Blog do Eliomar

Categorias para Cultura

Teatro São José é sede de seminário que debaterá gestão do patrimônio e cidades inteligentes

O Teatro São José será sede do IX Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza. O encontro, com o tema “Gestão do Patrimônio e Cidades Inteligentes”, será aberto a partir das 14 horas desta quarta-feira e vai se estender até sexta-feira com com palestras, debates, mesas redondas e oficinas. A realização é da Secretaria da Cultura de Fortaleza.

Na mesa de abertura, intitulada “O Patrimônio Cultural no ensino básico e no ensino superior: olhares, avanços e perspectivas”, participam o Prof. Dr. Gilberto Nogueira, da Universidade Federal do Ceará (UFC), e a Profª. Drª. Carmem Zeli de Vargas Gil, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A atividade ocorre das 14h às 16h. Em seguida, das 16h30 às 18h, o Prof. Dr. Guilherme Wisnik (FAU-USP) profere a conferência “Arquitetura Contemporânea, design e patrimônio cultural: diálogos possíveis?”

Em paralelo à programação de palestras e debates no Teatro São José, o Seminário promoverá ainda uma série de oficinas em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Ceará (IPHAN-CE) e com o Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC).

DETALHE – O evento contará com certificação e é destinado para toda comunidade interessada no assunto, especialmente, professores, estudantes, gestores públicos, produtores culturais e estudiosos.

SERVIÇO

*Para conferir a programação completa do IX Seminário do Patrimônio Cultural de Fortaleza, acesse cultura.fortaleza.ce.gov.br.

*Teatro São José – Rua Rufino de Alencar, 299 – Centro

*Mais informações – 3105-1291 ou seminariodopatrimonio2019@gmail.com

Coletânea infantojuvenil abre cronograma deste mês do Centro Cultural do Ceará

Poesias, crônicas, desenhos, pinturas e músicas marcaram o lançamento da coletânea infantojuvenil do Centro Cultural do Ceará – Semeando o Caminho, neste mês de outubro. O cronograma cultural foi realizado na Casa do Leão, na Aldeota, quando crianças, entre 7 e 17 anos, apresentaram os projetos.

“Nós, que trabalhamos pela cultura no Brasil, sabemos que não é uma tarefa fácil. Porém, barreiras existem para serem quebradas. Um exemplo é essa Coletânea Semeando Caminhos, que é uma bela forma de romper os grilhões que nos prendem à mesmice”, comentou a presidente do Centro Cultural do Ceará, Vanessa Gomes de Moraes.

(Foto: Divulgação)

Artigo – “A vaia do dedo”

Com o título “A vaia do dedo”, eis artigo de Luiz Carlos Diógenes, doutorando em Direito Constitucional. “A vaia do dedo instaura, no fundo de cada um, o indicador da justiça dos iguais”, diz o articulista. Confira:

A vaia é expressão, na boca, daquilo que não se contém na alma. Tal qual uma tapioca cearense, permite diferentes recheios fenomenológicos de ingredientes sociais e políticos. A vaia do dedo é a nossa tapioca de carne de sol com queijo coalho. É forte e dá sustança: nutre o corpo e ensina a alma. No Ceará tem disso sim!, como ensina o curso EAD do versado Tarcísio Matos.

Os ensinamentos, prático-teóricos, da vaia do dedo, estimulam e alicerçam as bases populares de uma democracia direta. Adotá-la, como magistério popular nacional, mormente aos bem-comportados, cevados e cultivados sulistas, poderia significar a chave histórica de ingresso à cidadania ativa e crítica que um país desenvolvido requer. Na terra onde até mesmo o astro-rei já foi vaiado, por uma justificada ausência de motivação meteorológica, não demandaria nenhum esforço, ao povo cearense, em 1912, encerrar a oligarquia centrada na figura de Nogueira Accioly, sob uma acachapante vaia.

Esta o acompanhou, juntamente com sua família, até o embarque forçado na Ponte Metálica rumo à capital federal. Levara junto a alcunha de babaquara, tido como inculto na visão de seus opositores. Há quem diga que ainda marulha, a sensíveis ouvidos históricos, no mar da Praia de Iracema, vaia tão retumbante, e não menos humilhante. O povo se vingara, a seu modo, das fraudes eleitorais e outras práticas mandonistas. Também ficava reparada, de certa forma, a perseguição política sofrida por intelectuais voltados às causas sociais, a exemplo do sanitarista Rodolfo Teófilo. Até mesmo o cargo de professor lhe seria tomado pelo governo Accioly.

É na esteira destes fenômenos políticos, que dão azo a estas memoráveis vaias, onde o populacho se vinga das elites políticas retrógradas e em desalinho com o interesse social, que emerge a vaia do dedo. Punição, agora, na sociedade civil, dos babaquaras sectários destes segmentos políticos. Os seguidores de Franco Rabelo erguiam num banco da Praça do Ferreira um identificado marreta, partido opositor aos rabelistas. Após apalparem-no, um dedo rabelista entrava no ânus do marreta, sem pedir licença, seguido de uma patriótica vaia. A vaia do dedo, no âmbito da democracia, serve de corretivo sem desmerecer seu caráter preventivo. A vaia do dedo instaura, no fundo de cada um, o indicador da justiça dos iguais.

*Luiz Carlos Diógenes,

lucadiogenes@hotmail.com

Doutorando em Direito Constitucional.

II Festival Letras & Músicas de Pacatuba terá entre as atrações o poeta Bráulio Bessa


II Festival Letras & Músicas de Pacatuba recebe o poeta Bráulio Bessa

O II Festival Letras & Músicas vai movimentar a cidade de Pacatuba (Região Metropolitana de Fortaleza) de quinta a sábado, com programação gratuita e diversa com objetivo de proporcionar o intercâmbio de linguagens do universo da literatura e da música no Ceará. Neste ano, o evento terá a participação do poeta Bráulio Bessa no encerramento as atividades na noite do dia 28.

A abertura ocorrerá a partir das 9 horas de quinta, no Teatro Maria Betiza Campos Pinto, com a oficina de Literatura de Cordel com o poeta Paulo de Tarso. Durante a programação, acontecerão outras oficinas, palestras, feira literária, conversa com escritores locais e regionais, apresentações artísticas, shows musicais, entre os quais, o show “Somos Todos Nós Assim”, com cantores e compositores cearenses Davi Duarte, Isaac Cândido e Pedro Frota. Na programação também haverá lançamentos de livros, exposição, gastronomia e feira de artesanato local.

Programação

Dia – 26/09/2019

08h30 às 11h

Oficina de Literatura de Cordel com Paulo de Tarso – Teatro Municipal

14 h – 16h

Master Class com Paulo Ferreira – Interpretação Musical e performance – Teatro Municipal

16h – Exposição no Coreto – Poetas Pacatubanos

Feira de Livros

Livros Livres

Espaço Gastronômico

Feira de Artesanato

Dia 27/09/2019

09 h às 11h – Oficina Literatura Africana e Afro Brasileira: Professora- Geranilde Costa e Silva (UNILAB)

14 h – 16h – Oficina de Literatura & Cinema com Nirton Venâncio – Teatro Municipal

16h – Exposição no Coreto – Poetas Pacatubanos

Feira de Livros

Livros Livres

Espaço Gastronômico

Feira de Artesanato.

18h – Baby class e apresentação artística do CCEC

18h30 – Lançamento de Livros com autores – Cinco inscrições da mortalidade.

19h- Divulgação do resultado do Concurso Literário Carlos Cavalcante

19:20 – Lançamento do livro Pretagogia, de Geranilde Costa e Silva (UNILAB)

19h45 – Show “Somos Todos Nós Assim”, com Isaac Cândido, Davi Duarte e Pedro Frota

21:00h – OtraFace – Guaramiranga

Dia 28/09/2019

14 h – 16h – Master Class com David Calandrini – Teatro Municipal

16h – Exposição no Coreto – Poetas Pacatubanos

Feira de Livros

Livros Livres

Espaço Gastronômico

Feira de Artesanato

17h30 – Duo: Paulo Ferreira e David Calandrine

18h15- Banda Municipal Valter da Costa Carmo

19h – Lançamento de Livro “Poesia Provisória”, com Nirton Venâncio

19h30 – Poeta e escritor Bráulio Bessa

21h – Banda Cancerianos Sem Lar

(Foto – Divulgação)

Deputado Acrísio alerta para descaso com segurança de museus

Integrante da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do Ceará, o deputado Acrísio Sena (PT) alertou nesta semana sobre as condições dos museus federais no país. Um ofício do Tribunal de Contas da União (TCU) aponta falhas que propiciaram o incêndio de grandes proporções no Museu Nacional, no Rio de Janeiro.

“A tragédia que ocorreu no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, há um ano, que foi consumido por um incêndio de grandes proporções, não foi um ponto fora da curva. Como vice-presidente da Comissão de Cultura desta Casa, recebi o Ofício 626/2019, do Tribunal de Contas da União, que deixa claras as péssimas condições dos museus federais em todo o país”, disse Acrísio.

O documento explicita o Acórdão 1243, do TCU, a partir de levantamento feito pela Secretaria de Controle Externo, que solicita providências ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) para sanar problemas como falta de plano museológico (presente em menos da metade das instituições), Habite-se, regimento interno e planejamento orçamentário, dentre outros atributos.

“Para se ter uma ideia, 81% dos museus não possuem brigada de incêndio. É uma falta de respeito com nossa história e nossa memória”, apontou o deputado.

(Foto: Arquivo)

Deputado cearense participa em Cuba de missão brasileira pela educação, comunicação e ciência

O deputado federal José Airton Cirilo (PT-CE) participa nesta quinta-feira (19) e nesta secta-feira (20), em Cuba, de missão oficial pela Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Comunicação, do Parlamento Latino-Americano e Caribenho-Parlatino. A delegação brasileira é formada ainda pelo senador Jaques Wagner (BA) e pelos deputados federais Nelson Pelegrino (BA), Vinicius Farah (RJ) e Vanderlei Macris (SP).

A solenidade de abertura do encontro foi marcada pela palestra da diretora da UNESCO, Kathrine Muller-Marin, e do vice-presidente do Parlatino, deputado Miguel Enrique Charbonet, que abordaram os temas do Plano de Educação para o desenvolvimento e a integração da América Latina, a Rede de Parlamentares pela Educação para Todos – Parlared, a unidade de programas de capacitação do Parlatino, conforme a orientação aprovada pela ONU dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável-ODS, da agenda 2030.

A próxima reunião está marcada para os dias 7 e 8 de novembro, em Lima, no Peru.

(Foto: Divulgação)

Com presenças de Fernanda Montenegro, Ciro e Haddad, Cine Ceará começa com tom político

262 1

Em um ano em que o audiovisual ficou na dicotomia entre problemas políticos e repercussões positivas, o 29º Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema abriu na noite dessa sexta, 30, com a exibição de um dos principais representantes da pulsante produção do cinema brasileiro – e nordestino, em especial.

“A Vida Invisível”, do cearense Karim Aïnouz, foi exibido pela primeira vez em terras brasileiras no Cineteatro São Luiz, no Centro, com a presença das atrizes Fernanda Montenegro, Julia Stockler e Carol Duarte. Participaram ainda da ocasião o governador Camilo Santana, Ciro Gomes e o secretário da Cultura do Estado Fabiano Piúba. De surpresa, o ex-presidenciável Fernando Haddad apareceu pouco antes do início da cerimônia.

Em meio ao momento de cortes e perseguições à atividade cultural por parte do Governo Federal, a tônica do evento foi de resistência. “A Agência Nacional do Cinema é uma instituição que devemos defender como patrimônio brasileiro”, afirmou Fabiano. O governador Camilo Santana ressaltou a importância de investimentos na cultura. “Um país só tem cara, valoriza suas raízes e cria desenvolvimento se investir em educação, cultura, ciência e tecnologia. A cada ataque contra a cultura, vamos fazer mais ação no Estado”, afirmou.

Camilo adiantou que na terça-feira, 3, os 100 servidores do concurso da Secult serão convocados. Além disso, também firmou compromisso de dobrar os recursos investidos pelo governo do estado no audiovisual neste segundo mandato.

Na ocasião, Karim recebeu homenagem pela carreira na forma do Troféu Eusélio Oliveira, entregue pelas mãos de Fernanda Montenegro. “O Brasil vai dar certo. É na arte que o Brasil vai dar certo. É na arte que o Brasil dá certo”, discursou a atriz. Emocionado, o diretor afirmou: “Somos todos Fernanda Montenegro”.

Antes de apresentar o filme, o diretor leu mensagem contra Cândido Albuquerque. Manifestantes subiram ao palco com faixa contra a intervenção e o público gritou palavras de ordem. No discurso de apresentação, louvou o cinema brasileiro e a Ancine, além de ter dedicado a sessão à mãe, Iracema, e a todas as mulheres presentes.

Para quem não conseguiu conferir a abertura, o festival anunciou que na manhã deste sábado, 31, haverá sessão extra de “A Vida Invisível” às 10 horas no Cinema do Dragão, com ingressos gratuitos sendo disponibilizados a partir das 9 horas.

Antes de apresentar o filme, o diretor leu mensagem contra Cândido Albuquerque. Manifestantes subiram ao palco com faixa contra a intervenção e o público gritou palavras de ordem. No discurso de apresentação, louvou o cinema brasileiro e a Ancine, além de ter dedicado a sessão à mãe, Iracema, e a todas as mulheres presentes.

(O POVO Online / Fotos: Sarah Costa e Aurelio Alves)

Sobral é o 11º no ranking das 50 cidades que mais investiram em cultura em 2018

A cidade de Sobral (Zona Norte) ocupa a 11ª posição no ranking dos 50 municípios que mais investiram no setor da cultura, informa a Folha de S.Paulo, em matéria que destaca os investimentos na área realizados em 2018. Segundo dados do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público (Siconfi), Sobral aplicou um total de 10,1 milhões, que equivale a 1,55% do orçamento municipal para o mesmo ano.

Para o diretor do Serviço Social do Comércio – Sesc São Paulo, Danilo Miranda, “cultura é educação permanente, formação. É diversidade, democratização de acesso às artes e preservação das manifestações culturais no sentido antropológico do termo”.

Os dados apresentados pela Folha refletem a expansão das políticas culturais realizadas pela gestão do prefeito Ivo Gomes, que de 2017 a 2019 ampliou a participação popular ao ocupar bairros e distritos da cidade, com uma programação diversificada e integrativa que reúne música, teatro, dança, circo, artes visuais, audiovisual, literatura, intervenções urbanas e formações livres, tudo com acesso gratuito e pensado para todos os públicos, gêneros e faixas etárias.

A economia criativa, setor responsável pelo capital criativo, tecnológico e intelectual, também se beneficiou com os investimentos em arte e cultura ao gerar emprego e renda para micro e pequenos empreendedores, além de fortalecer a inclusão econômica-social, criando novas oportunidades de trabalho para artistas, produtores, formadores, organizações sociais, centros culturais, bares, restaurantes, hotelaria, gráficas, e prestadores de serviços relacionados à área.

Para o secretário da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer de Sobral, Igor Bezerra, os esforços entre o poder público, organizações sociais e a sociedade civil minimizam a vulnerabilidades e evitam riscos sociais. “A cultura é investimento imprescindível em qualquer contexto de promoção da cidadania, atuando estrategicamente como vetor de transformação social, principalmente para a juventude”.

SERVIÇO

*Confira a matéria completa no site da Folha de S.Paulo aqui.

Camilo parabeniza filme cearense, maior vencedor do Festival de Gramado

O filme cearense Pacarrete, rodado no município de Russas, no Baixo Jaguaribe, a 165 quilômetros de Fortaleza, foi o maior vencedor este ano do Festival de Gramados, com oito premiações: melhor filme (pelo júri e pelo público), diretor, ator (João Miguel), atriz (Marcélia Cartaxo), atriz coadjuvante (Soia Lira), roteiro e desenho de som.

Por meio do Facebook, o governador Camilo Santana parabenizou a produção e os participantes da obra.

Já o deputado estadual Acrísio Sena ressaltou que a produção “é um exemplo do talento e da garra empreendedora do cearense”.

O filme conta a história real de uma bailarina e ex-professora, moradora de Russas, que sonha em se apresentar na festa da cidade. Com voz estridente, grita frases desconexas pelas ruas, quando então é apontada como louca pelos moradores.

Canindé reinaugura parque de exposição com várias atrações

A Missa dos Vaqueiros, feiras, cavalgada, aboios, apresentações de grupos culturais e bandas de forró, além da entrega de títulos da terra, marcaram nesse sábado (24) a reinauguração do Parque de Exposição José Clerton Facundo Bezerra, em Canindé, no Norte do Ceará, a 115 quilômetros de Fortaleza.

A solenidade de reinauguração teve à frente a prefeita Rozário Ximenes, que contou ainda com as presenças do deputado estadual João Jaime e do vereador Professor Ilomar.

Segundo a prefeitura, o serviço de reforma teve porte financeiro de R$ 170 mil, recursos oriundos da Secretaria de Agricultura e Recursos Hídricos de Canindé.

(Foto: Divulgação)

Cancelada pelo IFCE, I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos acontece em locais alternativos

Cancelada pelo Ministério da Educação e pelo IFCE, a I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos acabou sendo aberta na Praça da Gentilândia, na noite dessa terça. O cancelado foi avaliado como censura pela organização, justificando que a programação vinha sendo elaborada há cerca de seis meses. Entre os convidados, está Guilherme Boulos, então candidato a presidente da República pelo PSOL.

A Reitoria do IFCE, em nota, informou que cancelava o evento para evitar viés político-partidário.

As atividades previstas nesta I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos acontecerá em espaços alternativos em Fortaleza, Sobral e Canindé, sem o nome do Instituto.

O público foi à Praça da Gentilândia para conferir o evento.

Novos locais da programação da Semana

Nesta quarta-feira, 21/8, a programação da I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos acontece nos jardins da Universidade Federal do Ceará (UFC), incluindo a presença de convidados como o chargista Carlos Latuff, internacionalmente reconhecido por sua atuação em temas como a questão palestina e as diferenças sociais no Brasil. Ele participa do debate sobre o tema “Arte, Resistência e Direitos Humanos”, às 18h, com Helena Martins, Centelha e integrantes do Coletivo Nigéria.

Já a mesa sobre “Precarização do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Direitos Humanos” acontece às 10 horas, no mesmo local, reunindo Marcelo Uchoa, Enedina Soares e André Vasconcelos.

Em Sobral as atividades acontecerão quinta-feira com concentração em frente ao IFCE e caminhada até a praça do Arco, onde serão realizados os debates. Em Canindé o local será confirmado em breve, em espaço de fácil acesso público, no Centro da cidade.

(Fotos – Divulgação)

Secult/CE inaugura primeira rede de bibliotecas públicas do País com consulta online

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), inaugurou oficialmente nessa terça-feira a primeira rede de Bibliotecas Públicas do Brasil a disponibilizar seu acervo no software Biblivre. Com a novidade, mais de 300 mil registros de obras das bibliotecas passarão a integrar um sistema de armazenamento e memória pertencentes ao Estado do Ceará, por meio da Secult.

O evento de lançamento ocorreu dentro do IX Encontro de Bibliotecas Públicas do Ceará, no Centro de Eventos, em clima de XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, com a palestra do idealizador do Biblivre, Ubaldo Miranda.

O Biblivre

O Biblivre é um software livre de gerenciamento de bibliotecas e de acervos gratuito que possibilita a catalogação de recursos informacionais variados e sua disponibilização em um catálogo. Entre as suas características estão: o controle de autoridades e de vocabulário, o gerenciamento da circulação do acervo que envolve os processos de consulta, empréstimo, renovação e a devolução dos materiais e a organização do processamento técnico que abarca desde o recebimento do material e sua descrição física até a impressão das etiquetas para armazenamento nas estantes.

(Foto – Divulgação)

Vem aí o II Festival Arruaça de Arte de Rua

Tudo pronto para o II Festival Arruaça de Arte de Rua. Serão mais de 25 atrações gratuitas espalhadas pela periferia de Fortaleza, no período de 26 a 31 deste mês de agosto. O objetivo é promover arte nas ruas com diversos artistas e coletivos de arte, dentro de uma programação gratuita.

Além das apresentações artísticas, estão programadas ações formativas, como Laboratório de Voz e poesia falada com Pedro Bomba da cidade de Belo Horizonte (MG).

O enceramento do festival acontecerá no dia 31 com espetáculo recém estreado “Ainda Vivas” do Grupo Nóis de Teatro da cidade de Fortaleza. A realização é da Secretaria da Cultura de Fortaleza em parceria com o Grupo Imagens de Teatro.

Programação

26 – PIRAMBU (Pracinha do Chafariz)

16h – Côco, Ciranda e Maracatu Rural: Tecnologias Ancestrais do Encontro

17h – Cortejo com o Grupo Brinquedo de Rua – Fortaleza/CE

18h – O Jacá do Caburé (Caburé e Cia – Timon/MA)

19h – Lavagem de Porco (Palhaço Jeremias – Maracanaú/CE)

19h30 – O Sogênio (Wenner Mesquita – Fortaleza/CE)

20h – A Trupe do Palhaço Baratinha – Fortaleza/CE

27 – Barra do Ceará (Vila do Mar)

16h – Meus 4 Aninhos (Grupo As 10 Graças de Palhaçaria – Fortaleza/CE)

17h30- Concerto para Batuta – Fortaleza/CE

18h30 – Conversa de Lavadeiras (Coletivo Rei Leal Coletivo teatral – Fortaleza/CE)

28 – Bom Jardim (Praça Santa Cecília)

16h – A Menina e o Pássaro Encantado (Nazaré Rocha e Washington Brandão – Itapagé/CE)

17h – Beirada (Juliana Rizzo – Fortaleza/CE)

18h – Capim Santo O Poeta da Terra – Fortaleza/CE

18h40 – Microfone Aberto

19h – Show na Terra Preta (Ernany RVM – Fortaleza/CE)

29 – Conjunto Palmeiras

16h – O Circo do Chaplin (Cia Teatrinho de Palhaços e Brincadeiras – Fortaleza/CE)

16h – Onde Estão as Grandes Mulheres Artistas? (Karetas com Prekito – Juazeiro do Norte/CE)

16h30 – Lupita MexeCana (Rayane Mendes – Maracanaú/CE)

17h – Bufa Ludomira Silva (Maruska Ribeiro – Fortaleza/CE)

18h – Para Tudo!!! (Lissa Cavalcante e Maria Sofia – Fortaleza/CE)

18h20 – Número Um (Jordana Nascimento – Maracanaú/CE)

18h40 – Du Lar (Poliana Carcará – Fortaleza/CE

19h – Posição de Ataque (Palhaça Rupi – Fortaleza/CE)

30 – Conjunto Palmeiras (EMEIF João Germano da Ponte Neto)

15h – As Peripécias del Sudakon (Coletivo Os Desconhecidos – Fortaleza/CE)

30 – Poço da Draga

16h – A TRANSitar (Zé Brito – Brejo Santo/CE)

17h – El Fakir (Trupe de Dois – Fortaleza/CE)

17h30 – Entarde’Sendo (Willian Ângelo – Fortaleza/CE)

18h30 – Festival do Passinho – Fortaleza/CE

31 – Poço da Draga

17h30 – Ainda Vivas- Três Peças do Nóis de Teatro (Nóis de Teatro Fortaleza/CE)

20h30- Shows – Mateus Fazendo Rock – Fortaleza/CE + Roberta Kaya – Fortaleza/CE + O Cheiro do Queijo – Maracanaú/CE)

OFICINAS

Laboratório Voz E Poesia Falada

Facilitador: Pedro Bomba – Belo Horizonte/MG

Dias: 26 a 30 de agosto

Horário: 14h as 18h

Local: Sede do Grupo Nóis de teatro (Av José Torres, 1211 – Granja Portugal)

Laboratório de Criação de Número Cômico com Objetos

Facilitador: Sudaka (Coletivo OS Desconhecidos – Fortaleza/CE)

Dias: 26 a 30 de agosto

Horário: 13h as 17h

Local: Cuca Jangurussu (Av. Gov. Leonel Brizola, s/n – Jangurussu, Fortaleza – CE)

RODA DE CONVERSA

De Rua, Na Rua, Com a Rua (estéticas e políticas para as artes públicas de rua)

Mediadores: Alysson Lemos (Grupo As 10 Graças de Palhaçaria – Fortaleza/CE), Altemar Di Monteiro (Grupo Nóis de Teatro – Fortaleza/CE) e Vanéssia Gomes (Grupo Teatro de Caretas – Fortaleza/CE)

Data: 31 de agosto

Horário: 8h as 12h

Local: Espaço Mix – Dragão do Mar

EXPOSIÇÃO

Serrinha Luz e Cores (Yuri Juatama Fortaleza/CE)

Data: 26 a 31 de agosto

Horário: 16h as 20h

Local: 26/08 (Pracinha do Chafariz, Pirambu)

27/08 (Vila do Mar, Barra do Ceará)

28/08 (Praça Santa Cecília, Granja Portugal)

29/08 (Conjunto Palmeiras)

30/08 (Poço da Draga)

31/08 (Poço da Draga)

SERVIÇO

facebook.com/festivalarruaca

festivalarruaca@gmail.com

*Mais Informações – (85) 997185506

(Foto – Divulgação)

CCBNB apresenta neste sábado o show “Somos Todos Nós Assim”

Neste sábado, a partir das 19 horas, tem show destes três artistas cearenses: Pedro Fiúza, Isaac Cândido e Davi Duarte. Eles vão subir ao palco do Centro Cultural do BNB com o espetáculo”Somos Todos Nós Assim”.

No repertório, 23 músicas autoriais (inéditas ou já lançadas) e a certeza de muitas emoções.

SERVIÇO

*CCBNB – Rua Conde D’Eu, 560 – Centro.

*Gratuito.

XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará – Tudo pronto para a festa literária

O governador Camilo Santana (PT), ao lado do secretário da Cultura do Estado, Fabiano Piúba, vai abrir ás 20 horas desta sexta-feira,no Centro de Eventos, a XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará. Além da solenidade, com presença também do prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio, e outras autoridades, a programação inclui apresentação da Orquestra de Barro Uirapuru, da ONG Tapera das Artes e da cantora e pesquisadora da cultura indígena brasileira Marlui Miranda. A Bienal acontece rá até 25 de agosto, com acesso totalmente gratuito.

Na sequência, às 20h30min, o palco do Terreiro será tomado pelos sopros da Orquestra de Barro Uirapuru, ao lado de Marlui Miranda, do grupo Luthieria Catavento e do coral Tapera Encantada – esses dois últimos da ONG Tapera das Artes. Nascida em Fortaleza em 1949, Marlui Nóbrega Miranda é cantora, compositora e referência internacional em pesquisa da cultura indígena brasileira. Irmã da jornalista e escritora Ana Maria Miranda, morou em Brasília – onde se graduou em Arquitetura pela UFB – e no Rio de Janeiro, onde ingressou no Conservatório Villa-Lobos. Também estudou Regência na Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, onde mora atualmente.

No Rio, aprendeu violão clássico com professores renomados, entre eles Turíbio Santos, Oscar Cárceres, Jodacil Damaceno, João Pedro Borges e Paulo Bellinati. Fez parcerias com Egberto Gismonti, Hermeto Paschoal, Taiguara, Milton Nascimento e Jards Macalé. Paralelamente, a partir de 1974, passou a trabalhar com pesquisa de tradições musicais dos povos da Amazônia.

Ao longo dos anos, Marlui visitou aldeias dos índios Kraô, Urubu-Ka´Apor, Juruna, entre outros. Nesse processo, todos os seus discos passaram a ser interpretados em diferentes línguas indígenas. Um de seus trabalhos mais importantes é “Paiter Merewá” (1984), composto por canções de índios Suruí. Seu último álbum é “Fala de Bicho, Fala de Gente” (2014), cuja pesquisa começou em 2010, traz canções de ninar do povo Juruna. Além de gravar discos para o Brasil e o exterior, Marlui também produz espetáculos e atua como consultora de música indígena em filmes e eventos.

Atuante desde 1997, a ONG Tapera das Artes desenvolve um trabalho de educação de crianças e adolescentes por meio das artes, no município de Aquiraz (CE). Atualmente, são oferecidas aulas de violão, acordeom, bateria, percussão, violino, cello, viola e canto coral. A iniciativa é reconhecida nacionalmente e já rendeu à ONG a menção do Prêmio Itaú-UNICEF, em 2001 e 2003, além de um lugar entre os semifinalistas da segunda edição do premio do Ministério da Cultura “Cultura Viva”, em 2007, quando concorreu com mais de 8 mil ONGs. É ainda uma das instituições beneficiadas pelo projeto Criança Esperança, da Rede Globo, e parceira do Instituto Ayrton Senna.

Já o Grupo Uirapuru – Orquestra de Barro, da comunidade de Moita Redonda, no município de Cascavel (CE) foi criado a partir de uma ação conjunta entre o luthier e artista plástico Tércio Araripe e as “senhoras do barro” da comunidade. O projeto tem como objetivo não apenas fomentar o conhecimento e a educação entre os jovens participantes por meio da arte, mas valorizar a produção artesanal do barro, atividade ancestral em Moitas.

Ou seja, a proposta inclui não apenas o ensino da música, mas a fabricação dos próprios instrumentos, no sentido de ressignificar o trabalho com o barro e, a partir daí, contribuir para a inclusão social desses jovens e suas famílias e para a transformação da comunidade.

A XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará é apresentada pelo Ministério da Cidadania e pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. Realizada pelo Instituto Dragão do Mar, Governo do Estado do Ceará, por meio da Secult, e Governo Federal, a Bienal do Livro conta com os patrocínios de Bradesco, Cagece, Grendene e Cegás, e com os apoios de Fecomércio, Sebrae, Universidade de Fortaleza (Unifor), Grupo O POVO, TV Ceará, Sistema Verdes Mares, Café Santa Clara, RPS Eventos, Câmara Cearense do Livro, Sindilivros-CE, Câmara Brasileira do Livro (CBL), Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL), Associação Nacional de Livrarias (ANL), Prefeitura de Fortaleza e das Secretarias de Educação (Seduc), Turismo (Setur), Cidades (SCidades) e Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará (Secitece).

SERVIÇO

facebook.com/BienalDoLivroDoCeara
instagram.com/bienaldolivroce
bienaldolivro.cultura.ce.gov.br

Oi Futuro contempla dois projetos culturais do Ceará com patrocínio

A Oi Futuro divulgou o resultado da 16ª edição do seu programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados.

Neste ano, foram selecionados 48 projetos de oito estados (RJ, SP, DF, BA, CE, PA, RN e RS), que receberão apoio para realização em todas as regiões do Brasil ou para compor a programação do Centro Cultural Oi Futuro e de outros espaços do instituto de inovação e criatividade da Oi, como o Museu das Telecomunicações e o Lab Oi Futuro.

O Ceará, segundo confirma a assessoria de imprensa da Oi, foi contemplado com dois projetos: II Anime Ceará – Festival Nordestino de Animação, Game e Web e o XVIII Feira da Música.

SERVIÇO

*A lista completa dos selecionados está no site do Oi Futuro (www.oifuturo.org.br).

(Foto – Arquivo)

Museu da UFC abre exposição sobre trajetória de Espedito Seleiro

O Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará abrirá, às 18 horas desta terça-feira, a exposição “Espedito Seleiro – 80 anos de couro e alma” Segundo a assessoria de imprensa da Instituição, a mostra apresentará a trajetória da obra do artesão desde os primeiros elementos de ofício até produções e parcerias no universo do design.

Nascido em Arneiroz, no Sertão dos Inhamuns, Espedito Seleiro aprendeu a transformar o couro em peças utilitárias ainda na infância observando o pai vaqueiro e seleiro (fabricante de selas). Com o tempo, adquiriu uma estética própria para a confecção de suas peças, que valoriza desenhos e coloração com tingimentos naturais.

Além das tradicionais sandálias e bolsas de couro decoradas, o artista expandiu sua atuação para a moda, em parceria com o estilista Ronaldo Fraga, em coleção apresentada no São Paulo Fashion Week. No design, Espedito decorou peças de mobiliário criadas pelos irmãos e designers Fernando e Humberto Campana para coleção inspirada no cangaço.

Em 2008 o artesão tornou-se Mestre da Cultura Tradicional Popular, título recebido da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, reconhecimento à relevante contribuição para a cultura popular e tradicional do Estado. Atualmente, Espedito continua produzindo em seu ateliê na cidade de Nova Olinda, na região do Cariri, onde mora desde os 8 anos.

Curadoria

A exposição é organizada pela professora Tânia Vasconcelos, coordenadora do projeto de extensão Espedito Seleiro: 80 Anos, do Curso de Design da UFC, com a curadoria do designer Érico Gondim. A exposição é realizada em parceria com o Serviço Social do Comércio (SESC) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (FECOMÉRCIO), e seguirá em cartaz até 27 de setembro.

SERVIÇO

*MAUC – Avenida da Universidade, 2854, bairro Benfica

*De segunda a sexta, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. A entrada é gratuita.

(Foto – Divulgação)

Câmara dos Deputados homenageia os 30 Anos do Vida&Arte do POVO

Nesta sexta-feira, às 15 horas, a Câmara dos Deputados prestará homenagem aos 30 anos do Caderno Vida&Arte do O POVO.

A solenidade atende a um requerimento da deputada federal Luizianne Lins (PT) e ocorrerá na Comissão de Cultura da Casa e, segundo a parlamentar, é o reconhecimento pelo trabalho do mais longevo e relevante caderno de Cultura do Estado – agora atuando em multiplataforma – pela valorização e difusão da arte do Ceará e do Brasil.

A editora-chefe do Vida & Arte, jornalista Cinthia Medeiros, esta em Brasília, representando a equipe.

Tudo pronto para o Viradão da Juventude de Fortaleza

194 1

A maior virada cultural de Fortaleza vai acontecer a partir desta sexta-feira, 9, com abertura, a partir das 8 horas, no Cuca Mondubim. A programação, no entanto, vai se estender também para o Cuca da Barra do Ceará e Cuca Jangurussu, informa a Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude da Prefeitura.

Realizado em alusão ao Dia Internacional da Juventude, celebrado em 12 de agosto, o evento, que se iniciará na sexta, terá sua segunda etapa acontecendo nos dias 16 e 17 de agosto, no Cuca Barra. Já última etapa está prevista para os dias 23 e 24 de agosto, no Cuca Jangurussu.

Nesta edição, o Viradão da Juventude contará com atrações locais e nacionais, além de atividades voltadas ao esporte, teatro, cinema, dança e jogos. A programação inclui ainda debates, feiras de economia criativa, atrações musicais, entrevistas de emprego, entre outros.

Objetivos

Com quase 120 horas e mais de 300 atividades gratuitas abertas ao público em geral, a iniciativa objetiva estimular a interação entre pessoas de diferentes comunidades. “O Viradão da Juventude é feito pela e para a juventude. É mais uma oportunidade para que a população da Cidade se aproprie dos espaços públicos que foram pensados para ela. Além de participar das diversas atividades culturais e esportivas, os nossos jovens poderão se divertir muito”, destaca o coordenador de Juventude de Fortaleza, Júlio Brizzi.

A expectativa para 2019 é receber um público de mais de 12 mil pessoas nos três equipamentos da Rede.

SERVIÇO

*Confira a programação completa – https://tinyurl.com/viradaodajuventude2019

Rede Cuca Barra (Avenida Presidente Castelo Branco, 6417 – Barra do Ceará)
Rede Cuca Jangurussu (Avenida Governador Leonel Brizola, S/N – Jangurussu)
Rede Cuca Mondubim (Rua Santa Marlúcia, S/N – Mondubim).