Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Trabalhadores dos Correios decidem nesta terça-feira se encerram ou não a greve

A direção dos Correios e os trabalhadores se reuniram hoje (1º) para tentar chegar a um consenso para finalizar a paralisação dos empregados, iniciada na quarta-feira (26). A proposta de acordo apresentada pelos Correios será avaliada em assembleias nesta terça-feira (2), quando os trabalhadores definirão se encerram ou não a greve.

A empresa apresentou uma proposta que prevê a revogação, por 90 dias, da medida que suspendeu as férias dos empregados. Com isso, os trabalhadores que irão gozar as férias em maio, junho e julho terão o pagamento dos valores até o teto de R$ 3,5 mil por empregado. O restante será parcelado em cinco vezes.

Os Correios haviam suspendido as férias dos empregados a partir deste mês, alegando não ter recursos para o pagamento dos benefícios.

Outro ponto em negociação é o percentual pago pela empresa no plano de saúde dos empregados. Os Correios afirmam que os sindicatos poderão apresentar uma proposta e, caso haja acordo, o pedido de mediação junto ao Tribunal Superior do Trabalho (STS) sobre a questão será retirado.

O secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), José Rivaldo da Silva, que participou da reunião com a direção dos Correios, não considerou as propostas satisfatórias.

“Vamos encaminhar para as assembleias, mas não achamos a proposta boa não.” Segundo ele, a intenção dos empregados era acabar com o bloqueio das férias e retirar a negociação sobre o plano de saúde do TST, de modo que a questão fosse debatida diretamente entre os trabalhadores e a empresa.

A empresa também se dispôs a suspender a implantação de novas medidas operacionais, como a distribuição alternada e a entrega matutina , que serão negociadas em uma comissão.

Com relação aos dias parados, a empresa informou que irá realizar o desconto referente à última sexta-feira (28). Os demais dois dias serão compensados pelos trabalhadores.

(Agência Brasil)

Governo diz que rombo na Previdência chegou a R$ 149,7 bilhões

A Previdência Social apresentou no ano passado, segundo o governo federal, um rombo recorde de R$ 149,7 bilhões, um crescimento de 74,5% em relação ao ano anterior. E as previsões de especialistas apontam, para este ano, um rombo ainda maior, talvez na casa dos R$ 200 bilhões.

Em 2016, as receitas previdenciárias cresceram 2,2% em termos nominais (sem descontar inflação), chegando a R$ 358,137 bilhões. Enquanto isso, as despesas avançaram 16,5%, para R$ 507,871 bilhões.

O crescimento do buraco no ano passado teve reflexo direto da desaceleração da economia e do encolhimento do mercado de trabalho.

A Previdência urbana foi a que mais refletiu a recessão econômica. Superavitário entre 2009 e 2015, o segmento teve resultado negativo de R$ 46,3 bilhões no ano passado. A Previdência Rural, por sua vez, registrou rombo de R$ 103,4 bilhões.

Neste Dia do Trabalho, Camilo apregoa diálogo e reformas que não sacrifiquem os mais pobres

Em sua página no Facebook, o governador Camilo Santana (PT) deixou mensagem pelo Dia do Trabalhador. Confira:

Neste 1º de Maio dirijo minha palavra a cada trabalhador cearense. Aqui no Ceará temos nos empenhado ao máximo para garantir que todos os direitos dos trabalhadores sejam respeitados e para que possamos, cada vez mais, ampliar as vagas de trabalho, garantindo mais dignidade para nossas famílias. Somos, proporcionalmente, o Estado com maior volume de investimentos públicos do país.

Desta forma, não só atraímos mais empresas e empregos, mas estimulamos a economia num momento de crise, gerando muito mais desenvolvimento. Acredito que qualquer reforma no país que se proponha justa deve ser amplamente discutida e não deve, jamais, sacrificar os mais pobres.

Essa deve ser cada vez mais a nossa luta: por mais empregos e por condições mais dignas de trabalho.

Apelo ao trabalhador para que apoie o governo de transição

Com o título “Por um Brasil Moderno e Empreendedor.”, eis artigo do presidente regional do PPS, Alexandre Pereira, também secretário do Turismo de Fortaleza.Ele comenta este Dia do Trabalho. Confira:

Mesmo os futurólogos com melhores argumentos e credibilidade têm cometido erros dramáticos sobre as mudanças estruturais provocadas pela tecnologia digital. O PPS tem clareza desse novo cenário global que impacta o local e desorganiza as formas tradicionais de relacionamento, gestão e da vida em sociedade.

Parece até que a humanidade não estava preparada para o impacto que as novas tecnologias têm provocado no seu cotidiano. O desenvolvimento avassalador da Ciência e da Tecnologia, em escala exponencial, tem nos impactado de um modo que, aos olhos de um viajante do tempo do início do século XX, seria, finalmente o futuro.

As mudanças globais, estruturais, nos últimos 50 anos, criaram modelos nunca antes vistos. Nem imaginados pelos nossos pensadores mais visionários. O avanço do processo da globalização e a integração econômica dos continentes, transformaram nosso planeta azul em uma “aldeia global” — McLuhan tinha razão. A tecnologia da informação revolucionou as formas de produção e de consumo, potencializando a produtividade, modificando processos e formas de realização do trabalho. “Home office”” era uma expressão alienígena.

Neste 1º de maio, a valorosa classe trabalhadora defronta-se com uma realidade em que o trabalho humano está sendo substituído por processos de mecanização e de inteligência artificial cada vez mais eficazes. Trata-se de uma nova era, de um novo tempo. A realidade, cada vez mais funde-se com a “ficção” da inteligência artificial.

Essa realidade não tem caminho de volta. A economia produtiva desloca o trabalho humano do “mundo fabril” para o “mundo dos serviços” muitos dos quais com base tecnologia meramente digital. Isso tem impactado – ou, se preferirem – desorganizado economias inteiras, em um modelo inteiramente novo onde a gestão assume um status desconcertante para os padrões tradicionais da velha economia.

O Brasil está totalmente despreparado para os desafios desse novo mundo. Grande parcela de nossos trabalhadores estão extremamente vulneráveis, fruto da pouca qualificação – leia-se educação – e da baixíssima produtividade. O Estado brasileiro não incentiva o empreendedorismo, nem articula suas potencialidades com um projeto de Nação de longo prazo. Assim, os trabalhadores despolitizados viram vítimas de um Estado assistencialista que se alimenta dos pobres que cria. Nossa história, lamentavelmente, está cheia desses exemplos.

Assim, para darmos uma resposta positiva aos desafios que enfrentamos, o PPS conclama os trabalhadores a cerrar fileiras em torno do governo de transição e de sua agenda reformista, para que possamos efetivamente superar o atraso de nossas relações de trabalho e criarmos um novo marco previdenciário que supere seu déficit crônico.

Temos uma janela de oportunidade para avançar em um processo crescente de reformas, para resgatar o Estado brasileiro das garras do corporativismo e devolvê-lo ao cidadão, ao trabalhador, a todos os brasileiros!

O PPS está com os trabalhadores nesta luta. Avançar a Democracia para resgatar a República!

*Alexandre Pereira,

Presidente PPS no Ceara.

DETALHE – Alexandre Pereira defende apoio a Temer, mas o PDT do prefeito Roberto Cláudio quer distância. Mas cá coisa é cada coisa. Ou seja, Fortaleza é Fortaleza e Brasília é Brasília, não é mesmo?

OAB/CE vai questionar taxas cobradas pelo Contencioso da Sefaz

O Conselho Seccional da OAB do Ceará aprovou, durante sessão na última quinta-feira (27), encaminhar pedido de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ao Conselho Federal contra as taxas administrativas cobradas pelo Contencioso Administrativo Tributário (Conat), órgão da Secretaria da Fazenda cuja missão é decidir administrativamente as questões de natureza tributária. A decisão foi proferida durante sessão do Conselho Seccional. A informação é da assessoria de imprensa da entidade.

Para o presidente da Comissão de Estudos Tributários da OAB-CE, Alexandre Goiana, a cobrança não pode prosperar. “A cobrança dessas taxas vai afetar o processo administrativo de quem se defende contra autos de infração. Antes, por exemplo, se fazia um recurso e o Estado analisava para ver se é indevido ou não o ICMS ou tributo estadual que está sendo cobrado. Além de fazer o recurso, o cidadão ainda vai ter que pagar custas para o Estado, quando a própria lei do contencioso administrativo diz que o processo administrativo é gratuito”.

“São taxas que passaram a ser cobrada ano passado, ou seja, sempre que qualquer contribuinte for ao Conat impugnar, exercer o controle de legalidade do ato administrativo da Sefaz e dos seus agentes, ele vai ter que pagar essas taxas. Os problemas implicam nessa inconstitucionalidade são referentes a questão da não proporcionalidade das taxas, já que qualquer tributo acima de 3 mil vai ser cobrado de um valor só. Tanto faz dever o cidadão dever um tributo de 10 mil reais ou 10 milhões, ele vai pagar o mesmo valor, o que não condiz com a proporcionalidade”, destacou o conselheiro estadual e relator da matéria, Jessé Fonteles.

TST define situações em que empresa pode pedir antecedentes criminais

Exigir certidão negativa de antecedentes criminais em casos que isso não se justifique por situações específicas gera dano moral. Por outro lado, é um procedimento que a empresa pode adotar caso a vaga a ser preenchida envolva situações consideradas especiais. Com essas ponderações, a Subseção 1 Especializada em Dissídios Individuais (SDI-1), do Tribunal Superior do Trabalho, definiu quando este tipo de exigência é válido.

Para os membros da SDI-1, a exigência é considerada legítima em atividades que envolvam, entre outros aspectos, o cuidado com idosos, crianças e incapazes, o manuseio de armas ou substâncias entorpecentes, o acesso a informações sigilosas e transporte de carga.

A decisão, divulgada pelo site Consultor Jurídico, se deu em julgamento de incidente de recurso repetitivo, e o entendimento adotado deverá ser aplicada a todos os casos que tratam de matéria semelhante.

Leia abaixo as teses fixadas pela SDI-1:

Não é legítima, e caracteriza lesão moral, a exigência de certidão de antecedentes criminais de candidato a emprego quando traduzir tratamento discriminatório ou não se justificar em razão de previsão em lei, da natureza do ofício ou do grau especial de fidúcia exigido.

A exigência de certidão de candidatos a emprego é legítima e não caracteriza lesão moral quando amparada em expressa previsão legal ou justificar-se em razão da natureza do ofício ou do grau especial de fidúcia exigido, a exemplo de empregados domésticos, cuidadores de menores, idosos e pessoas com deficiência, em creches, asilos ou instituições afins, motoristas rodoviários de carga, empregados que laboram no setor da agroindústria no manejo de ferramentas de trabalho perfurocortantes, bancários e afins, trabalhadores que atuam com substâncias tóxicas e entorpecentes e armas, trabalhadores que atuam com informações sigilosas.

A exigência da certidão de antecedentes criminais, quando ausentes alguma das justificativas de que trata o item 2, caracteriza dano moral in re ipsa [presumido], passível de indenização, independentemente de o candidato ao emprego ter ou não sido admitido.

Fies 2017 – MEC prorroga até 31 de maio prazo para renovação dos contratos

O Ministério da Educação prorrogou até o dia 31 de maio o prazo para renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O prazo original terminaria no próximo domingo (30). Os aditamentos são feitos pela internet, no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). A renovação deve ser feita somente para os contratos formalizados até 31 de dezembro de 2016. A portaria que determina a prorrogação do prazo está publicada na edição de hoje (28) do Diário Oficial da União. Os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre.

A renovação pode ser feita a partir de dois modelos: o simplificado e o não simplificado. O primeiro é quando não há necessidade de alterar nenhuma informação inicial, bastando apenas a validação no SisFies. Já no modelo não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato firmado, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao agente financeiro para finalizar a renovação.

A portaria também prorroga para 31 de maio o período de transferência integral de curso ou de instituição de ensino e a solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento.

O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O aluno só começa a pagar a dívida após a formatura. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

(Agência Brasil)

V Encontro de Procuradorias Fiscais desta parcerias em favor do contribuinte

Nesta sexta-feira, no Seara Praia Hotel, o secretário da Fazenda, Mauro Filho, fez a palestra de abertura do V Encontro Nacional das Procuradorias Fiscais como debatedor do tema “Exoneração Fiscal”, ao lado do Procurador da Fazenda Nacional Luis Carlos Alves e do procurador do Estado Paulo Hiram.

Em sua fala, o secretário destacou a importância da atuação integrada da Secretaria da Fazenda com a Procuradoria do Estado que, segundo ele, tem contribuído para o sucesso do Ceará na área fiscal.

“Sempre trabalhamos numa interação permanente com a Procuradoria do Estado e essa é uma das razões pela qual o Ceará foi considerado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro o estado mais sólido, fiscalmente falando, e o que mais investe nacionalmente. É essa interação que tem permitido uma taxa de sucesso muito mais expressiva do que em outros estados”, disse.

Mauro Filho ressaltou ainda que a parceria com a PGE e também com o Ministério Público tem permitido o avanço do Ceará no que diz respeito à cobrança da dívida ativa e ao combate à sonegação fiscal.

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, o cearense Raul Araújo Filho, foi um dos conferencistas do evento. Ele destacou a importância do encontro, observando que “a troca de experiência muito contribui para encontrarmos soluções para os problemas que surgem no dia a dia das Procuradorias Fiscais.”

Raul Araújo também foi homenageado pela Associação dos Procuradores do Estado do Ceará (Apece) por sua grande contribuição à PGE, carreira da qual é membro egresso.

(Fotos – Divulgação)

Conta de luz em maio terá bandeira vermelha

As contas de luz de maio terão bandeira tarifária vermelha patamar 1, o que representa um acréscimo de R$ 3 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Este é o segundo mês em que a bandeira vermelha é ativada neste ano.

A bandeira tarifária vermelha é acionada quando é preciso ligar usinas termelétricas mais caras, por causa da falta de chuvas. Como o sinal para o consumo é vermelho, os consumidores devem fazer uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente. As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

Recentemente, o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, disse que as contas de luz deverão continuar com a bandeira vermelha patamar 1 até o fim do período seco, que vai até novembro.

(Agência Brasil)

CNI: indústria da construção teve queda menos intensa em março

A atividade na indústria da construção teve queda menos intensa em março. O índice de nível de atividade cresceu 4,2 pontos frente a fevereiro e atingiu 44,5 no mês passado. Foi o terceiro crescimento consecutivo no indicador, mas, como permanece abaixo de 50 pontos, reflete queda da atividade. As informações são da pesquisa Sondagem Indústria da Construção, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), hoje (28), em Brasília. O indicador varia de 0 a 100 pontos. Valores abaixo de 50 pontos sinalizam queda na atividade.

Os postos de trabalho também continuam em queda no setor. Embora o índice de evolução do número de empregados em 41,7 pontos em março tenha sido o maior desde novembro de 2014, ele se mantém abaixo da linha dos 50 pontos. Na comparação com fevereiro, o indicador cresceu 2,8 pontos.

A indústria da construção trabalhou, em média, com 56% da capacidade de operação em março, um crescimento de 3 pontos percentuais frente a fevereiro, quando atingiu o menor nível da série histórica. Apesar da melhora, a utilização da capacidade de operação está 1 ponto percentual abaixo de março de 2016 e 8 pontos percentuais inferior à média histórica para o mês de março.

Já o índice de nível de atividade efetivo em relação ao usual, que cresceu 0,3 ponto frente a fevereiro, mantém-se muito distante da linha de 50 pontos, em 29,1 pontos no mês passado, sinalizando fraca atividade do setor, informou a CNI.

(Agência Brasil)

Trabalhadores paralisam atividades no Porto do Mucuripe até 19 horas

Estivadores, portuários, armadores, conferentes e vigilantes do Porto do Mucuripe, em Fortaleza, estão de braços cruzados até 19 horas desta sexta-feira.

O protesto é motivado pelas reformas Previdenciária e Trabalhista do governo Temer.  Nesse terminal portuário, três navios de granéis sólidos e líquidos aguardam o descarregamento.

(Repórter Átila Varela)

Nada de greve na hora de fazer sua declaração do IR 2017

Apesar dos especialistas não recomendarem que o contribuinte deixe para declarar o imposto de renda de última hora, o fato é que pelo menos 4,9 milhões de pessoas ainda não tinham prestado contas para a Receita Federal até ontem. Se você está entre elas, é bom lembrar que a contagem regressiva se encerra às 23h59 desta sexta-feira, mas cuidado para a correria não gerar erros. Último dia também é momento de se informar.

Confirme a situação e reúna os documentos

Ainda é tempo de confirmar se você realmente precisa declarar o Imposto de Renda. Confira aqui o passo a passo da declaração. A declaração é obrigatória para quem recebeu rendimentos acima de R$ 28.559,70 no ano passado. Também precisa declarar imposto quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil. Quem obteve, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros. Quem não enviar a declaração do IRPF 2017 no prazo está sujeito ao pagamento de multa, que varia de R$ 165,74 até 20% sobre o valor do imposto devido.

Caso você tenha que declarar Imposto de Renda, é importante reunir os documentos necessários para fazer a declaração. Apesar de nenhum comprovante ser anexado no programa do IRPF, é bom ter os seguintes documentos em mãos (ou pelo menos cópias):

– Cópia da declaração do IR de 2016, impressa, arquivada na memória do computador, gravada em CD ou em pen drive

– Título de Eleitor para o contribuinte que for declarar pela primeira vez Informes de rendimentos recebidos das fontes pagadoras (no caso de assalariados)

– Cópias de recibos/notas fiscais fornecidos a pacientes/clientes (no caso de autônomos)

– Livro-caixa, no caso de autônomos

– Informe de rendimentos do INSS (no caso de quem recebe benefícios previdenciários) ou de entidades de previdência privada

– Informes de rendimentos financeiros fornecidos por bancos

– Informes de pagamento de contribuições a entidades de previdência privada. É preciso nome e CNPJ da entidade

– Recibos/carnês de pagamento de despesas escolares dos dependentes ou do próprio contribuinte. É preciso nome e CNPJ dos estabelecimentos de ensino

– Recibos de aluguéis pagos/recebidos em 2016

– Nome e CPF dos beneficiários de despesas com saúde, como médicos, dentistas e psicólogos

– Nome e CNPJ dos beneficiários de pagamentos a pessoas jurídicas, como hospitais, planos de saúde, clínicas de exames laboratoriais, entre outros

– Nome e CPF de beneficiários de doações/heranças e respectivo valor

– Nome e CPF dos dependentes maiores de 14 anos, completados até 31 de dezembro de 2016. Para os menores de 14 anos, não é preciso indicar o CPF

– Nome e CPF de ex-cônjuges e de filhos para comprovar o pagamento de pensão alimentícia

– Dados do empregado doméstico com os recolhimentos das contribuições ao INSS. É preciso nome, CPF e NIT do empregado e o valor total pago em 2016

– Escrituras ou compromissos de compra e/ou venda de imóveis, terrenos, adquiridos ou vendidos em 2016

– Documento de compra e/ou venda de veículos em 2016, além de marca, modelo, placa e nome e CPF/CNPJ do comprador ou do vendedor

– Documento de compra de veículos ou de bens por consórcios em 2016 Documentos sobre rescisões trabalhistas, com valores individualizados de salários, férias, 13º salário, FGTS, entre outros.

Ao fazer a declaração, o contribuinte deve indicar a agência e a conta bancária na qual deseja receber a restituição. Idosos, pessoas com deficiência física, mental ou doença grave têm prioridade para receber a restituição.

E se perder o prazo?

É fato: há consequências imediatas. A multa começa a contar a partir de amanhã (29). A taxa pelo atraso é de 1% ao mês ou fração sobre o valor do imposto a ser pago. No entanto, essa multa (que começa não pode ultrapassar 20% do imposto devido. Se o correspondente a 1% do imposto a ser pago for menor que R$ 165,74, o contribuinte deverá colaborar com esse valor mínimo. Essa regra também se aplica a quem não possui imposto devido. “No caso do não pagamento da multa, com os respectivos acréscimos legais, será deduzida do valor do imposto para as declarações com direito à restituição”, informa a Receita Federal.

E depois da entrega?

Para consultar o extrato, você precisa estar cadastrado no portal e-CAC – Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte – e ter um código de acesso. É possível obter esse número por meio do próprio portal e-CAC, no site da Receita Federal.

Restituição

A Receita Federal estima receber 28,3 milhões de declarações este ano. As restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2017 serão pagas em sete lotes, entre junho e dezembro deste ano. O primeiro lote sairá em 16 de junho, o segundo em 17 de julho e o terceiro em 15 de agosto. O quarto, quinto e sexto lotes serão pagos, respectivamente, em 15 de setembro, 16 de outubro e 16 de novembro. O sétimo e último lote está previsto para ser pago em dezembro.

(Agência Brasil)

Confiança da Indústria sobe e atinge em abril maior nível desde maio de 2014

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) avançou 0,5 ponto em abril, indo para 91,2 pontos e mantendo o nível desde os 92,2 pontos de maio de 2014. Os dados relativos à Sondagem da Indústria de Transformação foram divulgados hoje (28), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

A publicação indica que a alta de confiança do setor atingiu 11 de 19 segmentos industriais pesquisados, “como resultado da combinação da melhora das expectativas com suave piora nas percepções sobre a situação atual”. Com isso, o Índice de Expectativas (IE) avançou 1,3 ponto para 94,4 pontos, o maior nível desde os 96,9 pontos de abril de 2014; enquanto o Índice da Situação Atual (ISA) caiu apenas 0,2, atingindo 88,3.

Na nota em que informa a comportamento da indústria de transformação, a FGV faz uma avaliação da situação do setor feita pelo superintendente de Estatísticas Públicas da FGV. Nela, Aloisio Campelo afirma que o resultado positivo de abril retrata “um setor ainda insatisfeito com a situação presente dos negócios, mas bem menos pessimista quanto ao futuro do que esteve no ano passado”.

Para ele, “enquanto o nível de produção avança lentamente e a percepção sobre a demanda volta a piorar, a boa notícia é a consolidação do avanço do otimismo com relação ao ambiente de negócios no horizonte de seis meses”.

(Agência Brasil)

Greve Geral – Manifestantes tentam atrasar voos no aeroporto de Fortaleza

614 1

Cerca de 50 manifestantes ligados ao Sindicato Estadual dos Aeroportuários (Sindaero), com apoio de membros dos sindicatos dos trabalhadores da construção civil, dos sapateiros e PCB, tentaram atrasar os voos no Aeroporto Internacional Pinto Martins, nesta madrugada de sexta-feira. O ato fez parte do dia nacional de greve em todo o País contra as reformas do governo Michel Temer.

Em clima de apitaço, com cartazes e palavras de ordem como “Fora Temer”, o grupo fez uma corrente humana em frente aos boxes (chekin-in) de atendimento das empresas aéreas. O objetivo era atrasar voos já que os aeroviários (pilotos e comissários de bordo) não aderiram à greve nacional, depois de incluírem emenda à reforma trabalhista aprovada e que não corta direitos da categoria.

Em princípio, houve bate-boca entre passageiros e alguns sindicalistas. Passageiros reclamaram o direito de ir e vir. Alguns chegaram a chamar os manifestantes de “vagabundos”, enquanto sindicalistas diziam que a luta era pelos direitos de todos os brasileiros e contra um governo golpista. A PM, que faz plantão no terminal, chegou a intervir para evitar problemas.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=t5VWuaA7JaI[/embedyt]

Mesmo na tentativa de dialogar com manifestantes, o clima andou esquentando entre passageiros e o grupo. Um passageiro, que seguia para São Paulo, estava revoltado e dizia que perderia compromissos. Ela bateu boca e disse que tinha o direito de não aderir à greve.

Durante a madrugada, o voo 3325, da Latam, foi cancelado – cumpre rota São Paulo, mas de acordo com a empresa foi por questão de manutenção. Esse mesmo voo havia sido cancelado, por igual problema, nessa quinta-feira. No horário da tarde desta sexta-feira, há dois voos cancelados: Avianca – direto para São Paulo, e Azul, na rota de Teresina (PI). As empresas não informaram motivos do cancelamento.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=VkUudD7BO6U[/embedyt]

Por volta das 5h40mim, um grupo do COTAM (Comando Tático Militar) chegou ao aeroporto, quando ganhou aplausos de alguns passageiros. Foi chamado pela Infraero para resolver a situação e desobstruir a área de check-in. Os manifestantes e a PM conversaram e, em seguida, houve a retirada do grupo da área de check-in, facilitando o atendimento aos passageiros. Alguns voos atrasaram 20 minutos, mas, de acordo com as empresas, tempo aceitável.

O grupo de manifestantes permaneceu no terminal aeroportuário até as 7 horas e, em seguida, de acordo com o sindicalista Francisco Malta, seguiria para a Praça da Faculdade de Direito da UFC (Centro), onde se junta a outros grupos que, a partir dali, farão uma caminhada rumo ao Centro.

(Foto e Vídeo – Paulo MOska)

FIEC divulga nota convocando a indústria a operar normalmente nesta sexta-feira

Beto Studart preside a federação.

A Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) mandou nota para o Blog anunciando que, nesta sexta-feira, a entidade vai funcionar normalmente. A orientação, inclusive, é para a indústria opere sem problemas. Confira:

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) reafirma seu posicionamento acerca das reformas em pauta no Congresso Nacional, as quais considera fundamentais para que o Brasil entre no caminho da modernidade e retome a rota do desenvolvimento, objetivos que unem todos os brasileiros.

Nesse sentido, considera que não é cruzando os braços que conseguiremos juntos alcançar os objetivos que almejamos. A indústria cearense confia no bom senso e na capacidade de diálogo da sociedade como instrumento a nos fortalecer no enfrentamento do complexo cenário em que vivemos.

A FIEC reforça seu compromisso em seguir trabalhando a favor do Ceará e do Brasil, na defesa das mudanças a tanto tempo proteladas, e em prol dos anseios da população brasileira.

FIEC

Procon divulga pesquisa com preços de supermercados. Tomate teve a maior variação

O Procon Fortaleza divulgou, nesta quinta-feira, mais uma pesquisa com preços de alimentos e produtos nos supermercados da Capital. A informação é da titular do órgão, Cláudia Santos. De acordo com ela, o levantamento aponta variações de preços acima de 100% nos seguintes alimentos: tomate, batata, laranja, cebola, alho, e cenoura. No total, foram pesquisados 47 itens entre os dias 20 e 21 de abril, incluindo alimentação, higiene pessoal, limpeza doméstica e produtos infantis.
A maior variação ficou por conta do quilo do tomate, que pode ser encontrado, nos supermercados de Fortaleza, entre R$ 1,89 a 7,49, uma variação de 296,30%. Já a batata pode ser comprada de R$ 1,88 a R$ 5,28, também o quilo, o que representa 180,85% de diferença.
A pesquisa do Procon Fortaleza leva em consideração preços de produtos da mesma marca e mesmo peso, mantendo uma padronização das análises.
Maiores variações
PRODUTO (kG) MENOR (R$) MAIOR (R$) VARIAÇÃO (%)
Tomate    R$ 1,89     R$ 7,49      296,30%
Batata      R$ 1,88     R$ 5,28      180,85%
Laranja    R$ 1,94     R$ 4,89      152,06%
Cebola     R$ 1,49     R$ 3,68      146,98%
Alho          R$ 19,58   R$ 43,90    124,21%
Cenoura  R$ 1,89     R$ 3,98       110,58%
SERVIÇO
*Confira todos os preços: https://goo.gl/WwDJPN

Comitiva da SDR discute com BID ações na área da agricultura familiar

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Dedé Teixeira, participou, em Brasília, nesta quinta-feira, de uma bateria de reuniões com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Com ele, o secretário-adjunto do Desenvolvimento Agrário, Wilson Brandão, e o superintendente do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), Cirilo Pimenta.

Na agenda,  foram discutidas ações e estratégias para o fortalecimento dos projetos da agricultura familiar no Estado. Esse encontro faz parte da agenda do Fórum de Gestores do NE e Minas Gerais, com base em políticas para agricultura familiar.

Participaram da reunião o especialista em Mercados Financeiros do BID, Luciano Schweizer, o especialista em Desenvolvimento Rural e Agricultura do BID, Octavio Damiani, e o representante do Fundo Multilateral de Investimentos do BID, Tomás Lopes.

(Foto – BID)

Sebrae criará roteiro turístico da Região da Ibiapaba

A Região da Ibiapaba destaca-se no cenário cearense pelo esplendor de sua vegetação, sua fauna e flora exóticas, pelas belas cachoeiras e bicas, o que torna uma das regiões mais propícias para o desenvolvimento de atividades turísticas em ambiente serrano. Seus contornos acentuados e flora densa, também fazem dela um cenário ideal para a prática de esportes que proporcionam contato direto com o meio ambiente, como é o caso da pratica do voo livre, rapel, montanhismo e principalmente escaladas.

Como forma de aproveitar este potencial, o Sebrae, juntamente com empreendedores e lideranças da região, vem trabalhando na estruturação de um roteiro turístico que reúna os principais atrativos e equipamentos da região. O projeto de estruturação deste roteiro acaba de receber a aprovação do Sebrae Nacional, o que significa a garantia de recursos para serem investidos nos próximos dois anos em ações com o intuito de elevar a competitividade, a inovação e a sustentabilidade dos pequenos negócios da cadeia de valor do turismo da Ibiapaba.

De acordo com a gestora de turismo do Sebrae na região, Lucileide Lourenço, a estratégia é a mesma que vem implementando em outros territórios do estado. “O que nós queremos é estruturar um roteiro turístico regional ao mesmo tempo em que trabalhamos na melhoria da qualidade dos produtos e serviços oferecidos pelas empresas que atuam nesta cadeia de valor, pois não adiantam apenas atrair os turistas se nós não tivermos uma preocupação com a qualidade do que vamos oferecer a eles”.

Segundo ela, desde o ano passado o Sebrae já vem atuando neste processo de estruturação da rota, principalmente no mapeamento dos atrativos e equipamentos turísticos, bem como na sensibilização dos empreendedores e demais atores locais envolvidos no tema. “Esta base que nós iniciamos no ano passado, com os recursos do Sebrae Ceará foi que possibilitou a aprovação deste projeto pelo Sebrae Nacional, garantindo um aporte de recursos para os próximos dois anos”.

O roteiro principal, de acordo com Lucileide, irá abranger os municípios de São Benedito, Tianguá, Viçosa do Ceará e Ubajara. Entre os atrativos, existentes neste território está o Parque Nacional, com suas trilhas, mirantes, cachoeiras e a Gruta de Ubajara, que está situada em uma depressão de 535 metros. Além disso, este território atrai visitantes de todo o país interessados na prática de ecoturismo e turismo de aventura, como o voo livre.

Também destaca-se o turismo cultural, em especial em Viçosa do Ceará, a mais nova cidade do estado a ter o seu sítio histórico tombado pelo instituto do patrimônio histórico e artístico nacional (IPHAN). A região guarda ainda a tradição dos engenhos de cana de açúcar e a produção de aguardente de forma artesanal.

Roteiros complementares

Mas além do roteiro principal, a gestora do Sebrae disse que a instituição também vai trabalhar a criação de roteiros complementares envolvendo os municípios de Carnaubal, Guaraciaba do Norte, Ibiapina e Ipu. “Nós acreditamos que a inserção destes roteiros complementares vão facilitar o trabalho de segmentação da oferta turística na região e ao mesmo tempo aumentar a qualidade das experiências vividas pelos visitantes em nosso território”, afirmou Lucileide.

De acordo com ela, a ação do projeto de turismo do Sebrae na Ibiapaba também envolve o trabalho de fortalecimento da governança local, por isso está sendo estimulada a criação por parte dos municípios de Conselhos de Turismo e Cultura. “O Fortalecimento desta governança local é um dos pilares da nova estratégia de atuação do Sebrae para os projetos turísticos de todo o país, que é baseada no conceito de Destinos Turísticos Inteligentes (Smart Destination)”.

(Agência Sebrae de Notícias)

Fiesp vai pagar transporte de funcionário que não aderir à greve

394 4

O presidente da Federação das Indústrias do estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, vai divulgar um comunicado rejeitando a greve geral desta sexta-feira (28), informa a Veja Online.

Skaf diz que seguirão normais as atividades tanto da Fiesp quanto do CIESP, Sesi e Senai-SP.

O comunicado dirá ainda que a Fiesp reembolsará os funcionários que precisarem de transporte alternativo.