Blog do Eliomar

Categorias para Educação

Funece abre inscrições para seleção de professores

A Universidade Estadual do Ceará (Funece) lançou o Edital nº 39/2017 que tem por objetivo a seleção de professores (ocupação de vagas e cadastro de reserva) para atuação no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), no âmbito da Funece – exercício de 2017.

Serão ofertadas vagas nos cursos de Agricultor Familiar, Avicultor, Caprinocultor, Agente de Informações Turísticas, Inglês aplicado aos Serviços Turísticos, Libras, Agente de Desenvolvimento Sócio Ambiental, Higienista de Serviços de Saúde e Assistente de Secretaria Escolar.

Poderão participar da seleção docentes integrantes do Grupo Ocupacional Magistério Superior (MAG) das Universidades Estaduais do Estado do Ceará; docentes com vínculo funcional nas esferas federal, estadual e municipal; professores sem vinculação com a Administração Pública; e profissionais atuantes nas áreas de formação acadêmica dos cursos com experiência em Educação Profissional.

Inscrições

Os candidatos interessados deverão entregar ficha de inscrição e documentação exigida em Edital na secretaria da Unidade de Educação Profissional da Uece (Unep), no prédio da Reitoria, Campus Itaperi, no período de 17 a 21 de julho, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. O pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 50, deverá ser efetuado por meio de depósito bancário.

O candidato poderá se inscrever, concorrer e ser selecionado, no máximo, em duas vagas/curso/disciplina/município, desde que atenda às exigências de formação acadêmica, que seja do interesse da Funece e que não haja simultaneidade de calendário e horários.

SERVIÇO

*Leia o Edital e o Adendo nº 01.

*Mais informações – (85) 3101-9997.

Depois da SSPDS, a vez da Seduc no bate-papo do governador, via Facebook, com internautas

325 1

 

Depois do secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, André Costa, eis que agora é a vez do o secretário da Educação, Idilvan Alencar, estar no bate-papo semanal, via Facebook, do governador Camilo Santana (PT) com os internautas.

Na terça-feira, a partir das 13 horas, Idilvan vai expor os avanços da área que, no momento, é a menina dos olhos do governador. Ao contrário da segurança – com índices absurdos de violência, a Seduc vem obtendo reconhecimento nacional com seus projetos.

Idilvan Alencar divulgará um pacote que Camilo lançará no dia 4 de agosto no setor educacional e que visa a compra de equipamentos para a rede de ensino. O valor a ser investido é da ordem de R$ 15 milhões.

 

Camilo gira ministérios em Brasília em busca de recursos

O governador Camilo Santana (PT) cumpre agenda, nesta quarta-feira, em Brasília. Um giro pelos ministérios dos Transportes, Educação, Saúde e Justiça.

Na agenda, obras de infraestrutura de estradas, VLT e Metrofor, recursos para o setor educacional e saúde e apoio, no âmbito da Justiça, para ações no plano do sistema penitenciário e de segurança.

(Foto – Rodrigo Carvalho)

Sancionada lei que reajusta gratificações dos professores estaduais

Nesta terça-feira à tarde, no Palácio da Abolição, o governador Camilo Santana (PT) sancionou a lei que reajusta as Gratificações de Atividades Educacionais Especializadas (GAEE) e por efetiva regência de classe dos profissionais do Grupo Ocupacional Magistério (MAG).

Com isso, os professores da rede estadual básica de ensino terão ganho médio de 7,64%, acima do índice da inflação acumulada no período. A GAEE passa a 8,5% em julho, e 12% em novembro, e a regência de classe pode chegar a 52% para quem possuir doutorado.

O ato foi prestigiado pelo presidente do Sindicato Apeoc, Anízio Melo, ao lado do secretário estadual da educação, Idilvan Alencar, e por parlamentares estaduais.

O projeto de lei prevê ainda a atualização da Parcela Variável da Redistribuição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (PVR/Fundeb) para professores temporários. Serão beneficiados ativos e inativos com a regência e a gratificação.

(Foto – Divulgação)

Camilo fecha pacote para a educação

Da Coluna Vertical, no O POVO desta terça-feira (11):

Na estratégia de reforçar a imagem de seu governo com os bons resultados e avanços na área da educação, o governador Camilo Santana (PT) está fechando um pacote de investimentos para o setor, na ordem de R$ 15 milhões.

A informação é do secretário estadual da Educação, Idilvan Alencar, adiantando que, dessa vez, priorizará a aquisição de carteiras escolares, aparelhos de ar-condicionado, mobiliário e computadores para a rede estadual de ensino. Os investimentos na área dos docentes foram feitos, bem como reforma de escolas e a ordem agora é dar boas condições ao ambiente de trabalho. O pacote deve ser lançado em agosto.

Há, no entanto, uma crítica à área educacional: faltam vigilantes nos estabelecimentos. O governo cortou despesas nessa área.

(Foto – Marco Antônio, da Secom /AL)

Comércio Exterior – Estudantes de mestrado da Índia conhecem realidade de Fortaleza

As estudantes indianas de Mestrado em Comércio Exterior na Jindal Global University, Aakanksha Lohia e Sanjana Medipally, se encontram em Fortaleza para conferir algumas iniciativas da cidade com relação à geração de emprego e implantação de negócios.

Elas estiveram com o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), em encontro proporcionado pelo representante do Instituto Brasil África, André Brayner.

“Tivemos a chance de trocar informações relevantes sobre a realidade dos dois países. Pude apresentar iniciativas em Fortaleza como os incentivos à implantação de negócios em áreas de baixo índice de desenvolvimento humano, as operações urbanas consorciadas e outras ações que estimulam a implantação de negócios que gerem emprego e renda em nossa cidade”, comentou Salmito.

(Foto: Divulgação)

Assembleia Legislativa aprova mensagem que garante reajuste a professores

A Assembleia Legislativa aprovou, nessa quinta-feira, a mensagem do Governo do Ceará que reajusta as Gratificações de Atividades Educacionais Especializadas (GAEE) e por efetiva regência de classe dos profissionais do Grupo Ocupacional Magistério (MAG). Com isso, os professores da rede estadual básica de ensino terão ganho médio de 7,64%, acima do índice da inflação acumulada no período. Para entrar em vigor, a lei precisa passar pela sanção do governador Camilo Santana. “Para nós, é uma imensa satisfação reconhecer o trabalho dos profissionais da educação, que têm trazido tantas alegrias para o nosso estado e colocado o Ceará em posição de destaque nacional”, afirmou o governador.

A GAEE passa a 8,5% em julho, e 12% em novembro, e a regência de classe pode chegar a 52% para quem possuir doutorado. Baseado no Plano de Cargos e Carreiras dos professores, os percentuais serão ajustados da seguinte forma:

O projeto de lei prevê ainda a atualização da Parcela Variável da Redistribuição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (PVR/Fundeb) para professores temporários. Serão beneficiados ativos e inativos com a regência e a gratificação.

No texto aprovado, o Governo do Ceará ressalta a contínua política de valorização do magistério da educação básica, bem como o cumprimento do compromisso assumido com os professores. “Os professores cuidam do nosso futuro e são também um instrumento importantíssimo para a cultura de paz, principalmente agora que instituímos a Política de Ensino Médio em Tempo Integral na rede estadual de ensino”, destacou Camilo.

(Também Com AL/CE)

MEC anuncia 100 mi vagas a juro zero para Fies em 2018

O governo federal anunciou hoje (6) a abertura, para 2018, de 310 mil vagas em três modalidades do Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Novo Fies). Dessas vagas, 100 mil serão ofertadas a juro zero para estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos, incidindo somente correção monetária.

O Novo Fies passará a vigorar a partir de 2018. Na modalidade Fies 1, com oferta de 100 mil vagas por ano a juro zero, o estudante pagará uma parcela máxima de 10% de sua renda mensal. Outros pontos de corte serão a pontuação mínima de 450 pontos e nota na redação acima de zero no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou, também, que as universidades serão responsáveis por bancar os custos com as taxas bancárias para os empréstimos. Com isso, a economia para a União será de R$ 300 milhões, segundo o governo. Um fundo garantidor será criado para que as instituições de ensino contribuam para mitigar os riscos das operações.

“Agora as instituições de ensino superior privadas serão sócias também da inadimplência, elas terão que zelar por cada real emprestado, e se por acaso a inadimplência aumentar, elas terão que aportar mais recursos no fundo garantidor”, disse o ministro durante o anúncio do Novo Fies, no Palácio do Planalto.  “Tem que ser sócio no filé e também tem que ser sócio no osso.”

Para o ministro, as modificações garantirão a continuidade do programa. Ele mostrou dados segundo os quais, em seu formato anterior, o programa acumulava uma inadimplência de 46,4%, cujo risco terá que ser absorvido inteiramente pelo Tesouro Nacional.

Na segunda modalidade, o Novo Fies terá como fonte de recursos fundos constitucionais regionais. Em 2018, neste grupo serão ofertadas 150 mil vagas para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a juros de até 3% ao ano, mais correção monetária.

A terceira modalidade do Novo Fies contará com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Neste grupo, 60 mil vagas serão ofertadas em 2018 a estudantes com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos.

(Agência Brasil)

Prefeitura de São Gonçalo do Amarante firma parceria com a Cearaportos

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, por meio da Secretaria de Educação, fechou parceria com a Companhia de Integração Portuária do Ceará (Cearáportos).

O objetivo é traçar estratégias para a ampliação do sistema de visitas que as escolas municipais fazem ao Porto do Pecém. Assim, os alunos poderão conhecer melhor o órgão através de vídeos institucionais, palestras e visitas guiadas às dependências do porto.

(Foto – Divulgação)

MEC libera R$ 347 milhões para universidades e institutos federais de todo o País

O Ministério da Educação (MEC) liberou R$ 347,22 milhões para universidades e institutos federais de todo o país aplicarem em manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil. Desse total, R$ 256,82 milhões serão repassados às universidades federais, incluindo hospitais universitários, e R$ 90,40 milhões para a rede federal de educação profissional, científica e tecnológica.

Mais R$ 2,64 milhões serão repassados ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).

O MEC também aumentou o limite do orçamento de custeio para as universidades e institutos federais de 60% para 70%. O orçamento de capital, utilizado para adquirir equipamentos e fazer investimentos, passou de 30% para 40%.

Os recursos estão previstos na Lei Orçamentária Anual de 2017. Segundo o MEC, essa elevação aumentará o limite de empenho em mais R$ 900 milhões para as universidades e os institutos federais em todo o país, e deverá cobrir as despesas de custeio e investimento das unidades de modo a não comprometer o funcionamento das instituições.

(Agência Brasil)

Chanceler Airton Queiroz é referencial de boa conduta a gerações futuras em Fortaleza, diz Salmito

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), destaca o trabalho do chanceler Airton Queiroz como empresário, nas ações sociais, na educação e no incentivo às artes.

“Foi com grande pesar que recebi hoje a notícia de falecimento do chanceler Airton Queiroz.

Deixo meu abraço fraterno aos familiares, amigos e colaboradores que acompanharam a jornada desse ilustre fortalezense.

Airton foi um dos maiores incentivadores do ensino e da pesquisa em nosso Município. Esteve à frente da Universidade de Fortaleza durante valiosos anos de sua vida, incansavelmente dedicado à promoção da educação de qualidade em Fortaleza. O chanceler era sempre visto pelo Campus acompanhando de perto a rotina da Universidade.

Airton também teve um grande destaque no incentivo à produção artística e à formação de público em nosso Estado. Um dos maiores colecionadores de belas artes do País, Airton disponibilizou acesso à parte de seu acervo para apreciação aberta e gratuita ao público.

O chanceler também teve grande destaque na manutenção de obras sociais e filantrópicas, principalmente na região do Dendê, no entorno da Unifor.

Mais uma vez me sensibilizo e lamento a grande perda para a família Queiroz e para nossa cidade. Acredito que o exemplo deixado por ele é e será um referencial para a boa conduta de gerações futuras em Fortaleza”.

Cordialmente,

João Salmito Filho

Quando um programa de educação tem continuidade

Com o título “Tecendo a manhã da educação”, eis artigo de Sofia Lerche, pesquisadora do CNPq e professora da Uece, destacando os 10 anos do Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC), do governo estadual. “Os resultados de hoje são fruto de um longo processo de maturação, em que se construiu uma robusta rede de colaboração e uma mobilização pela educação”, diz a pesquisadora. Confira:

Em “Tecendo a Manhã”, o poeta João Cabral de Melo Neto descreve o movimento do nascer ao clarear do dia, tecido pelos gritos de galos que, em sintonia não planejada, constroem a manhã. Para além da magistral arquitetura do verso, o texto comporta uma analogia com o processo de cooperação humana, contribuindo para refletir sobre este elemento estratégico ao sucesso de uma política pública.

O que explica o fato de que algumas boas iniciativas permanecem e outras não? No fim dos anos noventa, Judith Tendler, pesquisadora norte-americana recentemente falecida, estudou programas dos governos Tasso Jereissati e Ciro Gomes. Em “Bom governo nos trópicos” (2002), a autora credita o sucesso dos mesmos ao compromisso e reconhecimento dos agentes públicos, bem como à descentralização de ações públicas. Com Lúcio Alcântara, boas práticas tiveram continuidade e aliaram-se à “gestão por resultados”, estratégia de validação de avanços necessários durante a vigência de um acordo com o Banco Mundial.

Tais condições, aliadas à cooperação financeira e técnica entre o Estado e os Municípios, criaram condições propícias a outras ações. Uma delas foi a criação do Comitê Cearense pela Eliminação do Analfabetismo Escolar, iniciativa conjunta da Assembleia Legislativa (capitaneada pelo então deputado Ivo Gomes), Secretaria de Educação e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), à qual se somaram inúmeros outros parceiros.

Inspirado nas boas práticas de gestão iniciadas em Sobral, o relatório do trabalho desenvolvido pelo Comitê (2006) mostrou um caminho a percorrer. O que vem depois, é bem conhecido de todos: o Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic), ícone da política educacional do Ceará.

Ao comemorar, com razão, dez anos desta bem-sucedida política, é oportuno lembrar que os resultados de hoje são fruto de um longo processo de maturação, em que se construiu uma robusta rede de colaboração e uma mobilização pela educação. O Paic é motivo de orgulho e deixou importante legado. Mas é preciso ter humildade. Tal como nos dizia o escultor de palavras pernambucano, “um galo sozinho não tece uma manhã: ele precisará sempre de outros galos. De um que apanhe esse grito que ele e o lance a outro (…) para que a manhã, desde uma teia tênue se vá tecendo, entre todos os galos”. Governos passam, princípios permanecem. A manhã da educação, apenas começa a entretecer-se. Luz balão.

Sofia Lerche Vieira

sofialerche@gmail.com

Pesquisadora do CNPq e professora do Programa de Pós-Graduação da Uece

IBGE reconhece erro em dados de pesquisa

Para o coordenador de Trabalho e Rendimento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Cimar Azevedo, “o problema não é relevante”, mas 7,1 milhões de brasileiros passaram a ser considerados analfabetos, em apenas três meses, e salários de trabalhadores subiram de modo significativo, apesar do momento de maior crise financeira no País.

Os erros na pesquisa do IBGE, sobre mercado de trabalho, teriam sido provocados por uma mudança na metodologia dos questionários, que estariam passando por um “aprimoramento”. O órgão avalia passar a rodar duas pesquisas simultâneas: uma com a nova metodologia e a outra com a antiga.

Como a pesquisa teve como foco o setor da economia, Cimar Azevedo acredita que um dado equivocado na área da educação não seria de tamanha relevância.

Outro erro…

(com agências)

Sobral tem o maior número de escolas premiadas no Ceará

Celebrando os 10 anos do Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Paic), o Governo do Estado do Ceará entregou o Prêmio Escola Nota Dez para 262 escolas públicas com os melhores desempenhos de Alfabetização e proficiências em Língua Portuguesa e Matemática.

As escolas municipais de Sobral (Zona Norte) conquistaram 22 premiações, colocando essa cidade com o maior número de escolas premiadas no Estado do Ceará, segundo dados do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece), em 2016.

(Foto – Divulgação)

Editorial do O POVO destaca redução do analfabetismo no Ceará

Com o título “Redução do analfabetismo no Ceará: muito a celular”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira. Confira:

Celebrar resultados positivos na educação do Estado é sempre animador. Fala-se de um valor cujos efeitos não podem ser sentidos, muitas vezes, a curto prazo, mas suas consequências são poderosas. Por isso, é alentador comemorar a queda do índice de analfabetismo no Ceará. Em dez anos, o número de analfabetos caiu de 32% para 0,7% – mesmo com as crianças estando nas escolas, o que deixa a situação mais caótica.

O Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Paic), que completa uma década, é o grande propulsor da conquista. O projeto inspirou o Governo Federal, há cinco anos, a lançar o Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa, o Pnaic. O mote é o mesmo: transformar a educação básica, fazendo com que as crianças brasileiras saibam ler e escrever na idade adequada.

No Ceará, as comemorações de 10 anos do Paic vieram com os resultados bem-sucedidos da queda do analfabetismo. Isso não é pouco. Significa assumir a responsabilidade de gerações que não cumpriram metas de uma função também social. Significa dar a toda uma gente a oportunidade de cidadania ao estimular suas competências. Significa estimular em cada um que ora pode ler e escrever mais do que decodificar símbolos da língua, mas exercer sua autonomia dignamente.

Um Estado com bons índices de educação é capaz de fornecer melhores perspectivas de desenvolvimento para sua população, que, educada e instruída, passa a entender melhor até como eleger seus representantes. Priorizar a educação deve ser meta cumprida – com recursos bem investidos. Não só materiais, mas também humanos, haja vista que números desse tipo encorajam educadores em sua missão.

É preciso lembrar que o Plano Nacional de Educação (PNE) previu a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) – um instrumento específico para medir o domínio da leitura, da escrita e da matemática. Os dados mais recentes são de 2014. Segundo a ANA, 77,8% das crianças do 3º ano do Ensino Fundamental do País apresentam aprendizado adequado em leitura e 65,5% estão no mesmo patamar em relação à escrita. Na matemática, 42,9% têm aprendizado adequado. Os dados estão no Anuário Brasileiro da Educação Básica 2017, editado pelo Movimento Todos pela Educação.

É hora de o Ceará celebrar, mas não há desafios. Ainda há analfabetos a descobrirem o mundo. Enquanto, em alguns lugares, discute-se a alfabetização digital, ainda se combate por aqui o iletrismo, o analfabetismo e o analfabetismo funcional. Que haja disposição para fazer uma educação que se destaque também de forma qualitativa. Parabéns ao Estado pela conquista!

O Sucesso do Programa de Alfabetização na Idade Certa

Com o título “A Rede Paic pelo Ceará”, eis artigo da vice-governadora Izolda Cela, que pode ser conferido no O POVO, comemorando os 10 anos do sucesso do Programa de Alfabetização na Idade Certa, por  ela implantado quando titular da pasta da educação. Confira:

Sim, há muito a comemorar nestes 10 anos de Paic, desde seu início como Programa de Alfabetização na Idade Certa, em 2007. Partimos de uma dramática situação de analfabetismo escolar no Ceará, evidenciada pelas pesquisas realizadas no âmbito do Comitê Cearense pela Eliminação do Analfabetismo Escolar. O inaceitável analfabetismo das crianças ao longo do ensino fundamental (sim, elas estavam na escola) tinha conexões com as fragilidades dos processos relativos à alfabetização de crianças tanto nas instituições formadoras de professores quanto na própria escola e suas redes. Somada a isso, a ausência praticamente generalizada de responsabilização nas gestões públicas pelos resultados de aprendizagem.

Buscar culpados? Absolutamente. Seria certamente injusto e, principalmente, improdutivo atribuir o peso desta tragédia silenciosa a um único ator. Responsáveis? Todos. E uma das estratégias de êxito do Paic é exatamente o fato de pôr em movimento uma grande rede de educadores, gestores técnicos e políticos, parceiros, comunidade local (famílias e outros) em prol do sucesso da aprendizagem das crianças na idade certa. Idade certa? Sim, exatamente aquele período em que a criança, se adequadamente estimulada, tem as competências necessárias para exercer os primeiros atos de leitura e escrita com autonomia, independente de sua condição econômica ou étnica. Se a criança não aprende a ler com proficiência, o seu processo de escolaridade segue com grande prejuízo.

O trabalho desta rede vem se firmando principalmente no regime de cooperação entre Governo do Estado e Municípios cearenses. A coordenação da Secretaria da Educação (Seduc) se estrutura em ações relacionadas à melhoria da gestão das secretarias e das escolas, da avaliação e monitoramento, da ação pedagógica em sala de aula, e da política de educação infantil. Os municípios cearenses foram protagonistas do progressivo movimento de melhoria dos resultados de aprendizagem das crianças. Sim, elas aprendem! Para isso, só são necessários decisão política, a organização dos processos de ensino e o compromisso cívico.

Sim, ainda há muito, muito a fazer! Para isso segue o Mais Paic (Programa de Aprendizagem na Idade Certa). Se o Ceará, estado nordestino com alto nível de pobreza, começa a surpreender pela vigorosa melhoria nos resultados da base escolar, grandes desafios ainda nos convocam. A boa notícia é saber que podemos. Não é passe de mágica, não é com a velocidade dos nossos sonhos… mas é no chão da realidade do trabalho, da competência e compromisso de uma grande rede que seguiremos contribuindo para a transformação do nosso Ceará.

*Izolda Cela

izolda@vicegov.ce.gov.br
Vice-governadora do Estado do Ceará

Banda de Música do Piamarta vai comemorar 45 anos

O Centro Educacional da Juventude Padre João Piamarta vai comemorar os 45 anos de sua banda de música batizada com o nome de “Dona Luíza Távora” (era a mulher do ex-governador Virgílio Távora e que em vida foi benemérita do estabelecimento).

A cerimônia ocorrerá no dia 1º de julho próximo, a partir das 18 horas, com um concerto no Cineteatro São Luiz. A regência é do maestro Rômulo Santiago.

(Foto – Divulgação)

Sobral comemora os 10 anos do Programa de Aprendizagem na Idade Certa

Comemorando os 10 anos de criação do Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic),

A cidade de Sobral (Zona Norte) comemorou os 10 anos de criação do Programa de Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic). A solenidade reuniu secretários, perfeitos, crianças, professores, diretores e técnicos dos municípios da Crede 6, no Centro de Educação a Distância do Ceará. Foi na última segunda-feira.

Promovida pela Secretaria da Educação do Estado do Ceará, através da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação Crede 6, a solenidade contou com a presença do coordenador da Crede 6, Daniel Costa, e do secretário da Educação de Sobral, Herbert Lima.

A comemoração pelos 10 anos do Programa de Aprendizagem na Idade Certa será encerrada nesta quinta-feira (22), com a entrega do Prêmio Escola Nota Dez.

DETALHE – As escolas municipais de Sobral conquistaram 22 premiações no prêmio Escola Nota 10, que serão entregues pelo governador Camilo Santana, no Centro de Eventos, em Fortaleza.

(Foto – Divulgação)

Vereador pede a criação do Colégio da Guarda Municipal

O vereador Soldado Noélio (PR) fará, nesta sexa-feira, uma visita técnica à sede do Colégio da Polícia Militar do Ceará, em Juazeiro do Norte (Região do Cariri). Ali, ele vai se reunir com os gestores da escola para conhecer de perto a estrutura, entender o seu funcionamento e saber sobre como foi o processo de implantação dessa unidade.

O Soldado Noélio tem um projeto de Indicação que pede a criação do Colégio da Guarda Municipal. Segundo o parlamentar, a ideia é criar uma instituição aos moldes dos colégios da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Ceará.

“Esses colégios são exemplos e referência de disciplina e educação de seus alunos. Eles são reconhecidos pela excelência de seu ensino e pelos bons resultados alcançados pelos seus estudantes nos indicadores de qualidade de ensino e nos processos seletivos de instituições de ensino técnico e superior. No último Enem, por exemplo, o Colégio da Polícia Militar obteve o índice de 80% de aprovação. É por isso que o número de pais que procuram matricular seus filhos nessas instituições aumenta a cada dia”, explica o Soldado Noélio.

A criação do Colégio da Guarda Municipal beneficiará, na sua avaliação, centenas de crianças e adolescentes de Fortaleza, pois ele atenderá não só os filhos e dependentes legais dos servidores da Guarda Municipal, mas toda a sociedade cearense. Em fevereiro último, o vereador realizou visitas técnicas na Escola da Polícia Militar de Fortaleza e no Colégio dos Bombeiros.

(Foto – Câmara Municipal)