Blog do Eliomar

Categorias para Economia

Livro resgata a história do Banco do Nordeste

Os pesquisadores Arnaldo Santos e Francisco F. de Gois acabam de lançar livro que conta um pouco da história dos 60 anos do Banco do Nordeste do Brasil. O trabalho, fruto de vários meses, procura resgatar a Instituição e seu papel como instrumento prioritário no crescimento do povo nordestino. Expõe aspectos políticos e técnicos e destaca uma série de investidas bem sucedidas e que viraram modelo, como é o caso do CrediAmigo.

Estimativa de inflação oficial em 2012 sobe para 5,26%

“A estimativa de inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), para este ano, subiu pela décima semana seguida. A projeção de analistas de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) passou de 5,24% para 5,26%. Para 2013, houve ajuste de 5,54% para 5,5%. O IPCA é o índice escolhido pelo governo para acompanhar a meta de inflação. Essa meta tem como centro 4,5% e margem de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Ou seja, as estimativas para o IPCA estão acima do centro da meta, mas abaixo do limite superior de 6,5%.

A meta de inflação é um alvo do Banco Central que usa, como um dos instrumentos para calibrar os preços e influenciar a atividade econômica, as alterações na taxa básica de juros, a Selic. A taxa vem sendo reduzida desde agosto de 2011 e está, atualmente, em 7,5% ao ano. Para este ano, os analistas mantêm a projeção de mais um corte na taxa, de 0,25 ponto percentual, na reunião marcada para o próximo mês. Para a última reunião de 2012, em novembro, não há previsão de redução da Selic. Para 2013, a expectativa é que a taxa suba, e encerre o período em 8,25% ao ano.

A pesquisa do BC também traz estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 4,31% para 4,37%, este ano, e de 4,8% para 4,83%, em 2013. A expectativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu de 8,44% para 8,51%, este ano, e de 5,06% para 5,11%, em 2013. Para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), a projeção subiu de 8,21% para 8,36%, em 2012, e de 5% para 5,24%, em 2013.”

(Agência Brasil)

Fortaleza será sede do Congresso Brasileiro da Construção Civil

Fortaleza será sede em 2013 do Congresso Brasileiro da Construção Civil. Segundo o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon), Roberto Sérgio, vai ocupar espaços no Centro de Eventos.

Esse congresso foi conquistado pela direção do Sinduscon durante encontro do gênero realizado mês passado em belo Horizonte.  É o mais importante fórum de discussões do segmento no País.

Toda a cúpula da Câmara Brasileira da Indústria Civil (CBIC) e autoridades federais serão agendadas para o congresso, que espera atrair pelo menos 10 mil pessoas.

Receita investiga enriquecimento de mulher de Cachoeira

Essa é da Coluna Radar, da Veja Online:

Um relatório enviado à CPI mista do Cachoeira pela Receita Federal revela que Andressa Mendonça, a mulher do bicheiro Carlinhos Cachoeira, está no centro de uma investigação de evolução patrimonial (em outras palavras, enriquecimento ilícito).

O motivo: na declaração de bens de 2010, a dama do bicheiro informava ter cerca de 74 000 reais em bens ( 4 000 reais em cotas de uma empresa de decoração e um Pajero ano 2006 avaliada em 70 000 reais).

Em 2011, depois de amadurecer o romance com o bicheiro, Andressa já informava possuir 1,8 milhão de reais em carros, casas, cotas de empresas, uma fazenda e, claro, dinheiro vivo (195 000 reais).

Caixa oficializa apostas pela modalidade do “bolão”

“A Caixa Econômica Federal vai oficializar a modalidade de aposta conhecida como bolão. O novo produto, Bolão Caixa, entrará em operação no dia 1º de outubro próximo. A criação do Bolão Caixa acaba com a informalidade e com o risco de um apostador participar de um bolão e não receber o prêmio. Como o julgado na última quarta-feira (12/9) pela 2ª Vara Federal de Novo Hamburgo (RS) que negou o pedido de apostadores que pretendiam receber o prêmio sorteado em fevereiro de 2010. O grupo comprou cotas de um bolão de agência lotérica, mas a aposta não foi registrada no sistema da Caixa Econômica Federal

Com o bolão oficial, cada cotista terá seu próprio bilhete comprovando a aposta e poderá resgatar individualmente o valor correspondente à sua parte, caso seja sorteado. O Bolão Caixa terá um teto de 100 apostadores, mas não há limite financeiro. A aposta mínima será R$ 10, divididos em duas cotas de R$ 5 cada.

O vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Ferreira Cleto explica que a partir de negociação com as casas lotéricas ficou acordado que será até 35% o percentual de prêmio que eles poderão cobrar de taxa de administração de um bolão. Ele informou ainda que as pessoas também poderão montar um bolão entre os amigos e apenas registrá-lo na casa lotérica, sem nenhuma cobrança de taxa de serviço.”

(Consultor Jurídico)

Analistas reduzem estimativa de crescimento da economia para 1,57%

“Analistas do mercado financeiro projetam crescimento da economia cada vez menor. Pela sétima semana seguida, a projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas no país, caiu e desta vez passou de 1,62% para 1,57%. Para 2013, a projeção foi mantida em 4%. As informações estão no boletim Focus, publicação semanal do BC feita com base em estimativas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.

Também têm piorado, há 16 semanas seguidas, as projeções para a retração da produção industrial, este ano. Desta vez, a estimativa de queda passou de 1,89% para 1,92%. No próximo ano, a expectativa é que haverá recuperação, com crescimento de 4,25%, menor que a estimativa anterior (4,5%). A projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB passou de 35,37% para 35,5%, este ano, e foi mantida em 34%, em 2013.

A expectativa para a cotação do dólar ao final do ano permanece em R$ 2, tanto para 2012 quanto para 2013, há cinco semanas seguidas. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) foi mantida em US$ 18 bilhões, neste ano, e passou de US$ 14,57 bilhões para US$ 14,4 bilhões, em 2013.

Para o déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), a estimativa foi ajustada de US$ 59,2 bilhões para US$ 58,22bilhões, este ano, e mantida em US$ 70 bilhões, em 2013.”

(Agência Brasil)

Dilma: Redução da tarifa de energia é medida histórica

195 2

“A presidenta Dilma Rousseff avaliou hoje (17) como medida histórica a decisão do governo de reduzir o preço da energia elétrica em até 28% a partir de 2013. Segundo ela, o atual modelo brasileiro eliminou o risco de racionamento, criou condições para o aumento nos investimentos e ampliou as redes de transmissão e distribuição. No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma destacou que a redução no preço da energia elétrica será possível graças à renovação de contratos de concessão que venceriam entre 2015 e 2017.

“O governo está oferecendo às empresas de energia elétrica a oportunidade de renová-los, mas com uma condição: que aquilo que já foi pago seja retirado da conta de luz. Porque os investimentos feitos lá atrás por essas empresas para construir as hidrelétricas e ampliar as linhas de transmissão e distribuição foram pagos pelos consumidores nas suas contas de luz”, explicou. Ela lembrou que o governo também vai reduzir as taxas cobradas para a geração de energia elétrica dentro de programas como o Luz para Todos e a Tarifa Social de Energia. De acordo com a presidenta, a previsão é que sejam investidos R$ 3,3 bilhões ao ano para manter os programas.

“Vamos ser ainda mais rigorosos e cobrar mais qualidade dos serviços prestados à população. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) está aprimorando os índices de qualidade, que serão exigidos das empresas que fornecem energia, assim como nós estamos fazendo com o serviço de telefone, internet”, explicou.”

(Agencia Brasil)

Receita libera nesta 2ª feira pagamento do quarto lote de restituição do IR

“A Receita Federal vai pagar, nesta segunda-feira (17), o quarto lote de restituição do Imposto de Renda. Um total de 1,9 milhão de contribuintes irá receber R$ 1,8 bilhão de imposto devolvido. O valor corresponde também aos pagamentos residuais dos exercícios de 2011, 2010, 2009 e 2008. O calendário de pagamento dos lotes regulares de restituições começou no dia 15 de junho e vai até 17 de dezembro.

O maior volume de restituições corresponde ao exercício de 2012, que irá beneficiar 1.928.257 contribuintes com R$ 1,7 milhão. O valor já inclui a correção de 3,75% da taxa básica de juros, a Selic. Mais de 25 mil beneficiados são idosos e irão receber R$ 48 milhões.”

(R7.com)

Programa do governo vai desburocratizar registro de empresas

“O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e com a Junta Comercial do Distrito Federal (DF), lançará o “Projeto Integrar”. O objetivo é reunir os órgãos envolvidos no processo de abertura da empresa. Dessa forma, os empresários poderão acessar o sistema de registro de empresas pela internet, entregar os documentos na Junta Comercial que compartilhará a documentação com os demais órgãos envolvidos.

Segundo a presidenta da Junta Comercial do DF, Cristiane Hanashiro Okada, o processo, que será dividido em quatro etapas, vai simplificar e agilizar a formalização das empresas. “Queremos aumentar a produtividades e atrair investimentos para melhorar o ambiente de negócios no Brasil”, disse. A previsão é que o programa seja totalmente implantado no segundo semestre do ano que vem. Quando isso ocorrer, a espera do empresário pela documentação, que atualmente é de 49 dias, deve ser reduzida para nove dias.

Na primeira etapa do Integrar, os empresários vão conseguir analisar a viabilidade de formalizar a empresa na internet. Nas duas fases seguintes, devem preencher todas as informações de contrato social. Somente na última etapa é que será necessário comparecer à junta comercial. Nessa fase, o empresário sairá com toda a documentação para a formalização e legalização dos negócios.”

(Agência Brasil)

AFBNB será recebida por Ary Joel

229 1

Ary Joel foi empossado sob bênçãos de Mantega e tendo Cid como testemunha.

A Associação dos Funcionários do Banco do Nordeste (AFBNB) conseguiu marcar uma audiência com o presidente do banco, Ary Joel. Segundo a entidade, ocorrerá no próximo dia 19. O objetivo é levar ao novo dirigente pleitos da categoria em várias áreas como, por exemplo, concurso público e valorização profissional.

Na ocasião, a AFBNB solicitará diretrizes menos políticas e mais técnicas na Instituição que, nos últimos meses, foi alvo de afastamento de dirigentes e denúncia de operações irregulares.

(Foto – Paulo MOska)

Cid só retorna domingo do eixo Coreia-França

144 1

O governador Cid Gomes é aguardado neste domingo do eixo Coreia-França. Ele manteve contato com grupos de investidores coreanos da área de refinaria e, neste sábado, terá encontro com grupo francês da área  de energia eólica, segundo sua assessoria.

A primeira-dama, Maria Célia, está com o governador, além de um assessor e do empresário Júlio Ventura, este viajando por sua conta.

Presidente da Facic participa de curso na França

O presidente da Facic e conselheiro estadual do Sebrae, Francisco Barreto, participou, na cidade de Fontainebleau (França), do curso “Gestão Estratégica para Dirigentes Empresarias”. O curso foi bancado pelo INSEAD e aconteceu no Business Schoool For The World.

As aulas foram ministradas por professores de vários Países especialistas em negócios e teve a duração de uma semana.

(Foto – José Maria Melo)

Mantega reafirma crescimento da economia

“O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reafirmou hoje (14) que, embora a projeção de crescimento da economia tenha sido revista de 3% para 2%, a atividade econômica brasileira está em pleno aquecimento neste segundo semestre. “Temos que parar de olhar para trás. A taxa é uma média, que está sendo puxada para baixo por causa do primeiro semestre. Conhecemos os detalhes da economia, acompanhamos vários setores e temos indicadores que apontam para a retomada”, declarou, ao participar de evento da revista Exame na capital paulista.

Entre os indicadores que sinalizam ritmo mais acelerado, o ministro destaca o aumento no volume de crédito, o crescimento da atividade industrial e do comércio varejista. A expectativa do ministério é que no próximo ano o Brasil cresça a uma taxa de 4%. Para o ministro da Fazenda, o conjunto de medidas de estímulo vai permitir crescimento sustentado entre 4% e 5% por vários anos. Mantega avalia que as ações de estímulo adotadas pelo governo ainda não resultaram em impacto na economia. “Os efeitos vão se dando aos poucos. A redução da taxa de juros, por exemplo, demora de 8 a 10 meses, ainda mais em um cenário de crise”. Ele destacou, ainda, as medidas de desoneração da folha pagamento e redução das alíquotas de energia que devem surtir efeito no próximo ano.

O ministro justificou também a inclusão de novos setores nas medidas de desoneração da folha, anunciada ontem (13). Ele explicou que o ambiente atual de pleno emprego faz com que haja aumento do custo da mão de obra, diminuindo a competitividade do setor produtivo brasileiro. “Em outros países, em função da crise, o custo da mão de obra está caindo. A situação do Brasil [em relação a criação de vagas] é boa, mas gera problemas para as empresas”, avaliou.”

(Agência Brasil)

Remédios comprometem quase a metade dos gastos com saúde

“As famílias brasileiras comprometeram quase a metade (48,6%) dos gastos mensais com saúde em 2008 e 2009 com a compra de medicamentos, segundo dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares, divulgada nesta sexta-feira (14) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).  No período analisado, os gastos com saúde consumiram 7,2% do orçamento mensal das famílias, o que corresponde a R$ 153,81. Com isso, o dinheiro revertido para medicamentos foi de cerca de R$ 74.

Os remédios pesaram ainda mais para as famílias mais pobres — 74,2% do orçamento destinado à saúde. Já entre a população com rendimentos maiores, essa proporção foi de 33,6%.  A segunda preocupação foi o convênio médico, que respondeu por 29,8% da despesa com saúde.  A hospitalização teve o menor percentual (0,7%). O IBGE estima que esse resultado seja devido ao crescimento, nos últimos anos, do número de famílias que têm planos ou seguro saúde e do atendimento pelo serviço público.

A discrepância de gastos entre as classes sociais também foi verificada na hora de investir nos planos de saúde. Entre as famílias com rendimentos maiores, os gastos com plano e seguro de saúde ocuparam 42,3% do total de despesas.
Para as de renda menor, o item representou 7% do orçamento.”

(R7.com)

BC decreta liquidação extrajudicial de dois bancos

“O Banco Central (BC) decretou hoje (14) a liquidação extrajudicial do Banco Cruzeiro do Sul, com sede na cidade de São Paulo, e do Banco Prosper, do Rio de Janeiro. O Banco Cruzeiro do Sul detém cerca de 0,25% dos ativos do sistema bancário e 0,35% dos depósitos. A instituição estava sob Regime de Administração Especial Temporária (Raet), desde 4 de junho de 2012, devido a suspeita de fraude.

A determinação do regime especial (intervenção e liquidação extrajudicial) ocorre depois que a fiscalização do BC verifica algum tipo de problema na instituição financeira, como ausência de liquidez (recursos disponíveis), desvio de dinheiro, descumprimento de normas ou não pagamento de obrigações. Inicialmente, o BC adotou a intervenção na instituição, com o afastamento da família Índio da Costa do controle do banco Cruzeiro do Sul. A gestão passou a ser feita pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), como forma de proteger os depósitos dos clientes, e a agora foi decretada a liquidação extrajudicial. A instituição financeira em liquidação extrajudicial tem os bens vendidos a fim de pagar credores.

A decisão de hoje do BC abrange a controladora do Banco Cruzeiro do Sul, a Cruzeiro do Sul Holding Financeira S.A., e as empresas Cruzeiro do Sul S.A Corretora de Valores e Mercadorias; Cruzeiro do Sul S.A. DTVM e Cruzeiro do Sul S.A. Companhia Securitizadora de Créditos Financeiros. Essas empresas também estão submetidas ao Raet. De acordo com o BC, o Banco Prosper é instituição financeira que detém aproximadamente 0,01% dos ativos do sistema bancário e 0,01% dos depósitos.”

(Agência Brasil)

Seios siliconados viram orgulho nacional

“Há pelo menos dois meses, o mercado de próteses mamárias de silicone voltou a ser um orgulho exclusivamente nacional. Depois daquele rolo todo das próteses gringas de silicone industrial implantadas em cerca de 25 000 brasileiras, a Anvisa redefiniu os padrões para certificar a qualidade e autorizar a venda das próteses aqui dentro.

Desde então, apenas a curitibana Lifesil e a carioca Silimed conseguiram atender aos padrões de qualidade do Inmetro. Enquanto os fabricantes estrangeiros ainda aguardam a certificação, as duas empresas nacionais juntas já venderam nesse período cerca de 30 000 próteses.”

(Coluna Radar , da veja Online0

 

Atividade econômica do País cresceu 0,42% em julho

“A atividade econômica brasileira registrou crescimento de 0,42% em julho, na comparação com junho deste ano. É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), dessazonalizado (ajustado para o período), considerado o mais adequado pelos economistas para esse tipo de comparação. O crescimento em julho foi menor do que o registrado no período anterior, na comparação entre junho e maio deste ano, quando houve expansão de 0,61%, de acordo com os dados revisados divulgados hoje (14).

Em relação a julho do ano passado, sem ajuste sazonais, houve expansão de 2,34%. Nos sete meses do ano, o IBC-Br registrou crescimento de 1,08% (sem ajustes), na comparação com igual período de 2011. Em 12 meses encerrados em julho, o IBC-Br, sem ajustes, registrou expansão de 1,24%. O IBC-Br é uma forma de avaliar e antecipar como está a evolução da atividade econômica brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível da atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária.

O acompanhamento do indicador é considerado importante pelo BC para que haja maior compreensão da atividade econômica e contribui para as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por definir a taxa básica de juros, a Selic. O Copom tem reduzido a taxa básica como uma forma de estimular a atividade econômica brasileira, que enfrenta efeitos da crise econômica internacional. Os cortes têm sido feito desde agosto do ano passado. Atualmente, a Selic está em 7,5% ao ano.”

(Agência Brasil)

Mantega anuncia desoneração da folha de pagamento de 25 setores da economia

227 1

Mantega, entre Mauro Benevides e senador Pimentel em ato de posse no BNB. 

“O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou hoje (13) que 25 setores da economia serão beneficiados com desoneração da folha de pagamento, além dos 20 para os quais o incentivo foi concedido este ano. O benefício levará a renúncia fiscal de R$ 60 bilhões na arrecadação nos próximos quatro anos. Para 2013, a previsão é R$ 12,83 bilhões. No primeiro semestre de 2012, o governo concedeu igual desoneração a quatro setores. Em agosto, o benefício passou a valer para mais 15. Agora, empresários dos ramos da indústria, serviços e transportes conquistaram redução a partir de janeiro do próximo ano.

Os setores contemplados deixam de pagar a contribuição de 20% ao INSS e arcam com um percentual sobre o faturamento, como forma de compensação. De acordo com o ministro Guido Mantega, os empresários beneficiados mantiveram diálogo com o governo e optaram por fazer a troca. “São setores de mão de obra intensiva, cuja folha de pagamento tem um peso maior no custo da empresa”, disse Mantega. Segundo o ministro, em lugar de pagar R$ 21,5 bilhões de INSS, o total de 45 setores beneficiados desembolsará R$ 8,74 bilhões sobre o faturamento. As empresas exportadoras que aderiram à medida não arcam com qualquer forma de encargo, uma vez que não têm faturamento aferido pela Receita Federal.

Parte das desonerações deve ser incluída por meio de emendas na Medida Provisória (MP) 563, que desonerou os 15 setores iniciais. O restante será objeto de nova MP, prevista para sair até o final desta semana. As medidas fazem parte do Plano Brasil Maior, que concede incentivos a diversos ramos da indústria. Segundo Mantega, a medida aumentará a competitividade da indústria brasileira.”

(Agência Brasil/Foto – Paulo Moska)

Ministério Público Estadual fecha acordo com CCE

“As empresas Cemaz Indústria Eletrônica da Amazônia S/A, atual denominação social da empresa CCE da Amazônia, e Digibrás Indústria do Brasil S/A celebraram, dia 06/08, um Termo de Ajustamento de Conduta com o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) do Ministério Público do Estado do Ceará, comprometendo-se, dentro do prazo de 30 dias corridos, a cumprir todos os acordos pendentes com os consumidores que efetuaram transação em audiências realizadas no DECON.

Segundo informou a promotora de Justiça e secretária executiva do DECON, Ann Celly Sampaio, o objeto do TAC consiste na efetiva indenização dos consumidores; mas, ao mesmo tempo, determina-se a evitar que a conduta das empresas citadas, ainda que involuntária, sirva de paradigma para que outras empresas congêneres, ou não, utilizem-se de idêntica conduta. Em caso de descumprimento voluntário e inescusável por estas empresas de quaisquer das obrigações a ela impostas nas cláusulas do TAC, as referidas empresas sujeitar-se-ão a multa no valor correspondente a 5.000 UFIRs por dia de atraso, que se operará de pleno direito, sendo desnecessário o protesto judicial ou extrajudicial.

Para ela, isto corresponderia à instalação do caos, com manifesto descrédito aos organismos de defesa dos consumidores. Ou seja, seria um retrocesso quanto ao processo de implementação da cultura de proteção e defesa dos consumidores – o que por si mesmo consiste em rito lento, considerados de maneira geral. O cumprimento dos acordos far-se-á independente de eventual aplicação de sanções administrativas pelas Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor atuantes no DECON, ficando exclusivamente a critério do promotor de Justiça titular proceder, ou não, com o arquivamento do procedimento administrativo tramitante em sua respectiva Promotoria de Justiça.”

(Site do MP-CE)

Governo negociará com Estados redução do ICMS sobre tarifa de energia

 

“O governo analisa estabelecer uma negociação com os estados a fim de obter a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) aplicado à tarifa de energia elétrica. A intenção é promover um barateamento da conta de luz superior ao garantido pelo corte de encargos federais, que proporcionará preços de 16,2% a 28% mais baixos. A medida foianunciada esta semana pela presidenta Dilma Rousseff.

A informação foi dada pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que participou hoje (13) do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços. Lobão disse que o assunto pode entrar em pauta nas próximas reuniões do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), órgão que reúne os secretários de Fazenda dos estados e do Distrito Federal.

“Não temos como interferir de maneira coercitiva, mas o governo sempre pode promover uma negociação no Confaz, via Ministério da Fazenda. Há uma reunião [do Confaz] e certamente esse assunto será abordado”, disse. O ministro destacou que o ICMS é o imposto que mais onera a conta de energia, mas, por se tratar de arrecadação estadual, os governos das unidades da Federação têm autonomia para decidir sobre eventuais reduções na alíquota. O governo federal terá que vencer a resistência dos governos estaduais para garantir um ICMS menor.”

(Agência Brasil)