Blog do Eliomar

Categorias para Falecimento

Tônia Carrero morre aos 95 anos

Morreu na noite desse sábado (3), aos 95 anos de idade, a atriz Tônia Carrero, vítima de parada cardíaca, durante uma cirurgia para a retirada de úlcera no sacro. A atriz será será cremada nesta segunda-feira (5), no Rio de Janeiro.

Nascida Maria Antonietta Portocarrero Thedim, Tônia Carrero participou de 15 novelas, 19 filmes e 54 peças teatrais.

(Fotos: Divulgação)

Ex-cinegrafista da TV O POVO morre em acidente com equipe de produtora de vídeo

Carro da produtora de vídeo Baião de Dois, que presta serviços terceirizados ao Governo do Estado, envolveu-se em acidente que matou o cinegrafista Agostinho Santos, nessa terça-feira (20), à altura do km 10 da CE-138, no município de Solonópole. A equipe voltava de um trabalho a serviço do Governo em Juazeiro do Norte.

Em contato com O POVO Online, o Relações Públicas da Polícia Militar, tenente-coronel Andrade Mendonça, revelou que o veículo do modelo L200, que transportava três pessoas da equipe da produtora, capotou e saiu da estrada.

Equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) esteve no local para retirada dos passageiros do veículo.

O condutor do carro, identificado como Valdean de Almeida Menezes, foi resgatado com traumatismo craniano. O cinegrafista Raimundo Nonato teve escoriações no corpo. O cinegrafista Agostinho Santos morreu no local.

Em socorro das vítimas, foi enviada uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), para que fossem transferidas para hospitais em Fortaleza.

Agostinho Santos trabalhou na TV O POVO. A notícia de sua morte foi recebida com consternação por colegas, como a jornalista Germana Pinheiro, repórter da Rádio O POVO/CBN. “Trabalhei com Agostinho durante cinco anos. Para mim, ele era bem mais que um cinegrafista, dividiamos o dia a dia, os problemas”, conta.

Agostinho se destacou durante o período em que trabalhou no Grupo de Comunicação O POVO. Em 2015 foi o vencedor do Prêmio Sebrae de Jornalismo na categoria “Repórter Cinamatográfico”. O cinegrafista trabalhou, além da TV O POVO, na TV Jangadeiro e TV União.

O trabalho do cinegrafista era notado entre seus colegas. “Trabalhei com Agostinho na TV O POVO. Sempre alegre e cuidadoso com seus companheiros, sempre conversando sobre como melhorar o nosso trabalho. Era um grande profissional”, revela Ana Flávia Gomes, editora do O POVO.

Ana Flávia também diz do quão alegre era Agostinho. “Vai fazer muita falta. Era uma presença de vida, de astral”.

O velório do cinegrafista será realizado na igreja Assembleia de Deus, Rua Primeiro de Maio, 641 – Bairro Bonsucesso. O horário ainda é incerto, pois o corpo ainda vai chegar a Fortaleza.

(O POVO Online)

Morre o médico Carlos Luís Marcelo Antunes, perito do Detran-CE

1407 3

Em nota de falecimento, o Detran-CE lamenta a morte do médico Carlos Luís Marcelo Antunes, perito do órgão. Confira:

O Detran-CE comunica, com pesar, o falecimento do Dr. Carlos Luís Marcelo Antunes, que ainda estava na ativa, por isso era o único médico da Perícia de Tráfego não aposentado dos quadros do órgão.

Convida a todos os servidores para o velório, que permanece na Eternus, até as 16horas desta terça-feira (13), de onde sairá para ser sepultado no Parque da Paz.

O Detran se solidariza com a família por esse momento de saudade, ao mesmo tempo em que manifesta sua eterna gratidão ao excelente profissional que cumpriu fielmente sua missão.

Morre ator cearense de “O Outro Lado do Paraíso”

O ator cearense Eduardo Carneiro (destaque) morreu nesta sexta-feira, 9. Ele estava atuando em “O Outro Lado do Paraíso”, da TV Globo. A emissora confirmou o falecimento do intérprete de um dos garimpeiros da trama de Walcyr Carrasco.

A emissora não revelou a causa da morte. Eduardo Carneiro, conhecido no meio artístico como “Dudu”, nasceu em Fortaleza, e morava no Rio de Janeiro há 20 anos. Além de “O Outro Lado do Paraíso”, o artista fez “Cidade dos Homens”.

O ator Juliano Cazarré, que contracenava com Eduardo, postou uma homenagem ao colega no Instagram.

“Segunda-feira, postei essa foto com os amigos atores com quem gravo as cenas do garimpo. Hoje recebo a notícia que Eduardo Carneiro [Dudu- de chapéu] faleceu. Cearense, Dudu veio para o Rio batalhar pelo sonho de ser artista e viver da arte. Conseguiu. Era um guerreiro. Sempre com uma conversa boa, sempre gentil. Essa vida é mesmo um sopro. E a gente perde tanto tempo e energia reclamando e sofrendo por besteiras. Eu faço tanto isso, reclamo de barriga cheia e fico infeliz mesmo tendo apenas motivos para agradecer. Dudu, essa é minha singela homenagem a você. Brasileiro, artista, amigo. Voa, Ceará! Vai fazer teatro com os anjos. A gente se vê”, escreveu.

(O POVO Online)

Morre Oswaldo Loureiro, ator de “Roque Santeiro” e “Que Rei sou Eu?”

Morreu neste sábado, 3, aos 85 anos, o ator Oswaldo Loureiro. Ele sofria de Alzheimer e estava internado no Rio de Janeiro. Ele participou de novelas de sucesso da TV Globo, como “Roque Santeiro” (1985) e “Que Rei sou Eu?” (1989). Seu último trabalho como ator havia sido como deputado Boaventura, na novela A Lua me Disse (2005).

Ele começou a carreira aos 12 anos, no filme O Brasileiro João de Souza (1944). Trabalhou até 2011. Participou de momentos marcantes da cultura brasileira, como ao atuar na peça “Vestido de Noiva”, em 1955, de Nelson Rodrigues, e no filme “O Beijo no Asfalto” (1981), do mesmo autor. Também participou da novela “Direito de Nascer” (1964), na TV Tupi.

Trabalhou também como diretor, com participações no seriado “O Bem-Amado” (1980-1985) e no humorístico “Os Trapalhões” (1982-1988).

(O POVO Online)

Morre a jornalista Elvira Sena

Morreu neste domingo (28) a jornalista cearense Elvira Sena, que trabalhou no Diário do Nordeste e na TV Verdes Mares. O corpo está sendo velado na casa onde a jornalista morou, na rua Epifânio Leite, 87, no bairro Jacarecanga.

Elvira trabalhou por muito tempo na Editoria de Polícia do Diário do Nordeste, indo depois para a Editoria de Cidades e depois para a produção da TV Verdes Mares.

(Foto: Arquivo)

Morre Célia Zanetti, uma das fundadoras do Crítica Radical

Célia Zanetti, militante e uma das fundadoras do Movimento Crítica Radical, morreu na noite desse sábado, aos 68 anos, quando lutava contra um câncer. Paulista de nascimento e cearense de coração, ela também era integrante da União das Mulheres Cearenses.

O velório ocorre desde as 2 horas deste domingo (28), na funerária Alvorada, no bairro Farias Brito, e segue até as 15h30min. O sepultamento previsto para as 16h30min, no Cemitério Jardim Metropolitano, no Eusébio (Região Metropolitana de Fortaleza).

Ela era amiga e companheira de lutas da ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luiza Fontenel, e da ex-vereadora Rosa da Fonseca.

(Foto – Arquivo)

Ex-governador Lúcio Alcântara lamenta morte de Wilson Nascimento

O ex-governador do Ceará e ex-senador Lúcio Alcântara (PR) lamentou, nesta sexta-feira, (12) a morte do ex-delegado federal Wilson Nascimento, secretário de Segurança durante o seu governo.

“O amigo Wilson Nascimento foi meu secretário e terei sempre uma eterna gratidão. Estou no Rio de Janeiro e não poderei abraçar a família nesse momento difícil”, comentou o ex-governador.

J. Lindemberg retratava assuntos regionais do Cariri, diz Audic Mota em homenagem a jornalista

209 1

Para o deputado estadual Audic Mota (PMDB), o jornalista e escritor João Lindemberg de Aquino retratava assuntos regionais do Cariri, preservando assim a memória e cultura do local. A observação do parlamentar é uma homenagem ao falecimento do jornalista, aos 84 anos, esta semana, que sofria princípio de Alzheimer.

“De luto está a imprensa do Cariri e do Ceará. Renomado intelectual, J. Lindemberg nos deixa expressivo legado como homem de comunicação e pesquisador da memória e dos assuntos regionais”, afirmou Audic Mota, em nota de pesar.

O livro “Roteiro Biográfico das Ruas do Crato”, de autoria do jornalista, se tornou importante fonte de pesquisas e estudos da região.

Morre o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony

Morreu na noite dessa sexta-feira (5) o jornalista e escritor Carlos Heitor Cony, aos 91 anos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro.

Quinto ocupante da Cadeira nº 3 da Academia Brasileira de Letras (ABL), foi eleito em 23 de março de 2000 e tomou posse em 31 de maio do mesmo ano.

Cony nasceu no Rio em 14 de março de 1926. Começou a carreira em 1952 como redator da Rádio Jornal do Brasil. Também passou pelas redações do Correio da Manhã, da Folha de S. Paulo e da rádio CBN.

Como escritor, ganhou três prêmios Jabuti pelos romances Quase Memória, A Casa do Poeta Trágico e Romance sem Palavras.

Segundo a ABL, com o golpe militar de 1964, foi preso várias vezes e passou um período na Europa e em Cuba. Cony deixou esposa e três filhos.

(Agência Brasil)

Tasso diz que Almino Menezes tinha “o jeito cearense de ser”

Em homenagem no Facebook, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) lamentou a morte do radialista e ex-deputado Almino Menezes, que será sepultado às 11 horas deste sábado (6), no cemitério Parque da Paz.

“Lamentamos o falecimento de Almino Menezes, homem de comunicação e político de destaque. Almino cativou milhares de fãs em seus programas na rádio e TV cearense, graças ao seu especial talento e carisma, aliado ao jeito cearense de ser”, disse Tasso.

Almino Menezes será velado na tarde desta sexta-feira; sepultamento amanhã

Vítima de um acidente vascular cerebral, na véspera do Ano Novo, o radialista, advogado e ex-deputado Almino Menezes, 76, será velado na tarde desta sexta-feira (5), na funerária Ethernus, na Aldeota, após a constatação de morte cerebral nessa quinta-feira (4). O sepultamento será na manhã deste sábado (6), no cemitério Parque da Paz.

Almino Menezes estava internado há mais de um mês para o tratamento de uma infecção cardíaca.

Pixote – Morre o escritor e roteirista José Louzeiro

O escritor, roteirista e jornalista maranhense  José Louzeiro, de 85 anos, morreu hoje (29) em sua residência no Rio de Janeiro. A causa da morte ainda é desconhecida, mas, segundo parentes do escritor, ele enfrentava há anos problemas de saúde, em função do diabetes.

Nascido em São Luís, em 1932, José de Jesus Louzeiro ingressou no jornalismo aos 16 anos de idade, como estagiário no jornal O Imparcial, na capital maranhense. Com 21 anos, veio para o Rio de Janeiro, onde se radicou e trabalhou por mais de 20 anos como repórter policial, em importantes jornais e revistas como Diário Carioca, Correio da Manhã, Última Hora e Manchete.

A estreia na literatura foi em 1958, com o conto Depois da Luta, mas o reconhecimento veio mesmo em 1976, quando Louzeiro lançou Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, o primeiro título no gênero literário que o consagrou, o romance-reportagem, narrativas biográficas baseadas em casos famosos da crônica policial.

Foram quase 40 livros no gênero, entre os quais destacam-se Infância dos Mortos, que mais tarde serviu de argumento para o filme Pixote, a Lei do Mais Fraco, de Hector Babenco, que teve Louzeiro como roteirista; Aracelli, Meu Amor, e Em Carne Viva, que reviveu o drama da estilista Zuzu Angel e de seu filho Stuart Angel, morto pela ditadura militar, na década de 70.

No cinema, além de Pixote, Louzeiro assinou o roteiro de outros nove filmes, entre os quais O Homem da Capa Preta, Sergio Rezende, Os Amores da Pantera, de Jece Valadão, e Amor Bandido, de Jeff Nichols. Foi também autor de telenovelasm como Qorpo Santo, Guerra sem Fim e O Marajá. Esta última, uma comédia inspirada no governo de Fernando Collor, foi censurada antes de ir ao ar.

(Foto: Arquivo)

Corpo da atriz Aracy Cardoso será cremado nesta quarta-feira

Será cremado nesta quarta-feira (27), no Rio, o corpo da atriz Aracy Cardoso, 80, que morreu nessa terça-feira vítima de infecção pulmonar. A atriz estava internada há um mês, no Hospital São Lucas, em Copacabana, onde tratava diversos problemas de saúde.

Aracy iniciou carreira no teatro, em 1937, e ingressou na televisão, em 1965, na TV Excelsior de São Paulo. Sua história com a TV Globo ocorreu somente nos anos 1970. Sua última personagem foi este ano, quando teve uma participação especial em Sol Nascente.

(Com Agências / Fotos: Divulgação)

Corpo de atleta do Ironman Brasil é encontrado na Praia da Leste Oeste

O corpo do atleta Genilson Lima, participante do Ironman Brasil, foi encontrado na Praia da Leste, em Fortaleza, nas proximidades do Marina Park Hotel, por volta das 17 horas desta segunda-feira, 27. O homem foi dado como desaparecido na manhã deste domingo, 26, durante a prova de natação, próximo a Praia de Iracema.

Uma fonte ouvida pelo O POVO afirma que a busca pelo corpo começou ontem às 7h50min por meio de botes. Logo depois uma aeronave do Ciopaer e mergulhadores do Corpo de Bombeiros auxiliaram na procura por Genilson.

“Ele emergiu na altura da Cagece, antes da Praia da Leste, depois do quartel dos bombeiros, entre o quartel e o início da Praia da Leste. As buscas de hoje não tinham encerrado ainda, quando encontramos o corpo submerso. O cabo Jairo e o cabo Barros estavam no Jet Ski quando avistaram o corpo”, disse o Tenente Aguiar ao O POVO Online.

A informação sobre o corpo encontrado foi confirmada pelo tenente Aguiar, do Corpo de Bombeiros. Até o momento não foram divulgados mais detalhes sobre o que causou a morte do atleta.

(O POVO Online)

João Soares faz homenagem ao professor Erasmo Pitombeira

Em sessão aos 18 anos do Shopping Benfica, quinta-feira última, na Câmara Municipal de Fortaleza, o empresário e escritor João Soares Neto abriu espaço na solenidade festiva.

Ele homenageou a memória do professor da UFC e engenheiro civil Erasmo Pitombeira, que morreu nessa quinta-feira (23), que era festiva para esse polo de compras.

Morre aos 100 anos Dona Helenita, mãe do ex-governador Gonzaga Mota

Morreu na noite desta terça-feira (21), vítima de falência múltipla dos órgãos, dona Maria Helena Cavalcanti Fonseca da  Mota, a “Dona Helenita”, mãe do ex-governador Gonzaga Mota.

O velório ocorre a partir das 8 horas desta quarta-feira (22), na Ethernus. O sepultamento está marcado para a tarde, no Cemitério São João Batista.

VAMOS NÓS – Nossos pêsames à família.