Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Copom inicia nesta terça-feira reunião para definir taxa básica de juros

Começa, nesta tarde de terça-feira, a sexta reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC). A segunda parte da reunião do comitê, formado pelos diretores e presidente do BC, será realizada amanhã (2). Após a reunião de amanhã, o Copom anunciará a decisão sobre a taxa básica de juros, a Selic.

A expectativa de instituições financeiras consultadas pelo BC é de manutenção da Selic no atual patamar, em 14,25% ao ano. A Selic passou por um ciclo de sete altas seguidas. Na última reunião, em julho, o Copom aumentou a taxa básica em 0,5 ponto percentual, para 14,25% ao ano. Com esse reajuste, a Selic retomou o nível de outubro de 2006.

A taxa Selic é o principal instrumento do BC para manter a inflação sob controle. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo. Ao manter a Selic no mesmo patamar, a sinalização é que as elevações anteriores foram suficientes para provocar os efeitos esperados na economia. A diretoria do BC tem dito que os efeitos de alta da taxa básica se acumulam e levam tempo para aparecer.”

(Agência Brasil)

Prefeito aproveita Encontro Global na Colômbia para tratar de novos financiamentos

rcccc

O prefeito Roberto Claudio terá encontro, nesta terça-feira, em Medellín (Colômbia), com a a Diretoria Internacional do Banco Latino-Americano de Desenvolvimento (CAF). Ele tratará, especificamente, sobre dois novos financiamentos para a cidade e que deverão ser iniciados em 2016: o Cidades com Futuro e o Provatur.

Roberto Cláudio faz contatos em clima de Encontro Global da CAF para Prefeitos. Ele ainda participará ali de um outro momento do encontro, quando vai falar das ações de cuidado com a primeira infância, trabalho que está sendo coordenado pelo gabinete da primeira-dama Carol Bezerra.

Esse projeto é financiado pelo BID e atende crianças de zero a cinco anos nas áreas mais vulneráveis de Fortaleza, principalmente em bairros das Regionais V e VI.

DETALHE – O Encontro Global 2015 – Cidades para Vida reúne especialistas, gestores e dirigentes de cidades do mundo inteiro e está debatendo, além de segurança, temas como planejamento urbano, meio ambiente, governo, desenvolvimento social, mobilidade, tecnologias e inovações.

(Foto – Divulgação)

Setur e CVC fecham parceria de olho na próxima temporada turística

A Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) fechou uma parceria com a CVC Turismo de olho na próxima alta estação (dezembro a fevereiro). Uma campanha vai divulgar o potencial e as belezas do Ceará em termos nacionais, tanto na alta como na baixa temporadas.

Ficou acertado ainda que, a partir de 1º de dezembro, seis novos fretamentos extras semanais sairão de São Paulo, Rio de Janeiro, Cuiabá e Belo Horizonte rumo ao Ceará, para atender à alta demanda na temporada de verão.

Segundo Claiton Armelin, diretor-geral de Produtos Nacionais da CVC, os voos estarão disponíveis durante a próxima alta estação, mas podem permanecer durante o restante do ano, caso a procura seja grande. O Ceará é o segundo destino mais vendido pela CVC.

Tucano pede renúncia de Dilma por orçamento com déficit

233 6

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=4pEwSfkBHZ4[/youtube]

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) pediu, nesta terça-feira, a renúncia da presidente Dilma Rousseff por irresponsabilidades em sua gestão. Para ele, o fato de o governo federal mandar para o Congresso uma proposta orçamentária 2016 prevendo déficit é um absurdo.

Para ele, Dilma quer passar para o Congresso a responsabilidade de resolver o problema de caixa do orçamento da União. “Vamos então implantar o Parlamentarismo para que o Congresso administre o Pais!”, acentuou o tucano, com críticas também à recente visita de Dilma Rousseff ao Ceará.

Dilma esteve sexta-feira no Estado entregando casas do Minha Casas, Minha Vida, no que para Raimundo Gomes isso “é agenda de prefeito”.

Médicos peritos do INSS vão entrar em greve a partir de sexta-feira

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=E-Ev03ZLC_c[/youtube]

Médicos peritos do INSS vão entrar em greve a partir de sexta-feira. A decisão, tomada no último fim de semana, ocorre por falta de diálogo com o governo federal, segundo informou, nesta terça-feira, o vice-presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos do INSS, Samuel Abranques.

A categoria luta pela reestruturação da carreira e também por reajuste de 27,5% parcelados em dois anos, seguindo a pedida de outros segmentos da área federal. O governo federal ofereceu 21,3% em quatro anos.

Samuel Abranques, que conversou com o Blog, explica que os médicos peritos, mais de 4 mil no País e 92 no Ceará, vão cumprir exigências da Lei de Greve, com 30% do pessoal atendendo a clientela.

DETALHE – Os servidores técnico-administrativos do INSS já estão em greve há quase dois meses. Eles também querem reajuste de 27,5% em dois anos.

Governo diz que investiu mais de R$ 114,3 bi em projetos do PAC no primeiro semestre

“O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) executou R$ 114,3 bilhões em projetos de janeiro a junho de 2015, o que equivale a 11% de R$ 1,05 trilhão previstos para serem investidos de 2015 a 2018, informou hoje (31) o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão,

Além disso, até 15 de agosto, foram empenhados R$ 19,5 bilhões em orçamento para projetos. O volume equivale a 55,4% do total disponível para empenho (aplicação) este ano, que é R$ 35,2 bilhões. As obras concluídas no primeiro semestre somaram R$ 76 bilhões.

“O volume destinado a esses investimentos continua expressivo e hoje a prioridade se volta para a execução de obras que já estão em andamento”, destacou o Ministério do Planejamento, em nota. O posicionamento está de acordo com o que havia dito mais cedo o titular da pasta, Nelson Barbosa. Ao apresentar o Projeto de Lei do Orçamento Anual de 2016, no Palácio do Planalto, Barbosa informou que no ano que vem serão disponibilizados R$ 42,4 bilhões para o PAC e que a prioridade do governo será concluir compromissos já assumidos.

Segundo o Planejamento, a partir deste balanço, os empreendimentos do PAC passam a ser divididos em três eixos: infraestrutura logística, infraestrutura energética e infraestrutura social e urbana. No eixo de infraestrutura e logística, são realizadas obras em rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e hidrovias e as ações concluídas somam R$ 3 bilhões. Em infraestrutura energética, foram R$ 26 bilhões em ações concluídas. Por fim, em infraestrutura social e urbana, as obras concluídas somaram R$ 47 bilhões, segundo o Ministério do Planejamento.”

(Agência Brasil)

Petrobras reajusta preço do botijão de gás de 13 kg em 15% a partir desta terça-feira

A Petrobras anunciou que o preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, envasado em botijões de até 13 quilos, foi reajustado em 15% em média. O percentual, segundo a companhia, passa a valer a partir desta terça-feira (1º).

De acordo com o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigas), o preço atual médio do botijão de gás de 13 quilos é de R$ 46, valor que deverá subir de imediato, pois as empresas deverão repassar o novo valor ao consumidor.

Segundo o Sindigás, atualmente existem 99 milhões de botijões em circulação em todo o país e, a cada dia, são entregues 1,5 milhão de botijões aos consumidores brasileiros. Sete grandes empresas controlam 96% do mercado brasileiro de GLP, sendo que as quatro maiores são: Ultragaz, com 23,11% do total, Liquigas (22,61%), Supergasbras (20,58%) e Nacional Gas (19,16%).

(Agência Brasil)

Usinas eólicas aumentaram em 114% produção de energia no primeiro semestre

“As usinas eólicas brasileiras aumentaram em 114% a produção de energia no primeiro semestre de 2015, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. No fim de junho do ano passado, essa matriz era responsável por 1,4% do total gerado de energia no ano no Sistema Interligado Nacional (SIN). Atualmente, ela representa 3% de toda a energia produzida no Sistema Integrado Nacional.

De acordo com dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), a geração média nos seis primeiros meses deste ano foi de 1.831 MW médios, diante de 856 MW médios alcançados no mesmo período do ano anterior.

A capacidade instalada de usinas eólicas no Brasil chegou a 6.183 MW ao final do primeiro semestre de 2015, quase o dobro em relação ao mesmo período do ano passado, quando a capacidade era de 3.106 MW.

Atualmente, o Rio Grande do Norte segue na liderança em capacidade instalada da fonte, com 2.243 MW, seguido por Ceará (1.233 MW), Rio Grande do Sul (1.300 MW) e Bahia (959 MW).

No primeiro semestre de 2015, as usinas eólicas do Rio Grande do Norte geraram 642 MW médios de energia, montante 142% maior do que o produzido nos seis primeiros meses do ano passado.

O Rio Grande do Sul, com 288 MW médios, registrou aumento de 91% em relação ao montante gerado no mesmo período de 2014. Já no Ceará foram 363 MW médios, aumento de 48% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Já a Bahia quase triplicou sua geração eólica, com 391 MW médios (+283%).”

(Portal Brasil)

III INOVAGRI – Evento de caráter internacional começa nesta terça-feira em Fortaleza

eualdodrr

Euvaldo Bringel e Ferruccio Feitosa – Inovagri 2015.

Nesta terça-feira pela manhã, no Centro de Eventos, acontecerá a abertura oficial do III INOVAGRI International Meeting, evento que irá reunir mais de 20 palestrantes internacionais que tratarão de assuntos referentes a irrigação, tecnologias, salinidade e recursos hídricos.

O encontro integra a programação da 22ª Semana Internacional da Fruticultura, Floricultura e Agroindústria – a Frutal, e contará com a presença do secretário interino de Irrigação, Antônio Carvalho Feitosa, além de outras autoridades nacionais e estaduais, como o presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Ferrucio Feitosa. Também Euvaldo Bringel, ajunto da Secretaria da Pesca, Aquicultura e Agricultura.

O III INOVAGRI é uma realização do Instituto Inovagri e do Instituo Nacional de Ciência e Tecnologia em Engenharia da Irrigação (INCT – EI, em parceria com a Frutal 2015, que acontecerá de 1º a 3 deste mês, no Centro de Eventos.

(Foto – Divulgação)

Orçamento da União 2016 – Renan diz que proposta é “menos ficção e mais realismo”

321 2

renan calheiros

“O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), considerou que, apesar da previsão de déficit de R$ 30,5 bilhões para o ano que vem, o Projeto de Lei Orçamentária Anual apresentado hoje (31) pelos ministros do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Fazenda, Joaquim Levy, representa um “avanço” porque significa “menos ficção e mais realismo” por parte do governo.

“O Orçamento significa, do ponto de vista da gestão, da própria proposta orçamentária, uma mudança de atitude, um avanço. Eu acho que ele, fundamentalmente, tem que mobilizar a todos para que nós encontremos saídas. E essas saídas estão propostas no que chamamos de Agenda Brasil, cuja comissão está instalada aqui, no Congresso Nacional, amanhã”, afirmou.

Ainda na opinião de Renan Calheiros, será preciso encontrar formas de aumentar as receitas e reduzir as despesas. Para ele, a ideia de criação de novos impostos como a CPMF não pode ser apontada como uma solução isolada para o problema. Mesmo assim, ele admitiu que será preciso ajuda de todos neste momento.

“O aumento de imposto não pode ser caminho único. Primeiro, é preciso cortar despesas, melhorar a eficiência do gasto público, o Congresso está disposto a colaborar nesta direção. Mas eu acho que esse Orçamento, apesar do déficit, é uma mudança de atitude, é um primeiro passo, é menos ficção, mais realismo e é preciso que nós o ajudemos”, afirmou.

Um dos primeiros passos tomados para ajudar o governo a conseguir novas fontes de receita pode ser a aprovação, ainda esta semana, no Senado, do projeto de lei que regulariza recursos enviados por brasileiros ao exterior. Chamado de projeto da repatriação, a proposta prevê aplicação de uma multa, mais o pagamento do imposto de renda, para que o dinheiro seja regularizado e os donos dele não respondam por evasão de divisas e sonegação fiscal. “Repatriação é uma das possibilidades de nós aumentarmos receitas, colocarmos dinheiro para dentro do governo. Ela está na pauta e há possibilidade de nós votarmos amanhã”, disse Renan.

Além disso, ele pretende instalar esta semana as comissões que vão tratar da Agenda Brasil, com propostas que visem melhorar a economia, e da desburocratização, formada por especialistas que farão propostas para melhorar o ambiente de negócios e a segurança jurídica do país.”

(Agência Brasil)

Proposta orçamentária da União 2016 prevê inflação de 5,4% e PIB com crescimento de 0,2%

“A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 5,4% em 2016. A previsão está no Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA) entregue hoje (31) pelo Poder Executivo ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Já o Produto Interno Bruto (PIB – soma dos bens e riquezas produzidos em um país) deve crescer 0,2%. De acordo com a proposta orçamentária, inflação só atingirá 4,5%, que é o centro da meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a partir de 2017.

“Há uma elevação temporária da inflação este ano, mas, com as ações já tomadas pelo Banco Central, prevê-se convergência para a meta até 2017”, afirmou o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa.

Para 2015, a estimativa é inflação de 9,25% e retração de 1,8% do PIB. Com relação à atividade econômica, Barbosa disse que a recuperação deve começar, lenta, em 2016. “A nossa expectativa é que ganhe mais velocidade nos anos seguintes. Parte dessa recuperação está sendo puxada pelo aumento do saldo [da balança] comercial. Mas a demanda interna, o consumo, o investimento doméstico, está contribuindo para uma queda. O saldo comercial não será suficiente para contrabalançar a queda [este ano]”, disse.

O PLOA prevê também que o país encerrará 2016 com déficit primário de R$ 30,5 bilhões, o equivalente a 0,5% do PIB. O salário mínimo para o ano que vem ficará em R$ 865,50. Além da proposta orçamentária para 2016, Nelson Barbosa e o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, entregaram a Renan Calheiros o projeto de lei para o Plano Plurianual 2016-2019, que deve ser apresentado a cada início de um novo mandato presidencial. Pelo plano, o salário mínimo atingirá R$ 910,40 em 2017, R$ 957,80 em 2018 e R$ 1.020,80 em 2019.

No domingo (30), o líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), já havia adiantado que o projeto de lei do Orçamento para 2016 poderia prever déficit. De acordo com ele, o governo e os parlamentares poderão negociar alternativas para cobrir o resultado negativo durante a tramitação da proposta no Congresso Nacional. “Com a frustração da CPMF [Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira], se não tiver outra solução, a saída é apresentar o Orçamento com o déficit e depois negociar. Aí, é uma conversa do Congresso com o Executivo”, disse Delcídio.”

(Agência Brasil)

Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Ceará divulga 1.008 vagas de emprego

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social e o SINE/IDT estão divulgando a disponibilidade de 1.008 oportunidades de emprego no Ceará. São 386 vagas em Fortaleza, sendo 65 exclusivas para pessoas com deficiência. As outras 622 oportunidades de trabalho estão distribuídas nos municípios de Aquiraz, Aracati, Camocim, Caucaia, Crateús, Eusébio, Horizonte, Iguatu, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, São Gonçalo do Amarante (Pecém), Quixadá, Russas e Sobral.

Os setores com maiores demandas são serviços e comércio, e as funções com mais postos de trabalho são teleoperador (52 vagas), vendedor (30 vagas), assistente administrativo (15 vagas) e costureira de máquinas industriais (16 vagas). O município de Sobral oferece 100 vagas para o cargo auxiliar de linha de produção, exclusivas para pessoa com deficiência.

* Confia todas as vagas no Site do Governo aqui.

Temer diz que proposta orçamentária 2016 sem maquiagem nas contas

“O vice-presidente Michel Temer afirmou hoje (31) que as notícias de que o Executivo entregará o projeto de lei orçamentária de 2016 com a previsão de déficit mostram transparência absoluta do governo. “Não há maquiagem nas contas”, disse Temer, durante palestra no Fórum Exame, na capital paulista.

Segundo Temer, o governo abandonou a ideia do retorno da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), cuja reativação foi discutida “de última hora”, e “muitas vozes” se levantaram contra. “Precisamos preparar o ambiente, ou teremos derrotas fragorosas no Congresso”, declarou. “O que a sociedade não aplaude é o retorno repentino da CPMF”, afirmou.

Temer falou também sobre a possibilidade de aumento de impostos. “Não vamos pensar em uma carga tributária mais elevada”, disse ele. Após a declaração, o vice-presidente foi aplaudido pela plateia, formada principalmente por empresários. “Vou levar esse aplauso para o [ministro da Fazenda, Joaquim] Levy e para o [ministro do Planejamento Joaquim] Barbosa.”

O vice-presidente comentou ainda o uso indiscriminado da palavra crise. Para ele, o país enfrenta uma crise econômica e politica, já que o governo não consegue pleno apoio do Congresso Nacional, mas não uma crise institucional. “Não temos uma crise institucional, porque o Legislativo, o Judiciário estão funcionando com extrema liberdade”, ressaltou.”

(Agência Brasil)

Fiec debaterá setor da mineração. Entre destaques, Usina de Itataia

210 1

Na próxima sexta-feira, das 8h30min às 18 horas, a Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) será palco do IV Encontro de Mineração do Estado. O evento é uma realização da Câmara Setorial Mineral, do Sindicato das Indústrias de Mármores e Granitos do Estado do Ceará (Simagran), do Sindbebidas, do Sindbrita, do Sindcerâmica e do Sindminerais.

Segundo o presidente do Simagran, Carlos Rubens de Alencar, durante o evento será apresentada a Agenda do Setor Mineral, na qual os empresários e profissionais da mineração apresentam os principais eixos, estratégias e indicadores desta atividade que congrega cerca de 1000 empresas e gera aproximadamente 50.000 empregos diretos. O setor ainda contribui anualmente com aproximadamente R$ 100 milhões na arrecadação direta do ICMS do Estado.

Entre os temas a serem discutidos, estarão também a política mineral no Brasil, Projeto Itataia, petróleo e gás no Ceará, minerais industriais no Ceará e conhecimento geológico e a tecnologia mineral. O Estado tem hoje a segunda maior capacidade de beneficiamento de granitos e mármores instalada, destacando-se como o terceiro maior exportador do país.

Programação

08H30 – CAFÉ DE BOAS VINDAS

09h00 – ABERTURA

09H15 – AGENDA DO SETOR MINERAL DO ESTADO DO CEARÁ

Apresentação por Carlos Rubens A. Alencar – Presidente do Simagran e da Câmara Setorial Mineral

09H30 – A POLÍTICA MINERAL NO BRASIL

Palestrante – Geólogo Dr. Carlos Nogueira Junior – Secretário de Geologia e

Minas – MME

11H00 – PROJETO ITATAIA

Palestrantes I – Aquilino Senra Martinez – Presidente da INB

Palestrante II – Ronaldo Galvani Jr

12H30 – INTERVALO PARA ALMOÇO

14H30 – PETRÓLEO E GÁS NO ESTADO CEARÁ

Palestrante – Dr. Francisco Nepomuceno Filho – Centro de Excelência em

Geofísica do Petróleo – UFC

15H30 – MINERAIS INDUSTRIAIS NO ESTADO DO CEARÁ

Palestrante I – Marcelo Quinderé – Presidente do Sindiminerais

Palestrante II – Abdias Veras – Presidente do Sindibritas

Palestrante III – Marcelo Tavares – Presidente do Sindicerâmica

Palestrante IV – Claudio Targino/Aline Teles – Presidente do Sindibebidas

Palestrante V – Carlos Rubens A. Alencar – Presidente do Simagran

16H15 – INTERVALO

16H30 – CONHECIMENTO GEOLÓGICO E A TECNOLOGIA MINERAL

Palestrantes I – Geólogo, Dr. Francisco Valdir Silveira – Chefe do Dept.

Recursos Minerais da CPRM

Palestrante II – Economista Francisco Magalhães – Presidente do NUTEC

Palestrante III – Geólogo Dr.Clóvis Parente – Geologia UFC

Palestrante IV – Engenheiro Dr. Francisco Hollanda – Diretor do CETEM – MCTI

18H00 – ENCERRAMENTO E COQUETEL

Conta de luz – Redução no valor começa a valer a partir de setembro

“A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manteve a cor vermelha para a bandeira tarifária de setembro. Os valores extras a serem cobrados a partir de 1º de setembro foram publicados no Diário Oficial da União de hoje (31). No caso da bandeira vermelha, o acréscimo na conta de luz será R$ 4,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos – valor abaixo dos R$ 5,50 cobrados anteriormente.

Os novos valores foram definidos no dia 28 de agosto pela Aneel. Eles representam uma redução de 18% no valor da bandeira – o que corresponde a uma queda de 2 pontos percentuais no custo final da conta de luz. A diminuição nos valores cobrados foi em decorrência da redução no custo de produção de energia, a partir do desligamento de 21 termelétricas.

O valor adicional indicado pelas bandeiras verde, amarela e vermelha é um mecanismo adotado nas contas de luz para informar ao consumidor se ele está pagando mais caro pela energia. A bandeira verde indica condições favoráveis de geração de energia, situação que não resulta em acréscimos na tarifa. A bandeira amarela indica condições de geração menos favoráveis. Nesse caso, a tarifa sofreria acréscimo de R$ 2,50 para cada 100 kWh consumidos.”

(Agência Brasil)

Bancários terão um setembro de luta por melhorias salariais e de condições de trabalho

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=rB9X32sj3Jo[/youtube]

Setembro vai chegar e os bancários entrarão no mês que é a data-base da categoria em matéria de campanha salarial.

O presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, em conversa com o Blog, informa como vão se dar a negociação com os banqueiros.

Ele deixou claro que a categoria tem pauta ampliada e que, em ultima discussão, deve entrar a pedida sobre reajuste salarial, que é da ordem de 16%.

Mercado estima que economia do País caia 2,26% neste ano

“Analistas e investidores do mercado financeiro estimam que a economia do país caia 2,26% este ano, segundo o boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central. De acordo com a publicação, a produção industrial brasileira cairá 5,57%.

Haverá, segundo as estimativas, queda de 9,29% para 9,28% da inflação baseada no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), na comparação com os dados do último boletim Os preços administrados, monitorados pelo governo, terão um aumento de 15,20%

A estimativa para a dívida líquida do setor público em percentual do PIB foi elevada de 36,15% para 36,20%, na comparação com o boletim da semana passada. A expectativa para a taxa básica de juros foi mantida em 14,25% até o fim do ano. Também foi mantida a expectativa do dólar no valor de R$ 3,50 para o mesmo período.

Para o setor externo, na avaliação do mercado financeiro, o déficit em conta corrente ficará em US$ 76,5 bilhões. O saldo da balança comercial atingirá US$ 8 bilhões e os investimentos estrangeiros diretos, US$ 65 bilhões.”

(Agência Brasil)

Preço do pão na mira do reajuste

O Sindicato da Indústria da Panificação do Ceará vai se reunir, nesta semana,  para decidir se reajusta o preço do pão.

A informação é do presidente da entidade, Lauro Martins, acrescentando que o setor vem sofrendo pressão do preço da saca de 50 quilos do trigo que, por causa do dólar, deve subir de R$ 98,00 para R$ 100,00.

Isso fará com que o setor da panificação tenha que repassar o custo. Lauro explica que a decisão tem que ser bem avaliada para que não haja retração no consumo.

FGV – Índice de confiança do empresário do comércio na economia registrou queda de 4,1%

“O índice da Fundação Getulio Vargas (FGV) que mede a confiança do comércio teve queda de 4,1% de julho para agosto, divulgou hoje (31) o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre). O recuo mensal foi o quarto seguido e reduziu o indicador ao menor patamar da série histórica, iniciada em março de 2010.

Segundo a FGV, a percepção dos empresários sobre o momento atual da economia foi o principal fator que puxou para baixo o Índice de Confiança do Comércio (Icom).

O grau de satisfação com a demanda, medido pelo Índice da Situação Atual, teve queda de 12,1%, atingindo o menor nível da série.

Por outro lado, o Índice de Expectativas teve um resultado positivo após dois meses de queda. O percentual subiu 0,4% em agosto, após perdas de 4,6% em julho e 1% em junho. Esse resultado foi obtido com um aumento do otimismo em relação à situação dos negócios nos próximos seis meses, que cresceu 1,8%.”

(Agência Brasil)