Blog do Eliomar

Categorias para Cultura

A riqueza do Kariri cearense

Junta-se a esta mistura as manifestações religiosas, na qual se sobressaem a devoção popular ao Padre Cícero Romão Batista com suas romarias e benditos, em Juazeiro do Norte; a festa de Santo Antônio em Barbalha, conhecida como festa do Pau da Bandeira, em que o sagrado e o profano dialogam culturalmente.

Outro destaque no território caririense é o seu patrimônio geológico e paleontológico, referência internacional para o estudo da formação e da vida na terra. Os registros fósseis datam de 150 e 90 milhões de anos, apresentando excepcional estado de conservação. Este conjunto que reúne de forma relevante natureza e cultura foi determinante para o reconhecimento do Geopark Araripe, o primeiro das Américas e do Hemisfério Sul, pela Global Geoparks Network (GGN) sob a chancela da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O vigor desse patrimônio, em que natureza e cultura se encontram fortemente imbricados, confere ao Cariri identidade única. Os elementos dessa identidade estão nas coisas corriqueiras e despercebidas do cotidiano, mas podem ser fonte de ideias para o design de produtos que traduza este patrimônio natural e cultural da região.

Cabe aos empreendedores locais das mais diversas áreas, em especial das atividades ligadas à economia criativa, compreenderem o valor dessa riqueza e buscarem formas de expressar a identidade Cariri em seus negócios, agregando valor e significado aos produtos e serviços.

*Joaquim Cartaxo

cartaxojoaquim@bol.com.brArquiteto urbanista e superin-tendente do Sebrae/Ceará.

Pindoretama poderá ganhar título nacional de “Capital da Rapadura”

Com cerca 35 engenhos de cana-de-açúcar, todos conservados da época da colonização, Pindoretama poderão ganhar o título nacional de “Capital Nacional da Cana e da Rapadura”. A proposta é do deputado federal José Airton Cirilo (PT), por meio do projeto de lei (PL-07623/2017), que se encontra em tramitação na Câmara dos Deputados.

O parlamentar cearense ressalta que o município da Região Metropolitana de Fortaleza realiza há 11 anos o Festival Internacional da Cana-de-Açúcar, conhecido como “Pindorecana”, quando destaca a potencialidade da cultura local, na versão de uma rapadura gigante, importante para a economia da região.

Mestres da Cultura do Ceará aumentará quadro de 60 para 80 integrantes

Vai passar de 60 para 80 o número de mestres da Cultura oficialmente reconhecidos pelo Governo do Ceará. A ampliação foi assegurada com a aprovação, pela Assembleia Legislativa, de mensagem nesse sentido enviada à Casa pelo governador Camilo Santana (PT).

Com a ampliação para 80 mestres da cultura oficialmente reconhecidos, o Governo do Estado cumpre uma das metas do Plano Estadual de Cultura, aprovado em 2016 pela Assembleia e sancionado pelo governador, informa o titular da Secult, Fabiano Piúba.

DETALHE – Os mestres são reconhecidos como difusores de tradições, da história e da identidade, atuando no repasse de seus saberes e experiências às novas gerações.

DETALHE 2 – O programa Mestres da Cultura se tornou um referencial do Ceará para o Brasil, recebendo, à época de sua criação, prêmio do Ministério da Cultura, pela qualidade e pelos efeitos da iniciativa.

Galeria da Uni7 abre exposição “Conexões”

O Centro Universitário 7 de Setembro (Uni7) vai abrir, a partir das 20 horas desta quinta-feira, em sua Galeria Vicente Leite, a exposição “Conexões”.

A mostra reunirá trabalhos de 10 artistas, em vários estilos, e vai se estender até o dia 30 de junho. Integra a programação dos 14 anos da Uni7.

Entre os artistas, Carlus Campos, cartunista do O POVO.

Prefeitura credencia artistas para eventos culturais

Esta é para os artistas que quiserem se apresentar em praças públicas com música, teatro, circo e humor em eventos da Secretaria Municipal da Cultura. O edital para credenciamento dos interessados já está na praça.

As inscrições devem ser feitas na Central de Licitações até 14 de junho, no horário comercial.

SERVIÇO

*Mais Informações – (85) 3105 1339/ 3105 1292.

Salmito revela paixão por músicas de Luiz Gonzaga e surpreende ao cantar “Asa Branca”

Quem acompanha o dia a dia do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), diante de articulações políticas, reuniões e condução das proposições legislativas, não imagina que o também sociólogo é um grande fã da obra de Luiz Gonzaga.

Na noite desse sábado (20), em Paramoti, a 104 quilômetros de Fortaleza, Salmito surpreendeu convidados de um aniversário, em um clube da cidade, ao interpretar “Asa Branca”.

“Sou fã do Luiz Gonzaga, o maior clássico da música popular nordestina, que para estudiosos foi o Rei do Baião, ao se antecipar com a sua música a concepção de ‘nordestinidade’, cantando o sertão, as secas, os costumes, a flora e a fauna do Nordeste Setentrional”, comentou Salmito.

Centro Cultural BNB – Jazz faz tributo a Coltrane com entrada gratuita

Do rock à música erudita. Esse é o legado do saxofonista e compositor de jazz, John Coltrane (EUA, 1926/1967), um dos maiores do gênero de todos os tempos, segundo a crítica internacional.

E os apaixonados pelo estilo de Coltrane poderão conferir parte de sua obra, na noite deste sábado (20), a partir das 19 horas, no Centro Cultural Banco do Nordeste, no Centro de Fortaleza, com as músicas do álbum Giant Steps. A entrada gratuita.

SERVIÇO

Centro Cultural Banco do Nordeste

Rua Conde D’Eu, 560, Centro

Prefeito entrega o Centro Cultural Belchior e comenta fala de Michel Temer

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), inaugurou, nesta noite de quinta-feira, na Praia de Iracema, o Centro Cultural Belchior. O ato conta com a presença de José Nilson, irmão do artista que morreu, no último dia 30 de abril, em Santa Cruz do Sul (RS) e foi sepultado em Fortaleza.

No ato, o prefeito destacou o legado de Belchior, destacando que o equipamento era uma homenagem da cidade que acolheu um dos maiores compositores do País.

O Centro Cultural Belchior, construído em um dos principais cartões postais da cidade, possui aproximadamente 850m², divididos entre um auditório, salas e galerias para exposição, biblioteca, café, sala de reunião, administração, banheiros – sendo feminino, masculino e para pessoas com mobilidade reduzida – e plataforma elevatória para cadeirantes, além de área de uso comum, no pavimento superior, de onde é possível contemplar o mar.

Estiveram também na solenidade o secretário municipal da Cultura, Evaldo Lima, o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, o secretário municipal de Turismo, Alexandre Pereira, o secretário municipal do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Elpídio Nogueira, o superintendente estadual do Sebrae, Joaquim Cartaxo, vereadores e o deputado federal Odorico Monteiro (Pros).

Sobre Temer

Indagado sobre o pronunciamento de Michel Temer, acusado de dar aval para a compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha, segundo delação dos donos da JBS, o prefeito assim se manifestou, ao falar para O POVO Online:

“Frágil a situação do presidente. Frágil pela minúscula base de apoio popular, pela fragilidade política que ele passará a ter em sua base de apoio e pela gravíssima denúncia que foi apresentada. Tudo isso coloca o presidente em situação de enorme fragilidade. E o que é mais sério, a nossa democracia, economia e nosso povo em urgência de gravidade”.

SERVIÇO

Centro Cultural Belchior – Rua dos Pacajus, 123 – Praia de Iracema.

(Foto – Divulgação)

Fortaleza ganhará o Centro Cultural Belchior

Fortaleza ganhará, nesta quinta-feira, o Centro Cultural Belchior. A inauguração ocorrerá a partir da 17 horas pelo prefeito Roberto Cláudio, tendo ao lado o secretário municipal da Cultura, Evaldo Lima,  e o titular da Regional II, Ferruccio Feitosa,

O Centro Cultural Belchior está localizado na rua Pacajus, 123, na Praia de Iracema e contará com um acervo de obras do cantor e compositor Belchior, além de um café, galeria, auditório e salas multiuso.

 

Pau da Bandeira de Barbalha – Festa será tema de audiência pública na Câmara do Deputados

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados realizará, nesta quinta-feira, uma audiência pública sobre a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antonio de Barbalha, uma das mais tradicionais manifestações religiosas do Ceará. A iniciativa é do deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), destacando que o debate dará maior visibilidade aos festejos, com vistas à expansão da tradição do regional para o nacional.

Essa festa é reconhecido como patrimônio imaterial brasileiro, ao lado de manifestações como o Bumba-Meu-Boi, do Maranhão, e do Senhor Bom Jesus do Bonfim, na Bahia. “O Pau da Bandeira de Barbalha pode se transformar em um grande atrativo turístico de abertura das comemorações juninas do Nordeste”, afirma Gomes de Matos.

Festejos 

Os festejos ocorrem desde o final do século XVIII, quando foi erguida uma capela em devoção ao Santo Antonio, dando origem ao município de Barbalha. A festa do Pau da Bandeira da forma como é conhecida, atualmente, porém, acontece desde 1928.
São treze dias de festa em homenagem ao padroeiro.

A data central é o domingo mais próximo de 31 de maio – o Dia do Carregamento e Hasteamento. A atividade consiste em cortar e transportar o tronco de árvore, previamente escolhido. São percorridos cerca de sete quilômetros.

Museu Indígena Pitaguary ocupará espaços no Sobrado Dr, José Lourenço

O Museu de Arte Sobrado Dr. José Lourenço vai receber, a partir do próximo sábado, às 10 horas, a Exposição Museu Indígena Pitaguary, do artista contemporâneo Benício Pitaguary. A atividade integra a Semana Nacional de Museus.

Durante a abertura da exposição, o público poderá participar do Café do Zé, uma das atividades âncora do Sobrado, que proporciona integração entre artistas, críticos de arte, curadores, professores, pesquisadores, produtores e gestores culturais com os artistas. A atividade neste sábado inclui ainda uma performance do artista Benício Pitaguary.

“Trabalhando corpo, identidade e memória, Benício foi convidado para expor no Sobrado Dr. José Lourenço e trouxe consigo o Museu Indígena Pitaguary, coordenado por Rosa Sousa. A sua pesquisa a respeito das identidades indígenas através do processo criativo da pintura corporal com tinta de jenipapo nos instiga a pensar/sentir a partir de um campo expandido da arte que é geopolítico, cronopolítico e, portanto, descolonial” destaca Carolina Ruoso, curadora da exposição sobre o trabalho que compõe a nova exposição do Sobrado.

(Foto – Divulgação)

Secult vai reinaugurar o Anexo do TJA

O secretário da Cultura do Estado, Fabiano Piúba, vai reinaugurar, às 9 horas desta quarta-feira, o Anexo do Theatro José de Alencar (TJA), que inclui espaços como salas de formação do Centro de Artes Cênicas do Ceará (Cena), Galeria Ramos Cotoco, Teatro Morro do Ouro, Biblioteca Carlos Câmara e a Cantina do Muriçoca. O espaço será reaberto após ter passado por obras de manutenção e conservação, com investimento de R$ 200 mil pelo Governo do Estado.

Os serviços realizados no Anexo do TJA incluíram manutenção da coberta dos espaços, pintura, revisão hidráulica e elétrica, além do tratamento de piso de madeira de algumas salas.

Confira a programação, com entrada franca:

9h – Receptivo / Arte Urbana – Mural na Rua 24 de Maio, com o artista Narcélio Grud (Festival Concreto)

9h30 – Solenidade com o secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, a diretoria do Theatro José de Alencar, Selma Santiago, artistas, técnicos, produtores, público. Descerramento da Placa da Obra de Manutenção.

10h – Programa Aula Aberta.

Sala de Teatro: Curso Princípios Básicos de Teatro – Juliana Veras

Sala de Dança: Curso de Iniciação em Dança Contemporânea: Prodança

Sala de Canto: Aula de Canto Aparecida Silvino – Participação do Coral da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará (Sefaz)

Sala de Música: Ensaio Aberto da Big Band Spallas Brass

12h – Show Favela Sobrevive – É N​oiz Perifa – ​Praça Mestre Pedro Boca Rica.​

15h – Visita Espetacular – ​Teatro Morro do Ouro​

15h – Programa Aula Aberta

Sala de Teatro: Aula Aberta “Da Ação a Criação”, ​com Jesuíta Barbosa

Sala de Canto: Escola de Canto Maninha Mota

Sala de Música: Ensaio Aberto do Grupo de Câmara da Orquestra Eleazar de Carvalho com participação de Sueli Helena de Miranda

16h – Não, Coração – É Noiz Perifa – Sala de Canto

17h – Exercício de Montagem do espetáculo “Geração Trianom”, direção Pedro Domingues. Apresentação seguida de debate – Sala Multiuso Sidney Souto.

18h – Coral Soul Cantor – Hora do Ângelus – Praça Mestre Pedro Boca Rica

18h15 – Piano, Solo, Adubo e Florestas, com Thiago Almeida – Praça Mestre Pedro Boca Rica

19h30 – Abertura da Exposição e lançamento do livro “O Teatro Cearense pelas Mãos do Cenógrafo e Figurinista Flávio Phebo”. Curadoria e autoria: Hiroldo Serra – Galeria Ramos Cotoco

20h – Caixeiros Viajantes – É Noiz Perifa – Praça Mestre Pedro Boca Rica

21h – Show Perfeita Simetria – Praça Mestre Pedro Boca Rica.

Estoril – Praia de Iracema volta a ser “point” da cultura boêmia de Fortaleza

“Estamos entregando à cidade este que é um ponto de encontro de Fortaleza, um ponto de referência da boemia, da intelectualidade, da Praia de Iracema, dos bons encontros culturais que este local já promoveu ao longo dos anos”. A declaração é do prefeito Roberto Cláudio, ao entregar nessa sexta-feira (12) o novo Estoril, na Praia de Iracema, que a partir deste mês passa a abrigar a Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor).

“O Estoril está revitalizado, reformado e servindo a um novo propósito. A decisão do secretário de Turismo, ao aqui abrigar a Secretaria de Turismo de Fortaleza, envia uma mensagem simbólica à cidade. Este lugar será explorado como espaço de divulgação turística de Fortaleza ao valorizar, progressivamente, os prédios de valor histórico e animar uma nova programação cultural”, completou o prefeito.

“Nós estamos devolvendo ao fortalezense esta que foi, nos anos 90, o símbolo da cultura, da gastronomia, do lazer. A Prefeitura considerou que se nós, da Secretaria de Turismo, viéssemos ocupar a Praia de Iracema, com o simbolismo do Estoril sendo reformado e recuperado, seria uma forma de realizar uma ocupação positiva”, destacou o secretário municipal do Turismo, Alexandre Pereira.

O Estorial funcionará também com alternativas culturais regulares, com agenda organizada e divulgada pela Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), como shows musicais, espetáculos de artes cênicas, sessões de cinema ao ar livre e feiras de artes e de gastronomia. “A programação cultural será requalificada com as mais diferentes linguagens artísticas. Esta será a grande contribuição que o novo Estoril trará para a cidade”, afirmou o secretário municipal de Cultura, Evaldo Lima.

Nesta semana, na Praia de Iracema, o prefeito inaugura o Centro Cultural Belchior, nas proximidades do Estoril. Segundo o secretário da Regional II, Ferruccio Feitosa, “essas obras marcam um momento importante do poder público municipal, dando à população o sinal de que quer transformar a Praia de Iracema em um ambiente agradável de convivência para a população”.

(Foto: Divulgação)

Fortaleza terá programação cultural gratuita nas praças

Apresentações de artistas locais, música, gastronomia, artesanato e outras manifestações culturais em 32 praças de Fortaleza. Tudo isso de forma gratuita para a população.

É o projeto Bom de Fortaleza, lançado nessa sexta-feira (12), na Praça da Imprensa, pelo prefeito Roberto Cláudio, com programação prevista para 341 apresentações artísticas e culturais, a partir de julho, se estendendo por seis meses, sempre aos sábados.

“Vamos valorizar o artista da terra para garantir que essas pessoas tenham oportunidade de inclusão, levando arte e cultura para os bairros da cidade e ocupar as praças públicas com um bom conteúdo”, afirmou o prefeito.

“A população estará, cada vez mais, cuidando dos bens públicos, dos espaços públicos. Todo esse projeto de revitalizar e cuidar dos ambientes faz com que as pessoas aproveitem o convívio no seu próprio bairro”, destacou o secretário da Regional II, Ferruccio Feitosa.

Na próxima semana, a Secretaria de Cultura lançará o Edital para convocar os artistas locais que quiserem se apresentar nos eventos. “Além de serem pagos, esses artistas terão a oportunidade de se tornarem conhecidos”, avaliou o secretário de Cultura de Fortaleza, Evaldo Lima.

(Foto: Divulgação)

“A chuva, de fato a chuva” ganha o XIX Prêmio Ideal Clube de Literatura

O conto “A chuva, de fato a chuva”, de autoria de Carlos Vasconcelos, foi o vencedor do XIX Prêmio Estadual Ideal Clube de Literatura – Prêmio José Telles de Literatura, anunciado na noite dessa quinta-feira (11), no Salão Nobre Edson Queiroz, no bairro Meireles. Outros 15 autores também foram premiados.

Entre os convidados para a solenidade do anúncio dos vencedores estavam o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT); o secretário de Cultura de Fortaleza, vereador Evaldo Lima (PCdoB); o secretário da Regional II, Ferruccio Feitosa; e o ex-ministro do TCU, o escritor Ubiratan Aguiar.

(Fotos: Divulgação)

Escritora cearense conta em livro sua paixão por Lisboa

A escritora cearense Rijarda Giandini foi morar em Lisboa, com a família, há pouco mais de dois anos. O propósito da mudança radical era estudar, mas o seu encantamento pela cidade a fez alçar outros voos. Apaixonou-se pela capital portuguesa, que já conhecia, mas não com tanta intimidade. A vontade de transmitir o que sentia deveu-se, segunda a escritora, à boa recepção que teve, especialmente da universidade por onde faz um doutorado em História Contemporânea, com outras confluências de uma cidade que, por não ser perfeita, é real e preserva ainda alguns modus vivendi fascinantes que a sociedade brasileira já não cultiva.

Ela confessa que o desejo em compartilhar este momento com outras pessoas era intenso, aliado a outro sentimento que a machucava, a saudade do Brasil, principalmente, dos amigos e da família. Daí o processo de escrita servir-lhe como uma espécie de catarse, a partir das andanças e experimentos da cidade que adotou para viver. Rijarda faz questão de afirmar que escrever “Viver e Amar Lisboa” foi uma tarefa prazerosa. “As impressões que relato são reais. Abordo direitos e deveres, em todos os momentos, observados com o espírito desarmado. Viver Lisboa não é nenhum sacrifício. Ao contrário, amar é uma consequência”. O livro será lançado nesta sexta-feira, às 19 horas, na Livraria Cultura.

Perfil

Rijarda Giandini é brasileira de Fortaleza, casada com Giovanni e mãe de Artur. Historiadora e Internacionalista, mora no bairro Restelo, em Lisboa, desde 2014, para um doutorado em História Contemporânea. É diretora do Instituto da Cidade, em Fortaleza e membro do Conselho da Camera di Commércio Italo-Brasiliana do Nordest. Traduziu adaptou o conto infantil “Il Principe Felice”, de Oscar Wilde, para o português e realidade brasileira. Escreveu o livro de Poesia “Inquietude”, ambos inéditos. Possui capítulos de livros e artigos em revistas sobre Cidades Sustentáveis.

 

Fortaleza será sede do III Fórum Nacional Cultura Infância

“Enquanto estamos lutando no Brasil por 1 ou 2 por cento, existem cidades na França que destinam de 15 a 20 por cento do orçamento local para a cultura e, dentro dessa fatia, há rubricas específicas para a infância”. É o que revela Emídio Sanderson, um dos autores do Plano Estadual Cultura Infância do Ceará e participante do Grupo Nacional Cultura Infância, um coletivo que discute e propõe políticas públicas para a Cultura Infância, a fim de garantir os Direitos Culturais das crianças brasileiras.

Pois esse grupo vai estar se reunindo em Fortaleza, de sexta a domingo próximos em clima de III Fórum Nacional Cultura Infância. As discussões, que ocorrerão no Hotel Sonata de Iracema, terão como ponto de partida a iniciativa cearense (Plano Estadual Cultura Infância), que é a única experiência de uma política pública específica dessa área, consistente e formatada no País.

SERVIÇO

*Abertura do evento- ás 19 horas de sexta, prosseguindo no sábado das 8h30min às 12h30min e das 14 horas às 18 horas. No domingo, das 8h30min às 10h30min.

*Mais Informações – (85) 99991 0474

Conexão entre o Rio e o Ceará busca democratizar a dança

A democratização da dança e a troca de experiências entre profissionais de dois estados é o objetivo do projeto de ocupação Conexão Dança Ceará/Rio de Janeiro, que até o próximo domingo (14) toma conta do Teatro Cacilda Becker, espaço da Fundação Nacional de Arte (Funarte) no bairro do Catete, zona sul do Rio.

A programação, aberta na quarta-feira (3), conta com oficinas, palestras e debates gratuitos, além de espetáculos a preços populares, todos por iniciativa da Associação Dança Cariri, criada em Juazeiro do Norte (CE), em parceria com a Funarte.

No Cariri, região onde o grupo tem sede, o intercâmbio já ocorre por meio da Semana Dança Cariri, que realizou em abril sua oitava edição. É a primeira vez que o projeto chega ao Rio de Janeiro, reunindo companhias de dança e bailarinos dos dois estados.

De acordo com o cearense Alysson Amâncio, idealizador do projeto, o Rio mantém uma relação estreita com a dança cearense desde os anos 70, quando os bailarinos e coreógrafos Dennis Gray e Jane Blauth se mudaram da capital fluminense para Fortaleza e implantaram a Escola de Dança do Sesi. “Muitos bailarinos do Ceará mudaram para o Rio em busca de uma formação mais aprimorada, bem como muitos professores e grupos cariocas estiveram pelo Ceará para ministrar oficinas e realizar espetáculos”, conta.

(Agência Brasil)

Brasil e Portugal criam prêmio de literatura infanto-juvenil

Os ministérios da Cultura de Brasil e Portugal criaram o Prêmio Monteiro Lobato de Literatura Infanto-Juvenil , como forma de incentivar jovens leitores. A proposta é premiar, anualmente, autor e ilustrador dos países de Língua Portuguesa, conhecidos como lusófonos. O prêmio foi um dos acordos bilaterais relacionados à produção cultural assinados durante a 10ª Reunião de Ministros da Cultura da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que ocorreu nesta sexta-feira em Salvador.

“Nós [brasileiros] ainda lemos muito pouco e precisamos da formação de novos leitores através desse incentivo às comunidades dos países de língua portuguesa para os seus escritores de literatura infanto-juvenil. É de um grande significado a assinatura desse prêmio e nos moldes de um prêmio exitoso na comunidade, como o Prêmio Camões”, disse o ministro da Cultura brasileiro, Roberto Freire.

O encontro reuniu ministros ou  representantes do Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste e ocorre na data em que é comemorado o Dia da Língua Portuguesa.

(Agência Brasil)