Blog do Eliomar

Categorias para Copa 2018

Gol contra a Alemanha causa terremoto “artificial” no México

Nada de fake news. O gol de Lozano, do México, contra a Alemanha, aos 35 minutos do 1º tempo, na tarde desse domingo (17), durante a Copa da Rússia, causou um terremoto “artificial” na Cidade do México, segundo informações do Instituto de Investigações Geológicas e Atmosféricas A.C., em seu perfil no Twitter.

Exatamente no momento do gol, foi registrado o tremor de terra. O instituto ressaltou que o terremoto foi causado de “forma artificial”, possivelmente causado por “saltos massivos” durante o gol.

O Sismologia Chile, outro instituto que investiga tremores, confirmou em seu perfil o terremoto artificial gerado pelas comemorações dos torcedores. “Aparentemente devemos desativar alguns sensores para evitar que isso aconteça durante o mundial”, informou.

(Com G1/Foto Agência Brasil)

Árbitro mexicano ignora tecnologia e Brasil não passa de empate com a Suíça

Após sair na frente da Suíça, com gol de Philippe Coutinho, aos 19 minutos do primeiro tempo, o Brasil não passou de um empate na estreia da Copa do Mundo, em 1 a 1, na tarde deste domingo (17), em Rostov.

Os brasileiros reclamaram do do árbitro mexicano Cesar Ramos no gol de empate, aos 4 minutos do segundo tempo, quando o atacante Zuber teria empurrado o zagueiro Miranda, antes de cabecear sozinho para o gol.

O Brasil voltou a reclamar do árbitro mexicano, nos minutos finais, após Gabriel Jesus ter sido agarrado e derrubado na área, mas o árbitro não marcou a penalidade, tampouco solicitou as imagens.

No ano passado, Cesar Ramos se envolveu em polêmica na partida entre Honduras e Costa Rica, pelas Eliminatórias. A equipe de Costa Rica garantiu presença na Rússia, após empate em 1 a 1, com gol aos 50 minutos do segundo tempo. Honduras reclamou que o árbitro poderia ter encerrado antes a partida, pois não haveria motivo para uma extensa prorrogação. Na sexta-feira (22), o Brasil enfrenta a Costa Rica, pela segunda rodada do grupo E.

(Fotos: Reprodução)

Rússia: hospitalidade ou preconceito?

Editorial do O POVO neste domingo (17) aborda a proibição da Rússia de manifestação homoafetiva na Copa. Confira:

Vendida como uma festa de congregação entre os povos, a Copa do Mundo de Futebol costuma expor – para o bem e para o mal – características e costumes menos comentadas dos países onde se realiza.

Também é ocasião para o governante do país-sede tentar melhorar a sua imagem perante os seus cidadãos e o mundo. É o que busca fazer o presidente russo, Vladimir Putin, devido aos problemas internos e externos que enfrenta. Depois dos 5 a zero que Rússia aplicou na Arábia Saudita, Putin discursou: ”Nós amamos o futebol. A Rússia é um país aberto, hospitaleiro e amigável”.

Porém, nem tanto. Há muita intolerância contra os adversários do regime e repressão aos homossexuais. Na quinta-feira, o ativista britânico Peter Tatchell, fazia manifestação solitária e pacífica na proximidades da Praça Vermelha, segurando um cartaz com os dizeres: “Putin não age contra a tortura de homossexuais na Chechênia”. Ele foi detido pela polícia e liberado logo depois.

Desde 2013 existe na Rússia uma lei que proíbe “propaganda gay”. A coisa é tão séria que o governo brasileiro preparou um Guia Consular do Torcedor Brasileiro com alertas sobre o comportamento a ser observado na Rússia, principalmente os LGBTs. O guia alerta, por exemplo, para que se evitem “demonstrações homoafetivas em ambientes públicos”, atitude que ser enquadrada em “propaganda de relações sexuais não tradicionais feita a menores”, que pode resultar em multa e deportação.

A Fifa proíbe qualquer tipo de discriminação durantes os jogos, mas nada faz para proteger torcedores de tais abusos. A entidade não pode, é verdade, interferir nas leis do país, mas pode fazer pressão, como fez contra o Brasil, para que bebidas alcoólicas pudessem ser vendidas em estádios, por exemplo. Portanto, a Fifa poderia demandar um pouco mais de esforço para que a Copa, seja, de fato, uma festa da alegria e da celebração da diversidade entre as diversas nacionalidades, independentemente de preferência política, de etnia, cor, ou de orientação sexual.

3 a 0 – Ciro aposta em boa estreia do Brasil na Copa

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, não esteve na manhã deste domingo (17), no Centro de Fortaleza, para a reinauguração da estátua de Leonel Brizola, porque se encontra em João Pessoa/PB, onde participou de evento.

Da capital paraibana, Ciro seguirá para São Paulo, onde participará de novos compromissos.

Apesar da correria, o presidenciável assegura que não descuida da torcida pela Seleção Brasileira, que logo mais enfrenta a Suíça, na estreia das duas equipes na Copa da Rússia. Ciro até aposta na boa estreia do Brasil, diante do placar de 3 a 0, gols de Marcelo, Neymar e Gabriel Jesus.

Quando a partida começar, Ciro se encontrará no aeroporto de João Pessoa. No final da partida, o presidenciável estará em voo para a capital paulista.

(Foto: Arquivo)

Messi e Cueva perdem pênalti e sul-americanos seguem mal na Copa

Para quem achou fraca a vitória do Uruguai sobre o Egito, nessa sexta-feira (15), por 1 a 0, a dois minutos para o final da partida, certamente mudou de ideia neste sábado (16), após as partidas da Argentina (1×1 Islândia) e do Peru (0x1 Dinamarca), no terceiro dia da Copa do Mundo de Futebol, na Rússia.

O mau desempenho dos sul-americanos na Copa poderia ser diferente se o argentino Lionel Messi e o peruano Christian Cuevas não tivessem desperdiçado a cobrança de pênalti em seus jogos.

Outros dois sul-americanos, Brasil e Colômbia, podem melhorar o desempenho. Enquanto o Brasil estreia neste domingo (17), às 15 horas, diante da Suíça, a Colômbia entra em campo na terça-feira (19), às 9 horas, contra o Japão.

Nos outros jogos da Copa deste sábado: França 2×1 Austrália e Croácia 2×0 Nigéria.

(Foto: Reprodução)

Ciro quer todos na torcida pela Seleção. Apesar do 7 x 1

Vai Brasil!

Torcer pelo Brasil? Sempre. Vai Brasil! Rumo ao hexa! Gool!

Publicado por Ciro Gomes em Quinta-feira, 14 de junho de 2018

 

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) gravou vídeo, em sua página no Facebook, conclamando os brasileiros a torcer pela Canarinho.

Para ele, apesar do 7 x 1, da última Copa, quando o Brasil foi goleado em casa, devemos todos saber separar as coisas e não abrir mão dessa paixão nacional.

A Vida entre Copas

Com o título “Vida entre Copas”, eis artigo de Neivia Justa, jornalista, executiva e criadora do Movimento #ondeestãoasmulheres. Ela conta sua experiência como torcedora nas últimas Copas, num contraponto aos cenários deste País de tantas contradições. Confira:

Somos conhecidos como o País do futebol, mas será que, como sugere o protagonista do filme “Além do Homem”, de Willy Biondani, nós, brasileiros, vivemos anestesiados entre Copas? O que temos feito da vida nesses ciclos de quatro anos?

Fazendo uma retrospectiva pessoal, meus primeiros registros remetem à Copa de 1982, quando o Brasil já era tricampeão. Lembro da minha alegria adolescente nos jogos na casa da minha avó e do “hino”: “dá-lhe dá-lhe bola, meu Canarinho vai deixar a gaiola, vai pra Espanha de mala e viola…”

Em 1986, eu estava mais interessada em curtir o último ano do colégio e definir a carreira que seguiria. Só lembro dos gigantescos sombreiros mexicanos. A propaganda da Fiat, na Copa de 1990, está gravada na minha memória: “Lazzaroni brasiliano, técnico de la squadra brasiliana, a la guida de una Uno brasiliana, piacere io sono il papa”. Três meses antes do início dos jogos, o Plano Collor havia confiscado nossas poupanças.

Em 1994, tivemos o alento do tetracampeonato nos EUA, quando ainda sofríamos com a morte trágica de Ayrton Senna. Já em 1998, assisti a primeira vitória do Brasil, narrada em turco, e nossa derrota para a França, narrada em grego, cercada de franceses por todos os lados, em pleno cruzeiro pelo Mediterrâneo na minha última viagem de solteira.

Em 2002, enquanto eu comemorava meu primeiro ano de casada, numa viagem entre Grécia e Itália, o Brasil fazia sua errática campanha nas sedes do Japão e da Coreia do Sul. A edição da Alemanha, em 2006, marcou minha estreia como mãe-torcedora com minhas filhas, nascidas em 2003 e 2005. A Copa da África do Sul, em 2010, passou por nós sem deixar vestígios. Jamais me esquecerei do choro inconsolável da minha caçula, na Copa do Brasil em 2014, quando ela tinha oito anos e nós perdemos para a Alemanha por 7×1.

Ontem começou a Copa da Rússia. Minhas filhas são adolescentes. Estamos passando o Brasil a limpo. O algoritmo diz que a Canarinha vai ganhar. E assim seguimos a vida…

*Neivia Justa neivia@uol.com.br

Jornalista, executiva e criadora do movimento #ondeestãoasmulheres

Assembleia Legislativa muda expediente durante jogos da Seleção Brasileira

Durante as partidas da Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2018, na Rússia, o expediente da Assembleia Legislativa sofrerá mudanças. A Portaria 041/2018, assinada pelo primeiro-secretário do Poder Legislativo, Audic Mota (PSB) disciplina horários. Na etapa inicial da competição, a portaria não contempla apenas o jogo inicial do Brasil contra a seleção da Suíça, pois ocorrerá neste domingo, a partir das 15 horas.

Conforme o texto legal, o expediente do Poder Legislativo será das 14 horas às 18 horas quando os jogos se realizarem às 9 horas. Este é o caso da partida do Brasil contra Costa Rica, no dia 22 de junho (sexta-feira).

No dia 27 de junho (quarta-feira), a Seleção enfrentará a Sérvia às 15 horas. Desta forma, conforme estabelecido na Portaria, o expediente será das 8 horas às 13 horas na Assembleia.

Demais fases

A Portaria estabelece ainda que a Casa funcionará em regime de ponto facultativo nos dias em que os jogos aconteçam às 11 horas ou 12 horas. Caso o Brasil se classifique em primeiro no Grupo A, de que faz parte, uma partida será realizada neste horário no dia 2 de julho (segunda-feira). Na hipótese de passar para as Oitavas de Final na segunda colocação no seu grupo, a Seleção jogará no dia 3 de julho (terça-feira), também às 11 horas.

Caso chegue às Quartas de Final, o Brasil poderá jogar no dia 6 de julho (sexta-feira), às 15 horas, ou no dia 7 de julho (sábado), às 11 horas. Na hipótese de vir a jogar no dia 6 de julho, conforme já definido pela Portaria, o expediente da AL-CE será das 8 horas às 13 horas. Este horário se repete com a possibilidade de o Brasil chegar às Semifinais. Neste caso, a Seleção poderá jogar no dia 10 de julho (terça-feira) ou no dia 11 (quarta-feira).

As partidas decisivas do torneio não são contempladas pela Portaria. Seja na disputa pelo terceiro lugar, no dia 14 de julho (sábado), às 11 horas, ou na grande final, no dia 15 de julho (domingo), às 12 horas, os servidores e servidoras do Poder Legislativo estarão na torcida pela Seleção Brasileira fora dos dias úteis de expediente.

Seleção Brasileira já está definida para estreia na Copa

O técnico da Seleção Brasileira Tite confirmou no treinamento de hoje (14) o time que estreia na Copa do Mundo, no próximo domingo (17), contra a Suíça. Será o mesmo time que iniciou o amistoso contra a Áustria, no último dia 10. O Brasil irá a campo com Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Philippe Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus.

Com isso, o treinador confirma Thiago Silva no lugar de Marquinhos na defesa e Danilo como titular na lateral direita. Lembrando que o jogador do Manchester City só está na Copa porque Daniel Alves, o titular da posição, se lesionou e foi cortado. Fagner, do Corinthians, era reserva de Daniel Alves e, mesmo com o corte do colega de posição, não virou titular no time.

Nos quatro amistosos de preparação para a Copa do Mundo disputados neste ano, a seleção brasileira não teve a defesa vazada e saiu vitoriosa de todos, superando Rússia, Alemanha, Croácia e Áustria.

Desde o início da era Tite, em junho de 2016, o Brasil soma 17 vitórias, três empates e uma derrota, com 47 gols marcados a favor e cinco contra.

A seleção brasileira estreia na Copa do Mundo contra a Suíça no próximo domingo, às 15h (horário de Brasília), na Rostov Arena, em Rostov-no-Don.

*Com informações da Agência EFE

CDL disponibilizará telões para jogos da Seleção Brasileira na Praça do Ferreira

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza vai disponibilizar telões na Praça do Ferreira, no Centro. O objetivo é dar aos que circularem pela área, em ritmo de compras, a chance de conferir os jogos da Seleção Brasileira.

Nesta quinta-feira, já haverá telão no local para que os torcedores possam acompanhar a cerimônia de abertura da Copa da Rússia, informa o presidente da CDL, Assis Cavalcante.

A medida, além de simpática, deve contribuir para que o fluxo de compradores no Centro não sofra prejuízos durante o certame.

DETALHE – Claro que o torcedor poderá aproveitar e tirar do fundo da gaveta aquela sua camisa da Canarinha.

Copa do Mundo – Shopping Iguatemi tem programação especial

O Shopping Iguatemi entra em campo para mais um mundial de futebol. Durante os 30 dias de Copa do Mundo, o shopping promoverá, em parceria com a Coca-Cola, o espaço “Arena Fest”, com telão que transmitirá todos os jogos do campeonato, informa a assessoria de imprensa desse polo de compras.

O espaço ficará ao lado da loja Bel Salvador, no piso superior da expansão. Os clientes poderão acompanhar as partidas da Copa do Mundo gratuitamente, desfrutando de uma série de atividades. Nos jogos do Brasil, o espaço será exclusivo para convidados. Além disso, o Shopping Iguatemi Fortaleza também fará gratuitamente a transmissão dos jogos com telões na praça de alimentação da 1ª etapa.

Na “Arena Fest”, o público aproveitará de um espaço totalmente interativo, com capacidade para 200 pessoas, das 14 às 20 horas, proporcionando aos clientes os serviços de pintura facial, futebol de botão, mesa de pebolim, sinuca, fliperama, chute a gol e brindes. Nos dias de jogos do Brasil, o espaço terá muita música ao vivo e buffet assinado pela Culinária da Van.

Copa do Mundo e os favoritos de sempre

129 1

Com o título “Copa do Mundo 2018: os mesmos favoritos”, eis artigo de Fernando Graziani, editor-chefe de Esportes. Ele fala do maior certame de futebol do mundo, onde os atores, pelo visto, serão os mesmos. Confira:

Faltando dois dias para o início da Copa da Rússia e cinco para a estreia do Brasil diante da Suíça, nada é mais natural do que a especulação de quem são os favoritos para ficar com a taça. O Brasil certamente é um deles pela força do talento individual e do confiante conjunto formado, mas não o único. Ao lado de Espanha e Alemanha, os comandados de Tite formam um trio que será difícil de ser batido.

A jovem e talentosa equipe da França e a Argentina, a depender do desempenho de Messi, têm eventualmente oportunidades na briga, que já ocorre antes da competição começar. Especialmente nas casas de apostas espalhadas pelo mundo.Para cada real investido no Brasil e na Alemanha como campeões, o apostador quintuplica o arriscado; para título da Espanha ou da França, são sete vezes mais de retorno. Já o título da Argentina paga em média 11 vezes para quem acredita nos nossos talentosos vizinhos. Na outra ponta da tabela, um real investido no título da Arábia Saudita ou do Panamá paga mil vezes mais; Coreia do Sul e Marrocos campeões premiam em 750 vezes o valor investido.

O cenário das casas de apostas retratam a realidade perfeita e acabada. É muito difícil que o campeão seja inédito. Em 20 edições do torneio mais importante do planeta, são apenas oito campeões. Só a Itália, deste grupo, não conseguiu se classificar, o que é uma pena.

Por mais que as zebras sejam bacanas, Copa do Mundo é lugar de tradição.

*Fernando Graziani,

fernandograziani@opovo.com.br

Editor-chefe de Esportes .

Copa da Rússia – Vendas ainda são tímidas, diz a CNC

Enquanto na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, 50,1% das famílias do país demonstraram interesse em comprar itens relacionados com o Mundial de futebol, este ano, com os jogos marcados para a Rússia e o Brasil passando por dificuldades políticas e econômicas, o percentual caiu para 24%.

Os dados são da pesquisa que a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou hoje (11). O levantamento foi feito com 18 mil consumidores de todas as capitais do país e indica que os produtos mais procurados serão os alimentos e bebidas, com 9,9% de intenção de compra.

No Saara, comércio popular no centro do Rio, lojas exibem o verde e amarelo da Seleção Brasileira (Agência Brasil/Fernando Frazão)
Do total, 7,5% pretendem comprar peças de vestuário masculino, feminino e infantil, e 4,3% devem adquirir aparelhos de televisão. Em 2014, esses mesmos itens tiveram intenção de compra de 21,5%, 14,3% e 13,3%, respectivamente.

O chefe da Divisão Econômica da CNC, Fabio Bentes, disse que como a Copa é no exterior e as condições de consumo são menos favoráveis este ano, isso é decisivo para influenciar negativamente na intenção de compra das famílias.

“Naturalmente, além do menor envolvimento da população com o próximo Mundial, as condições de consumo em 2018 ainda se encontram menos favoráveis do que há quatro anos. A despeito de o país já ter deixado para trás o processo recessivo, a recuperação da economia e do consumo segue lenta e sujeita a oscilações”, comentou.

A CNC lembra que, no trimestre encerrado em abril de 2014, a taxa de desemprego no Brasil era de 7,1% da população economicamente ativa, contra os 12,9% de agora. E a taxa média de juros cobrada dos consumidores está em 55% ao ano, quando era de 47,9% antes do Mundial no Brasil.

Alimentos e bebidas

Entre as capitais, São Luís apresentou as maiores intenções de consumo de alimentos e bebidas, com 30,7%, enquanto em Boa Vista 23,3% dos consumidores pretendem comprar vestuário e em Manaus 12,6% devem adquirir televisores. O gasto médio para 51,6% deve ficar em torno de R$ 200 e 39,2% declararam intenções de consumir mais de R$ 300 com produtos relacionados à Copa do Mundo 2018.

A maior parte dos consumidores pretende comprar em lojas físicas (83,8%) e pagar à vista (63,6%). Quanto ao local de consumo de alimentos e bebidas, 53,2% pretendem ficar em casa e 18,8% farão o consumo em bares e restaurantes.

No comércio popular do Rio de Janeiro, apesar do esforço da Sociedade de Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega (Saara) em enfeitar as ruas e lojas com produtos em verde e amarelo, as vendas ainda não empolgaram o consumidor.

A esperança dos lojistas é que o desempenho da Seleção Brasileira alavanque as vendas com o desenrolar da competição, que começa nesta quinta-feira (14), com o jogo Rússia x Arábia Saudita. O primeiro jogo do Brasil é no domingo (17), às 15h, contra a Suíça. A Copa terminará no dia 15 de julho.

(Agência Brasil)

3 a 0 – Brasil encerra preparação para a Copa com vitória sobre a Áustria

Com gols de Gabriel Jesus, Neymar e Philippe Coutinho, o Brasil venceu a Áustria, na tarde deste domingo (10), no Happel Stadion, em Viena, por 3 a 0, em sua última partida antes da estreia na Copa 2018, no próximo domingo (17), às 15 horas, diante da Suíça.

Ainda neste domingo, a delegação brasileira seguirá para a Rússia, onde na primeira fase, além da Suíça, enfrentará também a Costa Rica (dia 22) e a Sérvia (dia 27).

(Foto: Reprodução)