Blog do Eliomar

Categorias para Criança

Confira a lista dos 40 novos conselheiros tutelares de Fortaleza

Já conferiu a lista dos 40 novos conselheiros que foram eleitos, nesse domingo, e que atuarão em Fortaleza a partir de 2020? A posse desses novos conselheiros ocorrerá no dia 10 de janeiro, com mandato deles indo até o fim de 2024, informa o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza (Comdica).

Em Fortaleza, são 8 Conselhos Tutelares, com cinco conselheiros, cada.

Eis a lista:

1º IRENE LIMA – 3467 votos

2º MARCOS FARIAS – 3199 votos

3º ANDRESA KUKI – 3144 votos

4º ELVIRA EVANGELISTA – 2527 votos

5º WESCLEY SACRAMENTO – 2446 votos

6º ADRIELLY TEIXEIRA – 2263 votos

7º LOIOLA RODRIGUES – 2131 votos

8º WERISON OLIVEIRA – 2050 votos

9º MEIRILENE MARQUES – 1810 votos

10º PATRICIA DE CASTRO – 1763 votos

11º MARCOS PAULO – 1748 votos

12º GERMANA – 1742 votos

13º DANILO RIBEIRO – 1697 votos

14º RENATA FEITOSA – 1647 votos

15º DAVID FELIX – 1605 votos

16º ÁTILA MELO – 1419 votos

17º TIAGO SIMÕES – 1416 votos

18º HENRIQUE – 1390 votos

19º FABRICIO MATIAS – 1363 votos

20º FRANCISCO IVANILSON – 1363 votos

21º JOCELIO SILVA – 1346 votos

22º MIRTON MARQUES – 1301 votos

23º RUBENS SÁ – 1287 votos

24º JOSE BRITO – 1264 votos

25º NEREIDE ALVES – 1232 votos

26º GILVANDA MOREIRA – 1210 votos

27º FATIMA SILVA – 1154 votos

28º FATINHA – 1151 votos

29º FERNANDA PAULA – 1122 votos

30º PROFESSOR ALISON – 1101 votos

31º KATIA VIEIRA – 1096 votos

32º CECÍLIA GÓIS – 1095 votos

33º VALMAR MAZINHO – 1094 votos

34º JUNIOR – 1079 votos

35º ENEYLANDIA RABELO – 1062 votos

36º RODRIGO CABRAL – 1051 votos

37º TIAGO DUTRA – 1048 votos

38º ANEZIO BRITO – 1041 votos

39º MAGDA COSTA – 1024 votos

40º CELINHO SAMPAIO – 1017 votos.

Expresso Guanabara entra na linha da criançada

Nem só de vaivém com passageiros pra cá e pra lá, nestas estradas, vez em quando, esburacadas por causa das últimas chuvas, vive a Expresso Guanabara.

A diretoria da empresa informa que vai promover, na manhã deste sábado, em Fortaleza, ações em comemorações ao Dia das Crianças. Será o primeiro Encontro de Admiradores Kids da Empresa, que ocorrerá das 8 às 11 horas.

Crianças de 5 a 12 anos de vários bairros de Fortaleza serão recebidas com atividades especiais. Elas farão uma visita à matriz para conhecer a garagem, os ônibus e as instalações da empresa. Também conhecerão as ações ambientais desenvolvidas, como o processo de lavagem dos veículos com o reuso de água Também visitarão a horta comunitária e conhecerão o projeto Ecobus. Tudo em clima de brincadeiras com palhaços, alnche e lembrancinhas.

O objetivo da ação, segundo a diretoria da Guanabara, é despertar “a consciência das crianças para as questões ambientais.

SERVIÇO

*Sede da Guanabara – BR-116, km 4 n° 700 – Messejana – Fortaleza

*Gerência de Marketing da Guanabara – (85) 9603-1794.

(Foto – Divulgação)

Programa Criança Feliz terá orçamento de R$ 800 milhões, anuncia ministro

O orçamento do governo federal para o programa Criança Feliz, que atende em domicílio famílias com crianças na primeira idade, deverá passar dos atuais R$ 350 milhões anuais para cerca de R$ 700 milhões a R$ 800 milhões em 2020. De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o orçamento anual do programa deverá chegar a R$ 2,5 bilhões até o final da atual gestão federal.

“Se fizer o custo por criança, ele é um programa que sai razoavelmente barato, em torno de R$ 300, R$ 400 por criança por ano. É claro que ele não é feito para substituir a creche, a creche tem que existir. Mas se considerar o preço de uma criança na creche e o preço de uma no Criança Feliz, é uma diferença enorme, no mínimo dez vezes menos do que uma criança na creche”, disse o ministro.

O programa Criança Feliz atende prioritariamente gestantes e crianças de até 3 anos beneficiárias do Programa Bolsa Família, e crianças de até 6 anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Creches

O ministro disse que o governo federal está estudando fornecer uma espécie de “vale creche” para famílias que não estão conseguindo ser atendidas pelo poder público. “Eu sei que o ministro [da Educação] Abraham [Weintraub] está pensando em dar emergencialmente um voucher creche para as mães das famílias mais pobres, para creche particular, para qualquer creche, que ela possa ter acesso rápido, até equacionar essa questão”, disse Terra.

Terra disse que o problema para o fornecimento das creches não está na construção, mas no custo de sua manutenção, arcado geralmente pelas prefeituras. “A manutenção de uma creche custa mais, em um ano, do que tudo que se gasta na construção do equipamento”, disse.

Bolsa Família

De acordo com o Osmar Terra, o Bolsa Família está atualmente com cerca de 600 mil famílias em fila de espera para entrar no programa. Segundo ele, o tempo é de aproximadamente três meses. “Com essa questão do contingenciamento, essa dificuldade toda da economia brasileira, nós estamos espaçando. Famílias novas que entram podem levar dois meses, três meses. Está na faixa de três meses para começar a receber o programa”, disse.

O ministro avaliou que não é uma fila muito grande e nem é muita gente na fila. Ele disse que existe em torno de 600 mil a 700 mil famílias, em um universo de 13,5 milhões de famílias atendidas pelo programa.

(Agência Brasil)

Campanha arrecada brinquedos para 400 crianças carentes

O Coletivo Fortaleza Invisível, em parceria, com o Cometa Supermercados, El Chancho, Tanq e Sabores da Cidade, abriu campanha para arrecadar brinquedos até o dia 13 de outubro. As doações podem ser feitas nos postos de coleta disponíveis em todos as lojas do Cometa Supermercados e do El Chancho.

Tudo será distribuído, em clima de festa pelo Dia das Crianças, no dia 15 de outubro, no EcoPoint, para cerca de 400 crianças da instituição Pequeno Nazareno e do Lar Santa Mônica . Elas ainda ganharão uma manhã de atividades, brincadeira e lanche.

“Nosso propósito principal é levar um dia de alegria e diversão a crianças carentes”, afirma Marcelo Meneses.

DETALHE – O Fortaleza Invisível é um movimento de conscientização das pessoas através de histórias de pessoas em situação de rua.

(Foto – Pequeno Nazareno)

ONU diz que cerca de 7 mil recém-nascidos morrem por dia no mundo

Relatório divulgado por agências das Nações Unidas estima: quase 7 mil bebês morrem todos os dias antes de completar um mês de vida, e pede a nações que adotem medidas para melhorar a situação.

A Organização Mundial da Saúde ()MS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciaram que as taxas de sobrevivência de recém-nascidos vêm melhorando desde 2000, mas cerca de 2,5 milhões de bebês morreram em 2018.

Segundo o relatório, uma em cada 37 mulheres na África Subsaariana morre durante a gestação ou no parto.

O documento lembra que mulheres no parto e seus bebês enfrentam risco maior em países em que há conflitos ou crise humanitária, como Síria e Venezuela, por não terem acesso a tratamentos essenciais.

(Agência Brasil com emissora pública de televisão do Japão)

Campanha Setembro Laranja alerta para a obesidade infantil

A Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) promove, neste mês, a campanha Setembro Laranja, de combate à obesidade infantil. O intuito é conscientizar a comunidade médica e a população em geral sobre a importância de práticas alimentares saudáveis em casa e nas escolas, bem como estimular a prática de atividades físicas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 41 milhões de crianças menores de cinco anos estejam acima do peso. Para a Sociedade de Pediatria esse dado é alarmante e a entidade está empenhada para que seja drasticamente reduzido. A conscientização é imprescindível para prevenir a obesidade infantil e outros problemas decorrentes de uma alimentação inadequada, defende a sociedade.

De acordo com o pediatra e nutrólogo Mauro Fisberg, membro do Departamento de Nutrição da SPSP, as principais implicações do excesso de peso podem ser divididas em problemas de curto, médio e longo prazo. “A curto prazo é a falta de diagnóstico, principalmente falta de conscientização, porque parte das famílias e parte dos profissionais da saúde muitas vezes não avaliam ou interpretam as curvas de crescimento adequadamente e assim deixam de fazer o diagnóstico precoce do excesso e controle de peso”.

A segunda situação, de acordo com o pediatra, são as características emocionais como o bullying, “que começa dentro da própria casa; as características que levam alterações da dinâmica familiar ou de comportamento”. Segundo Fisberg, a carência nutricional é outro fator importante. “Apesar do excesso de peso, quase sempre as crianças nessa condição são seletivas, comem pouco de alguns alimentos e muito de outros. Elas podem ter alterações de pele, de postura, podem ter aumento do colesterol, dos triglicérides, e pode ter aumento da resistência insulínica [levando ao diabetes]. Isso pode causar no futuro um obesidade mais grave, hipertensão, doenças cardiovasculares, alterações lipídicas e todas os aspectos comportamentais e emocionais ligados ao excesso de peso”, alerta.

O pediatra orienta também sobre a prevenção, que deve envolver toda a família. “É importante prevenir através de uma mudança global em todo o sistema de comportamento da família e da sociedade, modificando a alimentação, reduzindo a ingestão de alimentação inadequada e aumentando a atividade física, mas principalmente tendo um comportamento mais consciente em relação a esses aspectos: alimentação, atividade física e de uma forma geral a forma como encaramos o comportamento da alimentação dentro das famílias”.

Fisberg alerta que a obesidade é mais fácil de ser prevenida do que tratada nas crianças. “Hoje aproximadamente uma para cada quatro crianças apresenta excesso de peso, e provavelmente dessas, em torno de 8% a 10% tem obesidade e quase todas tem obesidade grave. Por isso ela deve ser prevenida, porque não é muito simples perder peso exatamente numa fase de crescimento e desenvolvimento, onde faz parte da vida que se ganhe peso, ganhe massa muscular e massa gordurosa, então é preciso equilibrar crescimento e desenvolvimento com restrição de energia e que não modifique o crescimento, por isso é muito mais importante prevenir do que tratar”, adverte.

(Agência Brasil)

Destaque internacional em mobilidade urbana, Fortaleza ganha apoio para projetos de rua

365 2

“Se você cria uma rua que funciona para crianças, você cria uma rua que funciona para todos”. A declaração é da presidente da Nacto e diretora da Bloomberg Associates, Janette Sadik-Khan, ao apontar Fortaleza como vencedora nesta semana do prêmio “Ruas para Crianças”, em Toronto, no Canadá.

Fortaleza concorreu com o projeto Caminhos da Escola, que visa garantir a segurança viária de crianças nos seus deslocamentos diários, por meio da implantação de intervenções em áreas escolares.

Com a conquista, o município receberá treinamento para projetar ruas “amigas da criança”, além de apoio financeiro para a implantação do Caminhos da Escola.

Na Suécia

Fortaleza também recebeu o reconhecimento do Instituto Sueco, uma fundação pública da Suécia, que prestará consultoria de um grupo de 40 “solucionadores de problemas” sobre um desafio de mobilidade urbana da cidade.

(Foto: Arquivo)

Vereador propõe a criação da Política Municipal de Saúde da Primeira Infância

186 1

O vereador Gardel Rolim (PDT) deu entrada, no protocolo da Câmara Municipal, num projeto de lei que cria a Política Municipal de Saúde da Primeira Infância. Como membro da Frente Parlamentar em Defesa da Primeira Infância, ele quer que o Poder Público instale, por meio de planos e programas e serviços assistência às especificidades dos primeiros anos de vida da criança, visando garantir seu desenvolvimento integral.

O projeto prevê o trabalho em parceria entre o Poder Executivo Municipal, que ficaria responsável pela abordagem e coordenação, a partir de diversas ações baseadas em uma visão abrangente de todos os direitos à saúde da criança na primeira infância, ficando a cargo da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a coordenação da articulação necessária.

 

Prioridades na assistência

“Essa iniciativa visa principalmente orientar os pais, agilizar os processos dos principais exames, prioridade no atendimento, e ainda estabelece condições do pré-natal. A gente entende que mesmo o fato da criança ainda não ter nascido, a mesma já merece uma atenção diferenciada”, destaca Gardel.

Com a aprovação deste projeto, o Poder Executivo deverá promover a redução da morbimortalidade da infância, o cumprimento da avaliação das etapas do desenvolvimento infantil, a utilização da caderneta da criança e do prontuário eletrônico como ferramentas de promoção e atenção à saúde, o estímulo do exercício da cidadania por parte dos pais e cuidadores de crianças dentro da faixa etária pré-natal até seis anos de vida e a promoção da participação de Universidades, Organizações Não Governamentais, Equipamentos Sociais, Conselhos de Saúde, Escolas e toda a sociedade civil como colaborações de ações voltadas para a Primeira Infância.

(Foto – CMFor)

Senado pode votar esta semana maiores restrições ao tabagismo

Os senadores podem aprovar esta semana um requerimento de urgência para o projeto de lei que amplia medidas com a intenção de desestimular o contato de crianças e adolescentes com o tabagismo.

O PLS 769/2015, do senador José Serra, já tem pareceres favoráveis de duas comissões e, se tiver a urgência aprovada, ganha prioridade para ser votado em Plenário.

O projeto proíbe a exposição de cigarros nos pontos de venda, a comercialização em máquinas automáticas e a importação de produtos com substâncias sintéticas ou naturais destinadas a conferir sabor ou aroma.

(Agência Senado)

Professora quer conscientizar população da importância do Conselho Tutelar

A um mês das eleições unificadas dos conselhos tutelares, a professora Patrícia Silva todos os dias peregrina pelas ruas de Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza, na busca da conscientização da importância do órgão na proteção e na defesa dos direitos das crianças.

Para a professora, é fundamental o papel da população na despolitização dos conselheiros, que deveriam estar voltados somente para os cuidados com as crianças. “O processo de escolha por votação é facultativo, mas de extraordinária importância para o bem-estar social da comunidade”, comentou a professora, que disputa a eleição.

É dever do conselheiro tutelar zelar pelos direitos garantidos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), além de fiel orientador e mediador para caso de maus-tratos.

(Foto: Divulgação)

Programa Criança Feliz ganha prêmio internacional

 

O Programa Criança Feliz foi escolhido uma das iniciativas mais inovadoras do mundo pela Cúpula Mundial de Inovação para a Educação – WISE Awards 2019. Neste ano, a WISE recebeu 481 candidaturas, sendo selecionados 15 finalistas.

A premiação reconhece e promove projetos comprovadamente eficazes que abordam desafios mundiais na área da Educação. Desde 2009, a WISE recebeu mais de 3.700 inscrições de mais de 150 países.

Para o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o apoio às famílias e às crianças nos primeiros mil dias de vida pode mudar o futuro das novas gerações.

“O programa Criança Feliz teve um apoio decisivo do presidente Bolsonaro e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Neste governo, mais que dobrou o número de atendimentos e vamos chegar a um milhão de crianças acompanhadas ainda esse ano”, diz Terra.

A premiação será realizada durante a reunião da Cúpula Mundial de Inovação para a Educação, entre 19 e 21 de novembro, em Doha, no Catar.

(Foto – Agência Brasil)

Debates Grandes Nomes – Presidente da Associação Peter Pan é a entrevistada desta quarta-feira

A presidente da Associação Peter Pan, Olga Freire, é a entrevistada desta quarta-feira do projeto Debates Grandes Nomes, do Grupo O POVO de Comunicação. A atração terá início às 11 horas na Rádio O POVO/CBN – 95.5 FM, com transmissão também ao vivo pelo Facebook e Portal POVO Online.

Olga Freire é a terceira entrevistada do projeto que deverá se encerrar na próxima segunda-feira, com o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio. Nesta quinta-feira, será a vez do governador Camilo Santana, enquanto na sexta-feira, será a vez do jornalista Kennedy Alencar, comentarista da Rede CBN.

A Associação Peter comandada por Olga Freire conta também com o Hospital da Criança e atende crianças em tratamento do câncer.

(Foto – Divulgação)

Prefeitura de Fortaleza denuncia fake news sobre sexualidade em creches

A Prefeitura de Fortaleza emitiu nota de repúdio, nesta segunda-feira (2), após o uso indevido do nome da Secretaria Municipal de Educação em material que sugere a abordagem da sexualidade em creches municipais.

A notícia partiu de um jornal em Brasília, que usou como fonte um vídeo de uma jornalista cearense, que apresenta uma cartilha com a logomarca da Prefeitura.

Na cartilha, há a reprodução de uma charge contra a ministra Damares Alves, na crítica em que meninas vestem rosa e meninos vestem azul.

Até o momento, a jornalista não se pronunciou sobre o vídeo que gerou o fake news.

Associação Peter Pan fecha acordo de cooperação com OAB do Ceará

332 1

Olga Freire assina o acordo sobre olhares de membros da Ordem.

A Associação Peter Pan acaba de firmar um acordo de cooperação com a OAB do Ceará. O objetivo é a promoção de intercâmbio de informações e ações de interesse reciproco. O acordo foi firmado pelo presidente da entidade, Erinaldo Dantas, com a presidente a Peter Pan, Olga Freire.

O acordo estabelece ações, através do programa Amigo Peter Pan, Empresa Amiga, Programa Cirineu, Cuidando do Cuidador, Espaço do Adolescente, Programa Realizando Sonhos e Programa Trabalhando para o Futuro. Haverá a realização de palestras de orientação, eventos, elaboração de apostilas e diversos atos de apoio a políticas públicas para atividades de combate, informações e tratamento do câncer infantojuvenil.

“A chegada da OAB do Ceará trouxe um sentimento de fortalecimento. É uma parceria que vem sendo buscada a algum tempo, e que está se realizando agora”, diz a gestora Olga Freire. Já a Ouvidora da OAB/CE, Wanha Rocha, destacou a importância do acordo, ressaltando o trabalho realizado pela associação: “A Ouvidoria, sensível ao tema, foi a ponte entre a associação e a OAB Ceará nessa parceria. A Associação Peter Pan desenvolve um trabalho sério, comprometido em relação a causa, sendo fundamental o apoio da sociedade”, destaca.

(Foto – Divulgação)

 

Prefeito vai lançar pacote de ações voltado para a primeira infância

O prefeito Roberto Cláudio e a primeira-dama Carol Bezerra vão apresentar, a partir das 8h30min desta terça-feira, no Centro de Eventos, um pacote de ações voltadas para o atendimento às crianças. A apresentação ocorrerá durante o Seminário Missão Infância Fortaleza. No ato, serão firmados novos pactos de políticas públicas como a assinatura de Termos de Compromisso, criação do Comitê Intersetorial da Primeira Infância de Fortaleza e o lançamento da Frente Parlamentar Municipal e Estadual em Defesa das Crianças.

O encontro reunirá autoridades, gestores e profissionais voltados à temática da infância.

De acordo com o secretário de Governo, Samuel Dias, os novos projetos foram desenvolvidos de forma intersetorial, envolvendo as áreas da Saúde, Educação, Assistência Social, Mobilidade e Infraestrutura. Já o Comitê Intersetorial da Primeira Infância de Fortaleza terá a missão de acompanhar o andamento de todas essas ações e atrair novas ideias voltadas ao desenvolvimento infantil.

Acordos

Nesse evento, a Prefeitura de Fortaleza firmará um Termo de Compromisso com a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, além de firmar Cartas de Compromisso com a Fundação Bernard Van Leer, com o Instituto Alana, com o Unicef, com o Banco de Desenvolvimento da America Latina (CAF), com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com o Itaú, com o Instituto da Infância (Ifan), com o Instituto Primeira Infância (Iprede), com a Sociedade de Assistência e Proteção Social (Sopai), com o Ministério Público e com o Tribunal de Justiça do Estado.

Além disso, serão assinados convênios com a Fundação Lemann, com a Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), com a União dos Vereadores do Ceará (UVC), com a Fundação Abrinq e com o Núcleo de Tratamento e Estimulação Precoce (Nutep).

Livro

Durante o seminário, também será feita uma apresentação prévia do Livro “Fortaleza da Primeira Infância: Construindo a condição humana”, de autoria da primeira-dama Carol Bezerra. A publicação busca fazer um resgate histórico do processo de consolidação do Programa Cresça com Seu Filho/Criança Feliz, um depoimento em informações e que traz o pioneirismo do programa, as prioridades que se impunham desde o início da empreitada, a implantação de uma política pública de visita domiciliar, as parcerias estabelecidas e as singularidades de cada etapa de implantação do programa.

(Foto – Divulgação)

Assembleia Legislativa deve ganhar Frente em Defesa da Primeira Infância

O deputado estadual Queiroz Filho (PDT) quer instalar na Assembleia Legislativa uma frente parlamentar em defesa e promoção da Primeira Infância. O objetivo é reforçar políticas públicas na área.

“A fase inicial da vida do ser humano, do zero aos seis anos, é a etapa mais rica para o aprendizado e a formação do cidadão. É cientificamente comprovado que um acompanhamento durante esse período pode afastar situações de vulnerabilidade. Tenho a certeza que, com essa quantidade de pessoas abraçando a causa, estaremos construindo um futuro melhor e com mais oportunidades para nossas crianças”, disse Queiroz.

Após criada, a frente parlamentar tem como objetivo a articulação com o Fórum de Defesa da Criança e do Adolescente e outras organizações da sociedade civil, com os Conselhos de Direitos e os Conselhos Tutelares para definir prioridades nas políticas públicas e nas emendas ao orçamento público, receber e apurar casos de denúncia de violações e encaminhá-los às instâncias responsáveis, entre outras finalidades.

Primeira-dama de Fortaleza conduz painel sobre Primeira Infância em evento da Fundação Lemann

A primeira-dama de Fortaleza, Carol Bezerra, participou, em São Paulo, do painel “Frente a Frente sobre Primeira Infância”, dentro do Encontro Anual da Rede de Líderes da Fundação Lemann.

Ela abordou o tema “Como reduzir desigualdades na Primeira Infância?”, em evento que contou ainda com as empreendedoras Elisa Mansur e Thais Ferreira.

O painel “Frente a Frente sobre Primeira Infância” tem o objetivo de promover o diálogo e fortalecer a conexão entre pessoas que estão atuando em todo o País nas mais diferentes áreas. Esse encontro anual da Rede de Líderes da Fundação Lemann segue até sábado, com sessões e rodas de conversas sobre renovação e engajamento político, empreendedorismo e os desafios no desenvolvimento do Brasil.

DETALHE – Carol Bezerra faz parte da Rede de Líderes da Fundação Lemann e vai atuar, ainda neste segundo semestre do ano, como pesquisadora visitante na Universidade de Columbia (EUA), uma das principais instituições mundiais em pesquisa sobre primeira infância e educação infantil.

(Foto – Fundação Lemann)

Comunidades do Poço da Draga e da Graviola recebem aulas sobre educação patrimonial

Moradoras das comunidades do Poço da Draga e da Graviola, na Praia de Iracema, estão recebendo aulas voltadas para a educação patrimonial através da arte. A ação, que vai se estender até o próximo dia 30, faz parte do projeto Se Essa Casa Fosse Minha, realizado pela Cria Assessoria e Produção Cultural. O público alvo são 45 crianças com idades entre quatro e 13 anos.

Contemplada no VII Edital das Artes de Fortaleza, a iniciativa conta com o apoio da Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor) e Casa da Cultura Digital, onde as atividades são desenvolvidas por arte-educadores nos turnos da manhã e da tarde.

Identidade

Se Essa Casa Fosse Minha é um projeto que quer desenvolver e fortalecer os sentimentos de identidade e cidadania das crianças contempladas. Durante as atividades, as crianças são estimuladas a reconhecer e expressar suas memórias e afetos por suas comunidades por meio de oficinas de desenho, quadrinhos, lambe-lambe e isogravura, nas quais os conceitos de arte e patrimônio cultural serão abordados através de uma metodologia lúdica.

(Foto – Divulgação)

Centro Cultural Banco do Nordeste tem espetáculo gratuito neste sábado

As trapalhadas e a alegria dos palhaços Pipiu e Tramela marcam a peça infantil “La moringa”, apresentada na tarde deste sábado (3), a partir das 15 horas, no Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza, no Centro, com entrada gratuita.

Na peça, Pipiu e Tramela irão surpreender a todos com seus engenhosos artifícios, agora como a esperta Madame Tramelus e o atrapalhado adivinho Pipóviski.

O espetáculo será apresentado pelo grupo K’Os Coletivo. A classificação indicativa é livre e a peça tem duração de 45 minutos.

(Foto: Divulgação)

SBP: Brasil desativou 16 mil leitos pediátricos desde 2010

Um levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostrou que nos últimos nove anos o Brasil desativou 15,9 mil leitos de internação pediátrica, aqueles destinados a crianças que precisam permanecer no hospital por mais de 24 horas. Segundo a SBP, dados obtidos no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES), mantido pelo Ministério da Saúde, indicam que em 2010, o país dispunha de 48,8 mil leitos no Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2019, segundo dados relativos ao mês de maio, o número baixou para cerca de 35 mil.

A pesquisa também mostra que os leitos disponíveis nos planos de saúde ou em unidades privadas caíram em 2.130 no mesmo período, com 19 estados perdendo leitos pediátricos nessa rede. São Paulo desponta com a maior queda: ao todo foram 762 unidades encerradas, seguido do Rio Grande do Sul (-251) e Maranhão (-217).

Segundo os dados, os estados das regiões Nordeste e Sudeste foram os que mais sofreram com a redução de leitos de internação no SUS, com 5.314 e 4.279 leitos a menos, respectivamente. Em seguida estão as regiões Sul (-2.442 leitos), Centro-Oeste (-1136) e Norte (-643).

São Paulo foi o estado que mais perdeu leitos de internação infantil entre 2010 e 2019, com 1.583 leitos pediátricos desativados. No sentido contrário dois estados tiveram aumento no número de leitos SUS: Amapá, que saltou dos 182 leitos pediátricos existentes em 2010 para 237 no fim do ano passado, e Rondônia, foi de 508 para 517.

Entre as capitais, São Paulo lidera o ranking dos que mais perderam leitos na rede pública (-422), seguidos por Fortaleza (-401) e Maceió (-328). Três capitais, Salvador, Macapá e Manaus, conseguiram elevar a taxa de leitos, o que sugere que o grande impacto de queda tenha recaído sobre as demais cidades metropolitanas ou interioranas dos estados.

Infraestrutura precária

Segundo a presidente da SBP, Luciana Rodrigues Silva, as informações coincidem com o panorama de limitações e precária infraestrutura que se apresenta àqueles que diariamente atuam nos serviços de assistência pediátrica. “A queda na qualidade do atendimento tem relação direta com recursos materiais insuficientes. Essa progressiva redução no número de leitos implica obviamente em mais riscos para os pacientes, assim como demonstra o sucateamento que se alastra pela maioria dos serviços de saúde do país”, disse.

De acordo com Luciana, entre os agravos que mais têm levado as crianças a precisar de internação estão as doenças respiratórias, com prevalência acentuada nos períodos de outono e inverno, como bronquiolites, crises de asma e pneumonias. Os problemas gastrointestinais, casos de alergias e as chamadas arboviroses, também de ocorrência sazonal, completam a lista que contribuem para o crescimento dessa demanda.

UTIs neonatais

De acordo com a SBP, levando em conta o número de prematuros que nascem no Brasil (912 por dia), faltam pelo menos 2.657 leitos intensivos neonatais em todo o Brasil, sendo que o ideal seria haver no mínimo quatro leitos para cada grupo de mil nascidos vivos.

“Atualmente, no entanto, dados do Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (Cnes) indicam a existência 9.037 leitos do tipo no país, públicos e privados, que correspondem a 3,1 por mil nascidos vivos. Se considerados apenas os leitos oferecidos no SUS, esta taxa cai para 1,6 leitos por mil 1.000, considerando as 4.764 unidades existentes”, diz a SBP.

Entre os estados, o pior resultado apurado pela SBP consta em Roraima, onde os 12 leitos de UTI neonatal disponíveis compõem a taxa de 1,02 leito por mil nascidos vivos. Na segunda pior posição, o Amazonas, com 1,29 leito por um milhar, seguido do Acre, onde o mesmo grupo de recém-nascidos tem 1,34 leito. Na outra ponta, três unidades da federação atingiram a taxa mínima preconizada pelos pediatras: Rio de Janeiro, com 5,53 leitos por mil nascidos vivos; Espírito Santo, com taxa de 4,82 leitos; e Distrito Federal, com 4,22.

Ministério da Saúde

Por meio de nota, o Ministério da Saúde informou que, de 2010 a maio de 2019 foi registrado aumento de quase três vezes no número dos leitos complementares no SUS, incluindo os de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), passando de 10.787 para 30.855, dos quais 4.764 de UTI Neonatal e 2.525 leitos de UTI Pediátrico. Os leitos de UTI são os de maior complexidade, que exigem estrutura e esforço de profissionais, além de serem destinados a pacientes em casos graves.

“O Ministério da Saúde, nos últimos anos, investiu na expansão de leitos pediátricos e neonatais para atendimento de maior complexidade, destinados a pacientes graves e que exigem maior estrutura e esforço de profissionais. O crescimento da oferta de leitos de cuidados intermediários e intensivos para esses casos foi de 25% entre 2010 e 2018, totalizando atualmente mais de 11,6 mil leitos no SUS, de julho de 2010 a março de 2019”, diz a nota.

Segundo o Ministério, a habilitação de novos leitos deve ser solicitada pelos gestores locais. A habilitação e a liberação de recursos são feitas mediante apresentação de projetos, que são analisados pela pasta. “O gestor local também tem autonomia para ampliar o número de leitos com recursos próprios, a partir de sua avaliação em relação a demanda e necessidade e capacidade instalada de oferta assistencial. A habilitação de leitos pelo Ministério da Saúde assegura recursos adicionais para o custeio do serviço”.

(Agência Brasil)