Blog do Eliomar

Categorias para Fortaleza

Gonzaguinha de Messejana ganha Ceará Gestão Pública – Comenda Bronze

foto 131207 gonzaguinha messejana

O Hospital Gonzaguinha de Messejana ganhou o prêmio Ceará Gestão Pública – Comenda Bronze, disputada por instituições públicas avaliadas em até 250 pontos. A unidade de saúde foi a única na atual gestão de Fortaleza a ter o reconhecimento do compromisso de mudança e autoavaliação continuada. No próximo ano, o Gonzaguinha de Messejana deverá concorrer na categoria até 500 pontos. O prêmio Ceará Gestão Pública foi instituído pelo Governo do Estado, no ano de 2009, que avalia o modelo de excelência em gestão utilizado pelos setores público e privado.

A secretária da Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, quer que em 2014 todas as unidades de saúde do município concorram às premiações do Ceará Gestão Pública. Para o diretor do Gonzaguinha de Messejana, Eron Moreira, a comenda representa cada servidor da unidade de saúde.

O Gonzaguinha de Messejana também foi destaque este ano na chamada Lei de Acesso à Informação, em vigor desde maio do ano passado. A direção do hospital já disponibiliza os seis meses de gastos da atual gestão da unidade de saúde.

Regional II diz que espera autorização para derrubada de barracas em ruínas na Praia do Futuro

Em nota enviada ao Blog, a Regional II comenta da denúncia das barracas em ruínas na Praia do Futuro, que deveriam ser derrubadas. Muitas estão se reerguendo. Confira:

“A Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Secretaria Regional II, realizou o estudo de georreferenciamento e relatório fotográfico das barracas abandonadas, desocupadas e em ruínas na Praia do Futuro. Para que ocorra a retirada das mesmas é necessária a autorização da Advocacia Geral da União (AGU) e Superintendência do Patrimônio da União (SPU). O poder Executivo aguarda esta liberação para que seja iniciada a intervenção”.

Duchas gratuitas na praia salvam fortalezense do calor

281 3

foto duchas

Quem estiver passeando pelo aterro da Praia de Iracema, nas proximidades do Ideal Club, poderá aproveitar gratuitamente duas duchas que estão à disposição das 8 horas às 17 horas, em uma parceria público privada (PPP) entre a Prefeitura de Fortaleza e a empresa F2 Express Energy.

Segundo o diretor da empresa, Francisco Morais, as duchas são ecologicamente corretas e utilizam o sol como fonte de energia para bombeamento de água do lençol freático, sem ruídos ou ligações clandestinas de água e de energia elétrica.

Primeira cidade brasileira a receber o projeto, as duchas atendem a uma antiga reivindicação de desportistas, banhistas e turistas, que precisam tirar o excesso de areia da praia ou apenas para aliviar o calor.

Vereador denuncia que empresa recebeu R$ 32 mi, mas sócia tem salário de 350 reais

O vereador Capitão Wagner (PR) denunciou nesta quarta-feira (4), no Plenário da Câmara Municipal de Fortaleza, a contratação da empresa Auto Brasil Limitada, que presta serviço de aluguel de veículos à Prefeitura de Fortaleza. Segundo o vereador, a empresa utiliza “laranjas” e vasta documentação que chegou ao seu gabinete será encaminhada ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Município.

De acordo com a denúncia de Capitão Wagner, a empresa teria dois sócios: um homem e uma mulher, sócia majoritária, que possui um patrimônio estimado em R$ 4,5 milhões. Nos documentos apresentados pelo vereador, essa sócia residiria em Itapiúna e seria pensionista da Prefeitura de Russas, recebendo ao mês, o valor de R$ 350 reais.

Segundo Capitão Wagner, a empresa já teria recebido da Prefeitura de Fortaleza, por serviços prestados somente este ano, cerca de R$ 32 milhões.

(com informações da CMFor)

Vila do Mar 2 tem início em fevereiro, garante Salmito

133 3

salmito 131203 cmfor prestação contas

Por cerca de três horas, o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, prestou contas de todas as obras da responsabilidade da pasta, nesta terça-feira (3), na Câmara Municipal de Fortaleza.

O secretário falou sobre prazos e investimentos de obras em andamento, como ainda a retomada de projetos que estão parados desde a última gestão, como o Vila do Mar 2. Segundo Salmito Filho, o Vila do Mar 2 terá obras iniciadas a partir de fevereiro de 2014.

A apresentação do titular da Setfor foi acompanhada por 38 vereadores. O vereador Ronivaldo Maia, líder da prefeita na gestão anterior, elogiou o trabalho de Salmito à frente da Setfor.

Vereadores reduzem índices de reajuste do IPTU propostos pelo prefeito

Todos os índices de reajuste do IPTU, proposto pela prefeito Roberto Cláudio, em mensagem de urgência à Câmara Municipal de Fortaleza, foram reduzidos nesta terça-feira (3) pelos vereadores. A matéria somente deverá ir à votação nesta quarta-feira (4), mas todos os índices já foram acordados entre os parlamentares.

Segundo o presidente do Legislativo Municipal, vereador Walter Cavalcante (PMDB), a medida teve como objetivo o de provocar o menor impacto possível no bolso do contribuintes.

A emenda modificativa reduz de 17,5% para 15% a proposta de reajuste do IPTU para imóveis com valor venal de até R$ 58.500,00. De 22,5% para 20% o reajuste do IPTU para imóveis com valor venal de R$ 58.500,01 a R$ 210.600,00. Reduz ainda, de 1% para 0,5% o acréscimo por andar, a partir do segundo andar. A emenda modificativa também aumentou de R$ 30.341,43 para R$ 52.000,00 o teto do valor venal do imóvel isento de IPTU, desde que utilizado exclusivamente como residência do contribuinte e desde que este não possua outro imóvel no Município.

(com informações da CMFor)

Ótima notícia para os professores de Fortaleza

139 1

A emenda de autoria do deputado federal Chico Lopes (PCdoB) à Lei do Piso Nacional dos Professores saiu do papel.

O secretário de Educação de Fortaleza, Ivo F. Gomes, informou nesta terça-feira (3) que os professores do Ensino Fundamental das escolas públicas de Fortaleza agora exercem o seu direito ao 1/3 de planejamento.

Agradecemos ao vereador Evaldo Lima (PCdoB) e ao prefeito Roberto Claudio pelo apoio indispensável para essa vitória dos professores de Fortaleza. — em Câmara Municipal de Fortaleza.

(Facebook de Ivo Gomes)

Salmito volta ao plenário da Câmara Municipal; mas para prestar contas

111 4

salmito 131125 revista

O secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, estará nesta terça-feira (3), no plenário da Câmara Municipal de Fortaleza, para prestar contas de suas ações como secretário municipal. O requerimento é do vereador Fábio Braga.

Vereador licenciado e ex-presidente do Legislativo municipal, Salmito falará do andamento das obras da Beira Mar, Praia do Futuro, Avenida Monsenhor Tabosa, Praça 31 de Março, Titanzinho, Serviluz, além da situação do Morro Santa Terezinha e Vila do Mar.

Táxis piratas agem livremente em Fortaleza

324 2

foto 131201 táxi pirata

Em uma afronta à Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), duas organizações de táxis piratas espalham propagandas na Messejana e bairros adjacentes com promoções de descontos em corridas pela cidade.

Em contato com o Blog, taxistas legalizados reclamam da concorrência desleal na área da Regional VI. Segundo os taxistas, a prática das organizações piratas ocorre há mais de 10 anos. De acordo ainda com os taxistas, a atuação da Etufor na área recai sobre casos isolados de táxis piratas, não contra as organizações.

248 agentes iniciam nesta sexta-feira a Operação Centro Seguro

Cerca de 250 agentes de segurança, entre policiais militares, policiais civis e bombeiros militares iniciam nesta sexta-feira (29), a partir das 9 horas, na Praça do Ferreira, a Operação Centro Seguro. A solenidade de lançamento do programa, que segue até o dia 4 de janeiro próximo, terá as presenças do comandante da PM, coronel Lauro Prado, do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Gurgel, do delegado geral Andrade Júnior, além de agentes da Guarda Municipal, AMC e lojistas.

O número de agentes que reforçarão a segurança no Centro é 26,4% menor que a média desses últimos cinco anos, que é de 340 agentes. O melhor ano foi em 2010, quando o Centro e o seu entorno receberam um reforço de 536 agentes, além dos 40 policiais que já realizavam a segurança na área.

Incrível, sobrou dinheiro nas obras da Praia do Futuro

191 5

setfor obras pfuturo

Em uma situação rara, em termos de obras públicas, sobrou dinheiro dos recursos destinados às obras da Praia do Futuro. Com a primeira etapa praticamente concluída, do Caça e Pesca à Praça 31 de Março, a ser entregue em dezembro, e com a segunda etapa em fase de conclusão, da Praça 31 de Março ao Mucuripe, a ser entregue em janeiro, alguns milhões ficarão em caixa.

O dinheiro destinado às obras, cerca de R$ 80 milhões, é de origem da Corporação Andina de Fomento (CAF), em contrato de financiamento do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) do Ministério do Turismo.

Para não devolver o dinheiro, a Prefeitura de Fortaleza conseguiu apresentar um novo projeto para a requalificação de ruas no entorno das avenidas Dioguinho e Zezé Diogo. O prazo de entrega dessas obras é fevereiro do próximo ano.

Segundo o titular da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, responsável pelo andamento das obras, a gestão Roberto Cláudio recebeu a Praia do Futuro com 10% de obras em andamento. De acordo ainda com o secretário, atualmente a Praia do Futuro conta com 75% de obras concluídas.

VAMOS NÓS – De fato, não é todo dia que gestores afirmam que sobrou dinheiro em uma obra. Quase sempre reclamam da falta de recursos e pedem mais e mais dinheiro.

(Foto – Cláudio Barata)

As rosas não falam?

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quinta-feira (28):

Além de ganhar R$ 7,5 mil mensais, Rosa Torgan, mulher do presidente estadual do DEM e ex-secretário da Segurança Pública, Moroni Torgan, receberá mais R$ 3 mil de gratificação por funções no gabinete da Prefeitura de Fortaleza.

Pelo menos é o que assegura a portaria de nº 444/2013, que saiu publicada no Diário Oficial do Município do último dia 18. A função dela é definida como assessora especial, vindo logo abaixo da primeira-dama Carol Bezerra.

O DEM, pelo visto, não tem do que reclamar na gestão municipal.

Presidente da Etufor denuncia vereador por tráfico de influência e pode abrir crise entre poderes

303 11

foto 131127 rogério pinheiro

O presidente da Empresa de Transportes Urbanos de Fortaleza (Etufor), Rogério Pinheiro, acusou em seu Facebook o vereador Alípio Rodrigues (PTN) de tentar usar O mandato político para a liberação de veículos apreendidos pela prática de transporte clandestino. O dirigente, inclusive, tirou foto da chamada do vereador em seu aparelho celular.

A postura do presidente da Etufor causou reação entre vereadores, que lamentaram a exposição do Legislativo Municipal, além de colocar em xeque a relação da Câmara Municipal com a administração de Fortaleza.

“O presidente da Etufor expôs o prefeito Roberto Cláudio, no momento em que ele faz valer a sua indicação política contra um vereador. Se alguém cometeu um crime foi o dirigente da Etufor, pois ele não denunciou antes o suposto crime de tentativa de favorecimento político. Não há como dizer que o vereador Alípio Rodrigues cometeu um crime por uma simples foto de uma chamada telefônica, mas Rogério Pinheiro confessa seu crime ao se omitir em denunciar o suposto tráfico de influência”, comentou para o Blog o vereador Vitor Valim (PMDB), que nesta quinta-feira (28) irá cobrar a demissão de Pinheiro.

“O Rogério Pinheiro, quando se coloca como dirigente da Etufor, ousa em falar em nome da Prefeitura. Acredito, sem o consentimento do prefeito Roberto Cláudio. Ou ele apresenta provas contra o vereador Alípio Rodrigues ou não há mais como ser mantido no cargo”, ressaltou Vitor Valim, que encabeça uma lista de repúdio contra Pinheiro.

Vereadores destinam R$ 1 milhão para Gonzaguinha da Messejana

300 2

eron com vereadores

Em nota enviada ao Blog, o diretor do Gonzaguinha de Messejana, Eron Moreira, agradece aos vereadores pelo valor de R$ 1 milhão em emendas parlamentares. Confira:

Nossa gratidão aos Vereadores de Fortaleza, que este ano destinaram parte dos valores das suas emendas parlamentares, referentes ao orçamento e exercício financeiro de 2014, para os projetos de aquisição de equipamentos no Hospital Distrital Gonzaga Mota – Messejana- atendendo ao nosso chamamento de captarmos R$ 1.000.000,00 (UM MILHÃO DE REAIS), com o apoio institucional da Câmara Municipal, que tem na presidência o Vereador Walter Cavalcante.

Venho muito feliz ressaltar que, independente de ideologia partidária, conseguimos o simbolismo do “muito mais do que pedimos” ao arrecadamos a quantia de R$ 1.001.000,00 (UM MILHÃO E UM MIL REAIS).

Isso, com certeza, representa um novo ordenamento político da Câmara Municipal; representa “política com P maiúsculo”; representa seriedade no trato do dinheiro público; representa compromisso com a sociedade e com a cidadania. É nosso dinheiro dos impostos, sendo aplicado com probidade e transparência, tudo envolvido no mais puro compromisso do respeito para como os contribuintes e a sociedade.

“Ainda acredito em PAPAI NOEL”, pois esse foi o melhora presente de Natal para as pessoas que precisam dos serviços médicos do nosso Gonzaguinha – Messejana. A Direção, em meu nome, roga a DEUS que os proteja, a todas e a todos, vereadoras e vereadores, e que tenham um Natal e um 2014 com muita SAÚDE!!!

DETALHE 1 – Como vereador de Fortaleza (2011-2012), o oftalmologista Eron Moreira sabe das discussões das emendas parlamentares e fez valer a sua experiência política para conseguir esse valor para a aquisição de equipamentos para o Gonzaguinha de Messejana.

DETALHE 2 – Os vereadores que mais destinaram emendas para o Gonzaguinha de Messejana (R$ 128 mil) foram Cláudia Gomes, Toinha Rocha e Vaidon, seguidos por Carlos Dutra (R$ 70 mil), Leda Moreira (R$ 68 mil), Leonelzinho Alencar (R$ 64 mil), Mairton Félix e Vitor Valim (R$ 60 mil), Adail Júnior, Didi Mangueira, Evaldo Lima e Gelson Ferraz (R$ 50 mil), Deodato Ramalho (R$ 35 mil) e Acrísio Sena e Joaquim Rocha (R$ 30 mil).

Grafiteiro mexicano critica discriminação contra “pichadores”

foto grafiteiro mexicano gerso

“Este é o espírito do grafite. A sua arte está aqui agora, mas pode ficar somente por algumas horas. Ou, talvez, durante anos”. A declaração é do grafiteiro mexicano Gerso, em entrevista ao Blog, enquanto grafitava parte do muro da Casa de Cultura Estrangeira, da Universidade Federal do Ceará (UFC), no bairro Benfica. Gerso participou em Fortaleza do Festival Internacional de Arte Urbana, encerrado nesse sábado (23).

O grafiteiro disse que já percorreu vários países para a divulgação da sua arte, mas se assustou com a discriminação dos “pichadores” no Brasil. “Não existe diferença entre grafiteiro e pichador. Tudo é arte. Somente no Brasil eu vi essa distinção, como se um fosse do bem e o outro do mal. Tudo é arte”, comentou para o Blog o grafiteiro mexicano, ao rabiscar em sua arte o que seria a sua assinatura como “pichador”. “Viu, tudo é arte”, assegurou. Em seguida apagou a “assinatura” com um spray branco.

Gerso garantiu não se importar se algum “pichador” “sujar” a sua arte. “É como eu disse antes: está aqui agora e depois não. Se grafitarem em cima é a arte que se transformou”, ressaltou.

Era uma vez o Centro

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (24):

Passei a maior parte da minha vida tendo o Centro de Fortaleza como referência de urbanidade. Estudos (7 de Setembro da Imperador e UFC), cinema, compras, tratamentos de saúde (no antigo Ipec). No movimento estudantil, todas as passeatas lá desembocavam.

Hoje, só ponho os pés por lá movido pelos propósitos mais específicos. Ir ao banco onde mantenho conta, por exemplo. De vez em quando, uma missa na Sé. É de chorar ver a Catedral cercada por grades e com o entorno funcionando como estacionamento privado. Quatro reais a hora.

Provocado pelo artigo-denúncia da professora Adisia Sá (“Calçadas sumiram”, O POVO de 12/11), fui ao Centro de Fortaleza. Flanar. Apenas flanar. Desci na Praça José de Alencar. Decidi percorrer as duas principais ruas de pedestres do Centro. Liberato Barroso e Guilherme Rocha.

Um descalabro. Uma chaga urbana. O odor de óleo de fritura toma conta do ar. Cozinhas a céu aberto. As duas vias (e muitas outras) completamente tomadas pelo comércio fora da lei. Completamente. Centenas de comerciantes fixos com suas bancas repletas de mercadorias de origem duvidosa. Imagino que há uma sofisticada logística por trás de tudo aquilo.

Telefones celulares, relógios falsos, grifes pirateadas, brinquedos vagabundos, produtos baratos e piratas da China e adjacências. As ruas privatizadas. A cidade dos vendilhões sem templo e com a complacência dos cobradores de impostos e das gerências públicas. Uma Sodoma da negligência e permissividade. Uma grande feira de desmandos.

Não tenho mais expectativas positivas quanto a Fortaleza. Perto dos 50 anos, parei de alimentar o sonho civil de ver a nossa cidade organizada e com seus espaços públicos preservados para o justo deleite do distinto público.

O Centro é o símbolo maior de toda grande cidade que se preze. Abrir mão dele, de seus espaços públicos, de seus imensos valores históricos, a favor do tal “social” é o argumento fácil de quem não tem a coragem e nem a massa crítica para resolver o problema.

As leis urbanas estão aí, mas foram miseravelmente relativizadas. Se a desculpa for o “social”, tudo pode. Basta dizer que é “pai de família” e o espaço para negociar está garantido. Na rua de pedestre, na praça ou na calçada. Terá a benção da “otoridade”. Nas falas borbulhantes da campanha eleitoral, ninguém nos disse que seria assim.

Ao final da tarde, finalizei minha caminhada. Fui ao glorioso Leão do Sul. Caldo de cana e pastel de carne. Azeitona com caroço. Contei sete funcionários atrás do balcão. Vi o número do CNPJ na parede. Vi também o aviso da última visita da inspeção sanitária.

É assim que funciona um negócio formal. Tem endereço. Paga energia elétrica, assina a carteira, é fiscalizado, contribui com o fisco estadual e federal. Está sujeito ao Código do Consumidor. Fazendo errado, pode ser processado. Muitos riscos. Se for competente, terá o benefício do lucro. O município também lhe arranca alguns bons caraminguás, é claro.

Tráfego de veículos é liberado na Gonçalves Ledo, neste sábado

salmito 131122 mtabosa

Com cerca de 70% das obras de drenagem concluídas, as ruas que cortam a avenida Monsenhor Tabosa, na Praia de Iracema, começam a ser liberadas. Na manhã deste sábado (23), o fluxo de veículos na rua Gonçalves Ledo foi liberado. No próximo sábado (30), será a vez da rua Nogueira Acioli.

Em reunião nessa sexta-feira (22), com lojistas da Monsenhor Tabosa, o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, destacou a qualidade das obras na requalificação de um dos principais corredores turísticos da cidade.

“A população já pode conferir a nova pavimentação e o novo piso das calçadas em trechos já liberados. A qualidade dos materiais empregados é uma cobrança constante do prefeito Roberto Cláudio e os trabalhadores da obra estão de parabéns pela excelência no serviço”, ressaltou o secretário.

Redesenho do trânsito. E da cidade

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (23), pelo jornalista Érico Firmo:

O problema do trânsito em Fortaleza vai muito além de obras. É um equívoco de concepção, de organização e distribuição espacial da cidade. O desenho urbano foi formatado para o deslocamento diário de grandes levas de trabalhadores entre as áreas centrais e as periferias.

Como uma das menores capitais brasileiras em área – fica à frente apenas de Vitória (ES), Natal (RN), Aracaju (SE), João Pessoa (PB) e Recife (PE) nesse critério – metrópole com esse perfil caminha rapidamente para a inviabilidade diante da explosão populacional. Fortaleza é, disparadamente, a mais populosa dessas pequenas capitais. Simplesmente não há espaço para grandes contingentes se deslocarem todos os dias na mesma direção e depois retornaram aos seus locais de origem.

Nesse sentido, há interessante concepção em duas das avenidas para as quais a Prefeitura obteve financiamento de Dilma Rousseff (PT). A presidente anunciou R$ 717 milhões para obras de cinco faixas exclusivas para ônibus. O maior volume, R$ 298 milhões, é para o chamado BRT que ligará a Messejana ao Antônio Bezerra, via Perimetral. A ideia é transformar o trecho em via expressa. Não será sem polêmica, pois, para tanto, serão construídos nove túneis ou viadutos para eliminar semáforos.

Intervenções, sobretudo essas últimas, que reconhecidamente provocam degradação do ambiente urbano. Mas há aspecto inegavelmente positivo, que é a ruptura com a lógica da cidade que se move necessariamente entre centro e periferia. Será possível se deslocar entre extremos sem passar pelo coração de Fortaleza.

Do ponto de vista dos primeiros passos de uma redistribuição espacial, é promissor. No pacote que teve dinheiro liberado por Dilma, também está o prolongamento da atual Via Expressa, conforme concebida na gestão Juraci Magalhães. Haveria continuidade a partir da Raul Barbosa, por dentro do Lagamar, passando por baixo do viaduto previsto para onde hoje está a rotatória da Aguanambi, prosseguindo pela Eduardo Girão, avenida do canal do Jardim América, até o trilho da Jovita Feitosa e de lá até a Escola de Aprendizes de Marinheiro, no Jacarecanga. Uma versão menor do anel viário que será constituído de Messejana ao Antônio Bezerra, também sem passar pelas regiões centrais. Intervenções que renderão muito – necessário – debate, mas que colocam sobre a mesa interessante novidade no ordenamento espacial do trânsito e de seus fluxos.

Secretários e secretarias politicamente corretas

Em artigo no O POVO deste sábado (23), o editor-adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos, avalia a questão política de algumas pastas na gestão Roberto Cláudio. Confira:

Em dezembro do ano passado a repórter Raquel Maia e eu entramos na sala do então presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio, para uma entrevista com o já prefeito eleito de Fortaleza. O encontro aconteceu horas depois de RC ter anunciado o seu secretariado. Ao nos receber, perguntou de chofre sobre o que havíamos achado dos nomes.

Não me contive e respondi afirmando que o perfil dos secretários indicava que Roberto Cláudio iria, a partir dos anúncios, centrar fogo em áreas de forte apelo, como saúde, educação e infraestrutura, dando carta branca para que determinados nomes cimentassem a cara da gestão a partir de seus perfis.

Por outro lado, também disse que estrategicamente manteve secretarias politicamente corretas, ocupadas por pessoas politicamente corretas. O prefeito estranhou, mas disse-lhe que, de fato, havia secretarias ali que não iriam contribuir em nada com a gestão, mas que garantiriam o aspecto politicamente correto da gestão.

Quanto aos nomes politicamente corretos, destaquei que eram aqueles envolvidos com grupos de pressão, academia, imprensa etc, que por si, servem como anteparo a qualquer crítica mais contundente. Aproveitei e questionei ao prefeito se aquilo tinha sido intenção ou não.

Roberto Cláudio sorriu meio amarelo e mudou de assunto. Há menos de um ano da conversa, talvez seja cedo para cobrar ações efetivas de algumas dessas pastas. Também não vou aqui apontar quais delas seriam as tais politicamente corretas. Levo em conta ainda que o leitor minimamente informando deve saber sobre quais órgãos estou me referindo.

O fato é que, das 22 pastas com status de secretaria da atual gestão municipal, excluindo-se as Regionais, grande parte está a dever ao fortalezense o sentido verdadeiro de sua criação. Arrisco a dizer também que esse marasmo deve perdurar até o fim da administração Roberto Cláudio, sem que ao final se possa afirmar com clareza a real missão dessas pastas.

Do lado da prefeitura, em termos de opinião pública, não deixa de ser positivo a manutenção dessas pastas, já que joga para a sociedade a preocupação com temas midiáticos, mesmo que os resultados sejam pífios. Resta saber se RC as manteve por estratégia política ou as considera importante.