Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Trabalhadores da construção civil paralisam obras de ampliação do Shopping Iguatemi

Trabalhadores da construção civil paralisaram obras de ampliação do Shopping Iguatemi, nesta manhã de terça-feira. A categoria, em clima de campanha salarial que reivindica 15% de reajuste e mais plano de saúde, protesta nesse caneiro de obras contras as condições sanitárias do refeitório e dos banheiros que ficam cheios de lama quando chove.

O protesto, que vai se estender até as 9 horas, terá ainda um ato público dos trabalhadores da construção civil em faixa da avenida Engenheiro Santana Júnior.

Da pauta de reivindicações dos trabalhadores, o Sinduscon/Ceará só ofereceu, em termos de reajuste salarial, o percentual de 6%.

Juiz reconhece validade do Estatuto Municipal de Segurança Bancária

“O juiz de direito Roberto Viana Diniz de Freitas da 8ª Vara da Fazenda Pública, em sentença divulgada no último dia 11/5, reconheceu a legitimidade da lei 9.910/2012, mais conhecida como Estatuto Municipal de Segurança Bancária. Com isso, a lei deve voltar a ter validade e as agências devem voltar a ser fiscalizadas pelos órgãos de defesa do consumidor (Procon).

O juiz julgou procedente o pedido da Febraban quanto ao uso de bloqueadores de celular. No que se refere ao estacionamento dos carros forte, o magistrado desobrigou, apenas, as urgências que não possuem estacionamento e também julgou inconstitucional a obrigatoriedade de comunicação prévia à polícia do horário do abastecimento das agências. A obrigação do uso de coletes pelos vigilantes deve ser feita conforme portaria do Exército, mudando apenas a especificação do colete. No mais, a lei de segurança de Fortaleza foi legitimada.

Observa assim o juiz em sua sentença: “no mais, julgo totalmente improcedente a presente demanda, para considerar legais e constitucionais todas as demais disposições normativas da Lei Municipal nº 9.910/2012 (Estatuto Municipal da Segurança Bancária)…”.

“Após uma semana inteira de mobilizações e conscientização da sociedade, no sentido de que a vida vale mais que o lucro, o Sindicato dos Bancários do Ceará comemora essa vitória importante no poder judiciário que reconhece e legitima a lei apresentada pelo Sindicato, discutida amplamente e aprovada por unanimidade na Câmara Municipal e sancionada sem qualquer veto. Essa foi uma resposta positiva às demandas dos trabalhadores e da população”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra.”

(Com Fazenda Pública)

Mercado financeiro reduz projeção da taxa inflacionária oficial deste ano

“Após a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) abaixo das expectativas na última semana, as instituições financeiras reduziram a projeção para a inflação oficial este ano. A estimativa ficou em 6,39% e continua, portanto, próxima do teto da meta (6,50%) estabelecida pelo governo. Nas últimas duas semanas, a projeção ficou no teto da meta e na pesquisa às instituições financeiras divulgada no dia 22, a projeção para o IPCA chegou a ultrapassar o limite superior, atingir 6,51%. Para 2015, a estimativa segue em 6%, há quatro semanas. As projeções são da pesquisa semanal que o Banco Central (BC) faz a instituições financeiras.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados na última sexta-feira (9), em abril o IPCA apresentou variação de 0,67%, 0,25 ponto percentual inferior à alta do mês de março (0,92%). Com este resultado, o IPCA, que é utilizado pelo governo para balizar as metas de inflação fixadas pelo BC, acumula nos primeiros quatro meses do ano alta de 2,86%, acima da taxa de 2,5% em igual período de 2013. Em 12 meses encerrados em abril, o IPCA ficou em 6,28%.”

(Agência Brasil)

 

Programa “Minha Casa, Minha Vida” em clima de “Meu Planalto, Minha Reeleição”

dilmamarcha

“Uma das principais apostas do governo para garantir votos à reeleição da presidente Dilma Rousseff, o Minha Casa, Minha Vida tem dificuldades para cumprir seu objetivo principal: permitir o acesso à casa própria, mediante juros baixos e subsídios, de famílias com renda bruta mensal de até R$ 5 mil. Muitas dessas famílias estão perdendo espaço para pessoas que se cadastram apresentando ganhos inferiores aos que têm na realidade. Brechas nas regras e falta de acompanhamento dos gestores responsáveis permitem fraudes como essa desde o lançamento do programa, em 2009, pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

É o caso do professor de educação física Ricardo Vilela, 38 anos, e da mulher, a advogada Lívia Vilela, 32, contemplados com uma casa no Condomínio Jardins das Acácias, no bairro Jardins Mangueiral, em São Sebastião.

A renda do casal é de R$ 12 mil, mas apenas um se inscreveu no Minha Casa, fornecendo a renda individual. “Demoramos três anos para sermos contemplados”, conta Ricardo Vilela.”

(Correio Braziliense)

Economia brasileira deve crescer 1,63% neste ano, prevê o mercado financeiro

“Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) ajustaram as projeções para o crescimento da economia em 2014 e no próximo ano. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 1,63% para 1,69% neste ano, e de 1,91% para 1,90%, em 2015. Essas projeções fazem parte da pesquisa semanal do BC a instituições financeiras, sobre os principais indicadores econômicos, que são compiladas e divulgadas no Boletim Focus.

A estimativa para a expansão da produção industrial foi ajustada de 11,21% para 11,24%, este ano, e de 2,65% para 2,37%, em 2015. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) segue em US$ 3 bilhões, em 2014, e em US$ 10 bilhões, no próximo ano.

A estimativa para o saldo negativo em transações correntes (registros de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior) foi ajustada de US$ 78,6 bilhões para US$ 80 bilhões, este ano, e de US$ 75,6 bilhões para US$ 75 bilhões, em 2015.”

(Agência Brasil)

Crédito da Finep para inovação deve subir para R$ 10 bilhões este ano

O volume de crédito concedido pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, para empresas inovadoras no país aumentou de R$ 1,1 bilhão, em 2001, para R$ 6,3 bilhões, no ano passado. Segundo o presidente da Finep, Glauco Arbix, os financiamentos deverão alcançar R$ 10 bilhões neste ano, quase dobrando em relação a 2013.

A estimativa se baseia no desempenho do Programa Inova Empresa, lançado há um ano pela presidenta Dilma Rousseff, com orçamento de R$ 32,9 bilhões, dos quais R$ 25 bilhões vêm de recursos da Finep e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Do total da demanda agregada de R$ 93 bilhões para o Inova Empresa, o presidente da Finep admitiu que deve ser feito um recorte entre 30% e 35% por causa da desistência de projetos pelas empresas ou por problemas de documentação. Mesmo assim, ele estima que, se a Finep e o BNDES contratarem 10% desses projetos a cada ano pelos próximos dois anos, isso significará algo em torno de R$ 30 bilhões de contratação, valor suficiente para duplicar o investimento privado empresarial em tecnologia e inovação.

O orçamento do Programa Inova Empresa engloba também recursos do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), além de R$ 3,5 bilhões em recursos não reembolsáveis para subvenção econômica (subsídios) ou para apoio a parcerias entre universidades e centros de pesquisas e empresas.

(Agência Brasil)

A grande batalha

160 5

Da coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (11):

As eleições estão aí. Não se trata apenas da substituição ou confirmação da presidente Dilma Rousseff, mas, de decidir se o Brasil deve continuar a trilha traçada desde o governo Lula, ou mudar de rumo.

De um lado, está o projeto que os governos petistas vêm praticando. Alguns o chamam de modelo desenvolvimentista social e sustentável. Sua meta principal – à qual todo o resto está subordinado (segundo sua versão) é a correção das desigualdades sociais e das disparidades regionais através da intervenção do Estado na orientação dos investimentos, seja para programas estruturantes, que dê suporte ao crescimento da economia, seja para os programas sociais de distribuição de renda com vistas à erradicação da miséria e criar as condições mínimas para os beneficiários darem o passo seguinte, entrando no mercado formal de trabalho, a partir da demanda criada pelo desenvolvimento da economia. Compreenderia também, a busca da melhoria dos serviços públicos (educação, saúde, segurança) e da seguridade social, bem como a costura de um projeto nacional que tem como ponto de partida a expansão do mercado interno.

A proposta alternativa reúne, em grandes linhas, a oposição liberal, com a defesa de um modelo econômico puxado prioritariamente pelos mercados e supostamente atrelado ao capital financeiro internacional, bem como compromissado com a redução do papel regulador do Estado (“não intervencionismo estatal”), a defesa do “Estado mínimo” (seja reduzindo o número de funcionários, seja contratando terceirizados, privatizando serviços públicos e dificultando a realização de concursos públicos); a flexibilização das leis trabalhistas (facilidade de demissão e, se possível, mexida no 13º e no período de férias; bem como nas normas da aposentadoria); corte de benefícios sociais, sob o pretexto de reduzir as despesas do Estado.

O mercadismo privilegiaria ainda a relação bilateral com os Estados Unidos, a Aliança do Pacífico, em detrimento do Mercosul; a secundarização dos organismos de integração regional da América Latina; a retomada do modelo de concessão para o pré-sal e aumento do controle dos acionistas privados sobre a Petrobras, transformando-a em uma empresa convencional, voltada prioritariamente para a produção de lucros para esses acionistas.

Sinduscon-CE alega que reajuste de 17% é superior em mais de 300% do INPC do período

Em nota enviada ao Blog, o Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Ceará (Sinduscon-CE) diz que mantém diálogo com a categoria dos trabalhadores, mas que acordo não está fácil. Confira:

O Sinduscon-CE esclarece que continua aberto ao diálogo, já tendo participado de cinco rodadas de negociações intermediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE).

No entanto, não foi possível chegar a um acordo, uma vez que o Sindicato dos Trabalhadores, ligado ao movimento CSP-Conlutas (PSTU), insiste na defesa de uma pauta de 17% de reajuste nos pisos, valor superior em mais de 300% do INPC do período, que nos últimos doze meses foi de 5,39%.

Além de outras reivindicações, como: plano de saúde, criação de estacionamento nos canteiros de obra e auxílio combustível para veículos, cota para mulheres, auxílio creche que, somados a outros benefícios, chegam a representar mais de 50% de aumento, as empresas da construção civil apresentaram propostas com aumentos reais, sendo o reajuste no piso de 6%, além de outros benefícios.

Crateús é o 12º município e receber encontro do PMDB

O PMDB realiza na manhã deste sábado (10), a partir das 9 horas, no Clube Caça e Pesca, no Centro de Crateús, no sertão do Ceará, a 350 quilômetros de Fortaleza, o 12º Ciclo de Encontros Regionais do partido. O evento terá à frente o presidente do PMDB e pré-candidato ao Governo do Estado, Eunício Oliveira.

Segundo lideranças do partido, o encontro irá debater as dificuldades da região, principalmente a renegociação das dívidas rurais, quando a principal aticidade econômica do município é a agricultura.

Bancos reajustam juros do cheque especial e empréstimo pessoal

A média dos juros do cheque especial subiu 0,2 ponto percentual em relação a abril, chegando a 8,95% ao mês em maio. Segundo a pesquisa divulgada nesta sexta-feira (9) pelo Procon de São Paulo, cinco dos sete bancos avaliados aumentaram os preços cobrados no empréstimo.

O Santander, que aumentou os juros em 0,14 ponto percentual, tem a maior taxa para o cheque especial (10,89%). O HSBC reajustou de 10,55% para 10,57%. A Caixa, de 5,39% para 6,33%. O Bradesco passou de 9,44% para 9,48% e o Safra de 8,9% para 9,2%. Banco do Brasil e Itaú mantiveram as taxas de abril.

Para o empréstimo pessoal, a taxa média subiu de 5,46% em abril para 5,54% em maio. Quatro bancos passaram a cobrar mais na operação. O maior aumento percentual no empréstimo pessoal foi o do Safra, que subiu de 4,9% para 5,4%, reajuste de 10,2%. O Itaú subiu de 6,1% para 6,12%. O HSBC, de 5,87% para 5,89%. O Bradesco de 6,41% para 6,43%. Os demais mantiveram inalterados os juros de abril.

(Agência Brasil)

Venda de carro novo cresce 21,8% em abril

“A venda de veículos novos cresceu 21,8% em abril, na comparação com março, segundo dados divulgados hoje (9) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Foram licenciados, no mês passado, 293.240 veículos. Em relação a abril de 2013, houve queda de 12,1% nas vendas. No acumulado deste ano, foram comercializados 1,1 milhão de veículos, contra 1,16 vendidos no mesmo período do ano passado, o que representa uma queda de 5%. Estes dados incluem automóveis leves, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Quanto aos veículos importados, houve alta de 24,7% na comercialização em abril, na comparação com março. Foram comercializados, no mês passado, 49.661 veículos importados. Em relação a abril de 2013, houve queda de 18,1%.

Já os veículos nacionais apresentaram alta de 21,2% em abril, em relação a março. Foram vendidos 243.579 veículos durante abril, sendo que, na comparação com abril de 2013, foi registrado queda de 10,8%.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Ferruccio Feitosa vai falar na CDL

219 1

2012 ferruccio

O secretário especial da Copa no Ceará, Ferruccio Feitosa, estará na próxima segunda-feira, ao meio-dia, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Fortaleza. Ele foi convidado para um debate sobre o tema “Atualidades sobre a Copa do Mundo”.

Ferruccio vai abordará temas como mobilidade urbana, acessibilidade, segurança, expectativa de turistas nacional e internacional e quais os benefícios que podem ser apontados em relação à estruturação da cidade.

O comércio fortalezense aguarda com muito otimismo o maior evento futebolístico do mundo.

Feira de equipamentos para frigorificos vive seu ultimo dia

Termina nesta sexta-feira a Tecnofrigorífico 20144. Trata-se da maior feira estadual na área de equipamentos para o setor frigorífico e que ocupa espaços no Palácio da Microempresa do Sebrae.

A organização, através do presidente do SindiCarnes do Estado, Francisco Everton, comemora resultados e já confirma para ano que vem o próximo evento.

A visitação pública ocorre das 14 às 21 horas.

Operários da construção civil fazem ato público no cruzamento da Barão de Studart com Abolição

operarr

Trabalhadores da construção civil promovem concentração, neste momento, no cruzamento da Avenida Abolição com Barão de Studart. O trânsito na área está confuso.

A partir das 9 horas, na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, a categoria deverá se sentar, mais uma vez, com o Sinduscon/CE em busca de acordo.

Os trabalhadores da construção civil reivindicam 15% de reajuste salarial e mais plano de saúde, mas os empresários só ofereceram 6% de aumento salarial.

XÔ, COPA!

Durante os discursos, lideranças dos trabalhadores informaram também que o ato era um protesto às mortes registradas nas obras de construção dos estádios da Copa.

(Foto – Cláudio Barata)

Dois ministros cumprem agenda em Fortaleza

Dois ministros estão cumprindo agenda em Fortaleza, nesta sexta-feira. O secretário nacional dos Portos, ministro Antônio Henrique, que inspeciona a obra de construção do terminal de passageiros do Porto do Mucuripe. A obra é para a Copa 2014.

O outro ministro é o da Saúde, Arthur Chioro, que se reúne nesta manhã de sexta-feira, no Marina Park Hotel, com grupo de prefeitos que tem Policlínica implantada pelo governo federal. O assunto é financiamento dos equipamentos.

O encontro terá a presença do secretário estadual da Saúde, Ciro Gomes, e da secretária da Saúde de Fortaleza, Socorro Martins. Na parte da tarde, o ministro Chioro vai entregar oficialmente a Policlínica da cidade de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza). Com ele, o governador Cid Gomes (Pros).

Abrasel/CE lança livro com receitas da cozinha cearense

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Ceará (Abrasel-Ce) lançará, as 19h30min da próxima segunda-feira, no Restaurante Garrafeira, o livro “Segredos dos Chefs”. A publicação, inédita no Estado, reúne receitas exclusivas de 20 chefs de cozinha cearenses. Todos são profissionais renomados e com vasta experiência no mercado.

Em sua primeira edição no Ceará, o livro reúne ainda informações sobre os principais eventos gastronômicos do Estado.

SERVIÇO

Restaurante Garrafeira – Avenida Vicente Leite, nº 520 – Bairro Aldeota.

Fortaleza e os voos internacionais

bismarck

Para tentar a homologação do aeroporto de Aracati (Litoral Leste) junto a Agência Nacional de Aviação Comercial (Anac), encontra-se em Brasília, nesta quinta-feira, o secretário estadual do Turismo, Bismarck Maia. O terminal, de acordo com Bismarck, está concluído, mas acabou não decolando por causa da burocracia.

Bismarck informou que neste sábado entra em operação pela Gol o voo Fortaleza-Buenos. Já o voo Fortaleza-Miami deve operar a partir do dia 29 deste mês. também está confirmado para agosto, com operações da Avianca, do voo Fortaleza-Bogotá.

Caderneta de poupança – Brasileiro sacou mais do que aplicou no mês de abril

“Com contas cada vez maiores para pagar, por causa da inflação, o brasileiro sacou mais dinheiro do que aplicou na caderneta de poupança em abril. Segundo o Banco Central, foi retirado R$ 1,3 bilhão a mais do que os depósitos feitos na aplicação mais popular do país.

Trata-se do primeiro resultado negativo em 26 meses e do primeiro abril com resultado negativo desde 2011. Segundo especialistas, a inflação corrói a renda do trabalhador e diminui o dinheiro que sobra para a poupança.”

* Do  O Globo aqui.

 

 

 

Falta verba federal para projeto de contenção do mar do Icaraí

 

A colocação de um maciço de rochas compactadas deve formar um quebra-mar de 3,2 quilômetros na praia do Icaraí, em Caucaia. A técnica, chamada de enrocamento aderente, é a solução encontrada para conter o avanço do mar e foi apontada após estudo realizado pelo Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará (UFC). Se houver aprovação pelo Ministério da Integração Nacional, a Prefeitura passa a aguardar a liberação de R$ 30 milhões do Ministério do Planejamento.

A nova contenção é paralela à praia, com uma base mais larga de nove metros. O bloco terá pedras de pesos variados e chegará à altura de seis metros – superior à altura das ondas registradas no Icaraí. A proteção costeira é semelhante à implantada nas praias de Boa Viagem (Pernambuco) e Ponta Negra (Rio Grande do Norte). A proteção já colocada desde 2012, os bag walls, tem 390 metros destruídos pela força do mar. A estrutura ainda resistente, com pouco mais de um quilômetro de extensão, deve permanecer para servir de reforço.

Projeto

De acordo com o vice-prefeito de Caucaia, Paulo Guerra, o projeto ainda prevê a requalificação do calçadão no trecho entre as proximidades do Icaraí Clube e a ponte da Tabuba.

Em momento posterior à intervenção, haverá mudanças também para as barracas do local. Ainda segundo Guerra, elas ficarão dispostas em forma de quiosques padronizados. O projeto foi apresentado no início de abril pelo professor Luís Parente, diretor do Labomar, ao Ministério da Integração Nacional. Segundo Paulo Guerra, o ministro afirmou não ter como custear a verba solicitada pelo município.

Em tentativa junto ao Ministério do Planejamento, a ministra Miriam Belchior teria sinalizado apoio ao projeto e solicitou uma nota técnica a ser emitida pelo departamento de Engenharia do Ministério da Integração Nacional, informou o vice-prefeito. Com os recursos, o início das obras não dependerá de licitação, havendo uma seleção de empresas para execução devido ao caráter de emergência da obra.

A erosão costeira na praia do Icaraí engoliu uma faixa da Avenida Litorânea e fez com que as barracas recuassem. O que sobrou da pista tem areia levada pelo mar em períodos de maré cheia. O avanço do mar mitigou a movimentação da orla e pode chegar aos condomínios privados. A paisagem é bem diferente do que era visto pelo músico Henrique Fábio Nascimento, 29. Há 15 anos, ele chegou para morar no local. “Era muito frequentado por turistas, por pessoas que traziam a família toda”.

(O POVO)

 

CPI da Petrobras – Renan Calheiros dá cinco dias para líderes indicarem os nomes

“O residente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) esclareceu nesta quarta-feira (7) que durante a sessão do Congresso, convocada para esta noite, dará prazo de cinco dias úteis para que os líderes partidários façam as indicações dos nomes que vão compor a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que vai investigar irregularidades na Petrobras. “Disseram que eram cinco sessões do Congresso exatamente. Na verdade, não são cinco sessões, são cinco dias, tirando o sábado e o domingo, um prazo curtíssimo”, garantiu.

Segundo a Mesa Diretora do Congresso, regimentalmente não há prazo definido para indicação dos membros de uma CPI, mas com a definição do prazo pelo presidente do Congresso parlamentares governistas e de oposição têm até a próxima quarta-feira (14) à noite para fazer as indicações. Depois desse prazo, caberá ao próprio senador designar os nomes que vão preencher as vagas restantes. A partir daí, caberá ao mais idoso dentre os indicados convocar a reunião de instalação.

Questionado sobre manobras da base do governo que estariam impedindo a instalação imediata da CPMI da Petrobras, Renan garantiu que o regimento será cumprido.”

(Agência Brasil)