Blog do Eliomar

Categorias para Cidades

Teatro São José é sede de seminário que debaterá gestão do patrimônio e cidades inteligentes

O Teatro São José será sede do IX Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza. O encontro, com o tema “Gestão do Patrimônio e Cidades Inteligentes”, será aberto a partir das 14 horas desta quarta-feira e vai se estender até sexta-feira com com palestras, debates, mesas redondas e oficinas. A realização é da Secretaria da Cultura de Fortaleza.

Na mesa de abertura, intitulada “O Patrimônio Cultural no ensino básico e no ensino superior: olhares, avanços e perspectivas”, participam o Prof. Dr. Gilberto Nogueira, da Universidade Federal do Ceará (UFC), e a Profª. Drª. Carmem Zeli de Vargas Gil, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A atividade ocorre das 14h às 16h. Em seguida, das 16h30 às 18h, o Prof. Dr. Guilherme Wisnik (FAU-USP) profere a conferência “Arquitetura Contemporânea, design e patrimônio cultural: diálogos possíveis?”

Em paralelo à programação de palestras e debates no Teatro São José, o Seminário promoverá ainda uma série de oficinas em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Ceará (IPHAN-CE) e com o Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC).

DETALHE – O evento contará com certificação e é destinado para toda comunidade interessada no assunto, especialmente, professores, estudantes, gestores públicos, produtores culturais e estudiosos.

SERVIÇO

*Para conferir a programação completa do IX Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza, acesse cultura.fortaleza.ce.gov.br.

*Teatro São José – Rua Rufino de Alencar, 299 – Centro

*Mais informações – 3105-1291 ou seminariodopatrimonio2019@gmail.com

Seuma e Estácio firmam parceria que garantirá projeto arquitetônico para comunidades de baixa renda

Camila Santana, coordenadora de Arquitetura, reitora Ana Fávia, Águeda Muniz e Mairlon (Seuma), Dicélio Souza, gerente da Célula de Assistência Técnica Social, e Zaquel Mota Milho , da Estácio.

O Centro Universitário Estácio do Ceará e a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) firmara um termo de cooperação técnica. A ação consiste na criação de projetos arquitetônicos gratuitos para a população.

Na prática, os alunos do escritório modelo da Estácio desenvolverão projetos de construção, reformas ou ampliação orientados pelos professores do curso, com foco na melhoria habitacional do município.

SERVIÇO

*Para obter a gratuidade no esboço dos projetos, os interessados poderão realizar as inscrições diretamente na SEUMA (Av. Dep. Paulino Rocha, 1343) ou no Shopping Del Paseo, no Núcleo de Atendimento ao Cidadão (NAC).

*Mais informações do programa através do site https://urbanismoemeioambiente.fortaleza.ce.gov.br/servicos/610-assistencia-tecnica-social.

(Foto – Estácio)

Novo Plano Diretor – Mensagem cria Conselho Gestor já está na Câmara Municipal

Já tramitando, na Câmara Municipal de Fortaleza, uma mensagem do prefeito Roberto Cláudio (PDT) criando o Conselho Gestor que promoverá audiências públicas nos bairros da Capital sobre a revisão do Plano Diretor.

A informação é do vereador Dr. Porto (PRTB), adiantando que esse Conselho Gestor terá um total de 30 membros.

“Na composição, vão ser 15 representantes da Prefeitura e da área técnica e mais 15 representantes entidades da sociedade civil”, explica o vereador.

Segundo Dr. Porto, a previsão é de que essa mensagem seja aprovada ainda neste mês.

(Foto – CMFor)

Tudo pronto para a Semana Municipal de Prevenção e Redução de Desastres

A Defesa Civil de Fortaleza abriu, nesta manhã de segunda-feira, a Semana Municipal de Prevenção e Redução de Desastres. A ceimõnia de abertura ocorreu no North Shopping Jóquei com exposição de materiais e equipamentos utilizados pelo órgão. A programação vai se estender até o dia 13 com palestras, homenagens e simulado – também haverá programação aberta ao público.

O ponto alto será na quarta-feira, das 10h30min às 11 horas, também no North Shopping Jóquei, quando o coordenador da Defesa Civil de Fortaleza, Luciano Agnelo, falará sobre o trabalho desenvolvido na capital cearense. Haverá, ainda, oficina de pinturas para as crianças e doação de mudas, além de apresentação da Banda Integração da Guarda Municipal de Fortaleza.

Uma homenagem à Campanha Mão Solidária, no dia 11 de outubro, consta na agenda, além da terceira edição do III Passeio Ciclístico da Defesa Civil de Fortaleza. A concentração será a partir das 6 horas, na sede do órgão, ponto de partida e chegada do passeio. De lá os ciclistas sairão para um percurso de 15km, com parada programada na Vila do Mar.

 

SERVIÇO

*III Passeio Ciclístico da Defesa Civil de Fortaleza – inscrições abertas ao público através do link: https://tinyurl.com/y5qfgtse .

*Os participantes doarão 1kg de alimento não perecível, a ser entregue durante a distribuição dos kits, nos dias 9 e 10 de outubro, na sede da Defesa Civil de Fortaleza (Rua Guilherme Rocha, 1342, Centro).

Confira a lista dos 40 novos conselheiros tutelares de Fortaleza

Já conferiu a lista dos 40 novos conselheiros que foram eleitos, nesse domingo, e que atuarão em Fortaleza a partir de 2020? A posse desses novos conselheiros ocorrerá no dia 10 de janeiro, com mandato deles indo até o fim de 2024, informa o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza (Comdica).

Em Fortaleza, são 8 Conselhos Tutelares, com cinco conselheiros, cada.

Eis a lista:

1º IRENE LIMA – 3467 votos

2º MARCOS FARIAS – 3199 votos

3º ANDRESA KUKI – 3144 votos

4º ELVIRA EVANGELISTA – 2527 votos

5º WESCLEY SACRAMENTO – 2446 votos

6º ADRIELLY TEIXEIRA – 2263 votos

7º LOIOLA RODRIGUES – 2131 votos

8º WERISON OLIVEIRA – 2050 votos

9º MEIRILENE MARQUES – 1810 votos

10º PATRICIA DE CASTRO – 1763 votos

11º MARCOS PAULO – 1748 votos

12º GERMANA – 1742 votos

13º DANILO RIBEIRO – 1697 votos

14º RENATA FEITOSA – 1647 votos

15º DAVID FELIX – 1605 votos

16º ÁTILA MELO – 1419 votos

17º TIAGO SIMÕES – 1416 votos

18º HENRIQUE – 1390 votos

19º FABRICIO MATIAS – 1363 votos

20º FRANCISCO IVANILSON – 1363 votos

21º JOCELIO SILVA – 1346 votos

22º MIRTON MARQUES – 1301 votos

23º RUBENS SÁ – 1287 votos

24º JOSE BRITO – 1264 votos

25º NEREIDE ALVES – 1232 votos

26º GILVANDA MOREIRA – 1210 votos

27º FATIMA SILVA – 1154 votos

28º FATINHA – 1151 votos

29º FERNANDA PAULA – 1122 votos

30º PROFESSOR ALISON – 1101 votos

31º KATIA VIEIRA – 1096 votos

32º CECÍLIA GÓIS – 1095 votos

33º VALMAR MAZINHO – 1094 votos

34º JUNIOR – 1079 votos

35º ENEYLANDIA RABELO – 1062 votos

36º RODRIGO CABRAL – 1051 votos

37º TIAGO DUTRA – 1048 votos

38º ANEZIO BRITO – 1041 votos

39º MAGDA COSTA – 1024 votos

40º CELINHO SAMPAIO – 1017 votos.

Caminhões da coleta de lixo aderem ao Outubro Rosa

Os caminhões que realizam a coleta do lixo em Fortaleza aderiram à campanha Outubro Rosa, que conscientiza para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e também do câncer de colo do útero.

A iniciativa agradou a população que tem parabenizado os garis durante o período da coleta.

O diagnóstico precoce do câncer de mama aumenta a sobrevida das mulheres em comparação com o diagnóstico de tumores em fase avançada.

A mamografia é o principal exame para detectar o tumor em fase inicial e é recomendada a cada dois anos em mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos. A periodicidade do exame varia de acordo com a idade, o quadro clínico e histórico familiar.

Tudo pronto para a I Regata Vila do Mar

174 3

Tudo pronto para a I Regata Vila do Mar, no Grande Pirambu. A largada será neste sábado, a partir das 8 horas, na Praia dos Pocinhos. O evento faz parte do trabalho social desenvolvido junto às famílias beneficiadas pelo projeto de urbanização do Vila do Mar e foi organizado pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor).

O certame reunirá pescadores locais em 20 embarcações, entre botes e jangadas, e tem o objetivo de valorizar as tradições da comunidade pesqueira da região, principalmente moradores da Colônia de Pescadores Z-8, no Pirambu.

“Com essa atividade valorizamos os aspectos socioeconômicos e ambientais, sobretudo da pesca artesanal e o resgate de uma forte tradição entre povos que vivem à beira mar”, destaca a titular da Habitafor, Olinda Marques.

(Foto – Divulgação)

Expresso Guanabara entra na linha da criançada

Nem só de vaivém com passageiros pra cá e pra lá, nestas estradas, vez em quando, esburacadas por causa das últimas chuvas, vive a Expresso Guanabara.

A diretoria da empresa informa que vai promover, na manhã deste sábado, em Fortaleza, ações em comemorações ao Dia das Crianças. Será o primeiro Encontro de Admiradores Kids da Empresa, que ocorrerá das 8 às 11 horas.

Crianças de 5 a 12 anos de vários bairros de Fortaleza serão recebidas com atividades especiais. Elas farão uma visita à matriz para conhecer a garagem, os ônibus e as instalações da empresa. Também conhecerão as ações ambientais desenvolvidas, como o processo de lavagem dos veículos com o reuso de água Também visitarão a horta comunitária e conhecerão o projeto Ecobus. Tudo em clima de brincadeiras com palhaços, alnche e lembrancinhas.

O objetivo da ação, segundo a diretoria da Guanabara, é despertar “a consciência das crianças para as questões ambientais.

SERVIÇO

*Sede da Guanabara – BR-116, km 4 n° 700 – Messejana – Fortaleza

*Gerência de Marketing da Guanabara – (85) 9603-1794.

(Foto – Divulgação)

Vacinação contra o sarampo – Novas etapas começam nesta segunda-feira no Ceará

Começam, na próxima semana, mais duas etapas da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. A primeira etapa atenderá a criançada de 6 meses a menores de 5 anos, não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto. Esse grupo já começa a receber a vina nesta segunda-feira, 7, e segue até 25 de outubro.

A segunda etapa de vacinação é para jovens de 20 a 29 anos e acontecerá em novembro, no período de 18 a 30, informa a Secretaria da Saúde do Ceará.

De acordo com o Ministério da Saúde, a priorização do grupo das crianças menores de cinco anos, na primeira etapa, deve-se à elevada incidência da doença nesta faixa etária, considerando os surtos registrados em 2019. As crianças menores de 5 anos de idade apresentam maior risco de desenvolver complicações, tais como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos pelo sarampo.

A vacina no SUS é segura e estará disponível em todos os postos de saúde dos 184 municípios. A meta desta campanha é vacinar, no mínimo, 95% das crianças ainda não vacinadas.

Casos

Neste ano, até 21 de setembro, foram notificados 152 casos da doença no Ceará. Destes, 111 descartados, cinco confirmados e 36 em investigação.

(Foto – Divulgação)

SEMA divulga resultado de concurso de fotografias que comemora o Dia de São Francisco

Neste dia de São Francisco de Assis, a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará divulgou resultado de concurso de fotografias que lançou mês passado para comemorar a data.

Uma foto captada no Parque de Ubajara foi a grande vencedora do certame, anunciou o secretário Artur Burno em suas redes sociais.

Em frente ao aeroporto de Fortaleza, reina uma parada de ônibus quebra-galho

146 1

Por conta das obras que ampliaram os acessos ao novo terminal do Aeroporto Internacional Pinto Martins, uma parada de ônibus da avenida Senador Carlos Jereissati, acabou demolida e, para não prejudicar usuários do transporte coletivo, surgiu esta, mais próxima do trecho, só que improvisada.

As obras na área do aeroporto já foram concluídas há seis meses, mas nada de nova parada seguindo os padrões estipulados pela gestão municipal.

Este abrigo quebra-galho continua reinando no local, reclama a clientela.

(Foto – Leitor do Blog)

Fortaleza terá sua 11ª Marcha Pela Vida e Contra o Aborto

Tudo pronto para a 11ª edição da Marcha Pela Vida e Contra o Aborto. Acontecerá na tarde deste sábado, com ato em frente ao Ideal Clube, e tendo como mote não só pressão contra leis que legalizam o aborto, mas, também, contra a onda de violência.

A realização é do Movimento (Movimento pela Vida e Contra a Violência) e tem entre seus principais articuladores o senador Eduardo Girão (Podemos).

 

Fortaleza terá novas unidades do Raio

Já em estudos, no âmbito da segurança pública do Estado, um projeto para ampliar mais ainda a presença do Batalhão do Raio na capital cearense. A orientação é do governo estadual que quer reforço do policiamento mais ostensivo.

Consequência de facções que predominam na Cidade, informam fontes da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado.

Hoje, existem unidades em 42 municípios espalhados nas principais regiões do Ceará, sendo 11 na Região Metropolitana de Fortaleza e 31 no Interior.

(Foto – Divulgação)

Artigo – “”A Versão Moderna da Aporia Brasileira: “Moço, me dê uma ajuda?”

Com o título “A Versão Moderna da Aporia Brasileira: “Moço, me dê uma ajuda?”, eis artigo de Rafael dos Santos da Silva, professor da Universidade Federal do Ceará e doutorando em Sociologia pela Universidade de Coimbra (UC). No texto, ele diz que “gostaria de refletir a saga da miséria que avança sobre a população brasileira materializada na expressão “me dê uma ajuda”.” Confira:

A pergunta exposta no subtítulo desse texto voltou a ser escutada facilmente nas portas de vários supermercados, e nas principais praças brasileiras. Ao ser confrontado por tal realidade, imediatamente pensei na terminologia denominada de APORIA. O termo quê dizer: sem saída, o fim de um caminho. Aporia se estabelece na mitologia grega para fazer companhia a PENIA que era por sua vez a personificação da pobreza. Mas, imediatamente sou levado a pensar também que o fim de um caminho não significa acabar… mas a imposição de quê outro caminho seja construído.

É exatamente com essa esperança que gostaria de refletir a saga da miséria que avança sobre a população brasileira materializada na expressão “me dê uma ajuda”.

Ao escutar o clamor do pobre, somos levados a refletir que a miséria, enquanto estágio agudo da pobreza consiste no lugar onde são rompidos todos os laços sociais. Ali se perde a dimensão da solidariedade e verdadeiramente o indivíduo é condenado a entregar-se à própria sorte. O senso de legalidade se desfaz diante da possibilidade da ânsia biológica. Sem dignidade, a condição de miséria confunde o sentimento de pertencimento social de classe ou étnica. O grau de vulnerabilidade conduz o extinto de sobrevivência a grau zero, tornando possível qualquer ato que garanta sobrevida.

O miserável abandona-se no seu vazio existencial e dar-se a sua “revolução” individual. Degradado pela a ausência de solidariedade só lhes resta o caminho – quase sem volta – do confronto, que pode ter seu início com a frase “me dê uma ajuda”. No momento em que essa expressão é utilizada, estão sendo confrontadas duas realidades distintas: de quem pode ajudar e de quem precisa ser ajudado; de quem está de pé, e de quem está a rastejar pelo caminho da indignidade. Quem pede, expõe antes que uma simples acomodação, uma afirmação evidentemente sincera, assentada na boa fé daquele que vai julgar sua atitude. Para utilizar os termos de Vitor Hugo “o miserável vagueia pelos subterrâneos da dignidade”. Excluído do convívio ele passa a representar um estorvo que incomoda, fazendo os menos atentos ou desonestos, justificar seu estado por sua incompetência.

Interessa-nos assim, identificar onde nasce a miséria. A origem da miséria reside na opção política. Portanto, na materialidade socialmente produzida. Manfredo Oliveira observa que essa realidade impõe outra pergunta fundamental: qual nosso real projeto de sociedade? Essas indagações precisam estar no ponto de partida de qualquer análise do tecido humano expresso na crise social e ambiental.
Contudo, a sociologia mais atenta vai identificar na opção do modelo de mediação social as raízes das crises apresentadas acima. Tal escolha passa essencialmente pelo grau de democracia construída, ou permitida ao conjunto da sociedade. O século XX serviu de palco para a disputa de dois modelos sociais de estado. De um lado, um estado pautado na construção de instrumentos políticos, sociais e econômicos garantidores de direitos positivos. Um estado suficientemente necessário capaz de estabelecer um conjunto de intervenções de modo a promover equilíbrio entre produção material da riqueza e sua justa distribuição. O objetivo aqui se dá na procura da justa medida, ou da justiça social.

Do outro lado, tem-se o modelo de estado reduzido a função financista. A técnica passa a ser a instrumentalização dos mecanismos de intervenção, mínima para a sociedade, mas máxima para o setor produtivo. O arranjo prever um estado que acomode o maior número possível de interesses ventilados pelo mercado. De forma açodada dar-se a essa opção o substantivo “liberal” ou de “estado mínimo”, numa tentativa de manipular o conceito da economia clássica baseada no Laissez-faire.

O modelo pautado na financerização assenta sua base no crescimento ilimitado. Para usar a expressão de Manfredo Oliveria na “absolutização do Mercado”. Seus mecanismos estão nas raízes da desigualdade, pois favorecem baixa distribuição da renda e da riqueza. Constituem-se no mais nefasto projeto de extorsão social, quase sempre pautado no estelionato das atividades neofeudais. Levado a cabo, Ladislau Dowbor alerta que tais mecanismos produzem ambientes que mais se assemelham a paraísos fiscais cimentados no parasitismo do capital improdutivo.

O modelo de financerização do capital via estado precisa reduzir o espaço político socialmente construído, ou seja; precisa sequestrar a dinâmica da democracia. Esse controle vem dia-a-dia a sofisticar suas ações de destruição do espaço democrático que caminha a passos largos para alcançar a mais completa drozinização da democracia. Reduzida a sua pequenez, a democracia conhece sua face mais simples, o processo eleitoral, onde se estabelece um campo fértil para o “fascismo social”. Boaventura Souza Santos atesta que esse cenário é caracterizado também pela manipulação midiática da sociedade, fraude eleitoral e a ascensão de uma economia extrativista baseada na neocolonização.

Em contraponto, uma sociedade forjada na democracia tende a resistir às investidas do neoliberalismo. Isso porque conhece os instrumentos essenciais para denunciar a alta concentração da riqueza resultado da financerização da economia. A capacidade de uma sociedade democrática se ancora no ethos da solidariedade, de tal forma que se fortalecem enquanto comunidade. Uma sociedade cuja democracia é o meio, não fica inerte diante do parasitismo escondido em discursos antidemocráticos, como ao que levou – recentemente – um dos filhos do presidente da República do Brasil a bravar em redes sociais que: “por vias democráticas não haverá mudanças rápidas.

A frase antidemocrática apontada acima é a outra face da nossa aporia. Como irmã siamesa ela guarda uma dimensão ontológica da expressão “me dê uma ajuda”. Ambas revelam o vazio abissal que atualmente caracteriza nossas opções sociais. A aporia em letras garrafais vai assim se desnudando até reconhecer que o Brasil está nitidamente mudando suas escolhas enquanto modelo de estado, via redução dos espaços democráticos. É evidente que estar a migrar do estado de bem-estar social para o modelo de financerização do capital, sem que tenha conhecido por completo àquele primeiro.

Para o acrisolamento da democracia, são dados passos largos em direção a um modelo pautado na segregação, no extrativismo e na concentração da riqueza. Sua redução, revela-se na rota da produção da injustiça social. É possível observar tal dinâmica nos números apresentados pelo IBGE. O instituto brasileiro é taxativo ao exclamar que 55 milhões de indivíduos estão expostos a alguma dimensão da pobreza material. Desses, 6,3 milhões estão efetivamente na condição de miséria. Outros 13 milhões estão desempregados e a reforma do trabalho já expõe 28 milhões de pessoas à condição de subutilização. Esses números tendem a piorar quando começarmos a conhecer os primeiros efeitos da desnecessária reforma da previdência.

Por isso, é urgente construir outro caminho. Mas é preciso reconhecer a aporia deste momento. Apresentar saída real e vencer o medo inercial. Tal caminho consiste em afirmar que a miséria, por ser uma condição socialmente construída, é por assim dizer um problema ético, e não técnico. Não há receita, mas estou convencido que a resposta a aporia começa pela ampliação da democracia; parar a produção de injustiças sociais, e a promover uma economia que cuide da casa comum.

Quiçá nos convençamos de que a superação da aporia entre nós passa por aceitarmos que outro caminho seja possível. O caminho que renove e amplie a democracia.

Rafael dos Santos da Silva,

Professor na Universidade Federal do Ceará e doutorando em Sociologia pela Universidade de Coimbra (UC).

(Foto – Arquivo Pessoal)

Povo Tapeba faz marcha pela resistência em Caucaia

Nesta quinta-feira, a comunidade indígena Tapeba de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), vai promover, nesta manhã de quinta-feira, uma marcha pelas ruas do Centro da sede do município.

O ato, que sairá a partir das 8 horas da Praça Central, é alusivo ao Dia do Índio Tapeba, e tem o apoio institucional da Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura.

A data marca a morte do cacique Vítor Tapeba, ocorrida em três de outubro de 1983, e remete à força do povo Tapeba que este ano leva às ruas o tema “Terra e a Resistência.”

(Foto – Arquivo)

Que tal um programa para comemorar o Dia Mundial do Idoso?

A Universidade Sem Fronteiras vai promover em sua sede, em Fortaleza, o evento “Bem Viver”, com palestras, serviços e oficinas, dentro do objetivo de comemorar o Dia Mundial do Idoso (4 de outubro).

Na programação, serviços como a emissão de carteira do idoso pela AMC e vacinação pela Vaccine Care; palestras sobre alimentação saudável com a Muda Meu Mundo, Cuidados com a Sáude, com Patrícia Lerma; e “Smartphone: segurança na internet”, com Ricardo Temoteo.

“Públicos de todas as idades podem participar do Bem Viver, especialmente idosos e pessoas maduras que estão se preparando para alcançar a longevidade de forma saudável e ativa. Será uma tarde de muita atividades, e uma rica oportunidade de discutirmos a pauta do envelhecimento da população brasileira e como estamos nos preparando para isso”, diz Maria Cecília Cavalcante, diretora da Unisf.

Confira a programação

13:00 – AMC e Clínica Vaccine Care

13:30 – Biodança: Conheça os benefícios da Dança da Vida, com Antonieta Esmeraldo.

14:15 – Assoalho Pélvico e incontinência urinária: causas e tratamentos, com Neide Vasconcelos e Edimir Teixeira.

15:00 – Alimentação Natural e Saudável, com Andreia Cardoso, gerente de impacto da Muda meu Mundo.

15:45 – Cuidando da sua Saúde: Glicose e Pressão, como saber se estão normais?, com Patrícia Lerma.

16:30 – Smartphone: Segurança na Internet, com Ricardo Temoteo.

17:00 – Coffee Break, com apoio do Mercadinhos São Luiz.

DETALHE – Aberto ao público, a entrada é mediante entrega de 1 kg de alimento não perecível, que será destinado a instituições beneficentes.

SERVIÇO

*Mais informações – 3224-0909 ou WhatsApp 98202-3297.

*Universidade Sem Fronteiras – Rua Nunes Valente, 919 – Aldeota.

(Foto – Ilustrativa)

Sindiverde promove palestra sobre marco regulatório ambiental

O Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resíduos Sólidos Domésticos e Industriais do Ceará (Sindiverde) vai promover, no próximo dia 24, das 18h30min às 20h30min, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), o curso “Descomplicando o Regulatório Ambiental”.

O convidado para ministrar o curso é Laiz Hérida, diretora da HL Soluções Ambientais.

A capacitação tem como objetivo instruir o empresário para que ele fique em conformidade com os órgãos e o meio ambiente.

SERVIÇO

*Inscrições – email sindiverde@sfiec.org.br.

*O evento é gratuito.

 

Saúde mental pode ganhar fundo estadual para incentivar empresas parceiras

A Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio, grupo da Assembleia Legislativa, deu entrada em dois projetos na Casa.

O primeiro cria um fundo destinado à causa e institui um conselho estadual e o outro prevê a concessão de um selo a empresas que desenvolverem ou participarem de iniciativas e ações que contribuam para promoção da saúde mental e para inclusão social das pessoas com transtornos mentais.

“Este é um dos resultados práticos do trabalho que a frente parlamentar tem desenvolvido no Parlamento Estadual. Além de pautar o tema para quebrar tabus em torno do assunto, estamos produzindo leis para frear o avanço desse problema no Ceará”, afirma o presidente da frente, Evandro Leitão.

Quem endossa

Os projetos são assinados pelos deputados que integram a frente parlamentar: Evandro Leitão (PDT), Nezinho Farias (PDT), Elmano Freitas (PT), Patrícia Aguiar (PSD), Érika Amorim (PSD), Leonardo Pinheiro (PP), Romeu Aldigueri (PDT), Renato Roseno (Psol), Jeová Mota (PDT) e Fernando Santana (PT). As iniciativas foram tratadas em reuniões entre os membros da frente durante o Setembro Amarelo, mês em que a Assembleia realizou atividades para sensibilizar a população e estimular a produção legislativa sobre o combate à depressão e a prevenção do suicídio.

DETALHE – Em 2018, a cada 24 horas, em média quatro auxílios-doença foram concedidos no estado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em decorrência da depressão, um aumento de 38% em relação ao ano anterior. O Ceará é o primeiro no ranking do Norte e Nordeste em número de suicídios.

(Foto – ALCE)

Operação Contra-Ataque – Segunda fase busca integrantes de facção criminosa

Mandados de prisão e busca e apreensão estão sendo cumpridos, nesta manhã de quarta-feira, 2, em uma operação da Polícia Civil. Algumas prisões já foram efetuadas em Fortaleza, na Região Metropolitana e em várias cidades do interior do Estado. Um balanço parcial ainda não foi divulgado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

A ação é a segunda fase da Operação Contra-Ataque, que busca integrantes da facção criminosa responsável por ataques no Ceará.

A operação é realizada pelas forças de segurança do Ceará – Polícias Civil e Militar, Corpo de de Bombeiros e Perícia Forense (Pefoce) – em conjunto com Guarda Municipal, Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) -, além do Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF).

(Foto – WhasApp)