Blog do Eliomar

Categorias para Fortaleza

Roberto Cláudio diz que cumprirá promessas de campanha com Serviluz

250 2

foto eliomar serviluz fotos 130604

Durante a assinatura da ordem de serviço para o início das obras de requalificação do Serviluz, nesta terça-feira (4), na Praia do Titanzinho, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, reiterou as promessas de campanha para com a comunidade do Serviluz. Além das obras, que ficarão a cargo da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), o prefeito assegurou a reforma dos postos de saúde e a construção de creches.

“Não estamos mais em campanha política, por isso, não há como vocês pensarem que essas promessas não serão cumpridas, pois quem está falando não é o candidato, e sim o prefeito”, disse Roberto Cláudio, que ainda brincou de skate com moradores.

 Secretário Salmito Filho (Setfor) informou que as obras contarão com a construção de mil moradias, com a reforma de outras mil casas, com a construção de uma praça com 7 mil metros quadrados, como também a entrega do “papel da casa” para os moradores. Isso em um prazo de dois anos, diante de um orçamento de R$ 104 milhões.

“Todas essas mudanças ocorrerão respeitando a comunidade local. Turismo só é bom para o visitante, quando é bom para a comunidade local”, ressaltou o secretário Salmito Filho.

Pedaço do paraíso

A ampla praia de areia branca e a ausência de grandes prédios fazem da praia do Titanzinho uma das paisagens mais bonitas de Fortaleza. Segundo o pescador Marcondes Martins de Alencar, o Milagroso, 36, a única coisa que apavora a comunidade é a possibilidade da remoção das famílias para um lugar distante.

“Nasci na praia e espero morrer perto do mar. Tirar a gente daqui é como tirar um peixe do mar. Ele morre”, comentou o pescador, que diz ter salvo mais de 40 pessoas de afogamento. “Por isso me chamam de Milagroso”, orgulha-se.

Uma das moradoras mais antigas do Titanzinho, Dona Rita (é como gosta de ser chamada), 74, lembra do trauma que sofreu nos anos 70, quando teve que deixar a sua moradia na Praia Mansa. “Até hoje eu sofro quando lembro da desapropriação. Foi um chororô daqueles. Mas a mudança para o Titanzinho amenizou o nosso sofrimento. Sei que não resistirei a uma nova mudança”, disse.

Alguns moradores reclamaram para o Blog da violência na região, diante da proliferação das gangues. No entanto, todos são conscientes que a violência também afasta a especulação imobiliária.

Orelhões estão sumindo em Fortaleza

foto eliomar orelhões sumiços 130601

Alguém já precisou usar um telefone público nos últimos dias? Antes, era raro encontrar um que funcionasse. O difícil agora é encontrar o próprio aparelho, mesmo com defeito. Pois é! Os “orelhões” estão desaparecendo em Fortaleza.

Raras exceções, como a Praça do Ferreira, regiões que antes detinham um grande número de “orelhões”, agora só há vestígios que ali já existiu um telefone público. A foto acima foi tirada na avenida Padre Ibiapina, no Jacarecanga, na parada de ônibus do Circular 01. Outras paradas, como a do cruzamento da avenida do Imperador com a rua Meton de Alencar, o “orelhão” também sumiu. Nos dois casos, de acordo com usuários, os aparelhos não estariam com defeito.

Há cerca de um ano, o Blog denunciou o abandono dos telefones públicos no terminal da Parangaba. Dos quase 20 aparelhos, mais da metade está sem condições de uso. Os “orelhões”, por certo, farão falta durante os jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, principalmente aos turistas.

Prefeito Roberto Cláudio sanciona Bilhete Único

169 4

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, sancionou na tarde desta segunda-feira (3) as lei que cria o Bilhete Único. O sistema permite a integração entre transportes urbanos, quando o usuário pagará somente uma tarifa durante o intervalo de duas horas.

O Bilhete Único passará a valer a partir do dia 15, quando 250 mil usuários do sistema público de transportes deverão ser beneficiados.

Universidade mantém esgotos a céu aberto em sua fachada

164 1

foto eliomar esgoto faculdade 130601

Dois esgotos a céu aberto fazem parte da fachada de uma universidade localizada na avenida Osório de Paiva, na Parangaba. A lama corre pela calçada e ganha a pista. Um dos canos fica ao lado de uma parada de ônibus, onde o mau cheiro incomoda estudantes e usuários do transporte coletivo.

Segundo moradores do bairro, não são raros os casos em que alunos e pedestres recebem um “banho” de sujeira, diante da passagem de veículos.

A portaria da escola informou que um dos canos seria de uma rua que fica por trás do estabelecimento de ensino, enquanto o outro pertencia à universidade.

Não é esse o tipo de conceito que a sociedade espera de uma escola.

Obras do espigão da Beira Mar revelam Bandeira Nacional à população

foto eliomar bandeira espigão 130601

Quem durante anos percorreu o calçadão da Beira Mar, pode nunca ter notado no canto da feirinha de artesanato o mastro da Bandeira Nacional. No entanto, as obras do espigão da Praia do Náutico deram destaque à Bandeira, diante da limpeza do terreno.

Segundo o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, a Bandeira Nacional ganhará o destaque merecido, após a construção do espigão e a urbanização do local, inclusive com o hasteamento por parte do Exército.

Secretário de Turismo avalia números de pesquisa sobre aeroportos

Dos 15 aeroportos que servirão às 12 cidades-sedes da Copa do Mundo no Brasil, no próximo ano, Fortaleza ficou entre os quatro melhores. Foi o que avaliou a pesquisa da Secretaria de Aviação Civil (SAC), referente ao primeiro trimestre deste ano. A enquete do O POVO deste domingo (26) traz seis avaliações identificadas com o assunto.

O secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, realizou um estudo sobre a pesquisa e apresentou índices importantes.”Na satisfação geral dos entrevistados, Fortaleza ficou em primeiro lugar, com 12,8% acima da média dos demais aeroportos. O mesmo ocorreu nos itens de sensação de segurança (15% acima da média), integridade na bagagem (15,3%), internet/wi-fi (26,7%), disponibilidade de táxi (9,8%) e limpeza geral (12,2%). Até nos itens em que Fortaleza não ficou com a melhor colocação, tivemos percentuais relevantes, como o tempo de espera na fila do guichê para o check-in (7,3% acima da média da pesquisa) e o carisma no atendimento (15% acima da média)”, destacou o secretário.

Já Bismarck Maia, secretário de Turismo do Estado (Setur), destacou que Fortaleza deverá receber cerca de 280 mil turistas, superando em torno de 43,2% o registrado em junho de 2012.

Apesar do aumento da demanda, o ministro da Aviação Civil, Wellington Moreira, garante que o Aeroporto Internacional Pinto Martins estará pronto para atender ao setor. “O aeroporto de Fortaleza é estratégico para o Brasil e, por meio de ações de melhoria que estão em andamento, atenderá a demanda de passageiros prevista para os próximos grandes eventos”.

Salmito acompanha pessoalmente as obras na Beira Mar

183 1

salmito espigão 130525

Salmito mostra o avanço das obras do espigão da Desembargador Moreira

Quase todos os dias, desde que assumiu a pasta do Turismo de Fortaleza, em janeiro deste ano, o secretário Salmito Filho é visto acompanhando as obras de requalificação da Beira Mar. A frequência se tornou maior há cerca de três meses, quando da assinatura da ordem de serviço, com as presenças do governador Cid Gomes, do prefeito Roberto Cláudio e do ministro do Turismo, Gastão Vieira.

Neste sábado, o secretário caminhou mais de dois quilômetros a cada deslocamento das obras do novo Mercado dos Peixes (final da Beira Mar) ao espigão da Desembargador Moreira (praia do Náutico).

Os deslocamentos a pé muitas vezes são demorados porque Salmito sempre se dispõe a esclarecer dúvidas e curiosidades da população, quando às obras.

Segundo o secretário, as duas construções fazem parte das duas primeiras etapas das obras de requalificação da nova Beira Mar, que ainda contará com outras três etapas.

Abertura da 5ª Conferência das Cidades de Fortaleza acontece nesta quinta-feira

quadro meio ambiente 130521

A Prefeitura Municipal de Fortaleza realiza no dia 23 de maio de 2013, a partir das 8 horas, a solenidade de abertura da 5ª Conferência das Cidades – Etapa Municipal. O evento será realizado no Hotel Oásis Atlântico (Av. Beira Mar, 2500 – Meirelles). Com duração de dois dias, a conferência será aberta pelo prefeito Roberto Cláudio e contará com as presenças de autoridades municipais, estaduais e nacionais.

A atividade tem como tema “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana, já!” e terá a participação de 425 pessoas. O evento é coordenado pela Fundação de Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza (Habitafor), pelo Instituto de Planejamento Urbano de Fortaleza (Iplanfor) e pela Coordenadoria Especial de Participação Popular, bem como pela Comissão Preparatória Municipal, com representantes de diversos segmentos sociais envolvidos com o tema.

A programação inclui palestras da secretária de Meio Ambiente de Fortaleza, Agueda Muniz, que abordará as questões relacionadas ao Plano Diretor de Fortaleza; do senador Inácio Arruda, que trabalhará a aplicação do Estatuto da Cidade, o qual foi relator; e do diretor de Assuntos Fundiários e Urbanos do Ministério das Cidades, Celso Santos Carvalho.

Os debates da Conferência se concentração em seis eixos, cada um discutido em um grupo temático, sendo eles: Política e Planejamento Urbano; Participação e Controle Social; Moradia; Saneamento e Meio Ambiente; Mobilidade Urbana; e Financiamento Local da Política Municipal de Desenvolvimento Urbano.

O evento conta ainda com a apresentação do fórum para debater a constituição do Conselho Municipal da Cidade – Fortaleza, que é o espaço em que sociedade e governo podem discutir questões relacionadas ao ordenamento urbano do município e regulamentar dispositivos do Plano Diretor, como no que diz respeito às Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis).

(Habitafor)

Bairro Bom Futuro sofre com falta de água há dois dias

Sem aviso prévio, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) cortou o fornecimento de água no bairro Bom Futuro. As queixas são de baixa pressão e por isso a água não sobe para a caixa d’água. A justificativa da Companhia a um morador do local é a existência de um problema no sistema de abastecimento, com regularização prevista para o dia 27 de maio.

Ao O POVO Online, a empresa afirmou não haver nenhum problema no fornecimento da água. Segundo o órgão, um isolamento na rede de esgoto da área está obstruindo o sistema e dificultando a pressão regular da água; o dia 27 deste mês foi o prazo assegurado para a normalização do abastecimento. De acordo com a Cagece, o problema já está sendo solucionado e uma equipe técnica será enviada a rua Samuel Uchôa para averiguar a situação.

(O POVO Online)

Do déficit de táxis a outras melhorias no serviço local

A respeito da matéria “Táxis] Fortaleza tem déficit de 608 carros”, do repórter Átila Varela (Editoria Economia, página 26), na edição de sexta-feira passada, 17, do O POVO, o tema central diz respeito às próximas copas das Confederações, em junho próximo, e a do Mundo, em 2014, ambas com partidas de futebol também na capital cearense. No atendimento tanto ao visitante quanto ao habitante, a questão dos transportes coletivo, particular e fretado se torna fundamental.

O presidente do Sinditáxi-CE, Vicente de Paula Oliveira, declarou que a frota deve preencher a demanda da Copa das Confederações em Fortaleza. Mas ele admite que o número de veículos está insuficiente para a Copa do Mundo. São necessários mais 400 veículos nas ruas. A solução tem de ser mais abrangente. Turistas, por exemplo, aqueles com maior poder aquisitivo, devem vir a Fortaleza nem só para comparecer aos jogos de futebol. Se forem acompanhados por familiares, a exemplo das esposas, lógico que procurarão centros de compras que mais atraem viajantes, dos quais o Mercado Central.

Além disso, a categoria taxista, mesmo competente na sua maioria para conduzir o carro e tratar os passageiros com hospitalidade, precisa de outros aperfeiçoamentos na questão do desenvolvimento de recursos humanos. Pergunta-se: quantos receberam treinamentos para se comunicar, mesmo superficialmente, com pessoas falando idiomas estrangeiros?

As portadoras de língua espanhola e até italiana podem ter compreensão razoável por quem dialoga com elas. Mas existem as que podem se dirigir a outras apenas em francês ou inglês, o que deve dificultar na conversação.

De maneira nenhuma, Fortaleza é aquela cidade na qual, cerca de 50 anos atrás, só a introdução do taxímetro foi considerada revolução nesse meio de transporte. As entidades a exemplo do Sinditáxi, além das instituições públicas gerenciadoras da condução de pessoas, precisam planejar muito mais.

(O POVO / Editorial)

Testemunha ocular

163 1

Em artigo no O POVO deste sábado (18), o advogado e psicanalista Luís Olímpio Ferraz Melo comenta dos números da violência em Fortaleza. Confira:

Os assustadores números da violência em Fortaleza revelados na manchete de 7/5, pelo O POVO, “873 assassinatos a tiro em 2013”, sugerem que estamos vivendo uma guerra civil não declarada. Se somarmos todas as vítimas mortas em atentados terroristas no mundo no mesmo período, encontraremos menos da metade desse número. Nem no conflito histórico entre israelenses e palestinos houve tantas mortes no mesmo período.

A violência urbana vem aumentando em todo o Brasil, mas Fortaleza se notabiliza pela inércia de ações que possam conter esse fenômeno social. O governo estadual parece perdido sem saber o que fazer para garantir a integridade física e a segurança da população e já há locais conhecidos pelos marginais que desafiam a própria polícia.

Décadas atrás, no Central Park, em Nova York, nos Estados Unidos, era quase uma loteria atravessá-lo sem ser molestado pela violência urbana, mas houve reação do governo resultando em reversão da violência e os índices de criminalidade despencaram. Os nova-iorquinos voltaram a ter o direito de circular livremente em sua cidade antes dominada pelos marginais. Na cidade de Johanesburgo, na África do Sul, que já foi conhecida como a capital mundial da criminalidade devido à violência descontrolada, as autoridades se juntaram e conseguiram tornar aquela metrópole segura.

Recentemente estive na Colômbia e sou testemunha de que a epidêmica violência histórica naquele país perde força e já é possível transitar em Bogotá com alguma tranquilidade, coisa inimaginável há alguns anos. O estigma de país violento continua, pois há guerrilhas armadas e traficantes de drogas, mas os colombianos estão sonhando com uma vida melhor e mais segura.

Ou seja, solução para conter a violência urbana há e a segurança pública e o direito à vida do cidadão devem ser prioridades no governo. Portanto, mãos à obra, governador Cid Gomes.

Salmito avalia com Exército o local do mastro da Bandeira Nacional

260 1

salmito exército

O secretário de Turismo de Fortaleza, Salmito Filho, apresentou na tarde desta sexta-feira (17), na 10ª Região Militar, no Centro, o projeto da Nova Beira Mar. Por mais de uma hora, o secretário mostrou os atrativos do projeto, como ainda as principais mudanças na atual estrutura em um dos maiores cartões postais de Fortaleza.

Uma das propostas mais debatidas foi a localização do mastro da Bandeira Nacional, atualmente escondido em meio a postes e árvores. Pela sugestão do Exército Brasileiro, que teve à frente o comandante da 10ª Região Militar, general Araújo Lima, o mastro deveria ficar no centro da pracinha de artesanato, nas proximidades do Náutico Atlético Cearense. O Exército, inclusive, preparou um projeto, apresentado pela tenente e arquiteta Camila Bandeira.

Salmito se comprometeu a discutir a proposta com os arquitetos do projeto, além dos técnicos da Prefeitura. O secretário sugeriu, ainda, que o Exército realizasse o hasteamento e troca da Bandeira em solenidades formais. “É uma atração a mais para os fortalezenses e para os turistas que frequentam a Beira Mar”, ressaltou Salmito.

Farmácia Popular no terminal da Parangaba volta à (quase) normalidade

farmácia popular

Com pouco movimento, a Farmácia Popular no terminal da Parangaba voltou a funcionar esta semana. A suspensão dos serviços foi denunciada por usuários e leitores do Blog, no último fim de semana. Segundo o aviso na porta do estabelecimento, o motivo teria sido uma pane no sistema.

Nessa quinta-feira (16), o movimento esteve lento. De acordo com uma funcionária, que pediu para não ser identificada, a “calmaria” foi provocada pela falta de muitos medicamentos.

Banheiros

Há quase dois anos e meio, a gestão da prefeita Luizianne Lins deu início à reforma do banheiro masculino no piso do terminal da Parangaba, à construção de um banheiro feminino na mesma plataforma, além da instalação de um elevador. Apesar dos equipamentos terem ficado prontos, há cerca de oito meses, nenhum foi entregue à população. O impasse seria pendências na prestação de contas, junto à Caixa Econômica Federal (CEF).

Petista reclama e Câmara revoga Dia do Forró proposto por "vereador do Safadão"

Foi derrubado pela Câmara Municipal o projeto do vereador Wellington Saboia (PSC) que instituía 6 de janeiro como dia oficial do Forró em Fortaleza. A proposta, aprovada nessa quarta-feira (15), foi arquivada nesta quinta-feira (16), após o ex-presidente da Casa, Acrísio Sena (PT), reivindicar paternidade da ideia. Segundo o petista, lei de sua autoria de março de 2011 já estabelece o dia 13 de dezembro como dia do Forró no Município.

A proposta de Wellington – vereador que ficou famoso após receber apoio do cantor Wesley Safadão em sua eleição e usar a alcunha de “vereador do Safadão” – fazia referência ao nascimento do compositor cearense Messias Holanda. Já a proposta do ex-presidente faz referência ao aniversário do sanfoneiro Luiz Gonzaga – data em que se comemora o dia nacional do Forró. Entre Messias e Gonzagão, prevaleceu o rei do baião, que nasceu em Pernambuco.

“O Dia Municipal do Forro já é lei desde 2011, em proposta de autoria nossa”, disse Acrísio em seu perfil no twitter. A mensagem foi endereçada ao perfil oficial da Câmara Municipal, bem como para uma série de veículos de imprensa da Capital.

Nas redes sociais, houve quem fizesse piada com a situação: “dia 13 de dezembro e 6 de janeiro ficam perto. É melhor emendar e fazer logo um mês todo do Forró”.

(O POVO Online)

Ceará é citado como modelo de investimento em Encontro Nacional de Turismo

266 2

salmito psb

O Ceará foi o único estado brasileiro a ser citado pelo ministro Gastão Vieira, durante a abertura do Encontro Nacional de Turismo, em Brasília, na noite desta quarta-feira (15), como modelo de investimento no turismo. Segundo o ministro, o governador Cid Gomes mostra visão turística, diante dos equipamentos no Estado, como o novo Centro de Eventos.

O secretário de Turismo de Fortaleza, Salmito Filho, presente ao encontro, disse ao Blog que sentiu orgulho das ações do Estado. “O ministro mostrou com muita clareza que países europeus, como Espanha e Portugal, conseguiram amenizar a crise econômica por meio do turismo. Com relação ao Brasil, o Ceará foi o único estado citado pelo ministro. É uma prova que estamos no caminho certo”, comentou Salmito Filho.

“A determinação do prefeito Roberto Cláudio é que a sua equipe de governo siga as as boas práticas do governador Cid Gomes”, completou o secretário de Turismo de Fortaleza.

DETALHE – Do encontro, participou também o secretário do Turismo do Estado, Bismarck Maia. O encontro serviu para marcar também as comemorações dos 10 anos de criação do Ministério do Turismo.

Privatização das praias

202 2

Da coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (12):

Uma indignação toma conta de frequentadores da Praia do Futuro: algumas barracas estão proibindo que banhistas adquiram produtos de vendedores ambulantes, além de exigir consumo obrigatório de quem desfrutar do espaço ocupado pela barraca, inclusive, pelo uso de cadeiras. Querem privatizar as praias desconhecendo que, pela Constituição Federal, elas constituem um patrimônio público. Aliás, esse abuso não ocorre só na Praia do Futuro, mas em toda orla da Região Metropolitana, inclusive as que são refúgio das elites abastadas.

A alegação de que apenas defendem seus clientes de petiscos de proveniência duvidosa não cola. Para isso, basta colocar um alerta visível. A decisão de consumir ou não deve ficar por conta dos frequentadores. É até possível aceitar a existência de barracas no local, mas desde que sob severa restrição, não lhes permitindo privatizar o espaço, nem exceder os limites-padrão de tamanho (igual para todas).

Seria necessário promulgar uma legislação municipal rigorosa, abrangendo todos esses detalhes. Caso contrário, será melhor removê-las.

"PT continua o partido mais forte de Fortaleza"

176 1

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (11), pelo jornalista Érico Firmo:

Ao longo da semana, a coluna tratou do momento político do PT no Ceará. Na quinta-feira, abordou a diluição do considerável capital político que havia demonstrado mesmo na derrota na última eleição em Fortaleza.

A respeito disso se manifestou o presidente municipal do partido, Raimundo Ângelo. Ele destacou a bancada de vereadores coesa e que, segundo ele, “faz oposição qualificada, não raivosa”. Destacou ainda a realização frequente de reuniões, debates, plenárias. Sinal, segundo ele, de partido vivo e dinâmico, que reúne filiados e discute estratégia.

“O PT continua o partido mais forte da cidade. Mesmo não estando governando”, afirma. E é enfático ao destacar que o partido tem quadros para a eleição municipal de 2016 e mesmo para o Governo em 2014. Cita a ex-prefeita Luizianne Lins, o candidato na eleição passada, Elmano de Freitas, e os deputados estaduais e federais. “Temos condições políticas reais para 2016”, diz, sobre a esperança de retomar o poder.

Também concordo que o PT tem condições de ser competitivo daqui a três anos e meio. O que enfatizei em relação à Capital é apenas que a sigla está hoje menor do que estava logo depois da derrota eleitoral. O patrimônio político que Elmano de Freitas expôs em outubro passado se dissolveu.

E bote boneco nisso!

170 1

Em artigo no O POVO deste sábado (11), o editor-adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos,  comenta os transtornos no acesso e saída do show de McCartney. Confira:

Tipicamente cearense, a expressão “botar boneco” tem o sentido de designar algo ou alguém passível de situação fora do comum, além do convencional, extrapolando limites ou subvertendo regras. Ao sugerir o termo na abertura de seu show, Paul McCartney não poderia ter sido mais feliz e gentil para com os que estavam na Arena Castelão em busca de assistir àquele espetáculo.

Ao fim da apresentação, impossível conter a emoção, bem definida como histórica, do ex-beatle em Fortaleza. O termo “botar boneco”, todavia, tanto pode caracterizar momentos lúdicos como indicar cenários de um completo caos. E aí, caro leitor, se a apresentação em si vai ficar na memória, para, além disso, em termos de organização e infraestrutura, pense em um boneco grande.

Sufoco na hora da troca dos ingressos, quilométricos engarrafamentos, transtorno das longas filas de entrada à arena. Sem contar os problemas gerados para quem mora nas redondezas ou precisou passar por ali, revelam que ainda estamos anos luz atrasados em relação ao mínimo de respeito que se deve ter pelo cidadão.

Até é compreensível que eventos do gênero gerem transtornos e interfiram no dia a dia das pessoas. Mas o que se viu na última quinta-feira extrapola as raias da sensatez. E quem não tinha nada com o show, como foi o caso de pessoas que precisaram se deslocar ao aeroporto, por exemplo, ou de escolas que cancelaram aulas no dia já prevendo as dificuldades de acesso?

Sinceramente, não me enquadro na categoria dos que acham que Fortaleza não merece receber eventos de grande porte. Muito ao contrário, defendo, principalmente pelo aspecto econômico, que a capital cearense é vocacionada para tal. Por isso mesmo, que se tire lições definitivas sobre o que aconteceu em consequência do show de Paul McCartney.

Não somente em relação à Arena Castelão, mas no que diz respeito a vários outros equipamentos da cidade, que não proporcionam a menor condição de oferecer dignidade aos que os procuram. Somos alegres, criativos, moleques, mas isso não dá o direito de sermos tratados como marionetes.