Blog do Eliomar

Categorias para Ecologia e Meio Ambiente

Bolsonaro critica forma como europeus defendem meio ambiente e índios

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), criticou neste sábado (1º) a forma como europeus defendem o meio ambiente e os indígenas. Segundo ele, sua preocupação é garantir apoio à ciência e à proteção ambiental, assim como à integração dos povos indígenas à sociedade, oferecendo as mesmas oportunidades dadas aos demais cidadãos.

“Eu acredito na ciência e ponto final. Mas o que a Europa fez para manter as suas florestas e as suas matas ciliares? E querem dar palpite aqui?”, afirmou Bolsonaro, em Resende (RJ), após cerimônia de formatura de aspirantes a oficial na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), que se formou na mesma instituição há 41 anos.

“Cada vez que um governo do passado saía para fora do Brasil, ele recebia de forma passiva e servil pressões por demarcações de terras indígenas. Eu quero o bem estar do índio. Quero integrá-lo à sociedade. O nosso projeto é fazê-lo igual a nós. Eles têm as mesmas necessidades. Ele quer médico, dentista, televisão, internet”, disse o futuro presidente.

Bolsonaro disse ainda que falta apoio concreto para as políticas em favor dos indígenas e do meio ambiente no país: “Eu fui, nas minhas andanças, ao Acre e à Rondônia. Em torno de 20% apenas dessas áreas podem ser usadas em benefício da população local. E 80% não. Isso está errado.”

Questionado sobre o nome que comandará o Ministério do Meio Meio Ambiente, Bolsonaro indicou que ainda está inclinado em favor do agrônomo Xico Graziano, que foi do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e no passado pertenceu aos quadros do PSDB.

Graziano também foi secretário de Meio Ambiente de São Paulo. Ontem, Bolsonaro havia dito que há “meia dúzia” de nomes sendo avaliados para o Ministério do Meio Ambiente.

(Agência Brasil)

Bolsonaro não repassará recursos de multas ambientais para ONGs

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), criticou nessa sexta-feira (30) parte da comunidade de ambientalistas, acusando-a de achar que é dona do meio ambiente. Ele também afirmou que a decisão sobre quem será o futuro ministro do Meio Ambiente ainda não foi tomada e há “meia dúzia” de nomes sendo avaliados.

O presidente eleito disse que o futuro ministro terá de ser afinado com o Ministério da Agricultura e estar disposto a enfrentar o que voltou a chamar de “indústria da multa” . “Quero preservar, mas não dessa forma que vêm fazendo nos últimos anos. Dessas multas no campo, 40% vai para ONG. Isso vai deixar de existir”.

(Agência Brasil)

Sema divulgará laudo sobre situação de ursos de Canindé

216 1

O secretário do Meio Ambiente do Estado, Artur Bruno, vai divulgar, às 9 horas desta sexta-feira, na sede da Semace, o laudo técnico sobre a situação dos ursos Dimas e Kátia, que vivem no Zoológico de Canindé. Há pleito para que esses animais sejam transferidos para outro Estado em razão da alta temperatura que enfrentam nessa cidade do Interior cearense.

Luisa Mell, ativista em defesa de animais, iniciou campanha nas redes sociais para retirar dois ursos-pardos-siberianos do zoológico de Canindé. Ela estará presente, informa a coordenadora de Proteção e Bem Estar Animal da Prefeitura de Fortaleza, Toinha Rocha, que convoca ambientalistas para esse encontro.

(Foto – Paulo MOska)

3 mil formaturas: Programa Jovem Sustentável – Cidadania Digital completa 10 anos no Eusébio

O programa Jovem Sustentável – Cidadania Digital completou 10 anos de atuação, esta semana, com três mil formaturas de jovens e adolescentes, com idade entre 14 e 24 anos, em 218 turmas de quatro polos de atendimento. Em uma parceria da Fundação Alphaville com a Prefeitura Municipal de Eusébio, o programa é aplicado nas comunidades de Mangabeira, Parque Havaí, Santo Antônio e Jabuti.

Com formação gratuita por meio de ferramentas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) integradas ao conceito de Sustentabilidade Integral, o projeto utiliza a informática como matéria transversal para desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais nos adolescentes, estimulando o protagonismo social.

A metodologia de trabalho é pautada pela construção coletiva de soluções de desenvolvimento, partindo dos sonhos individuais e coletivos das comunidades para identificar os potenciais e como podem ser usados a favor do desenvolvimento local.

“O interesse por cursos de capacitação para os jovens foi o motivador apontado pelos moradores da região, e o envolvimento do setor público favoreceu o desenvolvimento do programa”, afirmou a diretora executiva da Fundação Alphaville, Fernanda Toledo.

Reconhecimento

Ao longo desses anos, o programa Jovem Sustentável – Cidadania Digital se desenvolveu e foi expandido para atuação também em Sergipe. O primeiro reconhecimento chegou em 2015, quando o projeto foi classificado entre as cinco melhores práticas sustentáveis pelo Selo Benchmarking Brasil de Sustentabilidade. No ano passado, o programa foi certificado como Tecnologia Social pela Fundação Banco do Brasil, que destacou iniciativas capazes de causar impacto positivo e efetivo na vida das pessoas e passíveis de serem replicadas.

Fundação Alphaville

A Fundação Alphaville é uma organização sem fins lucrativos, caracterizada como OSCIP, que tem como principal mantenedora a Alphaville Urbanismo. Com o desafio de contribuir com tecnologias sociais para o desenvolvimento de comunidades na busca por cidades sustentáveis, a organização atua com metodologia própria, chamada Convivência que Constrói, para promover a autonomia, a cooperação e a liderança participativa nos grupos com os quais atua. Já desenvolveu projetos com comunidades socialmente vulneráveis, empresas, poder público e associações de moradores. Em 18 anos de atuação, o portfólio da Fundação Alphaville já conta com mais de 210 projetos realizados e mais de 400 mil pessoas envolvidas diretamente em todo o território nacional.

(Foto: Divulgação)

Seminário no fim do ano marcará fortalecimento da Rede Cuca em tecnologias sociais

O prefeito Roberto Cláudio anunciou nessa segunda-feira (19), na sede da Cegás, durante a abertura da VII Semana da Inovação Suécia-Brasil, que ainda este ano haverá o seminário que marcará o fortalecimento das atividades da Rede Cuca em tecnologias sociais, em uma parceria com a Suécia, diante de uma política voltada à juventude e à prevenção de homicídios.

“No fim deste ano, realizaremos um seminário sobre as experiências suecas e brasileiras. A partir daí, vamos começar a trabalhar a instalação de um grande equipamento que agregue o nosso Cuca à tecnologia deles, denominada Fryshuset. A ideia é instalar esse equipamento na Regional II de Fortaleza, em parceria também com o Governo do Estado, agregando políticas de juventude, de educação integral e de outros setores afins”, destacou Roberto Cláudio.

No evento dessa segunda-feira, o prefeito esteve acompanhado da vice–governadora Izolda Cela, quando debateu o potencial da cadeia de biometano para cidades sustentáveis como Fortaleza. No próximo ano, uma linha de transporte público deverá circular com biometano, como programa piloto, para testar o tempo, eficácia e eficiência da nova tecnologia nos ônibus de Fortaleza.

“As principais emissões de carbono para a atmosfera são o transporte e o lixo nas cidades brasileiras. Usar o lixo para combustível de transporte público é atacar as duas principais fontes poluentes. Então, além da questão da inovação tecnológica, a sustentabilidade também é um ganho concreto”, avaliou o prefeito.

(Foto: Divulgação)

Projeto quer preservar fauna e flora dos Inhamuns

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO desta terça-feira (20):

Será lançado hoje, em Tauá, na Área de Relevante Interesse Ecológico dos Inhamuns (ARIE), o projeto Ecomapps. Segundo o secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, trata-se de um aplicativo que apresentará para o cidadão tudo sobre fauna e flora dessa unidade de conservação estadual.

Qualquer visitante poderá utilizar essa tecnologia, que deve ser baixada inicialmente pelo sistema Android. Colocando seu celular próximo às placas indicativas já instaladas no local, por QR Code, o visitante saberá tudo sobre o acervo da área. Esse tipo de tecnologia já foi implantado no Parque Estadual do Cocó e no Parque do Sítio Fundão, no Crato, devendo se estender ao longo de 2019 para demais unidades.

“Com isso, queremos fazer educação ambiental para conscientizar e preservar assim a biodiversidade dessas regiões”, afirma Artur Bruno.

Após o ato, haverá reunião do Conselho Gestor da Arie dos Inhamuns para fechar um plano de manejo. Essa medida, segundo o secretário, vai se estender para as demais unidades estaduais de conservação.

Fortaleza Cidade Sustentável. Um projeto ameaçado

Em artigo no O POVO deste sábado (17), a secretária municipal Águeda Muniz (Urbanismo e Meio Ambiente) aponta que o senador Eunício Oliveira, presidente do Congresso Nacional, devolveu ao Ministério da Fazenda, sem nenhuma justificativa técnica, o projeto Fortaleza Cidade Sustentável. Confira:

Desde 2013, a Prefeitura de Fortaleza trabalha, incansavelmente e entendendo o anseio de cidadãos e cidadãs que buscam uma cidade melhor para se viver, para implantar sua política de meio ambiente. Política que se transformou na Lei Nº 10.619/2017, aprovada na Câmara de Vereadores que representa os 2,6 milhões de fortalezenses.

Em 2014, a Prefeitura foi em busca de financiamento para o Programa Fortaleza Cidade Sustentável, conjunto de projetos da política ambiental do município, por meio de um empréstimo inédito no valor de US$ 150 milhões junto ao Banco Mundial. O Programa garante a implantação de projetos como o “Orla 100% Balneável”, a urbanização do Parque Raquel de Queiroz, o Parque da Lagoa da Viúva, mais Ecopontos na cidade, dentre outros projetos que irão impactar positivamente na vida das pessoas, em especial daquelas que mais precisam. É o primeiro empréstimo totalmente voltado às questões ambientais na cidade, ressaltando-se que o Banco Mundial vem utilizando o modelo de Fortaleza como melhor prática em estruturação de projetos em cidades onde está operando.

No entanto, o Fortaleza Cidade Sustentável está ameaçado. Para que os US$ 150 milhões sejam investidos em melhorias ambientais, precisamos da autorização do Senado Federal. Sabe-se que o projeto esteve na Casa Civil da Presidência da República por mais de 120 dias aguardando somente o encaminhamento para o Senado.

Surpreendentemente, o Fortaleza Cidade Sustentável sofreu, neste mês, um revés inusitado: enquanto o tempo normal para liberação desses projetos é de 24 ou 48 horas, o processo de Fortaleza foi devolvido ao Ministério da Fazenda sem nenhuma justificativa técnica e contrariando todos os ritos normais.

Haveria alguma justificativa política, tendo em vista que o Senado Federal é presidido, hoje, por um cearense que já havia se comprometido com a aprovação da matéria? Espera-se que os interesses maiores dos fortalezenses estejam acima de qualquer querela ou interesse menor da política. Ou será que estamos sem prestígio para fazer andar o processo no âmbito federal?

Em nome dos legítimos interesses da Capital, Fortaleza, sua gestão e seus cidadãos, além do Banco Mundial, concluíram o Fortaleza Cidade Sustentável enquanto projeto. Espera-se, portanto, o mesmo empenho no âmbito federal para que tenhamos uma Fortaleza mais Sustentável a partir de 2019.

Águeda Muniz

Secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza – Seuma

Sem acordo, apreciação de MP do Saneamento Básico é adiada novamente

A leitura, discussão e apreciação da Medida Provisória (MP) 844/18 foi adiada mais uma vez. Um acordo entre as lideranças partidárias impediu a entrada da proposta na pauta do plenário da Câmara dos Deputados nessa terça-feira (13). Com o adiamento, a medida terá que ser votada até a próxima segunda-feira (19), data em que, se não for aprovada, vai caducar, perdendo a força de lei.

A medida altera regras do marco legal do setor de saneamento para facilitar a privatização de empresas públicas de saneamento básico e obriga o pagamento de tarifas mesmo sem conexão ao serviço de água e esgoto. A MP determina ainda que a Agência Nacional de Águas (ANA) passe a ficar responsável pela fixação das tarifas de água a ser cobradas.

O principal ponto polêmico é o fim ao subsídio cruzado, que permite que recursos arrecadados com a cobrança de tarifas de água e esgoto em áreas mais ricas sejam investidos em municípios mais pobres. Deputados contrários ao projeto argumentam que a medida compromete a meta de universalização dos serviços de água e esgoto, prevista para 2033, de acordo com o Plano Nacional de Saneamento Básico de 2012.

Na segunda-feira (12), após a oposição obstruir os trabalhos, o líder do governo, André Moura (PSC-SE), fechou um acordo para não ler e apreciar o texto. Pelo acordo, os deputados teriam uma reunião com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, para debater pontos polêmicos do texto, mas não houve acordo.

“De fato, nós negociamos muito com o governo e com instituições, mas não houve acordo para retirar o ponto que determina licitação para serviços de saneamento. São 22 governadores contrários à proposta”, disse Afonso Florence (PT-BA).

Nessa terça-feira, governadores de 24 estados divulgaram uma carta contra o projeto. Os governadores argumentam que o projeto fará com que o setor de saneamento tenha riscos de desestruturação e de piora das condições fiscais dos governos estaduais, além do agravamento das desigualdades.

(Agência Brasil)

Dia Mundial do Urbanismo – Salmito destaca tendência da ocupação dos grandes centros

No Dia Mundial do Urbanismo, o deputado estadual eleito Salmito, atual presidente da Câmara Municipal de Fortaleza e ex-secretário de Turismo, destacou a tendência mundial da ocupação, cada vez mais, dos grandes centros urbanos.

Salmito ressaltou que Fortaleza é o único município totalmente urbanizado no Ceará. Ele participa em Bogotá, na Colômbia, da Conferência CAF: Produtividade e inovação para o desenvolvimento, organizada pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina. Salmito é convidado do encontro, com despesas custeadas pela CAF.

Sebrae promove a Feira Integrada de Oportunidades do Maciço de Baturité

Evento foi dos mais concorridos em 2017.

O Sebrae vai promover, de quinta-feira a sábado, em Baturité, a FIO 2018. O evento tem como foco a geração de oportunidades e a realização de negócios para os empreendedores do Maciço, principalmente nas áreas do turismo, economia criativa e agronegócio. Aberto ao público em geral, contará com programação especial com seminários, palestras, oficinas de capacitação, exposição de produtos e serviços e apresentações culturais.

Nesta edição, um dos destaques é o lançamento do Programa Caminhos do Maciço, desenvolvido pelo Sebrae, juntamente com as administrações municipais e empreendedores da Serra de Baturité. O ato ocorrerá nesta quinta-feira, às 20 horas, no auditório do Paço Municipal da Prefeitura de Baturité. De acordo com a articuladora do Sebrae na rRgião do Maciço, Fabiana Gizele, o novo programa é um desdobramento do trabalho iniciado em 2015, com a Rota Verde do Café e tem como foco o desenvolvimento integrado e sustentável do território, a partir de um extenso programa de qualificação profissional e orientação técnica.

Economia Criativa

Um dos focos estratégicos da FIO 2018, a economia criativa terá um papel de destaque com a realização do Salão do Artesanato. De acordo com Fabiana, o espaço foi pensado para apresentar ao público um pouco do resultado do trabalho desenvolvido pelos grupos de artesãos do Maciço, que com o apoio do Sebrae, estão promovendo um resgate desta atividade e ainda agregando valor a cultura local, sem deixar de lado os princípios da sustentabilidade, como a utilização de matéria-prima renovável e local e o reuso de materiais. Já no palco Ritmos e Danças, durante os três dias de evento, grupos musicais e artísticos da região estarão se apresentando para o público da feira.

Agronegócio e o Selo

A produção agrícola do Maciço, que é reconhecida em todo o estado, também terá espaço na programação da FIO 2018, em especial os produtores da agricultura familiar, que são os responsáveis pela permanência do cinturão verde da Serra de Baturité, da qualidade da água e de solos ricos em nutrientes. Segundo Fabiana, o Sebrae apoia estes produtores por compreender a importância que eles desempenham para a economia e também para a manutenção do ecossistema do Maciço.

Como parte da programação do evento, será promovido, no dia 29, o lançamento do Selo Sebrae de Sustentabilidade. “O Selo é uma ferramenta de estimulo para alcançar altos níveis de práticas sustentáveis. Ele também busca reforçar os princípios do Tripé da Sustentabilidade, ou Triple Bottom Line, formado pelos pilares de People, Planet e Profit (recursos humanos, recursos naturais e lucratividade)”. De acordo com Fabiana, o Selo funcionará como um termómetro para as micro e pequenas empresas da região, podendo indicar o percentual de adoção de tais medidas.

SERVIÇO

*Hora: Das 17 às 23 horas
*Praça dos Legisladores em Baturité

*Mais informações – (85) 99981-4540 ou no site: www.fiomacico.ce.sebrae.br

(Foto – Divulgação)

Edital para dessalinizadores deve sair até dezembro, promete a Cagece

O edital para a construção da usina de dessalinização do Ceará deve sair até dezembro. A promessa é feita pelo presidente da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Neuri Freitas.

O assunto, inclusive, foi discutido nesta semana com Paulo Henrique Lustosa, secretário das Cidades. A ordem é que a obra fique pronta até 2022.

(Foto – O POVO)

Ibama expõe sobre gestão em evento da Adece

325 1

O superintendente estadual do Ibama, Herbert Lobo, foi um dos convidados, nesta terça-feira, da 26ª Reunião da Câmara Setorial Química, realizada na sede da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (Adece).

Com o tema: “O Desafio de liderar mudanças na Administração Pública”, Herbert falou sobre sua gestão no Ibama, abordando pontos como a construção de planejamento estratégico, capacitação dos servidores, racionalidade dos gastos da instituição e a importância do órgão para o desenvolvimento econômico do Estado.

(Foto – Divulgação)

Parque do Cocó vira uma “Biblioteca virtual”

Da Coluna Eliomar de Lima, no O POVO deste sábado (8):

Uma boa-nova na área ambiental cearense. Será lançado no próximo dia 21, no Parque Estadual do Cocó, o ECOMAPSS. Trata-se de um aplicativo de mapeamento ambiental por meio do qual será possível qualquer cidadão conhecer a flora e a fauna desse equipamento da Secretaria do Meio Ambiente do Estado. O aplicativo traz outro detalhe: acessibilidade para deficientes visuais, pois traz recursos também em braile.

No dia do lançamento, haverá uma visita de grupo do Instituto dos Cegos para testar o app. Cada um dos pontos mapeados do Cocó recebeu uma placa de identificação com um QR Code que pode ser escaneado com a câmera do celular.

Dessa forma, por meio do ECOMAPSS, o usuário pode saber o nome, a origem, história e curiosidades acerca das espécies florísticas da unidade de conservação. É só baixar o aplicativo disponível para download no Google Play/ Play Store – funciona offline – e apontar o celular para o código impresso na placa para ter acesso aos dados.

Detalhe: o app foi desenvolvido por professores e alunos do IFCE de Juazeiro do Norte e será implantado em todos os parques geridos pela Sema.

Audiência pública discute nesta quarta-feira a requalificação do viaduto da Mister Hull

238 1

Nesta quarta-feira (29), a partir das 19 horas, no Colégio Afonso Andrade, haverá uma audiência pública da Câmara Municipal de Fortaleza com a comunidade do Antônio Bezerra para discutir o projeto do vereador Acrísio Sena (PT) de requalificação dos espaços sob os viadutos.

“Há vários espaços subutilizados, que podem funcionar como centros de convivência das comunidades do entorno, com função de entretenimento, cultural, esportiva, social ou de lazer, adequada às condições específicas de cada equipamento”, explicou o parlamentar.

Pelo projeto, o município de Fortaleza entraria com a manutenção do ajardinamento do espaço, implantação de mobiliário urbano e adequação às atividades.

SERVIÇO

Colégio Afonso Andrade

Av. Cel. Matos Dourado, 168

(Foto: Arquivo)

Governo cria unidade de preservação do periquito-da-cara-suja

465 1

O Ceará ganhará uma nova Unidade de Preservação Ambiental.

Segundo o secretário estadual do Meio Ambiente e Sustentabilidade, Artur Bruno, é o Refúgio da Vida Silvestre do Periquito-da-Cara-Suja. O decreto criando essa unidade já saiu, inclusive, publicado no Diário Oficial do Estado.

Conforme Bruno, trata-se de uma área de 39 hectares situadas no município de Baturité, que será repassada pela Embrapa para o Estado.  A ordem é preservar essa ave sob ameaça de extinção no Maciço.

(Foto – Divulgação)

Mobilidade urbana – Roberto Cláudio é convidado para Congresso Mundial de Saúde Pública na Tailândia

A mobilidade urbana como fator de melhoria na qualidade de vida das populações e promoção à saúde. Esse é o tema do Congresso Mundial de Saúde Pública, que será realizado no final deste ano, na Tailândia, no sudeste asiático, em uma promoção da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Diante dos investimentos em mobilidade urbana, ciclovias e ciclofaixas em Fortaleza, o prefeito Roberto Cláudio foi convidado a participar do congresso.

A informação é da secretária de Assuntos Internacionais da Prefeitura de Fortaleza, Patrícia Macedo, que aponta que ” a mobilidade Urbana não só facilitar a vida das pessoas no ir e vir ou de promover o melhor transporte público, mas também de melhorar a qualidade de vida das pessoas e promover a saúde, diante de ações que levem a menores índices de poluição, atualmente um fator muito grande de de doenças”.

(Foto: Arquivo)

Roberto Cláudio inaugura 47º Ecoponto de Fortaleza

O prefeito Roberto Cláudio inaugurou, nesse sábado (18), no bairro João XXIII, o 47º Ecoponto de Fortaleza. O equipamento é o quarto similar implantado na Regional III e reforça a política voltada à gestão responsável de resíduos sólidos na Capital.

A partir da troca de materiais recicláveis por vantagens do programa Recicla Fortaleza, a população obtém desconto na conta de energia e crédito no Bilhete Único.

“Com essa política, a Prefeitura busca transformar resíduos descartáveis em oportunidades. Um Ecoponto como este, após inaugurado, acaba com os lixões em um raio de 300 metros, em média. Desta forma, a partir do engajamento da comunidade, é possível promover mais limpeza, garantir mais saúde e transformar o lixo em renda para a população”, ressaltou Roberto Cláudio, ao acrescentar que, até o final deste ano, 13 novos equipamentos similares serão implantados.

Até o fim de 2020, a expectativa da Prefeitura é de que Fortaleza conte com 120 Ecopontos, estrategicamente distribuídos por todas as Regionais, contemplando todos os bairros de Fortaleza.

O Ecoponto oferece estrutura adequada ao descarte de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. O funcionamento é de segunda-feira a sábado, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

(Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Fortaleza / Foto: Divulgação)

Cinturão das Águas recebe R$ 14 milhões do governo federal

Entra na conta do governo estadual, nesta semana, um total de R$ 14 milhões. É dinheiro para acelerar em trechos do Cinturão das Águas, o projeto por onde a transposição chegará ao Ceará via Jati, na Região do Cariri.

O secretário dos Recursos Hídricos do Estado, Francisco Teixeira, acertou a libertação na última semana, quando foi recebido no Ministério da Integração Nacional.

São cinco etapas do projeto, dos quais a quarta etapa registra pouca celeridade.

(Foto – ALCE)

Roberto Cláudio assina ordem de serviço para obras de urbanização da lagoa da Parangaba

O prefeito Roberto Cláudio assina, durante coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (6), às 9h, em frente ao supermercado Super Lagoa da Parangaba, a ordem de serviço para início das obras de mobilidade e requalificação urbana da Lagoa da Parangaba.

A obra prevê uma série de melhorias urbanísticas no entorno da lagoa. As intervenções previstas na região incluem a urbanização de 60,7 mil metros quadrados, que corresponde a toda área existente às margens da lagoa, situada entre a avenida Américo Barreira, rua Gomes Brasil, rua Caio Prado, rua Pedro Muniz e avenida Carneiro Mendonça.

O projeto prevê ainda construção de novas calçadas, ciclofaixa, mini areninha, pista de cooper, reordenamento da feira, paisagismo com o plantio de árvores e criação de jardins, além de serviços de pavimentação, instalação de nova iluminação e substituição de pisos.

Orçadas em aproximadamente R$ 4,3 milhões, as obras terão duração de oito meses, sendo divididas por regiões.

(Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Fortaleza / Foto: Arquivo)

Cagece realiza serviços de recuperação dos filtros da ETA Gavião

A Cagece realiza serviços de recuperação em 16 filtros da estação de tratamento de água Gavião, que responde pelo abastecimento do sistema integrado de Fortaleza e Região Metropolitana. A informação é da assessoria de imprensa da companhia.

Os equipamentos são responsáveis pela etapa de filtração no tratamento de água, que é uma das mais importantes etapas do processo. Com o serviço de recuperação, o processo ganha ainda mais eficiência, principalmente no que se refere à necessidade de lavagem dos filtros em um maior intervalo de tempo, o que resulta em economia de água.

Para a execução dos serviços, que devem ser concluídos nos próximos oito meses, estão sendo investidos R$ 950 mil.

(Foto – Divulgação)