Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Sindiagua diz em nota que esvaziamento do Sine/IDT prejudicará pesquisa de emprego e renda

291 1

O Sindiágua, que congrega os servidores a Cagece, divulgou, nesta quarta-feira, nota repudiando o “esvaziamento” do Sine/IDT. Confira:

Nota à imprensa

Na manhã desta quarta (25/02), o Sindiagua sediou a coletiva à imprensa para divulgação do mais recente relatório mensal da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), desenvolvida pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em conjunto com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) e a Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados).

Para além dos preocupantes indicadores que revelaram um declínio do nível ocupacional e um crescimento da taxa de desemprego em janeiro de 2015, nos causou grande espanto a informação divulgada pelos valorosos profissionais do Dieese de que este pode ter sido o último relatório mensal da PED no Ceará. Isto porque a inábil política de corte de gastos do Governo do Estado poderá inviabilizar a continuidade da elaboração desta importante Pesquisa que, desde 2008 vem, mensalmente, cumprindo importante papel ao oferecer à imprensa, aos sindicatos, ao poder público e à sociedade um rico diagnóstico da situação econômica do Estado do Ceará no que diz respeito à geração de emprego e renda.

Como sócio-fundador do Dieese (e por ser uma entidade sindical que abriga uma subseção estadual deste importante Departamento), o Sindiagua entende que a PED (assim como todas as pesquisar relacionadas ao mundo do trabalho) é um importante patrimônio dos trabalhadores, fundamental para nortear a luta em defesa do trabalho decente e a elaboração de políticas públicas. Em tempos de crise econômica, é inadmissível que o Governo do Estado pense em não dispor mais dos dados da PED, que oferecem análises completas sobre o nível de ocupação em nosso Estado em todos os setores da economia (indústria, comércio, setor público, etc).

A direção do Sindiagua vem a público repudiar a política de corte de gastos do Governo do Estado e defende a manutenção da elaboração e divulgação mensal da Pesquisa de Emprego e Desemprego.

* Jadson Sarto,

 Presidente do Sindiagua.

Fortaleza, 25 de fevereiro de 2015.

Camilo Santana – Secretários vão à Assembleia esclarecer dúvidas sobre Acquario do Ceará

HEITOR

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) aproveitou a visita que o governador Camilo Santana (PT) fez, nesta quarta-feira, à Assembleia Legislativa, para cutucar sobre a polêmica em torno do projeto Acquario do Ceará.

Camilo fazia exposição sobre o seu Plano de Ações de Convivência com a Seca, no que Heitor pediu que o governador não levasse à frente “essa insanidade” que o projeto do Acquario, que já consumiu mais de R$ 125 milhões, podendo receber mais R$ 400 milhões.

camillls

Camilo Santana disse que o projeto terá continuidade e que todas as dúvidas acerca do Acquario serão apresentadas na próxima semana pelos secretários das pastas envolvidas no empreendimento. Como Seinfra e Turismo.

Arrecadação de impostos e contribuições teve queda de 5,44% em janeiro

“O governo federal arrecadou R$ 125,282 bilhões em termos nominais (sem descontar a inflação) em impostos e contribuições em janeiro de 2015. Em termos reais, ou seja, já descontada a inflação, o resultado representa queda real de 5,44% em relação ao mesmo período de 2014. Foi o pior resultado desde 2012, quando – em janeiro – foram arrecadados R$ 123,181 bilhões. Os dados foram divulgados hoje (25) pela Receita Federal.

De acordo com o órgão, o fator que mais contribuiu negativamente para o resultado da arrecadação das receitas administradas pelo órgão, em janeiro, foi a redução, em relação a janeiro de 2014, no valor dos pagamentos de impostos efetuados por estimativa. Tais pagamentos obrigam o contribuinte a ajustar o total de pagamento de impostos no final de um determinado período.

Houve queda de 12,16% na arrecadação do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, reduzidas de R$ 36,3 bilhões para R$ 31,9 na comparação entre janeiro de 2014 para o mesmo período de 2015. Esses tributos representam 87,18% na arrecadação das receitas administradas pelo Fisco.

De acordo com a Receita, entre os principais fatores macroeconômicos que influenciaram a arrecadação está o desempenho dos principais indicadores macroeconômicos – incluindo a produção industrial, com queda de 2,7% na comparação de janeiro de 2015 com janeiro de 2014 e a queda na venda de bens e serviços (-2,2% na mesma comparação).”

(Agência Brasil)

Dilma Rousseff – Rebaixamento de nota da Petrobras “é muita falta de conhecimento”

174 1

Dilma Rousseff: 'Do I look happy, Mr Obama?'

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (25) que o rebaixamento da nota da Petrobras pela agência de classificação de risco Moody’s demonstra “falta de conhecimento” sobre a empresa e que a estatal vai se recuperar da reclassificação “sem grandes consequências”.

“É uma falta de conhecimento do que está acontecendo na Petrobras. Agora, não tenho dúvida de que é uma empresa com grande capacidade de se recuperar disso, sem grandes consequências”, disse a presidenta em entrevista após participar de cerimônia de entrega de casas do Programa Minha Casa, Minha Vida, em Feira de Santana (BA).

A Moody’s rebaixou a nota da Petrobras da BAA3 para BA2, com isso, a estatal perde o grau de investimento e passa para o grau especulativo. Isso indica ao mercado que investir na petrolífera brasileira passou a ser uma operação de risco.

“O governo sempre vai tentar evitar o rebaixamento, isso é absolutamente natural, lamentamos que não tenha tido correspondência por parte da agência, mas acho que isso está superado”, acrescentou.”

(Agência Brasil)

Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência lança programa de desburocratização

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República (SMPE) apresentará, nesta quinta-feira, às 11 horas, no Salão Nobre do Palácio do Planalto, um programa nacional de desburocratização, que tem como objetivo simplificar o dia a dia dos cidadãos e das empresas de todo o País. Além disso, a cerimônia, que terá a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff, e do ministro da SMPE, Guilherme Afif Domingos, marcará o início da baixa automática de empresas, por meio do Portal Empresa Simples (www.empresasimples.gov.br).

A baixa automática já é realidade, desde outubro do ano passado, no Distrito Federal, onde já foram fechadas mais de 1,1 mil empresas pelo novo sistema. O encerramento na hora tornou-se possível após a edição da Lei 147/14 e a extinção de exigência de certidões negativas para concluir a baixa do CNPJ. De acordo com as novas regras, qualquer débito ligado ao CNPJ é transferido automaticamente para os CPFs dos responsáveis pela empresa. Após a cerimônia, o ministro atenderá à imprensa.

Sinduscon/CE e trabalhadores da construção civil sentem à mesa da negociação

506 1

construcao-civil

O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil da Região Metropolitana de Fortaleza (STICCRMF) participará da primeira reunião de negociação da Campanha Salarial 2015 com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon/Ce). O encontro ocorrerá na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), a partir das 13 horas.

Na ocasião, o sindicato apresentará a pauta aprovada pelos trabalhadores em assembleia realizada no dia 20 de janeiro. Também será aprovado o calendário de reuniões.

Confira  a pauta da categoria

Reajuste salarial de 18%
Cesta-básica de R$ 150,00
Plano de saúde de 100%
Fornecimento de estacionamento para os trabalhadores nas obras
Auxilio-Creche de R$ 120,00
Auxilio combustível para aqueles que têm veiculo
Dia do Trabalhador da construção civil
Cotas: 5% de mulheres nos canteiros de obras

Proposta de pisos salariais:
Servente: R$ 895,84
Meio profissional: R$ 1012,24
Profissional: R$1360,80
Encarregado: R$ 1603,89
Mestre de obras: R$ 2365,90
Pessoal de apoio: R$ 895,84
Pessoal administrativo: R$ 1012,24.

Dilma Rousseff – Governo não tem como baixar preço do diesel

“A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (25) que governo não tem como baixar o preço do diesel. A redução é uma das reivindicações dos caminhoneiros que bloqueiam rodovias de pelo menos nove estados do país.

“O governo não tem como baixar o preço do diesel”, disse a presidenta em entrevista após participar de cerimônia de entrega de casas do programa Minha Casa, Minha Vida em Feira de Santana (BA). Dilma defendeu a política de preços do governo para os combustíveis, que não é diretamente vinculado à cotação internacional do petróleo, e disse que a estratégia será mantida.

“Passamos 2013 e 2104 sob um conjunto de críticas dizendo que governo e a Petrobras tinham que elevar preço [dos combustíveis]. Não elevamos, passamos todo o período de US$ 100 a US$ 120 o barril sem mexer significativamente nos preços. E agora também não mexemos, o que fizemos foi recompor a Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico] e não elevamos uma vírgula o preço nem abaixamos. A política sempre é melhor quando ela é estável, o que não é possível é submeter o país à política dos preços do petróleo”, argumentou.”

(Agência Brasil)

Diretor da CNI diz torcer pelo sucesso de Joaquim Levy

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=R6xG5llqBss[/youtube]

O ex-presidente da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) e diretor da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Fernando Cirino, afirma estar na expectativa de que o governo Dilma siga, de fato, as medidas de ajuste fiscal que foram acertadas pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Para ele, a recessão bate à porta da economia brasileira, pois o País encontra-se estagnado.

Fernando Cirino reconhece que a hora é de torcer pelo melhor, apesar de avaliar que o governo de Dilma Rousseff já começou bem desgastado.

Agência de classificação rebaixa nota da Petrobras

“A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou a nota da Petrobras da Baa3 para Ba2. Com isso, a estatal perde o grau de investimento e passa para o grau especulativo, indicando que investir na petrolífera brasileira passou a ser uma operação mais arriscada.

Das três maiores agências de classificação de risco, a Moody’s é a primeira a rebaixar a classificação da Petrobras. As outras duas são a Fitch e a Standard & Poor’s.

A classificação de risco, ou rating da tradução em inglês, é a nota dada por instituições especializadas em análise de crédito, chamadas agências classificadoras de risco. Essas agências avaliam a capacidade e a disposição do emissor de um título em honrar, pontual e integralmente, os pagamentos de sua dívida.

O rating é um indicador relevante para os investidores, uma vez que fornece opinião a respeito do risco de crédito da dívida do país analisado.”

(Agência Brasil)

Chico Lopes ironiza CPI da Petrobras

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=kIqb1DyWH9k[/youtube]

A onda de crises no começo da gestão do governador Camilo Santana, que perdeu o secretário dos Esportes e teve baixa na área da segurança pública. O deputado federal Chico Lopes (PCdoB) diz se surpreender com tanta ofensiva, mas observou que isso é resultado de vitória apertada em eleição.

Chico Lopes também comentou a CPI da Petrobras, prestes a ser instalada na Câmara. Em tom de ironia, o parlamentar avaliou: “CPI é coisa muito boa para a gente saber quem é quem e não dar em nada!”

Veja fala em privilégios abolidos na Transpetro

sergiomachado

“Os tempos mudaram na Transpetro desde a saída de Sérgio Machado da presidência. Além de trocar três diretores em dezembro, o interino Claudio Campos exonerou um estafe de quinze pessoas – incluindo assessores e secretários que atendiam exclusivamente a Machado.

Também foram abolidas a interdição do elevador no momento de circulação do presidente e a romaria frequente de políticos à estatal.

Até segunda ordem, Campos está mantido no comando da Transpetro.”

(Veja Online)

Greve dos caminhoneiros estaciona também no Ceará

“A onda de mobilizações – que acontece em estradas das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste – chegou ao Ceará na tarde de ontem. Um grupo de caminhoneiros paralisou o trânsito na BR-116, entre os quilômetros 12 e 16. Os trabalhadores alegavam sucessivo aumento no preço dos combustíveis e falta de reajustes equivalentes nos valores pagos aos condutores.

Não havia liderança definida no movimento. O grupo era formado, principalmente, por motoristas de São Paulo, da Bahia e de Minas Gerais. Ao O POVO, eles falaram que o bloqueio foi uma ideia coletiva e que não haveria previsão para liberar totalmente o tráfego. Enquanto a reportagem esteve no local, não foram localizados motoristas cearenses que tivessem aderido à paralisação da estrada.

Sílvio Luís Cândido, residente em Ribeirão Preto e caminhoneiro há 20 anos, classificou a situação da classe como “insustentável”. “Estamos dando continuidade ao movimento iniciado no Sul e no Sudeste, principalmente. Está havendo protesto lá e nós temos que nos envolver também, pois somos afetados. É nosso trabalho e sofremos com a situação”, defendeu.

Segundo agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que acompanhavam o andamento do bloqueio, a mobilização começou por volta das 15 horas. Chegaram a ser registrados cinco quilômetros de lentidão na estrada. Pelo menos até as 21 horas de ontem, segundo informou a assessoria de imprensa do órgão, a paralisação continuava acontecendo nos dois sentidos da via.

Interdição

Os dois sentidos da BR-116 foram bloqueados pelos trabalhadores e apenas uma faixa era usada para livre circulação de ambulâncias, veículos pequenos e ônibus. Apesar de não concordar com o protesto, alguns caminhoneiros permaneceram com os veículos estacionados. “Quem avançar e tentar passar vai sofrer lá na frente, pois pode haver violência. Ouvimos falar que alguns têm pedras e preferimos ficar parados, sem risco para nós e para os veículos”, comentou um motorista, que pediu para não ser identificado na reportagem.

Cansados da espera e do congestionamento, estudantes desceram dos ônibus e fizeram parte do trajeto de volta para casa a pé. Em grupos, eles circulavam entre os caminhões estacionados e desafiavam a agressividade das motocicletas – únicos veículos que driblavam o bloqueio montado ao longo da estrada. Regina Maria Freitas, 14 anos, caminhou por mais de três quilômetros. “Com a fadiga e os machucados nos pés, não vai ter como ir pra aula amanhã”, lamentou.”

(O POVO)

Acquario do Ceará – Ex-titular da Setur diz que não houve contestações

foto bismarck maia

“O ex-secretário estadual do Turismo, Bismarck Maia, contesta o que foi levantado pela promotora Jacqueline Faustino. Segundo Bismarck, todas as etapas para a viabilização do empreendimento Acquario Ceará “aconteceram dentro do que manda a legislação brasileira”.

Ao O POVO, o ex-secretário informou que nenhuma instituição do sistema financeiro nacional rejeitou as operações feitas entre o governo do Ceará e a empresa International Concept Management (ICM). Uma delas, o pagamento (parcelado) de R$ 36.650.250,00 na conta pessoal de Roger R. Reynolds III, proprietário da ICM. “Isso não existe”, disse.

Bismarck Maia enviou ao jornal notas de empenho, pagamentos e comprovantes das transações cambiais. Nos documentos, no entanto, o número do CNPJ corresponde ao passaporte de Roger Reynolds.

Na análise do processo, o procurador-geral de Justiça do Ceará, Ricardo Machado, informa não ter detectado a “presença de conduta dolosa por parte dos agentes envolvidos, de modo a configuração da prática de crime”. Segundo Ricardo Machado, foi feita uma “exaustiva e criteriosa análise dos fatos, entendendo suficiente a documentação que lhe foi exibida”.

O procurador-geral ressalvou, porém, que, “se houver novas questões, indícios e/ou provas que o permitam ajuizar uma ação penal contra quem quer que seja, não tergiversará em fazê-lo, desde que, repita-se, de novos meios de provas venha a ter ciência”, afirmou em nota enviada ao O POVO.”

(O POVO)

Petrobras – Programa de Estágio encerra inscrições nesta quinta-feira

Terminam nesta quinta-feira as inscrições para o Programa de Estágio de Estudante 2015 da Petrobras. As oportunidades, todas na modalidade de cadastro de reserva, serão divididas por unidades da companhia em 45 cidades de 17 estados. Elas incluem formações variadas de níveis médio, técnico e superior. O edital do processo de recrutamento e seleção está disponível em www.petrobras.com.br. O processo será executado em conjunto com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) e realizado em duas etapas de caráter seletivo, eliminatório e classificatório. A validade é de um ano, a contar da data de publicação do edital.

A primeira etapa será realizada online, nos dias 28 de fevereiro e 1º de março, das 8 h às 18 h (horário de Brasília). A avaliação será composta de 60 questões objetivas, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Raciocínio Lógico e 20 de Conhecimentos Gerais. O conteúdo programático consta do edital do processo de seleção. Cada questão deve ser respondida em até 2 minutos, totalizando no máximo duas horas para a prova completa. O candidato poderá acessar a prova online por até 3 (três) vezes até que seja concluída. Os resultados serão divulgados no site da Petrobras no dia 9 de março.

Já a segunda etapa será presencial e composta de entrevista para avaliação de conhecimentos específicos e habilidades. De acordo com a conveniência e a necessidade da Petrobras e durante a vigência do processo de seleção e recrutamento, os candidatos poderão ser convocados para esta etapa, observadas a classificação obtida na prova online e a prioridade indicada pelo candidato na inscrição.

As convocações para a segunda etapa serão realizadas pelo CIEE por e-mail e/ou contato telefônico. Os candidatos convocados e aprovados para as entrevistas serão encaminhados para a realização do exame admissional. A carga horária do estágio poderá ser de 20 ou 30 horas semanais (condicionada aos requisitos dispostos em cada vaga). Os estágios de 40 horas semanais serão permitidos, exclusivamente, para estudantes matriculados em cursos que alternem aulas teóricas e práticas, nos períodos em que não estejam programadas aulas presenciais, desde que esteja previsto no projeto pedagógico do curso e da instituição de ensino. Conforme a carga horária do estagiário, o valor da bolsa oscila de R$ 473,97 a R$ 1853,27.

SERVIÇO

Em caso de dúvidas ou esclarecimentos adicionais, o candidato poderá acionar via e-mail (petrobras2015@cieerj.org.br) a Central de Atendimento do Processo de Recrutamento e Seleção de Estagiár

Líder do Governo avisa: ministros vão explicar medidas que mudam benefícios da área trabalhista

foto guimarães pt

“As duas medidas provisórias (MP) que alteram as regras de pensão por morte, o acesso ao seguro-desemprego e ao abono do PIS/Pasep serão debatidas a partir da próxima semana pelos ministros das pastas relacionadas às MPs 664 e 665. Segundo o líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), a agenda do comparecimento dos ministros para os debates será feita pelo governo a partir das solicitações das bancadas partidárias.

Guimarães informou que compareceram à Câmara para conversar sobre as duas MPs os ministros das Relações Institucionais, Pepe Vargas; do Trabalho, Manoel Dias; da Previdência Social, Carlos Gabas; do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto. “A partir da próxima semana, esses ministros virão aqui para discutir as duas medidas provisórias com todas as bancadas que quiserem, até da oposição”, disse o líder.

Segundo José Guimarães, o comparecimento dos ministros ajuda a acabar com a “firula” da oposição em aprovar convocações de ministros. “O governo tem todo interesse de povoarmos esta Casa com a presença de ministros, seja nas comissões ou no Plenário”. As duas MPs, que alteram benefícios trabalhistas e previdenciários, foram discutidas hoje (24) no gabinete do ministro Pepe Vargas com vários líderes de partidos da base governista.

Refinaria Cancelada – Tasso Jereissati quer Senado investigando responsabilidades

345 10

jerii

O senador Tasso Jereissati (PSDB) apresentou, nesta terça-feira, requerimento solicitando que a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado investigue “as razões da decisão do Governo Federal, por intermédio da Petrobras, de cancelar o projeto da Refinaria Premium II, no Ceará”, e busque os responsáveis pelos prejuízos causados aos cearenses.”

“É absolutamente inconcebível que após todos esses anos, depois de tantas promessas e investimentos, em finanças e em sonhos, a Petrobras lance por terra um projeto de tal envergadura, sem se dignar a explicitar as razões e justificativas de sua decisão. Além de revelar uma irresponsabilidade sem limites, a atitude da empresa, assim como dos senhores presidentes da república e os dirigentes da estatal demonstram completo desrespeito à população do Ceará”, lamentou o tucano.

Tasso lamentou ainda a exploração política desta promessa, ao citar que “em várias ocasiões, inclusive em cerimônias públicas, não apenas o presidente Lula, mas como a sua então ministra de Minas e Energia, e, depois, a presidente Dilma Rousseff, foram ao Ceará, para a assinatura de protocolos de intenção, chegando inclusive a celebrar o assentamento da “pedra fundamental” daquela planta, o que fez o povo cearense crer que, finalmente, a tão desejada refinaria estava a caminho”.

Dados apresentados pela Petrobras apontam para um prejuízo em torno de R$ 2,7 bilhões para a empresa, enquanto o Governo do Ceará estima o investimento, sem calcular os incentivos fiscais, em torno de R$ R$ 675 milhões.

“Um empreendimento tão gigantesco exigiria um mínimo de cuidados do ponto de vista contratual, visando garantir a correta aplicação dos recursos, as precauções com o descumprimento de obrigações e compromissos, as formas de ressarcimento por perdas e danos, prejuízos ao erário”, voltou a  criticar Jereissati.

(Com Agência Senado)

Acquario do Ceará – Líder do PMDB rebate líder do Governo

215 1

audco

O líder do PMDB, Audic Mota, em pronunciamento desta terça-feira, na Assembleia Legislativa, rebateu fala do líder do Governo, Evandro Leitão(PDT). O pedetista disse que a obra do Acquario do Ceará foi alvo de “muita fiscalização”. Para Audic, se a obra está em pauta de fiscalização rigorosa é porque merece a devida atenção.

Autor da proposta de uma CPI para apurar o processo em torno do projeto,  deputado questionou ainda as informações “atropeladas” e a garantia do empréstimo para realização da obra, expostos por Leitão.

“No contrato dizia que para qualquer desembolso do Estado o empréstimo deveria ser garantido e o empréstimo só seria garantido com o aval do Senado Federal, nos já temos cinco anos do procedimento de inexigibilidade de licitação e esse aval até hoje não se tem notícia,” expôs.

A prioridade do Estado não é desembolsar mais dinheiro para a obra do Acquário. Para o parlamentar não adianta dizer que obra estava em andamento e merece crédito de confiança. “Não se pode de um dia para noite um Estado que ouvimos diariamente falar em crise, seca e saúde aportar dos cofres do tesouro mais de R$ 40 milhões em poucos meses sem que mereça um aprofundamento do tema”, destacou Audic Mota.

Acquario do Ceará – Heitor Férrer bate no projeto e pede ao governador que faça plebiscito

268 1

heitorrrferrer

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) fez um apelo ao Governo do Estado para que não dê continuidade “a essa insanidade que é a construção do Acquario Ceará”. Foi durante pronunciamento nesta terça-feira, no plenário da Assembleia Legislativa. Segundo informação do Conselho de Financiamento Externo, trazida pelo parlamentar ao plenário, o empréstimo de 105 milhões de dólares, pedido pelo governo estadual ao Export-Import Bank of the United States para a realização da obra, ainda não foi feito e a continuidade dos trabalhos representará um acréscimo de mais de 300 milhões de reais aos cofres públicos cearenses, além dos 125 milhões de reais gastos até agora no empreendimento.

“Estamos fazendo um equipamento caríssimo, pago pela carteira do povo do Ceará, que vai gerar emprego não para nós cearenses, mas para o estado americano. Portanto, o pedido que se faz é que, diante do prejuízo já estabelecido, parar com essa obra seria o melhor caminho. O povo do Ceará terá como arcar com esses gastos? É justo que tenhamos que priorizar uma luxuosa casa de peixe diante de tantas tragédias que o Ceará enfrenta em termos de Saúde, Educação e Segurança Pública? Portanto, governador Camilo, desista dessa insanidade administrativa”, pediu Heitor Férrer.

Heitor avalia que o Acquario é tido como um “capricho governamental” eque o  governo está insistindo numa “verdadeira barbaridade e inversão de prioridades” ao dar continuidade à construção do equipamento. Ele apelou a Camilo Santana para que faça um plebiscito e consulte a população sobre a construção do Acquario, promessa do ex-governador Cid Gomes que não foi cumprida. Ele ainda ironizou sobre o Acquario: “É a maior obra hídrica que não vai dar uma gota d´água para o ser humano. Poderiam ser construídos 20 mil poços profundos, mas o dinheiro é empregado para construir uma casa para peixe”.

Acquario do Ceará – Líder do Governo defende construção

230 2

evandroleitoa

Após temporada nos EUA, o pedetista Evandro Leitão (PDT), líder do Governo na Assembleia Legislativa, apareceu, nesta terça-feira, e ocupou a tribunal da Casa para defender a construção do Acquario Ceará. Foi durante o segundo expediente da sessão plenária. Ele disse que a fiscalização dos órgãos competentes é importante e destacou que não foi encontrado crime algum no caso e o processo foi arquivado.

Evandro Leitão adiantou que os parlamentares também têm o dever de acompanhar o processo de forma transparente e garantiu que o Governo vai corrigir possíveis irregularidades. Referiu-se à CPI do Acquario que a oposição promete instalar para investir o projeto.

Evandro Leitão citou um estudo do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) que aponta impactos positivos da construção do aquário principalmente para o turismo. “Não é porque o nosso Estado tem dificuldade em outros setores, que vamos deixar de fazer investimentos que tragam retorno para a população, para que a gente possa, sobretudo, aumentar o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado”, finalizou.

DETALHE – Na Coluna Vertical do O POVO desta terça-feira, o líder do Governo na Câmara, José Nobre Guimarães (PT), cobrou a presença de Evandro Leitão fazendo a defesa do projeto Acquario do Ceará. Pelo visto, Evandro ouviu o apelo.

Banco Central – Caem investimentos externos no País

“O Banco Central (BC) divulgou hoje (24) o mais recente censo de capitais estrangeiros no país. O levantamento apresenta dados sobre o volume de investimentos estrangeiros diretos (IED) no Brasil. O censo 2014, que tem como ano-base 2013, calculou o estoque de IED em US$ 573,7 bilhões naquele ano. Houve queda de 6,89% ante os US$ 616,2 bilhões de 2012.

A maior parte do estoque em 2013, 28%, foi originária dos Países Baixos. Em segundo lugar, com 15%, vieram dos Estados Unidos. Ocupando o terceiro lugar, a Espanha respondeu por 11% do estoque de 2013.

Segundo o BC, foram obrigadas a declarar capitais estrangeiros para o censo as empresas residentes no Brasil, tomadoras de créditos comerciais de curto prazo concedidos por não residentes e cujo saldo devedor era igual ou superior a US$ 10 milhões em dezembro de 2013. Também tiveram que declarar, as empresas com participação direta de não residentes no país em seu capital social, em qualquer valor, e com patrimônio líquido igual ou superior a US$ 100 milhões.

O censo, feito por amostra, teve 2.082 declarantes. Posteriormente, os valores são expandidos para chegar ao estoque total do IED.”

(Agência Brasil)