Blog do Eliomar

Categorias para Eleições 2010

Eleições 2010 – Vem aí o "Lúcio Pitbul"

“Nós vamos de Lúcio Pitbul!”, afirma o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, ao se referir ao ex-governador Lucio Alcântara como a opção do Partido da república para disputar a sucessão do governador Cid Gomes (PSVB). Para Robeto, que recebeu Lúcio em sua casa, nessa noite de quarta-feira, não há mais volta.

Coom Lúcio Alcântara no páreo, o que só será confirmado durante a convenção estadual do PR, marcada para 29 próximo – local indefinido ainda, acaba “esse absurdo que era eleição no W.O”. Para Roberto, disputa sem adversários fortes seria um desrespeito à tradição política do Estado”.

Ele elogiou a decisão do PSDB de ter candidatura própria ao Governo, com nome cogitado para ser lançado na próxima segunda-feira. “Isso é bom para a democracia, é bom para o povo que pode ter opções. Se alguém pensava que iria disputar sem adversário, agora está ganhando dois”, disse.

TSE confirma multa de R$ 10 mil para Lula por propaganda antecipada

“Numa decisão unânime, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mantiveram a multa de R$ 10 mil ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, pela prática de propaganda eleitoral antecipada em favor da então pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, durante a inauguração da sede do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados de São Paulo, no último dia 22 de janeiro.

Relator do recurso, o ministro Aldir Passarinho Junior, afirmou que a decisão da corte não precisa ser reformada, uma vez que fixou a punição com base em sua jurisprudência. Segundo Passarinho, o presidente da República fez propaganda subliminar para Dilma Rousseff.

No evento, após o discurso da ex-ministra, Lula afirmou que estava impedido de dizer quem seria seu sucessor “por questões legais”. “Espero que vocês adivinhem”, disse, arrancando risos da plateia.

A multa confirmada ontem pelo TSE foi aplicada no fim de março. A decisão dos ministros foi apertado – 4 a 3 – com direito a um pedido de vista que fez o ministro Carlos Ayres Britto reconsiderar seu voto em favor da punição com multa ao presidente Lula. A propaganda eleitoral só ser feita a partir do dia 6 de julho.”

 (Agência Brasil)

Dilma conferirá São João de Caruaru

O coordenador da campanha de Dilam Rousseff no Nordeste, ex-ministro Humberto Costa (Saúde), anuncia, vai twitter, ter conversado com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e os dois fecharam a agenda da petista para o São João de Caruarua. Dilma Rousseff dará o ar da graça ali no próximo dia 22.

O primeiro evento de Dilma será ainda pela manhã em Caruaru, no Agreste.  A pré-candidata vai  visitar o Alto do Moura, bairro onde nasceu o artesão Mestre Vitalino e que é um dos pólos de animação no São João. Depois, a pré-candidata dará entrevista a uma rádio e uma TV local. A partir de 13 horas, a ex-ministra vai almoçar com lideranças políticas do Estado. Devem estar presentes o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT ), o prefeito do Recife, João da Costa, além de deputados federais, estaduais e representantes dos diversos partidos que compõem a base aliada.

Às 16 horas, Dilma segue para um hotel na cidade para descansar e às 20 horas visita o Pátio do Forró, onde assistirá a apresentação de artistas locais. Os detalhes sobre hospedagem e o deslocamento da pré-candidata para o Recife vão ser definidos pelo seu staff. Além de Humberto, o governador Eduardo Campos também conversou recentemente com outros nomes do PT e dos partidos aliados para definir a agenda da ex-ministra, como o ex-prefeito do Recife, João Paulo.

(Com Bl0g da Folha)

PCdoB vibra com decisão do PSDB de sair da base cidista e lançar chapa

O presidente estadual do PCdoB, Carlos Augusto Diógenes, o “Patinhas”, comemorou, nesta quarta-feira, a decisão do PSDB de lançar candidato próprio à sucessão do governador Cid Gomes (PSB). Para ele, isso é bom para a democracia e, principalmente, para a base aliada de Lula no Estado.

Patinhas segue a tese de que o PSDB fora do arco de apoio de Cid Gomes dará a chance ao eleitorado de conhecer, comparar e avaliar o que foi o governo dos tucanos e o que tem sido a administração do presidente Lula.

“Não era bom esse negócio de o PSDB estar apoiando o governador. Não tinha condição”, disse o dirigente comunista. Ele lembrou que não seria bom a base lulista estar fazendo campanha para Dilma convivendo com um grupo que apoia José Serra. “Agora, com, a separação, fica melhor para a campanha e. não tenho dúvidas, para nosso projeto que é contra o Neoliberalismo”, destacou Patinhas.

Nesta quata-feira, o PCdoB está realizando em Brasília congresso de apoio à candidatura de Dilma Rousseff.

PMDB estadual extingue diretório de Itarema em represália a prefeito

Gaudêncio e o neopeemedebista Raimundo Macedo.

O diretório municipal do PMDB de Itarema (Litoral Oeste) não foi renovado pela cúpula estadual do partido. A informação foi dada, nesta quarta-feira para este Blog, pelo presidente em exercício da legenda, empresário Gaudêncio Lucena. Com a medida, o prefeito Robério Monteiro terá que arranjar outro partido se quiser, na próximas eleições, disputar algum mandato.

Gaudêncio adianta que, além dessa decisão, a cúpula estuda a possibilidade de convocar a  Comissão de Ética para avaliar a possibilidade de expulsar o prefeito que não quer votar no deputado federal Eunício Oliveira para o Senado. Para o dirigente peemedebista “é um absurdo que um militante e, em epsecial, uma liderança como é o prefeito, querer optar por outros candidatos, quando nós temos opção”.

Esse é o primeiro caso avaliado e resolvido pela direção estadual, avisa Gaudêncio.

IGUATU

Sobre a posição do prefeito Agenor Neto, de Iguatu (Centro-Sul), também não disposto a votar em Eunício Oliveira para o Senado, Gaudêncio disse que “o caso ainda será apreciado”.

DETALHE – O prefeito Robério Monteiro é ligado politicamente ao deputado federal Aníbal Gomes.

TSE decide nesta 5ª feira extensão do "Ficha Limpa"

“Políticos com ficha corrida na Justiça saberão, nesta quinta-feira, 17, se vão poder disputar as eleições deste ano ou se vão ser as primeiras vítimas do projeto de lei da Ficha Limpa, aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no último dia 4.

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretendem decidir se políticos condenados antes de aprovada a lei estão proibidos de se candidatar nas eleições deste ano ou se as novas regras atingirão apenas aqueles que forem condenados a partir do dia 7 de junho, data em que o texto foi publicado no Diário Oficial.

A dúvida sobre a abrangência da norma foi provocada por uma alteração de última hora sugerida no Congresso pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ). A emenda trocou a expressão “tenham sido” por “que forem”. O texto do projeto aprovado pela Câmara determinava que não poderiam se candidatar políticos que “tenham sido condenados” por órgão judicial colegiado ou em última instância. Com a alteração, a lei passou a firmar que “os que forem condenados” não poderão disputar as eleições.

Senadores que defenderam a alteração explicaram, após a aprovação do projeto, que esta era uma mera mudança de redação. Até porque, disseram, se a emenda aprovada no Senado alterasse o sentido do projeto, o texto não poderia ter seguido para a sanção do presidente da República. A proposta teria de retornar à Câmara para ser submetido a nova votação.

A depender do entendimento dos ministros, os políticos já condenados em decisão transitada em julgado ou por órgão colegiado por uma série de crimes – entre eles, compra de votos gastos ilícitos de dinheiro de campanha, crime contra o sistema financeiro, abuso de autoridade, lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, formação de quadrilha – ficarão de fora nestas eleições.

O presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, no entanto, admitiu que a regra é controversa e que por isso precisa ser examinada pelos integrantes do tribunal. “Vou refletir sobre a questão do tempo verbal (do texto da lei), que precisa ser analisado”, disse na semana passada.

Consulta. Os novos critérios de inelegibilidade passaram por uma primeira avaliação do TSE na semana passada. Ao responder uma consulta protocolada pelo senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), os ministros concluíram que a nova legislação vale para as eleições deste ano, mesmo que a lei tenha sido sancionada às vésperas das convenções partidárias.

Por 6 votos a 1, os ministros entenderam que as alterações na legislação valem para estas eleições. O relator da consulta, ministro Hamilton Carvalhido, afirmou que a nova regra não interfere no processo eleitoral e, por isso, não precisaria ser aprovada um ano antes de iniciado o processo eleitoral para vigorar. O único a divergir foi o ministro Marco Aurélio, que votou pelo não conhecimento da consulta.”

(Agência Estado)

Presidente do DEM diz que partido indicará o vice de Serra

 

“A duas semanas da realização de sua convenção nacional, o DEM pressiona o PSDB para garantir a vaga de vice-presidente na chapa encabeçada pelo tucano José Serra. Com o prazo para essa definição terminando e sem que o PSDB confirme a opção por um nome do DEM, o comando nacional do partido ameaça se rebelar e esfriar o apoio à campanha de Serra. O problema é que os integrantes do DEM sabem que essa opção prejudicaria o futuro do próprio partido, que aposta na vitória de Serra para recuperar espaço político.

O presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), diz que o partido não está ameaçando Serra, mas não esconde sua insatisfação com a demora dessa definição. Diz que o partido indicará o vice na sua convenção no próximo dia 30 e avalia que Serra poderá até ser derrotado se “não fizer uma chapa que respeite os aliados naturais”. A seguir, os principais trechos da entrevista.

O DEM está pressionando José Serra e o PSDB para ficar com a vaga de vice-presidente na chapa? É possível acreditar numa suposta ameaça de abandono da aliança sabendo que essa candidatura é apoiada pela imensa maioria do partido?

Não se trata de ameaça. O problema é se o Serra quer ganhar ou perder a eleição. Numa disputa apertada, que poderá ser decidida por apenas uns 3 pontos porcentuais de diferença, contra um governo que é popular e populista, se não fizer uma chapa que respeite os aliados naturais, você não ganha.

Esse tipo de pressão não atrapalha a candidatura?

O DEM já deu prova de sua colaboração quando aceitou abrir mão da vice em favor de Aécio Neves. Até porque achamos que ele tinha plenas condições de também ser candidato. Mas não existe pressão porque nas nossas conversas com o PSDB existe o compromisso de a vice ficar com o partido.

Serra assumiu esse compromisso com o DEM? Assumiu com o senhor?

Esse compromisso existe nas conversas que sempre mantenho com o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE). Aprovaremos nosso candidato a vice na convenção do partido no dia 30 de junho num processo com a total participação de José Serra.

Mas a convenção será dia 30 de junho e o PSDB pode registrar a chapa até 5 de julho. Se até a convenção, o PSDB não anunciar nenhum acordo oficial com o DEM em torno do vice, o partido escolherá alguém mesmo assim?

Fora o nome de Aécio Neves, não existe nenhum nome que justifique que o vice não seja do principal partido da aliança política. Não há ameaças e o DEM vai indicar o vice no dia 30, num processo de escolha com a participação direta de Serra e do PSDB. Esses são os sinais que recebo nas conversas com o comando do PSDB.

E se o PSDB não indicar um vice do DEM?

Vai indicar.

Cid deixa porta entreaberta para o PSDB

“A gente conversa com qualquer partido que queira somar com o Governo”, afirmou, nesta quarta-feira, o governador Cid Gomes (PSB), ao ser indagado se o canal de diálogo com o PSDB ainda poderia ser retomado. Os tucanos prometem anunciar, na próxima segunda-feira, seu candidato a governador

O vice-presidente regional da legenda, deputado federla Raimundo Gomes de Matos, em post deste blog, garante que a candidatura do PSDB à sucessão de Cid Gomes virou um fato “irreversível”.

O governador não aprofundou avaliações sobre a postura dos tucanos, mas reafirmou que é importante compor com o maior número de partidos. Para Cid, a governabilidade é importante. Ele falou rapidamente antes de dar início ao segundo dia de reunião com o secretariado. Esse encontro, iniciado nessa terça-feira, na Residência Oficial, avalia o Monitoramente das Ações e Projetos Prioritários (MAPP).

Cid Gomes deverá embarcar nesta quinta-feira para São Paulo, onde se engajará a uma comitiva formada por gestores dos 12 Estados que terão sua Capital sendo sede de jogos da Copa 2014. De lá, a rota é a Copa da África do Sul, onde todos conhecerão toda a logística de organização do certame.

Nesse roteiro, Joamnesburgo, Durban e Pretória, onde o gurpo assitirá a cinco jogos da Copa. No domingo, o governador vai conferir a segunda partida da Seleção Brasileira na competição. O adversário será a Costa do Marfim. O retorno ao Brasil, que marcará retomada das negociações políticas de Cid com a base aliada, ocorrerá no próximo dia 24 próximo.

Justiça manda PDT de Fortaleza marcar data da convenção

O escritório Lubbad Advogados Associados, por meio dos advogados Alexandre Pontieri, Fernando Férrer, Leandro Vasques, Edilson Neto, Rodrigo Rocha e Eugênio Vasques, impetrou Agravo de Instrumento interposto contra decisão do juiz titular da 19ª Vara Cível que entendeu por bem revogar, em parte, a decisão proferida no plantão judiciário que obrigava o Diretório Municipal do PDT marcar, em 24 horas, nova data para realização da convenção municipal do partido.

No Agravo, o desembargador-relator Emanuel Leite Albuquerque, atendendo ao pleito do presidente de hora pedetista, Araújo Castro, manteve a decisão primeira (da juíza plantonista).

Ou seja, o Diretório Municipal tem 24 horas para marcar a data da convenção do partido, sob pena de aplicação de multa diária por descumprimento.

PR não descarta disputar Governo com Lúcio Alcântara

O Partido da República no Ceará pode mesmo apostar no nome de Lúcio Alcântara para disputar o Governo do Estado. Admitiu, nesta quarta-feira, o deputado federal Léo Alcântara, filho do ex-governador. Segundo diz, o PR ainda vive uma fase de “muitas conversações”, mas comemora o cenário político estadual que mudou, a partir do momento em que o PSDB decidiu lançar candidatura própria ao Governo. Os tucanos prometem para segunda-feira divulgar o nome do postulante.

“O quadro agora é diferente, mudou. Antes, tínhamos um governador indo para uma eleição sem adversários, uma situação que nunca houve na história politica do Ceará. Agora isso mudou e exige muita conversa”, observa Léo Alcântara. Ele deixa claro que a opção de Lúcio vir a disputar deverá ser discutida pelo PR até a próxima semana. “Existem várias como ele disputar o Senado ou o Governo. Tudo está sendo avaliado”, acentua.

O parlamentar informa que, de certo mesmo da parte do seu partido até o momento, estão duas decisões: a primeira, o PR apoiará a candidatura de Dilma Roussef para presidentef, fazendo sua campanha na condição de sigla da base aliada de Lula, e a segunda é que vai realizar sua convenção estadual, em local a ser definido, no próximo dia 29.

Vice do PSDB diz que candidatura ao Governo é "irreversível"

O vice-presidente regional do PSDB, deputado federal Raimundo Gomes de Matos, garantiu, nesta quarta-feira, que a decisão do partido de lançar um candidato ao Governo é “irreversível”. Os tucanos prometem anunciar o postulante na próxima segunda-feira.

“Não há recuo. Essa decisão foi amadurecida com nossas bases e vamos partir para a disputa. É importante o PSDB ter candidato até como forma de ajudar seus postulantes a cargos proporcionais e montar palanque para o Serra”, explica o parlamentar.

Raimundo Gomes ém diz que um outro obstáculo para um possível acerto com o PSB do governador Cid Gomes, apoiado até bem pouco tempo pela legenda, foi o fator tempo. “Os prazos se esgotaram”, acentua.

Sobre nomes para a disputa, o dirigente tucano informa que as conversações com outros partidos estão ocorrendo e que a disposição é formar uma “boa aliança”. Com o PSDB, já está o DEM e o partido tenta atrair outras legendas como o PPS e o PR.

Gomes de Matos diz que o PSDB tem um leque de opções para disputar o Governo e cita os deputados estaduais Marcos Cals, Cirilo Pimenta e luiz Pontes e também o emprésario Beto Studart, nome que considera leve e em condições de empolgar o eleitorado.

Eudes Xavier: PSDB disputando o Governo dará ao eleitor opção para comparar projetos

O deputado federal Eudes Xavier (PT) considerou importante a decisão do PSDB de marchar com candidatura própria ao Governo do Estado. “Isso é bom, porque vai clarear melhor os projetos que cada um defende”, disse, nesta quarta-feira, o petista.

Para ele, a partir de agora, a população poderá optar pelos que defendem o neoliberalismo, no caso do stucanos, ou por ações em favor da maioria dopovo brasileiro, o que, conforme o parlamentar, vem marcando a gestão do presidente Lula.

Eudes Xavier disse que essa disputa vai ser boa para a democracia e fazer com que a campanha seja de projeto. “É nessa área que nós esperamos ganhar, apresentando ao povo o que Lula fez e vem fazendo: um governo para todos e não para poucos como era no passado”, disse.

Com aval do vice-prefeito, Messejana terá reformas do cemitério e mercado público

O titular da Regional VI, Régis Tavares, assina, nesta quarta-feira, a ordem de serviço para obras de reforma do cemitério e do mercado público de Messejana e ainda reforma do canteiro da avenida Viena Weyne. Essas obras envolvem um total de R$ 646 mil.

São projetos que foram negociados pelo então titular dessa regional, o vice-prefeito Tin Gomes (PHS). Haverá festa de lideranças comunitárias.

Tin, bom lembrar, é pré-candidato a deputado estadual.

E agora, Eunício Oliveira?

O que andaram fazendo com os prefeitos peemedebistas Agenor Neto, de Iguatu, e Robério Monteiro, de Itarema. O dois estão repetindo o mesmo discurso de apoio ao pré-candidato ao Senado, José Pimentel (PT) e respaldo à reeleição do senador Tasso Jereissati.

Nada de apoio ao presidente regional do PMDB e pré-candidato a senador, Eunício Oliveira. Os dois inclusive, garantem não temer represálias por parte do partido e lembram que não são mais candidatos à reeleição.

Agenro Neto sempre diz que apoiará Tasso porque ele ajudou o povo de Iguatu. Na mesma linha segue Robério Monteiro.

A PROPÓSITO, como fica a pré-candidatura de Eunício Oliveira diante de um cenário onde o PSDB deve lançar postulante ao Governo?

Líder do DEM apoia Mercadante para governador de São Paulo

“O vereador Carlos Apolinário, líder do DEM na Câmara Municipal de São Paulo, declarou apoio ao petista Aloizio Mercadante na disputa ao governo paulista. “São Paulo não está precisando de um gerente. Ele está precisando de um governador que tenha a capacidade administrativa e que tenha vontade política de mudar o Estado”, afirmou o vereador, em crítica indireta ao ex-governador Geraldo Alckmin, candidato do PSDB ao governo.

Apolinário também criticou o governo do PSDB, mas disse que sua posição é individual. “Eles acham que ser um bom governador é pagar bancos e empreiteiras. A dívida que precisa ser paga é com os mais pobres, basta ver o governo Lula para saber o que será o governo Mercadante aqui em São Paulo”, disse. Na semana passada, vereadores de partidos aliados a Alckmin participaram de reunião com Mercadante.

Representantes do DEM e do PTB, siglas que declararam apoio a Alckmin, foram a um café da manhã oferecido ao senador na Câmara Municipal de São Paulo. A presença deles foi comemorada pela equipe de campanha do petista. Na pré-campanha, Mercadante investiu no contato com políticos que estão na ponta da comunicação com o eleitorado, como vereadores e prefeitos. Vereadores de siglas aliadas ao tucano embarcaram nas críticas. “Andei com o Alckmin na campanha à prefeitura, em 2008. Desde então, ele nunca me telefonou. O senador, ao contrário, sempre que pode, me liga”, afirmou Adilson Amadeu (PTB).”

(Folha.com)

PDT quer ser vice de Cid Gomes e apresenta Flávio Torres como a opção

O PDT decidiu revindicar a posição de vice na chapa pró-reeleiçao do governador Cid Gomes. Essa foia principal decisão tomada pela executiva estadual do partido, que se reuniu nesta manhã de terça-feira, no escritório político do presidente regional da legenda, André Figueiredo.

O deputado federal Ciro Gomes esteve momentos antes na reunião pedetista  e conversou com André Figueiredo. Ciro considerou o pleito legítimo, observando que o único partido da base aliada cidista que tem uma senadora, no caso Patrícia Saboya, é o PDT. 

Segundo o presidente pedetista André Figueiredo, o partido vai abrir mão desse cargo e pleitar a vice de Cid Gomes, apresentando como opção o presidente de honra Flávío Torres. Já Patrícia Saboya deve ir para deputada federal.

Ex-governador comemora o fim do W.o na disputa governamental

Eis o que escreveu em seu Blog, nesta terça-feira, o ex-governador Lúcio Alcântara. O nome dele aparece na lista dos “governamentáveis”:

Vitória

A campanha eleitoral ainda não começou e já me considero um vitorioso. Calma, não falo, ainda, de candidatura.

Ha muito tempo venho repetindo, quando tive espaço para falar, que era um absurdo inaceitável a situação em que se encontrava a política do Ceará. Uma família, fascinada pelo poder, com uma visão oligárquica do governo, dominava as instituições e tentava submeter a própria sociedade aos seus caprichos autoritários.

A expressão mais visível desse estado de coisas era a ausência de oposição e a escassez crítica da mídia. Tudo dominado, o próximo passo seria a candidatura única do governador à reeleição. Colunistas amestrados (crédito para Hélio Fernandes) já davam o fato como consumado.

Reagi como pude à essa tentativa de humilhar o Ceará e os cearenses. Introduzi no dicionário político local a expressão W.O., própria do futebol, para dizer que os eleitores não ficariam sem opção quando chamados a escolherem seu governador.

Empenhei-me, solitário, no início, na formação de uma força política que pudesse se contrapor à hegemonia instalada no poder que consistia grave ameaça à liberdade e à democracia.

O preço que tenho pago pela posição que assumi, sendo alto, ainda é pequeno, diante da relevância da missão que me impus, com a responsabilidade de uma longa vida pública premiada pelo carinho e o respeito do meu povo.

Os acontecimentos recentes, quando o PSDB despertou da letargia e deixou de aspirar os vapores inebriantes do poder, animam-me a pensar que está encerrado o tempo do silêncio político imposto pelo medo e a distribuição de favores, costume que retorna com a restauração de nefastas práticas políticas.

Espero que se inaugure nova fase na política local onde haja espaço para a crítica e o contraditório, que são a essência da democracia indispensáveis ao respeito e legitimação dos governos.

Vice – Se vier prévia, Cartaxo leva

 

O deputado estadual Dedé Teixeira (PT) informou, nesta terça-feira, que o ex-secretário estadual das Cidades, Joaquim Cartaxo, ganhou força dentro do partido em seu objetivo de tentar sair vice na chapa pró-reeleição do governador VCid omes (PSB). De´de, apoiador de Catgaxxo, disse que 19 diretórios querem endossar o ex-secretário. Eles dão garantia também de que se hovuer pévias, Cartaxo terá seu nome endossasdo para essa posição.

Estão respaldno Cartao os diretotries de: Juazeiro do Norte, Canindé, Viçosa do Ceará, Senador Pompeu, Morada Nova, Tejuçuoca, Baturité, Icapuí, Russas,Tabuleiro do Norte, Itaitinga, Carius, Umirim, Irapuan Pinheiro, Itapipoca, Pedra Branca, Massapê, Horizonte, Tamboril. Vale destacar que os  diretórios das grandes cidades: Juazeiro, Itapipoca, Senador Pompeu, Russas, Tabuleiro do Norte, Morada Nova, Horizonte (RMF) e Itaitinga (RMF).