Blog do Eliomar

Categorias para Ciência

Ivo Gomes fala para a TV portuguesa sobre os 100 anos do Eclipse de Sobral

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT) concedeu entrevista, nessa segunda-feira, aos jornalistas portugueses Isabel Silva Costa e Carlos Pinota. Eles integram a equipe da RTP (Rádio e Televisão de Portugal) que está produzindo um documentário sobre os 100 anos da comprovação da Teoria da Relatividade, do físico alemão Albert Einstein.

Ivo Gomes falou sobre a importância dessa cidade da Zona Norte do Ceará na constatação da hipótese de Einstein, em maio de 1919, por meio do fenômeno mundialmente conhecido como o “Eclipse de Sobral”.

A RTP busca em Sobral e na Ilha do Príncipe (África) ações que valorizem a importância do mais famoso eclipse solar da história. Um documentário de 50 minutos vai ao ar em 2019.

Em Sobral, em maio de 2018, Ivo Gomes decretou o “Ano Municipal das Ciências”. Até 29 de maio de 2019, a Prefeitura realizará uma programação especial em comemoração ao centenário.

(Com Blog Sobral de Prima)

Carta de Einstein sobre Deus é leiloada por US$ 2,89 milhões

Uma carta do cientista Albert Einstein, na qual critica a ideia de um deus e rejeita a Bíblia, foi vendida em um leilão da Christie’s, em Nova York (Estados Unidos), por US$ 2,89 milhões, quase três vezes mais que o valor mínimo estimado.

“A palavra Deus não é para mim mais que a expressão e resultado da fraqueza humana, a Bíblia é uma coleção de lendas veneráveis, mas primitivas”, dizia Einstein no texto do documento posto hoje à venda, que foi enviado ao filósofo alemão Eric Gutkind.

A carta, escrita em Princeton um ano antes de sua morte em 3 de janeiro de 1954, é considerada uma das suas mensagens mais famosas sobre Deus, sua identidade como judeu e a eterna busca do significado da vida, e é a expressão mais clara das suas opiniões religiosas e filosóficas, segundo afirmou a Christie’s.

O documento, que os especialistas estimaram ter um preço entre US$ 1 milhão e US$ 1,5 milhão, foi vendido por US$ 2.892.500, com comissões e impostos incluídos, em um leilão organizado pela companhia unicamente para vender a carta.

O cientista alemão também deixava claro no texto que sua posição frente ao judaísmo era, da mesma forma que diante de Deus, muito cética, chegando a dizer que era “como todas as outras religiões, uma encarnação de superstição primitiva”.

“O povo judeu, ao qual gostosamente pertenço e em cuja mentalidade orgulhosamente me sinto ancorado, ainda para mim não tem nenhum tipo de dignidade diferente da dos demais povos”, acrescentava.

Einstein escreveu a carta em resposta a um livro de Gutkind de 1952, “Choose Life: The Biblical Call to Revolt”, um trabalho que criticou duramente, mas com o qual também tentou buscar pontos em comum, como a necessidade de que a moral estivesse acima do interesse próprio e da rejeição do materialismo.

(Agência Brasil com EFE)

Infecções por superfungos devem se tornar mais comuns, diz pesquisador

As infecções hospitalares causadas por fungos multirresistentes devem se tornar cada vez mais comuns, segundo o pesquisador do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo João Nóbrega de Almeida Jr. “Se existe a superbactéria, existe o superfungo também”, disse o especialista que atua também no Hospital da Clínica de São Paulo ao comparar os fungos resistentes à superbactéria KPC (Klebsiella pneumoniae carbapenemase).

Recentemente, Almeida publicou um artigo no jornal científico Transplant Infectious Disease sobre o primeiro caso de um paciente contaminado pelo fungo Lomentospora prolificans na América do Sul. O rapaz havia feito transplante de medula há cerca de um mês quando foi infectado pelo fungo e acabou morrendo em decorrência da contaminação.

Segundo o pesquisador, o fungo só é capaz de afetar pessoas com o sistema imunológico comprometido. No entanto, caso a contaminação aconteça, a letalidade é de mais de 80%. Como ainda existem poucos laboratórios preparados para identificar esse tipo de infecção, Almeida acredita que possa haver casos não registrados.

“Esse fungo não deve ter em grande quantidade no ambiente, como em outros países, mas também porque os nossos laboratórios não são habilitados para fazer o diagnóstico”, afirma.

Existem, entretanto, outros fungos que apresentam uma ameaça maior por poderem infectar não só pacientes com o sistema imunológico fragilizado, mas em situação delicada de internação, como em unidades de tratamento intensivo. Esse é o caso do Cândida auris.

Surtos na América do Sul

Em março de 2017, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um comunicado de risco para o fungo, responsável por surtos em diversas partes do mundo. Foram registradas ocorrências no Japão, na Coreia do Sul, na Índia, no Paquistão, na África do Sul, no Quênia, no Kuwait, em Israel, na Venezuela, Colômbia, no Reino Unido, nos Estados Unidos e no Canadá. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos tem emitido alertas para o fungo.

As ocorrências em países da América do Sul indicam, de acordo com o pesquisador, que em algum momento o Brasil terá de lidar com o Cândida auris. “A gente está se preparando com uma força-tarefa nacional com vários pesquisadores para quando chegar esse fungo no país a gente fazer o diagnóstico correto”, ressalta.

Agrotóxicos e mudanças climáticas

As infecções hospitalares por fungos têm se tornado mais comuns devido ao aumento da resistências de algumas variedades desses organismos. Segundo Almeida, há indícios que o surgimento dos fungos multirresistentes está ligado ao uso de defensivos agrícolas. “A gente acredita [que o surgimento dos fungos multirresistentes acontece] principalmente pelo uso de antifúngicos fora do ambiente hospitalar. Na agricultura, por exemplo, nas plantações, os fungos são os principais biodecompositores, vão destruir verduras, plantas”, destaca.

As mudanças climáticas também parecem ter, de acordo com o pesquisador, uma contribuição para o aparecimento de espécies que não são afetadas pela medicação existente. “O aquecimento global. As alterações climáticas vão favorecer o aparecimento de fungos que crescem em temperaturas maiores. E os fungo que crescem em temperaturas maiores são os potencialmente patogênicos, porque o nosso corpo tem temperatura de 36 graus”, acrescentou.

Apesar da expansão do problema, Almeida enfatiza que não há risco para a população em geral. São os sistemas de saúde que precisam se preparar para lidar com as novas possibilidades de infecção dentro dos hospitais.

(Agência Brasil)

UFC e Ericsson fecham parceria em torno de projeto na área da tecnologia 5G

O Grupo de Pesquisa em Telecomunicações sem Fio (GTEL), ligado ao Departamento de Engenharia de Teleinformática da Universidade Federal do Ceará, inicia a execução de dois novos projetos de pesquisa sobre a tecnologia 5G, em parceria com a multinacional das telecomunicações ERICSSON. A iniciativa envolve 20 pesquisadores da UFC e terá duração de 24 meses, informa a assessoria de imprensa da UFC.

A investigação se dá em duas linhas de pesquisa que se aplicam à tecnologia 5G do tipo new radio, atualmente em fase de padronização e com perspectiva de início de operação comercial, em alguns países, em 2019.

Na primeira linha de pesquisa, técnicas de inteligência artificial serão empregadas para uma operação eficiente das redes 5G, buscando prover altos níveis de qualidade no serviço de banda larga móvel. Tais melhorias deverão se traduzir em maior taxa de transferência de dados (download e upload) e menor atraso na comunicação com os servidores de conteúdo.

A segunda linha de pesquisa investiga a comunicação envolvendo veículos. No contexto da internet das coisas, veículos de passeio, de transporte de pessoas e de carga poderão ter conectividade nativa.

As aplicações disso deverão se dar de variadas formas. Como exemplos, podem-se citar a possibilidade de prevenir acidentes com o uso da comunicação de mensagens de emergência e a formação automática de comboios.

A parceria entre o GTEL e a ERICSSON existe há quase 20 anos e produziu dezenas de patentes, além de ter gerado um conjunto de publicações científicas citadas mais de mil vezes. Esses resultados têm contribuído para a melhoria da qualidade e capacidade dos sistemas de comunicação móvel celular de terceira, quarta e, agora, quinta gerações.

Estudantes cearenses desenvolvem projeto voltado para a saúde da mulher astronauta

157 2

Uma equipe de alunos da Escola Sesi/Senai, situada no bairro Parangaba, em Fortaleza, vai disputar o Torneio de Robótica FIRST®️ LEGO®️ League, nesta sexta, 23, e sábado, 24, em Natal. Como o tema da disputa será “Into Orbit”, abordando questões sobre a vida no espaço, a equipe cearense desenvolveu um projeto voltado para a saúde da mulher astronauta. A informação é da assessoria de imprensa da Federação das Indústrias do Estado.

A pesquisa da equipe prevê a construção de um protótipo denominado Space Collector, que é um coletor menstrual adaptado para uso no espaço. “Normalmente, quando mulheres vão fazer viagens espaciais, elas fazem uso de anticoncepcionais ininterruptamente para não menstruar. Isso dá certo quando você vai passar seis meses ou um ano. Mas, em uma viagem maior, quando falamos, por exemplo, em colonização espacial, é um problema a mulher não poder menstruar”, explica o professor Hinácio Mahybe.

Para construir o projeto, os alunos levaram em consideração a realidade gravitacional do espaço, que faz com que líquidos se comportem de maneira diferenciada, dificultando a utilização de absorventes menstruais convencionais. Assim, os alunos propuseram incrementos a um método que tem ganhado adesão de um número cada vez maior de mulheres: o coletor menstrual. Ele é um copo de silicone que funciona como um dispositivo de barreira, desenvolvido para coletar o fluxo menstrual.

“O Space Collector possui abas internas que se fecham no momento em que o copo está sendo retirado da vagina, impedindo o vazamento. Depois de retirado, a equipe desenvolveu uma pequena válvula para ser acoplada ao copo, que seria ligada a um bico sugador, puxando via vácuo todo o conteúdo do líquido de dentro do coletor. Esse líquido, por sua vez, poderia ser utilizado como fertilizante de plantas” complementa Hinácio.

Programa Internacional

O Torneio de Robótica FIRST®️ LEGO®️ League é um programa internacional de exploração científica, projetado para fazer com que crianças e jovens de 9 a 16 anos se entusiasmem com ciência e tecnologia e adquiram habilidades valiosas de trabalho e de vida.

No Brasil, o Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi) é a instituição responsável pela operação oficial da FIRST®️ LEGO®️ League. Desde que passou a operacionalizar a competição, a entidade tem promovido anualmente a organização de torneios regionais e do torneio nacional, a mobilização de novas equipes de robótica, a capacitação de técnicos e avaliadores voluntários, bem como a articulação da competição realizada no Brasil com os operadores internacionais, estimulando a participação de equipes brasileiras em eventos no exterior.

Fortaleza é sede do V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos

Fortaleza será, a partir das 9 horas desta terça-feira, do V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos. O evento é uma realização da Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos e Embrapa e se estenderá, com debates, palestras com convidados do Brasil e do Exterior, oficinas e cursos, até a próxima sexta-feira, no Hotel Praia Centro.

O encontro ocorre a cada dois anos e, nesta edição, discutirá o potencial dos recursos genéticos para conservação, valoração e uso da biodiversidade. Esta é a segunda vez que o congresso é realizado no Nordeste. A primeira vez foi em Salvador (BA), em 2010.

A presidente do congresso, Ana Cecília Ribeiro de Castro, pesquisadora da Embrapa Agroindústria Tropical (Fortaleza), explica que os recursos genéticos são a base para o desenvolvimento de novas cultivares, raças e estirpes com características de interesse, como alta produtividade, maior qualidade nutricional, maior resistência à seca e ao ataque de pragas e doenças. Além do uso para produção de alimentos, os recursos genéticos podem ser empregados como fármacos, cosméticos, na produção de combustíveis, em construções e na fabricação de vestimentas.

Temática

O evento abordará temas específicos para cada área: animal, microbiana e vegetal, permitindo assim, que a comunidade científica exponha e conheça os mais recentes avanços do conhecimento em recursos genéticos. Serão apresentados processos, produtos e serviços oriundos de pesquisas que podem trazer melhorias significativas dos pontos de vista ambiental, econômico e social. A programação contempla palestras, painéis e minicursos com profissionais de expressão nacional e internacional.

Eventos Paralelos

Em paralelo ao V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos, Fortaleza receberá também a II Feira Nacional dos Guardiões da Agrobiodiversidade, evento gratuito e aberto ao público que tem como principal objetivo a valorização dos trabalhos de conservação e uso racional da agrobiodiversidade realizados por agricultores tradicionais. Foram convidados agricultores, indígenas, quilombolas e outros representantes de comunidades tradicionais. Na programação, está prevista a apresentação de palestras, painéis e minicursos com profissionais que atuam na área de recursos genéticos.

SERVIÇO

*Hotel Praia Centro – Avenida Monsenhor Tabosa 740, Centro.

*Inscrições: cbrg2018.com.br

Que futuro nos aguarda?

Com o título “Que futuro nos aguarda?”, eis artigo do professor Ariosto Holanda, ex-deputado federal e ex-secretário na Era Tasso. Ele aborda o mercado e os rumos da educação. Confira:

O Homem sempre procurou na Ciência meios para melhorar a sua qualidade de vida e viver mais. Para isso, ele teve que enfrentar seus três grandes inimigos: a fome, as doenças e as guerras. Pela Ciência e Tecnologia encontrou os caminhos para derrotar esses inimigos.

Se o tempo médio de vida na era das cavernas era 18 anos hoje é 85 anos. As leis da Física tiraram o homem da idade das trevas e lhes mostraram o caminho do renascimento. As revoluções industriais e os serviços que delas surgiram aumentaram a produção, a qualidade dos produtos e lhes proporcionaram melhor expectativa de vida.

A Ciência garantiu a superprodução de alimentos, medicamentos e novos produtos a partir da Física, Matemática, Química, Biologia, Aplicadas na Biotecnologia, Engenharia Genética, Química Fina, Nanotecnologia, Inteligência Artificial etc. Apesar dessas conquistas, ainda temos uma sociedade extremamente desigual.

Neste mundo de abundância, com 7 bilhões de pessoas, 800 milhões passam fome e vivem em extrema pobreza sem os serviços básicos de habitação e saneamento. Em 2017, para desespero do Trump, mais de 60 milhões de pessoas migraram de países subdesenvolvidos para a Europa na busca do seu direito à vida. Some-se a essa triste situação o desemprego que está destruindo o homem.

A persistir a lógica do mercado e não a do desenvolvimento humano as contradições tendem a se agravar com o aparecimento da marginalidade e violência. Temos com urgência que rever e discutir um novo modelo de desenvolvimento.

O que fazer com milhões de trabalhadores cuja força de trabalho é cada vez menos exigida ou nem mais o é? A qualificação profissional e a geração de trabalho são, atualmente, os principais desafios para a promoção da cidadania de milhões de excluídos.

Infelizmente, as nossas escolas, disfuncionais, não atendem nem ao mercado e nem ao desenvolvimento humano. Esquecemos de investir no profissional que faz a diferença – o professor. Defendo a educação como a saída dos nossos problemas.

É oportuna e merece reflexão a frase do filósofo Karl Popper, do livro A Lógica das Ciências Sociais: “Sou partidário da audácia intelectual; não podemos ser intelectualmente covardes e ao mesmo tempo buscar a verdade”.

*Ariosto Holanda

Professor

ariostoholanda@terra.com.br

Grupo do Ceará participa da Mostra Internacional e Festival Maker de Robótica

269 1

Professor André Cardoso e alunos.

A turma que realiza o Projeto Robótica Sustentável, na Escola Estadual Dom Hélder Câmara, situada no bairro Jardim Guanabara, em Fortaleza, viajou, nesta segunda-feira, para representar o Ceará na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec 2018) e no Festival Maker de Robótica.

Os eventos ocorrerão em Novo Hamburgo (RS), a partir desta noite de segunda-feira, e se estenderão até sábado próximo. A viagem foi custeada pela Secretaria Estadual da Educação. “Vamos mostrar nosso programa de robótica com materiais reciclados e aproveitando o lixo eletrônico”, disse, antes do embarque, o professor André Cardoso, que responde pela iniciativa.

Entre os equipamentos criados pelos alunos, cópias de tanque de guerra e de carro de Fórmula I fabricados com material de computador, notebook, etc. Atualmente, integram esse projeto, que acontece desde 2016, 30 alunos, com apoio da Seduc e Prefeitura de Fortaleza.

(Foto – Facebook)

Pró-Reitor da UFC ganha a Medalha do Mérito Científico e Tecnológico

 

O professor Antonio Gomes, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação e docente do Departamento de Física da Universidade Federal do Ceará, recebeu a Ordem Nacional do Mérito Científico e Tecnológico (ONMC). Foi durante solenidade no Palácio do Planalto, nessa quarta-feira, informa o site da Instituição.

A Ordem Nacional do Mérito Científico tem cunho honorífico e contempla personalidades brasileiras e estrangeiras como forma de reconhecimento a suas contribuições científicas e técnicas para o desenvolvimento da ciência no Brasil. Na cerimônia dessa quarta-feira, foram condecorados 85 profissionais de áreas como matemática, biologia, saúde, ciências sociais, entre outras.

Em agosto deste ano, durante reunião do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT), foi feita a divulgação dos novos integrantes da ordem e dos membros que foram promovidos de classe. Antonio Gomes foi admitido na área de Ciências Físicas.

SERVIÇO

*A lista completa dos integrantes está no site da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

Prêmio Nobel de Física sai para um americano, um frances e um canadense

Um trio venceu o Prêmio Nobel de Física, anunciado hoje (2), pela Academia Real das Ciências da Suécia. Os vencedores são o americano Arthur Ashkin, o francês Gérard Mourou e a canadense Donna Strickland por suas “invenções no campo da física a laser”.

Arthur Ashkin pesquisa “a pinça óptica e sua aplicação a sistemas biológicos”, enquanto Gérard Mourou e Donna Strickland desenvolvem estudos sobre “o método de gerar pulsos ópticos ultracurtos de alta intensidade ”.

EPA6874. ESTOCOLMO (SUECIA), 02/10/2018.- Los retratos de los tres ganadores del Nobel de Física, el estadounidense Arthur Ashkin (izq), el francés Gérard Mourou (c) y la canadiense Donna Strickland, son expuestos en la Real Academia de las
Arthur Ashkin,Gérard Mourou e Donna Strickland venceram Nobel de Física (EFE/ Hanna Franzen/ direitos reservados)
O Prêmio Novel de Medicina abriu ontem a rodada de pesquisas vitoriosas nas ciência.

O americano James P. Allison e japonês Tasuku Honjo foram os vencedores. Trabalhando em pesquisas separadas, os dois cientistas descobriram um tipo de terapia contra o câncer que faz com que as células de defesa do organismo ataquem os tumores.

Amanhã (3) será a vez do anúncio do Prêmio Nobel de Química, depois da Paz e, por último, de Economia, na próxima semana.

(Agência Brasil)

UFC é uma das 18 universidades do País a aprovar projeto em edital de inovação do CNPq

A Universidade Federal do Ceará é uma das 18 instituições do País contempladas no edital de Pesquisas de Inovação em Saúde, promovido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). No total, foram submetidas mais de 1.500 propostas em todo o Brasil. Conseguiu emplacar um projeto que visa melhorar o tratamento do câncer de próstata, informa a assessoria de imprensa da UFC.

Coordenado pela professora Cláudia do Ó Pessoa, do Departamento de Fisiologia e Farmacologia da UFC, esse projeto objetiva tornar mais eficientes os medicamentos utilizados no tratamento do câncer de próstata, reduzindo sua toxicidade e amenizando os efeitos colaterais no paciente.

“O câncer de próstata constitui um grave problema de saúde pública, que afeta milhares de pacientes e requer grandes investimentos do SUS. Nesse contexto, os tratamentos atualmente disponíveis exigem maior seletividade e menos toxicidade, principalmente quando o tumor é descoberto em estágio mais avançado. Portanto, é fundamental o apoio público e privado ao desenvolvimento de medicamentos mais eficazes e seguros para o tratamento”, explica Cláudia Pessoa.

O projeto é intitulado Desenvolvimento e validação de compostos antimitóticos em lipossomas vetorizados com anticorpos monoclonais, para liberação sítio específica na terapia do câncer de próstata. Trata-se de uma iniciativa multidisciplinar e interinstitucional em nível nacional e internacional, apoiada pelo setor de Desenvolvimento Produtivo (PDPs) da Bio-Manguinhos, empresa biofarmacêutica estatal.

Internacionalização

Também estão envolvidas na pesquisa, além da UFC, a Fundação Oswaldo Cruz no Ceará (FIOCRUZ/CE), a Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), a Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB). Duas instituições internacionais também são parceiras da iniciativa: a Australian National University e Ohio State University (Estados Unidos).

Desse modo, a pesquisa coordenada pela UFC se insere no contexto de internacionalização da Universidade, à medida que promove a interação entre pesquisadores nacionais e estrangeiros e favorece o intercâmbio do conhecimento.

Segundo a professora Cláudia Pessoa, há previsão de transferência de tecnologia a ser aplicada no âmbito do SUS. “A proposta também vem alavancar nossas pesquisas, inserindo conhecimentos nanotecnológicos e desenvolvimento de anticorpos, que visam desenvolver
uma nova classe terapêutica com potencial anticâncer. Nesse contexto, a proposta é inovadora”, explicou.

(Foto – UFC)

CFO será palco da etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica

O Centro de Formação Olímpica (CFO) será sede, a partir das 7h30min desta sexta-feira (28), da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), Etapa Estadual – Ceará. Estão inscritas 148 equipes, com 552 participantes de todas as cidades.

Segundo o secretário dos Esportes do Estado, Euler Barbosa, serão 10 arenas para o público total de mil pessoas. A OBR é destinada a todos os estudantes do ensino fundamental, médio ou técnico de escolas públicas e privadas de todo o país.

A etapa estadual será na modalidade prática, o vencedor irá participar da fase nacional em João Pessoa (PB), no final do ano.

DETALHE – O evento é organizado pelo Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Ceará (IFCE), com o apoio da Sesporte.

Ceará e UFC são polo de pesquisa aeroespacial, diz professor do ITA

A Universidade Federal do Ceará abriu, na manhã desta quarta-feira (26), a programação do Space Week Nordeste (www.spaceweekne.lesc.ufc.br), evento que reunirá, na Seara da Ciência, até sexta-feira (28), uma série de atividades, pesquisadores e instituições nas áreas de ciências e tecnologias aeroespaciais. A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

Convidado para a palestra de abertura, o professor Pedro Lacava, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), destacou o papel que a UFC e o Estado do Ceará têm desempenhado na formação de recursos humanos e de pesquisas nesse setor. “O Ceará, nos últimos anos, ganhou importância no cenário nacional e se tornou um polo na região Nordeste, que deve se desenvolver ainda mais. É também um dos estados que mais formam alunos para o ITA”, afirmou Lacava.

Segundo Lacava, estudos nas áreas de satélites e de veículos lançadores desses artefatos estão entre os principais focos de pesquisas nesse campo. “Nosso papel, como instituições de ensino, é fazer isso crescer, não deixar isso morrer”, acrescentou. Ele conversou com o público do Space Week Nordeste sobre controle de instabilidade de combustão em motores-foguete.

Aeroespacial

Uma comissão liderada pelo professor. João César Moura Mota, do Departamento de Engenharia de Teleinformática, tem se articulado para formalizar a área de engenharia aeroespacial na Universidade, com a possível criação de um curso de graduação.

Atualmente, vários docentes e grupos de pesquisa, em diversos campos do conhecimento, sobretudo no Centro de Tecnologia e no Centro de Ciências da UFC, têm empreendido estudos nessa área. A comissão tem mapeado essas iniciativas, destacando-se, como exemplo, o Mestrado Profissional MP-Safety, que funciona desde 2016 na UFC em parceria com o ITA.

São ofertadas duas linhas de pesquisa: Engenharia Aeronáutica e Segurança de Sistemas Aeronáuticos, e Sistemas de Gestão de Segurança de Aviação. Professores do ITA e do Centro de Tecnologia da UFC atuam como orientadores das dissertações.

Space Week

O Space Week Nordeste tem programação gratuita. Entre os destaques, está a palestra desta quinta-feira (27), às 14 horas, com o tema “O Brasil na era dos grandes telescópios”, com o professor Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Rojas é representante do Observatório Europeu do Sul (ESO), a mais importante organização europeia intergovernamental para pesquisas em astronomia e o observatório astronômico mais produtivo do mundo.

Haverá, ainda, exposições, observação espacial do planeta Júpiter e exibição da peça Eu sou Einstein, com o ator Renato Rodrigues, em referência ao quase centenário do eclipse de 1919 e suas observações em Sobral (CE) para comprovação da teoria da relatividade geral.

SERVIÇO

*A programação completa pode ser vista no site do evento (www.spaceweekne.lesc.ufc.br).

(Foto – UFC)

Salão do Inventor Cearense inscreve até o dia 29 de setembro

Estão abertas, até o dia 29 deste mês de setembro, as inscrições para o Salão do Inventor Cearense. A exposição faz parte da Feira do Conhecimento 2018 e objetiva divulgar os trabalhos de inventores do Estado. Os eventos são organizados pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior.

Podem participar da seleção jovens e adultos de todas as faixas etárias, com formação acadêmica ou não, que tenham projetos inovadores visando resolver problemáticas e necessidades da população. A atividade é gratuita.

Serão escolhidos 20 projetos, que participarão da exposição Salão do Inventor Cearense, marcada para os dias 23 e 24 de novembro, na Feira do Conhecimento, maior evento de popularização da Ciência do Norte/Nordeste e que acontecerá no Centro de Eventos.

A comissão julgadora constituída por profissionais indicados pela Secitece avaliará os projetos segundo critérios como relevância econômica e social, clareza na apresentação, método aplicado e grau de inovação.

SERVIÇO

*As submissões serão feitas, exclusivamente, através de preenchimento de formulário disponível no link do edital: http://www.sct.ce.gov.br/programas-e-projetos/salao-do-inventor-cearense/