Blog do Eliomar

Categorias para Cultura

Profissionais do Instituto Cuca denunciam perseguição política e demissões

352 2

Com o título “Contra perseguição política e demissão ilegal dos trabalhadores do Sindec”, eis nota que um grupo de profissionais ligados ao Instituto Cuca, de Fortaleza, manda para o Blog. O grupo denuncia demissões e, principalmente, represálias da gestão do prefeito Roberto Cláudio (PDT), em consequência da criação de um sindicato para defender a categoria. Confira:

NOTA PÚBLICA

No dia 30 de janeiro de 2017, trabalhadoras e trabalhadores de Entidades Culturais fundaram um sindicato – SINDEC, com a proposta de defender os direitos e interesses trabalhistas e fortalecer uma nova visão de política pública para a cultura.

Este processo é fruto de uma longa discussão tanto entre a comissão trabalhista na Rede Cuca que acumulou a necessidade de reforçar laços como com comissões similares, como a comissão trabalhista do Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC) e outros lutadores sociais em outros equipamentos, por exemplo.

Diante deste processo de formação legítima do SINDEC, gestores do Instituto Cuca e a Coordenadoria de Juventude de Fortaleza iniciaram uma perseguição política aos trabalhadores sindicalistas e, numa clara demonstração de autoritarismo, anunciaram a demissão do Técnico de Estúdio Bee Mesquita, e em seguida o Educador Social Paul Almeida recebeu uma advertência infundada e genérica no setor de Recursos Humanos, por fazer seu trabalho na mediação de conflito durante atuação da Polícia Militar (COTAM) no evento do Cuca Roots, evento que acontece há um ano no anfiteatro da Rede Cuca Jangurussu.

Lamentamos profundamente que o Instituto Cuca não se posicione ativamente neste episódio na defesa de uma cultura de paz na periferia – princípio que norteia a atuação das educadoras e educadores sociais em questão.

Após as situações mencionadas, o trabalhador Pool Almeida, entre os dias 2 e 8, passou a ser atendido por um médico psiquiatra. Recomendado, passou oito dias afastado de suas funções profissionais para cuidados com a saúde. No dia 13 de fevereiro de 2017, ao retornar ao trabalho, o Educador Social em questão foi arbitrariamente demitido, de forma ilegal.

Repudiamos esta prática que corrobora para desmonte dos equipamentos públicos de arte e cultura nas periferias, o quadro cada vez menor de trabalhadores e na completa insensibilidade da gestão do Instituto Cuca e Coordenadoria de Juventude que teatralizam falsos diálogos de escuta e apoio para com suas trabalhadoras e trabalhadores na reivindicação de seus direitos, no entanto coagem os mesmos para que se calem. Gestão essa muitas vezes incompetente para gerenciar, de maneira respeitosa, um equipamento de tamanho valor para a cidade, além do visível sucateamento que tem sido cada vez mais preocupante; sobretudo na falta de prioridades orçamentárias para manutenção das atividades com a qualidade e propósitos que forjaram a abertura deste tipo de equipamento.

Este mês a Rede Cuca comemora três anos de existência e até o dado momento o Cuca Jangurussu não foi inaugurado oficialmente pelo fato de obras do teatro ainda estarem por findar e sem previsão de entrega. Pauta esta recorrente entre jovens que compõem o Fórum, instância esta pensada para ser protagonista no empoderamento deste grupo frente a política a sua disposição, mas que não é ouvida suas reivindicações de maneira plena e efetiva.

*Comissão de Profissionais do Sindec.

Membro da Federação de Quadrilhas Juninas presidirá a Comissão de Cultura da Câmara Municipal

O vereador Márcio Martins, líder do PR na Câmara Municipal, é o novo presidente da Comissão de Cultural da Casa, tendo como vice a vereadora Lucimar Martins (PTC). Já exercitando discurso de quem é oposição, ele criticou a falta de recursos destinados à cultura nas esferas federal, estadual e municipal e afirmou que pretende atuar com o alinhamento entre as culturas popular e erudita.

“Minha ideia é utilizar a Câmara Municipal como um incentivador da cultura popular, aproveitando seu próprio espaço físico para atividades culturais e eventos externos sempre acompanhado de apresentações culturais”, afirmou o vereador.

Márcio Martins atua na cultura popular desde os 11 anos de idade. Ele já participou de grupos de humor, teatro e dança. Foi marcador e presidente de quadrilha junina, além de produzir eventos juninos há 12 anos. É atualmente presidente do conselho administrativo da Federação de Quadrilhas Juninas do Ceará (Fequajuce) e secretário-geral da UNEJ (União Nordestina de Entidades Juninas).

Membros

Comissão de Cultura é composta pelos vereadores Márcio Martins (PR), Lucimar Martins (PTC), Larissa Gaspar (PPL), Michel Lins (PPS) e Frota Cavalcante (PTN). As reuniões da comissão de Cultura acontecem todas as segundas-feiras, às 11h30min, na Câmara Municipal.

(Foto – Câmara Municipal)

Povos indígenas do Ceará terão comitê para tratar sobre plano setorial de cultura

Essa é do Site da Secult/Ceará:

Representantes dos povos indígenas do Ceará passarão a contar com um comitê para reforço da presença de suas tradições e ações na política cultural do Estado do Ceará e para elaboração de um plano setorial de cultura indígena para o Ceará. Nesta sexta-feira, na sede da Secretaria da Cultura do Ceará, foi realizada mais uma reunião entre a equipe da Secretaria e representantes de diversos povos, reunidos em um grupo de trabalho, como os pitaguarys, os jenipapo-kanindé e os tremembés. O grupo foi recebido pela secretária adjunta da Cultura do Estado, Suzete Nunes, e por diversos coordenadores da Secult, debatendo propostas para ampliação das ações para os indígenas na política cultural.

Participaram da reunião representantes de povos indígenas dos municípios de Itarema, Pacatuba e Maracanaú. Entre eles, integrantes do Museu Indígena Tremembé e da Secretaria de Cultura de Itarema. Além dos coordenadores de artes e diversidade cultural, Valéria Cordeiro; patrimônio histórico e artístico, Alênio Carlos; e jurídico, Daliene Fortuna, da Secult.

Como encaminhamento das discussões, que vêm acontecendo desde 2016 na Secult, foi definida a formação de um comitê de política cultural para os povos indígenas, a ser formalizado através de uma portaria publicada pela Secult. O regimento do comitê será elaborado pelo próprio grupo, com propostas trazidas pelos representantes dos povos, na próxima reunião, no dia 17 de março.

Entre as propostas debatidas estão a criação de um edital específico da Secult para manifestações culturais e artísticas indígenas e uma maior participação dos povos nos diversos eixos de atuação da Secretaria: da programação artística e cultural nos equipamentos à política de patrimônio, da salvaguarda de tradições e saberes ao reforço a museus, passando pelas ações de formação em arte e cultura.

Roberto Freire quer estabelecer limites para Lei Rouanet

freire

Já estão em estudos avançados mudanças no sistema de financiamento da Lei Rouanet. O ministro da Cultura, Roberto Freire, quer limitar a captação de shows para o máximo de 2 milhões de reais por projeto.

E nenhum projeto, inclusive os espetáculos musicais, poderá ultrapassar o orçamento de 10 milhões. Freire acredita que o problema não é a lei em si, mas o sistema de concessão de incentivos.

(Veja Online)

Tasso apresenta voto de pesar pela morte de Sérvulo Esmeraldo

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=uWhGe-iNV8M[/embedyt]

O senador Tasso Jereissati (PSDB) apresentou, nesta tarde de terça-feira, no plenário do Senado, um requerimento de voto de pesar em virtude da morte do artista plástico cearense Sérvulo Esmeraldo. Tasso destacou o “espírito inquieto e inovador” do artista, ressaltando que Sérvulo “transitava com igual talento em todos os ramos das artes plásticas, como gravura, litogravura, escultura, pintura, ousando experimentar inclusive com as ciências exatas, unindo por exemplo, arte e magnetismo”.

DETALHE – Nesta terça-feira, às 20 horas, na Igreja de São Vicente de Paulo (Bairro Dionísio Torres), será celebrada a Missa da Ressurreição de Sérvulo Esmeraldo.

Academia Cearense de Letras vai reinaugurar o Palácio da Luz em clima de homenagens

tasso-jereissati-2

O presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda, é uma das personalidades que a Academia Cearense de Letras (ACL) homenageará, a partir das 19 horas desta segunda-feira. Trata-se de reconhecimento a quem contribuiu diretamente na reforma do Palácio da Luz (Centro), sede da entidade.

O governador Camilo Santana (PT) prestigiará a reinauguração. Ele receberá a comenda “Uma lenda do Ceará, da ACL.

Também estão listados para a homenagem o prefeito Roberto Cláudio, o chanceler Airton Queiroz, o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, e o senador Tasso Jereissati.

SescTV vai exibir episódio da série Artes Visuais com trajetória de Servulo Esmeraldo

unnamed-12

O SescTV vai reapresentar, neste sábado e domingo, do episódio da série Artes Visuais que apresenta a trajetória de Servulo Esmeraldo, morto nesta semana, aos 87 anos, em Fortaleza. Trata-se de uma homenagem a um dos maiores artistas plásticos do País. No programa, o artista e suas diferentes fases, a partir da exposição que leva o seu nome, realizada em agosto de 2011, na Pinacoteca do Estado de São Paulo.

O programa entrevista Sérvulo e sua esposa Dodora Guimarães, além de trazer comentários do curador da exposição Ricardo Resende. Com direção de Cacá Vicalvi, a produção vai ao ar neste sábado, às 20 horas, e, no domingo, às 17 horas. (Assista também em sesctv.org.br/avivo).

O episódio passeia pela exposição Sérvulo Esmeraldo, considerada uma das maiores realizadas fora do estado do Ceará. O evento reuniu 117 obras produzidas pelo artista ao longo de sua carreira, desde 1950. São trabalhos que destacam sua importante contribuição para as artes plásticas no Brasil e no exterior.

SERVIÇO

Direção: Cacá Vicalvi

Produção: Documenta Brasil

Para sintonizar o SescTV – Canal 128, da Oi TV ou consulte sua operadora

Assista também online em sesctv.org.br/aovivo

 

Márcio Araújo, ex-atleta do vôlei de praia, é o novo presidente do Instituto Cuca

Márcio Araújo, ex-atleta de vôlei de praia e medalha de prata em Pequim, é o novo presidente do Instituto Cuca, gestor da Rede Cuca da Prefeitura de Fortaleza.

Ele, que já integrava o grupo gestor e cuidava da área do desporto, promete reforçar esse segmento, mas também apostar em educação.

Ah, que peça ao prefeito Roberto Cláudio para cumprir a promessa de que iria expandir esses equipamentos. Hoje são apenas três (Mondubim, Jangurussu e Barra do Ceará).

 

Vem aí a segunda edição do livro “Para Belchior com Amor”

unnamed-13

Do escritor e jornalista querido Ricardo Kelmer, recebemos a seguinte nota, em tom de divulgação. Confira:

Caro Eliomacarrão (assim ele nos chama),

Em outubro de 2016, lançamos o livro Para Belchior com Amor, com contos, crônicas e cartas de 14 autores cearenses inspirados em canções de Belchior. O livro vai para a segunda edição e os eventos de lançamento prosseguem em Fortaleza e outras cidades. Estamos todos felizes com a receptividade do público!

Participei do livro com o conto Divina Comédia Humana – O Amor é uma coisa mais exótica que um conto em terza rima. A música que o inspirou, do mesmo nome, foi, por sua vez, inspirada no poema Divina Comédia, de Dante Alighieri, que Belchior pretende, ou pretendia, traduzir para o português numa versão mais popular. Para criar meu conto, baseei-me na estrutura temática do poema (Inferno, Purgatório e Céu) e escrevi uma história que fala da salvação-condenação pelo amor, e suas complexidades e contradições.

E como o magistral poema de Dante, que é um dos maiores clássicos da literatura ocidental, foi escrito em terza rima, esse entrelaçado e dinâmico sistema rimático criado por ele, impus-me o desafio de fazer o mesmo em meu conto, compondo as rimas com a última palavra de cada um dos períodos gramaticais dos parágrafos. Ignoro se antes alguém já havia feito terza rima com prosa. Não foi fácil, mas gostei da experiência.

SERVIÇO

*Você gostaria de ler? Está disponível no Blog do Kelmer:

https://blogdokelmer.com/2017/01/09/divina-comedia-humana

Para adquirir o livro:
https://blogdokelmer.com/livros/para-belchior-com-amor

Documentário sobre hip hop será lançado no Crato

A Oficina Ensaio Aberto Break Dance lança, às 19 horas deste sábado, no Sesc do Crato (Região do Cariri), um documentário sobre a cultura hip-hop. Na ocasião, também haverá apresentação da banda Irmandade Rap e dos grupos de dança Oficina Ensaio Aberto e Black Boys Dancer.

O documentário vem sendo produzido desde 2014 e objetiva retratar a trajetória da cultura hip hop na cidade do Crato, a partir dos anos de 1992. Foi nesse período em que se iniciaram as manifestações culturais do hip hop no município.

Ao todo, são 17 entrevistados que contam suas experiências com o hip hop e como conseguem difundir essa manifestação também com atividades voltadas para o social, contam João Paulo, BBoy e coordenador do Coletivo Oficina Ensaio Aberto Break Dance

O documentário foi contemplado com o prêmio de cultura hip hop de 2014, pelo Ministério da Cultura, através da Funarte, o que possibilitou a realização do trabalho.

DETALHE – O lançamento do documentário é gratuito, e segundo o coletivo Oficina Ensaio Aberto Break Dance, estará disponibilizado na internet. A direção geral do documentário é de Ricardo Alves.

Quer conhecer de perto as manifestações culturais da Bulgária?

borislava

Borislava Taneva, pianista que fará recital no evento.

Os cearenses poderão conferir de perto manifestações culturais da Bulgária por meio de uma intensa programação completamente gratuita do evento “Bulgária – Panorama de Arte e Cultura. As apresentações, com entrada franca, acontecerão no período de 9 a 26 deste mês no Theatro José de Alencar, Cineteatro São Luiz e Centro Cultural Dragão do Mar.

A iniciativa faz parte da segunda edição do Projeto Panoramas Internacionais de Cultura – PIC, idealizado pelo Instituto Cultural Zenon Barreto em parceria com a produtora Arte Pensamento. O objetivo é promover intercâmbio cultural entre Brasil e Bulgária. A primeira edição do PIC aconteceu em 2016 em Sófia, capital da Bulgária, e revelou um pouco da cultura do Estado do Ceará, especialmente do cinema.

Programação

A programação desta edição reúne diversos artistas búlgaros, entre eles a prestigiada pianista Borislava Taneva, que apresenta o recital “O Piano Búlgaro”, e o multi-artista Orlin Atanasov, com experiência em pintura, escultura, graphic design, interior design, editoria de arte, cenografia de ópera e art-show infantil para tvs búlgaras, além de artistas plásticos da região de Varna, na costa búlgara do Mar Negro.

Haverá ainda a participação de dois premiados fotógrafos brasileiros, Tadeu Bianconi e Gabriel Lordêllo, e do fotógrafo francês residente na Bulgária Pierre Etienne Jay, na mostra “Olhares contemporâneos – brasileiro e estrangeiro – sobre a Bulgária”.

Além do recital e das exposições de gravuras, fotografias, símbolos e colagens, com participação das curadoras Albena Bezovska e Plamena Racheva, crítica de Arte e diretora geral da Galeria Municipal de Varna – Bulgária, a programação conta com exibição de longas e curtas-metragens, incluindo filmes de animação, encontros literários e lançamento de livros.

(Foto – Divulgação)

A saudade de Sérvulo Esmeraldo

unnamed-11

Terminou, agora há pouco, na capela do Palácio da Abolição, a missa de corpo presente do artista plástico Sérvulo Esmeraldo. O corpo dele será cremado e as cinzas serão lançadas na Serra do Araripe (Região do Cariri). Sérvulo morreu nessa noite de quarta-feira, vítima de complicações do AVC.

Entre os presentes, o governador Camilo Santana (PT) e o ex-governador Lúcio Alcântara.

Segundo Dodora Guimarães, viúva de Sérvulo, ele “não era só um artista do mundo, foi um humanista”. Neste ano, estão programadas pelo menos quatro exposições com as obras de Sérvulo.

*Mais sobre Servulo Esmeraldo aqui.

(Foto – João Grilo)

Secult/CE divulga nota lamentando morte de Sérvulo Esmeraldo

Eis nota oficial da Secult sobre a morte do artista plástico Sérvulo Esmeraldo:

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) manifesta profundo pesar pela partida do grande artista visual cearense e universal Sérvulo Esmeraldo, o poeta das linhas, que tinha o mundo por ateliê. Aos 88 anos, Sérvulo nos deixou de presente um legado maravilhoso e em constante expansão, graças aos seus incansáveis esforços como artista dos traços, das linhas, um eterno brincante com a luz.

Desde a adolescência, quando iniciou seus trabalhos no mundo da arte, com a xilogravura, até os tempos da Sociedade Cearense de Artes Plásticas, a histórica SCAP. Desde as andanças entre Paris e Fortaleza, consolidando seu nome e se tornando referência na história da arte nacional, até sua primeira exposição individual no Crato, em 1951. Desde o seu memorável projeto dos Excitáveis, trabalhando arte cinética, até as esculturas com chapas de aço laqueado, com planos dobrados e pintados, nos anos 60.

Nos anos seguintes, Sérvulo desenvolveu seus projetos de escultura e uma percepção de tridimensionalidade em obras quase planas. Participou de diversas exposições pelo Brasil, na França e recentemente na Suíça.

Em setembro, tivemos o privilégio de estar com Sérvulo em sua cidade natal, o Crato, onde ele gostava de dizer que tudo começou. Comparecemos à exposição em sua homenagem que mesclava as vertentes de produção de toda uma vida. Sua contribuição às artes é imensurável, com obras cuja marca registrada era a reinvenção.

Cumpre destacar que o Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural, o Coepa, abriu o processo de tombamento provisório do Casarão Bebida Nova, na zona rural do Crato, onde Sérvulo nasceu e que pode se tornar um centro de referência e memória de sua obra. Ao visitar o Casarão dos Esmeraldos, pudemos compreender o trabalho do artista na linha imaginária entre a casa e a Chapada do Araripe.

O povo brasileiro, em especial o cearense, chora a partida desse artista referencial, sabendo, porém, que Sérvulo está vivo em suas obras pela cidade, em seu desejo de aproximação entre arte, arquitetura e experimentação social. Um grande artista integrante da memória das artes do Ceará, do Brasil, do mundo. A Secult expressa sua solidariedade com Dodora Guimarães, companheira de arte e de vida, com os familiares, amigos, colegas de arte e de luta, bem como com todos aqueles que se instigaram e se emocionaram com uma obra que permanecerá cada vez mais presente.

*Fabiano dos Santos Piúba
Secretário da Cultura do Estado do Ceará

Camilo Santana lamenta a morte do seu conterrâneo, Sérvulo Esmeraldo

16299275_1898437093722208_3909255816906570636_n

O governador Camilo Santana (PT) lamentou, em sua página no Facebook, a morte do artista plástico Sérvulo Esmeraldo. Confira:

Lamento profundamente a morte do artista plástico cearense e meu conterrâneo Sérvulo Esmeraldo. Nascido no Crato, no Cariri, Sérvulo é reconhecido pela efetiva contribuição à arte brasileira e um dos maiores expoentes da nossa cultura. Que Deus conforte a família e os amigos.

Prefeito Roberto Cláudio lamenta a morte de Sérvulo Esmeraldo, o gênio da inventividade

servulo-bio

Em nota, o prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio lamenta a morte do artista plástico Sérvulo Esmeraldo. Confira:

“A vida é a obra de Sérvulo Esmeraldo retratam com fidedignidade a trajetória de um cearense que encantou o mundo com sua arte e encheu de orgulhos a todos nós, seus conterrâneos.

A arte de Sérvulo tem a maestria e a sensibilidade de quem buscou sempre a valorização da mais genuína expressão de nossa que inventividade.

Temos certeza de que o Ceará será sempre muito grato e saberá perpetuar sua genialidade, pelas múltiplas leituras que sua arte proporciona.”

*Roberto Cláudio

Prefeito de Fortaleza.

Morre o artista plástico Sérvulo Esmeraldo

servulo-bio

Morreu, nesta noite de quarta-feira, em Fortaleza, o artista plástico Sérvulo Esmeraldo(88).

Ele foi vítima de complicações do AVC e estava internado na UTI do Hospital da Unimed, há semanas.

O velório ocorrerá a partir das 8 horas, na capela do Palácio da Abolição. O corpo será cremado em cerimônia com a família.

Grande artista

Sérvulo Esmeraldo nasceu em 27 de fevereiro de 1929, no Crato (Região do Cariri). Aos treze anos realiza a sua primeira xilogravura. Em 1950 compõe com Goebel Weyne o núcleo jovem da Sociedade Cearense de Artes Plásticas – SCAP, em Fortaleza. Transfere-se para São Paulo em 1951, pensando em estudar Arquitetura, mas fica entre os excedentes, e então, dedica-se à xilogravura.

Em 1957, realiza a primeira individual, 39 gravuras de Sérvulo Esmeraldo no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Ganha bolsa de estudos do governo francês. Reside na França até 1979. Em Paris, frequenta o ateliê de litogravura da École Nationale des Beaux-Arts e estuda com Johnny Friedlaender. Na década de 1960 começa suas incursões no campo da arte cinética, fazendo objetos com ímãs, eletroímãs e por gravidade.

Em 1974 participa da exposição L’idée et La Matière, na Galeria Denise René, em Paris e redige um texto onde se manifesta sobre seu trabalho com os excitáveis. Retorna definitivamente a Fortaleza em 1980, que hoje abriga esculturas monumentais, cer
ca de quarenta obras de sua autoria.

Em 1983 recebe o Prêmio Melhor escultor do ano da Associação Paulista de Críticos de Arte. Foi o idealizador e curador da Exposição Internacional de Esculturas Efêmeras, em Fortaleza, em 1986 e 1991. Em 2011, a Pinacoteca do Estado faz retrospectiva da obra do artista com publicação de livro coordenado por Aracy Amaral.

Em 2012, um recorte de seu trabalho é mostrado na exposição “Simples como um triângulo” na Galeria Raquel Arnaud.

Com diversas exposições realizadas e participação em importantes salões, bienais e outras mostras coletivas no Brasil e no exterior, a obra de Sérvulo Esmeraldo faz parte do acervo dos principais museus do país e de coleções públicas e privadas.

Mestres da Cultura Popular integram banca popular que examinará pesquisa sobre Quilombo

pedro_bandeira

Poeta Pedro Bandeira.

Uma banca popular constituída por mestres da cultura vai examinar, nesta quarta-feira, a pesquisa acadêmica de mestrado “Dia de Quilombo: Cinema e Cultura Popular no Juazeiro do Padre Cícero”, indicada ao Prêmio Capes/CNPQ. Aberta ao público, a defesa acontecerá no teatro do Centro Cultural do Banco do Nordeste (CCBNB-Cariri), a partir das 17h30min.

Segundo o autor da pesquisa, jornalista Felipe Caixeta, os mestres vão examinar as hipóteses, teses e conclusões sobre como a noção de quilombo vem se deslocando no tempo e no território e quais os grandes desafios para a continuidade dessa celebração nos dias atuais. Para isso, eles estarão lado a lado com brincantes do entremeio “cão”, cuja presença na festa vem causando controvérsias.

Os membros da banca popular, que será presidida pelo poeta Pedro Bandeira, também examinarão a narrativa sobre o Quilombo do Ciclo de Reis. Serão apreciados temas como o quilombo em África, Quilombo de Palmares e guerra dos matos, quilombos e santidades indígenas, o projeto sociocultural dos beatos irmanados pelo padre Ibiapina e a política cultural do Padre Cícero, a violência e a festa do cão na cidade sagrada.

O Autor

Felipe Caixeta é jornalista, cineasta e mestre em Cultura em Territorialidades, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Ele iniciou atividades em Juazeiro do Norte, filmando reisados no Ciclo de Reis (Quilombos), em dezembro de 2004. Entre outros, dirigiu os filmes “O Encontro do Padre Cícero com o Profeta Gentileza” (2006), “Dia de Reis no Juazeiro do Padre Cícero” (2009), “Abraço em Juazeiro” (2009) e “Vida Viva” (2012).

Membros da Banca Popular

Mestre Moisés Ricardo – Mestre de Reisado

Francisco Felipe Marques (Tico) – Mestre do Reisado Coração de Jesus e o mais antigo em atuação em Juazeiro

Carlos Gomide – Fundador do Cia. Carroça de Mamulengos e do movimento União dos Artistas da Terra da Mãe de Deus

Cícero Bacurau – Líder dos entremeios do Reisado dos Irmãos

Pedro Bandeira Pereira de Caldas – Poeta, presidente da Banca Popular.

Centro Cultural Bom Jardim abre exposição Galeria 3×4

fotgra

O Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) abrirá, às 19h30min desta sexta-feira, exposição do projeto “Galeria 3×4”. Resultado do “Curso de Fotografia Avançada”, ministrado pelos fotógrafos Celso Oliveira, Fernando Jorge e Éden Barbosa no CCBJ no início de janeiro, a mostra conta com mais de 80 fotos dos participantes.

O projeto “Galeria 3×4” é uma realização da Sociedade de Desenvolvimento e Solidariedade Humana (SODESH), selecionado pela Secretaria da Cultura do Ceará (Secult), através do Edital de Demanda Espontânea. A imagens expostas são resultado de diálogo e aprendizado de uma semana.

Participam da exposição, que tem curadoria de Celso Oliveira e Éden Barbosa, os seguintes fotógrafos: Alice Verissímo, Brenna Vitória, Bruno Wesley, Clay Castelo Branco, Cristina Ferreira, Daniel Silva, Ed Castro, Eduardo Magalhães, Flauber Ferreira, Flávia Almeida, Jackson Rodrigues, Jean dos Anjos, Julia Macedo, Larissa Bezerra, Lua Alencar, Madelyne dos Santos, Morpheu Gilson, Raphael Holanda, Raquel Amapos, Rosana Vieira, Sabrina Moura, San Cruz, Sarah Daniela, Thayná Araújo e Wesley Pacífico.

SERVIÇO

*Centro Cultural Bom Jardim  – Rua 3 Corações, 400 – Bom Jardim.
*Visitação – Até março. De terça a sábado, das 9 às 21 horas, e aos domingos, das 15h30min às 20 horas.
*Entrada Franca
*Mais Informações – (85) 3497.5981.

Entrada gratuita – Rapper que dissemina a arte urbana em Fortaleza conta sua trajetória no #EIMRECEBE

foto-rapper-felipe-rima

A partir do rap e da poesia, o jovem artista Felipe Rima contará um pouco da sua história na primeira edição do programa #EIMRECEBE de 2017, nesta sexta-feira (27), a partir das 16h, na sede da EIM Instalações Industriais, no Cambeba. O encontro é gratuito e aberto ao público.

Poeta, músico, escritor, rapper e produtor cultural, Felipe Rima é fundador e coordenador da iniciativa “Batuque do Coração”, empreendimento social que há quatro anos produz e dissemina a arte urbana em Fortaleza, inspirando pessoas a impulsionarem sonhos.

O projeto #EIMRECEBE reúne profissionais de áreas diversas para um encontro com a equipe da EIM e o público em geral com o intuito de estimular a troca de ideias, experiências e conhecimento com profissionais bem-sucedidos em suas áreas de atuação.

Já recebeu a coach Lívia Vasconcelos, a missionária Irmã Conceição, o publicitário Moésio Fiúza, o artista plástico Narcelio Grud, a chef patissier Lia Quinderé, o DJ Guga de Castro, o frasista Serginho Gouveia, o diretor executivo da Mandalah, Rômulo Justa, o montanhista Rosier Alexandre, o cineasta Halder Gomes e o filósofo Carlo Tursi.

(EIM)