Blog do Eliomar

Categorias para Eleições 2018

A Importância das eleições legislativas

Com o título “A importância das eleições legislativas”, eis artigo de Cleyton Monte, cientista político, que fala sobre um pleito fundamental para o País: a eleição dos futuros congressistas. Confira:

Não faz muito tempo. No dia 17 de abril de 2016 (domingo à noite) a população assistiu ao vivo a votação pela abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff. O tempo era curto! Cada deputado tinha apenas dez segundos para fazer suas considerações. Foi o suficiente para mandar os argumentos às favas e exaltar suas respectivas localidades, religiões e famílias. Poucos tomaram um caminho diferente. A sociedade se mostrou chocada com a qualidade da nossa representação parlamentar. Em 2018, vamos escolher deputados (estaduais e federais) e senadores. O grande dilema é que o brasileiro médio continua deixando o Legislativo em segundo plano. Esse quadro pode mudar?

Segundo várias pesquisas, o eleitor define seu deputado nos últimos dias de campanha. A atenção é centralizada na disputa para o Executivo. A cobertura da imprensa se volta para os candidatos a governador e presidente e, em menor escala, para os senadores. É quase impossível cobrir os milhares de postulantes ao Legislativo.

Contudo, o problema não é só midiático. O sistema político brasileiro dificulta os vínculos entre os parlamentares e os eleitores. Os partidos praticamente não existem na seara eleitoral. Muita gente vota em deputado, senador e presidente oriundos de coligações radicalmente opostas. Além disso, com a crise política, a imagem do parlamento foi seriamente abalada com denúncias graves de corrupção. A percepção da sociedade é que o Legislativo é ineficiente e concentra o atraso na política.

A previsão da maioria dos analistas é que a próxima Câmara dos Deputados será ainda mais conservadora que a atual. Os candidatos que estão no poder provavelmente terão mais chances de reeleição.

As bancadas da bala, Bíblia e boi deverão registrar aumento. Apesar da hipertrofia do Executivo e da revolta de grande parte da sociedade com o Legislativo, não podemos esquecer que os deputados e senadores são os responsáveis pelo debate e aprovação das políticas públicas. Qualquer mudança social seguirá os caminhos das casas legislativas. Em um sistema drasticamente fragmentado, o presidente eleito terá que abrir um canal de diálogo com essas lideranças. É tempo de (re)pensar a representação parlamentar!

*Cleyton Monte

cleytonufc@hotmail.com

Cientista político, pesquisador do Laboratório de Estudos sobre Política, Eleições e Mídia (Lepem) e membro do Conselho de Leitores do O POVO.

Alckmin vira alvo de ação de improbidade por suposto caixa dois em campanha de 2014

O tucano em clima de café quente.

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, virou alvo de ação por improbidade administrativa impetrada pelo Ministério Público de São Paulo. Na ação, o MP acusa o ex-governador tucano de ter recebido R$ 7,8 milhões por meio de caixa dois na campanha de 2014 ao governo de São Paulo, via Odebrecht. A informação é do Portal G1.

A campanha de Alckmin informou que “soube do fato pela imprensa. Não apenas do fato, mas, também, da reprovável manifestação que o promotor pretendia fazer no anúncio da abertura da ação, ‘contando com a presença do maior número de colegas’. Para além do barulho almejado pelo promotor, não há fato novo, apenas a conclusão de um promotor. Jamais houve irregularidade ou ilegalidade”

O candidato tucano afirmou nesta terça-feira (5), em entrevista ao G1 e CBN, que suas contas de campanha estão todas de acordo com a lei.

As investigações são originárias das delações da Odebrecht e estavam no STJ (Superior Tribunal de Justiça), mas foram enviadas ao Ministério Público Eleitoral após Alckmin perder o foro privilegiado, em abril, quando renunciou ao cargo de governador de São Paulo para disputar a Presidência. Paralelamente ao Ministério Público Eleitoral, o Ministério Público do Estado abriu procedimento para investigar a possibilidade de ato de improbidade.

(Fot0 – Tiago Queiroz, do Estadão)

Camilo e Acrísio e uma campanha em ritmo de panelada

Em atos de campanha pelas ruas do bairro Serrinha, nesta manhã de quarta-feira, o governador Camilo Santana (PT) aproveitou e aceitou um convite do vereador Acrísio Sena, candidato a deputado estadual: comer uma boa panelada.

E foi na Panelada do Pelém, pertinho do Aeroporto Internacional Pinto Martins, reduto do almoço da turma que trabalho no terminal.

“É a melhor panelada do bairro”, atestou Acrísio Sena, que deixou o prato limpinho. Camilo comeu e levou uma quentinha.

(Foto – Leitor do Blog)

Gonzaga terá 1h30min para expor suas propostas durante sabatina da Rádio O POVO/CBN e TV O POVO

Dando prosseguimento à sabatina que realiza com os candidatos a governador do Ceará, a Rádio O POVO/CBN e TV O POVO receberão, das 10h30min ao meio-dia, o sindicalista Francisco Gonzaga.

Ele é o postulante do PSTU e, com certeza, com tanto tempo, pois na propaganda eleitoral gratuita só conta com 9 segundos, terá a chance de esmiuçar e aprofundar para o eleitorado as suas propostas de gestão.

Que saiba aproveitar e não fique naquela de respostas monossilábicas.

PT torra milhões com produção de programas pró-Lula

O Partido dos Trabalhadores, segundo informa a Veja Online, não tem poupado despesas na campanha.

Só com a produção dos programas de televisão e rádio do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, o partido já gastou 14,8 milhões de reais. As duas empresas contratadas para o serviço estão, por enquanto, no topo dos fornecedores como as que mais receberam entre todos os candidatos.

(Foto – Agência Brasil)

PT vai trocar candidatura de Lula por Haddad durante ato em Curitiba

874 5

Integrantes da cúpula do PT afirmam que, apesar das ressalvas públicas, a conversa de Lula com Fernando Haddad na carceragem da PF, na segunda (3), foi conclusiva. O recurso ao STF cumpre duas funções simbólicas: mostra à militância que o partido não desistiu do ex-presidente e preenche requisito para que a ONU avalie o mérito do caso do petista. A unção de Haddad será feita em Curitiba, cidade em que Lula está preso, no dia 11. O roteiro para a bênção televisiva também foi traçado, informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta quarta-feira.

Petistas já começaram a convocação para o ato em Curitiba. Governadores e quadros do PT e do PC do B, partido de Manuela d’Ávila, que vai assumir a vice de Haddad, foram avisados. As legendas estudam oficializar o chamado durante programação com artistas e intelectuais no Tuca, dia 10, em São Paulo. O comitê eleitoral do PT e do PC do B planeja fazer a primeira agenda conjunta da nova chapa no Rio Grande do Sul, estado de Manuela.

Há grande preocupação no PT em registrar a saída de cena de Lula e sua bênção a Haddad de maneira cristalina na TV. Pesquisas da sigla indicam que o eleitor lulista não aceitaria gesto dúbio, que possa ser visto como traição ao ex-presidente.

Lula deve escrever uma carta, que tem sido chamada por petistas de seu testamento político, tanto para o ato em Curitiba como para a propaganda eleitoral.

Jair Bolsonaro sobre o Museu Nacional: Já pegou fogo, já pegou fogo. Quer que faça o quê?”

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à presidência da República, disse, nessa terça-feira (4), que o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, “já pegou fogo” e que, embora tenha “Messias” no nome – ele se chama Jair Messias Bolsonaro – não tem “como fazer milagre”.

“Já está feito, já pegou fogo, quer que faça o quê? O meu nome é Messias, mas eu não tenho como fazer milagre”, ironizou Bolsonaro, cujo nome completo é Jair Messias Bolsonaro.

Ele deu a declaração ao ser questionado por jornalistas na saída de uma comissão na Câmara dos Deputados, onde é parlamentar, sobre as propostas para a manutenção do patrimônio histórico do país.

No domingo (2), um incêndio de grandes proporções consumiu todo o interior do prédio do Museu Nacional. O acervo contava com mais de 20 milhões de itens.

(Com Portal G1)

Bolsonar e Ciro receberam o maior número de denúncias por propaganda irregular no Ceará

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) recebeu desde a última sexta-feira, 31 de agosto, 50 representações por propagandas eleitorais supostamente irregulares. A data marca o início da propaganda gratuita no rádio e na TV, tendo os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT) com o maior número de denúncias, ambos com três representações cada. O O TRE informa que denúncias recebidas neste período são por conta da invasão de propaganda eleitoral da coligação majoritária no espaço destinado aos candidatos à eleição proporcional.

Desde quando começou oficialmente a campanha eleitoral, porém, no dia 16 de agosto, o TRE-CE alega ter recebido outras 38 denúncias. Duas delas são contra as candidatas a deputada estadual Adelita Monteiro (Psol) e federal Érika Amorim (PSD), por impulsionamento de conteúdo na internet. Ambas as representações foram encaminhadas à Procuradoria Regional Eleitoral (PRE).

Até o momento, 18 denúncias foram arquivadas por ausência de elementos para apuração; outras três estão sob investigação; duas resultaram em apreensão de material irregular; oito foram regularizadas pelo candidato; enquanto cinco delas arquivadas por ausência de irregularidade.

(O POVO Online – Repórter Wanderson Trindade)

Camilo realiza carreata em Caucaia

245 1

O governador Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, participou na noite desta terça-feira (4), em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, de uma carreta pelas principais ruas e avenidas do município.

Nesta quarta-feira (5), Camilo participa de caminhada nos bairros Serrinha e Messejana.

(Foto: Divulgação)

TRE alerta sobre mudança na ordem de votação na urna

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará alerta: houve mudança na ordem de apresentação dos candidatos na urna eletrônica nas Eleições 2018. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, neste ano, por força do art. 116, §1º, da Resolução TSE nº 23.554/2017, a urna exibirá para o eleitor, primeiramente, o painel para o cargo de deputado federal com 4 dígitos, seguido do deputado estadual com 5 dígitos, senador primeira vaga com 3 dígitos, senador segunda vaga com 3 dígitos, governador com 2 dígitos, finalizando com o presidente também com 2 dígitos. Em eleições gerais anteriores, o voto iniciava com o cargo de deputado estadual.

Os painéis referentes aos candidatos a senador, governador e presidente da República exibirão, também, as fotos e os nomes dos respectivos candidatos a suplentes e a vice.

Para divulgar a nova ordem de apresentação dos cargos, o TSE disponibilizou o Simulador de Votação na Urna Eletrônica. Através dele, o eleitor poderá treinar a votação para todos os cargos em disputa nas Eleições Gerais de 2018, da mesma maneira que ocorrerá no dia do pleito, utilizando o teclado para digitar os números de candidatos. A votação poderá ser simulada tanto no primeiro como no segundo turno das eleições.

Em virtude da grande quantidade de números a serem digitados e para auxiliar o eleitor na hora da votação, o TRE do Ceará disponibiliza uma “cola” que pode ser encontrada no site do Tribunal ou em qualquer cartório eleitoral.
Postado por Sobral de

Polícia Militar vai garantir a segurança das equipes de fiscalização do TRE

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ronaldo Mota Viana, assinaram acordo de cooperação que promete garantir a segurança das equipes de fiscalização da propaganda eleitoral, em Fortaleza. O convênio 13/2018 já foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico.

Competirá à Polícia Militar disponibilizar policiais e viaturas para garantir a segurança das equipes de fiscalização e o efetivo cumprimento das determinações até 7/10, ou até 28/10, no caso de segundo turno. A fiscalização é ininterrupta ocorrendo aos sábados, domingos e feriados, devendo os policiais estarem cientes de que poderão ser convocados a qualquer momento.

(Foto – Divulgação)

Raquel Dodge quer que PT devolva dinheiro que gastar na campanha enquanto não substituir Lula

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, vai voltar a pressionar o PT na Justiça Eleitoral. Segundo informa a Painel, da Folha de S.Paulo desta terça-feira, ela prepara recurso para pedir que o TSE mande o partido devolver aos cofres públicos os valores que gastar na campanha presidencial enquanto não anunciar a substituição de Lula na disputa. A maioria da corte considerou o ex-presidente inelegível na sexta (31). A sigla repassou R$ 20 milhões do fundo eleitoral à chapa presidencial –e desembolsou R$14,4 milhões para programas de rádio e TV.

A expectativa é a de que Dodge, que chefia o Ministério Público Eleitoral, formalize o pedido contra o PT nesta terça (4). A possibilidade de um garrote financeiro foi abordada durante o julgamento do pedido de registro de Lula, mas o tema não foi apreciado pelos ministros.

A nova cartada da procuradora-geral tende a ampliar a tensão que está entranhada na cúpula petista. A sigla está dividida sobre a estratégia de bancar o nome de Lula e brigar na Justiça até o limite, arriscando as chances de Fernando Haddad (PT), hoje vice do ex-presidente, deslanchar nas pesquisas.

(Foto  Agência Brasil)

Paulo Guedes aproxima Bolsonaro da Globo

711 4

O economista Paulo Guedes levou Jair Bolsonaro (PSL) para um encontro com João Roberto Marinho, vice-presidente do Grupo Globo. A conversa durou uma hora e meia e, no início, Bolsonaro estava bastante desconfortável.

Isso porque Guedes, coordenador do plano econômico do candidato, chegou atrasado, deixando-o sozinho com o todo-poderoso da Globo.

Para quebrar o gelo, João Roberto mostrou uma coleção de fotos antigas do pai, Roberto Marinho, fundador da emissora.

(Foto – Agência Brasil)

General quer CGD sem autonomia e comandada por militar

Durante sabatina com jornalistas do Grupo de Comunicação O POVO, o candidato do PSDB ao Governo do Ceará, General Theophilo, afirmou, nessa segunda-feira, que a Controladoria Geral de Disciplina, responsável pela fiscalização de órgãos de segurança, deveria ser comandada por um militar. O argumento do candidato é de que seria necessário uma pessoa que conheça a área internamente.

A autonomia da CGD também foi questionada, e o General disse que o órgão deveria ser vinculado à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Desde o governo Cid Gomes (PDT), o órgão é autônomo em reaçãso à SSPDS. O objetivo é evitar pressõe, uma vez que investigados e investigadores estavam antes sob o mesmo comando . O militar da reserva negou que o corporativismo poderia ser um problema se sua proposta for acatada. Ele criticou a preparação de policiais, apontando que o tempo de formação dos agentes de segurança é muito curto.

Quando lembrado sobre o caso do PM que foi morto por colegas de profissão ao reagir a um assalto e ser confundido com um suspeito, o General opinou que a atitude dos policiais foi errada. “Ninguém chega na abordagem atirando”. A culpada, para o candidato, seria a gestão de Camilo Santana, que, mesmo com gastos com segurança, não conseguiu atenuar a crise.

( POVO/Foto – Fábio Lima)

Eleições 2018 – TSE faz campanha contra o voto em branco e abstenção

Diante do desencanto com a política que vem sendo manifestado pelos eleitores brasileiros em pesquisas de opinião, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou uma campanha para incentivar o voto nas eleições de outubro. “Quando você deixa de votar, são os outros que acabam escolhendo por você”, diz o locutor sobre imagens de pessoas com dificuldade para fazer escolhas simples, como quais frutas comprar. “Votar é decidir você mesmo o que é melhor para o futuro”, conclui a narração.

Segundo o TSE, a campanha veiculada em emissoras de rádio e televisão, bem como nas mídias sociais, visa a “sensibilizar os eleitores para a importância do voto como instrumento de participação do cidadão na definição do destino do país”. A ação alerta que quem não vota ou vota em branco contribui para a escolha de governantes e parlamentares “com legitimidade reduzida e baixa representatividade”.

No primeiro turno da eleição presidencial de 2014, 115,1 milhões de eleitores foram às urnas, sendo que 4,4 milhões votaram em branco, 6,7 milhões anularam e 27,7 milhões não compareceram. No segundo turno, o número de eleitores que não foram votar aumentou, chegando a 30,1 milhões. A iniciativa da Justiça Eleitoral pretende reforçar que “o voto é a manifestação de maior relevância na democracia, sendo fundamental para sua consolidação”.

Na campanha, a Justiça Eleitoral vai esclarecer ideias equivocadas do processo eleitoral. Por exemplo, que a eleição poderá ser anulada se a maioria votar em branco. Essa ideia tem se propagado porque os votos branco e nulo não são levados em conta para a apuração dos resultados das eleições. A publicidade vai destacar ainda que votar em branco “não é mecanismo de protesto e só contribui para a escolha de políticos com um número menor de votos”.

Simulador

O portal do TSE disponibilizou um simulador de votação na urna eletrônica. O eleitor poderá treinar como votar nos cargos em disputa nas eleições de outubro – presidente, governador, senador (dois), deputado federal e estadual ou distrital.

O simulador apresenta uma lista de candidatos e partidos fictícios para cada cargo (Partido dos Esportes, Partido dos Ritmos Musicais, Partido das Profissões, Partido das Festas Populares e Partido do Folclore). A ferramenta também avisa quando o eleitor comete algum erro, como votar duas vezes no mesmo candidato ao Senado, o que anula o voto.

A partir de hoje, os eleitores que se cadastraram para votar em trânsito poderão consultar os locais de votação. As informações estão disponíveis no portal do TSE e dos TREs e no aplicativo e-título.

(Agência Brasil)

Em 308 cidades brasileiras, número de eleitores é maior que o de habitantes

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificou que em 308 cidades do Brasil o número de eleitores é maior que o de habitantes, considerando a estimativa populacional.

Metade dos municípios onde ocorre a inversão está em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul e em Goiás e todos são de pequeno porte, segundo levantamento feito pela Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Em todo o país estão aptos para votar 146,8 milhões de eleitores, o que corresponde a 70,4% da população brasileira, de 208,5 milhões. Os menores colégios eleitorais do país estão em cidades com menos ou pouco mais de mil habitantes. O município com menor número de eleitores é também o menor do país em habitantes: Serra da Saudade (MG), com 941 para 786 habitantes.

De acordo com a pesquisa da CNM, a maior diferença entre o eleitorado e a população residente ocorre em Canaã dos Carajás (Pará). A cidade tem 3.805 eleitores a mais que habitantes. Em Severino Melo (RN), Cumaru (PE) e Maetinga (BA), a disparidade entre eleitores e residentes também é maior do que 3,2 mil.

(Com Agências)

Povão contradiz Judiciário – Lula lidera pesquisas

Com o título “Povão contradiz Judiciário”, eis artigo de José Nilton Mariano Saraiva, economista pela UFC e aposentado do BNB. Ele aborda o cenário eleitoral, as manobras contra a candidatura de Lula e o golpe que, para ele ainda não foi encerrado. Confira:

Expirado o prazo regulamentar, foram registradas, por parte dos diversos partidos políticos, as candidaturas dos respectivos representantes que concorrerão à Presidência da República nas eleições do próximo dia 07.10.2018. Tabuleiro pronto e cartas na mesa, os dois principais institutos de pesquisa, DataFolha e Ibope, imediatamente foram a campo auscultar a população brasileira sobre qual o candidato da sua preferência visando retirar o Brasil do atoleiro em que se encontra, por conta da quadrilha que tomou de assalto o poder, via golpe midiático-jurídico-parlamentar.

E aí, a completa contradição do povo com o nosso “poder judiciário”: é que, sábio como o é, e reconhecendo o muito que foi feito até recentemente (quando éramos felizes e sabíamos disso, sim), a população, em seus mais diversos segmentos e regiões (classe social, raça, cor, idade e por aí vai), resolve ignorar as manobras, achismos e convicções que o juiz Sérgio Moro (de Curitiba) e os componentes do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Porto Alegre) usaram para condenar sem provas e isolar numa solitária das masmorras de Curitiba o ex-Presidente da República Lula da Silva e o escolhe como o seu candidato favorito, e que venceria fácil ainda no primeiro turno.

Como, entretanto, o “golpe” ainda não foi concluso, porquanto pelas regras vigentes Lula da Silva ainda pode fazer um último e “legal” apelo ao tal Supremo Tribunal Federal (que até aqui tem sido partícipe ativo do quadro atual) para que a Constituição Federal e a Lei das Eleições se sobreponham à ordinária Lei da Ficha Limpa, a expectativa é que os prolixos, preguiçosos e medrosos integrantes daquela corte, ante o contundente e avassalador rolo compressor manifestado pela população através das pesquisas, “acordem” de vez dessa letargia que ameaça jogar o Brasil num abismo sem fundo e, num átimo de constitucionalidade que ainda lhes restem (torçamos por isso), permitam que o ex-presidente (embora preso, injustamente) participe das eleições em igualdade de condições com os demais concorrentes.

Enfim, deixe que a população brasileira escolha livremente e sem amarras aquele que ela acredita seja capaz de tornar o país altivo e soberano, como o foi até pouco tempo atrás.

*José Nilton Mariano Saraiva,

Economista pela UFC e aposentado do BNB.

Eudoro Santana tira férias para mergulhar na campanha pró-reeleição de Camilo Santana

A partir da próxima quinta-feira, o superintendente do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), Eudoro Santana, vai entrar de férias.

Com isso, terá condições e tempo para se dedicar à campanha de reeleição do seu filho, no caso, o governador Camilo Santana (PT).

Eudoro, na primeira campanha de Camilo, integrou a coordenação da campanha.

(Foto – Divulgação)

Bolsonaro lidera arrecadação na internet e chega perto de R$ 1 milhão

Jair Bolsonaro (PSL), entre os principais candidatos à Presidência da República, lidera a arrecadação de recursos para a campanha nas vaquinhas virtuais. Segundo o site que controla o financiamento coletivo do deputado, ele havia juntado R$ 962 mil em contribuições até sexta (31), informa a Folha de S.Paulo.

Em segundo lugar, aparece o PT. As doações para o ex-presidente Lula, que teve o registro de sua candidatura barrado pelo TSE, chegaram a R$ 746 mil.

Marina Silva (Rede) obteve R$ 263 mil. Ciro Gomes (PDT), R$ 112 mil. O sistema usado por Geraldo Alckmin (PSDB) não exibe o total arrecadado pelo tucano.

(Foto – Agência Brasil)