autorização da doação desses insumos a instituições filantrópicas autorizadas para recebê-los, sendo que, a partir daí, a responsabilidade pelo uso passa a ser de quem recebeu e não de quem doou.

*Para apoiar o projeto de Flávio é só acessar o link https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=109544

(Foto – Paulo MOska)

Professor Nazareno, da Rede Master, ganha homenagem da Academia Cearense de Língua Portuguesa

Nazareno e Herbeni, sua mulher e também diretora da Rede Master.

O educador, diretor e empresário Nazareno Oliveira, diretor-geral do Colégio Master, foi agraciado com uma homenagem da Academia Cearense da Língua Portuguesa (ACLP). Ele recebeu a Medalha de Mérito Cultural Hélio Melo pelo destaque no estudo da Língua Portuguesa.

Nazareno Oliveira, carinhosamente conhecido apenas como “Professor Nazareno”, trabalha, ao lado da esposa e também professora, Herbenni Oliveira, na missão de levar ensino de qualidade de maneira humanizada a crianças e adolescentes desde o ano 2000. Na época, os dois fundaram a primeira sede do Colégio Master, na Avenida Bezerra de Menezes (Bairro São Gerardo), em Fortaleza.

Cinco anos mais tarde os professores criaram o Colégio Master Sul, também na capital cearense. Em 2014, foi a vez de inaugurar a primeira instituição de ensino fora do Ceará: o Colégio Master Natal, localizado no bairro Capim Macio (Natal/RN).

VAMOS NÓS – Homenagem mais do que merecida a um sacerdote da educação. Além de pessoa simples, o Professor Nazareno trata seus alunos como verdadeiros filhos.

(Foto – Divulgação)

Estudo sobre homicídios na adolescência ganha prêmio internacional

1721 12

Renato Roseno (PSOL) foi relator do estudo.

“Trajetórias Interrompidas”, estudo elaborado pelo Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA), com apoio do Instituto OCA, foi considerado uma das três melhores pesquisas inscritas no concurso “Best of UNICEF Research 2018”. A publicação concorreu com outras 108 pesquisas internacionais e foi considerada pelo UNICEF como “altamente criativo e original”.
O resultado do concurso foi comunicado na última tarde (6) ao presidente da Assembléia Legislativa, Zezinho Albuquerque, que deve destacar a premiação logo na abertura da sessão desta quarta-feira.

Segundo o documento enviado à presidência da Assembleia, “os avaliadores ficaram particularmente impressionados com o potencial de impacto sócio-econômico e político e da força do relatório como ferramenta de defesa de direitos humanos”.

“Trajetórias interrompidas” analisa os homicídios na adolescência em Fortaleza e em seis municípios do Ceará (Caucaia, Eusébio, Horizonte, Maracanaú, Sobral e Juazeiro do Norte). Por meio de grupos focais e de entrevistas com os familiares dos adolescentes assassinados em 2015, o estudo reconstrói sua trajetória de vida, tirando-os da invisibilidade
dos números e siglas que os cercam.

Para o deputado estadual Renato Roseno, relator do CCPH, a premiação “reconhece a relevância do trabalho do Comitê e o acerto de dar prioridade ao paradigma da Prevenção da violência. Dividimos esse reconhecimento com a equipe técnica, ativistas, profissionais, coletivos, organizações e familiares dos jovens que contribuem diariamente para a promoção da vida. O desafio continua sendo a implementação das 12 recomendações indicadas pelo Comitê desde 2016. Reafirmo a urgência da execução dessas medidas num cenário cada vez mais grave”.

SERVIÇO

*Para conferir a publicação – www.cadavidaimporta.com.br

(Foto – (ALCE)