Blog do Eliomar

Categorias para Correios

Correios terão que pagar indenização por expor carteiros à insegurança

Os Correios foram condenados pela Justiça do Trabalho a pagar uma indenização de R$ 500 mil por danos morais coletivos por expor carteiros a situação de insegurança. A sentença da 10ª Vara do Trabalho de Campinas confirma a liminar de dezembro de 2013 que determinava a suspensão de todas as entregas e encomendas em 73 áreas de risco de assaltos nas cidades de Campinas, Jundiaí e Sumaré. A ação foi movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Cabe recurso ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região.

A decisão da juíza Rita de Cássia Scagliusi do Carmo estabelece ainda que seja feita a imediata e irrestrita prestação de assistência médica e/ou psicológica para os trabalhadores que foram vítimas de assaltos, constrangimento ou violência no exercício do trabalho. Segundo o MPT, a multa em caso de descumprimento desta medida é de R$ 50 mil por trabalhador ou família não assistido.

As multas serão designadas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) ou outra destinação indicada pelo Ministério Público no encerramento da ação. A indenização por danos morais coletivos, por sua vez, será encaminhada para projetos e instituições ou órgãos públicos que atuem na defesa dos trabalhadores na área de atuação do tribunal trabalhista da 15ª região, também a ser indicada pela procuradoria.

A Ação Civil Pública foi movida pelo MPT, sob responsabilidade da procuradora Alvamari Tebet, e pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em dezembro de 2013, com base em inquérito que comprovou os assaltos sucessivos que os trabalhadores estavam sofrendo nas três cidades apontadas. Segundo o sindicato, foram 187 ocorrências naquele ano, sem que os carteiros recebessem assistência médica ou psicológica da empresa.

De acordo com o MPT, durante a audiência de instrução os Correios disseram ter contratado uma empresa especializada para fazer a escolta dos trabalhadores, mas o contrato incluía 16 áreas de risco, enquanto o sindicato indicava 73 localidades. A procuradora propôs que os Correios apresentassem um cronograma com medidas de segurança a partir de dezembro e que houvesse aumento da abrangência do contrato para atender todas as áreas de risco.

Além disso, foi proposto um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que os Correios se comprometiam a fornecer a assistência médica e psicológica. Como a empresa não assinou o TAC e também não se comprometeram com a escolta, deu-se início ao processo judicial, no qual foi conseguida uma liminar para suspender as entregas nas zonas de perigo.

(Agência Brasil)

Após decisão do TST, trabalhadores dos Correios encerram greve

Em assembleias realizadas hoje (13), trabalhadores dos Correios de diversos estados aprovaram o fim da greve deflagrada ontem (12) e o retorno aos trabalhos a partir desta quarta-feira (14). Segundo a federação da categoria, apenas dois estados ainda terão assembleias nos próximos dias para avaliar a continuidade da paralisação: Rio de Janeiro e São Paulo.

A decisão foi tomada após o Tribunal Superior do Trabalho julgar ontem (12) o impasse sobre o plano de saúde dos empregados. A direção dos Correios defendia a cobrança de mensalidade dos funcionários e restrição do benefício apenas a estes. Os trabalhadores eram contrários a qualquer mudança no sistema, que garantia seguro-saúde a dependentes (incluindo pai e mãe) com pagamento por procedimento utilizado, e não por parcela fixa mensal.

O item foi o principal impasse da negociação do Acordo Coletivo de Trabalho, tendo sido encaminhado para análise do TST. O tribunal aprovou a proposta do relator do processo, ministro Aloysio Corrêa, prevendo o pagamento de mensalidades variando por idade e remuneração, na modalidade de co-participação na qual os trabalhadores passam a ter que arcar com 30% dos valores e a empresa, com 70%. Já pais e mães serão cobertos pelo plano até o encerramento do ACT em vigor, em julho de 2019.

(Agência Brasil)

TST decide que empregados dos Correios devem pagar por plano de saúde

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu, nessa segunda-feira (12), que os empregados dos Correios e seus dependentes deverão pagar mensalidade para manter os planos de saúde. O tema foi objeto de julgamento pela Seção de Dissídios Coletivos da corte, que aprovou a proposta do ministro relator, Aloysio Corrêa, por 6 votos a 1. A ação de dissídio coletivo havia sido ajuizada pela companhia ainda no ano passado, quando não houve acordo entre empregados e direção sobre a revisão do Postal Saúde no âmbito do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

A principal mudança é a introdução da cobrança de mensalidade dos empregados e seus dependentes (cônjuges e filhos), conforme faixas etária e remuneratória. Até então, os empregados e seus familiares que usavam o plano pagavam apenas um percentual por consulta ou exame, de acordo com uma tabela remuneratória do plano.

Os dependentes ascendentes (pais e mães) dos empregados continuarão no plano até julho de 2019, quando vence o ACT em vigor. Após esse período, deixarão de ser cobertos pelo plano, e ficarão assegurados os que estiverem em tratamento médico-hospitalar até a alta médica, segundo regras da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

m novo plano-família, a ser criado no ano que vem, poderá incorporar pais e mães e outros eventuais dependentes dos funcionários. A proposta inicial da empresa previa a manutenção do plano apenas para funcionários ativos e aposentados e a criação de um outro plano para todos os dependentes.

Os ministros também aprovaram a proporcionalidade de pagamento das despesas totais do plano, que será de 30% para os empregados e 70% para os Correios. Além disso, ficou definido que, havendo lucro líquido no exercício anterior, a empresa reverterá 15% para o custeio das mensalidades do plano de saúde dos beneficiários. Além dos mais de 140 mil funcionários da ativa e aposentados dos Correios, o Postal Saúde atendia a outras 250 mil pessoas, totalizando aproximadamente 400 mil vidas.

A direção dos Correios aguarda a publicação da íntegra da decisão do TST para avaliar o impacto nas contas da empresa e adotar as medidas para a implantação das novas regras. Para o presidente dos Correios, Guilherme Campos, a decisão representa um grande avanço para a retomada do processo de recuperação da empresa, que enfrenta uma grave crise financeira.

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) divulgou nota orientando pela continuidade da greve e convocando, para esta terça-feira (13) uma reunião com a assessoria jurídica para discutir a decisão do TST e definir estratégias, a partir de agora. Os sindicatos também deverão se reunir no período da tarde.

(Agência Brasil)

Funcionários dos Correios entram em greve a partir desta segunda-feira

Servidores dos Correios entrarão em greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (12). De acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), os trabalhadores são contra mudanças no plano de saúde da empresa, que preveem o pagamento das mensalidades pelos funcionários e a retirada de dependentes dos contratos.

“Além disso, o benefício poderá ser reajustado conforme a idade, chegando a mensalidades acima de R$ 900″, informou a Fentect, em nota, ressaltando que o salário médio dos trabalhadores dos Correios é de R$ 1,6 mil, “o pior salário entre empresas públicas e estatais”.

O início da greve coincide com o julgamento sobre o plano de saúde dos trabalhadores no Tribunal Superior do Trabalho (TST), também marcado para esta segunda-feira, referente à última negociação salarial.

A federação também é contra a extinção e terceirização do cargo de operador de triagem e transbordo, “importante para o movimento do fluxo postal interno”. “Para piorar a situação, a empresa também anunciou o fechamento de mais de 2.500 agências próprias, por todo o Brasil”, diz a nota da Fentect.

Para a categoria, o “desmonte” promovido pela gestão dos Correios tende a prejudicar ainda mais os serviços à população. “A Fentect esclarece que alguns argumentos repassados transmitem uma visão enganosa da realidade na estatal. Por exemplo, quanto ao monopólio dos Correios, que, hoje, corresponde apenas a cartas, malote e telegrama. O segmento de encomendas, como o Sedex, entretanto, sempre foi concorrencial”, informou.

(Agência Brasil)

Correios dizem garantir serviços postais no Ceará

Os Correios estão colocando em prática um plano de continuidade da triagem das cartas e encomendas destinadas ao Ceará e originadas no Estado. A informação é da assessoria de imprensa do órgão, adiantando que dentre as medidas estão o uso as estruturas de distribuição e de logística existentes, além do apoio de outros centros de triagem no país. Os carteiros seguem fazendo as entregas e o atendimento ao público continua nas mais de 200 agências do Estado. A assessoria garante ainda que todos os serviços estão disponíveis para postagem nessas unidades, inclusive o Sedex e o PAC, com exceção do Sedex 10, Sedex 12 e Mundi. Haverá ampliação dos prazos de entrega variando conforme o serviço contratado.

A empresa aguarda a conclusão da perícia técnica feita pela Polícia Federal para identificar as causas do incêndio e em paralelo vai realizar o levantamento da carga postal atingida. Em relação à origem das chamas que atingiram o CTCE Fortaleza, os Correios reiteram que é prematuro especular quais foram as possíveis causas e qualquer afirmação nesse sentido é mera inferência. Somente o resultado das investigações poderá trazer as respostas.

Os Correios esclarecem ainda que, ao contrário do que foi afirmado pelo sindicato nos últimos dias, os extintores do CTCE foram recarregados no mês de janeiro e estavam em dia; além disso, o local recebia manutenções regulares, a exemplo da implantação de nova fiação elétrica no galpão da unidade no final de 2017.

Orientações aos clientes

Caso o remetente de uma encomenda verifique no sistema de rastreamento dos Correios (SRO) que o objeto está encaminhado para o CTCE Fortaleza e o prazo de entrega estiver vencido, a orientação é para que ele registre uma manifestação nos canais de atendimento da empresa, preferencialmente pela internet, no endereço http://www2.correios.com.br/sistemas/falecomoscorreios/. Aos destinatários das encomendas nessa situação, a sugestão é que entrem em contato com a loja/vendedor onde a compra foi realizada.

Corpo de Bombeiros realiza perícia em agência dos Correios

Em nota enviada à imprensa, os Correios afirmam que haverá levantamento da carga postal atingida pelo incêndio, para eventuais indenizações. Confira:

Os Correios esclarecem que o incêndio no Centro de Triagem de Cartas e Encomendas (CTCE Fortaleza) foi identificado por volta das 15h50 de terça-feira (13) pelo vigilante da empresa que estava de plantão na guarita externa do local. Ele acionou o Corpo de Bombeiros. Não houve feridos.

Nesta quarta-feira (14) pela manhã, os profissionais do Corpo de Bombeiros seguiam atuando no local. Até o momento o prédio não está liberado para a realização da perícia que irá determinar as causas do incêndio.

Os Correios estão elaborando um plano para garantir a continuidade da triagem das cargas destinadas ao Ceará. Em relação aos empregados lotados no CTCE Fortaleza, hoje eles estão sendo remanejados para unidades de distribuição da empresa.

O CTCE faz a triagem das cartas e encomendas que são entregues pelas unidades de distribuição da empresa no Estado; também encaminha os objetos postados no Ceará com destino a outras regiões. O galpão ocupa uma área de cerca de 10 mil metros quadrados.

A empresa esclarece ainda que irá realizar o levantamento da carga postal atingida e, para avaliar eventuais indenizações, faz-se necessário aguardar os resultados das perícias técnicas que serão realizadas pelas autoridades.

Se o sistema de rastreamento dos Correios – SRO indicar que a encomenda está encaminhada para o Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas de Fortaleza e o prazo de entrega estiver vencido, orientamos que o remetente registre uma manifestação em nossos canais de atendimento, preferencialmente pela internet, no seguinte endereço: http://www2.correios.com.br/sistemas/falecomoscorreios/

Para os destinatários de encomendas nessa situação, a sugestão é entrar em contato com a loja/vendedor onde a compra foi realizada.

Incêndio de grandes proporções atinge os Correios da avenida Oliveira Paiva

Um incêndio foi registrado nesta tarde de terça-feira, 13, nos Correios da avenida Oliveira Paiva, próximo ao shopping Via Sul. Vídeos e imagem que circulam nas redes sociais mostram uma grande coluna de fumaça na região. O trânsito na Oliveira Paiva está bloqueado a partir da rua Lídia Brígido na mão que segue no sentido sertão-praia. Na mão inversa, o ocorrido gera um engarrafamento. O Corpo de Bombeiros está em atendimento do local tentando conter o fogo. Uma das maiores preocupações é que as chamas se espalhem pela região.

Uma multidão está aglomerada na avenida neste momento. Além do Corpo de Bombeiros, viaturas da Polícia Militar também estão na região. Pelo menos 15 carros dos Correios foram retirados da área na tentativa de salvar a frota. Até o momento não há registro de feridos.

Este é um prédio onde é feita a triagem das cartas e pacotes a serem enviados para todo o Estado pelos Correios, com cerca de 10 mil m². Segundo a assessoria, ainda não se sabe o tamanho dos prejuízos e nem o que causou o incêndio. Quem teria sido o primeiro a avistar o incidente foi o vigilante do prédio, que acionou imediatamente o Corpo de Bombeiros e o SAMU.

(O POVO Online)

Correios vão operar na área de telefonia móvel

A partir de fevereiro, os Correios vão começar a operar na área de telefonia móvel. O lançamento do projeto Correios Celular, em fase piloto, será feito em São Paulo. A ideia é que o projeto seja implantado gradualmente em Belo Horizonte e depois em Brasília. A meta da empresa é alcançar todos os estados do país até o fim de 2017.

No primeiro ano de operação, a empresa vai oferecer somente planos pré-pagos, chips e recargas, mas estuda a viabilidade da oferta de planos pós-pagos a partir de 2018.

Segundo os Correios, o objetivo é atender a clientes que estejam em busca de “serviços simples, práticos e prestados com transparência”. A empresa informou que vai oferecer pacotes que estarão entre os mais baratos do mercado e aposta no diferencial de já ter uma ampla rede de atendimento.

O projeto é resultado de parceria com a EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP) que será responsável pela infraestrutura de suporte às telecomunicações.

Os Correios informaram que não foi necessário fazer nenhum investimento para atuar como operador de telefonia e que será utilizada a rede de agências e a rede corporativa de dados já instaladas, assim como os empregados que já atuam na empresa.

(Agência Brasil)

Começa nesta sexta-feira a campanha Papai Noel dos Correios

Os Correios iniciam nesta sexta-feira (11) a campanha Papai Noel dos Correios de 2016. Realizada há 27 anos, a campanha tem o objetivo de responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e atender aos pedidos de presentes daquelas que estão em situação de vulnerabilidade social.

“É a campanha mais bacana dentro da empresa. As cartas ficam à disposição para a pessoa adotar e proporcionar um Natal diferente àqueles que estão pedindo para serem lembrados. Às vezes, é a única oportunidades para as crianças ganharem um presente no fim do ano”, disse o presidente dos Correios, Guilherme Campos.

O lançamento oficial da campanha será na sede histórica da empresa, em São Paulo. A ação vai até o dia 16 de dezembro e as informações estarão disponíveis no blog dos Correios.

Em 2015, mais de 830 mil cartas foram recebidas pela empresa, cerca de 570 mil selecionadas e 460 mil adotadas.

Em todo o Brasil, as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas pelos funcionários dos Correios. As que atenderem aos critérios da campanha são disponibilizadas para adoção na casa do Papai Noel ou em outras unidades. Os Correios não entregam cartas para adoção diretamente à população, em suas residências, elas ficam disponíveis apenas nos locais indicados pela empresa.

Os presentes destinados a cada carta adotada são encaminhados para que posteriormente os Correios façam a entrega. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar o cumprimento desse critério, o endereço da criança não é informado ao padrinho.

Entre os requisitos, as cartas devem ser manuscritas, remetidas por crianças e conter, preferencialmente, pedidos de brinquedos, material escolar e roupas. Desde 2010, os Correios estabeleceram parcerias com escolas públicas, creches e abrigos que atendem a crianças em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é auxiliar no desenvolvimento da habilidade de redação e de endereçar a carta.

(Agência Brasil)

MPF aciona Correios por irregularidades nas entregas em áreas de risco

Os Correios podem responder na Justiça pelas irregularidades nas entregas em endereços considerados de risco, classificados oficialmente como “áreas com restrição de entrega”. Medida neste sentido foi protocolado pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ) para assegurar a prestação do serviço a quem mora em locais como esses. O MPF constatou a ausência de entrega de encomendas em várias áreas e a cobrança de tarifas integrais referentes a serviços que não estão sendo totalmente prestados pelos Correios.

O MPF promoveu ação civil pública, com pedido de liminar, para que os Correios também reduzam o preço pago pelo serviço de entrega de encomendas em áreas de risco nos casos em que ocorre a entrega na agência dos Correios, e não na casa do cliente, em relação ao preço normal do serviço, em percentual não inferior a 25%.

Segundo o MPF, a empresa deve efetuar a entrega do “Aviso de Chegada” ao destinatário dentro do prazo contratado para a entrega da encomenda e a agência para retirada do objeto deve estar situada no mesmo bairro ou em bairro vizinho ao endereço do destinatário.

O MPF informou em nota que muitos consumidores relatam que são obrigados a se deslocar até as centrais de distribuição, que, em muitos casos, estão distantes de suas residências, para receber as mercadorias. Em algumas agências, as pessoas ficam horas na fila para retirar as encomendas, em locais com péssimas condições de atendimento, sem climatização, assentos e banheiros e horários restritos de atendimento.

(Agência Brasil)

Correios abrem edital para oferecer serviço de telefonia celular

Os Correios abriram concorrência para empresas interessadas no projeto de exploração do serviço de telefonia móvel por meio de rede virtual. A estatal escolherá uma operadora de celular como seu representante. A empresa selecionada oferecerá o serviço com chip da marca Correios.

Após a abertura das propostas, que devem ser apresentadas até o dia 17 de março, todas as empresas poderão fazer novos lances. Os Correios avaliarão as propostas considerando o somatório do maior valor de remuneração dos chips pré-pagos e do maior percentual de comissão pela venda de recargas realizadas. O valor mínimo previsto para a operação pretendida é de R$ 282 milhões, para um período de cinco anos.

Nessa operação, os Correios usarão a infraestrutura de telecomunicações da operadora selecionada. Para concorrer, a operadora deve estar presente em pelo menos 50% dos municípios brasileiros.

(Agência Brasil)

Ministro André Figueiredo visita agência dos Correios em Acarape

foto andré figueiredo ministro

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, visitou nesta sexta-feira (15) a agência dos Correios de Acarape, no interior do Ceará. Em 2015, a unidade registrou o melhor resultado operacional proporcional no estado, se destacando não somente com o serviço postal, mas também com a operação do Banco Postal para os cerca de 26 mil habitantes do município.

“A gente tem que valorizar as grandes atitudes. Essa conquista é fruto da dedicação dessa qualificada equipe. Vamos valorizar os funcionários comprometidos para que a empresa apresente um serviço cada vez melhor para todos os cidadãos”, destacou o ministro.

Segundo o gerente da agência, Lucio Lopes, que atua na cidade há 13 anos, o novo momento dos Correios, que passa por uma reforma administrativa, associado ao contato com os clientes, contribuíram para o resultado alcançado.

“Em uma cidade pequena, a relação com o público faz a diferença. O engajamento é essencial para que os Correios ampliem seus serviços”, comentou o responsável pela unidade, que estava acompanhado do carteiro Luiz Gonzaga e da gerente da Região de Vendas, Rosiany Gonzaga.

(Ministério das Comunicações)

Novo presidente dos Correios tem salário reduzido em 41%

84 1

foto andre figueiredo

O ex-deputado paraense Geovane Queiroz assume na próxima semana a presidência dos Correios, com um salário 41% a menos que o antecessor. Ao invés dos R$ 46 mil, o novo dirigente passará a receber R$ 26 mil mensais.

A nomeação é do ministro das Comunicações, André Figueiredo, que nessa sexta-feira (6) esteve em Fortaleza, onde visitou o laboratório do grupo de pesquisas em telecomunicações sem fio, do Departamento de Teleinformática da UFC.

Correios precisam de 30 mil trabalhadores, diz Heitor

Para o deputado Heitor Férrer (PDT), existe uma deficiência de cerca de 30 mil trabalhadores nos Correios, o que estaria comprometendo o atendimento e gerando insatisfações entre a população.

O dado será um dos temas da audiência pública, nesta terça-feira (11), na Assembleia Legislativa, a partir das 14h30min, no Complexo das Comissões.

O requerimento para a audiência é do deputado Heitor Férrer, que contará com as presenças de representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telegráfos, da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e Similares do Estado do Ceará, da OAB (Secção-Ceará), do Ministério Público Federal no Estado do Ceará, do Ministério Público do Trabalho no Ceará e da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-CE).

Espaço Cultural Correios apresenta personagens no entorno da agência do Centro

foto fotografia exposição correios

O Espaço Cultural Correios Fortaleza, na Agência Central, é palco, até o dia 12 de setembro, de uma exposição de 22 fotografias – além de vídeos documentais, em comemoração aos seus 10 anos de instalação. A exposição “Afetos Urbanos”, dos artistas e fotógrafos Marília Oliveira e Régis Amora, retrata a memória afetiva de personagens que habitam os espaços no entorno da Agência Central dos Correios de Fortaleza.

A exposição “Afetos Urbanos” conta ainda com intervenção em grafite e estêncil do grupo Acidum Project, vídeos documentais com as entrevistas desses personagens do Centro, além de oficinas, palestras e exibição de curtas.

SERVIÇO

* A visitação pode ser feita de segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e aos sábados das 8 às 12 horas.

(Foto – Divulgação)

MP denuncia ex-diretores do Dnit e dos Correios por prejuizo de R$ 126 milhões

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça dois ex-diretores Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e três ex-dirigentes do Correios por improbidade administrativa. De acordo com os procuradores, os investigados são acusados de não cobrar multas de caminhões que trafegaram com excesso de peso pelas rodovias do país.

Conforme as investigações, os envolvidos deixaram de enviar aos infratores mais de 350 mil multas, fato que causou prejuízo de R$ 126 milhões aos cofres públicos. Na ação, o Ministério Público responsabiliza o ex-diretor-geral do Dnit Luiz Antônio Pagot, o ex-coordenador de operações rodoviárias do órgão Luiz Cláudio dos Santos Varejão, além do ex-presidente dos Correios Carlos Henrique Almeida Custódio, e dos ex-diretores da empresa Alberto Dias e José Luiz Martins Chinchila.

Segundo os procuradores, os investigados atuavam para favorecer as empresas, que eram proprietárias dos caminhões. “Os requeridos, conhecedores dos entraves administrativos, valeram-se da estrutura burocrática da Administração Pública para, assim, deixar de autuar por três anos as pessoas jurídicas responsáveis por trafegar com excesso de peso em rodovias federais”, afirmaram.

Na defesa apresentada, os Correios e o Dnit afirmaram que as multas não foram cobradas porque o Dnit estava em dívida com órgão e não pagava pelos serviços postais, fato de impossibilitava o envio da cobrança. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, o envio da notificação de multa deve ser feito em 30 dias para ter validade.

(Agência Brasil)

Veículo dos Correios invade ciclofaixa; E nada de rapidinho

foto veículo correios

Um veículo dos Correios, do serviço Sedex, invadiu nesta terça-feira (16) a ciclofaixa da Rui Barbosa, quase esquina com a avenida Santos Dumont, na Aldeota.

O que mais impressionou as pessoas que passavam pelo local, não foi nem tanto o estacionamento irregular, mas a demora do veículo no local.

Houve até quem pensasse em colocar um novo slogan para o Sedex: chegou, ficou!

(Foto: leitor do Blog)

Dilma nega uso irregular dos Correios para distribuir material de campanha

A presidenta Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, rebateu nesta sexta-feira (19) denúncia publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo de que teria usado os serviços dos Correios de forma irregular durante a campanha eleitoral.

De acordo com a reportagem, os Correios entregaram em São Paulo panfletos do PT com propaganda eleitoral sem estampa ou comprovante de que houve pagamento pelo serviço. Segundo Dilma, todos os serviços da estatal contratados pela campanha foram pagos.

“Nós pagamos, temos nota fiscal, contratamos um serviço que os Correios prestam para qualquer entidade, isso é um factoide de campanha. Os Correios oferecem o serviço, quem quiser pode usá-lo”, ressaltou a candidata.

(Agência Brasil)

Correios lançam nesta segunda-feira 360 mil selos pelo centenário do Vozão

ceara

Os Correios lançam nesta segunda-feira (2) o selo postal em homenagem ao centenário do Ceará Sporting Club. A solenidade será às 20 horas em evento organizado pelo time alvinegro, no Ideal Clube, na Praia de Iracema.

A emissão comemorativa é um dos 26 temas que integram a programação filatélica da estatal em 2014. As peças foram impressas pela Casa da Moeda numa tiragem de 360 mil selos que irão circular em todo o país.

Segundo o diretor regional dos Correios no Ceará, Haroldo Aragão, o selo alusivo aos 100 anos do Ceará Sporting Club irá divulgar a trajetória de conquistas e registrar para a posteridade as comemorações do centenário do time cearense.

“Selos e carimbos são objetos de grande valor cultural e documental. Eles são utilizados na postagem de cartas e encomendas que circulam pelo país e pelo mundo disseminando os temas neles representados. Por isso, este importante momento para o Ceará e para a sua torcida será amplamente divulgado e ficará marcado na história”, afirma.

SERVIÇO

Os selos podem ser adquiridos na loja virtual dos Correios (www.correios.com.br/correiosonline), na Central de Vendas a Distância (centralvendas@correios.com.br) e em breve nas agências da estatal.

(Correios)

Correios devem criar serviço de telefonia celular até o fim do ano

104 1

Os Correios deverão começar a oferecer, até o fim do ano, serviços de telefonia celular. A autorização do Ministério das Comunicações para a prestação de serviços de telefonia móvel virtual, chamada de MVNO (Mobile Virtual Network Operator, ou operadora móvel com rede virtual, em tradução livre), foi divulgada esta semana e permite que a estatal firme parceria com empresas do setor de telecomunicações para oferecer o serviço a seus clientes.

A primeira etapa de atuação dos Correios, prevista para ser implantada em outubro, terá a comercialização de chips e recarga de créditos. A segunda etapa incluirá venda de aparelhos e está prevista para o primeiro semestre de 2015. A previsão é levar o serviço a 8 milhões de pessoas em cinco anos, tanto nos grandes centros, como em localidades menores e mais remotas. O serviço de MVNO consiste na prestação do serviço móvel celular por meio da rede de uma operadora tradicional, atuando sem rede própria em nichos de mercado onde as operadoras tradicionais não tenham interesse de atuar.

O regulamento que criou o operador virtual foi aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em em 2010, para permitir o ingresso no mercado de prestadores que não têm licença para uso de frequências nem infraestrutura de rede de telecomunicações.

(Agência Brasil)