Blog do Eliomar

Categorias para Ciência

Gigantes da tecnologia da informação discutem parcerias com o Governo do Ceará

264 2

Nem só de campanha pró-reeleição vive o governador Camilo Santana (PT). Nesta manhã de quinta-feira, ele recebeu, para encontro de trabalho no Palácio da Abolição, diretores das empresas Amazon, IBM, Microsoft, Oracle, Mandic, Lanlink, consideradas as gigantes da área da tecnologia da informação. À mesa, segundo a assessoria de imprensa do governo, discussões sobre parcerias com a Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice).

“Esse é um momento histórico para nós. Estamos reunindo o que há de melhor no mundo em tecnologia para discutir um projeto grandioso. Nosso foco é transformar o Ceará como um centro mundial de conectividade”, disse o governador. Ele citou no encontro a importância do Cinturão do Digital para a formação de parcerias com as gigantes do setor.

O presidente da Etice, Adalberto Pessoa, falou sobre as tecnologias desenvolvidas no Estado e a necessidade de desenvolvimento de data centers, com a capacitação de mão de obra, investimento em infraestrutura e a criação de programas de incentivos à instalação e aceleração de startups e incentivo à computação em nuvem.

Paulo Cunha, diretor para o Setor Público da Amazon Brasil,  avaliou o encontro como um momento histórico. “Parabenizo o Governo do Ceará por essa importante iniciativa”, acentuou.

“Eu considero que foram dois passos fundamentais: o primeiro da atração de empresas com capacidade de investir em tecnologia e, assim, o Estado vai poder pensar em ações e projetos para melhorar a gestão pública junto com a iniciativa privada, o próprio Governo e as universidades. o Ceará criou um ambiente favorável para atrair empresas de tecnologia da informação e agora está colhendo esses frutos”, citou o vice-presidente da Oracle no Brasil, Gustavo Rabelo.

“A Microsoft reafirmou o compromisso com o Estado do Ceará e já iniciamos a formação novos profissionais de tecnologia em parceria com o governo. Vamos agora oferecer novas tecnologias para aumentar os investimentos em segurança pública e em saúde e assim vamos incentivar as startups locais a desenvolver soluções nessas áreas”, disse a representante da Microsoft, Andrea Gimenes.

“A Mandic está apostando no projeto da Etice. Nesta reunião, nós podemos perceber o interesse, o potencial e a capacidade do Estado do Ceará em investir em ciência e tecnologia. Com isso, o Ceará nos oferece possibilidade de ampliar os investimentos da empresa apoiando a Etice no projeto de transformação digital do Estado”, afirmou José Henrique Bermejo, diretor comercial da Mandic.

(Foto – Divulgação)

Fortaleza deve receber Zona Econômica de Alta Tecnologia

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta terça-feira:

Fortaleza deve receber a Zona Econômica de Alta Tecnologia (Zeat). Há entendimentos avançados entre a Coworking Serviços Compartilhados Ltda, empresa responsável pelo projeto no Brasil, e a Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura (Citinova).

A Zeat trabalha em parceria com empresas e universidades americanas e brasileiras, oferecendo mentoria em negócios e tecnologia. Já há conversas com investidores para a criação de um fundo privado (o FA-ZEAT), com o apoio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico.

(Foto – Roniere Almeida)

Aluno da UFC ganha bolsa para participar de encontro internacional de microanálise

O estudante Émerson Mendonça Miná, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência de Materiais da Universidade Federal do Ceará, foi selecionado pela Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise (SBMM) e pela Sociedade de Microanálise (MAS, na sigla em inglês) para participar da conferência Microanálise Quantitativa 2019 (QMA).

Promovida pela MAS, ocorrerá de 24 a 27 de junho de 2019, na Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos. A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

Como prêmio, Émerson receberá o reembolso do pagamento de inscrição, estada e passagens aéreas para o evento. Para selecionar o estudante, as instituições analisaram aspectos como currículo Lattes, resumo do trabalho, adequação aos tópicos do evento e fluência em língua inglesa.

Na conferência, Émerson apresentará um estudo sobre a distribuição de elementos químicos em metais soldados. “Utilizando-se o microscópio eletrônico de varredura (MEV), foram realizadas diversas medidas de análise química por meio da técnica energy dispersive X-ray spectroscopy (EDS). Essa técnica é uma das principais ferramentas que serão discutidas na QMA 2019. De posse de todas as medidas, foi então feita uma análise estatística dos resultados”, explica.

Além de Émerson Miná, também atuaram como autores colaboradores do estudo Arthur Vieira de Souza, estudante do Curso de Engenharia Mecânica da UFC, e os professores Marcelo Ferreira Motta e Hélio Cordeiro de Miranda, do Departamento de Engenharia e Ciências de Materiais.

A orientação da pesquisa é do Prof. Cleiton Silva, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência de Materiais, que se orgulha do resultado da seleção. “Isso reforça a alta qualidade de nossos alunos e a excelência das pesquisas realizadas na UFC”, destaca.

QMA – A Microanálise Quantitativa 2019 é uma conferência temática promovida pela Sociedade de Microanálise (MAS) que reunirá estudantes, profissionais técnicos e cientistas. Durante quatro dias, os participantes terão a oportunidade de apresentar trabalhos e assistir a palestras sobre técnicas da microanálise eletrônica.

(Foto – UFC)

Enquanto o Centenário da Teoria da Relatividade não chega…

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) e o Clube de Astronomia de Fortaleza vão promover nesta sexta-feira, às 18 horas, na Praça Capistrano de Abreu, na cidade de Maranguape (Região Metropolitana), uma observação da lua e dos planetas.

O encontro integra a programação dos 100 anos do eclipse de Sobral (Zona Norte), que comprovou a Teoria da Relatividade de Albert Einstein.

O ponto alto dos eventos ocorrerá em 2019 em todo o mundo.

(Foto – Arquivo)

Astrônomos descobrem 12 novas luas de Júpiter

Júpiter acaba de se transformar no planeta do Sistema Solar com mais satélites, com 79, depois que os astrônomos descobriram uma dúzia de novas luas orbitando o astro, uma das quais descreveram como “extravagante”, por causa de sua órbita.

A primeira pista sobre essas novas luas ocorreu durante a última primavera (no hemisfério norte), quando uma equipe do Instituto Carnergie, dos Estados Unidos, dirigida por Scott Sheppard examinava o céu em busca de objetos muito distantes como parte da “caça” de um possível planeta além de Plutão, conhecido como planeta X.

O Centro de Planetas Menores da União Astronômica Internacional usou os dados obtidos para calcular as órbitas das novas luas, um processo que durou cerca de um ano pois, segundo explicou o especialista Gareth Williams, “são necessárias várias observações para confirmar que um objeto realmente orbita Júpiter.

Nove das luas são parte de uma nuvem externa que orbita Júpiter em direção contrária à rotação do planeta, que levaram cerca de dois anos para dar a volta no astro e acredita-se que são os resquícios de três corpos celestes maiores que se romperam por colisões.

Outras duas formam um grupo interior mais próximo de Júpiter que orbitam o planeta na mesma direção que sua rotação, com distâncias orbitais e ângulos de inclinação similares, por isso também poderiam ser parte de uma lua maior.

A última lua é “realmente um objeto raro”, nas palavras de Sheppard, que explicou que se trata de um satélite que tem uma órbita que não se parece com a de nenhuma das outras luas de Júpiter.

Além disso, Valetudo – o nome proposto para essa lua em homenagem à deusa da saúde e da higiene, bisneta do deus romano Júpiter – tem apenas um quilômetro e meio de diâmetro, por isso é provável que seja o menor satélite de Júpiter.

Valetudo está no grupo de nove luas mais afastadas, está mais inclinada que o resto e leva aproximadamente 18 meses para completar sua órbita.

Mas o que mais chama atenção é sua órbita, pois ela gira em torno de Júpiter na mesma direção que o giro do planeta, ou seja, se move em direção contrária à das outras de seu grupo, por isso, se cruzar com elas é muito provável que aconteçam colisões frontais.

“É uma situação instável”, pois os choques frontais romperiam e transformariam os objetos em poeira”, disse o astrônomo.

A equipe considera que esta pequena lua “extravagante” poderia ser um dos últimos remanescentes de um satélite maior que fez parte de algum dos grupos lunares.

Para os cientistas, esclarecer “as complexas influências” que deram forma à história orbital de uma lua pode oferecer dados sobre os primeiros anos do Sistema Solar.

Por exemplo, o fato de se saber que nos diversos grupos orbitais de Júpiter continuam sendo abundantes as luas menores “sugere” que as colisões que originaram elas ocorreram depois da era da formação do planeta, quando o Sol ainda estava cercado por um disco giratório de gás e poeira que ajudou a formar os astros do sistema.

A descoberta inicial da maior parte das novas luas de Júpiter foi realizada com o telescópio Victor Blanco, de Colina Tololo, no Chile, que recentemente foi melhorado com uma câmera de energia escura, o que o transforma em “uma potente ferramenta” para monitorar o céu noturno em busca de objetos pouco luminosos.

(Agência EFE)

Pesquisador francês da área de Química dará palestra e minicurso na UFC

O Programa de Pós-Graduação em Química da Universidade Federal do Ceará receberá a visita do professor Remi Chauvin, da Université Toulouse III – Paul Sabatier (França) e colaborador do Grupo de Bioinorgânica da UFC, através de programa financiado pelos governos brasileiro e francês (COFECUB). A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

Nessa universidade, Chauvin dará palestra e oferecerá minicurso, em inglês em atividades, gratuitas e abertas a alunos, professores e pesquisadores de graduação ou pós-graduação, bem como a profissionais das áreas de química, física, bioquímica, engenharias e farmácia.

Palestra

O professor Remi Chauvin dará palestra na próxima segunda-feira (16), às 14 horas, no anfiteatro da Pós-Graduação em Química (Bloco 940), no Campus do Pici. Já nos dias 18 e 19, às 14 horas, ele ministrará o minicurso, na sala 2 do Bloco 940.

Na palestra, ele abordará a descoberta de compostos naturais do tipo alquino-carbinóis com atividade anticâncer, e os estudos de produção sintética de novos compostos análogos melhorados para seu emprego terapêutico. No curso, o pesquisador apresentará vários casos de fármacos, cujo princípio ativo apresenta assimetria molecular, mostrando como novas rotas específicas de produção vêm sendo aplicadas com emprego de química sintética.

Perfil

O professor Remi Chauvin, filho do contemplado com o Prêmio Nobel de Química de 2005, Yves Chauvin, obteve o doutorado em Química com orientação do professor Henri Kagan, em Orsay (França). Realizou, em seguida, pós-doutorados com os professores Barry Sharpless (ganhador do Prêmio Nobel de Química de 2001) e Andrea Vasella (Suíça).

Foi ainda pesquisador R&D (research and development) na empresa Roussel-Uclaf (França, 1990-1993) e, em 1993, tornou-se pesquisador do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS, sigla em francês) na Universidade de Toulouse, onde se qualificou como professor titular em 1998.

Nos últimos 10 anos cogerencia pesquisas na Escola de Ciências Biomédicas da Universidade de Huaqiao (China). Seus interesses se estendem da química de organometálicos do grupo principal para uso em catálise (ligantes extremos à base de ligantes fósforo-carbono) à química matemático-computacional para análises teóricas (quantificação de conceitos químicos, quiralidade, aromaticidade), aplicando química orgânica à física (com o desenvolvimento de moléculas com propriedades óticas, elétricas e de cristais líquidos), bem como à biologia (com a criação de moléculas lipídicas acetilênicas bioinspiradas com propriedades antitumorais e antibacterianas).

Remi Chauvin tem mais de 180 publicações em renomadas revistas científicas de alto impacto, além de seis patentes.

(Foto – Divulgação)

Prefeituras reclamam da demora no repasse de medicamentos básicos

Da Coluna do Eliomar de Lima no O POVO desta quinta-feira:

Há vários municípios que estão na bronca com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). É que, mesmo pagando em dia pela cota de medicamentos básicos ao Estado, os remédios não estão chegando com celeridade nos postos de saúde dessas cidades. A reclamação é grande por parte das secretarias municipais e, na ponta, pelos pacientes.

Hoje, várias prefeituras compram medicamentos junto com a pasta estadual da saúde, o que é uma medida saudável, até porque acaba barateando os custos e aumentando o poder de negociação do Estado com grandes laboratórios. Mas o problema, no caso, é que a demora na entrega dos pedidos chega a ser de até seis meses, o que compromete o atendimento e a qualidade do serviço.

A Sesa diz que há problemas de burocracia, com licitações ou atraso nos repasses de produtos, mas o cidadão precisa do medicamento. Sem tantas explicações anestésicas.

Governo apoiará, pela primeira vez, curso de cultivo de cannabis para fins medicinais

Pela primeira vez, o governo federal irá apoiar um curso dedicado ao cultivo de maconha para fins medicinais. A iniciativa é da associação ABRACannabis, que conta com o incentivo da Fiocruz no projeto. Informa o jornal O Globo.

As aulas são direcionadas a profissionais da saúde e pacientes que fazem uso de medicamentos derivados de cannabis e, durante dois dias, serão debatidas técnicas de cultivo e os aspectos históricos, sociais e medicinais da maconha. Não haverá aula prática, já que o habeas corpus concedido a manipuladores de cannabis não permite a locomoção da erva.

O curso é gratuito e acontecerá neste final de semana no Instituto Fernandes Figueira, no Rio de Janeiro.

A iniciativa vem poucos dias após o presidente da Anvisa, Jarbas Carvalho, declarar em um seminário que vai dar início ao processo de legalização do plantio da erva para esse fim no país.

Ariosto Holanda propõe parceria Senge e Crea para manutenção do CVT dos Engenheiros

O deputado federal e professor Ariosto Holanda (PDT) propôs à diretoria do Sindicato dos Engenheiros no Ceará (Senge-CE) o registro da entidade como Instituição de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICT) nos moldes do Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação, do qual foi relator como parlamentar. Com isso, a entidade poderá captar recursos com formulação de projetos. A medida visa garantir a sustentabilidade do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) do Senge-CE, criado com emenda individual de R$ 500 mil do pedetista.

Em palestra no sindicato sobre o tema Extensão Tecnológica, Ariosto sugeriu ao presidente do Crea, Emanuel Mota, uma parceria com o Senge-CE para a realização de cursos no CVT para atualização tecnológica dos profissionais da Engenharia, estudantes da área e comunidade do entorno na praia de Iracema, em Fortaleza. O parlamentar foi saudado pela presidente do Senge-CE, Helena de Araújo, ao destacar, não o político, mas o engenheiro e lembrar que, na distinção “entre o joio e o trigo, Ariosto é o trigo”.

A vice-presidente do Sindicato e coordenadora do CVT, Thereza Neumann, informou que pretende tornar a entidade de capacitação um centro de excelência com gestão compartilhada com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Fiec-Senai, Sebrae, Crea, universidades e outras instituições da área. O CVT é dotado de sala de videoconferência mobiliada para cursos a distância, lousa digital multimídia – usada por Ariosto Holanda na sua palestra – e notebooks.

Junta Comercial utiliza tecnologia avançada para reforçar segurança do seu banco de dados

A Junta Comercial do Estado do Ceará está implementando a tecnologia blockchain, de última geração, para garantir a segurança e a imutabilidade dos documentos registrados no seu banco de dados. Nesta terça-feira (22), às 10 horas, no auditório da autarquia, a presidente da Jucec, Carolina Monteiro, apresentará essa tecnologia. O evento contará com apresentação do especialista em tecnologia e presidente da TCI, Mário Lima, e da especialista em Blockchain e cofundadora da Star Labs, Nathalia Nicoletti.

A tecnologia Blockchain é o que há de mais moderno em termos de transparência de transações, tornando o banco de dados dos registros ainda mais seguro, garante a Juced que, nos últimos meses, tem investido em tecnologia O objetivo é simplificar e agilizar o processo de registro de empresas no Ceará, iniciado com o armazenamento de dados em nuvem para utilização pelo Sistema de Registro Mercantil, lançado em maio de 2017.

A Jucec será o primeiro órgão do Estado e a primeira junta do país a utilizar a inovação tecnológica blockchain (também conhecido como “o protocolo da confiança”). Essa tecnologia traz como benefícios a alta qualidade de dados, integridade do processo, transparência e imutabilidade, confiabilidade e longevidade, pois devido às redes serem descentralizadas, a blockchain não tem um ponto central de falha e é mais resistente a ataques maliciosos, adianta a dirigente da Jucec.

Pro-reitor da UFC agora é membro da Academia Brasileira de Ciências

O professor Antonio Gomes, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação e integrante do Departamento de Física da Universidade Federal do Ceará, tomará posse, às 19 horas desta quarta-feira, como membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC). A cerimônia ocorrerá no Rio de Janeiro (RJ), como parte da programação da reunião magna da entidade.

Antonio Gomes foi eleito em dezembro de 2017 para compor o quadro dos membros titulares da ABC. Além dele, outros 15 pesquisadores compõem a lista de novos integrantes titulares da instituição. Eles passam a ter assento permanente na academia, que contribui para o desenvolvimento científico do País.

Pesquisador

Na condição de pesquisador, Antonio Gomes desenvolve trabalhos na área de física da matéria condensada com ênfase em nanociência e nanotecnologia. Já atuou como pesquisador visitante nas Universidades de Tohoku (Japão), no Massachusetts Institute of Technology (EUA), na Universidade de Lyon (França) e na Universidade de Campinas (São Paulo).

A UFC passa a ter seis membros titulares na ABC. Gomes junta-se ao time formado pelos professores Benildo Sousa Cavada (Bioquímica e Biologia Molecular), João Lucas Marques Barbosa (Matemática), Luiz Drude de Lacerda (Labomar), Manassés Claudino Fonteles (Medicina) e Edilberto Rocha Silveira (Química Orgânica e Inorgância). O professor Eduardo Vasconcelos de Oliveira Teixeira (Matemática), eleito quando estava na UFC, desligou-se da universidade e atualmente desenvolve pesquisas nos EUA.

(Foto – UFC)

 

Pesquisa aprimora fármacos contra doença de Chagas e elefantíase

Pesquisadores do Departamento de Física da Universidade Federal do Ceará  já estão produzindo fármacos de qualidade voltados para Chagas e elefantíase, doenças normalmente negligenciadas, com pacientes contado apenas com um tipo de medicamento.

A partir de modificações na forma como as moléculas do composto estão organizadas, esses pesquisadores, integrantes do Laboratório Multiusuário de Cristalografia Estrutural (LABCRES), conseguiram tornar o medicamento mais eficiente. Isso, de acordo com os estudos, sem alterar o princípio ativo, reduzindo a necessidade de tomar doses mais altas e evitando maiores efeitos colaterais nos pacientes.

Essa pesquisa pode ser acessada no site da Agência UFC de Notícias (www.agencia.ufc.br), portal de divulgação científica e de extensão da Universidade.

(Foto J. Panela/UFC)

Centenário da Teoria da Relatividade ganhará monumento em Sobral

222 1

A Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura de Sobral (Zona Norte) acaba de lançar um concurso público de ideias para o projeto de monumento arquitetônico comemorativo dos 100 anos da comprovação da teoria da relatividade em Sobral. As inscrições serão online e acontecerão de 27 de abril a 11 de junho. Os resultados das propostas serão divulgados dia 25 de junho.

O concurso será organizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB). Podem participar equipes compostas por profissionais diplomados e coordenadas por um Arquiteto e Urbanista, legalmente habilitado, residente e domiciliado no Brasil, informa a assessoria de imprensa do município.

O prefeito Ivo Gomes vem articulando junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) a realização do evento. A ideia é de que o centenário já comece a ser comemorado no município em maio de 2018, para que haja um ano de comemorações – o Ano Municipal das Ciências.

Monumento

A construção do monumento faz parte da comemoração dos 100 anos da comprovação da Teoria Geral da Relatividade, do físico alemão Albert Einstein, em Sobral, em 29 de maio de 1919, possibilitada pela observação de um eclipse solar. A teoria derrubou ideias fundamentais da física clássica ao mostrar que o espaço não era absoluto e o tempo não corria de modo uniforme, mas eram sim grandezas relativas, que dependiam do observador.

Secitece terá uma mulher como titular. PCdoB mantém controle sobre a pasta

522 1

O PCdoB manteve o controle na Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior d Estado. A professora Nágyla  Drumond, que era a secretária-executiva da pasta, tomará posse, nesta segunda-feira (23, como titular da pasta no lugar de Inácio Arruda, que deixou o cargo para se candidatar a deputado federal. O ato ocorrerá às 15h30min, no auditório da Secitece (bairro Edson Queiroz).

Nágyla Drumond é a primeira mulher a ocupar esse cargo. “Precisamos fazer com que o ‘pensar a Ciência’ integre o repertório político das mais diversas esferas da gestão pública. Ciência, Tecnologia, Inovação e o Ensino Superior são pilares para o desenvolvimento do nosso estado e país”, diz.

Perfil

Doutoranda em Sociologia (Universidade Federal do Ceará desde fevereiro-2014). Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Ceará (2001) e mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (2007). Foi professora da rede pública estadual (2005 a 2007), professora do Instituto Dom José – UVA (2007 a 2010) e professora da Universidade Estadual do Ceará (UECE), vinculada ao Departamento de Ciências Sociais (2010 – 2016).

(Foto – Divulgação)

Putin diz que Rússia não renuncia a seus planos de chegar à Lua

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, garantiu nesta quinta-feira (12), ao visitar o Museu da Cosmonáutica de Moscou, que o programa para enviar um astronauta russo à Lua até 2030 continua em andamento. A declaração foi feita no 57º aniversário do histórico voo de Yuri Gagarin, o primeiro homem a entrar na órbita da Terra. Por conta disto, as Nações Unidas celebram a cada 12 de abril o Dia Internacional do Voo Espacial.

“Já estamos terminando o trabalho na nave Federatsiya (Federação)”, afirmou Putin, em referência à nova nave espacial russa que substituirá em um futuro próximo a envelhecida Soyuz e que, ao contrário desta, será recuperável para ser utilizada em vários lançamentos.

Além disso, a Rússia já começou a desenvolver o foguete superpesado que será utilizado nos voos à Lua e cujo “primeiro teste está previsto para dentro de dez anos, Não há dúvida, trabalharemos ativamente para realizar este programa”, afirmou Putin.

Em primeiro lugar, o programa russo prevê a participação no projeto de implantação de uma estação espacial internacional na órbita do satélite natural da Terra. Depois, terá como meta alunissar e erguer módulos lunares permanentes para investigar a superfície da Lua.

A Rússia não tem nenhuma intenção de deixar os ambiciosos projetos internacionais para a conquista do espaço, apesar das más relações atuais com os países do Ocidente, sobretudo com os Estados Unidos, a outra grande potência espacial mundial.

“Não temos intenção de sair de nenhum programa. Temos parceiros para a Lua, e depois para investigar Marte. Aí estão Estados Unidos, Canadá, Japão e União Europeia”, afirmou Putin.

(Agência Brasil)