Blog do Eliomar

Categorias para Economia

"Bilhete Único" pode ser implantado até abril em Fortaleza

dimasbarreira

O presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, informa: até abril, deve entrar em operação o “Bilhete único”, uma das promessas de campanha do prefeito Roberto Cláudio. Ele só não dá detalhes sobre tal logística.

Diz que há um trabalho sendo feito no sentido de se evitar fraudes com esse tipo de mecanismo, adotado em São Paulo, por exemplo, e que chegou a ter problemas nesse aspecto.

(Foto – Paulo MOska)

Preço da gasolina subiu em média 3,97% para consumidor

“O preço da gasolina no país subiu, em média, 3,97% depois do reajuste de 6% nas refinarias, anunciado pelo governo no dia 30 de janeiro. O valor médio cobrado nos postos passou de R$ 2,77 na semana entre os dias 27 de janeiro e 2 de fevereiro para R$ 2,88 na última semana, de acordo com levantamento de preços realizado semanalmente pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em cerca de 8,6 mil postos de todo o país.

A maior alta foi registrada no Amapá, onde a gasolina subiu 7,18% entre as duas semanas analisadas. Outros estados com grandes aumentos de preços foram Sergipe (6,44%), Ceará (5,75%), Pernambuco (5,13%), Bahia (5,06%) e Alagoas (5,05%). Os menores aumentos foram em Mato Grosso (1,77%), Maranhão (2,19%) e Minas Gerais (2,83%).

Logo depois do anúncio do aumento dos preços nas refinarias, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, estimou que o reajuste no preço da gasolina para o consumidor chegaria a cerca de 4%, porque a gasolina vendida nas bombas conta ainda com um percentual de álcool.”

* Da Agência Brasil, veja mais aqui.

Secretário embarca em missão oficial para os EUA e Canadá

eduardosdiogo 

O secretário estadual Eduardo Diogo (Planejamento) aproveitará o Carnaval para, segundo informou, conhecer, engajado numa missão oficial do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco Mundial, experiências em gestão em Washington (UA) e Toronto (Canadá).

Nessa missão, estão outros secretários estaduais de Planejamento e técnicos do Ministério do Planejamento. Todo mundo só volta depois do Carnaval. Diogo já decolou nessa rota do Exterior.

BNB apoiará projeto do CIC que discutir novas perspectivas para o Nordeste

279 1

nicolebarbosa

O projeto “Integra Brasil: O Nordeste no Brasil e no Mundo”, elaborado pelo Centro Industrial do Ceará (CIC), que objetiva diagnosticar a região e formular ações estratégias de desenvolvimento econômico para o Nordeste, será apoiado pelo Banco do Nordeste do Brasil.

Foi o que ficou acertado durante reunião dos presidentes do CIC e da Fiec, Nicolle Barbosa e Roberto Macedo,
respectivamente, além de diretores do Centro Industrial, com o presidente do BNB, Ary Joel.

O dirigente do banco colocou a equipe técnica do BNB à disposição do CIC para o aprofundamento do projeto. Já no próximo dia 19, técnicos das duas instituições realizarão a primeira reunião de trabalho.

Inflação medida pelo IPC-S inicia mês com 0,88%

“O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), iniciou fevereiro em 0,88%. O resultado é 0,13 ponto percentual inferior ao registrado no encerramento de janeiro (1,01%) e reflete, principalmente, a queda constatada no grupo habitação (de -0,17% para -0,59%), que foi puxada pela tarifa de energia elétrica (-5,19% para -9%).

Cinco dos oito grupos pesquisados apresentaram decréscimos, entre eles o educação, leitura e recreação (de 3,99% para 2,98%), com a redução do ritmo de aumento dos cursos formais (de 8,11% para 5,68%). Em vestuário, a taxa passou de 0,29% para 0,06%, sob a influência da variação de preços dos calçados (de 0,62% para 0,15%).

No grupo saúde e cuidados pessoais, houve ligeira redução na velocidade de aumento (de 0,40% para 0,37%) atribuída, principalmente, aos valores dos serviços de salão de beleza (de 1,23% para 1%). Em despesas diversas (de 4,22% para 4,10%), os cigarros passaram a pressionar menos a taxa (de 9,31% para 8,51%) e em comunicação (de 0,02% para 0%), houve estabilidade por causa da mensalidade para internet (de 0,48% para 0%).”

(Agência Brasil)

Escola de Gastronomia e Hotelaria do Ceará será instalada no Panorama Artesanal

faustonilo

“Todo o projeto arquitetônico da futura Escola de Hotelaria e Gastronomia do Ceará vai ser entregue ao governador Cid Gomes (PSB) logo após o Carnaval. Idealizado pelos arquitetos Fausto Nilo e Delbeg Ponce de Leon, adaptará o prédio do Panorama Artesanal, situado na avenida Leste-Oeste.

Segundo Fausto Nilo, o projeto foi resultado de várias viagens e troca de informações com a Escola de Hotelaria de Lausanne, na Suiça, que fechará convênio com a Secretaria da Educação do Estado, a quem caberá a gestão. Os valores ainda serão definidos.

A capacidade é para 500 alunos, que serão moradores do local durante período do curso. O governo quer começar logo para ficar pronto antes da Copa, segundo Fausto. A escola promete contribuir com reabilitação de área do bairro Mura Brasil.”

(Coluna Vertical, do O POVO/Foto – Paulo MOska)

Bancos fecham na segunda e terça-feira de Carnaval

“As agências bancárias estarão fechadas na próxima segunda-feira (11) e na terça-feira (12), devido ao carnaval. Na quarta-feira (13), as agências abrem para atendimento ao público ao meio-dia. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lembra que as contas de consumo (água, energia, telefone e etc.) e carnês com vencimento nos dias de feriado poderão ser pagas no primeiro dia útil seguinte (13), sem nenhum acréscimo. A população ainda pode utilizar os meios alternativos de atendimento, como os caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking e banco por telefone. Normalmente, os tributos vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

Os clientes também podem agendar nos bancos os pagamentos das contas de consumo ou pagá-las (as que têm código de barras) nos caixas automáticos, ou em correspondentes. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do débito direto autorizado.”

(Agência Brasil)

Conab comemora safra recorde de grãos, mas não libera milho solicitado pelo Ceará

259 1

milhho

“A safra de grãos deverá atingir a marca de 185 milhões de toneladas, batendo novo recorde de produção no Brasil. É o que aponta o quinto levantamento de grãos da Safra 2012/2013, divulgado hoje (7) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Se confirmada a estimativa, a produção de grãos será 11,3% maior do que a registrada na safra anterior. De acordo com a entidade, esses não são números consolidados, podendo ocorrer variações caso haja alterações climáticas.

Em termos de crescimento, o destaque ficou com a soja (25,7%), que deve registrar uma produção de 83,42 milhões de toneladas. O milho segunda safra deve passar de 39,1 milhões de toneladas para 40,9 milhões – crescimento de 4,6% em relação à safra anterior. A Conab ressalta ser esta a maior safra do produto, superando inclusive a produção do milho primeira safra, estimada em 35,1 milhões de toneladas.

O levantamento aponta também aumento em relação à área plantada nas duas culturas. No caso da soja, de 10,4% – passando de 25 milhões de hectares para 27,6 milhões. O milho segunda safra ampliou em 8,5% a área plantada (de 7,6 milhões de hectares para 8,3 milhões). Registraram crescimento também as áreas destinadas ao cultivo de outros produtos, como o amendoim primeira safra, aveia, canola, cevada e triticale (cereal obtido por meio do cruzamento de trigo com centelho). O levantamento tem por base estudos feitos por mais de 60 técnicos, entre os dias 21 a 26 de janeiro.”

(Agência Brasil)

VAMOS NÓS -A Conab comemora a safra recorde de milho, mas o Ceará, por exemplo, ainda encontra dificuldades para obter o produto. Segundo o presidente da Federação da Agricultura do Estado, Flávio Saboya, o Estado quer consumir 30 mil toneladas, mas a Conab só manda 8 mil toneladas. Há uma briga por aumento de cota.

Falências cresceram 42,4% em janeiro

“As falências decretadas no país aumentaram 42,4%, em janeiro, comparadas às de igual mês do ano passado, com um total de 47 processos. Desses, 34 foram de micro e pequenas empresas, 12 de médias e um de grande empresa. O número é maior dos últimos dois anos, segundo o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, calculado pela empresa de consultoria Serasa Experian. Em janeiro de 2012, foram decretadas 33 falências e no mesmo mês de 2011, 41.

Já as falências requeridas, nesse período, atingiram 167. Desse total, 112 foram solicitadas por micro e pequenas empresas, 36 por médias e 19 por grandes empresas.

Na avaliação dos economistas da Serasa Esperian, o aumento de falências em janeiro foi provocado pelo desaquecimento da economia e pela elevação da inadimplência dos consumidores. Para eles, no entanto, o quadro deve se inverter à medida que a economia brasileira retomar o crescimento.”

(Agência Brasil)

 

Inflação de janeiro é a maior para o mês desde 2003

179 1

“O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial de inflação no país, registrou aceleração de 0,86% em janeiro, alta de 0,07 ponto porcentual ante dezembro (0,79%), de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se da maior alta mensal desde abril de 2005, quando o indicador acelerou 0,87%. O índece de janeiro é também o maior para o mês desde 2003, quando a taxa de inflação ficou em 2,25%.

O grande vilão da inflação no mês passado foi o grupo alimentação e bebidas, cujos preços aceleraram a 1,99% ante alta de 1,03% em dezembro. Só esse item contribuiu para elevar em 0,48 ponto porcentual o índice. Assim, o grupo foi responsável por 56% do IPCA em janeiro.

No acumulado de 12 meses até janeiro, o IPCA avançou 6,15% na comparação aos 12 meses encerrados em dezembro (5,84%). Analistas esperavam alta de 0,84% da inflação no mês passado.”

(Com Veja Online e Agência Reuters)

Primeira prévia do IGP-M prevê inflação de 0,41% em fevereiro

“A primeira prévia de fevereiro do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), indicador usado no reajuste de contratos de aluguel, registrou uma inflação de 0,41%. A taxa é a mesma observada na primeira prévia de janeiro, informou hoje (7) a Fundação Getulio Vargas (FGV). Entre os três subíndices que compõem o IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) e o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) tiveram queda na inflação entre a primeira prévia de janeiro e a prévia de fevereiro.

O IPA, que mede a variação de preços no atacado, teve taxa de 0,37% em fevereiro ante 0,46% de janeiro. Já o IPC, que mede a variação de preços no varejo, passou de 0,4% em janeiro para 0,2% em fevereiro.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta na inflação, que passou de 0,08% para 1,15%. A primeira prévia de fevereiro foi calculada com base em preços coletados entre 21 e 31 de janeiro.”

(Agência Brasil)

Economista acredita em recuperação da Petrobras em três anos

208 1

É perfeitamente compreensível e realista a opinião manifestada pela presidenta da Petrobras, Graça Foster, de que a estatal ainda terá um ano de 2013 bastante ruim antes de retomar o processo de recuperação da companhia, o que só deverá ocorrer dentro de três ou quatro anos – ainda assim se o acionista majoritário, no caso o governo, ajudar.

A opinião foi manifestada à Agência Brasil pelo economista Adriano Pires, sócio-fundador e diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, para quem a boa nova surgida por ocasião da divulgação do Balanço Financeiro da Petrobras relativo a 2012 – cujo lucro líquido foi R$ 21,1 bilhões, resultado 36% menor do que o de 2011 e o pior desde 2004 – foi exatamente a sinceridade de sua presidenta.  

Na avaliação de Pires, doutor em Economia pela Universidade de Paris e especialista na área de energia, a situação pode piorar ainda mais porque o reajuste da gasolina concedido pelo governo na semana passada não foi suficiente para fazer frente à defasagem dos derivados em relação ao preço do barril de petróleo no mercado externo e pelo fato do mercado não acreditar em um novo reajuste ainda este ano.

Segundo Pires, o principal motivo para o péssimo desempenho da Petrobras em 2012 foi o controle dos preços dos combustíveis imposto pelo governo, que se mantiveram fortemente defasados em relação ao mercado internacional. “E isso aconteceu em um momento de forte crescimento da demanda, quando a empresa se viu obrigada a elevar substancialmente as suas importações de gasolina e diesel, ocasionando um prejuízo de R$ 34,2 bilhões na área de abastecimento. Com isto, o prejuízo na área de abastecimento cresceu 136% em relação ao ano de 2011 e o  resultado de 2012 só não foi pior devido a R$ 2,6 bilhões em receitas financeiras”, disse.

Para piorar ainda mais o cenário para a empresa, Pires lembra que o preço do barril do petróleo no mercado externo deve ficar mais caro em 2013, porque a economia americana está voltando a crescer e com isto aumenta o preço do barril do petróleo. Pires entende que, não havendo novos reajustes de preços, o custo do barril de petróleo subindo no exterior e as importações de gasolina crescendo este ano em torno de 22%, como admitiu o diretor Financeiro da companhia, Almir Barbassa, o cenário que se aproxima é de aprofundamento ainda maior das perdas na área internacional.

“A empresa está numa encruzilhada e, no caso da Petrobras, eu diria que é a Escolha de Sofia: se a empresa aumenta o preço explode com a inflação que já volta a dar sinais de que está saindo do controle; mas por outro lado, se não aumenta, explode a própria empresa. A verdade é que o governo deixou as coisas chegarem em um ponto que vai ser difícil  de retomar a fase e a trajetória de eficiência e de lucratividade que teve em um passado recente”.

Na avaliação do economista, o cenário é complicado e a recuperação só deverá ocorrer em um horizonte de três anos. “O que está assustando o mercado é que as captações continuarão para que a empresa consiga manter o padrão de investimento. Com a piora da geração de caixa da empresa e o efeito da desvalorização cambial sobre a dívida, a relação dívida líquida/Ebitda [Lucro antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização] elevou-se para 2,77 [em 2011, a relação era 1,66] e tendência é que aumente ainda mais, fato que pode provocar um futuro rebaixamento da classificação de risco da empresa, o que dificultaria e encareceria o custo da captação”.

(Agência Brasil)

CNI divulga balanço e define 2012 como ano "perdido" para a indústria brasileira

204 1

“A Confederação Nacional da Indústria (CNI) avalia que 2012 foi um ano “perdido” para a industrial de transformação. Apesar de o faturamento ter registrado alta de 2,4%, na comparação com o ano anterior, os indicadores industriais divulgados nesta quarta-feira, 6, pela entidade, apontam queda de 1,5% nas horas trabalhadas e recuo de 0,9 pontos percentuais na utilização da capacidade instalada.

Em 2012, a massa real de salários apresentou aumento de 5,1%, e o rendimento médio real subiu 5,3%. Este último inclui, além do salário, abonos, participação nos lucros e demais ganhos do trabalhador. Segundo a CNI, em 12 dos 19 setores pesquisados o faturamento apresentou crescimento, sendo o da indústria de papel e celulose o que apresentou maior aumento (28,2%), na comparação com 2011. O setor outros equipamentos de transporte (que abrange carrocerias, aviões, navios e reboques) apresentou a maior queda com 14,5%.

Este mesmo setor foi o que apresentou maior queda, também, na capacidade instalada, em comparação com o ano anterior, caindo 8,1 pontos percentuais. Ao todo 13 setores apresentaram queda nesse indicador. O maior aumento foi registrado no setor de madeira com 3,9 pontos. Os indicadores econômicos apontam queda no emprego em 11 dos 19 setores pesquisados, sendo o de indústria de produtos de metal o que apresentou maior recuo, de 6,8% em 2012, na comparação com 2011. O setor apresentou queda de 2,7% no faturamento real; de 5,9% nas horas trabalhadas; e de 1,1 ponto percentual na utilização da capacidade instalada.

Na comparação entre os meses de novembro e dezembro de 2012, a utilização da capacidade instalada caiu 0,5 ponto percentual, passando de 81,4 para 80,9 pontos (dados dessazonalizados). Na mesma comparação, o faturamento real cresceu 3,1%, e as horas trabalhadas na produção cresceram 0,8%.”

(Agência Brasil)

North Shopping e Cameron Construtora fecham parceria em Sobral

sergigomes

O Grupo North Empreendimentos Brasil (GNEB) abre uma nova frente de atuação no Ceará, marcando sua entrada no interior do Estado. Acaba de compor mais uma parceria. Agora com o Sobral Shopping, localizado na cidade de Sobral (Zona norte), que será inaugurado no dia 25 de abril e passará a se chamar North Shopping Sobral. Nessa operação, o GNEB tornou-se sócio da Cameron Construtora, responsável pelas obras do novo empreendimento, que integra um conjunto comercial que conta ainda com uma torre empresarial e uma torre hotel.

“A previsão é de que o empreendimento receba 500 mil clientes/mês e de que as vendas cheguem aos R$ 200 milhões no primeiro ano de operação. O novo shopping, durante seu funcionamento, gerará cerca de 1.500 empregos diretos e 2.500 indiretos”, informa Sérgio Gomes de Freitas, do Grupo North Empreendimentos Brasil.

Situado no bairro Dom Expedito (Av. Monsenhor Aloísio Pinto, 300), o North Shopping Sobral tem ABL (área bruta locável) de 17.717,89 m2, com cinco lojas-âncora, três mega-lojas e 133 lojas-satélite. São 771 vagas rotativas para carros e 240 para motos, além de quatro elevadores e duas escadas rolantes. A área de lazer e entretenimento – com boliche, área de games e área infantil – tem o total de 734,60m2. O complexo de cinemas, conta com cinco salas (sendo uma 3D) e compreende uma área de 1.878,60 m2 .

Com 21 anos de atuação no mercado de shopping centers, o GNEB também é integrado pelo North Shopping Fortaleza, North Shopping Maracanaú, Via Sul Shopping e North Shopping Parangaba – este último com inauguração marcada para 31 de outubro deste ano. Segundo Antônio Câmara, presidente da Cameron Construtora, além do North Shopping Sobral, a construção das torres comercial e de hotelaria tem o objetivo de suprir as necessidades de hospedagem e de aluguel de salas comerciais em Sobral, apontada como a quarta economia do Estado e a 11ª do interior nordestino.

“Sobral possui uma grande população itinerante e pouca estrutura hoteleira e os hotéis que existem não têm estrutura para hospedar grandes empresários. O Gran Hotel certamente será um grande passo para a cidade. Já o Cameron Tower vem suprir a falta de salas comerciais e de espaço para realização de eventos”, acrescenta Fabiano César, da Cameron Engenharia.

Coelce bota bloco literalmente na rua durante o Carnaval

ecolece

A Coelce resolveu cair no Carnaval. Nestes dias, está circulando o Interior com o seu bloco técnico intitulado “Quem avisa, amigo é”, embalado por grupo musical. Orienta em praça pública o consumidor sobre seus serviços e presta todo tipo de esclarecimento.

Essa turma aí em cima é animada, cheia de saúde e também cidadã.

* Mais informações sobre Carnaval aqui e aqui.

(Foto – Paulo Moska)

Caucaia ganhará loja do Atacadão neste mês

atacado

O município de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) ganhará uma loja do Atacadão – especializado na venda por atacado e que pertence ao Grupo Carrefour. A inauguração ocorrerá neste mês e o empreendimento recebe retoques finais.

Será a terceira loja no Ceará, segundo a assessoria da Prefeitura de Caucaia, que comemora a chegada do grupo, avaliando como importante para o incremento do comércio.

A loja ocupa a antiga instalação de parque de vaquejada às margens da rotatória da Rodovia Estruturante.

(Foto – Paulo MOska)

Venda de veículos cai em janeiro, mas é recorde para o mês

“O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini, disse que o resultado das vendas de janeiro, apesar de ter sido inferior ao de dezembro em 13,3%, foi recorde em relação aos meses de janeiro anteriores. Na comparação com janeiro do ano passado houve elevação de 16,1%, ao passar de 268 mil 273 unidades para 311 mil 453. “O mês de janeiro foi bom porque foi aplicada uma pequena parcela do aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), o que permitiu que os consumidores, com os preços e juros baixos, pudessem comprar”

A produção registrou aumento na comparação dos meses de janeiro de um ano para o outro ao passar de 211 mil 764 unidades para 279 mil 332 (31,9%). Para Cledorvino Belini este é um sinal de que o país está na rota do crescimento, e de que a produção de veículos deve crescer 4,5% ao ano. “A produção [de janeiro] se deve ao fato de que as vendas de dezembro foram altas e os estoques estavam baixos. Muitas montadoras não tiveram férias para repor os estoques, e não haver desabastecimento”. Na comparação com dezembro, a produção subiu 7,7%, disse.

O presidente da associação ressaltou que as exportações devem continuar em ritmo de queda. Na comparação com dezembro houve redução de 12% (de 41.194 unidades para 36.232). “Temos que trabalhar para que haja encomendas e competitividade. Esse é o nosso grande desafio”. O número de empregados nas fábricas de veículos cresceu 4,0% ante janeiro do ano passado, com a contratação de 150.870 pessoas. Na comparação com dezembro o crescimento foi de 0,9%. “O cenário tem sido positivo. Eu acredito que agora deve estar estabilizado para o nível de produção atual e imagino que deve continuar positivo durante o ano”.

Cledorvino Belini prevê que em fevereiro haja uma pequena queda das vendas em função da semana de carnaval, pois, segundo ele, normalmente o mês no qual a festa é comemorada sempre registra decréscimo.”

 (Agência Brasil)

Fiec – No Balanço 2012, destaque para parcerias com universidades

fieccfesta

Um dos destaques da atuação do Sistema FIEC em 2012, segundo o presidente da entidade, Roberto Macêdo, foi o avanço das parcerias com universidades cearenses, com o ITA e com a Universidade de Ben Gurion, de Israel.

Durante almoço com a imprensa cearense nessa terça-feira, 5, na Casa da Indústria, Macêdo disse que a FIEC tem trabalhado “em prol da montagem de um ecossistema de inovação, identificação de demandas e ofertas para a inovação, atração e retenção de jovens talentos cearenses apoio à incubação de empreendimentos inovadores, conhecidos como startups”.

 

Salário mínimo deveria ser R$ 2.674,88 em janeiro, diz Dieese

317 1

Em janeiro deste ano, o salário mínimo do trabalhador brasileiro deveria ter sido de R$ 2.674,88, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira, 6, pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Esse valor seria necesário, segundo o órgão, para o profissional suprir suas necessidades básicas e da família.

O valor é maior que o apurado para dezembro de 2012, quando o mínimo necessário foi estimado em R$ 2.561,47 (4,12 vezes o piso então vigente, de R$ 622,00). Em janeiro de 2012, o Dieese calculava o valor necessário em R$ 2.398,82, ou 3,86 vezes o mínimo de então, de R$ 622,00.

O Dieese informou ainda que o tempo médio de trabalho necessário, para que o brasileiro que ganha salário mínimo pudesse adquirir, em janeiro de 2013, o conjunto de bens essenciais, caiu na comparação com dezembro. Na média das 18 cidades pesquisas pelo instituto, o trabalhador que ganha salário mínimo teve de cumprir uma jornada de 92 horas e 17 minutos em janeiro, tempo inferior a 93 horas e 54 minutos exigidos em dezembro.