Blog do Eliomar

Categorias para Cidades

Águeda Muniz debaterá ambiente de negócios em Fortaleza

A secretaria do Meio Ambiente e Urbanismo de Fortaleza, Águeda Muniz, é a convidada do Lide Ceará para discutir gestão pública e ambiente de negócios. O encontro ocorrerá às 8 horas da próxima quarta-feira, no Hotel Gran Marquise. O evento é exclusivo para filiados e convidados da entidade.

Na ocasião, Águeda apresentará o conceito utilizado para reestruturar as ações voltadas ao planejamento e controle urbano e ambiental da cidade de Fortaleza em especial, a integração das políticas públicas de fomento ao desenvolvimento econômico e de planejamento urbano e ambiental, a exemplo do Programa Fortaleza Competitiva, que visa desenvolver a geração de oportunidades no município e tornar Fortaleza uma das capitais mais atrativas do Brasil.

DETALHE – O Lide Ceará é um grupo de líderes empresariais multissetorial que se diz “independente, apartidário, com alta conectividade e com foco no desenvolvimento socioeconômico.” O objetivo do grupo é ampliar o ambiente de negócios e as oportunidades, conectando e dando projeção para as empresas, debatendo temas diversos, influenciando e defendendo posicionamentos.

(Foto – Divulgação)

Escola de Caucaia apostará em metodologia pró-valores humanos

Começou, nesta segunda-feira, a preparação das 39 professoras que serão responsáveis pelas aulas do Centro de Educação Infantil (CEI) Olga & Parsifal Barroso, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza.

Até a próxima sexta-feira, as profissionais estarão participando do processo de formação em Valores Humanos. A metodologia é baseada na promoção de valores como o amor, a justiça, a paz, a verdade, a ação correta e a não-violência, numa capacitação oferecida pelo Instituto Myra Eliane, em parceria com o Instituto Sathya Sai de Educação do Brasil.

O CEI atenderá 500 crianças em tempo integral, com aulas das 7 às 16 horas, e contará com o trabalho de mais de 80 profissionais de diferentes áreas.

Horário de Verão termina no fim da noite deste sábado

O horário de verão termina à zero hora deste domingo (17). Com isso, os relógios terão que ser atrasados em uma hora (voltarão para 23h) nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

O horário de verão de 2018 começou no dia de 4 novembro para moradores de 10 estados e do Distrito Federal. Até 2017, o horário de verão tinha início no terceiro domingo de outubro, mas atendendo um pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o então presidente Michel Temer alterou o início do horário para que não coincidisse com o primeiro e o segundo turno da eleição.

Este ano, a adoção do horário de verão ainda é uma incógnita, e cabe ao presidente Jair Bolsonaro decidir.

No ano passado, estudos da Secretaria de Energia Elétrica (SEE), do Ministério de Minas e Energia (MME) em parceria com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), apontaram que em termos de economia de energia, a medida não tem sido eficiente, já que os resultados alcançados foram próximos à “neutralidade”. O horário de verão foi criado no país com o intuito de economizar energia, a partir do aproveitamento de luz solar no período mais quente do ano.

(Agência Brasil)

Defensoria Pública debaterá impactos de obra municipal na Comunidade Verdes Mares

O Núcleo de Habitação e Moradia da Defensoria Pública do Ceará vai realizar, às 9h30min da próxima quarta-feira (20), uma audiência pública para discutir a situação de moradores da comunidade Verdes Mares, que fica no bairro Papicu, em Fortaleza.

Essa comunidade sofrerá impactados com a ampliação do binário da Avenida Santos Dumont. A audiência pública ocorrerá no auditório da sede da Defensoria Pública (Bairro Luciano Cavalcante). Defensores públicos, moradores da região e representantes da prefeitura participarão do encontro.

Cerca de 90 imóveis da Comunidade Verdes Mares estão no trecho compreendido pelas ruas Desembargador Lauro Nogueira e Professor Sila Ribeiro, que serão atingidos pela obra. No novo projeto, um binário fará a integração destas ruas com a avenida Dom Luís a partir de setembro deste ano. terão de ser demolidos.

SERVIÇO

*Defensoria Pública – Avenida Pinto Bandeira, 1111 – bairro Luciano Cavalcante.

(Foto – Divulgação)

Estrada de Flecheiras é recuperada, mas deixaram 400 metros na piçarra

Obras foram concluídas, mas…

A estrada de acesso à praia de Flecheiras (Trairi) está com 400 metros dos 24 km recuperados, só na piçarra.

É aquela via destruída por açude privado (!) que arrombou. O Ministério Público do Estado quer um girador no trecho, altura do distrito de Canaã, pois há risco de acidente e atropelamentos.

O Governo do Estado, no entanto, precisa indenizar algumas propriedades da área. A coisa parou aí.

(Foto -Leitor do Blog)

Fumacê está de volta!!

E o fumacê está de volta às ruas de Fortaleza.

A Secretaria da Saúde do Estado faz a borrifação de veneno contra o mosquito Aedes aegypti  desde quarta-feira, devendo encerrar o primeiro ciclo do fumacê nesta sexta-feira.

O segundo ciclo será de 20 a 22 de fevereiro e o terceiro, de 27 de fevereiro até 1º de março. Além de Fortaleza, o carro fumacê está presente também nos municípios Ererê e Pereiro, no Vale do Jaguaribe.

Os veículos que contam com o equipamento de pulverização do inseticida realizam a operação diariamente, das 5 horas às 8h30min e das 16 horas às 20 horas. A recomendação aos moradores é que abram portas e janelas das casas na passagem do fumacê, para que o inseticida atinja o mosquito dentro das residências.

SERVIÇO

Até 15 de fevereiro – Fortaleza

Manhã – das 5 às 8h30min

Joaquim Távora
São João do tauape
Centro
Jangurussu
Luciano Cavalcante
Conjunto Palmeiras
Barroso
Cajazeiras

Tarde – das 16 às 20 horas

Vicente pinzon
Jangurussu
Messejana
Barroso.

(Foto – Divulgação)

Pronatec/Funece abre 225 vagas para cursos profissionalizantes no Interior

206 1

O Pronatec/Funece está selecionando alunos para novas turmas MedioTec por. A informação é da assessoria de imprensa da Universidade Estadual do Ceará.

Serão abertas nove turmas de cursos técnicos voltados para jovens de seis municípios: Gerência de Saúde (Tauá), Comércio (Tauá, Itapipoca e Crateús), Contabilidade (Jaguaribara, Jaguaretama, Itapipoca e Crateús) e Enfermagem (Canindé). Cada turma oferta 25 vagas.

Podem se inscrever para os cursos alunos matriculados em escolas públicas cursando o 2º ano do Ensino Médio, a partir de 16 anos e com disponibilidade para estudar no contraturno. A prioridade é para estudantes dependentes do Bolsa Família.

A pré-matrícula deve ser realizada entre os dias 15 e 28 de fevereiro, na secretaria da escola em que o aluno estuda. A matrícula pode ser confirmada nas unidades de ensino onde acontecerão os cursos (confira tabela abaixo). Os alunos devem apresentar cópia de CPF e RG, comprovante de residência, declaração da escola de que o aluno está matriculado no 2º ano do Ensino Médio e cópia do cartão do Bolsa Família.

Os cursos de Comércio e Contabilidade têm carga horária de 800 horas/aula, enquanto Enfermagem e Gerência de Saúde oferecem 1.200 horas/aula. As aulas terão início em 18 de março.

Quadro de turmas e vagas ofertadas

MUNICÍPIO            CURSO                                                           VAGAS       TURNO    LOCAL ONDE ACONTECERÁ O CURSO
TAUÁ                        TÉCNICO EM GERÊNCIA DE SAÚDE   25                NOITE      CAMPUS TAUÁ – CECITEC
TAUÁ                        TÉCNICO EM COMÉRCIO                        25                NOITE      CAMPUS TAUÁ – CECITEC
JAGUARIBARA     TÉCNICO EM CONTABILIDADE             25                NOITE      LICEU JOSE FURTADO DE MACEDO
JAGUARETAMA   TÉCNICO EM CONTABILIDADE             25                NOITE      EEM Instituto Imaculada Conceição – CEP: 63480-000
ITAPIPOCA            TÉCNICO EM CONTABILIDADE             25                NOITE      EEM JOAQUIM MAGALHÃES – R. Pergentina Araújo, 527/591 – Sanharão
ITAPIPOCA            TÉCNICO EM COMÉRCIO                         25                NOITE      EEM JOAQUIM MAGALHÃES – R. Pergentina Araújo, 527/591 – Sanharão
CRATEÚS               TÉCNICO EM CONTABILIDADE             25                TARDE     EEMÂÂ GOVERNADOR GONZAGA MOTA – Padre Mororo, Crateús
CRATEÚS               TÉCNICO EM COMÉRCIO                        25                 NOITE EEM GOVERNADOR GONZAGA MOTA – Padre Mororo, Crateús
CANINDÉ               TÉCNICO EM ENFERMAGEM                25                 TARDE COLÉGIO ESTADUAL PAULO SARASATE – Rua Joaquim Magalhães, 100 – Centro, Canindé.

Vereadora Larissa Gaspar propõe a criação do Selo Educação Sustentável

A vereadora Larissa Gaspar (PPL) deu entrada num projeto de lei na Câmara Municipal propondo a criação do Selo Escola Sustentável. O objetivo é fomentar o uso consciente de recursos públicos e naturais nas escolas municipais de Fortaleza. “A ideia é engajar toda a comunidade escolar em ações que reduzam impactos no meio ambiente e promovam a qualidade de toda forma de vida, com responsabilidade e inovação na rotina educacional.”, explica.

Entre as ações a serem adotadas pela escola para obter o selo estão a gestão eficiente da água, saneamento ecológico, destinação adequada de resíduos; uso de energias limpas; práticas de estímulo à segurança alimentar e nutricional; práticas de respeito ao patrimônio cultural e ecossistemas locais; gestão escolar compartilhada com a comunidade escolar e seu entorno; práticas de promoção dos direitos humanos e valorização da diversidade cultural, étnico-racial e de gênero existente; promoção do conhecimento das condições do bioma local e do clima.

“Entendemos que a adoção de ações de sustentabilidade garante, a médio e longo prazo, um planeta em boas condições para o desenvolvimento das diversas formas de vida, inclusive a humana. As iniciativas da escola são fundamentais para promover a conscientização dos alunos, os futuros adultos que tomarão conta do planeta”, destaca Larissa Gaspar.

(Foto – CMFor)

Parambu vai ganhar um posto do Detran

O deputado estadual Audic Mota (PSB) recebeu da Superintendência Estadual do Detran a confirmação de que o órgão já vai instalar um posto de serviços no município de Parambu (406 km de Fortaleza).

O posto era uma reivindicação antiga da população e que fora encaminhada pelo parlamentar, em junho de 2017, por meio de requerimento.

À época, o diretor Regional do Detran em Tauá, Herbert Feitosa, esteve em Parambu, quando visitou imóveis que pudessem vir a abrigar instalações para atendimento ao público.

(Foto – ALCE)

 

Projeto quer desconto na conta quando houver falta de água

O projeto de lei de nº28/19 quer obrigar as companhias de abastecimento de água a deduzir, das contas de consumidores cobrados com base em estimativa de consumo, os dias de interrupção do fornecimento. Para isso, o texto altera a Lei do Saneamento Básico (11.445/07).

A proposta está em análise na Câmara dos Deputados. Os autores, deputados Weliton Prado (Pros-MG) e Aliel Machado (PSB-PR), lembram que a proposta decorre de texto (PL 4005/15) que tratava sobre o mesmo tema e foi discutido durante a legislatura passada.

Segundo os parlamentares, é preciso corrigir uma injustiça. “Na prática, os consumidores acabam muitas vezes pagando por um serviço de água e esgoto que não utilizam em toda a sua plenitude.”

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada logo que as comissões de Defesa do Consumidor, de Trabalho, de Administração e Serviço Público e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Casa estejam formados nesta nova legislatura.

(Agência Câmara)

Líder do prefeito vai presidir comissão especial que votará o Código da Cidade

O vereador Ésio Feitosa (PPL), líder do prefeito Roberto Cláudio (PDT) na Câmara Municipal, vai responder também pela presidência da Comissão Especial do Plano Diretor de Fortaleza. Essa comissão temática foi criada para apreciar todas as matérias que dizem respeito ao Plano Diretor da capital cearense, levando em conta alterações na legislação e outras ações do gênero.

Uma das principais matérias que receberá atenção especial dessa comissão é o Código da Cidade, com previsão para ser aprovado até o fim deste semestre.

“Estamos unidos para apreciar as matérias que sejam importantes para a cidade e receber representantes dos diversos segmentos da sociedade civil que queiram contribuir com os debates”, afirmou Michel Lins (PPL), também engajado nessa comissão especial.

(Foto – CMFor)

Sistema Fetrans oferece curso gratuito para cobrador que queira ser motorista de ônibus

133 1

O Sistema Fetrans, por meio do Sest/Senat, vai promover formação especial e gratuita para cobradores do transporte coletivo urbano de passageiros que desejem atuar como motoristas de ônibus. Essa categoria tem sido impactada pelo avanço do pagamento via cartões magnéticos.

O curso inclui ainda uma especialização presencial exigida para atuação na profissão, bem como aperfeiçoamento realizado no simulador de direção. As inscrições terão início no dia 19 de fevereiro.

SERVIÇO

*Inscrições e mais informações – www.sestsenat.org.br/qualificacao.

(Foto – Reprodução)

Moradores de Icó-Lima Campos, em ritmo de protesto, interditam CE- 282

246 1

Fabrício Moreira – Icó – Os moradores do distrito de Lima Campos, na cidade de Icó (361 km de Fortaleza), fazem bloqueio, nesta manha de terça-feira, a CE – 282, para protestar contra o abandono do da barragem do açude Lima Campos.

O equipamento é da responsabilidade do Docs e está em situação de abandono. Ameaça, segundo moradores, arrombar, no que pode causar mortes e danos à comunidade.

Cerca de 5 mil pessoas moram no Distrito Sede de Lima Campos.

“A barragem têm graves e enormes erosões em suas estruturas físicas e tem risco de romper. Já apelamos às autoridades e ao Dnocs. Infelizmente, nem uma resposta concreta obtivemos”, avisa o radialista Deusimar de Oliveira.

(Fotos – Deny Leopoldino).

Ministério receberá propostas técnicas de dessalinização até 18 de fevereiro

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) receberá propostas de pesquisadores, desenvolvedores e fornecedores de tecnologias de dessalinização até o dia 18. Essas alternativas sarão analisadas para projetos de atendimento a comunidades que sofrem com falta de água potável no país.

O foco é o atendimento a pessoas residentes na região do Semiárido. Segundo o ministério, 12% da população brasileira, cerca de 27 milhões de pessoas, residem nas cidades nessa área, que abrange 12% do território nacional, cerca de 1,03 milhões de quilômetros quadrados. Marcada por tempo seco, o semiárido sempre foi um desafio na garantia da oferta de água potável.

O ministério quer pegar água salobra no solo e usar soluções de dessalinização para transformá-la em uma alternativa aos moradores. Para fazer a mudança vai reunir as informações sobre soluções cadastradas no banco de dados sobre o tema e seu estágio (pesquisa, tecnologia elaborada e solução pronta para comercialização), com vistas a analisar quais poderão ser adotadas na região em cada situação.

Os projetos de reuso e dessalinização no Brasil serão coordenados pelo Instituto Nacional do Semi-árido. Tecnologias brasileiras e de outros países serão avaliadas pelo centro. No mês passado, uma comitiva do ministério viajou a Israel e conheceu algumas experiências nesta atividade. Serão examinadas as propriedades de cada equipamento, tais como gasto de energia, vazão da água, custos e eficiência.

SERVIÇO

*Os pesquisadores ou empresas que desejaram se inscrever no cadastro devem fazê-lo por um formulário eletrônico disponível no site do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações aqui.

(Agência Brasil)

Guilherme Sampaio reage a artigo do prefeito Roberto Cláudio

201 2

Com o título “Como um código se torna da Cidade”, eis artigo do vereador Guilherme Sampaio (PT), em resposta ao artigo que veiculados há pouco, neste Blog, e que traz a assinatura do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), abordando o Código da Cidade. Confira:

O artigo aqui publicado no O POVO desta segunda-feira (11/02), de autoria do prefeito Roberto Cláudio, levou-me a refletir sobre a função política dessa lei, anteriormente conhecida como Código de Obras e Posturas.

Para chamar-se efetivamente o Código de Obras e Posturas de “Código da Cidade”, como propõe o Executivo, há de se compreender a dimensão política dessa mudança. Uma legislação a que se pretende batizar com este título deve representar o pacto político dos que habitam o território urbano quanto às formas de intervir sobre ele: transformá-lo, nutri-lo, preservá-lo, enfim, garantir sua função social. Isso vai muito além da elaboração de um “manual “ como o apresentado no artigo do prefeito.

Para que a iniciativa seja revestida, de fato, da intenção de traduzir um pacto é preciso, em primeiro lugar, que seja fruto de um acordo coletivo. Isso pressupõe diálogo, contrapesos que suprimam desequilíbrios econômicos e políticos entre os atores e, por fim, a celebração de consensos construídos pelo conjunto da sociedade. Onde se vê isso em Fortaleza atualmente? A gestão de Roberto Cláudio deixou morrer o Orçamento Participativo, instituído de forma ousada na gestão do Partido dos Trabalhadores. Os conselhos de políticas públicas foram esvaziados em seu prestígio e capacidade de interlocução política, perdendo seu protagonismo no debate, avaliação e proposição. A Lei de Uso e Ocupação do Solo foi recentemente aprovada, incluindo absurdos como a redução de áreas de interesse ambiental e a anistia irrestrita a infrações urbanísticas em pleno século XXI.

Com equívocos dessa natureza, não se pode falar de pacto! Pode-se até contemplar avanços na técnica, mas se não fundamentados na evolução da construção política, seus efeitos e aplicação acabam tornando-se reféns dos interesses menores dominantes de sempre, desde o Brasil colônia.

A apreciação do código da cidade pela Câmara Municipal pode ser uma oportunidade de exercitarmos práticas e métodos que superem esses equívocos. Como vereador, trabalharei por isso. Só assim, o código poderá ser, como disse o prefeito, um manual de cidadania.

*Guilherme Sampaio

Vereador do PT e Fortaleza.

(Foto – Camila de Almeida)

Fortaleza ganhará neste sábado seu 54º Ecoponto

163 1

Fortaleza vai ganhar mais um ecoponto, desta vez no bairro Antônio Bezerra. O prefeito Roberto Cláudio vai inaugurar o equipamento às 9 horas deste sábado. Será o 54º Ecoponto na cidade e fica localizado na Rua Doutor João Guilherme, em frente ao nº 373, oferecendo o benefício do programa Recicla Fortaleza, que dá desconto na conta de energia pela troca de resíduos recicláveis.

Assim como os demais, o novo equipamento oferece local adequado para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. O funcionamento é de segunda-feira a sábado, sempre das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas.

Até o final da gestão do prefeito Roberto Cláudio, a expectativa é que Fortaleza conte com um Ecoponto em cada bairro, incentivando cada vez mais o comportamento sustentável na cidade.

(Foto – Divulgação)

Fortaleza, uma cidade escalpelada

Com o título “Cidade escalpelada”, eis artigo de Ítalo Coriolano, jornalista do O POVO. Ele critica a mania da Prefeitura de Fortaleza de fazer obras sempre derrubando árvores. Principalmente no que diz respeito a intervenções pró-mobilidade urbana. Confira:

Sempre que uma nova obra vai ser executada na cidade, surgem temores: “será que vai atrapalhar muito o trânsito?”, “será que o prazo vai ser respeitado?”, “será que vão derrubar árvores?”. Essa última questão vem ganhando atenção redobrada devido à sequência de cortes nos últimos anos e à sensação de que nossa capital está virando um forno. A mais recente notícia de supressão vegetal diz respeito a mais uma etapa de requalificação da Beira-Mar. Dezenas de árvores foram derrubadas para, segundo a Prefeitura de Fortaleza, possibilitar a drenagem de uma área da via.

Mas é difícil imaginar que não exista alternativa no campo da engenharia capaz de garantir a preservação de um espaço verde numa região onde o sol castiga sem dó. O argumento é de que para cada árvore derrubada, dez serão plantadas. Agora imagine o tempo que vai levar para que uma muda possa garantir sombra. Isso se ela sobreviver, porque o que costumamos ver em trechos que foram degradados pela ação do poder público – e onde houve tentativas de compensação – são galhos secos.

Opta-se sempre pela opção mais prática, sem diálogo com a sociedade, que é pega de surpresa e fica revoltada – com toda razão – ao se deparar com o vão aberto cruelmente no litoral da cidade. Como nossos gestores podem cobrar da população respeito ao meio ambiente se não dão o exemplo? Escalpelam tudo e depois colocam umas plantas ornamentais ou umas palmeiras bonitas para disfarçar. No caso das obras da Beira-Mar, o titular da Regional II, Ferruccio Feitosa, chegou a afirmar que “tudo está sendo feito com a mais absoluta responsabilidade ambiental”. Cortar 40 árvores que existem há décadas, de uma só vez, não é responsabilidade ambiental nem aqui nem em qualquer outro lugar do mundo.

Aliás, a Prefeitura poderia se inspirar em outras cidades para saber o que realmente significa responsabilidade ambiental. Experiências existentes aqui mesmo no Brasil, por exemplo. Nas obras de um BRT em Salvador, foram transplantadas 169 árvores, algumas pesando mais de uma tonelada. Dá muito trabalho? Com certeza, mas vale a pena em nome do equilíbrio do espaço urbano.

*Ítalo Coriolano

Jornalista do O POVO.

Prefeitura de Granja cancela o Carnaval devido a prejuízos provocados pelas chuvas

A Prefeitura de Granja cancelou toda a programação de Carnaval que estava sendo organizada para pontos da cidade. A informação é dada em nota oficial pela gestão municipal, em sua página no Facebook, justificando transtornos e prejuízos provocados pelas chuvas.

Granja é o município que registra os maiores índices pluviométricos no Estado até agora.

Confira a nota:

Nota de Esclarecimento

A Prefeitura de Granja tem trabalhado de forma incansável para minimizar os transtornos de enchentes sucessivas. Investimentos permanentes em infra-estrutura tem sido realizados para adequar a cidade aos seus desafios: urbanização, drenagem, arruamento, construção de bueiros, asfaltamento, passagens molhadas, dentre outras medidas emergenciais como a recuperação e manutenção permanente de estradas que ligam a sede aos distritos onde habitam 2/3 dos granjenses. É preciso que a população entenda que construções em áreas de risco devem ser evitadas, como é o caso das moradias localizadas na área situada às margens da CE-085. Na grande enchente de 2009, todos aqueles moradores receberam casas novas em local seguro. Entretanto, a maioria as vendeu para retornar ao local de origem, assumindo voluntariamente o risco de se porem novamente em situação de vulnerabilidade.

O inicio de 2019 já atribuiu ao Município de Granja o posto de Município mais chuvoso do Estado do Ceará. No dia 08 de janeiro, Granja teve uma chuva com índice pluviométrico de 100 mm, fato repetido no mês de fevereiro com índice superior a 108 mm. As chuvas tem ocasionado pontos de alagamento diversos, gerando preocupação e necessidade de alerta permanente nas próximas semanas, já que o inverno está apenas começando. Situada no Vale do Rio Coreaú, cortada por riachos e lagoas ocupados de forma inadequada por habitações em áreas de risco, Granja tem grandes desafios pela frente.

Nesse contexto, ciosa de sua responsabilidade para com a população granjense, a Prefeitura vem informar que esse ano, excepcionalmente, não irá realizar o “Carnaval de todos”. Ao longo dos últimos seis anos o Carnaval de Granja se consolidou como um dos melhores e maiores do Estado do Ceará elogiado pela imprensa e pelo público gerando emprego e renda nesse período para grande parte da população, que anseia pela realização dessa festa. Porém, é preciso que se pondere que as circunstâncias atuais recomendam prudência e austeridade nos gastos públicos, para que se priorize a realização de ações preventivas que minimizam situações de riscos e vulnerabilidade da população em todo o município. Em julho, teremos nova oportunidade pra celebrar a alegria do nosso povo, por meio do Granchitão, o melhor festival de quadrilhas e chitão do Ceará.

*Prefeitura de Granja.

Prefeito lança pacote de reforma de praças na Regional II

130 1

Ferruccio e o prefeito.

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) e Ferruccio Feitosa, titular da Regional II, vão assinar, às 17 horas desta quinta-feira, na Praça dos Eletricitários (bairro Dionísio Torres), a ordem de serviço que autoriza a requalificação de 10 praças em cinco bairros dessa área da cidade.

As obras integram o maior programa de requalificação de praças do município, executado pela a Prefeitura de Fortaleza. Até o momento a gestão Roberto Cláudio já requalificou mais de 300 praças na Capital.

Bairros contemplados

Dionísio Torres

Cidade 2000

Meireles

Vicente Pinzón,

Cocó

(Foto – Arquivo)

Prefeitura terá programa de agricultura urbana

A Prefeitura de Fortaleza deve transformar cinco terrenos públicos em área de produção de agricultura urbana na capital cearense. Isso ocorrerá até o mês de junho próximo, informa o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

Um projeto nesse sentido foi apresentado nessa quarta-feira, no Paço Municipal, quando o prefeito Roberto Cláudio reuniu gestores da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE), Secretaria de Governo e Instituto de Planejamento de Fortaleza (IPLANFOR)

O objetivo foi definir o cronograma de atividades que irão tornar essas áreas solos produtivos, de modo a fomentar a economia local dentro das comunidades ao mesmo tempo em que garante função social a esses espaços.

Projeto Piloto

Segundo o prefeito Roberto Cláudio, a iniciativa vai começar com um projeto piloto, em que uma equipe técnica e gestora deverá avaliar o potencial dos terrenos para a cultura de hortaliças diversificadas, bem como a adequação do solo para cultivo e a qualidade da água.

Os custos do projeto também preveem itens como o cercamento, a preparação do solo, a instalação de equipamentos elétricos e hidráulicos, bem como o licenciamento ambiental e a possibilidade de reutilização do espaço pelo Município. A previsão inicial é de um
investimento em torno de R$ 165 mil para cada terreno.

Durante a reunião, ficou estabelecido que até o fim do mês de fevereiro, os responsáveis deverão apresentar os resultados das análises de água e solo dos terreno escolhido. Também deverá ser realizada a contratação dos profissionais encarregados dos detalhes técnicos. Para o mês de março, a definição de orçamentos, dos métodos de seleção e licitação e dos pormenores jurídicos.

(Foto – Divulgação)