Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Prefeito Roberto Cláudio vai entregar o oitavo Centro de Educação Infantil

robetoclaudio

O prefeito Roberto Cláudio (Pros) vai inaugurar nesta terça-feira, às 18 horas, o Centro de Educação Infantil Francisco Nogueira da Silva, situado no bairro Siqueira. Será a oitava unidade educacional inaugurada desde o início da atual gestão, informa a assessoria de imprensa do Paço Municipal. Até 2016, de acordo com o prefeito, ainda serão construídos 121 novos Centros de Educação Infantil em toda a cidade.

A nova unidade atenderá cerca de 230 crianças, de 1 a 5 anos de idade. O total do investimento da construção foi de R$ R$ 1.660.089,89, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A creche possui área total de 2.800 m² e contará com oito salas de aulas, fraldário, sala de leitura e biblioteca, copa, refeitório, despensa, cozinha, solarium (espaço externo à sala para atividades ao ar livre, como banho de sol), sala de repouso para as crianças, rouparia, lavanderia, sala de professores.

 

Bancos fecharão nesta quarta-feira

“As agências bancárias vão fechar amanhã (31), assim como no dia 1º de janeiro, de acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Hoje (30), os bancos abrem normalmente e farão todas as operações bancárias disponíveis ao público. Será o último dia útil do ano nas instituições financeiras. Nesta quarta-feira, os bancos fecharão para realizar operações internas e balanços, sem expediente ao público nas agências.

As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem no período em que os bancos ficarão fechados poderão ser pagas no próximo dia útil (2 de janeiro), sem a incidência de multa. Os tributos, normalmente, já estão com a data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

A federação lembra que, nos dias em que as agências estiverem fechadas, os clientes poderão usar os canais alternativos de atendimento para fazer operações bancárias, como caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados).

(Agência Brasil)

 

Grupo M. Dias Branco trata da renovação de área de moinho no Porto do Mucuripe

geraldo_luciano_cfo

O Grupo M. Dias Branco está renovando, na Secretaria Especial dos Portos, em Brasília, o direito de permanecer com seu moinho em área do Porto do Mucuripe.

O vice-presidente Geraldo Luciano trata pessoalmente do assunto.

Por falar em M. Dias Branco, Luciano informa que o grupo vai divulgar, em fevereiro próximo, seu balanço 2014.

Arialdo Pinho – Da Casa Civil para o Turismo e a meta de concluir o Acquario do Ceará

foto arialdo pinho

O empresário e empreendedor da área da construção civil, Arialdo Pinho, que foi o todo poderoso da gestão cidista – ocupando a Casa Civil, passa a ser o todo poderoso do Turismo na gestão do petista Camilo Santana. 

É nessa pasta que estão projetos polêmicos como o Acquario do Ceará, com obras bem adiantadas em área da Praia de Iracema. Caberá a Arialdo concluir o empreendimento, que promete, ao lado do Centro de Eventos, reforçar e qualificar o turismo no Ceará.

Para os ambientalistas, Arialdo Pinho é visto como um tronco duro no caminho.

Dilma reduz o valor do salário mínimo para 2015 de R$ 790,00 para R$ 788,00

244 2
O salário mínimo de R$ 790,00 foi aprovado na votação do relatório final da Lei Orçamentária para 2015 pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional.
A presidente Dilma Rousseff, no entanto, resolveu mudar e reduzir o valor do mínimo para R$ 788,00 a partir de janeiro de 2015. Um decreto alterando o valor foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira. Atualmente o salário mínimo tem o valor de R$ 724. 
A decisão de Dilma, no entanto, ainda deve ser apreciadas pelo Congresso Nacional, que só retomará as atividades a partir de 1º de fevereiro.

(Com Agências)

Um secretário com status de ministro

fcoteixeira

O ministro Francisco Teixeira (Integração Nacional) está nesta teça-feira, em Brasília, fechando gavetas. Ele voltará para o Ceará na condição de titular da Secretaria de Recursos Hídricos do Estado. Foi escolha do governador eleito Camilo Santana, avalizada por Cid Gomes (Pros).

Francisco Teixeira, no entanto, já pregou aviso: “Deixo a obra da transposição do São Francisco com 70% executada”. A expectativa do governo federal é de inaugurar a transposição até o fim de 2015.

Teixeira, para Camilo, cai como uma luva no que diz respeito a projetos da SRH como o Cinturão das Águas. Antes de dar adeus ao MIN, deixou engatado muita verba para que esse empreendimento, que deve receber águas do São Francisco a partir de Jati, na Região do Cariri, não sofra atrasos.

Mauro Filho ocupará a Seplag, Inácio ganha a Secitece e Alexandre Cialdini assumirá a Fazenda

574 3

cialdini

Alexandre Cialdini, ex-secretário de Finanças da gestão Luizianne Lins (PT), vai ser anunciado como titular da pasta da Fazenda do Governo Camilo Santana. Ele estava respondendo pela Secretaria de Finanças da Prefeitura de São Bernardo do Campo (SP).

maurofilho1

Mauro Filho, ex-titular da Sefaz e que acabou derrotado no objetivo de virar senador pelo Pros, ocupará a pasta do Planejamento e Gestão Pública.

Confederação Nacional dos Municípios teme impacto impactos do reajuste dos congressistas

O reajuste de 26% dos salários de deputados federais e senadores vai custar caro. A Confederação Nacional de Municípios produziu estudo revelando que, aplicado o mesmo reajuste, o gasto total com o salário de prefeitos, vices e secretários municipais terá um aumento de R$ 873 milhões. No caso dos vereadores, o gasto a mais será de R$ 666 milhões.

O novo salário custará para a Câmara (513 deputados) um gasto a mais de R$ 80 milhões por ano. No caso dos 81 senadores, o impacto anual na folha será de mais de R$ 93 milhões. O estudo informa que serão beneficiados 5.568 prefeitos, 5.568 vice-prefeitos, 57.441 vereadores e 44.533 secretários. É gente!!

(De Ilimar Franco, do O Globo)

Arialdo Pinho vai ocupar a Secretaria do Turismo

arialdopinho

Arialdo Pinho, atual chefe da Casa Civil do Governo Cid Gomes (Pros), deve ser anunciado pelo governador eleito Camilo Santana (PT) como o novo titular da pasta do Turismo.

Ele entrará no lugar de Bismarck Maia e, segundo fontes oficiais, levará sua experiência nessa área.

Arialdo foi idealizador e controlador do maior complexo turístico da América Latina, o Beach Park.

Caravana prestigiará posse de Honório Pinheiro

13 - Hermeto de Paula

Hermeto de Paula articula a caravana.

Grupo de empresários cearenses prestigiará a posse de Honório Pinheiro na presidência da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), dia 18 de março, em Brasília.

As empresárias Érika Ximenes, Fátima Duarte e Sinhá Albuquerque, sob coordenação de Hermeto de Paula, organizam a homenagem.

O presidente da Fiec, Beto Studart, deverá, no ato, fazer a saudação a Honório em nome do empresariado.

Índice de Confiança da Indústria recua 1,5% em dezembro

“O Índice de Confiança da Indústria (ICI), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 1,5% de novembro para dezembro. Após dois meses em alta, o indicador variou de 85,6 para 84,3 pontos. O recuo deve-se, sobretudo, à avaliação dos empresários sobre a situação atual. O Índice da Situação Atual (ISA) recuou 2,2% e o Índice de Expectativas (IE) apresentou queda de 0,9%. Foram coletadas informações de 1.156 empresas entre os dias 1º e 19 deste mês.

Em relação ao ISA, a queda foi influenciada pelo indicador que mede o grau de satisfação com o nível de demanda, que recuou 6,1%. O resultado reverte boa parte da alta de 10,7% no mês anterior. A proporção de empresas avaliando a demanda como forte diminuiu de 8,8% para 7,6%. A parcela de empresas que a avaliam como fraca, por sua vez, aumentou de 27,3% para 31,1%.

A maior contribuição para a queda do IE partiu do indicador de produção prevista, que recuou de 4,6% na comparação de novembro para dezembro. A parcela de empresas que pretendem aumentar a produção nos próximos três meses caiu de 35% para 32,4%, enquanto a proporção das empresas que esperam diminuir a produção passou de 20,3% para 23%.

O levantamento também indica que houve diminuição do Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci). De novembro para dezembro, o indicador passou de 82,7% para 81,3%, menor patamar desde agosto de 2009, quando o percentual foi 81,2%.”

(Agência Brasil)

 

Clientela de banco deve ficar atenta: banco só opera até esta terça-feira

“Quem quiser pagar contas ou boletos ainda neste ano só tem até amanhã (30) para ir aos bancos. No dia 31 de dezembro não haverá atendimento ao público nas agências e só serão feitas operações entre instituições financeiras e serviços de compensação de cheques e outros papéis, de acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Já o dia 1º de janeiro é feriado bancário federal, sem atendimento ao público. Além disso, a data não é considerada dia útil para fins de operações praticadas no mercado financeiro e de prestação de informações ao Banco Central do Brasil.

As contas com vencimento nesses dias podem ser pagas no primeiro dia útil de 2015, sexta-feira (2), sem cobrança de juros ou multas. A regra está na Lei 7.089/83, que proíbe a “cobrança de juros de mora, por estabelecimentos bancários e instituições financeiras, sobre títulos de qualquer natureza, cujo vencimento sábado, domingo ou feriado, desde que quitado no primeiro dia útil subsequente”.

No dia 2 de janeiro, as agências bancárias funcionarão normalmente para atendimento ao público, segundo a Febraban. Os caixas eletrônicos e os serviços de internet banking serão mantidos normalmente todos os dias.”

(Agência Brasil)

A economia cearense em perspectiva

195 2

Em artigo no O POVO deste domingo (28), o economista Cláudio Ferreira Lima comenta dos desafios de Camilo Santana à frente do setor. Confira:

Ao assumir o governo do estado dia 1º de janeiro próximo, Camilo Santana vai deparar-se com urgentes e instigantes desafios em todas as frentes de atuação. Como encará-los e vencê-los? Aí, é a história do cobertor curto sob frio intenso.

De fato, tendo, conforme o IBGE, o 23º PIB per capita entre as unidades da federação, o Ceará é um estado pobre, com baixo nível de renda e bolo fiscal muito pequeno para servir a tantos e tão famintos comensais. Segundo a Macroplan, em receitas tributárias (ICMS e outros impostos estaduais) e de transferências correntes (Fundo de Participação dos Estados – FPE e outros repasses do governo federal) per capita, ocupa o 26º lugar!

Essa é a herança histórica da economia do gado, do algodão e das culturas de subsistência, vulnerável às secas e de reduzida produtividade, pois intensiva em mão de obra semi-escrava e de escassa instrução.

Por isso, a indústria sempre esteve limitada por uma estreita base agropecuária quanto a capital, matérias-primas e alimentos, mercado consumidor e, notadamente, qualificação de mão de obra. Daí, a imperiosidade dos incentivos fiscais para atrair investimentos e, mesmo assim, de perfil tradicional, ou seja, intensivos em mão de obra pouco qualificada.

O setor de serviços tem, igualmente, perfil tradicional, com a predominância do governo e do comércio. Ainda há o senão de 3/4 da economia concentrar-se na Região Metropolitana de Fortaleza – RMF.

Para suplantar o atraso, não há outro caminho senão expandir, diversificar, modernizar e tornar competitiva a economia, com melhor equilíbrio espacial. Mas, para isso, é crucial inovar no estímulo ao investimento privado, considerando-se que: o Nordeste e o Ceará são uma das principais fronteiras econômicas do país; é preciso convalidar os incentivos fiscais concedidos e preservar os meios e instrumentos próprios do estado para atrair novos investidores; a localização geográfica do Ceará, com o alargamento do Canal do Panamá (e, no futuro, com o Canal da Nicarágua), será cada vez mais privilegiada; os diferenciais do estado já vão, pois, muito além da mão de obra farta e barata.

Deve-se: cuidar com zelo do ambiente de negócios, desburocratizando a vida do empresário e dando confiabilidade aos acordos firmados; promover esforço coordenado e continuado das instituições estaduais e federais com o Sistema “S” na preparação de mão-de-obra para novos empreendimentos como os do Complexo Industrial e Portuário do Pecém – CIPP; dotar de infraestrutura (distritos industriais) as cidades médias; apoiar a produção de energias alternativas, em especial, de eólica; acelerar as obras de Integração do São Francisco e do Cinturão as Águas; continuar a melhoria do sistema de transportes e logística, com a duplicação de rodovias, conclusão da Transnordestina e ampliação dos aeroportos regionais.

O Ceará já reúne condições propícias para superar as heranças negativas da sua formação econômica. O resto é coragem política para eliminar ameaças e fazer a grande transformação.

Cenários para a economia em 2015

Em artigo no O POVO deste sábado (27), o professor da Uece, consultor e doutor em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, Lauro Chaves Neto, afirma que o PIB crescerá pouco em 2015, diante da desaceleração adicional do consumo das famílias. Confira:

Passado o calor das eleições e com a definição da equipe econômica para o próximo mandato, o que esperar da economia brasileira em 2015? A melhor expectativa seria a recuperação dos bons fundamentos representados pela consistência do “tripé” da política macroeconômica: metas de inflação, metas de superávits primários, e flutuação cambial.

Com a escolha de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda, houve um ganho de qualidade na política econômica, o que é uma boa notícia. Mas não se sabe, diante da magnitude elevada do ajuste a ser realizado e dos custos que, necessariamente, aparecerão em curto e médio prazo, se suas ações terão pleno suporte por parte da presidente Rousseff.

Há quem acredite que o crescimento do PIB no terceiro trimestre tirou o país da “recessão técnica”. De fato, não ocorreu um terceiro trimestre consecutivo de queda, mas a “recuperação” de míseros 0,1% no terceiro trimestre, o que está longe de merecer alguma comemoração. O Setor externo, a conta corrente, ficou deficitário em US$ 8,1 bilhões em outubro, levando o déficit em 12 meses a US$ 84,4 bilhões, ou seja, 3,73% do PIB, a maior porcentagem em termos absolutos desde fevereiro de 2002.

O PIB crescerá pouco em 2015. Esse baixo crescimento resultará, principalmente, da retração dos investimentos e da desaceleração adicional do consumo das famílias. O menor crescimento do consumo das famílias em 2015 será função das condições de mercado de trabalho mais desfavoráveis, da menor expansão do crédito bancário e da alta dos juros bancários. Como usualmente ocorre nos anos seguintes às eleições presidenciais, a expansão do consumo do governo será menor. Assim, a diminuição dos investimentos no ano será consequência do aumento dos juros, da menor oferta de crédito, da baixa confiança dos empresários e de menores investimentos públicos.

A inflação superará o limite da meta em 2015 e a depreciação cambial contribuirá para manter a inflação elevada nos próximos anos. A taxa Selic continuará aumentando em 2015, mas não na magnitude necessária para reduzir a inflação para um patamar próximo ao centro da meta em 2016. O ciclo de aperto monetário e o baixo crescimento da atividade em 2015 reduzirão, ainda mais, a expansão do crédito e elevarão os juros bancários e a taxa de inadimplência.

A classificação de risco da dívida País não será alterada pelas principais agências de risco em 2015, sob a perspectiva de que o governo adotará uma política fiscal mais austera e mais transparente. A não adoção dessa estratégia aumentaria a probabilidade de o Brasil ter sua classificação de risco reduzida para um patamar abaixo do grau de investimento.

O ajuste necessário para a economia brasileira não será uma tarefa fácil, nem prazerosa, porém esse é o cenário para o qual as empresas precisam adequar os seus planejamentos e ações.

Petrobras: produção nacional de petróleo cai 0,7% entre outubro e novembro

A Petrobras produziu uma média diária de 2,11 milhões de barris de petróleo no Brasil em novembro deste ano. A produção é inferior à obtida no mês anterior, de 2,13 milhões de barris. O desempenho da produção da estatal foi divulgado por meio de nota, na noite dessa sexta-feira (26).

A queda de 0,7% na passagem de outubro para novembro foi provocada, segundo a Petrobras por paradas para manutenção de plataformas como a P-43, a Cidade de Angra dos Reis e a Cidade de Paraty, além de interrupções para permitir a entrada de novos subsistemas nas plataformas P-55, P-58 e P62. A expectativa da Petrobras é que a produção volte a crescer em dezembro.

A produção de gás natural no Brasil também teve queda de 1,8%, no período de outubro a novembro, passando de 72,04 milhões de metros cúbicos por dia para 70,78 milhões de metros cúbicos por dia. A queda deveu-se à parada do programa da plataforma de Mexilhão, na Bacia de Santos.

Se considerar o petróleo e gás que a Petrobras também produz em nome de suas parceiras no Brasil, a média diária foi 2,76 milhões de barris de óleo equivalente de petróleo e gás.

No exterior, a Petrobras produziu 185,1 mil barris de óleo equivalente de petróleo e gás por dia, uma redução de 14% em relação aos 215,2 mil produzidos em outubro.

(Agência Brasil)

Dados da Serasa indicam queda de 1,7% nas vendas natalinas

“As vendas natalinas registraram queda de 1,7% em todo o país na semana de 18 a 24 de dezembro, na comparação com o mesmo período do ano anterior. De acordo com avaliação do Serasa Experian, este foi o pior resultado desde o Natal de 2003.

No fim de semana que antecedeu o Natal, dias 20 e 21, a redução atingiu 2,1% em relação ao correspondente de 2013, de 20 a 22 de dezembro. De acordo com pesquisa na capital paulista, as vendas para o Natal  caíram 2,7% na semana avaliada e 3% no fim de semana.

Segundo economistas do Serasa Experian, os juros altos, a inflação elevada e o baixo grau de confiança dos consumidores afetaram negativamente as vendas.”

(Agência Brasil)

Vendas com a internet faturam mais de R$ 5 bilhões no período natalino

“Em um ano em que o Brasil não deve crescer nem 1%, as vendas pela internet durante o período do Natal surpreendem e ficam acima da expectativa. O comércio eletrônico rendeu para a data R$ 5,9 bilhões. Os dados são da empresa especializada em informações do comércio eletrônico E-bit. A quantia superou a previsão inicial de vendas para o Natal deste ano que era de R$ 5,2 bilhões.

De acordo com o levantamento, foram feitas 15,2 milhões de encomendas, e em média os consumidores gastaram R$ 388. Segundo o diretor executivo da E-bit, Pedro Guasti, em momentos de instabilidade da economia, como foi este final de ano, as pessoas intensificaram as compras pela internet, representando que elas podem estar em busca de conveniência para efetuar as aquisições.

A Black Friday no dia 28 de novembro impulsionou as vendas e representou até 20% de todo esse faturamento. Neste ano também 1,5 milhão de pessoas passaram a fazer pedidos pela internet para o Natal. Os preferidos são artigos de moda e acessórios, cosméticos, perfumaria e saúde, eletrodomésticos, telefonia e celulares e informática.

(R7.com)

Aeroportos com juizados especiais nestas férias. No Pinto Martins, opera um posto do Decon

“Com o maior movimento em aeroportos do país devido às férias escolares e festas de fim de ano, o Conselho Nacional de Justiça divulgou hoje (26) nota com informações que podem ajudar os viajantes a lidar com contratempos comuns nos momentos de partida e de chegada das viagens.

O CNJ lembra que problemas relacionados aos direitos dos consumidores de companhias aéreas podem ser resolvidos nos juizados especiais que alguns tribunais de Justiça mantêm nos aeroportos.

De acordo com o CNJ, o atendimento no Juizado Especial é gratuito e tem por objetivo solucionar questões que envolvam valores até 20 salários-mínimos, sem a necessidade de advogado. Entre os problemas a serem resolvidos por esses tribunais estão os de atrasos de voos, overbooking e extravio de bagagem.

A partir da primeira hora de atraso do voo contratado, as empresas têm de dar condições para que os passageiros se comuniquem por meio de internet ou por telefone. Quando o atraso chega a duas horas, a companhia aérea deve proporcionar, ao passageiro, alimentação adequada proporcional ao tempo de espera até o embarque.

Caso o atraso supere quatro horas, o passageiro pode requerer acomodação em local adequado – segundo o CNJ, isso corresponde a um “espaço interno do aeroporto ou ambiente externo em condições satisfatórias para aguardar reacomodação” – ou hospedagem e transporte ao local da acomodação.

Cada juizado possui equipe de funcionários e conciliadores sob a coordenação de um juiz, que tentará solucionar os conflitos por meio de acordo entre os viajantes e as companhias aéreas ou órgãos do governo, informou o CNJ. Havendo conciliação, o processo é encaminhado e redistribuído ao Juizado Especial Cível da comarca de residência do passageiro para prosseguimento e julgamento.

Ainda segundo a nota do CNJ, é aconselhável que, em um primeiro momento, o consumidor se dirija à empresa aérea contratada para reivindicar seus direitos. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) também recebe reclamações contra empresas aéreas, que podem resultar em sanções administrativas, caso seja constatado o descumprimento das normas da aviação civil.

Indenizações por danos morais ou materiais podem ser reivindicadas junto aos órgãos de defesa do consumidor, bem como por meio de juizados especiais cíveis. Nestes casos, lembra o CNJ, é importante guardar o comprovante do cartão de embarque, comprovantes de gastos (alimentação, transporte, hospedagem e comunicação) ou documentos relacionados à atividade profissional que seria cumprida no destino.

Confira abaixo a localização e os contatos dos juizados dos aeroportos:

Bahia
Aeroporto Internacional de Salvador
Local: Saguão de Desembarque – Térreo
Horário: 7h às 19h
Telefone: (71) 3365-4468

Distrito Federal
Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília
Local: Próximo aos estandes de venda de passagens aéreas, no 1º andar.
Horário: Todos os dias, das 6h às 0h.
Telefone: (61) 3365-1720

Mato Grosso
Aeroporto Marechal Rondon, em Cuiabá
Local: Térreo, ao lado da casa de câmbio.
Horário: Segunda a sexta, das 8h às 19h.
Telefone: (65) 9239-3315

Minas Gerais
Aeroporto de Confins
Local: Setor Comercial, sala 11, Ala Internacional do Aeroporto.
Horário: Todos os dias, das 7h às 18h.
Telefone: (31) 3689-2802

Pernambuco
Aeroporto Internacional do Recife / Guararapes – Gilberto Freyre
Local: 1º andar, Ala Sul (próximo ao Check-In Sul)
Horário: Funcionamento: de domingo a domingo, das 7h às 19h
Telefone: (81) 3181-9139

Rio de Janeiro
Aeoporto Internacional Tom Jobim / Galeão
Local: 3º andar, em frente ao check-in da TAM internacional.
Horário: Todos os dias, 24 horas.
Telefone: (21) 3353-2992

Aeroporto Santos Dumont
Local: Prédio de embarque em sala situada próximo à área de check-in e ao posto médico.
Horário: todos os dias, das 6h às 22h.
Telefone: (21) 3814-7763

Rio Grande do Norte
Aeroporto Internacional de Natal / São Gonçalo do Amarante
Local: subsolo do aeroporto.
Horário: todos os dias, das 10h às 21h.
Telefone: (84) 3343-6287

São Paulo
Aeroporto Internacional de Guarulhos / Cumbica
Local: Terminal 1, Asa B, no corredor atrás dos balcões de check-in das empresas aéreas e ao lado do posto médico.
Horários: De segunda a sexta, das 11h às 22h.
Sábados, domingos e feriados das 15h às 22h.
Telefone: (11) 2445-4728

Aeroporto de Congonhas
Local: Mezanino do saguão principal do aeroporto, ao lado do posto dos Correios.
Horários: de segunda a sexta, das 10h às 19h.
Sábados, domingos e feriados das 14h às 19h.
Telefone: (11) 5090-9801/ 9802/ 9803

(Agência Brasil)

DETALHE – O Aeroporto Internacional Pinto Martins dispõe de um posto do Decon no primeiro piso, bem pertinho dos boxes das empresas aéreas.

“Mega Sena da Virada” dará prêmio superior a R$ 240 milhões

ltoot

Em todo o País, há correria de apostadores.

As casas lotéricas de Fortaleza estão lotadas desde cedinho. Tudo porque a turma quer arriscar na Mega Sena da Virada, que deve pagar quase R$ 240 milhões. De acordo com a Caixa Econômica Federal, o prêmio não acumula. Ou seja, não existindo apostas premiadas com seis números (sena), o prêmio será rateado entre os acertadores de cinco números (quina). Se não houver ganhadores nesta faixa, o prêmio será dividido com quem acertar a quadra e assim sucessivamente.

As apostas para a Mega Sena da Virada poderão ser efetuadas até as 13 horas (horário local) do dia 31 de dezembro. A aposta mínima, de seis números, custa R$ 2,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país. Quem quiser, pode optar pelos bolões, com preço mínimo de R$ 10,00.

O sorteio ocorrerá no dia 31.