Blog do Eliomar

Categorias para Eleições 2018

Pesquisa Datafolha reforça dilema petista entre esticar a corda com Lula ou lançar Haddad

A nova pesquisa Datafolha tende a reforçar dilema vivido hoje pelo PT: quando lançar Fernando Haddad como o escolhido de Lula? Inicialmente, a pesquisa deve estimular ala do partido que quer esticar a candidatura virtual do ex-presidente até o limite, só que ela também indica os riscos que seu herdeiro vai abraçar se for apresentado tardiamente ao eleitor. No Nordeste e no Norte, os bastiões do lulismo, Haddad ostenta seus maiores índices de desconhecimento: 51% e 54%, respectivamente.

Um detalhamento dos dados do Datafolha, segundo informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta quarta-feira, ilustra o desafio de Haddad. Além dos 51% de nordestinos que dizem não saber quem ele é, outros 29% afirmam que o conhecem, mas “só de ouvir falar”. No Norte esse grupo soma 26%. No total, 52% dos eleitores de Lula não sabem quem ele vai apoiar.

(Foto – Pedro Ladeira, da Folhapress)

Missão da OEA que vai observar as eleições já está em Brasília

A Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA) inicia hoje (22), em Brasília, visita precursora de preparação para o acompanhamento das eleições gerais em outubro. Será a primeira vez que o país receberá observadores da OEA para analisar o processo eleitoral. O grupo tem atividades no Brasil até sábado (25).

Em seu primeiro compromisso, a ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla, que chefia a missão, será recebida às 10 horas pelo presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto. Às 18h, o grupo tem reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, está prevista para quinta-feira (23) reunião de Laura Chinchilla com o chanceler Aloysio Nunes Ferreira, em que os dois assinarão acordo relativo a privilégios e imunidades dos observadores da OEA para as eleições de outubro.

Na sexta-feira (24), a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, receberá os integrantes da visita prévia da Missão de Observação Eleitoral. Eles também se encontrarão com o vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques, além de assistir a uma demonstração do funcionamento da urna eletrônica.

Comitiva

Também fazem parte da comitiva o secretário para o Fortalecimento da Democracia da OEA, Francisco Guerrero, o diretor de Cooperação e Observação Eleitoral da OEA, Geraldo de Icaza, e do subchefe da Missão de Observação Eleitoral – Brasil, Ignacio Álvarez.

“As Missões de Observação Eleitoral são mecanismos que têm como meta aprimorar a cooperação para o aprofundamento da democracia. Devem ocorrer de maneira objetiva, imparcial e transparente, e não têm como finalidade julgar a legitimidade de uma eleição. O foco das missões está na qualidade dos processos eleitorais”, informa o TSE.

Segundo o TSE, após consultas entre o tribunal, a Presidência da República e o Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro convidou, em setembro do ano passado, a OEA para realizar a observação das eleições deste ano.

De acordo com o tribunal, a Missão de Observação da OEA analisa todo o ciclo eleitoral. “São examinados, entre outros aspectos, o financiamento de campanhas, a liberdade de imprensa e o acesso aos meios de comunicação, bem como a solução de contenciosos na etapa pós-eleitoral. Também é avaliada a participação política da mulher, dos povos indígenas, dos afrodescendentes e das pessoas com deficiência”, diz a Corte.

Análise

Ao fim do processo, os observadores devem apresentar relatório com conclusões e recomendações. O documento é encaminhado às autoridades do país e, depois, ao Conselho Permanente da OEA, e servirá de base para a cooperação entre o organismo internacional e o país observado, com o objetivo de implementar as recomendações.

Desde a primeira missão, na Costa Rica em 1962, a OEA já enviou 250 missões a 27 países, entre eles os Estados Unidos e o México.

(Agência Brasil)

MP do Ceará disponibiliza formulário on-line para receber denúncias de Fake News

Promotores de Justiça Eleitorais atuam apenas na fiscalização de irregularidades nas propagandas eleitorais, provocando o exercício do poder de polícia em casos que demandem reparação imediata e evitando desigualdades. Isso pouca gente sabe, mas, para facilitar o diálogo com os cidadãos, o Ministério Público do Estado do Ceará divulga agora um formulário on-line para colher denúncias de irregularidades nas propagandas eleitorais, inclusive casos de Fake News. A informação é da assessoria de imprensa do MPCE.

No formulário (disponível aqui), o usuário pode anexar diversos tipos de documentos que comprovem a irregularidade e, após a entrega das informações, uma mensagem é enviada para o e-mail informado pelo cidadão com um link e um código de identificação da denúncia para acompanhar as providências tomadas. É possível, ainda, mesmo após o envio, adicionar novas informações na denúncia e interagir por meio da troca de mensagens com o promotor eleitoral responsável. No caso de Fake News, é imprescindível informar o endereço eletrônico (URL) da página na Internet em que a notícia foi divulgada.

Segundo o coordenador do Centro de Apoio Operacional Eleitoral (Caopel), promotor de justiça Emmanuel Girão, a ferramenta é um grande avanço, pois aproxima o MP da população. “O cidadão pode contribuir muito com o trabalho do Ministério Público, ao realizar as denúncias de irregularidades de forma imediata. O tempo é um aspecto importante para evitar danos irreparáveis que promovam desigualdade entre os candidatos. Por isso, convocamos todos os cearenses para ser o nosso olho fiscalizador para que tenhamos eleições limpas, e que este seja um momento de pleno exercício da democracia”, disse.

Caso algum ilícito denunciado não seja de atribuição do promotor de Justiça Eleitoral, ele será encaminhado para a Procuradoria Regional Eleitoral, órgão do Ministério Público Federal que atua na fiscalização das eleições e é responsável pelo ajuizamento de ações judiciais, se necessário. O coordenador do Caopel disponibiliza uma cartilha do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) que explica, de forma didática, o que pode e não pode ser feito na propaganda eleitoral. A relação dos promotores eleitorais de cada Comarca estão disponíveis aqui.

Algumas das irregularidades mais comuns neste período são:

– Pinturas, inscrições, faixas e placas em residências. Somente é permitido adesivo ou papel na janela até o máximo de 0,5 m²;

– Propaganda eleitoral em outdoors ou com efeito visual semelhante acima de 4 m², inclusive em comitês de campanha;

– Carros de som ou trios elétricos circulando pela cidade (só pode em carreatas, caminhadas, passeatas e comícios);

– Propaganda eleitoral em bens públicos ou bens de uso comum (postes de iluminação, sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, paradas de ônibus, lojas, estádios, shopping centers, igrejas, etc.);

– Notícias sabidamente falsas (fake news) na internet ou em redes sociais.

SERVIÇO

*Formulário on-line para denúncias de Fake News e Propaganda Eleitoral Irregular – http://planejamento.mpce.mp.br/ouvidoria/denuncia_eleitoral.php?a=add

General Theophilo quer criar a Secretaria da Mulher

General Theophilo e Maria da Penha.

O candidato ao Governo do Estado, Guilherme Theophilo (PSDB), esteve nesta terça-feira, 21, no Instituto Maria da Penha para conversa com a cearense – que dá nome à lei – sobre violência contra a mulher. Mesmo com objetivo de “enxugar ou juntar várias secretarias” estaduais, disse, em coletiva de imprensa após a conversa com Maria da Penha, que “já vou raciocinar essa redução, mas com a criação de uma secretaria da mulher”.

Segundo Theophilo, o estado deve ter 20 secretarias. Na conversa com Maria da Penha, ele perguntou, inclusive, se ela se incomodaria se a eventual pasta não fosse exclusivamente da mulher, mas que prestasse atenção social em vários casos. Ela frisou a importância de órgão exclusivo, “porque (o problema da violência contra a mulher) é muito complexo, é muito grande”.

Também presente na ocasião, a candidata ao Senado Federal, Mayra Pinheiro (PSDB), completou resposta de Maria da Penha, afirmando que “talvez (a importância da secretaria) seja do tamanho do problema”. Em entrevista exclusiva ao O POVO, disse que a conversa a motivou para dar seguimento a sua proposta, de que exista em todos os sites oficiais de segurança pública o nome de homens que têm passagem por agressão a mulheres. Ela diz ter certeza de que um governo tucano terá muitas mulheres em suas secretarias nomeadas por competência.

Ao final do encontro, Theophilo assinou mesma carta que a presidenciável Marina Silva (Rede) assinou nessa segunda-feira, 20, que pede, entre outras demandas, “criação de Casas Abrigos no Municípios Polo das Regiões para atender as demandas da mulher”. Maria da Penha disse ao O POVO que o candidato já tomou conhecimento do que é necessário a ser feito sobre a questão.

Ela diz que todos os municípios devem ter Centro de Referência da Mulher, local em que a vítima de violência será acolhida e informada sobre direitos que possui. Conforme o IMP, todos os candidatos ao Governo do Estado e à Presidência da República receberam convite para assinar a carta na sede do instituto.

(O POVO – Carlos Holanda)

Eleições 2018 – Voto em trânsito pode ser pedido até quinta-feira

Os eleitores que estarão fora do seu domicílio eleitoral no período das eleições deste ano, marcadas para outubro, têm mais três dias para pedir a autorização à Justiça Eleitoral se pretendem votar em outras cidades. O prazo para o requerimento começou em 17 de julho e termina na próxima quinta-feira (23), podendo ter validade tanto para o primeiro quanto para o segundo turno, ou ambos.

O voto em trânsito está previsto em leis, como o Código Eleitoral, mas segue algumas restrições. Essa habilitação apenas pode ser usada em capitais e municípios com mais de 100 mil eleitores. Outro limite tem relação com o alcance territorial.

Se a pessoa estiver fora do estado onde tem domicílio eleitoral, o voto em trânsito vale apenas para a escolha do candidato a presidente da República. No caso do deslocamento ser dentro da unidade da Federação em que vota, ele poderá usar a autorização para escolher também governador, senador, deputado federal e deputado estadual.

Para conseguir votar nestas condições, os eleitores precisam apenas apresentar um documento oficial com foto em qualquer cartório eleitoral e solicitar sua habilitação, indicando onde estará durante o pleito. Essa modalidade só pode ser requerida pelas pessoas que estão com situação regular no Cadastro Eleitoral.

Ausência deve ser justificada

Se, no dia da votação, o eleitor tiver qualquer problema para comparecer à seção eleitoral definida pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) – que têm até 23 de agosto para atualizar os locais aptos – ele deverá justificar sua ausência.

Presos provisórios e adolescentes que cumprem medida socioeducativa em unidades de internação também podem pedir a transferência temporária para outra seção eleitoral. Os nomes e dados serão indicados pelos responsáveis pelas unidades prisionais e de internação.

A habilitação também vale para integrantes das Forças Armadas, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, polícias civis, polícias militares, equipes do Corpo de Bombeiro e também de guardas municipais que estiverem em serviço em função das eleições.

Eleitores com deficiência ou dificuldade de locomoção que perderam o prazo específico para estes casos (9 de maio), também podem pedir a transferência do local de votação até o dia 23 de agosto.

(Agência Brasil)

Ibope divulga 1ª pesquisa após registro de candidatos a presidente

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (20) pesquisa sobre a intenção de voto aos candidatos a presidente da República. O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal Estado de S.Paulo. Esta é a primeira pesquisa após o registro dos candidatos na Justiça Eleitoral.

De acordo com a pesquisa, o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, aparece com 37% das intenções de votos, seguido por Jair Bolsonaro (PSL) com 18%. Marina Silva, candidata da Rede, tem 6% das intenções; Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), com 5% cada um; Alvaro Dias (Podemos) tem 3%. Com 1% das intenções dos votos, aparecem Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), João Amoêdo (Novo) e José Maria Eymael (DC).

Os candidatos Cabo Daciolo (Patriota), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) não atingiram 1%. Os brancos e nulos somam 16%. Os entrevistados que não sabem ou não responderam chegaram a 6%.

O instituto também apurou o cenário sem a presença de Lula, que está preso em Curitiba após ter sido condenado em segunda instância. O registro da candidatura dele e pedidos de impugnação estão sob análise da Justiça eleitoral. Neste cenário, o candidato do PT seria Fernando Haddad, que atualmente é o vice na chapa.

O resultado é: Jair Bolsonaro (PSL) com 20%, Marina Silva (Rede) com 12%, Ciro Gomes (PDT) com 9%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 7%, Fernando Haddad (PT) com 4%, e Alvaro Dias (Podemos) com 3%.

Os candidatos Cabo Daciolo (Patriota), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), João Amoêdo (Novo), João Goulart Filho (PPL), José Maria Eymael (DC) e Vera Lúcia (PSTU) aparecem com 1% cada.

Brancos e nulos somam 29%. Não sabem ou não responderam chegam a 9%.

A pesquisa ouviu 2002 eleitores em 142 cidades, no período de 17 a 19 de agosto. A margem de erro é de dois percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-01665/2018.

(Agência Brasil)

Cid Gomes pede que militância ganhe as ruas de Fortaleza

O ex-governador Cid Gomes, candidato do PDT ao Senado, pediu na noite desta segunda-feira (20), no Marina Park, que a militância ganhe as ruas de Fortaleza em defesa da candidatura Ciro Gomes à Presidência da República e também da candidatura Camilo Santana ao Governo do Ceará.

Cid Gomes esteve à frente do movimento “Juntos com o 12”, organizado pelo prefeito Roberto Cláudio, que apoia as candidaturas de Ciro Gomes para presidente da República, Camilo Santana para governador e Cid Gomes para senador.

O movimento reuniu cerca de duas mil pessoas e contou ainda com a presença de candidatos a deputado estadual e a deputado federal.

(Fotos: Leitor do Blog)

General Theophilo apresenta plano de governo e critica números do Estado

O candidato do PSDB ao Governo do Ceará, General Theophilo, apresentou na noite desta segunda-feira (20), no comitê central de campanha, no Centro, seu plano de governo.

Ao lamentar os índices de violência no Estado, o General também criticou os números de outras áreas da administração estadual, quando poderiam estar maquiados.

Marina expõe para Maria da Penha propostas em defesa da mulher

A candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, apresentou nesta segunda-feira (20), no Instituto Maria da Penha, as propostas de sua campanha em defesa da mulher.

No encontro com a farmacêutica Maria da Penha, Marina Silva falou das políticas públicas, diante de uma integração entre municípios, estados e União em defesa da mulher. Ela esteve acompanhada do candidato ao Senado, João Saraiva.

Neste momento, a candidata visita a foz do rio Ceará, na Barra do Ceará, onde propõe uma zona de proteção ambiental.

(Foto: Divulgação)

2018 terá a eleição mais acirrada para a Câmara dos Deputados

As estatísticas da Justiça Eleitoral mostram que o número de candidatos à Câmara dos Deputados é continuamente crescente nos últimos anos. 2018 terá a eleição mais acirrada: caso todos sejam considerados aptos a concorrer, haverá em média 16 candidatos para cada uma das 513 vagas de deputado federal.

Essa concorrência varia de acordo com a quantidade de candidatos registrados em cada estado e de cadeiras na Câmara a que esse estado tem direito – que pode variar de 8 a 70. Levando-se essas variáveis em conta, no Rio de Janeiro, por exemplo, há 23,8 candidatos a deputado federal por vaga. Já no Pará, essa proporção é de 8,35.

O número total de candidatos às vagas para os oito cargos eletivos (Presidência da República e vice, governador e vice, Câmara dos Deputados e assembleias legislativas, além das duas vagas para o Senado) chega a mais de 27 mil em 2018. Só para a Câmara dos Deputados, são mais de 8 mil.

Assim como em 2014, as mulheres correspondem a pouco mais de 31% das candidaturas. O perfil predominante é de homens (68%), brancos (57%), casados (54%) e com curso superior completo (54%).

Cerca de 30% dos candidatos à Câmara dos Deputados têm idades entre 45 e 54 anos.

Entre as profissões ou ocupações dos candidatos a deputado federal, as mais citadas são empresário (10,2%), advogado (7,8%) e deputado (4,8%), incluindo tanto aqueles que hoje estão nas assembleias legislativas quanto os que buscam a reeleição para a Câmara.

Outras ocupações dos candidatos são as de vereador (3,2%), professor de ensino médio (3,1%), aposentado (2,8%), médico (2,8%), comerciante (2,8%), administrador (2,5%), servidor público federal (2,3%) e policial militar (2%).

Para o analista político Thiago Vidal, todos os candidatos terão o desafio de estreitar os laços com os eleitores até o dia da votação, em 7 de outubro.

“É uma quantidade alta de candidatos. O problema é que, em geral, eles estão distantes da população e do eleitorado especificamente. No Brasil, estados como São Paulo e Goiás, onde o candidato tem que fazer campanha por todo o estado, equivalem a uma campanha presidencial em muitos países. Criar um vínculo na campanha com o eleitor é o grande problema”, diz.

O Tribunal Superior Eleitoral tem até 17 de setembro para decidir sobre eventuais impugnações de candidaturas com base na Lei da Ficha Limpa e em outras regras da legislação eleitoral.

(Agência Câmata Notícias)

TRE recebe 16 ações de impugnação, incluindo deputados e ex-prefeitos

O destacamento do Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) com foco nas eleições de 2018 já impugnou (questionou) oito pedidos de registro de candidatura no Ceará. Entre os registros questionados, estão os dos ex-prefeitos de Juazeiro do Norte, Raimundão (MDB), de Icapuí, Dedé Teixeira (PT), e de Canindé, Celso Crisóstomo (PT).

Segundo a assessoria do MPF, sete dos candidatos são considerados inelegíveis porque tiveram contas de gestão rejeitadas pelos Tribunais de Contas do Estado (TCE) ou da União (TCU). Já o deputado federal Macedão (PP) tem candidatura questionada por ter sido condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) por abuso de poder político e econômico.

Como o Ministério Público ainda avalia os cerca de 900 pedidos de candidatura feitos este ano, novas ações de impugnação ainda poderão ser feitos pelo órgão. O procurador regional eleitoral do Ceará, Anastácio Tahim, destaca que, conforme previsão da Lei da Ficha Limpa, ficam inelegíveis candidatos que já tiveram condenações em órgãos colegiados de 2ª instância, ainda que eles sigam recorrendo na Justiça.

TRE já tem 16 candidaturas impugnadas

Incluindo as oito candidaturas questionadas pelo MP Eleitoral, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) já recebeu até agora 16 impugnações de registro de candidaturas. O ex-presidente do extinto Tribunal de Contas dos Municípios, Domingos Filho (PSD), é questionado pelo eleitor José Adalberto Feitosa Rodrigues, de Tauá, que acusa Domingos de tentar acumular cargo de conselheiro com o de deputado.

Domingos, no entanto, contesta e diz que está em disponibilidade desde a extinção do TCE e que já entrou com pedido de aposentadoria no TCE. Outros nomes questionados são o ex-prefeito de Maranguape, George Valentim, e os candidatos a cargos majoritários da coligação do PSDB e Pros, incluindo General Theophilo (PSDB), Mayra Pinheiro (PSDB) e Luís Eduardo Girão (Pros).

O deputado estadual Agenor Neto (MDB), candidato à reeleição, também foi questionado por um adversário na disputa, Paulo Roberto Bernardo da Silva. As impugnações estão todas em análise por juízes do TRE-CE, que deverá deferir ou não as candidaturas.

Veja abaixo a lista completa com as candidaturas impugnadas pelo MP Eleitoral até o momento

Francisco Celso Crisóstomo Secundino – Celso Crisóstomo (PT) – ex-prefeito de Canindé, contas desaprovadas pelo TCE

Francisco José Pereira de Lima – Preto Zezé (PCdoB) – candidato a deputado estadual – contas desaprovadas pelo TCU

Francisco José Teixeira – Dedé Teixeira (PT) – ex-prefeito de Icapuí, candidato a deputado estadual – contas desaprovadas pelo TCU

José Maria Macedo Júnior – Macedão (PP) – ex-prefeito de Juazeiro do Norte, candidato a deputado federal – condenação por abuso de poder político e economico, em ação do TRE

Maria Auxiliadora Bezerra Fechine – Auxiliadora Bezerra (MDB) – candidata a deputada estadual – contas desaprovadas pelo TCE

Maria Ediene Monteiro do Nascimento – Ediene Monteiro (PP) – candidato a deputado federal – contas desaprovadas pelo TCE

Pedro Ribeiro Filho – Pastor Pedro Ribeiro (PSL) – candidato a senador – contas desaprovadas pelo TCU

Raimundo Antônio de Macedo – Raimundão (MDB) – ex-prefeito de Juazeiro do Norte, candidato a deputado estadual – contas desaprovadas pelo TCE e pelo TCU.

(Do Blog de Política O POVO)

 Sobre o caso de George Valentim, ele nos manda a seguinte nota:

NOTA OFICIAL AO POVO DO CEARÁ

Maranguape/CE, 20 de agosto de 2018.

Ao tempo em que emito esta nota para esclarecer acusações levianas contra a minha pessoa enquanto prefeito de Maranguape, agradeço a Deus pela oportunidade de estar trabalhando dia e noite pela melhoria da qualidade de vida do nosso povo.

Está sendo veiculada uma notícia falsa dando conta de que eu estaria inelegível em razão de uma decisão da Câmara Municipal de Maranguape, decisão que está suspensa diante do Tribunal de Justiça do Ceará desde 2016, conforme os autos do processo nº. 0625463-91.2016.8.06.0000.

Outra questão importante e que comprova a falsidade da informação veiculada é o fato de que o meu nome não saiu em nenhuma relação de gestores com contas irregulares, em especial do Tribunal de Contas do Estado, órgão responsável por informar a lista com pendências relativas a suposta inelegibilidade ao Tribunal Regional Eleitoral(TRE). Essa informação pode ser facilmente comprovada através do link http://www.tce.ce.gov.br/lista-contas-irregulares-2018/web/index.php/listas/gestores/mun/100/nota/X.

Tenho a honra de colocar mais uma vez o meu nome à disposição da população do Ceará, agora, para o pleito de Deputado Estadual, e, a exemplo do mandato que ocupei nos anos de 2009 a 2012 como Prefeito da nossa querida cidade de Maranguape, contribuir para mudar novamente a vida do nosso povo, elevando a autoestima e apresentando ideias inovadoras para que os municípios voltem a crescer.

Por fim, ingressarei com todas as medidas judicias possíveis para coibir toda e qualquer notícia falsa que a mim seja dirigida, bem como reafirmo a nossa candidatura a Deputado Estadual nas Eleições de 2018. Desejo a todos uma ótima semana. Fiquem com Deus e um forte abraço!!

*George Valentim, candidato a deputado estadual (PCdo B).

Eleições 2018 – Patriotas do Ceará fecha com Ciro Gomes

No Ceará, o Patriotas está trabalhando a favor da candidatura de Ciro Gomes, postulante do PDT. A informação é do presidente estadual do partido, ex-vereador Samuel Braga. Literalmente, o Cabo Daciolo, postulante da sigla, foi mandado para orar em algum monte.

Samuel explica que a direção nacional liberou as bases em todo o País, porque prioriza a eleição para cargos proporcionais.

No Ceará, o Patriotas, quer fazer um deputado federal e até quatro deputados estaduais, tem entre suas lideranças o prefeito do Eusébio, Acilon Gonçalves, pai do deputado estadual Bruno Gonçalves.

DETALHE – O Patriota já apoia a reeleição do governador Camilo Santana e a candidatura de Cid Gomes ao Senado.

(Foto – Arquivo)

TSE implementa sistema que divulgará mais informações sobre o patrimônio dos candidatos

Os candidatos que se registraram para as eleições deste ano já podem fazer a descrição dos bens que declararam à Justiça Eleitoral. O Tribunal Superior Eleitoral implementou uma solução que possibilita a divulgação de informações mais abrangentes sobre o patrimônio já declarado.

Trata-se do Módulo de Complementação de Informações Patrimoniais, que passa a integrar o Sistema de Gerenciamento de Informações Partidárias (SGIP) – plataforma do TSE pela qual os partidos políticos realizam o gerenciamento de suas informações perante a Justiça Eleitoral. A partir do novo módulo, as siglas poderão fornecer descrições sobre os bens declarados quando do registro dos candidatos.

As informações patrimoniais incluídas serão automaticamente exibidas no DivulgaCandContas, sistema utilizado pelo TSE para a divulgação das candidaturas e das prestações de contas dos candidatos e dos partidos políticos em todo o Brasil.

DETALHE – Cada TRE deve agora providenciar a intimação, via Processo Judicial Eletrônico (PJe), para que as legendas forneçam a descrição dos dados patrimoniais via SGIP. O TSE entende que a complementação dessa informação, pelos partidos, amplia a transparência e o controle social sobre as informações prestadas.

Geraldo Alckmin vem reforçar a campanha do General Theophilo

Geraldo Alckmin e o General Theophilo.

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, virá ao Ceará na próxima semana para agenda de campanha. A passagem, inicialmente prevista para o mês que vem, como informou a Coluna do Eliomar de Lima, do O POVO, na última semana, foi antecipada para o final de agosto.

Nessa agenda, Alckmin dará palestra na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), onde vai expor seu programa de gestão, e participará de ato político na Região Metropolitana de Fortaleza. O local ainda não foi definido.

Alckmin, nesse giro, será acompanhado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB) e pelo candidato tucano ao governo do Ceará, General Theophilo. A ordem é reforçar a campanha do PSDB. O General Theophilo na primeira pesquisa Ibope sobre eleições marcou 4%

Sobre a campanha tucana, nesta segunda-feira, às 18 horas, haverá o ato de inauguração do comitê do General Theophilo e o lançamento plano de governo. O comitê funcionará na avenida Heráclito Graça.

(Foto – Divulgação)

Camilo tem domingo de campanha em Fortaleza e no Eusébio

O governador Camilo Santana fez campanha, neste domingo, em Fortaleza, no bairro Vila Velha, e na cidade do eusébio(RMF). Na capital cearense, ele conferiu o lançamento da campanha do deputado estadual Walter Cavalcante (PP). Depois, no Eusébio, esteve no lançamento da candidatura do deputado estadual Bruno Gonçalves (Patriotas) e de Mosiah Torgan *DEM) à Câmara Federal.

Eunício Oliveira, que disputa reeleição ao Senado, participou das agendas, assim como deputados, prefeitos, vereadores e lideranças políticas e comunitárias.

“Aqui instalamos um Batalhão do Raio para aumentar a segurança do bairro e da região. Recentemente, em parceria com a Prefeitura, lançamos um pacote de obras que prevê a reforma de praças e a instalação de brinquedopraças no Vila Velha”, disse Camilo em Fortaleza, em clima de balanço.

Na cidade de Eusébio, ele aproveitou para conversar com a população sobre as obras recentes do Estado para o município. Na segurança, citou a implantação do Sistema de Videomonitoramento e o Batalhão do Raio. Na educação, Camilo lembrou da inauguração da Escola de Ensino Médio (EEM) Francisca Linhares de Souza, na comunidade Jabuti.

(Foto – Divulgação)

Deodato Ramalho diz que promiscuidade eleitoral impede a civilização do debate político

Em comentário no Facebook, o ex-vereador de Fortaleza e advogado Deodato Ramalho diz que campanha de 2018 é a mais promíscua das disputas eleitorais da nossa história moderna. Confira:

Essa campanha de 2018, quando se esperava um certo direcionamento para práticas mais coerentes, um pouco mais próxima de uma certa virtuosidade nos costumes políticos e partidários, presenciamos, na verdade, a mais promíscua das disputas eleitorais da nossa história moderna.

Até mesmo esse discurso do Ciro Gomes, aparentemente e positivamente na contramão dessa promiscuidade, ao menos pontualmente, sabe-se que responde por uma necessidade política e eleitoral de sua campanha nacional.

De toda sorte, me fez lembrar, metaforicamente, um canto das nossas saudosas e necessárias (por onde andam?) Comunidades Eclesiais de Base, da nossa Igreja Católica da Libertação: “ninguém é tão pobre que não possa dar e ninguém é tão rico que não precise receber”.

Ademais, o que dizer de uma situação vexatória como a de um candidato a governador, do meu Partido, que tem candidato a presidente, frequentar um palanque ouvindo discursos contra o candidato do seu partido, contra as propostas apresentadas ao povo como saídas para a grave crise nacional?

Enfim, é mais uma oportunidade que se perde no País para elevar o debate político a patamares mais civilizados, ideologicamente mais claros e educativos. Pena mesmo.

A campanha nacional, por exemplo, gira em torno do maior líder nacional, Lula. Todos os outros candidatos só se viabilizam se não o seu nome não tiver na disputa, por mais um ato do golpe de 2016. Virou uma tremenda Babel!

General Theophilo: É preciso restabelecer a ordem e resgatar a autoridade do Estado

O candidato a governador da coligação Tá na Hora de Mudar (PSDB/PROS), General Theophilo, apresenta seu Plano de Governo nesta segunda-feira (20), a partir das 18 horas, no comitê central da avenida Heráclito Graça, no Centro. Neste fim de semana, General e comitiva estiveram visitando as cidades de Maranguape e Pacajus, na Região Metropolitana, onde ouviram muita reclamação contra a insegurança pública, desemprego e a falta de remédios nos postos de saúde.

“A política tem que ser feita com decência, dignidade e respeito ao povo. No Ceará, o que temos comprovado é a falta de autoridade no combate à violência, o desrespeito à vida das pessoas na saúde e a falta de dignidade ao cidadão pelo enorme desemprego. Chegou a hora de dar um basta. É preciso restabelecer a ordem e resgatar a autoridade do Estado”,disse ele.

SERVIÇO

*Comitê Central – Avenida Heráclito Graça, 900 (esquina com Rua João Cordeiro) – Centro de Fortaleza.

(Foto – Divulgação)

Cid diz que cinco candidatos à Presidência deveriam estar num manicômio

“Não há um desses que calce, pelo menos, o sapato do Ciro”, declarou o candidato ao, Senado pelo PDT, Cid Gomes, destacando qualidades do seu irmão, o candidato a presidente Ciro Gomes (PDT), durante o lançamento da candidatura do deputado André Figueiredo à Câmara, no bairro Papicu, em Fortaleza. Ele disse ainda que pelo menos cinco dos 13 candidatos à Presidente deveriam estar em um manicômio. Não deu nomes.

Cid afirmou também que dos 13 candidatos, apenas quatro seriam progressistas. “Ser progressista é defender os mais pobres. É lutar pra que esse país não seja um país onde as suas riquezas não sejam concentradas nas mãos de 6 banqueiros poderosos”, disse, também não citando noms.

“Uma opção de fato que é do campo progressista no Brasil, alguém que sabe, que conhece, que tem experiência, que é comprometido com a causa do povo mais pobre desse país: esse nome é Ciro Gomes, pra nosso orgulho, cearense”, finalizou.

Presentes ao ato, além de Ciro e André, o presidente do PDT nacional, Carlos Lupi, o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

(Foto – Divulgação)

O Brasil pede mudança!

Em artigo no O POVO deste domingo (19), o candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, destaca seu projeto nacional de desenvolvimento para resgatar no país o crescimento econômico, a reindustrialização e a distribuição de renda. Confira:

Iniciei esta semana uma caminhada difícil porém muito esperançosa, que é a de candidato a Presidente da República. Venho trabalhando há muitos anos em um projeto nacional de desenvolvimento que pretende tirar o Brasil da crise econômica, política, social e institucional que se encontra e colocá-lo em um caminho de crescimento, reindustrialização e distribuição de renda.

Entre as propostas que estudei e sei como fazer estão a criação de dois milhões de empregos logo no primeiro ano de governo, com a reativação de milhares de obras que estão paradas, e o projeto que vai limpar o nome de 63 milhões de pessoas que estão com nome sujo no SPC. Por serem propostas voltadas diretamente para o nosso povo mais frágil, elas são alvo de inúmeras críticas, principalmente de uma elite que está acostumada com privilégios em detrimento da maioria da nossa população.

Tenho percorrido os mais diversos recantos do País pedindo, com muita humildade, que os brasileiros não desistam do nosso País. Precisamos dar uma nova chance ao Brasil e explicar ao nosso povo que ainda não inventaram nenhum software, nenhuma máquina ou robô que substitua a política como meio legítimo e mais eficaz para a solução dos problemas coletivos. Podemos virar esse jogo!

E o ponto de partida para que esse projeto seja concretizado é arrumar a casa, fazendo um grande ajuste fiscal que permita aumentar receitas e cortar despesas. Para isso, um dos principais pontos é aumentar a progressividade da cobrança de impostos no Brasil, ou seja, cobrar mais de quem pode pagar mais e menos de quem pode pagar menos.

Além disso, é preciso reformar o País, propondo de forma clara e discutindo com a população uma reforma trabalhista moderna e uma reforma da previdência que assegure aos brasileiros um aposento digno.

Vamos priorizar ainda a educação, usando como exemplo o Ceará, que tem hoje 77 das 100 melhores escolas do Brasil no Ideb. Acreditamos que só um investimento maciço em educação poderá transformar o Brasil em um País justo e desenvolvido, com oportunidades para todos os seus cidadãos. Ampliaremos o número de creches em tempo integral, vamos melhorar a qualidade do ensino fundamental e ampliar as escolas de ensino médio profissionalizantes também em tempo integral.

Queremos apresentar ainda soluções para melhorar o acesso integral à saúde, aumentar o investimento em infraestrutura, o que vai contribuir para gerar milhares de empregos rapidamente; reindustrializar o País; combater a violência com foco na tecnologia e na inteligência policial; ampliar programas de proteção social e defender a soberania nacional.

O Brasil é um grande País, com potencial humano e recursos naturais suficientes para ser também uma grande nação, justa, próspera e com igualdade de oportunidades para todos os seus filhos. É nisso que acredito e é isso que defenderei com todas as forças.

Ciro Gomes

Candidato a presidente da República pelo PDT

Ciro diz que problema da segurança não está em prender bandidos, mas dentro dos presídios

Para o candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, o problema da segurança pública no País não será resolvido com a prisão de bandidos, mas, sim, em desarticular organizações criminosas que se articulam no interior dos presídios. Caso eleito, Ciro assegura que há como resolver a situação.

A declaração do candidato foi dada na noite desse sábado, no Papicu, durante o lançamento de sua campanha presidencial no Ceará. Ciro Gomes contou com as presenças do governador Camilo Santana (PT), do candidato ao Senado e ex-governador Cid Gomes (PDT), do prefeito Roberto Cláudio (PDT), do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), que nesta eleição disputa cargo de deputado estadual, além de demais candidatos a deputado estadual a deputado federal, e ainda cerca de 1,5 mil pessoas.

O governador Camilo Santana disse que Ciro Gomes e Lula são dois grandes nomes à Presidência da República, inclusive com serviços prestados ao País. Sobre o não apoio de Ciro à reeleição do senador Eunício Oliveira, Camilo disse que não há problema e reafirmou o seu apoio, ao apontar que Eunício tem ajudado o povo cearense.

(Fotos: Paulo MOska)