Blog do Eliomar

Categorias para Fortaleza

No Dia dos Namorados, Salmito se declara à esposa Jamile

O homem que há mais de dois anos tem a responsabilidade de conduzir o Legislativo de Fortaleza não pensa duas vezes em expor a sensibilidade.

Neste Dia dos Namorados, Salmito Filho (PDT) se declara à esposa Jamile, por meio das redes sociais. “Celebrar o Dia dos Namorados é em todos os momentos AMAR, que significa gostar, respeitar, ter prazer, perdoar, alegrar-se, compreender. Foram cinco anos de namoro e já são dez anos de casados, portanto são mais de 15 anos de felicidade a cada dia ao seu lado, Jamile! Amo você”!

E a comemoração teve início na noite desse domingo (11), quando Salmito e Jamile participaram do momento especial da família Freitas (Marcos, a esposa Luciana e a filha Thaís), nos 50 anos de Marcos, amigo de infância de Salmito.

Além de Salmito, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) e lideranças nacionais como Lula também usaram as redes sociais para lembrar a data. Gente, políticos também amam.

(Fotos – Facebook de Salmito)

2 a 2 – Fortaleza empata e divide liderança com o CSA

O Fortaleza chegou à liderança do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, na noite desse domingo (11), na Arena Pantanal, após empate em 2 a 2 com a equipe do Cuiabá. Com o resultado, a equipe cearense empatou em todos os critérios com o CSA no alto da tabela de classificação, enquanto o Cuiabá segue na lanterna, ainda sem vitória na competição.

Os quatro gols da partida foram marcados no segundo tempo, com direito à virada do time da casa. Hiago abriu o placar, aos 15 minutos, mas o Cuiabá virou com Rafael e Marcelo Boeck, esse segundo gol a minuto para o fim da partida. No último lance do jogo, no entanto, Ronny empatou.

O Fortaleza volta a campo no próximo sábado (17), contra o Sampaio Corrêa.

Série C – Fortaleza poderá assumir liderança neste domingo

Único time com três vitórias seguidas nos dois grupos da Série C do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza espera aproveitar a boa fase para assumir a liderança de sua chave, neste domingo (11), a partir das 18 horas, na Arena Pantanal, diante do Cuiabá. Já o campeão mato-grossense ainda não venceu na competição e ocupa a lanterna do Grupo A.

O histórico entre as duas equipes, na Série C, também é favorável ao Fortaleza. Dos 10 jogos, desde 2012, o Fortaleza venceu seis, empatou três e perdeu somente um.

O líder do Grupo A da Série C é o CSA, de Alagoas, que na noite desse sábado (10), em Belém, empatou com o Remo em 1 a 1.

Shopping Benfica realiza o São João Solidário

Comidas típicas, barraca de brincadeiras, feira de artesanato, roupas e acessórios de caipira marcam São João Solidário, no 2º piso do Shopping Benfica, a partir da terça-feira (13).

A Cidade Benjunino seguirá montada até o dia 24 deste mês, quando ocorrerá o arraial, a partir das 19 horas, com entrada gratuita.

Durante o período do São João Solidário, parte das vendas na Cidade Benjunino será destinada aos trabalhos sociais da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios e da Igreja de São Benedito.

Educação, Saúde e Moradia marcam o “Prefeitura e Câmara” no Bom Jardim

O prefeito Roberto Cláudio (PDT); o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT); secretários municipais e vereadores passaram a manhã deste sábado (10) no bairro Bom Jardim com ações voltadas para a educação, saúde e moradia, diante do programa “Prefeitura e Câmara em Nosso Bairro”.

Com 1,6 mil alunos, a escola Lirêda Facó recebeu ordem de serviço para o serviço de reforma. Em outra ação, 210 papéis da casa foram entregues para a regularização de moradias. Por último, os representantes dos poderes Executivo e Legislativo visitam as obras de construção do posto de saúde do Bom Jardim, que também atenderá a população das áreas adjacentes.

(Fotos: Divulgação)

11 mil pacientes – Prefeitura de Fortaleza diz empregar atendimento humanizado no combate às drogas

Atendimento humanizado, resgate da autoestima, estímulo à cidadania e apoio das famílias dos pacientes. Essa é a fórmula utilizada pelo Centro Integrado de Referência Sobre Drogas, da Prefeitura de Fortaleza, no tratamento de dependentes químicos.

Desde 2013, a Prefeitura de Fortaleza informa estar promovendo políticas públicas de prevenção ao uso de drogas e álcool, diante de ações como acolhimento e apoio à reinserção social para que dependentes químicos possam ter uma chance de recomeço.

O apoio das famílias, juntamente aos programas de requalificação profissional, vem contribuindo para o retorno dessas pessoas à vida em sociedade e ao mercado de trabalho. O ex-dependente químico Chico Goes, após o tratamento e a assistência em um dos CAPS AD, tornou-se palestrante contra o uso de drogas.

Assaltantes mudam procedimento de abordagens e escapam das estatísticas do Sindiônibus

Na tarde da quarta-feira do dia 26 de abril último, três homens armados abordaram passageiros da linha 066 – Parangaba/Aeroporto/Papicu e levaram aparelhos celulares e alguns pertences das vítimas. O trio obrigou o motorista a parar na avenida Murilo Borges, nas proximidades da avenida Rogaciano Leite, no bairro Luciano Cavalcante.

Também em uma quarta-feira, no dia 24 de maio último, passageiros da linha 084 – Siqueira/Messejana/Perimetral também foram assaltados por três homens, no fim da tarde, que levaram aparelhos celulares e alguns pertences. Os assaltantes desceram na avenida Presidente Costa e Silva, entre o Parque Dois Irmãos e o Passaré, após obrigarem ao motorista a parar fora do ponto.

Nos dois casos, os assaltantes não levaram o aparelho celular do motorista e também não abordaram o trocador, apesar da boa movimentação na catraca.

O novo procedimento dos assaltantes é motivado por um manual de conduta do Sindiônibus, segundo o que revelam ao Blog motoristas e cobradores, quando o Boletim de Ocorrência é realizado somente quando há subtração de valores no caixa do ônibus ou objetos do motorista ou cobrador.

De acordo ainda com motoristas e cobradores, os objetos levados dos passageiros não resultariam dano às empresas, o que poderia ser classificado como “defesa do interesse de terceiros”. Nesse caso, caberia a cada passageiro registrar o próprio Boletim de Ocorrência.

Segundo motoristas e cobradores, é raro o passageiro que se mostra disposto a registrar a ocorrência em um Distrito Policial, ou mesmo pela Delegacia Eletrônica, após ter seu aparelho celular roubado. Segundo ainda motoristas e cobradores, uns passageiros desmotivam os outros a registrarem a ocorrência, pois “não irá dar em nada”.

Segundo a Polícia, a omissão das vítimas, além de estimular novos assaltos nesse tipo de modalidade, ainda prejudica uma estratégia de combate à prática criminosa, pois não há como mapear as áreas com maiores ocorrências.

A falta do registro das ocorrências, por parte das vítimas, também reflete no relatório diário da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), pois os casos de assaltos a coletivos somente aparecem quando na condição de flagrante.

Fortaleza e os mototaxímetros

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (10):

Apesar do serviço de mototáxi existir em quase todo o Brasil, só é regulamentado em 12 capitais e no Distrito Federal.

Fortaleza regulamentou o serviço, mas não há regras claras sobre a cobrança. Nos pontos de mototáxi, o comum é a corrida ser cobrada “no tiro”, ou seja, sem uma tabela ou um valor de referência. Não existe ainda um equipamento para padronizar os valores.

O mototaxímetro, segundo o representante da categoria, Cícero Férrer, seria a solução e garantiria preços justos para a clientela. Desenvolvido pelo Inmetro e uma empresa privada, o mototaxímetro funcionaria como os taxímetros comuns, marcando quilômetros rodados e tempo parado durante a corrida.

A proposta está com o presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza, José do Carmo. A medida será estudada nos aspectos legais.

Movimento Proparque promove domingo Festa da Vida 2017

O Movimento Proparque promoverá domingo, das 10 às 14 horas, no Parque Rio Branco (Bairro Joaqui Távora), a sua tradicional Festa da Vida. Nesta edição, o tema será “Pela água, pela vida”, com objetivo de chamar a atenção para a seca.

Haverá, às 11 horas, uma roda de conversa sobre “A Situação da Água no Ceará”, coordenada pelo físico Alexandre Araújo Costa, professor doutor da Uece e membro do IPCC Brasil (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas).

A Festa da Vida ocorre desde 1998 [exceto 1999], sempre na Semana do Meio Ambiente. O foco central é colocar em evidência as ações pela vida – não só sobre meio ambiente, realizadas por entidades, escolas e igrejas de Fortaleza. Cada uma expõe a seu modo: conta sua história, eventos e campanhas atuais mostrando registros em fotos, faixas, cartazes e outros suportes. Também há venda de produtos.

Shows

Em paralelo às exposições, haverá show de Calé Alencar e Gigi Castro, que também cantará e animará uma ciranda. O Coral da ADUFC e a dupla Lady e Da Mata, além do palhaço Rapadura integram a programação. Uma entidade fará doação de livros, outra levará teatro e dança e o Movimento Proparque executará o Projeto Livro em Movimento, que faz empréstimos grátis. Como incentivo a que todos permaneçam no parque, algumas entidades colocarão almoço à venda.

SERVIÇO

*A entrada é franca.

*Parque Rio Branco – Avenida Pontes Vieira.

90,7 FM – Rádio da Câmara Municipal de Fortaleza possui novo prefixo

A Rádio Fortaleza, da Câmara Municipal, passou a operar, nesta semana, com o prefixo 90.7 FM, quando agora cobre toda a cidade e parte da Região Metropolitana.

“A Rádio Fortaleza é uma ferramenta que aproxima mais os trabalhos do Poder Legislativo com o cidadão. Tudo isso para que a população possa opinar, sugerir, cobrar de seus representantes, os vereadores de Fortaleza, as suas demandas legítimas em relação à nossa cidade”, diz o presidente da Casa, Salmito Filho (PDT).

Ele pede à população que, a partir de agora, acompanhe também os trabalhos legislativos por meio da emissora. “Você, cidadão, deve acompanhar os trabalhos dos 43 vereadores de Fortaleza”, recomendou Salmito.

(Foto – Divulgação)

Salmito disponibiliza página no Facebook para receber sugestões para o Legislativo de Fortaleza

“Cidadania nas redes sociais. Quem desejar acompanhar, sugerir e interagir com os nossos trabalhos como vereador e presidente da Câmara Municipal de Fortaleza poderá curtir a nossa página @salmitooficial no Facebook”.

O convite é do próprio presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), como forma de promover a cidadania e chamar a população a conhecer melhor o funcionamento da Casa Legislativa.

Roberto Cláudio destaca regulamentação do Cocó como espaço público para usufruto dos cidadãos

95 1

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), destacou neste domingo (4) a regulamentação de mais de mil hectares do Parque do Cocó, como um espaço público para que as pessoas possam usufruir.

Roberto Cláudio afirmou que a regulamentação se estende até a Sabiaguaba, mas ainda há algumas pendências judiciais de desapropriações.

O prefeito também falou sobre o cenário político nacional do País e expectativas acerca da chapa Dilma-Temer e destino de Temer.

Momento em que Camilo Santana (PT), oprefeito RC e ex-governadores Lúcio Alcântara, Cid Gomes e Ciro Gomes festejaram a demarcação do parque.

(Foto e Vídeo  – Paul MOska)

Cracolândia e dependentes químicos: entre a marketagem de Doria e a seriedade de Roberto Cláudio

234 3

Em artigo enviado ao Blog, o jornalista Hélio Rocha Lima compara as ações de combate e prevenção às drogas dos governos municipais de Roberto Cláudio e João Doria. Confira:

Nesta semana, o Brasil inteiro assistiu a mais uma desastrada ação de marketagem e um péssimo exemplo do prefeito de São Paulo, João Doria Jr. (o suposto #joãotrabalhador), no absurdo e desumano caso da desocupação da Cracolândia.

Sem nenhum aviso e sem o devido e necessário diálogo, o mestre da marketagem e pupilo do factoide político do Brasil, o prefeito Doria, decidiu, mais uma vez, tratar um assunto sério de forma superficial, com atitudes irresponsáveis, passando por cima de direitos humanos e correndo no dia seguinte para a frente das câmeras de televisão com o objetivo de se autopromover como um suposto gênio da gestão pública.

Doria tenta vender a ideia e busca convencer as mais inteligentes mentes do nosso país de que consegue, de forma milagrosa, fazer o que nem os mais brilhantes educadores, acadêmicos, técnicos, pensadores e gestores de políticas públicas sérias conseguiriam fazer para solucionar problemas complexos que afetam a vida de milhões de famílias nas cidades de todo o Brasil.

Para aqueles que talvez não tenham acompanhado os detalhes do caso da Cracolândia, o problema é que houve uma ação conjunta da prefeitura de Doria com o governo do seu padrinho, o governador Alckmin, para desocupar parte do valioso centro de São Paulo (de grande interesse da especulação imobiliária privada), desabrigando, ferindo e tratando centenas de dependentes químicos como se, talvez, animais criminosos todos o fossem.

Se, por um lado, nós, cidadãos brasileiros e pagadores de impostos, desejamos uma renovação na política, também é certo que precisamos buscar o enaltecimento de gestores públicos verdadeiros que trabalham de forma comprometida, ética e com o devido respeito e seriedade que os desafios das nossas cidades exigem e tanto merecem.

No início do seu governo, em 2013, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, demonstrou o compromisso com a causa das pessoas que sofrem com a questão das drogas e da dependência química, logo nos primeiros passos do seu modelo de governo, com a criação da Coordenadoria Especial de Políticas Sobre Drogas.

Longe dos holofotes e da marketagem, o prefeito de Fortaleza vem realizando um silencioso trabalho com a prevenção nas escolas municipais, com os abrigos e centros de referência para pessoas em situação de rua que sofrem com as drogas, colocando para operar um sistema de atendimento 0800 para apoio a dependentes e seus familiares, com programas de qualificação profissional para contribuir com o retorno ao mercado de trabalho e também com as unidades de acolhimento, tanto próprias da Prefeitura como por meio de convênios, para internamento e recuperação de longo prazo. Apenas para citar algumas ações e importantes programas que estão entregando um valioso resultado à coletividade fortalezense.

De fato, estamos diante da realidade em que, por um lado, vemos um prefeito que busca se autoconstruir à luz da marketagem, enquanto o outro vem sendo construído por meio dos resultados concretos da gestão de toda a sua equipe.

Ou seja, comparando o modelo de atuação de Doria em São Paulo com a maneira pela qual Roberto Cláudio lidera a administração de Fortaleza, é praticamente impossível não chegar à conclusão de que podemos refletir se o exemplo de gestão pública estaria entre a marketagem privatizante de Doria ou a seriedade do trabalho realizado pelo prefeito Roberto Cláudio.

Hélio Rocha Lima,

Jornalista.

ISGH recebe homenagem por resultados no atendimento a pacientes com dengue

O Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), que gere as UPAS, recebeu homenagem pelo bom desempenho de seus serviços, nesse sábado (3), durante o 1º Congresso Médico Unimed Fortaleza, que abordou o tema “Inovação, Integralidade, Conhecimento e Cooperação”.

A comenda, recebida durante o evento pelos diretores do ISGH, foi obtida devido os resultados do protocolo automatizado de dengue, implantado nas UPAS, que conseguiu alcançar uma redução de mais de 75% de mortalidade em 2016, em relação a 2015.

(Foto – Divulgação)

Decreto de Regulamentação do Parque do Cocó marca Semana do Meio Ambiente

O governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio assinaram na manhã deste domingo (4), durante a abertura da Semana do Meio Ambiente, o Decreto de Regulamentação do Parque do Cocó, uma reivindicação de ambientalistas e da sociedade em geral há mais de 40 anos.

A solenidade foi prestigiada pelos ex-governadores Ciro Gomes, Cid Gomes e Lúcio Alcântara, todos acompanhados com suas respectivas famílias, pois cada um contribuiu em seus governos para a regulamentação do Parque do Cocó.

O tema este ano da Semana do Meio Ambiente é “No lugar de lixo, árvores e flores”. A programação, que se estende até o dia 11, reúne diversas atividades como educação ambiental, plantios, limpezas, passeio ciclístico e conta com a colaboração de órgãos governamentais, não-governamentais, representantes da iniciativa privada e sociedade civil organizada, numa mobilização popular de conscientização em prol do meio ambiente.

(Fotos Paulo MOska)

Fortaleza goleia o ASA no PV e emplaca a 3ª vitória seguida na Série C do Brasileiro

Aos poucos, o Fortaleza vai engrenando. Na noite desse sábado (3), o Tricolor do Pici não teve dificuldades para vencer o ASA-AL, por 3×0, no estádio Presidente Vargas, em jogo válido pela 4ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

Essa foi a 3ª vitória seguida do Leão na competição. Com o resultado, o time do técnico Paulo Bonamigo foi aos nove pontos em quatro jogos, ocupando a liderança isolada e provisória do grupo A.

Os gols da vitória do Fortleza foram marcados no 2° tempo. Aos seis minutos, Lúcio Flávio recebeu passe de Jô na área e completou para o gol. Na reta final da partida, aos 44 minutos, Jô, que entrou durante partida, marcou o 2°, aproveitando passe na área e batendo cruzado. Nos acréscimos, o Leão fez o 3°. Após jogada na área, o zagueiro Bruno acabou se atrapalhando e mandou contra o patrimônio: gol contra.

O Fortaleza volta a campo no próximo domingo, dia 11, às 18h, para enfrentar o Cuiabá, fora de casa, em jogo da 5ª rodada da Série C do Brasileiro.

(O POVO Online)

Resposta a um míope professor

170 1

Em artigo enviado ao Blog, o professor universitário (UFC) e sociólogo João Arruda destaca os avanços na Educação Pública em Fortaleza, como resposta a artigo anteriormente publicado pelo professor Djacyr de Souza, no último dia 27. Confira:

“Invejo a burrice, porque é eterna”, costumava ironizar o imortal Nelson Rodrigues. A sabedoria popular assevera que “o pior cego é aquele que não quer ver”. E se o conhecimento abre olhos e alarga horizonte, há que se supor, sempre, que alguém que se intitula como professor, portanto detentor de conhecimentos, não deveria ser míope ou cego por opção, se levarmos o termo à verdadeira concepção e acepção da palavra.

Por isso, causou-me estranheza ver o rico espaço editorial deste renomado blog ser ocupado por um artigo (não sei nem se assim pode ser definido) por um dito professor Djacyr de Souza, que acusa a atual gestão municipal de tratar a Educação com descaso.

“A maioria dos professores deve estar muito triste com a ação do prefeito Roberto Cláudio, pois vemos o descaso com a Educação crescente na atual gestão que parece viver maquinando algo de ruim para quem estudou”, diz ele.

Ao encerrar suas mal traçadas linhas, o dito professor afirma: “está difícil ser professor em Fortaleza”. Esquecendo ele de citar o que já foi feito, desde 2013, pela valorização dos professores, como concurso público com 1.679 vagas para professores efetivos e 400 cargos para Assistentes da Educação Infantil. Implantação de 1/3 da carga horária dos professores para o planejamento de aulas, demanda histórica do movimento sindical do magistério. Seleção pública para Diretores e Coordenadores Pedagógicos de escolas, acabando com a indicação política na rede municipal de ensino desde o início da atual gestão. Ainda este ano de 2017, será realizada uma nova seleção para formação de banco de gestores.

Se for para falar de remuneração, vale destacar que o salário inicial do professor graduado na rede municipal de Fortaleza, com carga de 40 horas, é de R$ 3.341,58, bem superior ao da rede particular que é de R$ 1.874,00.

Mas os avanços na Educação de Fortaleza não pararam na valorização dos profissionais. Já são 90 novos equipamentos de Educação Infantil entregues à população fortalezense nos últimos 4 anos e meio, ampliando de 10.593 para 18.267 o número de matrículas, o que representa um aumento da ordem de 61,91% nas matrículas de creche.

Escolas de Tempo Integral (ETI), que Fortaleza não tinha nenhuma, fazem parte, agora, da rede municipal de ensino com 21 Escolas de Tempo Integral, atendendo 7.359 alunos. Além disso, o Projeto Integração garante Educação em Tempo Integral no contraturno, com atividades nos equipamentos da Rede CUCA (Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte), beneficiando 600 alunos de 12 escolas municipais, garantindo transporte, lanche e almoço. Atividades que serão realizadas também no 23º BC e em Clubes Sociais da Capital com outros 500 alunos de 24 escolas.

No Programa de Formação Integral e Integrada, o Pró-Técnico, 1.600 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental têm atividades de arte e cultura e formação para a vida, proporcionando maiores possibilidades aos adolescentes que irão ingressar no Ensino Médio e/ou Técnico Profissionalizante.

Para incentivar o desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras com uso de tecnologias digitais, a Secretaria Municipal de Educação adquiriu 374 lousas digitais e 64 novos laboratórios móveis (armário de recarga com 29 laptops educacionais) para uso em sala de aula e em projetos desenvolvidos pelas escolas.

Atualmente, são 262 laboratórios de informática em funcionamento. Também há 40 computadores fixos revitalizados e transformados em laptops para uso em laboratórios de informática. Além do laboratório Google For Education, o primeiro em uma capital brasileira que conta com 30 notebooks, lousa digital multi-touch e impressora 3D.

A Educação de Fortaleza também ganhou Escola Bilíngue, a primeira escola totalmente adaptada para receber alunos surdos, com equipe profissional capacitada para o ensino em Libras (Língua Brasileira de Sinais) e Língua Portuguesa. Ao todo, 103 alunos se beneficiam da educação bilíngue em tempo integral.

Os avanços também estão nos resultados do SPAECE Alfa. No resultado da avaliação realizada no final de 2016, 195 escolas municipais estão no nível desejável no SPAECE Alfa (Sistema Permanente de Avaliação do Ensino Básico do Ceará), ou seja, estão ensinando a ler e escrever na idade certa. Em 2012, apenas 20 alcançavam esse indicador.

Com relação ao IDEB, os dados divulgados pelo INEP apontam um melhor rendimento escolar dos anos iniciais do ensino fundamental – 1º ao 5º ano – com índices de aprovação que chegam a 92,7% nos 5º anos e um dos maiores crescimentos nacionais na média geral comparada a 2013, ano da última avaliação.

A capital cearense cresceu, na média geral, 0,8 ponto, ficando atrás somente de Teresina. Além de gerar os dados, o instituto apresenta médias de crescimento projetadas para cada cidade. Em 2013, Fortaleza obteve 4,6 na média geral do IDEB. Em 2015, cresceu para 5,4, superando projeção de 5,2 esperada apenas para 2019. Com relação aos anos finais, em 2013, Fortaleza tinha apenas uma das escolas avaliadas com nota acima de 5,0. Em 2015, o número cresceu para 12, sendo que cinco delas são Escolas de Tempo Integral.

Outro avanço está no item das Quadras Poliesportivas, quando 15 novas quadras na rede municipal de ensino, com estrutura que contempla arquibancada e vestiários e serve como espaço de interação com as comunidades.

Em nenhum momento da atual gestão foram esquecidas as reformas no parque escolar e, só para lembrar, é importante também destacar que o calendário escolar que padecia de defasagem de quase doze meses, foi unificado, fazendo com que as 535 unidades passassem a funcionar de acordo com todas as outras escolas da Capital.

Sem falar na oportunidade que a Prefeitura de Fortaleza está dando, pela primeira vez, para alunos da rede pública que obtiveram as melhores notas no ENEM tenham a experiência de estudar durante dois meses no exterior. São 98 alunos que estão na Espanha e no Canadá neste momento, com todas as despesas custeadas pela Prefeitura.

E só para concluir, sugiro que este autodenominado “professor” peça, urgentemente, aposentadoria por invalidez permanente, com todo o respeito que tenho aos verdadeiros portadores de deficiência visual. E justifico: um sujeito com tamanha deficiência de visão, só pode estar proporcionando deformação a quem, por acaso, tenha a desventura de cruzar com ele em suas idas a uma sala de aula!

Câmara Municipal poderá debater mudanças na Lei do Silêncio

O vereador Dr. Eron Moreira (PP) apresentou um requerimento que propõe a criação de uma Comissão Especial para debater mudanças na Lei do Silêncio. A proposta foi tema de audiência pública, nesta semana, que discutiu com músicos e presidentes de sindicatos e associações da categoria os problemas que os artistas enfrentam com a lei, em vigor há 20 anos. De acordo com os músicos, a lei não mais se adéqua à realidade das grandes cidades.

Para o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), é preciso debater com clareza, com franqueza, a situação dos músicos na cidade de Fortaleza no que trata as leis sob todos os níveis. “A nossa cidade tem no grande potencial turístico um dos seus principais potenciais econômicos. Dar as costas a essa realidade nos desfavorece, pois faz parte do nosso dia a dia e nossa história. Em poucas audiências eu vi a quantidade de vereadores presentes e isso demonstra o respeito a vocês (músicos)”, ressaltou Salmito.

“Somos a 5ª capital do país e a segunda do nordeste em turismo e a cidade precisa de vocês (músicos)”, completou Eron Moreira, ao sugerir equidade e isonomia na aplicação da lei. “Minha proposta é que se houver denúncia de ruídos sonoros, o equipamento de aferição seja medido a dois metros da casa do denunciante e não há dois metros do ambiente de trabalho desses profissionais”, comentou Eron Moreira, ao afirmar que muitas vezes a autuação pela lei recai sobre “quem tem menos culpa nesse processo”, diante da apreensão dos equipamentos dos músicos.

O diretor do Sindicato dos Músicos, Daniel Domingues, parabenizou o trabalho realizado pela Secretaria de Meio Ambiente (Seuma), no combate à poluição sonora, mas lamentou que “a lei é seletiva, pois a mesma ação não acontece em grandes casas de shows e em estádios de futebol”.

A fiscal do município de Fortaleza, Cintia Pinheiro Rodrigues, ressaltou a importância da música para a arte e para a vida. No entanto, atentou que é necessário “olhar para os dois lados”, diante do incômodo de idosos e crianças que residem nas proximidades das casas de show. “A demanda é legitima, mas está se tornando muito branda. Proponho que a proposta seja debatida por pessoas das áreas técnicas de acústica, saúde e meio ambiente e assim achar uma saída melhor para todos. É preciso que a pauta seja de interesse público”, sugeriu.

(Foto – Divulgação)

Evitar que Estados e municípios quebrem ou ampliar benefícios? Eis a questão para prefeitos e governadores

174 1

Artigo do jornalista Hélio Rocha Lima avalia o posicionamento do prefeito Roberto Cláudio (PDT) sobre finanças e benefícios aos servidores municipais. Confira:

Estados e municípios sofrem triplamente com a crise porque, além da perda média de 25% das receitas em função da recessão econômica, também sentem o aumento da demanda por mais atendimentos, especialmente de saúde e educação, assim como precisam lidar com a pressão dos sindicatos por novos reajustes e benefícios para os servidores públicos.

Ontem, o prefeito Roberto Cláudio anunciou a prioridade de evitar o colapso da cidade de Fortaleza e o esforço de garantir o pagamento em dia dos servidores e o funcionamento dos serviços e investimentos fundamentais para a cidade de Fortaleza, quando informou que a orientação dos técnicos das finanças do município foi direcionada para a não aplicação, este ano, de reajustes para os servidores da Capital.

De acordo com os dados financeiros e econômicos, o que se busca é garantir o funcionamento e desenvolvimento básico da capital cearense e evitar catástrofes como as que aconteceram em cidades mais ricas, como Rio de Janeiro e Porto Alegre, que estão com diversos serviços paralisados e meses de pagamentos atrasados para servidores e fornecedores.

Em seu pronunciamento, o prefeito Roberto Cláudio relembrou que a Prefeitura de Fortaleza garantiu, nos últimos quatro anos, o pagamento do reajuste da inflação, realizou concursos públicos, definiu planos de cargos e carreiras para servidores, e que, diga-se de passagem, foi um dos raros municípios em todo o Brasil que manteve uma agenda positiva completa para os servidores dos seus quadros.

Mesmo com o acréscimo pontual de ganhos com taxas e impostos que integram as receitas próprias como o IPTU e ICMS, os Estados e as Prefeituras em todo o Brasil não estão conseguindo repor as perdas ocasionadas pela redução dos repasses dos recursos oriundos da base das receitas do Governo Federal, que também vem cortando drasticamente os recursos que estavam previstos para investimentos.

Para se ter uma ideia, Fortaleza está aguardando, há mais de 1.300 dias, isso mesmo, mil e trezentos dias, autorização para a viabilização de recursos da ordem de 1 bilhão de reais para investimentos e, até o presente momento, não se tem nenhuma notícia ou sinalização da liberação desses recursos.

Um outro fator que os gestores, tanto das Prefeituras quanto dos Governos Estaduais, precisam levar em consideração, principalmente se desejam evitar o colapso das contas públicas, reside na questão da necessidade de se manterem dentro dos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que proíbe gastos acima de 51,7% da Receita Corrente Líquida com a folha de pagamentos.

Por isso, antes de garantir benefícios aos servidores, muitos inclusive justos, os gestores precisam pensar em toda a cidade, em toda a população, que também depende de recursos públicos. Um governo deve ser feito para todos e em benefício de todos.