Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Secretário confirma presença de Lula no ato pró-siderúrgica no Pecém

adaill

O secrétário da Infraestrutura do Estado, Adahil Fontenele, confirmou, nesta quarta-feira, a vinda do presidente Lula ao Ceará no dia 16 de dezembro próximo. No Complexo Industria e Portuário do Pecém, Lula estará na solenidade de assinatura da ordem de serviço da siderúrgica, projeto tocado pelo setor privado com apoio estatal e que está orçado em cerca de US$ 1,5 milhão.

Além de Lula, estarão no ato a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, e, claro, os sócios do empreendimento e o governador Cid Gomes.

CNI propõe reformas previdenciária e trabalhista aos presidenciáveis

“A reforma da Previdência Social e das instituições políticas, maior profissionalização da administração pública e modernização das relações do trabalho são três das propostas da indústria aos futuros candidatos à Presidência da República.

As sugestões estão contidas na Carta da Indústria, entregue nesta quarta-feira, 18 de novembro, ao vice-presidente José Alencar pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, ao final do 4º Encontro Nacional da Indústria (ENAI), que reuniu por dois dias cerca de 1.500 empresários em Brasília. Alencar prometeu entregar imediatamente o documento ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Novo governo não significa a destruição dos ativos desenvolvidos pelo anterior. A experiência da transição de 2002 “ (do governo Fernando Henrique Cardoso para o governo Lula) “reforça a importância do aperfeiçoamento contínuo das instituições, em especial daquelas que regulam a ordem econômica”, diz a Carta da Indústria, acentuando ser fundamental “avançar em reformas que aumentem o potencial de crescimento da economia”. “Esta é uma agenda do país e não apenas da indústria. O setor industrial irá buscar alianças políticas para que esta agenda se concretize”, anunciou Monteiro Neto em entrevista à imprensa após o ENAI.

A CNI quer rapidez do governo e do Congresso na implementação de medidas estruturantes na economia. “O tempo político tem que se ajustar, com mais velocidade, às pressões do tempo econômico. É fundamental que o Executivo e o Congresso respondam ao desafio da melhoria de condições de competitividade da economia brasileira”, prega a Carta da Indústria. Monteiro Neto disse esperar que na próxima reunião do Grupo de

Acompanhamento do Crescimento, o antigo Grupo de Acompanhamento da Crise (GAC), previsto para quarta-feira, 25 de novembro, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anuncie medidas de estímulo ao investimento, como prazos menores de devolução dos créditos tributários. A medida está sugerida na Carta da Indústria para ser tomada ainda no atual governo. “Seria uma ótima notícia”, completou.

Entre as nove propostas restantes da Carta da Indústria aos futuros candidatos à Presidência da República, que serão detalhadas no início do próximo ano, quando forem oficializadas as candidaturas, estão elevar a qualidade da educação; aperfeiçoar o sistema tributário; aumentar a capacidade do Estado investir em infraestrutura; racionalizar os gastos públicos; priorizar a desburocratização; ampliar o papel dos bancos como financiadores do setor produtivo.”

(JC Online)

Secretário de Finanças corrige data sobre pagamento do 13º salário

Do secretário de Finanças de Fortaleza, recebemos a seguinte nota:

Caro Eliomar,

Gostaria de fazer uma retificação ao que foi informado sobre o pagamento da segunda parcela do 13º salário dos servidores municipais. A data do desembolso ocorrerá nos dias 16, 17 e 18 de dezembro de 2009 e não 13 e 14 de dezembro como informei. Houve engano da nossa parte, no que estamos retificando.

VAMOS NÓS – É nisso que dá secretário Cialdini querer embarcar para Brasília, como o senhor fez ontem, evitando dar entrevista e informando que estava muito atrasado para o voo. Aliás, o senhor acabou se enganando com as datas, embora ainda tenha demorado cerca de 15 minutos no saguão do Pinto Martins antes do embarque. Ninguém é perfeito, não é mesmo?

CCJ aprova projeto que evita desvio de finalidade dos fundos constitucionais

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou, por unanimidade, o projeto de lei  de autoria do deputado José Nobre Guimarães (PT) que determina que os recursos obtidos dos fundos constitucionais de financiamento do Norte (FNO), do Nordeste (FNE) e do Centro-Oeste (FCO) sejam investidos exclusivamente nessas regiões.

o projeto tramita em caráter conclusivo e não precisa ir a plenário, seguindo agora para análise do Senado, informa José Guimarães, adiantando que o proejto pretende assegurar a “correta destinação dos recursos captados, principalmente nos casos de grandes empreendimentos ou projetos de infraestrutura, que muitas vezes têm uma atuação inter-regional”.

“O projeto é conveniente e oportuno porque evita a dispersão dos recursos dos financiamentos, assegura investimentos nas regiões beneficiadas e, portanto, contribui para reduzir as disparidades regionais, ou seja, garante que os fundos cumpram de fato a finalidade a que se destinam”, disse Guimarães, que é o coordenador-geral da bancada cearense no Congresso Nacional.

Presidente da Petrobras falará sobre Pré-Sal e refinaria na Assembleia Legisaltiva

gabrieel

O presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, estará em Fortaleza na próxima sexta-feira. Vem falar, durante audiência pública no plenario 13 de Maio, da Assembleia Legislativa, sobre o rateio das futuras verbas do Pré-sal e o projeto da Refinaria Premium do Estado. A informação foi dada nesta manhã dequinta-feira pelo líder do Governo na Casa, o petista Nelson Martins.

Segundo Nelson, o presidente da Petrobras chegará nesta noite de quinta-feira e, no dia seguinte, às 8h30min, dará entrevista coletiva na Assembleia, cumprindo em seguida su agenda de debate com os parlamentares e convidados.

Presidente do STF critica execução fiscal dos Estados

“No 4º Encontro Nacional da Indústria, que acontece nesta manhã de quarta-feira, em Brasília, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, reclamou do “excesso de judicialização” no Brasil. “No ano passado, 70 milhões de processo tramitaram na Justiça brasileira. Demos conta de 25 milhões, e iniciamos o ano, portanto, com 45 milhões. Um terço deles diz respeito à execução fiscal”, introduziu.

“O grau de êxito na execução fiscal é muito baixo nos Estados. Muitos Estados arrecadam mal e medidas simples podiam mudar esse quadro, a exemplo de balcão de negociação no âmbito da negociação fiscal. Há esse exagero, para tudo se exige decisão judicial. Uma crise de irracionalidade atravessa o judiciário”, disse.”

(JC Online)

Petrobras é a 2ª em lucro na América Latina

“A Petrobras divulgou o segundo maior lucro do terceiro trimestre de 2009 dentre as empresas de capital aberto da América Latina e Estados Unidos. Segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pela consultoria Economatica, com ganhos de US$ 4,107 bilhões, a petrolífera brasileira ficou atrás apenas da Exxon Mobil, que reportou lucro de US$ 4,730 bilhões no período.

A Chevron Texaco ficou com a terceira posição, com ganhos de US$ 3,831 bilhões, seguida por JP Morgan Chase (US$ 3,588 bilhões) e Microsoft (US$ 3,574 bilhões).

Dentre as 25 primeiras do ranking, duas são brasileiras e todo o restante são empresas americanas. A outra empresa nacional é a Vale, que ficou na 22ª colocação, com lucro de US$ 1,689 bilhão no período.

Quando são levados em conta só empresas latino-americanas, a Petrobras lidera a lista, seguida por Vale e pela mexicana America Movil. Usando este parâmetro, o Brasil conta com 15 das 25 primeiras empresas, o México cinco, Chile e Argentina com duas cada e o Peru com uma companhia.”

(Portal Terra)

IPVA virá 20% mais barato no Ceará

“Os proprietários de motos e carros populares terão um alívio na hora de pagar os impostos de começo de ano. Isso porque o Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) dos carros populares terá sua base de cálculo corrigida em até 20% abaixo do valor de mercado. De acordo com fontes ouvidas por O POVO, a alíquota que incide sobre as motos também terá mudanças, sendo reduzida de 2% para 1%.

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Veículos Automotores do Estado do Ceará (Sindivel), Everton Fernandes, confirma a informação. “A gente ainda não teve acesso à tabela, mas já temos a indicação da Sefaz (Secretaria da Fazenda do Estado) de que a base de cálculo dos carros populares reduzirá no mínimo 20%“, observa. Ainda segundo fontes ouvidas pelo O POVO, os carros Fiesta, Clio e Fox terão sua base de cálculo reduzida em mais de 20%.

Será a primeira vez que a Sefaz vai alterar a alíquota que incide sobre as motos. Para o presidente do Sindivel, a medida é mais que bem-vinda, uma vez que o comércio de motos tem crescimento constante no Estado. Hoje, segundo dados do Departamento de Trânsito (Detran), a frota de motocicletas no Ceará chega a 600 mil. “É um grande incentivo para o setor, principalmente porque o mercado de motos do Ceará é muito aquecido“, destaca.

Já a redução na base de cálculo deve beneficiar cerca de 400 mil cearenses. E, segundo Fernandes, vem compensar a volta do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI). “As vendas desaqueceram com a volta do IPI, mas com esse benefício vai compensar. Com certeza, o volume de vendas vai aumentar“, acredita.

Fernandes explica ainda que o cálculo do IPVA nos carros populares é feito sobre o modelo básico, não levando em consideração itens opcionais, como ar-condicionado ou direção hidráulica.

Redução tributária
O titular da Sefaz, Mauro Filho, confirma que estudos nesse sentido. Mas destaca que ainda é preciso a aprovação do governador. De acordo com Mauro Filho, o importante é continuar a redução tributária. Segundo ele, mesmo reduzindo o imposto, o Estado manteve a arrecadação e a União registrou queda. Em 2009, o IPVA tem um acréscimo de 17% na arrecadação comparado a 2008. Para 2010, a Sefaz espera aumentar 16%.

Além disso, o secretário destaca que medicamentos, itens da construção civil, entre outros, tiveram o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) reduzido.

> ALÍQUOTAS. Com a redução na alíquota das motos, o índice sobre o valor cai de 2% para 1%. Hoje, a frota do Estado é de cerca de 600 mil motocicletas. Nos automóveis, a alíquota é de 2,5%; nos ônibus e caminhões, 1%; aeronaves, 1,5%; e embarcações, 2,5%.

> IPVA 2008. No ano passado, a redução na base de cálculo dos veículos variou de 5% a 30%, dependendo do modelo
e do ano de fabricação.

> INADIMPLÊNCIA. Um dos objetivos da medida foi a redução da inadimplência. A meta era reduzir de 8% para 3%.

Carros mais vendidos
> Segundo o Sindivel, os carros populares mais vendidos são Gol, Palio, Celta, Uno e Ka. O preço estimado para o modelo básico, ano 2008, é de R$ 19 mil para os três primeiros, R$ 18.500 para o Uno e R$ 16.500 para o Ka. Para esses carros, a redução será de 20% sobre o valor de venda dos carros.

> Nos modelos Fiesta, Clio e Fox, a redução na base de cálculo será superior a 20%. O preço estimado no mercado para o modelo básico desses carros, ano 2008, é de R$ 19 mil, R$ 18 mil e R$ 20 mil, respectivamente.”

(Jornal O POVO)

Prefeitura define data do pagamento da segunda parcela do 13º salário

“O pagamento da segunda e última parcela do 13º salário dos cerca de 45 mil servidores da Prefeitura de Fortaleza já está com data definida: será feito nos dias 13 e 14 de dezembro. A informação é do secretário de Finanças, Alexandre Cialdini, adiantando que o desembolso será de 40% do valor total. Em julho último, o Município adiantou 60% do benefício. “Nós vamos pagar agora

R$ 50 milhões. Juntando isso ao mês de dezembro, que dá um total de R$ 90 milhões, injetaremos no comércio R$ 140 milhões“, destaca o secretário. Indagado sobre a situação financeira da Prefeitura, disse que está dentro do quadro de dificuldades provocadas pela queda no Fundo de Participação dos Municípios. Cialdini só não quis falar das dívidas acumuladas no que diz respeito a fornecedores e que são bem salgadas.”

(Coluna Veitcal, do O POVO)

BNB tenta R$ 1 bi para aumento do capital social

“Hoje em Brasília o presidente Roberto Smith trabalha pessoalmente pelo aumento de capital do BNB em R$ 1 bilhão já em 2010. O Banco precisa de mais capital, pois já enfrenta limitações no poder de fogo. Há um limite imposto pelo Acordo de Basileia que estabelece proporção entre o que pode emprestar e o patrimônio líquido.

O Ministério da Fazenda já deu o aval. Falta aprovar no Congresso, de carona numa Medida Provisória sobre a Caixa Econômica Federal com o mesmo objetivo. Depois da Câmara, vai para o Senado. Caso o Senado altere algo, volta para Câmara e só depois vai à sanção pelo presidente Lula. Em tempo: o BNB se prepara para voltar a financiar o setor público.
Uma missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vem ao Ceará na próxima semana. Vão ter com a Diretoria do BNB, no Passaré.

À mesa o Prodetur I e II, o mega programa de financiamento da área do turismo. O II tem prorrogação de mais um ano para conclusão de obras.”

(Coluna Vertical S.A, do O POVO)

Tasso faz críticas ao Governo Lula em evento da CNI

tassoo

Na plateia, centenas de empresários brasileiros. O que era para ser um debate sobre “A agenda do Brasil 2011-2014”, no 4º Encontro Nacional da Indústria, nesta terça-feira (17), em Brasília, transformou-se em palanque político para os senadores Aloizio Mercadante (PT), Tasso Jereissati (PSDB), e o paulista Paulo Skaf (presidente da FIESP e vice da CNI).

Possivelmente de olho nas vagas do Senado Federal, Skaf e Mercadante fizeram discursos inflamados em defesa do Governo – apesar de timidamente. Mercadante foi vaiado pela plateia , enquanto o oposicionista Jereissati fez o papel de “advogado do diabo” e, por vezes, foi bastante aplaudido pelos presentes.

Frases como “o Brasil é o País do momento”, “o mundo nos vê com esperança total”, “temos que aproveitar esse céu de brigadeiro” foram as mais repetidas pelos governistas. Enalteceram a Petrobras, o sistema educacional brasileiro (citando o Prouni como exemplo), a estabilidade econômica do País, em números e frases de efeito.

Tasso Jereissati, por sua vez, desandou-se a falar do “excesso de otimismo em cima da não realidade”. Ele criticou o pífio desempenho da educação nacional, falou de “apagão portuário”, e que não se podia deixar levar por discursos ufanistas. O pré-sal também entrou em pauta. O senador tucano disse que o assunto precisa ser debatido com a sociedade, e não “em quatro meses na Câmara e Senado”.

(JC Online)

NA PLATEIA, cerca de 40 empresários do Ceará, liderados por Roberto Macedo, presidente da Fiec, e Jorge Parente, presidente do Conselho de Administração do Sebrae, conferiram a fala de Jereissati e dos demais políticos presentes ao encontro da CNI.

Dirigente do Sebrae-CE otimista quanto ao cenário 2010

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Jorge Parente, integra comitiva de empresários cearenses que participa, em Brasília, do IV Encontro Nacional da Indústria (ENAI). Ali, presidentes de federações estaduais da indústria e lideranças sindicais do setor avaliam a conjuntura nacional do Pais e suas perspectivas para 2010 .

O encontro vai elaborar um documento a ser apresentado para os futuros presidenciáveis, segundo Jorge Parente que, analisando a economia, não poupa otimismo.

“Cremos que a economia deverá crescer acima de 5% ano que vem. O Brasil vem reagindo bem e nós aqui no Ceará, que registramos o maior PIB do País (2,8%), deveremos manter um cenário dos mais positivos”, observa Jorge Parente.

Serra se une a Lula contra o aumento das aposentadorias

serralk

“‘O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é o único a articular pela rejeição do projeto de lei que vincula os reajustes dos aposentados e beneficiários do INSS aos índices aplicados ao salário mínimo. O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), entrou em campo pedindo a líderes de seu partido no Congresso o veto à proposta.

O problema é que deputados e senadores tucanos e democratas tratam o tema como uma forma de arrematar uma boa bandeira para as eleições no próximo ano e, ainda, tentar amenizar a impressão de que a gestão de Fernando Henrique Cardoso, do PSDB, foi maléfica para a categoria.

Argumentam que, nesse momento, não podem jogar apenas pensando no que é bom para o pré-candidato à corrida presidencial em 2010. Afinal, dizem, eles também precisam se eleger.

(Correio Braziliense)

Orçamento 2010 – Bancada federal cearense faz reunião para fechar prioridades

guimma

A bancada federal do Ceará vai se reunir, a partir das 18 horas desta terça-feira, em Brasília. Segundo o deputado federal José Nobre Guimarães (PT), o coordenador-geral, para fechar prioridades do Estado em termos de emendas de bancad ao Orçamento Geral da União 2010.

José Guimarães adiantou, antes de embarcar na madrugada desta terça-feira, que o encontro servirá para “nós batermos o martelo em termos de prioridades”. A bancada federal definirá projetos do interesse do Governo do Estado, da Prefeitura de Fortaleza, da Região Metropolitana e dos demais setores.

Sobre prioridades da administração estadual, Guimarães informou que devem entrar nessa pauta projetos como o Cinturão Digital, a recuperação e ampliação de BRs, o Eixão das Águas e vários programas sociais. Ele admitiu que as verbas do orçamento deste ano estão saindo atrasadas, mas ressalvou que neste fim de ano haverá  liberação. “O pouco que veio foi por causa de um momento atípico, que foi a crise”, observou o parlamentar, sem declinar valores.

PSDB vai explorar apagão na TV

“A cúpula do PSDB decidiu discutir o apagão do sistema elétrico nas inserções de 30 segundos que o partido leva à TV a partir de hoje, nacionalmente. A ideia é tentar neutralizar a tática dos governistas de comparar o episódio da semana passada com o apagão e o racionamento de energia do governo Fernando Henrique, ocorridos em 1999 e 2001, respectivamente.

Mas não há decisão sobre a exploração do problema no programa de TV de 15 minutos do PSDB que será veiculado em 13 de dezembro. A estratégia é aguardar as explicações dos ministros Edison Lobão (Minas e Energia) e Dilma Rousseff (Casa Civil) ao Congresso.

O presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), disse que a oposição não pode se render à tática do PT:

— Essa tese do tiro no pé não cola.Toda vez que a oposição ou qualquer força política levanta questões relativas a problemas atuais, como o mensalão ou o uso abusivo do cartão corporativo, a tática deles é sempre puxar para o passado. Se a oposição ficar esperando e cair nessa tática antiga, que já é previsível, a gente não faz mais nada.”

(O Globo)

A Noite do “Oscar” da Economia do Ceará

festa
Os premiados.
 
“O clima era de ansiedade entre os presidentes e representantes das maiores empresas cearenses. Todos aguardavam os resultados da edição de 2009 do Prêmio Delmiro Gouveia. O troféu entregue na noite de ontem representa o reconhecimento ao trabalho realizado no dia-a-dia de cada um deles. Para isso a festa promovida pelo O POVO em parceria com a BM&FBovespa recebeu políticos, líderes empresariais e acadêmicos numa noite marcada por surpresas e realizações.

“O Prêmio Delmiro Gouveia é o reconhecimento da capacidade empreendedora das empresas cearenses. É o reconhecimento da criatividade e da coragem de seu empresariado, reveladas, mais uma vez, na recente crise pela qual o País passou“, declarou a jornalista Luciana Dummar, presidente do Grupo de Comunicação O POVO ao saudar os parceiros do evento e os agraciados.

Antes dos vencedores serem revelados, os convidados ouviram o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, lembrar que o presidente americano Barack Obama chamou o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva de “o cara“, reconhecendo seu talento diante da crise. Para Luciana Dummar, os premiados da noite são “os caras“ da economia do Ceará. “São empresários que continuam desafiando o mantra, infelizmente ainda forte, de que o Nordeste é um problema para o Brasil.“

Vencedores
E o reconhecimento veio para as empresas que se sobressaíram. A Coelce foi a grande vencedora, com a conquista do primeiro lugar do Prêmio Delmiro Gouveia na categoria Melhores Empresas. A empresa também recebeu um troféu anunciado pelo coordenador do Prêmio, Raimundo Padilha, como a grande novidade desta edição. “É uma nova categoria que a cada ano vai se modificar. Nesta edição, diante da crise que vivemos, vamos premiar a empresa que mais investiu“, explicou. Abel Rochinha, presidente da Coelce subiu novamente no palco e satisfeito com a surpresa.

Nas outras categorias da noite também foram diversos reconhecimentos, e muitos não escondiam a vibração no momento em que eram anunciados os resultados. Foi o caso de Mairton Lucena, presidente da Unimed Fortaleza, que comemorou a vitória na categoria Melhor Desempenho Social para empresas com faturamento acima de R$ 60 milhões. Na mesma categoria, para empresas com faturamento até R$60 milhões, quem comemorou foi Camila Colares, da Micrel.

O troféu para o melhor desempenho financeiro entre as empresas com faturamento acima de R$ 60 milhões foi recebido pelo presidente da construtora Colméia, Romel Barbosa. E Pelaggio Brandão, da J. Brandão, recebeu o prêmio Delmiro Gouveia de desempenho financeiro entre as empresas com faturamento até R$ 60 milhões.”

(O POVO)

Prêmio CNI 2009 – Ypióca está na final

Com o projeto “Ypióca protege a floresta Curió”, na modalidade Média e Grande Indústria, o Grupo Ypióca, do Ceará, está na final do Prêmio CNI 2009, que terá resultado divulgado nesta terça-feira, quando da abertura do Quarto Encontro Nacional da Indústria (ENAD), em Brasília. 

A iniciativa da Ypióca objetiva aproximar os conceitos de produção agroindustrial com a filosofia do equilíbrio ambiental. O grupo é responsável pelo financiamento, supervisão e acompanhamento da implantação da Área de Relevante Interesse Ecológico-ARIE do Sítio Curió. No local, que possui 57 hectares e é o último enclave de Mata Atlântica da Região Metropolitana de Fortaleza, o grupo dotou uma área de infraestrutura para lazer e pesquisas e um centro para cursos, palestras e áreas práticas.

No total, são 18 finalistas escolhidos entre cerca de 150 inscritos de todo o Brasil. Isso, depois de seleção rigorosa, segundo a área técnica da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Caravana de empresários do Ceará debate em Brasília pauta para presidenciáveis

fiecc

Robero Macedo (Fiec) à frente do grupo.

Quarenta empresários cearenses participarão do Quarto Encontro Nacional da Indústira (ENAI), que ocorrerá nesta terça e quarta-feira, em Brasília. O encontro reunirá um total de mil e quinhentos empresários e líderes sindicais que debaterão e cons0lidarão propostas do setor industrial para os candidatos à presidência da República nas eleições de 2010.

O ano eleitoral, segundo a cúpula da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), é uma boa oportunidade para o setor produtivo pautar os presidenciávies com questões ligadas à área.

Nas várias questões que  interessam ao setor industrial, de acordo com a Fiec, estão dois aspectos fudamentais que precisam de reforma: a legislação trabalhista e a questão dos juros. Há também expectativas de que os grandes projetos de infraestrurura inclouídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) saiam do papel.

Brasil supera a marca de 1 milhão de empregos em 2009

O Brasil gerou mais de 230 mil novos empregos formais em outubro último e ultrapassou a marca de 1 milhão de postos de trabalho criados em 2009. Informou, nesta segunda-feira (16), o secretário-executivo do Ministério do Trabalho e Emprego, André Figueiredo, durante entrevista na Assembleia Legislativa, em Fortaleza.

Ele disse que com o resultado deste mês, o saldo acumulado de novos empregos já totaliza 1.163.607. No levantamento apresentado mês passado, os números referentes a setembro – 252,617 mil novos empregos – representaram um recorde no ano e o maior desde setembro de 2008 (282,841 mil).”

PIB do Brasil deve crescer 5% em 2010, preveem analistas

“Analistas do mercado financeiro elevaram a projeção para o crescimento da economia no próximo ano. A estimativa para o aumento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 4,83% para 5%, em 2010. Para este ano, a projeção teve ligeira alta, de 0,20% para 0,21%. As informações constam do boletim Focus, publicação semanal elaborada pelo Banco Central (BC) com base em estimativas dos analistas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.

Essas projeções para o crescimento da economia são importantes tanto para as empresas quanto para os trabalhadores. No caso das empresas, as estimativas servem como indicativo sobre qual será a demanda pelos seus produtos. Já para os trabalhadores, as projeções sobre o PIB têm a ver com a disponibilidade de emprego e até mesmo com as perspectivas salariais do mercado de trabalho.

Além das projeções dos analistas do mercado financeiro, o governo também faz estimativas para os indicadores. Para o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, mais otimista, o Brasil terá em 2010 um crescimento econômico em níveis semelhantes ao da China e assim, dobrará o número de empregos para 2 milhões. A projeção do ministro é de um crescimento do PIB de 7% a 8%. Para o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o atual nível de recuperação indica uma previsão de crescimento da economia na casa de 5% em 2010. Essa é a mesma projeção feita pelo ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

Além da estimativa para o PIB, o boletim Focus também divulga projeções para outros indicadores. No caso da produção industrial, os analistas não esperam recuperação neste ano, mas somente em 2010. A expectativa para 2009 passou de -7,70% para -7,64%. Para o próximo ano, a estimativa de crescimento da produção industrial passou de 6,05% para 6,55%.

Segundo o boletim, não foi ajustada a projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB, que permaneceu em 44% em 2009, com alteração de 42% para 42,20% em 2010. A expectativa para a cotação do dólar também foi mantida em R$ 1,70 ao final de 2009 e em R$ 1,75 ao fim de 2010.

A previsão para o superavit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) neste ano passou de US$ 25,5 bilhões para US$ 25,2 bilhões. Para 2010, os analistas reduziram a estimativa de US$ 16 bilhões para US$ 15 bilhões.

Para o deficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior) neste ano, os analistas alteraram a estimativa de US$ 16,9 bilhões para US$ 17 bilhões. Para 2010, foi ajustada a projeção de US$ 33,250 bilhões para US$ 34,3 bilhões.

A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) em 2009 foi mantida em US$ 25 bilhões e em US$ 35 bilhões para 2010.”

(Agência Brasil)