Blog do Eliomar

Categorias para Fortaleza

Prefeitura oferta mil vagas na seleção para novos alunos do Centro de Línguas do Imparh

foto-imparh

A Prefeitura de Fortaleza realiza seleção pública de novos alunos para o semestre 2017.1 do Centro de Línguas do Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh). No total, são ofertadas 1.005 novas vagas divididas em sete idiomas: português, inglês, espanhol, italiano, francês, japonês e alemão. As inscrições poderão ser feitas exclusivamente pela internet, a partir das 10h da quarta-feira (30) até as 23h59min do dia 3 de janeiro de 2017, no Canal de Concursos e Seleções da Prefeitura.

Os interessados em participar da seleção devem ter concluído ou estar cursando, no mínimo, o 9º ano do Ensino Fundamental e ter idade mínima de 14 anos. O certame reserva 50% das vagas para estudantes regularmente matriculados em escolas públicas.

Para se inscrever na seleção de novos alunos, os candidatos devem preencher formulário eletrônico e pagar a taxa de inscrição de R$ 70. O boleto de pagamento, ainda que gerado no último dia de inscrição, deverá ser pago obrigatoriamente até a data do vencimento, observado o horário da cidade de Fortaleza. Na inscrição, o candidato terá de indicar seus próprios RG e CPF.

Os candidatos que querem concorrer às vagas voltadas para estudantes de escolas públicas devem apresentar declaração que comprove sua matrícula regular na rede pública de ensino, junto a uma cópia do documento de identidade e o comprovante de inscrição, na Diretoria de Concursos e Seleções (Dices) do Imparh. A entrega da documentação poderá ser feita até o dia 6 de janeiro de 2017, das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 16h30min.

O processo seletivo terá apenas uma etapa, uma prova objetiva de 40 questões, com caráter eliminatório e classificatório. Para os candidatos que concorrem às vagas de Português, a prova abordará conhecimentos gerais. Já para os candidatos às vagas dos cursos de línguas estrangeiras, o exame versará sobre língua portuguesa e conhecimentos gerais.

A data da prova objetiva está prevista para 22 de janeiro de 2017. Os alunos aprovados na seleção realizarão a matrícula na turma inscrita de acordo com calendário divulgado posteriormente. A taxa de matrícula é semestral e será no valor de R$ 80, para estudantes dos idiomas Inglês, Francês, Italiano, Espanhol, Alemão e Japonês, e de R$ 110 para o idioma de Português, diante do custeio do material didático do semestre letivo. Os cursos de línguas estrangeiras têm a duração de três anos e meio. Já o curso de Português dura dois anos e meio.

(Prefeitura de Fortaleza)

IPM – Um tratamento humilhante, vergonhoso e revoltante

Em artigo enviado ao Blog, o professor Francisco Djacir Silva de Souza reclama da política de cotas no IPM. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Vejo muitos relatos e a prática mostra que os usuários do IPM têm sido humilhados devastadoramente com as tais cotas do mês, descredenciamento de hospitais e completa redução do atendimento que hoje vem se tornando limitado, irreal e repleto de desrespeito com usuários. Vale ressaltar que o desconto que é feito beira o que se paga em um plano de saúde privada que pode também ser limitado, mas menos humilhante do que está sendo feito com os funcionários públicos municipais.

A quem interessa isso? O que se pretende fazer com um plano de saúde que poderia alentar aos que precisam de médico constantemente em função de condições insalubres de trabalho, que leva muitos a doenças psicossomáticas e geralmente sem cura? Qual o respeito de um gestor que deixa seus funcionários passarem por uma peregrinação cruel a hospitais, clínicas e laboratórios? Onde estamos que ninguém diz ou faz nada? Cadê a Justiça tão ávida em decretar greves ilegais? É justo que paguemos por uma crise que não foi criada por nós?

Senhor Prefeito, tenha ao menos um pouco de humanidade e respeite seus funcionários, pois a máquina pública não pode funcionar com pessoas doentes, desmotivadas e transformadas em seres de quinta categoria. Faz vergonha pensar que isso esteja sendo feito com cidadãos que trabalham ou mesmo com aposentados. Damos nosso suor por um gestor que não nos respeita e desdenha de uma classe, como se nossa opinião nada valesse e o serviço público nada significasse.

*Francisco Djacyr Slva de Souza,

Professor.

Salmito segue para eleição de consenso na Câmara Municipal

5 1

foto-salmito-e-jose-freire

Após o apoio de 36 parlamentares à reeleição de Salmito Filho (PDT), à frente da Mesa Diretora da Câmara Municipal, para o biênio 2017/2018, o atual presidente do Legislativo de Fortaleza recebeu nesta quarta-feira (23) o apoio do 37º vereador eleito para a próxima Legislatura.

José Freire (PEN) confirmou voto para Salmito, que segue para uma eleição de consenso. O atual presidente ainda deverá conversar com os seis vereadores restantes. A eleição à presidência da Câmara Municipal de Fortaleza ocorrerá no dia 1º de janeiro próximo.

VAMOS NÓS – Salmito Filho tem se mostrado um político habilidoso e uma liderança em Fortaleza, quando, junto aos demais vereadores, trabalhou a mudança de imagem da Câmara Municipal de Fortaleza, antes mergulhada em denúncias de irregularidades, inclusive com parlamentar preso. Com a bandeira da cidadania, Salmito esteve à frente do Pacto por Fortaleza Revisado e do Pacto em Ação, que debateu os principais problemas do Centro da cidade e alternativas de melhorias.

(Foto: CMFor)

“Vivemos em Fortaleza com sujeitos matáveis”, diz pesquisador

A violência que atinge preferencialmente jovens, negros e pobres em Fortaleza (CE) indica que há um grupo da sociedade cujas vidas são menos importantes. A conclusão é do professor Luiz Fábio Silva Paiva, pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da Universidade Federal do Ceará (UFC). “Hoje, na cidade de Fortaleza, nós vivemos com sujeitos matáveis. Existem vidas hoje que não são dignas de serem vividas. E longe de isso ser uma ideia abstrata que fundamenta o preconceito ou uma forma de discriminação social, essa ideia é estruturante de uma política de estado”.

Paiva foi um dos participantes da mesa redonda “Chacinas em Fortaleza: Violência e Segregação Social”, promovida nessa terça-feira (22) pelo Programa de Pós-Graduação e Sociologia da Universidade Estadual do Ceará (Uece). O evento teve como assunto central a Chacina de Messejana, que completou um ano este mês.

Durante a chacina morreram 11 pessoas, a maioria jovens, em uma só noite no bairro Messejana. Todas foram mortas a tiros. Em setembro, o Ministério Público Estadual (MPCE) denunciou 45 policiais militares. A Justiça aceitou 44. Os denunciados estão presos preventivamente. Em outubro, começaram as audiências do processo.

Mãe de uma das vítimas, Edna Cavalcante participou da mesa redonda. Muito emocionada, ela relembrou o convívio com o filho Alef, que tinha 17 anos quando foi morto, e disse que hoje se mobiliza com as famílias das outras vítimas para evidenciar a vulnerabilidade dos jovens das periferias. “Calaram a boca do meu filho. Isso é uma dor muito grande para uma mãe. Se eu estou aqui falando, é porque não vou me calar, pois outros jovens podem ser vítimas. Precisamos barrar essa polícia que mata e lutar por uma polícia melhor”.

Os nomes de Alef Cavalcante e de Jardel dos Santos, que também tinha 17 anos e foi morto na noite da chacina, hoje dão nome a duas ruas de Fortaleza.

(Agência Brasil)

Salmito ganha o apoio do tucano Plácido Filho

foto salmito 160811 sorteio 2

O ex-líder da oposição à gestão Luizianne Luizianne Lins (PT) e único vereador eleito pelo PSDB, Plácido Filho, declarou apoio à reeleição do atual presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), nessa terça-feira (22).

Com o apoio de Plácido, Salmito agora conta com 36 parlamentares eleitos e reeleitos para a Legislatura 2017/2020 para presidir a Mesa Diretora nos primeiros dois anos.

Salmito afirmou que pretende conversar com os outros sete vereadores que compõem o próximo período legislativo para uma eleição de consenso. A eleição da nova Mesa Diretora ocorrerá dia 1º de janeiro próximo.

Salmito recebe apoio de Antonio Henrique e eleição da Mesa Diretora segue com chapa única

foto-salmito-e-antonio-henrique

O atual presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), recebeu nesta terça-feira (22) o apoio do vereador Antonio Henrique (PDT) à reeleição à presidência da Mesa Diretora, para o biênio 2017/2018. A votação ocorre no dia 1º de janeiro de 2017.

Antonio Henrique era o único vereador, além de Salmito, que havia manifestado até então o desejo de disputar a presidência da Câmara Municipal para o próximo biênio.

Com o apoio de Antonio Henrique, a candidatura à reeleição de Salmito Filho soma agora 35 parlamentares. Salmito disse que irá conversar com os outros oito vereadores para uma eleição consensual.

Réveillon de Fortaleza prestigiará artistas locais com 2/3 das atrações

reveillon

O prefeito Roberto Cláudio anuncia até o fim do mês as atrações para o Réveillon de Fortaleza. Apesar de não haver ainda nenhuma confirmação de contratação, já há uma certeza: a lista de atrações será composta, no mínimo, com dois terços de artistas locais, como forma de prestigiar cantores e bandas locais.

Primeiro prefeito a realizar o Réveillon com apoio da iniciativa privada, Roberto Cláudio valoriza os artistas locais, além de reduzir os investimentos na festa que já é referência nacional e que garante ocupação hoteleira e geração de renda.

Em Fortaleza, hospital usa pele de tilápia como curativo para queimaduras

Da gastronomia à medicina. A tilápia, um dos peixes mais produzidos e consumidos no Brasil, agora faz parte do tratamento de queimados do Instituto Dr. José Frota (IJF), principal unidade terciária de Fortaleza. Há dois anos e meio, pesquisadores do hospital começaram a desenvolver um curativo usando a pele da tilápia para melhorar a cicatrização de queimaduras.

De lá para cá, foram 11 etapas pré-clínicas. Em julho deste ano, 30 pacientes com queimaduras de segundo grau superficiais e graves receberam o curativo. A fase clínica teve 94% de sucesso. Atualmente, 58 pacientes são voluntários na pesquisa, mas o tratamento será expandido para alcançar 100 pessoas.

“A pele da tilápia ajuda no processo de cicatrização, tamponando a ferida. Evita contaminação e perdas líquidas, diminui o número de troca de curativos e, consequentemente, diminui também a dor e o sofrimento do paciente”, afirmou o cirurgião plástico Edmar Maciel, coordenador da pesquisa e presidente do Instituto de Apoio ao Queimado (IAQ).

A pesquisa do IJF é a primeira no mundo a usar a pele de um animal aquático. A tilápia foi escolhida por ser um peixe criado em água doce, de rápida reprodução e por disseminar menos doenças. A pele do peixe pretende ser uma alternativa ao uso da pomada de sulfadizina de prata, utilizada no tratamento convencional de queimados.

Enquanto o medicamento requer que o curativo da queimadura seja renovado diariamente, o curativo de pele de tilápia, por exemplo, pode ser retirado somente no fim do tratamento de uma queimadura de segundo grau. Além disso, o novo tratamento não pede o uso de analgésicos e anestesias e o tempo de cicatrização é reduzido entre um e dois dias.

(Agência Brasil)

Vereadores avaliam impacto da crise hídrica em Fortaleza

foto-acrisio-e-evaldo-e-fco-teixeira-crise-hidrica

Os vereadores Acrísio Sena (PT) e Evaldo Lima (PCdoB) se reuniram com o secretário de Recursos Hídricos do Ceará, Francisco Teixeira, para avaliar a situação hídrica no Estado e os impactos sobre Fortaleza.

Os dois vereadores acertaram ainda, para o início de dezembro, a ida do secretário para o plenário da Câmara Municipal, para discutir a situação do abastecimento de água em Fortaleza com a Seuma e com a Cagece.

17 países – Ironman Fortaleza reúne 800 atletas neste domingo

foto-setfor-ironman-carlos-galvao-e-erick

Oitocentos atletas de 17 países participam neste domingo (19) do Ironman Fortaleza, com largada às 6 horas, na praia em frente ao Marina Park, no Centro. Os atletas terão que cumprir 3,8 km de natação, depois 180,2 km de ciclismo e 42,2 km de corrida.

Para o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Erick Vasconcelos (à direita), a cidade já se consolidou no calendário mundial do Ironman e é uma das provas mais agudadas pelos competidores.

Gaudêncio agradece apoio do eleitorado na última votação para Fortaleza

foto-gaudencio-vice-prefeito

O vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, que na última eleição compôs chapa com Capitão Wagner, candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza, agradeceu em sua página no Facebook a votação recebida nos primeiro e segundo turnos da eleição. Confira:

Fortalezenses,

Agradeço de coração a todos os colaboradores, voluntários, correligionários, líderes comunitários, apoiadores, ativistas, organizadores e amigos que contribuíram com nossa jornada de campanha nestas eleições de 2016, ora realizando visitas porta a porta, de casa em casa, ora conversando com os vizinhos, amigos e conhecidos ou postando apoio nas redes sociais. Ao mesmo tempo, dizer a todos, que vocês foram imprescindíveis para a ascensão e o fortalecimento da coligação PMDB/PR/PSDB/SD.

Sou grato a todos, homens, mulheres e jovens, criativos, talentosos e dedicados. Sinto orgulho e gratidão pela maravilhosa campanha limpa, honesta, criativa, digna de orgulho, valorizada pela força nas ruas com o movimento voluntário do “EU VIM DE GRAÇA”, que se tornou o grito da juventude demonstrando a garra e a esperança de um futuro diferente e promissor.

O resultado sabemos que não foi o que queríamos e almejávamos  e para o qual tanto batalhamos. Sem dúvida alguma lamentamos, especialmente pelos propósitos que compartilhamos, pela visão de futuro para nossa cidade, por um novo e moderno modelo político administrativo para Fortaleza.

Obtivemos 47% dos votos, demonstração inequívoca de que praticamente metade da população fortalezense investiu suas esperanças e seus sonhos na compreensão das nossas propostas por uma Fortaleza melhor, mais justa, mais humana e solidária, especialmente para com nossos irmãos mais carentes e necessitados. Ainda não foi desta vez que se deu a alternância do poder tão salutar para a democracia e o desenvolvimento da nossa cidade.

Com a certeza do dever cumprido e a honra de ter sido seu candidato a vice-prefeito, estarei sempre à disposição dos nossos milhares de apoiadores para os próximos embates, pois como bem expressava a denominação da nossa coligação, capitaneada pelo nosso prefeito, guerreiro, herói, homem de fibra, militar exemplar, amigo Capitão Wagner, “JUNTOS SOMOS MAIS”, vamos prosseguir nessa jornada acreditando que juntos seremos cada vez mais fortes, que a luta continua e que vale a pena lutar pelo ideal de uma sociedade mais justa e igualitária.

Que Deus abençoe nossa cidade e nossa gente.

Gaudencio G. de Lucena

Fortaleza tem área de savana protegida

foto-fortaleza-savana-2

O prefeito Roberto Cláudio sancionou a lei que cria a Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) Professor Abreu Matos, na Cidade dos Funcionários. De autoria do vereador João Alfredo (Psol), a nova lei protege 18,8 hectares de vegetação savânica.

Segundo o vereador, o poligonal de quase 220 mil metros quadrados possui uma vegetação natural de Cerrado, única na capital cearense, com mais de 140 de espécies savânicas associadas a nativas do litoral.

DETALHE – João Alfredo, feliz com a terceira lei aprovada para a criação de Área de Relevante Interesse Ecológico, que já se mostra disposto a pedir música no “Fantástico”.

No dia da Parada Gay, Acrísio ressalta projetos que beneficiam esse público

foto acrísio blitz carnaval

No dia da XVII Parada pela Diversidade Sexual do Ceará, neste domingo (13), o vereador Acrísio Sena (PT) lembra que realizou na Câmara Municipal de Fortaleza “um trabalho sério contra a homofobia e o reconhecimento dos direitos dos homossexuais em Fortaleza”.

Entre as ações, o Seminário Educação e Homofobia, discutindo o papel das escolas na redução a este problema. Foi concedida emenda parlamentar ao grupo Resistência Asa Branca com o intuito de capacitar os professores da rede municipal de ensino na luta contra a homofobia.

Acrísio Sena apresentou três projetos que se tornaram leis importantes no combate à homofobia: foi instituído o Dia Municipal da Visibilidade Lésbica, celebrado em 29 de agosto, o Dia Municipal da Visibilidade das Travestis, em 29 de janeiro, e o Dia Municipal de Combate a Homofobia, no dia 17 de maio. Aderiu à campanha “Meu Sangue Também é Vermelho”, que iniciou o debate com a ANVISA sobre a legalização de doação de sangue por homossexuais.

Acrísio apresentou requerimento à Secretaria Municipal de Educação para permitir a utilização do nome social dos travestis e transexuais nos registros escolares das escolas públicas de Fortaleza. Este trabalho foi reconhecido Acrísio foi agraciado com prêmios concedidos pelo movimento LGBT em Fortaleza, como o prêmio Janaína Dutra, o Troféu Artur Guedes e a Comenda dos Jogos da Diversidade.

Enem – Candidato é preso em flagrante com escutas em Fortaleza

Um candidato que fazia as provas do segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Fortaleza foi preso em flagrante pelo uso de escutas. A prisão foi feita por policiais federais em uma universidade do centro da capital cearense.

Segundo a Polícia Federal, o candidato tinha equipamentos eletrônicos presos ao corpo com pontos de escuta nos ouvidos. Em depoimento dado na sede da superintendência do órgão em Fortaleza, o candidato se identificou como secretário da saúde de um município do Ceará. Ele poderá responder na Justiça Federal pelos crimes contra a fé pública, o patrimônio e a paz pública.

As investigações que culminaram na prisão do candidato fazem parte da operação Embuste, deflagrada hoje para desarticular organização criminosa que pretendia fraudar o Enem 2016.  A PF deflagrou duas operações para reprimir fraudes no exame: a Operação Jogo Limpo, nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá e Pará e a Operação Embuste, em Minas Gerais. A investigação foi feita com o auxílio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e do Ministério Público Federal.

(Agência Brasil)

Sargento da Casa Militar é baleado em assalto

Um sargento lotado na Casa Militar foi baleado na tarde deste sábado (5), na Messejana, ao reagir a um assalto na rua Santa Mônica.

Segundo a Polícia, um casal em uma moto teria abordado o militar, após ter assaltado outras vítimas. O sargento reagiu e houve troca de tiros.

De acordo ainda com a Polícia, o militar foi atingido no abdômen por dois disparos. Ele foi conduzido a um hospital particular e não correria risco de vida.

A Polícia ainda não conseguiu identificar os dois suspeitos que estavam na moto.

Pelo direito à cidade

6 2

foto luizianne câmara federal

Em artigo no O POVO deste sábado (5), a ex-prefeita de Fortaleza e deputada federal Luizianne Lins (PT) comenta a situação dos moradores da Vila Vicentina. Confira:

A agressão contra moradores da Vila Vicentina é mais um capítulo do terror econômico dirigido contra as populações mais carentes em Fortaleza. Construída na década de 30, para abrigar pessoas necessitadas, a área se tornou uma das mais valorizadas da cidade e virou alvo da cobiça do mercado imobiliário. Quantos patrimônios teremos ainda que perder para abrigar espigões?

Em nosso governo, o Plano Diretor Participativo de 2009 estabeleceu a área da Vila Vicentina como uma Zona Especial de Interesse Social (Zeis), tipo 1 – território destinado prioritariamente à regularização urbanística e fundiária dos assentamentos habitacionais de baixa renda.

A demarcação das Zeis representa uma conquista social de amplo alcance e um amparo legal contra a especulação imobiliária, entretanto, aplicar a lei que preconize justiça social e direito à cidade, num contexto excludente e de especulação, exige compromisso e democracia. É dever de todas e todos exigir respeito às conquistas sociais e cumprimento da legislação pelos poderes constituídos. O que está acontecendo na Vila Vicentina é a expressão atual da luta de classe urbana.

Realizamos um Plano Diretor com participação da sociedade visando à construção de uma cidade mais justa, includente e sem violência. Sob o manto do Estatuto da Cidade e com horizonte no fim do déficit habitacional, a reforma urbana poderá tornar nossa cidade um lugar melhor para se viver.

As eleições municipais e o novo mapa político do Ceará

93 8

Em artigo enviado ao Blog, o professor da UFC e sociólogo João Arruda avalia as eleições em Fortaleza. Confira:

As eleições municipais deste ano, em um dos seus efeitos mais imediatos, redesenhou o novo mapa político em nosso Estado.

Na Capital, o prefeito Roberto Cláudio firma-se, com a sua reeleição, como uma forte liderança da Região Metropolitana de Fortaleza e passa exercer o papel de uma das grandes referências políticas do Ceará. O seu grupo político, liderado pelos irmãos Cid e Ciro Gomes, consolida, mais ainda, a sua hegemonia política no Ceará, com influência sobre um território que abriga mais de 70% da sua população, potencializando, em consequência, a candidatura de Ciro Gomes à Presidência, em 2018.

No sentido inverso, os grandes perdedores desta eleição municipal no Ceará foram os senadores Eunício Oliveira e Tasso Jereissati, arquitetos e financiadores da candidatura do deputado estadual Capitão Wagner. Com mais esta derrota, somando-se as derrotas em municípios estratégicos como Juazeiro do Norte, Crato, Iguatu, Sobral, Caucaia e Fortaleza, eles desidratam, em um processo de maneira quase irreversível quando o horizonte é a disputa de 2018.

Eunício, que tinha a pretensão de disputar o Governo do Estado novamente ou, na pior das hipóteses, tentar a sua reeleição para o Senado, saiu extremamente enfraquecido. Sem grande espaço de manobra, se quiser um novo mandato, terá que se candidatar a uma vaga de deputado federal, situação que lhe garantirá um imprescindível foro privilegiado para se livrar da lava-jato e para continuar os seus rendosos negócios com o Governo Federal.

A situação do senador Tasso Jereissati também ficou bastante complicada. Político com grande serviço prestado ao Ceará, ele saiu das eleições com uma imagem bastante chamuscada. Refém do ódio aos Ferreira Gomes, Tasso não teve o menor escrúpulo em se aliar ao senador Eunício e em afiançar um projeto e uma candidatura atrasada e corporativa, antítese de tudo que historicamente defendeu. Para quem entrou na política pela porta da frente, desafiando Coronéis, capitulou diante da História, aliando-se a um projeto pessoal de um capitão de polícia na reserva e que hoje devasta as pilastras de sustentação de uma corporação com extensa folha de serviços prestados ao Ceará.

A aliança política do Tasso não foi assimilada pelos seus eleitores e, muito menos, pelos seus admiradores e colaboradores de seus três governos. Os cearenses têm registrado em sua memória, os dias de pânico provocado pelo motim da Polícia Militar. Por ironia, como governador, Tasso Jereissati foi a primeira grande vítima da indisciplina e da quebra da hierarquia na Polícia Militar, gênese do atual projeto corporativo liderado hoje pelo Capitão da reserva Wagner Sousa. Legitimar esse movimento, em nome de uma desforra pessoal é, no mínimo, se apequenar e negar a sua biografia política. Seus tradicionais eleitores registraram, nas redes sociais, a sua estranheza com essa opção nada ortodoxa. A debandada dos seus alinhados poderá ser irreversível.

Luizianne Lins foi outra grande vítima desse tsunami político que se abateu sobre as hostes oposicionistas. Com um sofrível desempenho nas urnas, produto da péssima avaliação que os fortalezenses fizeram das suas duas gestões como prefeita, Luizianne parece ser uma política em fase terminal quando se fala de cargo executivo. Para piorar esse quadro, o seu apoio velado dado à candidatura do Capitão, também produto do ódio que nutre aos Ferreira Gomes e ao prefeito Roberto Cláudio, irritou muitas figuras expressivas do PT e setores expressivos do seu eleitorado.

O Capitão Wagner foi o único que, de imediato, não registrou perdas políticas ou eleitorais. Mesmo com uma expressiva votação, ele tem no seu projeto político um limitador intrínseco. Como qualquer outro movimento corporativista, o seu projeto termina por ficar circunscrito aos limites restritos da corporação, dificultando uma aliança com amplos setores da sociedade cearense.

O Capitão Wagner demonstrou pouco ou quase nada entender da administração pública em latu sensu. Nem mesmo no campo da segurança conseguiu apresentar uma proposta sequer que fosse exequível e eficiente. Não vou nem me referir à estúpida idéia de colocar guardas municipais armados dentro de coletivos para combater a criminalidade.

Pelo visto, nesse novo quadro pós-eleição municipal, o grupo político liderado pelos irmãos Ferreira Gomes sai extremamente revigorado para os futuros embates políticos em nosso Estado. Ciro Gomes, uma das grandes expressões políticas do grupo, teve o seu percurso ladrilhado para a sua caminhada rumo às eleições presidenciais em 2018. O prefeito Roberto Cláudio, com a sua reeleição, consolida a liderança na Região Metropolitana de Fortaleza e se firma como uma das maiores expressões políticas do Ceará, fortalecido e legitimado para singrar, no médio prazo, novos e grandes horizonte políticos.

Fortaleza tem cerrado

foto-fortaleza-savana

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (2):

A Área de Relevante Interesse Ecológico Professor Abreu Matos, conhecida como “Arie do Cerrado”, ainda não saiu do papel. Isso porque, após quase quatro meses desde a aprovação pela Câmara Municipal, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) não sancionou a matéria, criando a lei que regulamentará a unidade de conservação.

“Esperamos que o prefeito sancione (a lei), uma vez que o projeto saiu de um consenso amplo para garantir mais uma área protegida na cidade de Fortaleza. Esse processo se deu de forma absolutamente coletiva”, destaca o vereador João Alfredo (PSOL).

O projeto de lei que cria a Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) Professor Abreu Matos, de autoria do vereador do Psol, quer proteger 18,8 hectares de vegetação savânica localizada em terreno da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), na Cidade dos Funcionários.

O Projeto do Cerrado, aprovado em 7 de julho deste ano pela Câmara Municipal, espera apenas a sanção do prefeito para virar lei.

Roberto Cláudio diz não ser super-herói, mas faz o melhor que pode

7 1

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-final-rc

O prefeito reeleito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), afirmou, em clima de festa da vitória no comitê central de campanha (Bairro Cocó), que não é “um super-herói” para resolver, do dia para a noite, todos os problemas da cidade, mas ” ser um humano que faz o melhor que pode, com virtudes e defeitos.”

A declaração foi recebida de forma empolgada por militantes. Roberto Cláudio derrotou o Capitão Wagner, que usava a figura do “Capitão América” em sua campanha, com 678.847 votos (53,57% dos votos válidos).

Roberto Cláudio lamentou ter sido “ofendido” e “atacado” pelo seu adversário político, mas lembrou que , em nenhum momento, baixou o nível da campanha em respeito à população de Fortaleza.

Mas a noite também foi de agradecimentos. O prefeito reeleito agradeceu os apoios dos ex-governadores Ciro e Cid Gomes, do governador Camilo Santana, do seu vice, Moroni Torgan, e do presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho. Destacou o apoio da militância e prometeu corrigir o que está errado em sua gestão e continuar tocando projetos importantes para Fortaleza nos planos da educação, saúde e mobilidade urbana.

Roberto Pessoa diz que Célio Studart usou da coligação e sumiu no apoio a Capitão Wagner

foto-roberto-pessoa-e-celio-studart

Para o presidente de honra do PR, Roberto Pessoa, o advogado e vereador eleito por Fortaleza, Célio Studart (SD), usou a oposição da coligação PR/SD para se promover e depois sumir da campanha de Capitão Wagner, neste segundo turno.

Segundo Roberto Pessoa, em debate na noite deste domingo (30), na TV Diário, Célio Studart tirou proveito da força política de Capitão Wagner, no primeiro turno, mas sumiu logo após o resultado da eleição para a Câmara Municipal de Fortaleza.

De acordo ainda com Roberto Pessoa, a coordenação de campanha de Capitão Wagner foi informada que o vereador eleito teria ido a São Paulo, quando foi surpreendida com foto de Studart em apoio a Roberto Cláudio.

Pessoa disse que a coordenação acionou o deputado federal Genecias Noronha (SD-CE), que seria padrinho político do advogado, e pediu explicações da atitude do vereador eleito. Pessoa afirmou que Célio Studart retirou o apoio a Roberto Cláudio, mas também em nada ajudou a Capitão Wagner.