Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Festa do setor metalúrgico homenageará Nicolle Barbosa

foto nicolle barbosa

O Sindicato das Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico do Ceará (Simec) realizará, no dia 11 de dezembro, a partir das 19 horas, no Iate Clube, festa de confraternização do segmento.

Na ocasião, o Simec homenageará algumas personalidades que contribuem para o desenvolvimento da indústria metalúrgica do Estado, entregando a Comenda Sebastião de Arruda Gomes.

Na lista de homenageados, estão: Nicolle Barbosa, secretária do Desenvolvimento Econômico do Estado; e Ricard Pereira, ex-presidente do Simec e controlador da CS Eletrometal do Ceará.

DETALHE – Haverá coquetel e show da dupla Ítalo e Reno.

BC – Inadimplência deve subir em momento de retração da economia

“Os níveis de inadimplência dos empréstimos bancários estão baixos, mas, de acordo com o chefe adjunto do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Fernando Rocha, a expectativa é de crescimento, devido ao aumento do desemprego e a redução da renda, em momento de retração da economia. “É esperado algum crescimento da inadimplência de acordo com o ciclo econômico”, disse. Ele lembrou, no entanto, que os bancos estão bem capitalizados e provisionados (com dinheiro reservado) para lidar com a situação.

De setembro para outubro, a inadimplência das famílias, considerados os atrasos superiores a 90 dias, subiu 0,1 ponto percentual para 5,8%. A inadimplência das empresas subiu 0,2 ponto percentual para 4,3%.

Especificamente no mês passado, a greve dos bancários, entre os dias 6 e 23 de outubro, também influenciou os dados da inadimplência. Segundo Rocha, os clientes podem ter tido dificuldades para renegociar dívidas, no período da greve.

Para Rocha, além da greve, as concessões de empréstimos foram influenciadas pelo aumento do desemprego, a redução na renda das famílias e também nas vendas, que refletem a retração da economia.”

(Agência Brasil)

9º FestOrquídeas ocupa espaços na Casa José de Alencar

orquideas_1

Aberto, nesta manhã de sexta-eira, na Casa José de Alencar (Bairro Edson Queiroz), a nona edição do FestOrquídeas. Trata-se do festival promovido pela Associação Cearense dos Orquidófilos, que vai se estender até domingo.

O evento vai expor orquídeas variadas, oferecer oficinas e palestras ainda uma feira de plantas ornamentais e de acessórios de jardinagem, informa o jornalista Ítalo Gurgel, que presidente a associação.

A participação é gratuita.

Fortaleza terá manifestação contra mudanças climáticas

DSC_0185

Neste domingo, às vésperas da próxima reunião da ONU que, em Paris, discutirá soluções para a crise climática, haverá manifestações em todo o planeta.

Em Fortaleza, um grupo de ambientalistas tendo o apoio do vereador João Alfredo (PSOL),  fará um ato em defesa da natureza e cobrará mais ações de convivência com a seca, consequência direta dos impactos do chamado efeito estufa.

A concentração para esse ato terá início às 15 horas, no Centro Dragão do Mar, seguida de caminhada pela avenida Beira-Mar onde, no Anfiteatro da Volta da Jurema, haverá um show cultural.

Índice que reajusta aluguel sobe menos em novembro

“O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) atingiu variação de 1,52%, em novembro, alta menor que a registrada em outubro (1,89%) e superior à taxa verificada em igual mês do ano passado (0,98%). O IGP-M – usado para calcular o reajuste do aluguel – acumula desde janeiro alta de 10% e, em 12 meses, de 10,69%. Os dados são da Fundação Getulio Vargas.

Dois dos três componentes do índice apresentaram avanços: o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que passou de 0,64% para 0,9%, e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com alta de 0,4% ante 0,27%, em outubro. Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) teve aumento de 1,93% sobre uma alta em outubro de 2,63%.
Influenciou a elevação do IGP-M a evolução de preços no setor atacadista de alimentos in natura que passaram de uma queda, em outubro, de 1,7% para uma alta de 12,29%.

No grupo das commodities (produtos primários negociados sob cotações do mercado internacional), ocorreram decréscimos como, por exemplo, a soja (em grão ) que passou uma alta de 7,11% para um recuo de 1,06%; o minério de ferro (de – 2,63% para 4,53% ) e o milho em grão (de 12,92% para 2,65%).

No período, ganharam intensidade o aumento de preços da mandioca (de -1,49% para 13,52%), da cana-de-açúcar (de 1,35% para 3,51%) e dos bovinos (1,65% para 2,07%).”

(Agência Brasil)

Ufa! Finalmente será inaugurado o CTTC do Pecém

Senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) na presidência da sessão

Inácio Arruda é o titular da Secitece hoje.

O governador Camilo Santana (PT) vai entregar, às 10 horas desta sexta-feira, finalmente, o Centro de Treinamento do Trabalhador Cearense (CTTC), no Complexo Portuário e Industrial do Pecém, em ão Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza).

O CTTC era uma promessa do Governo Cid Gomes, que se estendeu durante todo o segundo governo dele, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O objetivo do equipamento é promover capacitação profissional de excelência em áreas estratégicas do Estado, numa parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). No CTTC, serão oferecer cursos nas áreas de Metalmecânica, Alimentos, Logística e Transporte, Construção Civil e Petroquímica, dentre outras.

Dólar mais caro faz brasileiros gastarem em outubro bem menos no Exterior

“Com a alta dólar, as despesas de brasileiros no exterior caíram 52,67% em outubro deste ano, em relação a igual mês de 2014. As despesas somaram US$ 1,002 bilhão em outubro, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (26). Nos dez meses do ano, as despesas ficaram em US$ 15,141 bilhões, com retração de 30,21% em relação ao período de janeiro a outubro do ano passado.

As receitas de estrangeiros em viagem no Brasil ficaram em US$ 453 milhões, em outubro, e em US$ 4,786 bilhões, no acumulado de dez meses. Com esses resultados, o déficit na conta de viagens internacionais, formada por despesas de brasileiros no exterior e receitas de estrangeiros no Brasil, ficou em US$ 549 milhões, em outubro, e em US$ 10,355 bilhões, os menores resultados para os períodos, na série histórica inciada em 2010.

As viagens internacionais fazem parte da conta de serviços, que também tem dados de receitas e despesas com transportes, seguros, serviços financeiros, aluguel de equipamentos, entre outros. Segundo o chefe adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha, os serviços são um dos itens da conta total de transações do Brasil com o exterior, que estão apresentando saldo negativo menor este ano. O déficit desse segmento em outubro ficou em US$ 2,799 bilhões, o menor para meses de outubro, na série histórica.

Esse saldo negativo menor das transações com o exterior é influenciado pela alta do dólar, o que torna mais favorável a venda de produtos e oferta de serviços de brasileiros no exterior e mais caro comprar de estrangeiros. De acordo com Rocha, o resultado das transações brasileiras com o exterior também é influenciada pela queda na atividade econômica.

Em outubro, o superávit comercial (exportações maiores que as importações) ficou em US$ 1,879 bilhão, contra o déficit de US$ 1,481 bilhão, registrado em igual mês de 2014. De janeiro a outubro deste ano, o superávit comercial ficou em US$ 10,705 bilhões, ante o saldo negativo de US$ 3,898 bilhões registrados em igual período de 2014.”

(Agência Brasil)

DNOCS – Reestruturação volta ao debate em dezembro

Raimundo-Gomes-de-Matos-Foto-George-Gianni-PSDB-2

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados vai realizar, no próximo dia 1º, às 14h30min, no Anexo II, Plenário 06, dessa Casa, uma audiência pública.

Hora de debater as propostas de reestruturação do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) e definir as ações estratégicas da gestão dos recursos hídricos na nova visão de convivência com o semiárido nordestino.

Foram convidados para esse encontro Nelson Barbosa, ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG); Gilberto Occhi, ministro da Integração Nacional (MI): e Walter Gomes de Sousa, diretor-geral do DNOCS.

* A audiência foi requerida pelo deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB).

Orçamento 2016 – Relator apresenta nova estimativa de receita

“Em nova versão do relatório de receita da proposta orçamentária de 2016 (PLN 7/15), o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) apresentou hoje (26) à Comissão Mista de Orçamento (CMO) uma previsão de receita primária bruta de R$ 1,426 bilhão para 2016. Por acordo do colegiado, o texto foi lido, mas só será votado na terça-feira (1º). “Fizemos relatório de receitas o mais realista possível. Não podemos incluir aumento de receita e sair do curso da realidade. Também não podemos criar receitas que não existem. O Brasil não pode, de novo, virar um país de rentistas, onde a produção e trabalho não valem mais a pena. Não vamos mudar a política econômica e criar números fictícios”, afirmou o senador.

Nas contas apresentadas ao colegiado, Gurgacz infirmou que este ano a previsão de arrecadação é de R$ 1,260 trilhão. “Temos uma série de parâmetros. Estamos acrescentando R$ 94 bilhões e chegando a R$ 1,354 trilhão”, disse o senador, acrescentando o realinhamento de preços combinados com câmbio e o resultado do Produto Interno Bruto previstos para 2016. Além desses recursos, o relator incluiu ainda outros R$ 71,75 bilhões de diversas fontes, inclusive do adiantamento de pagamentos decorrentes de leilões revistos pelo governo. “Eram R$ 11 bilhões e passamos para R$ 17 bilhões.”

Outros recursos viriam da alienação de bens prevista no Projeto de Lei Orçamentária (R$ 27 bilhões), da alienação de ações e dividendos (R$ 6,2 bilhões), juros sobre capital próprio (R$ 1,1 bilhão), tributação sobre ganho de capital (R$1,8 bilhão), Reintegra (R$ 2 bilhões), Regime Especial da Indústria Química (R$ 800 milhões), aperfeiçoamento da gestão da dívida (R$ 3,6 bilhões), licitação de portos e aeroportos (R$ 1,5 bilhão) e das renúncias dos programas de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas), com previsão de R$ 350 milhões, e da repatriação de recursos do exterior e não declarados, com previsão de R$ 11,1 bilhões.

“Tivemos acréscimo do orçamento de receitas previsto para 2016, comparado à projeção para 2015, de R$ 166,2 bilhões. Mesmo assim, temos falta de receita”, disse, lembrando apelo de parlamentares que pediram prioridade para a área da saúde.

Mesmo com a nova análise, o senador não incluiu nas receitas a CPMF. A recriação da contribuição está prevista em uma proposta de emenda à Constituição (PEC 140/15) que tramitando na Câmara sem prazo para ser votada. “Chegamos com muita dificuldade a esse número. Entendemos a dificuldade de não inclusão da CPMF, mas não podemos incluí-la, porque não é através de aumento ou criação de novos impostos que vamos resolver os problemas do país.”

O relatório final do orçamento depende de aprovação do relatório de receita para ser apresentado e concluído antes do recesso parlamentar, que começa a partir de 23 de dezembro. A última sessão do Congresso Nacional deste ano, quando senadores e deputados podem concluir as propostas orçamentárias, está marcada para 17 de dezembro. A presidente da CMO, senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), fez um apelo para que o colegiado conclua todo o texto, incluindo os relatórios setoriais, até o próximo dia 16.”

(Agência Brasil)

André Figueiredo discute com BNDES linha de crédito para rádios migrarem de AM para FM

andreeefi

“O ministro das Comunicações, André Figueiredo, disse hoje (26) que discute com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a criação de linhas de crédito para que as rádios que vão migrar das transmissões AM para FM possam financiar a compra de equipamentos para a transmissão do novo sinal e o pagamento da mudança de outorga.

“Quanto à linha de crédito, estamos buscando junto ao BNDES. Sabemos que existem rádios em municípios de menor porte que vão ter dificuldade para adquirir os novos equipamentos e também para pagar o valor da mudança da outorga. Então, já tivemos um diálogo com o BNDES, estamos buscando linhas de crédito”, disse o ministro ao participar do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.

Na terça-feira (24), em cerimônia no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff e o ministro das Comunicações apresentaram os valores da migração que variam de R$ 8,4 mil para emissoras em municípios de até 10 mil habitantes a R$ 4,4 milhões para radiodifusoras da região metropolitana de São Paulo.

Na avaliação do ministro, o valor é justo para o ganho na qualidade de transmissão que a mudança vai proporcionar. Ele explicou que para a construção da tabela de valores foram levados em conta aspectos econômicos relacionados ao Produto Interno Bruto (PIB), Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios, além do alcance da rádio. “Chegamos a uma tabela que não são valores irrisórios, mas são valores justos para o padrão de qualidade que essa migração vai propiciar”, disse.

Segundo Figueiredo, 78% das emissoras de rádio AM já manifestaram o interesse em migrar para a FM e a expectativa é chegar a 100% no decorrer de três ou quatro anos. O ministro explicou que a migração não é obrigatória, mas a tendência é que as rádios AM sejam cada vez menos sintonizadas pelos ouvintes. “Não é obrigatório, é optativo. Acreditamos que num espaço de tempo, mesmo não tendo o caráter da obrigatoriedade, vai ter o caráter da necessidade uma vez que essa migração aconteceu no mundo desenvolvido como um todo”, disse.”

(Agência Brasil)

Dilma convoca governadores para discutir outro tipo de lama

foto dilma desespero

A presidente Dilma Rousseff chamou os governadores Fernando Pimentel (PT-MG) e Paulo Hartung (PMDB-ES) para uma reunião nesta sexta-feira, em Brasília.

Quer informações atualizadas sobre a evolução do desastre ecológico provocado pelo rompimento da barragem da Samarco em Mariana para levar a Paris.

O governo federal está preocupado em levar uma explicação e uma lista de providências sobre o acidente para que Dilma apresente durante a cúpula da COP21, em Paris.

Olha só a carinha da Vivo/GVT no Nordeste…

966fd4be-819b-4880-8530-9dd30fb906ff

Em Fortaleza, a assessora de imprensa da Vivo/GVT na Região Nordeste, Natasha Costa. Veio manter contato com o mercado e, principalmente, visitar os meios de comunicação.

Natasha aproveitou para divulgar novos planos da telefônica que, neste ano, fecha em alta.

Por exemplo: a receita do setor cresceu 5,2% no final do terceiro trimestre. A Vivo continua líder nacionalmente em telefonia móvel com 29,1% do mercado. Até o fim de setembro, investiu R$ 5,9 bilhões no Brasil.

Sinduscon/CE ainda tem base para fazer festa

André Montenegro 1

Nesta sexta-feira, a partir das 20 horas, no La Maison Dunas, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado (Sinduscon) fará a festa de entrega do Prêmio da Construção 2015.

A solenidade terá à frente André Montenegro, que preside a entidade, e contará com a presença de autoridades e lideranças empresariais de vários setores.

Sobre a construção civil, o Sinduscon comemora pouco. Não fechará com crescimento e ainda tem que torcer para que o governo federal pague mesmo atrasados do Minha Casa, Minha Vida.

VAMOS NÓS – Pelo amor de Deus, que os discursos sejam poucos e sem demora.

Após prisão de Esteves, agência de classificação coloca Banco Pactual em revisão de nota

17784978

“A agência de classificação de risco Moody’s colocou em revisão para rebaixamento o perfil de risco de crédito individual do BTG Pactual (BAA3) e suas notas (ratings), devido à prisão do presidente-executivo e controlador da instituição, André Esteves, na Operação Lava Jato.

Para a Moody’s a prisão pode gerar impactos na relação do banco com os clientes e parceiros. A agência acredita que, enquanto permanecer a situação, cuja duração é incerta, pode haver implicações negativas para o BTG, que depende de captação de recursos no mercado. “Ao mesmo tempo, notamos que BTG tem mantido uma grande quantidade de ativos líquidos [que podem ser vendidos rapidamente] em seu balanço, uma estratégia que se destina a equilibrar a sua inerente dependência de captação no mercado e a riscos de liquidez”, diz a agência.

A Moody’s disse que poderá rebaixar a nota do banco se: as investigações encontrem ligações entre ações de Esteves com as operações do banco que gere resultados negativos; se foram encontrados problemas regulatórios ou legais no BTG Pactual; se a capacidade de gerar negócios for afetada; se a captação de recursos (funding) for impactada.

A agência também diz o que a nota pode ser revisada para cima, o que considera pouco provável, se o banco mantiver a liquidez e a capacidade de geração de receitas e se os investigadores não acharem nenhuma evidência contra a instituição.

As prisões do dono do banco BTG Pactual e do líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), repercutiram ontem no mercado financeiro, com queda na Bolsa de Valores e alta no dólar. Especialistas ouvidos pela Agência Brasil destacaram que as prisões de Delcídio e de Esteves criam um clima de incerteza e apreensão no mercado.

As prisões também impactaram o mercado de câmbio, que estava com oscilação menor em um momento de maior tranquilidade política. Há alguns dias na casa dos R$ 3,70, a moeda norte-americana fechou a R$ 3,75 ontem, sustentando alta de 1,26%.”

(Agência Brasil/Foto – RBS) 

Prêmio Delmiro Gouveia destaca Grupo M. Dias Branco

prmeiaodod

O Teatro RioMar foi o palco das festa, nessa noite de quarta-feira, da entrega do Prêmio Delmiro Gouveia – em clima de 15 anos, a 30 empresas premiadas, três pequenas em destaque, três contadores do ano e 12 entidades de classe homenageadas. O grande prêmio de Maior Empresa do Ceará ficou com a M. Dias Branco, que ocupa o topo da categoria desde 2012.

Em seguida, na categoria, estão Solar Coca-cola, Companhia Energética do Ceará (Coelce), Grendene, Farmácias Pague Menos, 3Corações Alimentos, Hapvida, J. Macêdo, Vicunha Têxtil e Unimed Fortaleza. A premiação é realizada pelo Grupo de Comunicação O POVO e Fundação Demócrito Rocha.

Premio-delmiro-gouveia-2015

Entidades sindicais criticam manutenção da taxa Selic

A Força Sindical manifestou nessa quarta-feira (25) posição contrária à política econômica do governo e disse que a manutenção da taxa Selic, em 14,25%, vai prejudicar a indústria e o comércio neste final de ano.

“A taxa de juros altos alimenta a recessão no país, aumenta o desemprego, torna a recuperação da atividade econômica mais distante e difícil”, afirmou, em nota, o presidente da entidade, Miguel Torres.

Segundo ele, o aumento da taxa de juros “caminha na contramão dos anseios da classe trabalhadora” e tem sido “ineficaz no combate à inflação”, encarecendo o crédito para consumo e para investimentos.

A Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) criticou também a manutenção da Selic pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Para a entidade, “a decisão tomada em meio à desaceleração da economia e ao corte de empregos, significa impedir a retomada do crescimento e piorar a distribuição de renda no país”.

“Este caminho só leva à recessão e aprofunda ainda mais a crise”, disse, em nota, o presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten.

Pela terceira vez seguida, o Banco Central (BC) não mexeu nos juros básicos da economia. Por 6 votos a 2, o Copom manteve a taxa Selic em 14,25% ao ano.

(Agência Brasil)

Prefeito Roberto Cláudio entrega horta social para idosos do Conjunto Ceará

O prefeito Roberto Cláudio vai inaugurar,às 11 horas desta quinta-feira, na Unidade Profissionalizante de Atendimento ao Menor Barros Pinho (UPAM), a primeira Horta Social de Fortaleza, localizada no bairro Conjunto Ceará (Regional V). O projeto de hortas sociais é voltado para idosos em situação de vulnerabilidade e foi idealizado pela Coordenadoria do Idoso da Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos (SCDH), em parceria com a Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra), Secretaria Regional V e Grendene.

Neste primeiro momento, o projeto contemplará os bairros Conjunto Ceará e Granja Portugal, localizados na Regional V. Na horta social, haverá a produção de hortaliças e legumes naturais e sem uso de agrotóxicos. Os idosos serão cadastrados por meio da Setra e terão acesso aos alimentos por meio da Bodega Solidária, local onde os legumes e hortaliças serão destinados para distribuição.

As Hortas Sociais serão geridas pela Prefeitura e terão a produção de hortaliças e tomates-cereja monitoradas, por meio de parceria, pelo curso de agronomia da Universidade Federal do Ceará (UFC), com previsão de sete toneladas do fruto no ciclo de três meses. Os idosos também poderão se cadastrar como voluntários para fazer o plantio na Horta Solidária. As próximas etapas do Projeto Horta Social contemplarão mais uma horta no Conjunto Ceará e outra na Granja Portugal.

(Site da Prefeitura de Fortaleza)

Garantia Safra – Danilo pede ao MDA a inclusão de Apuiarés, General Sampaio, Paramoti e Pentecoste

daniloforte

Durante audiência em Brasília, nesta quarta-feira, com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, o deputado federal Danilo Forte (PSB) pediu a inclusão dos municípios de Apuiarés, General Sampaio, Paramoti e Pentecoste na Portaria 51 do Ministério que libera os benefícios do Garantia-Safra aos agricultores que aderiram ao Programa e que foram atingidos pela estiagem que castiga o Ceará.

Segundo o parlamentar, essa portaria, que autoriza o pagamento do benefício relativo à colheita de 2014 e 2015, deixou fora esses quatro municípios cearenses que vivem dificuldades por conta da estiagem.

Danilo pediu ao ministro Patrus Ananias que novos dados da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) e dos agricultores desses quatro municípios possam ser coletados para atestar a situação de seca prolongada que vem afetando a produção local. Pelo menos, há cinco anos não chove regularmente na região.