Blog do Eliomar

Categorias para Comércio

Centro Fashion anuncia bazar com produtos oferecendo descontos até 80%

Da Coluna O POVO Economia, da jornalista Neila Fontenele, no O POVO desta quinta-feira:

O Centro Fashion Fortaleza fará um bazar entre os dias 22 e 26 deste mês. A ação, segundo André Pontes e Francisco Philomeno Neto, diretores do polo comercial, quer manter o fluxo de venda depois do Dia do Pais.

Os administradores do Centro Fashion informam que os permissionários darão descontos de até 80% nas peças para zerar o estoque da coleção anterior.

(Foito – Reprodução do Youtube)

Supermercados desperdiçam R$ 3,9 bi em alimentos por ano, diz Abras

Os supermercados brasileiros desperdiçaram, no ano passado, o equivalente a R$ 3,9 bilhões em frutas, legumes e verduras e produtos das sessões de padaria, peixaria e açougue. Na comparação com 2016, houve queda de R$ 54.2 milhões. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (15) pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), na capital paulista.

O levantamento, feito em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA/Provar), considerou números de 2.335 supermercados do país. Apenas em frutas, verduras e legumes, o desperdício atingiu R$ 1,8 bilhão no ano passado, aproximadamente R$ 600 mil a mais do que em 2014.

O superintendente da Abras, Márcio Milan, disse que sensibilizar o setor supermercadista para o desperdício é mais importante do que considerar as perdas financeiras. “Temos que discutir com todo o setor produtivo. Juntos somos capazes de resolver isso”, afirmou Milan.

Na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), empresa estatal de abastecimento que recebe produtos de 1,5 mil municípios brasileiros e de 14 países e comercializa de 10 a 12 mil toneladas diariamente, as perdas diárias são estimadas em 1,3%.

Segundo a chefe do Centro da Qualidade, Pesquisa e Desenvolvimento da Ceagesp, Anita Gutierrez, para evitar o desperdício, é importante que o alimento tenha qualidade no momento da colheita. “O tratamento pós-colheita – passar cera – ajuda, mas não resolve. Para que se tenha um bom produto na gôndola, ele tem que ser produzido de maneira correta”, afirmou Anita.

Podridão

Anita identifica, entra os principais problemas que levam os alimentos à podridão, danos mecânicos na colheita e na pós-colheita – no momento da embalagem e no manuseio. A perda de água e os machucados nos alimentos, além disso, levam à redução considerável de valor.

Outro ponto levantado pela especialista é a diferença de temperatura a que o produto é submetido no período que abrange da colheita à embalagem e transporte até o destino final. Certos alimentos são transportados sob refrigeração e, quando chegam ao destino, levam choque de temperatura, o que acelera seu metabolismo e leva à perda de qualidade.

O diretor da Associação Brasileira de Agronegócio, Luiz Cornacchioni, também destacou que metade das perdas do setor ocorre durante a logística (processo que envolve armazenagem, circulação e distribuição de produtos). A comercialização com menos intermediários da roça aos supermercados, permitindo melhores ganhos tanto para o produtor, e preços mais baixos para o consumidor, é uma das metas.

Agricultura familiar

Em junho deste ano, a Abras firmou protocolo de intenções para aumentar o relacionamento dos supermercados com a agricultura familiar. O consultor Vitor Correa, da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, informou que técnicos já estão sendo capacitados para esse acompanhamento. Segundo Correa, atualmente, 3,5 milhões de famílias trabalham no setor, sendo 600 mil em cooperativas.

(Agência Brasil)

Fortaleza Liquida deve oferecer produtos com descontos até 70%

Vem aí o IX Fortaleza Liquida.

Será realizada de 30 de agosto a 9 de setembro em Fortaleza e Região Metropolitana, com expectativa de ter a adesão de 4.500 lojas, informa o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Assis Cavalcante.

A previsão é de que o evento, criado para aquecer o comércio, ofereça descontos de 10% até 70%.

(Foto – Paulo MOska)

Dia dos Pais – Procon destaca variação de até 850% no preço dos presentes

Essa é para os filhinhos e filhinhas e agregados que estão indo às compras de olho no Dia dos Pais: os mimos estão apresentando diferença nos preços de até 850% É o que revela uma pesquisa realizada pelo Procon de Fortaleza. O levantamento apresentou 35 opções entre serviços e produtos para presentear na data que será comemorada no próximo domingo, 12.

A diferença no preço de um mesmo serviço, como por exemplo a pigmentação de barba, pode chegar a 850%, com preços que vão de R$ 10 a R$ 95. Os dados foram apurados nos dias 2, 3 e 6 de agosto.

Já os itens de tecnologia também podem apresentar alta variação. Os preços de smartphones com as mesmas configurações podem ser encontrados de R$ 1.159 a R$ 1.799, ou seja, 55,22% de diferença.

(Com Julliane Vieira/O POVO/Foto – Ilustrativa)

Pão de açúcar celebra seu 59º aniversário

Agosto é o mês de aniversário do Pão de Açúcar.

Para comemorar seus 59 anos, o grupo oferecerá 42 dias com muitas ofertas em todas as lojas da rede e e-commerce.

Durante seis finais de semana, já a partir desta sexta-feira, 27, começando sempre às sextas-feiras, acontecerá o “Preços Off especial Aniversário Pão de Açúcar”. Trata-se de itens selecionados especialmente para a data (como vinhos, destilados, chocolates e cervejas especiais) a partir do que os clientes mais desejam nas lojas da rede, que estarão com descontos variando entre 20% e 50%.

Semanalmente, segundo a assessoria de imprensa do grupo, a categoria de produtos e as ofertas mudarão, permitindo variedade de opções e soluções completas para diversos momentos do dia a dia. As ofertas serão conhecidas em lojas, redes sociais da marca, filmes para a televisão fechada e no aplicativo do Pão de Açúcar Mais.

Confira alguns exemplos válidos para os dias 27, 28 e 29 de julho:

· Todos os queijos especiais e fondues com 30% de desconto

· Todos os Gins com 30% desconto.

· Cerveja Budweiser 269ml – de R$ 2,99 por R$ 1,99

· Vinhos Santa Rita (Chile) com 30% de desconto

· Todas as fraldas e lenços umedecidos 30% desconto.

DETALHE – Ofertas válidas para todos os supermercados Pão de Açúcar, lojas Minuto Pão de Açúcar e o e-commerce (www.paodeacucar.com.br).

(Foto – Divulgação)

Prefeito envia nova mensagem à Câmara Municipal sobre lei do reajuste das taxas de alvarás

622 7

A Câmara Municipal de Fortaleza foi convocada pelo presidente da Casa, Salmito Filho (PDT), para sessão extraordinária, na segunda-feira, 30 – não mais na sexta-feira, 27 -, para votar mensagem do Poder Executivo que propõe o parcelamento do pagamento do alvará e prorroga por 30 dias o prazo para renovação. A mensagem sofre mudanças depois de muita pressão de entidades do setor produtivo.

Pela nova versão, os estabelecimentos comerciais de Fortaleza poderão renovar o alvará de funcionamento, com o prazo final passando do dia 31 de julho para o dia 30 de agosto, podendo fazer o pagamento em até cinco parcelas, entre os meses de agosto e dezembro.

A proposta que consta na mensagem do Poder Executivo foi o resultado de uma reunião, no Paço Municipal, entre o prefeito Roberto Cláudio  e o presidente da Câmara, Salmito Filho, com outros vereadores e representantes de entidades do setor empresarial, além de secretários municipais.

Outro ponto apresentado por representantes da FIEC, Fecomércio e CDL, presentes no encontro, tratava dos critérios de definição de área útil construída para base de cálculo do alvará. Ficou definido um estudo por uma comissão tripartite, formada por técnicos da Prefeitura, entidades empresariais e Câmara Municipal para posterior análise e decisão do Poder Executivo.

(Foto – Aurélio Alves)

Câmara Municipal de Fortaleza tem convocação extra para parcelamento da Taxa de Alvarás

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), convocou, no início da manhã desta quarta-feira (25), uma sessão legislativa extraordinária, na sexta-feira (27), a partir das 9 horas, para a apreciação do Projeto de Lei 0383/2018, de origem do Poder Executivo, que “autoriza o pagamento parcelado da Taxa de Licença para localização e Funcionamento de Estabelecimento e atividades diversas e da Taxa de Licença Sanitária e dá outras providências”.

Segundo Salmito, a convocação extraordinária poderá realizar tantas sessões quantas sejam necessárias à efetiva apreciação da matéria em pauta. De acordo ainda com o presidente do Legislativo Municipal, a convocação não resultará em nenhuma despesa extra para o contribuinte de Fortaleza.

(Foto: Arquivo)

Empresário Zenir ganha homenagem torcendo pela geração de empregos

Assis Cavalcante, presidente da CDL, Zenir e Freitas Cordeiro, presidente da FCDL.

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL-CE) e a CDL de Fortaleza realizaram, nessa noite de quinta-feira, no Theatro José de Alencar, a festa do Dia do Comerciante.

Na ocasião, houve a entrega do Troféu Clóvis Rolim, a mais alta comenda da FCDL, ao empresário José Alves de Oliveira, o Zenir, diretor-presidente da Zenir Móveis e Eletros.

O homenageado comemorou com a família a comenda.

Natural de Jucás, o empreendedor é o 46º homenageado com a comenda. Zenir se disse “honrado” com a homenagem e avisou que vai continuar trabalhando sempre “para gerarmos mais emprego e renda para o nosso povo”.

Até 2020, o empresário promete implantar mais 10 lojas. Atualmente, são 50 lojas no Estado. Sobre as eleições presidenciais, disse esperar que o próximo dirigente do País venha com o propósito de melhorar a economia e promover a volta dos empregos.

DETALHE – O ato foi dos mais concorridos e contou ainda com show do cantor e compositor Roberto Menescal, que fez 80 anos e comemora 60 anos da Bossa Nova.

(Fotos – Paulo MOska)

Roberto Menescal cantará durante a festa do Troféu Clóvis Rolim

Um dos pais da Bossa Nova, Roberto Menescal, vai se apresentar, no Theatro José de Alencar, durante a cerimônia de entrega do Troféu Clovis Rolim, a maior comenda concedida pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL).

O compositor, arranjador e produtor de grandes mitos como Elis Regina e Emílio Santiago cantará suas inesquecíveis e antológicas canções em uma noite que reunirá os maiores empresários do comércio cearense. Neste ano, o agraciado com o troféu será José Alves de Oliveira, o Zenir (Lojas Zenir).

(Foto – Divulgação)

Confiança do consumidor recuou 6,1% em junho, aponta SPC

O Indicador de Confiança do Consumidor recuou 6,1% em junho na comparação com maio. Com esse recuo, o indicador retrocedeu para 38,8 pontos, o que representa o mais baixo patamar desde janeiro de 2017, início da série histórica. Os dados foram apurados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Pela metodologia, o indicador varia de zero a 100, sendo que resultados acima de 50 pontos demonstram o predomínio de otimismo, ao passo que abaixo de 50, o que prevalece é a visão pessimista.

Na avaliação do presidente da CNDL, José Cesar da Costa, mesmo com o fim da recessão, a confiança do consumidor encontra dificuldades para atingir resultados consistentes, tendo em vista o tímido crescimento da economia, que ainda não se recuperou das perdas acumuladas ao longo da crise e nem se reflete em melhora efetiva nos dados de emprego e renda. Em junho, o quadro foi agravado pela paralisação dos caminhoneiros ocorrida ao final de maio.

“Ao chamar a atenção para a questão dos preços dos combustíveis, para a alta carga tributária e para a deficiência da matriz de transportes, o protesto reforçou a Indicador de Confiança do Consumidor a percepção negativa sobre a situação econômica, trazendo de volta a memória da crise. Esses são fatores relevantes que impactaram a queda da confiança”, explica o presidente.

O Indicador de Confiança é composto pelo Indicador de Cenário Atual, que caiu de 30,8 pontos para 28,9 pontos em um mês e pelo Indicador de Expectativas, que retrocedeu ao passar de 51,8 pontos em maio para 48,6 pontos em junho.

De acordo com o levantamento, em cada dez brasileiros, oito (79%) avaliam negativamente as condições atuais da economia brasileira. Para 18%, o desempenho é regular, e para apenas 1% o cenário é positivo. Entre aqueles que avaliam o clima econômico como ruim, a principal explicação é o desemprego elevado, citado por 67% dos entrevistados.

Mesmo com a inflação sob controle, os preços considerados altos foram citados por 62% dos consumidores, assim como os juros, mencionados por 48%. Há ainda 30% de entrevistados que atribuem o momento ruim a desvalorização do real frente ao dólar.

Já quando se trata de responder sobre a própria vida financeira, o número de consumidores insatisfeitos é menor do que quando se avalia a economia do Brasil como um todo, mas ainda assim é elevado. De acordo com a sondagem, 45% dos brasileiros consideram a atual situação financeira como ruim ou péssima. Outros 45% consideram regular e um percentual menor, de 8%, consideram o momento bom.

(Agência Brasil)

Lojistas da Monsenhor Tabosa promovem bazar

A Avenida Monsenhor Tabosa vai promover nesta sexta, 20, e sábado, 21, a quarta edição do Bazar da Tabosa. A campanha promocional, realizada pela Associação dos Lojistas da Monsenhor Tabosa (Almont), promete oferecer até 80% de descontos nas mais de 100 lojas credenciadas desse corretor turístico de Fortaleza.

O consumidor, segundo a assessoria de imprensa da associação, poderá desfrutar ainda da boa gastronomia cearense e de uma programação cultural diversificada.

“Aqui na Monsenhor Tabosa temos trabalhado para conquistar cada vez mais o nosso público que é o fortalezense, porque é através dele e com o famoso boca a boca que o turista chega”, avisa a presidente da Almont, Márcia Oliveira.

(Foto – Divulgação)

Vendas do comércio caem 0,6% de abril para maio

O volume de vendas do comércio varejista nacional recuou 0,6% de abril para maio deste ano. A queda praticamente descontou a alta de 0,7% registrada na passagem de março para abril. O dado da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) foi divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos outros tipos de comparação temporal, no entanto, o volume do comércio avançou: média móvel trimestral (0,4%), comparação com maio de 2017 (2,7%), acumulado do ano (3,2%) e acumulado de 12 meses (3,7%).

Seis das oito atividades do comércio varejista pesquisadas tiveram queda, com destaque para o segmento de combustíveis e lubrificantes (6,1%). Também tiveram recuo na produção as atividades de livros, jornais, revistas e papelaria (6,7%), equipamento e material para escritório, informática e comunicação (4,2%), tecidos, vestuário e calçados (3,2%), móveis e eletrodomésticos (2,7%) e artigos farmacêuticos, médicos e de perfumaria (2,4%).

A única atividade com alta foi supermercados, alimentos, bebidas e fumo, com 0,6%. O segmento de outros artigos de uso pessoal e doméstico manteve-se estável.

O varejo ampliado, que também inclui os segmentos de veículos e de materiais de construção, recuou 4,9%, principalmente por causa da queda de 14,6% na atividade de venda de veículos, motos, partes e peças. O volume de comércio dos materiais de construção também caiu: 4,3%.

O varejo ampliado também teve queda na média móvel trimestral (0,6%), mas avançou em relação a maio de 2017 (2,2%), no acumulado do ano (6,3%) e no acumulado de 12 meses (6,8%).

Receita nominal

A receita nominal do comércio varejista caiu 0,3% na comparação com abril, mas cresceu 0,6% na média móvel trimestral, 4,1% na comparação com maio do ano passado, 3,8% no acumulado do ano e 3,1% nos 12 meses.

A receita do varejo ampliado recuou 3,6% na comparação com abril e 0,3% na média móvel trimestral. Houve crescimentos de 3,4% na comparação com maio de 2017, 6,6% no acumulado do ano e 5,8% no acumulado de 12 meses.

(Agência Brasil)

Sindicato dos Lojistas divulga nota repudiando aumento das taxas de alvarás

Depois da Federação do Comércio do Ceará, agora é a vez do Sindicato dos Lojistas de Fortaleza divulgar nota repudiando o reajuste das taxas de alvarás da Prefeitura de Fortaleza.

A entidade pede ao prefeito Roberto Cláudio (PDT) que reveja essa “malsinada lei”, observando que esse tipo de medida poderá provocar demissões, aumento de preços e inflação.

Venda com cartão de crédito é uma boa alternativa?

306 1

Em artigo sobre o comércio varejista, o consultor financeiro Fabiano Mapurunga, Mestre em Gestão Empresarial, aponta a segurança no recebimento da venda com cartão de crédito. Confira:

Acompanhar o movimento das vendas do seu comércio, é de suma importância para entender que pontos precisam ser melhorados e como os melhorar. As empresas não podem apenas ficar reféns do acaso, elas precisam sempre estar se observando, e analisando o mercado, para tomar medidas de correção de rumo, se assim for preciso. Hoje vamos discutir um pouco, sobre a forma de venda em cartão de crédito. Entender como ela se encaixa em nossos custos, e quais benefícios ela pode nos trazer para a nossa operação.

Dados colhidos da Pesquisa Mensal do Comércio Varejista da Região Metropolitana de Fortaleza/CE, feita pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC), ligado à Fecomércio-CE, com base em abril de 2018, nos mostram que as vendas no comércio varejista desta região, aumentaram 10,5% com relação a abril de 2017. Demonstram também que, 44,5% das vendas foram feitas com cartão de crédito, apenas 1,9% das vendas foram com cheque pré-datado, 31,2% foram à vista e 19,4% foram à prestação. Esses números demonstram, dentre outras coisas, que a presença da modalidade de vendas “cartão de crédito” é muito expressiva, e salienta que vem cada vez mais ganhando volume no comércio. Os motivos vão desde a praticidade para o cliente, até a segurança de não se andar com dinheiro vivo no bolso, evitando possíveis perdas. A facilidade de ter seus pagamentos estendidos para 30 dias da data da compra, faz parte deste conjunto de atrativos também.

Outras pesquisa, também realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC) em junho de 2018, intitulada Perfil do Endividamento do Consumidor de Fortaleza, demonstra que em junho de 2017, 65,8% dos consumidores estavam endividados. Já em junho de 2018 esse número tem uma pequena queda para 62%. Porém houve um aumento do número de consumidores com dívidas em atraso, onde em junho de 2017 eram 22,4% e passou para 29,3% em junho de 2018. Tais números nos expressam o cuidado que o comércio deve ter, tanto na concessão do crédito direto expresso pelo uso de crediário, quanto exprime mais ainda a importância de se utilizar a modalidade de venda cartão de crédito, por tirar o seu risco de inadimplência. Porém o uso da modalidade de vendas em cartão de crédito, expressa alguns cuidados, por parte das empresas, que precisam ser levados em conta na sua gestão. São estes:

1 – Ao fazer sua margem de lucro, não deixe de levar em consideração tudo que lhe é cobrado pela administradora de cartões como: taxa administrativa (para crédito à vista, para crédito parcelado e para débito), aluguel da maquineta e taxa de antecipação (caso sua empresa faça a antecipação dos créditos das vendas);

2 – Os bancos enxergam a venda em cartões, como um verdadeiro tesouro. Por isso, procure saber negociar melhor na hora de pensar em tomar um empréstimo, dando como garantia os seus recebíveis de cartão, pois eles são considerados uma garantia potencialmente interessante;

3 – Faça sempre o comparativo entre as taxas administrativas e os aluguéis de maquinetas, cobradas pelas administradoras de cartões, considerando as categorias: crédito à vista, crédito parcelado e débito. Tais administradoras de cartões, sempre oferecem promoções para atrair seus clientes. Não podemos perder a oportunidade de barganhar preço. Não deixe também, de negociar com seu banco, a possibilidade de redução de tarifas de contas. Pelo fato dos créditos dos seus cartões estarem entrando naquela instituição, isso tem um forte poder de barganha;

4 – Estabeleça na sua tesouraria, uma rotina diária de conciliação das vendas com cartões de crédito. Você precisa ter a certeza de que, tudo que você vendeu no cartão, realmente entrou em sua conta, e se os valores de taxas administrativas cobradas, e que estão deduzidas das suas vendas a receber, estão em conformidade com o que foi acordado.

É uma boa opção a venda em cartão, pela segurança no recebimento do crédito e pela comodidade que traz para o cliente. Porém, vamos saber reduzir nosso custos transacionais e não deixem de fazer uma conciliação de recebimentos minuciosa.

Fabiano Mapurunga

CEO da Go Partners Consultoria em Finanças e Negócios. Mestre em Gestão
Empresarial. MBA em Gestão de Negócios. MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Neymar cai quatro vezes e decepciona torcedores que esperavam bebida grátis por cada tombo

Para quem esperava ficar embriagado à custa das quedas de Neymar, a vitória do Brasil por 2 a 0 sobre a Sérvia foi decepcionante. Aproveitando as críticas contra o atacante nos dois primeiros jogos da Copa do Mundo, contra Suíça e Costa Rica, onde ele caiu cerca de 20 vezes, bares prometeram distribuir doses de bebidas alcoólicas a cada queda do jogador. Contudo, diante dos sérvios, o atleta sofreu apenas quatro quedas. E nem o árbitro assistente de vídeo (VAR) ajudou os sedentos torcedores.

Nesse jogo, o brasileiro mostrou estabilidade em campo. Apesar de não ter balançado as redes adversárias, cresceu de produção e deu o passe para o gol de Thiago Silva. “Não estou reconhecendo o Neymar”, lamentava uma torcedora no fim do jogo no Boteco do Imprensa, no bairro Dionísio Torres, onde shots de vodka foram distribuídos a cada tombo do brasileiro.

“Estamos transmitindo todos os jogos da seleção, mas queríamos atrair mais público, então pensamos em fazer essa promoção, seguindo o que bares do Sul e Sudeste estão fazendo. Agora, só depende dele cair, ele tem de cair”, brincou Pedro Neto, proprietário do bar.

Foi a primeira vez que o designer de interiores Rennê Santos, 25, assistiu jogos da Copa no estabelecimento. Apesar de não acompanhar futebol, ele vestiu roupas com as cores de bandeira do Brasil e foi torcer. “Achei essa ideia da bebida (grátis) muito criativa. Confesso que estou torcendo mais pelo Neymar cair que pelo gol, mas quero a vitória também”, disse.

O espaço no bairro Dionísio Torres foi tomado por torcedores com olhares divididos entre o telão e o árbitro improvisado pelo bar para liberar a rodada de bebida. Contradizendo a tradição do futebol, neste caso, o juiz era ovacionado a cada aparição. Funcionário da administração, John Gomes recebeu um apito e dois cartões: um amarelo e um verde, indicando aos garçons se o tombo valeu. “Aqui não tem VAR, simulando ou não, libero bebida para todo mundo”, disse.

Diante da escassez de quedas, a torcida passou a “simular”, comemorando até quando outros atletas caíam. “A regra é clara, não foi ele”, tentava argumentar John, fazendo gestos sugerindo ter revisto o lance por meio do VAR. Após o segundo gol, com a classificação garantida, a torcida engrossou o coro pedindo que o atleta se jogasse no chão, mas não adiantou. Ao longo de todo o segundo tempo, apenas uma falta foi marcada. “Pensei que ia cansar de liberar bebida, mas ele caiu pouco”, lamentou John, o árbitro, após o jogo.

(O POVO Online / Foto: Mareus Dantas)

Sistema Fecomércio 70 anos será apresentado nesta semana

O presidente do Sistema Fecomércio, Maurício Filizola, divulgará para a imprensa, nesta quinta-feira, às 8h30min, na sede da entidade (Bairro Aldeota), os dados sobre o Sistema Fecomércio 70 anos.

No ato, Luiz Gastão, presidente licenciado e interventor do Sesc/Senac/RJ, apresentará também as ações e resultados da sua gestão no Ceará e os dados atuais da sua atuação no Rio de Janeiro.

(Foto – Evilázio Bezerra)