Blog do Eliomar

Categorias para Criança

Primeira-dama abre curso de capacitação do Programa Cresça com seu Filho/Criança Feliz

A primeira-dama de Fortaleza Carol Bezerra, juntamente com técnicos da Prefeitura de Fortaleza e representantes do Curso de Psicologia da Unifor, deu início a uma capacitação com o objetivo de formar profissionais para o Programa Cresça Com Seu Filho/Criança Feliz. Os profissionais de saúde da UAPS Matos Dourado, da Regional VI, iniciaram o treinamento que acontecerá durante todo este mês de agosto às terças e sextas-feiras.

O programa de visita domiciliar Cresça com Seu Filho/Criança Feliz atende 36 bairros das áreas com menor Índice de Desenvolvimento Humano de Fortaleza, vinculado à Estratégia de Saúde da Família com o atendimento do Agente Comunitário de Saúde (ACS), sob a supervisão do enfermeiro. Objetiva apoiar as famílias em situação de vulnerabilidade, para que promovam o desenvolvimento integral de suas crianças e, já realizou mais de 45 mil visitas domiciliares no atendimento de crianças de 0 a 3 anos, em bairros mais vulneráveis das Regionais I, V e VI, e foram capacitados quase 800 profissionais das áreas da saúde, educação e assistência social.

A primeira-dama Carol Bezerra explica que o objetivo do Programa Cresça com Seu Filho/Criança Feliz é ampliar as competências dos cuidadores para que possam promover atividades lúdicas que fortaleçam os domínios do desenvolvimento cognitivo, afetivo, motor e da linguagem das crianças de 0 a 3 anos de idade. “As crianças atendidas pelo programa muitas vezes são desprovidas de carinho e de amor, o ‘Cresça’ vem para transformar esse cenário. Estudos comprovam que uma criança bem cuidada na primeira infância será um adulto mais firme e mais feliz”, afirma Carol.

Janara Pinheiro, psicóloga e professora da Unifor, considera importante a expansão dessa política pública para a UAPS Matos Dourado. “Os alunos do curso de Psicologia participam dessa formação com o compromisso de avaliar o cenário atual, para que eles aprendam como irão atuar ao concluir sua formação e assim, contribuam para o desenvolvimento dos estudantes”, conclui Janara.

Programa

O Cresça com Seu Filho/Criança Feliz é resultado da parceria do Gabinete da Primeira-Dama de Fortaleza com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Secretaria Municipal da Educação (SME) e Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Ministério da Saúde, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Universidade Federal do Ceará (UFC) e Instituto da Infância (IFAN). Dentre os parceiros internacionais, o BID investe numa pesquisa de avaliação de impacto do Programa.

(Foto – Divulgação)

Ministério da Saúde abre consulta para atualizar Guia Alimentar Infantil

Amamentar até que idade? Quando começar a dar alimentos? Que alimentos posso oferecer ao bebê? Essas são algumas das inúmeras dúvidas que surgem com a chegada de um novo integrante na família. Para ajudar pais e responsáveis, foi criado, em 2002, o Guia Alimentar para Crianças Menores de Dois Anos. Neste ano, o documento será atualizado. O material está em consulta pública até 25 de agosto.

De acordo com o Ministério da Saúde, os dois primeiros anos de vida são decisivos para o crescimento e o desenvolvimento adequado da criança e também para a formação de hábitos e para garantir saúde durante toda a vida. “A alimentação tem papel fundamental em todo esse processo”, ressaltou a pasta.

A nova edição do documento está alinhada com o Guia Alimentar para a População Brasileira e traz recomendações sobre a alimentação das crianças nos dois primeiros anos de vida, para promover saúde, crescimento e desenvolvimento. “O guia pretende ser um apoio à família no cuidado cotidiano à criança, tanto nos momentos de dúvida, durante o aleitamento materno, como no enfrentamento aos desafios cotidianos, no estímulo à prática da cozinha e do comer juntos”.

A atualização deve subsidiar ações de educação alimentar e nutricional em âmbito individual e coletivo no Sistema Único de Saúde (SUS) e em outros setores. “É essa a perspectiva, apresentar as informações necessárias para incentivar, apoiar, proteger e promover a saúde e a segurança alimentar e nutricional da população menor de 2 anos de idade”, disse o ministério.

(Agência Brasil)

Prefeitura de Fortaleza incentiva aleitamento e doação de leite materno

O prefeito Roberto Cláudio inaugura nesta terça-feira (7), a partir das 9 horas, o 7º Posto de Coleta de Leite Humano e a Sala de Apoio à Mulher que Amamenta. A implantação do equipamento, localizado no Hospital Distrital Nossa Senhora da Conceição, no Conjunto Ceará, é resultado de uma parceria entre a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e o Gabinete da Primeira-Dama.

O posto integra a rede de apoio à saúde da mulher e da criança em Fortaleza e funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com um enfermeiro e um técnico de enfermagem. No local as mães que amamentam são incentivadas à doação do leite materno. O material coletado é encaminhado para o banco de leite da Maternidade Escola Assis Chateaubriand (Meac), responsável pela pasteurização e distribuição.

O espaço também possui uma sala de acolhimento e auxílio às mães e seus filhos, com técnicas que garantem uma amamentação mais eficaz, além do compartilhamento de informações sobre os benefícios do aleitamento materno exclusivo até os seis meses, e prolongado até os dois anos.

O leite materno é considerado o alimento mais completo para o bebê. Nele estão contidas todas as proteínas, vitaminas, gorduras, água e os nutrientes necessários para o seu completo e correto desenvolvimento. Além disso, contém substâncias como anticorpos e glóbulos brancos, essenciais para proteger o bebê contra doenças. Para a mãe também traz benefícios como o menor risco de desenvolver o câncer de mama e de colo do útero, queima de calorias favorecendo o retorno ao seu peso regular, o útero regressa mais rapidamente ao seu tamanho, dentre outros.

A articuladora da área técnica da Saúde da Criança da SMS, Riteméia Mesquita, ressalta que “com os postos de coleta temos a oportunidade de mobilizar as mulheres que amamentam, estimulando-as a fazerem a doação do leite humano em benefício dos recém-nascidos prematuros e/ou doentes que estão internados em UTI neonatal”.

A rede municipal conta com salas para coleta de leite humano nos seguintes locais: posto de saúde Rigoberto Romero (Regional II), posto de saúde Roberto Bruno (Regional IV), posto de saúde Luis Franklin (Regional VI), Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns Neumann, Gonzaguinha de Messejana e Gonzaguinha da Barra do Ceará. As unidades são conveniadas aos bancos de leite do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), Hospital Geral Dr. Cesar Cals e Hospital e Maternidade Escola Assis Chateaubriand (Meac).

(Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Fortaleza / Foto: Divulgação)

Campanha Sorriso Largo será lançada nesta quinta-feira

A Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert), Caixa Econômica Federal, Exército Brasileiro, Federação das Indústrias do Estado e Tribunal de Justiça lançarão, às 9 horas desta quinta-feira, na sede do Lar Amigos de Jesus, a 13ª Campanha Sorriso Largo.

O objetivo dessa campanha é arrecadar brinquedos que vão ser distribuídos entre as crianças de 26 entidades.

Em 12 anos de campanha foram arrecadados mais de 98 mil brinquedos, beneficiando crianças de mais de 377 projetos e instituições.

(Foto – Agência da Boa Notícia)

Fortaleza será sede de encontro sobre direitos da criança e do adolescente

Mariana Lobo, defensora-pública-geral integra a coordenação do evento.

Estão abertas as inscrições para o IX Encontro da Magistratura, do Ministério Público e Defensoria Pública da Criança e do Adolescente, que ocorrerá nos dias 23 e 24 deste mês de agosto, das 8 às 17 horas, no Auditório Jesus Xavier de Brito, na sede das Defensoria Pública em Fortaleza.

O tema do encontro já está definido: “Uma visão da infância e da juventude sob a ótica do Sistema de Justiça”.

(Foto – Divulgação)

Setor de Cadastro de Adoções – Redução de pessoal será alvo de protesto

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

O Setor de Cadastro de Adoções do Fórum Clóvis Beviláqua está ameaçado de reduzir seu pessoal. A queixa é feita pelos grupos que trabalham com os futuros pais interessados em adotar crianças dos abrigos do Estado. Atualmente, são cerca de 10 servidores no setor.

De acordo com Eliseu Castelo Branco Júnior, da Rede Adotiva, uma ONG que trabalha com adoções e dá apoio a interessados em adotar crianças, o setor já opera com certa dificuldade e reduzir pessoal seria causar maior congestionamento. “Hoje um processo de adoção que sairia em um mês demora até seis meses ou mais.

Além disso, há a questão da criança que permanece por mais tempo no abrigo, o que torna difícil a adoção, pois há pais que não querem adolescentes”, explica. No próximo dia 10, às 9 horas, no hall do Fórum, haverá um ato público dos grupos de adoção pedindo reforço e não corte de pessoal no Setor de Cadastro.

No Ceará, 509 mil crianças devem receber vacina contra a pólio e sarampo

A nova Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo começa na segunda-feira, 6, e vai até o dia 31. No Ceará, o público-alvo da campanha é de aproximadamente 509,1 mil pessoas.

Em todo o país, 11,2 milhões de crianças devem ser vacinadas. Todas as crianças de um ano a menores de cinco do país devem se vacinar contra a pólio e sarampo, independente da situação vacinal. O dia D de mobilização nacional será sábado, 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos de vacinação no país estarão abertos ofertando as vacinas.

(Agência Saúde)

O direito de olhar as estrelas

Com o título “Trabalhar pela vida”, eis artigo de Rui Aguiar, chefe do escritório do Unicef em Fortaleza. Ele aborda necessidade do engajamento por ações que dignificam e valorizam a vida. Cita o exemplo do humorista Renato Aragão. Confira:

Quando Renato Aragão tocou a mão do Cristo Redentor após uma extenuante escalada que passou pelo coração de homens e mulheres em todo o País, muitos entenderam que gestos concretos mobilizam vontades. O primeiro embaixador brasileiro do UNICEF tem uma preocupação especial, revelada por um amigo próximo: que nenhuma criança tenha que dormir nas ruas, olhando as estrelas.

Sobretudo estando em ambientes seguros e protetores, toda criança tem o direito de olhar as estrelas, de sonhar e também de brilhar na vida. Nas últimas três décadas, Renato tem estado ao lado do UNICEF, promovendo o direito de meninas e meninos a brilhar onde estiverem, com os recursos, identidades e potencialidades que tiverem. Pessoas como Renato projetam em muitos o desejo de engajar-se em causas que ajudem a reduzir na infância as desigualdades de gênero, etnia, renda, local de moradia, credo e cultura.

Todos os dias, milhares de profissionais no Brasil fazem sua parte em escolas, postos de saúde e assistência social nos quase 5.500 municípios do País. Como Renato, escalam cotidianamente suas próprias montanhas e tocam as mãos e o coração de crianças e adolescentes que com eles aprendem o mapa da vida. São embaixadores anônimos, engajados a seu modo e circunstâncias, fazendo o que acreditam ser importante para a mudança social.

Engajamento é uma daquelas palavras que ficam esquecidas até que alguém as descobre para descrever um sentimento comum que não tem explicação fácil. Engajar-se é engatar-se, criar vínculo duradouro com uma causa. Causa é tanto o que leva algo a acontecer como algo que nos faz acontecer neste mundo. São as causas que nos permitem honrar a vida para além do existir.

Existem mil maneiras de engajar-se em causas sociais neste mundo tão complexo e diverso. Todas passam por nós e pela infância. Estar em uma causa é a forma mais humana de curtir, seguir e compartilhar ao longo da vida. É a maneira mais radical de tocar a mão da criação e trabalhar pela vida.

*Rui Aguiar

raguiar@unicef.org

chefe do escritório do UNICEF em Fortaleza.

Movimento pela Inclusão da População em Situação de Rua vai ocupar sede do IBGE

A XII Ação Nacional Criança Não é de Rua será realizada nesta segunda-feira, com o tema “Inclusão no Censo, já!” A ordem é ocupar as sedes do IBGE nas capitais, informam organizadores da iniciativa em Fortaleza. Os protestos acontecem no dia em que a “Chacina da Candelária” completa 25 anos. A tragédia que vitimou oito crianças e adolescentes no Rio de janeiro em 1993, chocou o Brasil e o mundo.

Na Capital cearense, a concentração das caravanas ocorrerá a partir das 14 horas, na Praça da Gentilândia. De lá, os manifestantes marcharão até a sede do IBGE na Avenida 13 de maio, 2971. Eles prometem ocupar a sede do órgão por duas horas e entregar, no ato, um manifesto ao chefe local do Instituto.

A Ação Nacional Criança Não é de Rua terá continuidade a partir das 18 horas na Praça do Ferreira. Oficinas e atividades socioculturais como Sarau, Cine, Reggae e Funk serão oferecidas às pessoas em situação de rua. Ativistas passarão a noite em vigília no local.

(Foto – Ilustrativa)

A diplomacia na crise das crianças

Com o título “A diplomacia na crise da crianças”, eis o Editorial do O POVO desta segunda-feira:

É um alívio o anúncio de liberação de 19 das 52 crianças brasileiras mantidas separadas dos pais pelas autoridades dos Estados Unidos, desde maio, como resultado de uma política de tolerância zero contra a imigração ilegal posta em prática pelo governo Donald Trump. O Ministério das Relações Exteriores dá a notícia tendo a compreensão de que é ainda um resultado muito tímido e que não se pode pode descansar enquanto um só cidadão do nosso país estiver sofrendo tal situação, especialmente na idade que apresentam essas pequenas vítimas de uma crise sobre a qual elas não têm como ser responsabilizadas.

Desde o início do episódio que se nota uma postura excessivamente tímida do Itamaraty, o que vai de encontro à sua histórica competência para lidar com as grandes questões da política internacional que envolvam o interesse brasileiro, do Estado ou de cidadãos. Apesar, admita-se, do quadro de constrangimento institucional a ser administrado, já que o grupo tentava uma entrada ilegal em território americano, o que dá razão ao governo de lá no seu esforço inicial de conter as investidas, que também envolviam famílias de outras nacionalidades igualmente detidas e submetidas ao tratamento cruel.

A questão é que a política de Trump extrapolou o razoável ao segregar as crianças dos pais, mantendo-as sozinhas em abrigos.

Uma atitude que, além do aspecto desumano, em si, reveste-se de uma patente ilegalidade. A atitude inicialmente complacente e silenciosa do ministro Aluísio Nunes Ferreira e dos diplomatas diretamente envolvidos nas negociações até passou a ideia de que a situação estava sendo entendida como natural pelo lado brasileiro.

Agora, com a informação de que parte das crianças já voltou à companhia dos pais ou responsáveis, percebe-se que algo está sendo feito, o que garante um certo alívio às famílias de outros 33 pequenos brasileiros ainda submetidos à situação humilhante de permanecerem separados de seus entes.

De qualquer forma, lamente-se a situação em que cidadãos brasileiros se veem obrigados a, fugindo de uma crise que não apresenta perspectiva de reversão a curto prazo, procurar alternativa de vida em outros países, aceitando se submeter a riscos para isso. A nossa diplomacia não tem como obrigar o grupo a retornar ao País, mas, no episódio, agiu com excessiva cautela e uma timidez política pouco usual à sua prática habitual de posicionar o Brasil e seus interesses de maneira adequada sempre que chamada a fazê-lo.

TJ do Ceará arrecada 148,5 kg de leite para o Iprede

Magistrados e servidores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) se mobilizaram e arrecadaram 148,5 kg de leite que beneficiarão as crianças atendidas pelo Instituto da Primeira Infância (Iprede), em Fortaleza. Quem trafegou pelo Palácio da Justiça nos últimos dias, pôde observar caixas personalizadas da campanha.

“Quem doou o material, não depositou apenas alimento, mas esperança para aqueles que precisam”, descreveu o chefe da Assessoria de Cerimonial do Tribunal, Silvio de Paiva Ribeiro, que representou o presidente do Judiciário cearense, desembargador Gladyson Pontes, durante a entrega do leite, que ocorreu na segunda-feira (16/07), na sede do Iprede.

Para o assessor, a iniciativa representa “gesto de solidariedade e de amor ao próximo. Nessas atitudes também promovemos Justiça”, acrescentou.

O presidente do Instituto, Sulivan Mota, ressaltou a importância da atitude. “Isso reflete que a sociedade está enxergando o trabalho do Iprede, no sentindo não só de receber ajuda, mas em uma demonstração de Justiça. Ficamos muito gratos com esse olhar do Judiciário.”

SERVIÇO

*Iprede é dedicado a promover a nutrição e o desenvolvimento na primeira infância.

*Endereço – Rua Professor Carlos Lobo, 15, bairro Cidades dos Funcionários.

*As doações podem ser feitas a qualquer momento. O telefone para contato é 85 – 3218-4000.

Pais fazem campanha para tratamento de doença rara de filhos

João, de 6 anos, e Miguel, de 11 meses, são dois irmãos diagnosticados com AME (Atrofia muscular espinhal) tipo 1. A família, que mora em Florianópolis, faz campanha para arrecadar fundos para pagar o tratamento de ambos. Vários artistas se solidarizaram nas redes sociais e fizeram colaborações.

O medicamento para as duas crianças está avaliado em R$ 4,4 milhões. No perfil da campanha no Instagram (@amejoaoemiguel), foi divulgado que a primeira etapa foi concluída e que a família vai poder comprar as quatro primeiras doses. O valor total para um ano de tratamento para os irmãos é de R$ 4.440.280.00, sendo 12 doses do remédio. Na Vakinha Online criada pelos pais, já foi arrecadado mais de R$ 500.000,00. Somando com as doações pelas contas bancárias, o valor já passa de R$ 1,5 milhão.

Famosos como o humorista Whindersson Nunes, a cantora Ivete Sangalo e o cantor Lucas Lucco demonstraram seu apoio. Whindersson fez um post em seu Instagram com as fotos das crianças. “Eu já fiz a minha doação. Por favor, se você puder deixar de comer uma pizza, de tomar um refrigerante para doar, tenho certeza que ajuda bastante”, escreveu.

Ivete Sangalo fez uma live para divulgar a campanha e motivar seus seguidores a ajudar. “Nós vamos salvar os dois”, disse.

Lucas Lucco usou sua conta no Instagram para publicar um vídeo onde canta uma música em apoio às crianças. “Doação não é feita só com dinheiro. Às vezes, até mais vale uma prece feita com verdade e fé. Ou até mesmo acordar disposto a ajudar, simplesmente, quem quer que seja. Porque só de sair pelo mundo com esse pensamento, você já está mudando o mundo”, colocou o cantor sertanejo na legenda do post.

Para o O POVO Online, o pai, Alex José de Amorim, falou como se sente com a ajuda dos artistas. “Esses artistas nos ajudando, tipo Tatá Werneck, Ivete Sangalo, Lucas Lucco, nos dá uma esperança de logo chegar nesse tratamento. Hoje estamos com a metade do valor. Já estamos com 50% do tratamento garantido. Agora só falta correr atrás do resto”.

Para fazer uma doação:

Bradesco
Agência: 0347 | Conta Poup.: 1003805-7
CPF: 124.756.999-30
João Vitor Schlemmer de Amorim

Caixa
Agência: 0409 | Op.: 013 | Conta Poup.: 25819-4
CPF: 003.784.779-19
Alex José de Amorim (PAI)

Banco do Brasil
Agência: 13862 | Conta: 49990-0
CPF: 003.784.779-19

Para fazer doação pela Vakinha, clique aqui.

Conheça a história de João e Miguel publicada pela família na Vakinha Online:

Um pouco da historia do nossos guerreiros! O João chegou ao mundo no dia 8 de maio de 2012. Dos 10 dias aos 3 meses teve graves internações por pneumonia com perda drástica da motricidade, causando uma grande desconfiança a sua pediatra que nos indicou o primeiro neuro que, devido as internações, concluiu que era uma preguiça e que logo voltaria ao normal. Não conformada, a pediatra nos indicou um neuro conceitado que nos deu o diagnóstico de doença de Werdnig Hoffmann, sendo solicitado o exame genético. Aos seis meses de idade, o exame genético comprovou a ausência do gene SMN1, confirmando a AME do tipo 1.

A doença foi simplesmente “jogada” nas nossas mãos, enquanto buscávamos informações de como manter nosso filho vivo. Só recebemos o passo a passo do processo letal da doença, que no caso, foi nos informado que o João viveria de 1 à 2 anos (conforme literatura). Aos sete meses, o João iniciou fisioterapia motora e respiratória na UDESC. Nunca mais permaneceu sem a fisioterapia. Atualmente faz fisioterapia domiciliar após uma internação gravíssima em 2015, onde quase veio a óbito. Em relação à mecânica respiratória, necessita de auxílio para tosse devido fraqueza abdominal e não é capaz de expelir a secreção sozinho.

Durante a fisioterapia, é associado o uso do AMBU e da ventilação não invasiva para reexpansão e é feita a aspiração por todos os dias. Ppelo menos duas vezes ao dia, necessita de ventilação para dormir e quando sente desconforto respiratorio. Lutamos para montar todo suporte ventilatório. estudamos muito sobre a doença e. todos os dias, nossa equipe faz algo que muitos desacreditam desde o início, LUTAMOS PELA VIDA DO JOÃO E DO MIGUEL. A notícia boa, que encheu nossos corações de esperança, é que foi descoberto um medicamento chamado SPINRAZA, que estabiliza a degeneração e ainda tem ganho de músculo, dando a eles mais qualidade de vida e no caso do Miguel, podendo ser uma criança quase normal.

O tratamento custa por ampola 364.564,98 reais. Precisaremos de 14 para primeiro ano de tratamento. Dessa maneira, precisamos nos mobilizar para que o tratamento chegue o mais rápido possível, pois esta doença não espera e é implacável. Acreditamos que a medicação dos nossos filhos potencializará o que já vem sendo realizado, e será essencial para a vida deles. Quando o Miguel nasceu, tinhamos esperança que a historia seria diferente, mas pelo historico do joao foi feito um exame genético que constatou que ele também era portador da atrofia muscular espinhal tipo 1 (AME). Desde o primeiro mês de vida o Miguel já demonstra diminuição dos movimentos, arreflexia dos membros superiores e inferiores e pouca sustentação cefálica.

Quanto antes o remedio for aplicado, menos progressão a doença teria. O João e o Miguel nos ensinam a cada dia e nos lembram o valor de um colinho, de um beijinho, de um abraço, de cada momento que passamos ao lado de quem amamos. Cada vitória deles é uma vitória nossa. Cada conquista deles renasce a esperança da CURA DA DOENÇA.

(O POVO Online – Matheus Nunes)

Peritos constatam negligência no caso da criança morta na creche-escola. Família pede indenização

Saiu o resultado do laudo pericial sobre o caso da criança que morreu quando o piso cedeu numa creche-escola de Fortaleza. A conclusão é de que houve negligência, informaram peritos para a família da vítima.

Como consequência desse fato, uma ação pedindo R$ 200 mil de indenização para a família da criança já tramita numa das Varas da Fazenda Pública.

*Confira o caso aqui.

(Foto – WhatsApp)

Mortalidade infantil – A retomada de um êxito interrompido

Com o título “Mortalidade infantil : a retomada de um êxito interrompido”, eis o Editorial do O POVO desta terça-feira:

O Brasil tem contado, ao longo dos últimos anos, uma interessante história de combate eficiente à mortalidade infantil, a partir de uma ação pública pensada de maneira integrada e continuada. Uma tendência, infelizmente, interrompida em 2016, conforme números que acabam de ser divulgados, pondo fim a uma trajetória positiva e exemplar de redução das mortes de crianças no País que vinha desde 1990, ou seja, persistiu por 26 anos consecutivos.

Os dados oficiais do Ministério da Saúde indicam, no período de 2016, o registro de 14 crianças mortas de cada mil nascidas no País, o que representa um crescimento nos óbitos infantis de 5% sobre o ano anterior. Procura-se resposta para a situação incômoda e o esforço que algumas vozes já demonstram de buscar o caminho da explicação fácil precisa ser evitado, como meio de nos levar às razões verdadeiras de retrocesso tamanho e permitir que sejam adotadas as medidas corretivas necessárias dentro do mais curto espaço de tempo. A situação, por sua gravidade, impõe uma atitude responsável da própria sociedade, permitindo que se mantenha distante do debate qualquer tipo de interesse ou objetivo político. Mais ainda se ele mascarar projetos eleitorais.

Preocupa, por exemplo, que parte do discurso oficial faça menção à crise econômica como causa, o que até pode ajudar na explicação, mas, nem de longe, permite que se justifique de maneira completa o que aconteceu nos últimos dois anos, considerando que o resultado negativo deve se repetir no ano de 2017. Na própria fase de êxitos subsequentes que registrou em sua política de proteção às crianças no delicado campo da saúde, afinal, o País também enfrentou momentos difíceis no quadro financeiro, inclusive em relação às contas públicas, sem que a trajetória de melhoria, até então, tenha sido afetada.

É evidente que erros de priorização foram cometidos, mais recentemente, no processo que trouxe ao desafiador e triste quadro.

Eis o aspecto essencial no qual as autoridades precisam estar concentradas, identificando, da maneira mais urgente possível, as ações erradas que precisam ser corrigidas para que retomemos um caminho que, percorrido nos últimos anos por vários governos, de diferentes orientações políticas e ideológicas, levou a resultados que pouparam a vida de crianças e proporcionou merecido reconhecimento internacional pela eficiência de uma ação que, sendo de Estado, permaneceu poupada das instabilidades políticas que marcaram o Brasil durante o período. Este é o ponto para o qual precisamos retornar.

Tailândia confirma início do resgate dos 13 presos em caverna

As autoridades da Tailândia confirmaram neste domingo (8) que as equipes de salvamento estão “preparadas” para realizar os trabalhos de resgate dos 12 adolescentes e um adulto presos em uma caverna do norte do país. O porta-voz oficial das operações, Narongsak Ossottanakorn, disse que 18 mergulhadores foram designados para as tarefas. Segundo ele, os níveis das águas que inundam parcialmente a caverna caíram significativamente e, com isso, os meninos poderiam caminhar em grande parte do trajeto.

Os responsáveis esperam que o primeiro garoto saia do local durante a noite deste domingo. Em cada viagem para a caverna onde estão os jovens, os mergulhadores têm que atravessar cerca de 1,7 quilômetro de passagens estreitas, entre visibilidade nula e correntes de água, partindo de um posto provisório no interior da caverna, um caminho que entre ida e volta leva cerca de 11 horas.

Narongsak disse que médicos e membros da equipe de saúde foram colocados dentro e nas proximidades da caverna para proceder diante de uma possível transferência de emergência do grupo.

(Agência Brasil com EFE)

Ministério Público apresenta conclusão de inspeções nas sedes dos Conselhos Tutelares de Fortaleza

A promotora de justiça Antônia Lima Sousa promoverá, às 9 horas do próximo dia 13, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, uma audiência pública como o objetivo de apresentar relatórios e conclusões em face das inspeções às sedes dos Conselhos Tutelares de Fortaleza. As inspeções, segundo a assessoria de imprensa do MPCE, ocorreram nos meses de abril e maio e foram tocadas pela 7ª Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Fortaleza.

Presidida pela promotora de Justiça Antônia Lima, a mesa diretora dos trabalhos também contará com representantes da Universidade Estadual do Ceará (UECE); da Fundação da Criança e da Família Cidadã (FUNCI); e do Grande Colegiado do Conselho Tutelar de Fortaleza. Na abertura da reunião, Antônia Lima discorrerá sobre a temática da audiência. Em seguida, cada participante também tecerá suas considerações. A audiência pública é aberta a qualquer cidadão, sem necessidade de cadastramento prévio.

As inspeções objetivam monitorar as atividades desses conselhos, bem como observar deficiências estruturais e operacionais nas atividades desempenhadas pelas unidades tutelares.

(Foto – Juliana Vasquez)

Associação Peter Pan lança a Campanha McDia Feliz

A Associação Peter Pan lançará nesta quinta-feira, às 9 horas, em sua sede, a Campanha McDia Feliz 2018. A ação solidária, que há 20 anos contagia e envolve a sociedade na luta contra o câncer infantojuvenil no Estado, ocorrerá nos pontos de venda do sanduíche BigMac, dessa rede de fastfood.

Neste ano, a campanha vai se estender às filiais do McDonald das cidades de Maracanaú, Juazeiro do Norte e Sobral. O objetivo é reforçar as ações do Centro Pediátrico do Câncer gerido pela associação.

SERVIÇO

*Associação Peter Pan – Rua Alberto Montezuma (Rua da Esperança), Nº 350, no bairro Vila União.

(Foto – Divulgação)

UFC abrirá brinquedoteca durante as férias

A Brinquedoteca da Universidade Federal do Ceará, vinculada à Faculdade de Educação, estará com uma programação especial para crianças de toda a comunidade durante as férias. De 3 a 13 de julho, de segunda a sexta-feira, das 8 às 11h30min, haverá atividades lúdicas, oficinas, jogos e brincar livre. A informação é da assessoria de imprensa da Instituição.

Para participar, não é preciso se inscrever. Serão três atividades diárias para crianças a partir de 3 anos de idade. Para bebês com menos de 2 anos, haverá atividades específicas, nas quartas-feiras.

Programação

Dia 3: jogos tradicionais (praça do chão), oficina de dança, brincar livre;
Dia 4: circuito, sala dos bebês, brincar livre;
Dia 5: sala de leitura, oficina de artes, brincar livre;
Dia 6: cinema, oficina de origami, brincar livre;
Dia 9: oficina de brinquedos, brincadeiras tradicionais, brincar livre;
Dia 10: jogos de tabuleiro, brincadeiras tradicionais, brincar livre
Dia 11: sala dos bebês, oficina de massinha, circuito, brincar livre;
Dia 12: sala de leitura, oficina de artes, brincar livre;
Dia 13: cinema e brincar livre.

SERVIÇO

*Brinquedoteca da UFC – Rua Waldery Uchôa, 1, Benfica.

*Mais Informações – www.facebook.com/brinquedotecafaced e no Instagram @ufcbrinquedoteca

(Foto – Divulgação)

Tempos sombrios

Com o título “Tempos sombrios”, eis artigo de Fernando Costa, sociólogo e publicitário. Ele aborda sobre crianças do mundo em meio a tanta violência e ideologias. Confira:

Herodes, o Grande, rei da Judeia mandou matar centenas de crianças, segundo a Bíblia, para tentar matar uma única criança. Os tempos eram sombrios.

Os franceses e os ingleses, durante a segunda guerra, separam os filhos de seus pais para protegê-los da brutalidade nazista, com os famosos trens repletos de crianças. Os tempos eram sombrios.

Adolf Hitler, no final da Segunda Guerra Mundial, no ano de 1945, usou crianças como soldados no seu exército. Os tempos eram sombrios.

Os ingleses, no início da Revolução Industrial, utilizaram o trabalho infantil para moverem as máquinas da indústria têxtil. Os tempos eram sombrios.

Na República Central Africana e no Sudão do Sul, as milícias e os governos usaram crianças como soldados em suas guerras civis. Os tempos eram sombrios.

Organizações internacionais, como o Unicef e a Anistia Internacional, estimam que, em cerca de 20 países, crianças eram sistematicamente recrutadas como soldados. Os tempos eram sombrios.

Na Colômbia, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) também usaram crianças na sua guerrilha. Os tempos eram sombrios. Mas o que dizer quando a dita maior democracia do mundo, abusando do discurso da tolerância zero em relação a imigrantes, prende e separa filhos dos pais e obriga o mundo inteiro a ouvir o choro desesperado de crianças chamando por seus pais?

Fosse na Venezuela ou em Cuba, a direita brasileira estaria destilando seu ódio no Facebook, nas suas emissoras de TV e em seus jornais.

Mas quem comanda o terror é Donald Trump, que quer criar uma nova ordem mundial, a matriz do candidato Bolsonaro, que a direita brasileira cultua.

Os tempos continuam sombrios no mundo e se não cuidarmos eles chegarão ao Brasil.

*Fernando Costa

fernando@vervecom.com.br.

Sociólogo e publicitário.

Alunos do ensino infantil aprendem a preservar a natureza

O Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta terça-feira (5), está presente em várias escolas de Fortaleza, que aproveitam a data para repensar alternativas de preservação da natureza. Crianças exercem atividades que priorizam a sustentabilidade. A Expansão Educacional Creche-Escola, na Cidade dos Funcionários, desenvolve tarefas simbólicas e cultiva plantas com os alunos do ensino infantil.

A coordenação da escola acredita que o período é ideal, com ajuda da família, para educar e repassar aos alunos a lição de cuidar da natureza. Seja um jardim ou uma horta na varanda do apartamento.

(Foto – Divulgação)