Blog do Eliomar

Categorias para Fortaleza

Gaudêncio agradece apoio do eleitorado na última votação para Fortaleza

foto-gaudencio-vice-prefeito

O vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, que na última eleição compôs chapa com Capitão Wagner, candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza, agradeceu em sua página no Facebook a votação recebida nos primeiro e segundo turnos da eleição. Confira:

Fortalezenses,

Agradeço de coração a todos os colaboradores, voluntários, correligionários, líderes comunitários, apoiadores, ativistas, organizadores e amigos que contribuíram com nossa jornada de campanha nestas eleições de 2016, ora realizando visitas porta a porta, de casa em casa, ora conversando com os vizinhos, amigos e conhecidos ou postando apoio nas redes sociais. Ao mesmo tempo, dizer a todos, que vocês foram imprescindíveis para a ascensão e o fortalecimento da coligação PMDB/PR/PSDB/SD.

Sou grato a todos, homens, mulheres e jovens, criativos, talentosos e dedicados. Sinto orgulho e gratidão pela maravilhosa campanha limpa, honesta, criativa, digna de orgulho, valorizada pela força nas ruas com o movimento voluntário do “EU VIM DE GRAÇA”, que se tornou o grito da juventude demonstrando a garra e a esperança de um futuro diferente e promissor.

O resultado sabemos que não foi o que queríamos e almejávamos  e para o qual tanto batalhamos. Sem dúvida alguma lamentamos, especialmente pelos propósitos que compartilhamos, pela visão de futuro para nossa cidade, por um novo e moderno modelo político administrativo para Fortaleza.

Obtivemos 47% dos votos, demonstração inequívoca de que praticamente metade da população fortalezense investiu suas esperanças e seus sonhos na compreensão das nossas propostas por uma Fortaleza melhor, mais justa, mais humana e solidária, especialmente para com nossos irmãos mais carentes e necessitados. Ainda não foi desta vez que se deu a alternância do poder tão salutar para a democracia e o desenvolvimento da nossa cidade.

Com a certeza do dever cumprido e a honra de ter sido seu candidato a vice-prefeito, estarei sempre à disposição dos nossos milhares de apoiadores para os próximos embates, pois como bem expressava a denominação da nossa coligação, capitaneada pelo nosso prefeito, guerreiro, herói, homem de fibra, militar exemplar, amigo Capitão Wagner, “JUNTOS SOMOS MAIS”, vamos prosseguir nessa jornada acreditando que juntos seremos cada vez mais fortes, que a luta continua e que vale a pena lutar pelo ideal de uma sociedade mais justa e igualitária.

Que Deus abençoe nossa cidade e nossa gente.

Gaudencio G. de Lucena

Fortaleza tem área de savana protegida

foto-fortaleza-savana-2

O prefeito Roberto Cláudio sancionou a lei que cria a Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) Professor Abreu Matos, na Cidade dos Funcionários. De autoria do vereador João Alfredo (Psol), a nova lei protege 18,8 hectares de vegetação savânica.

Segundo o vereador, o poligonal de quase 220 mil metros quadrados possui uma vegetação natural de Cerrado, única na capital cearense, com mais de 140 de espécies savânicas associadas a nativas do litoral.

DETALHE – João Alfredo, feliz com a terceira lei aprovada para a criação de Área de Relevante Interesse Ecológico, que já se mostra disposto a pedir música no “Fantástico”.

No dia da Parada Gay, Acrísio ressalta projetos que beneficiam esse público

foto acrísio blitz carnaval

No dia da XVII Parada pela Diversidade Sexual do Ceará, neste domingo (13), o vereador Acrísio Sena (PT) lembra que realizou na Câmara Municipal de Fortaleza “um trabalho sério contra a homofobia e o reconhecimento dos direitos dos homossexuais em Fortaleza”.

Entre as ações, o Seminário Educação e Homofobia, discutindo o papel das escolas na redução a este problema. Foi concedida emenda parlamentar ao grupo Resistência Asa Branca com o intuito de capacitar os professores da rede municipal de ensino na luta contra a homofobia.

Acrísio Sena apresentou três projetos que se tornaram leis importantes no combate à homofobia: foi instituído o Dia Municipal da Visibilidade Lésbica, celebrado em 29 de agosto, o Dia Municipal da Visibilidade das Travestis, em 29 de janeiro, e o Dia Municipal de Combate a Homofobia, no dia 17 de maio. Aderiu à campanha “Meu Sangue Também é Vermelho”, que iniciou o debate com a ANVISA sobre a legalização de doação de sangue por homossexuais.

Acrísio apresentou requerimento à Secretaria Municipal de Educação para permitir a utilização do nome social dos travestis e transexuais nos registros escolares das escolas públicas de Fortaleza. Este trabalho foi reconhecido Acrísio foi agraciado com prêmios concedidos pelo movimento LGBT em Fortaleza, como o prêmio Janaína Dutra, o Troféu Artur Guedes e a Comenda dos Jogos da Diversidade.

Enem – Candidato é preso em flagrante com escutas em Fortaleza

Um candidato que fazia as provas do segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Fortaleza foi preso em flagrante pelo uso de escutas. A prisão foi feita por policiais federais em uma universidade do centro da capital cearense.

Segundo a Polícia Federal, o candidato tinha equipamentos eletrônicos presos ao corpo com pontos de escuta nos ouvidos. Em depoimento dado na sede da superintendência do órgão em Fortaleza, o candidato se identificou como secretário da saúde de um município do Ceará. Ele poderá responder na Justiça Federal pelos crimes contra a fé pública, o patrimônio e a paz pública.

As investigações que culminaram na prisão do candidato fazem parte da operação Embuste, deflagrada hoje para desarticular organização criminosa que pretendia fraudar o Enem 2016.  A PF deflagrou duas operações para reprimir fraudes no exame: a Operação Jogo Limpo, nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Tocantins, Amapá e Pará e a Operação Embuste, em Minas Gerais. A investigação foi feita com o auxílio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e do Ministério Público Federal.

(Agência Brasil)

Sargento da Casa Militar é baleado em assalto

Um sargento lotado na Casa Militar foi baleado na tarde deste sábado (5), na Messejana, ao reagir a um assalto na rua Santa Mônica.

Segundo a Polícia, um casal em uma moto teria abordado o militar, após ter assaltado outras vítimas. O sargento reagiu e houve troca de tiros.

De acordo ainda com a Polícia, o militar foi atingido no abdômen por dois disparos. Ele foi conduzido a um hospital particular e não correria risco de vida.

A Polícia ainda não conseguiu identificar os dois suspeitos que estavam na moto.

Pelo direito à cidade

103 2

foto luizianne câmara federal

Em artigo no O POVO deste sábado (5), a ex-prefeita de Fortaleza e deputada federal Luizianne Lins (PT) comenta a situação dos moradores da Vila Vicentina. Confira:

A agressão contra moradores da Vila Vicentina é mais um capítulo do terror econômico dirigido contra as populações mais carentes em Fortaleza. Construída na década de 30, para abrigar pessoas necessitadas, a área se tornou uma das mais valorizadas da cidade e virou alvo da cobiça do mercado imobiliário. Quantos patrimônios teremos ainda que perder para abrigar espigões?

Em nosso governo, o Plano Diretor Participativo de 2009 estabeleceu a área da Vila Vicentina como uma Zona Especial de Interesse Social (Zeis), tipo 1 – território destinado prioritariamente à regularização urbanística e fundiária dos assentamentos habitacionais de baixa renda.

A demarcação das Zeis representa uma conquista social de amplo alcance e um amparo legal contra a especulação imobiliária, entretanto, aplicar a lei que preconize justiça social e direito à cidade, num contexto excludente e de especulação, exige compromisso e democracia. É dever de todas e todos exigir respeito às conquistas sociais e cumprimento da legislação pelos poderes constituídos. O que está acontecendo na Vila Vicentina é a expressão atual da luta de classe urbana.

Realizamos um Plano Diretor com participação da sociedade visando à construção de uma cidade mais justa, includente e sem violência. Sob o manto do Estatuto da Cidade e com horizonte no fim do déficit habitacional, a reforma urbana poderá tornar nossa cidade um lugar melhor para se viver.

As eleições municipais e o novo mapa político do Ceará

352 8

Em artigo enviado ao Blog, o professor da UFC e sociólogo João Arruda avalia as eleições em Fortaleza. Confira:

As eleições municipais deste ano, em um dos seus efeitos mais imediatos, redesenhou o novo mapa político em nosso Estado.

Na Capital, o prefeito Roberto Cláudio firma-se, com a sua reeleição, como uma forte liderança da Região Metropolitana de Fortaleza e passa exercer o papel de uma das grandes referências políticas do Ceará. O seu grupo político, liderado pelos irmãos Cid e Ciro Gomes, consolida, mais ainda, a sua hegemonia política no Ceará, com influência sobre um território que abriga mais de 70% da sua população, potencializando, em consequência, a candidatura de Ciro Gomes à Presidência, em 2018.

No sentido inverso, os grandes perdedores desta eleição municipal no Ceará foram os senadores Eunício Oliveira e Tasso Jereissati, arquitetos e financiadores da candidatura do deputado estadual Capitão Wagner. Com mais esta derrota, somando-se as derrotas em municípios estratégicos como Juazeiro do Norte, Crato, Iguatu, Sobral, Caucaia e Fortaleza, eles desidratam, em um processo de maneira quase irreversível quando o horizonte é a disputa de 2018.

Eunício, que tinha a pretensão de disputar o Governo do Estado novamente ou, na pior das hipóteses, tentar a sua reeleição para o Senado, saiu extremamente enfraquecido. Sem grande espaço de manobra, se quiser um novo mandato, terá que se candidatar a uma vaga de deputado federal, situação que lhe garantirá um imprescindível foro privilegiado para se livrar da lava-jato e para continuar os seus rendosos negócios com o Governo Federal.

A situação do senador Tasso Jereissati também ficou bastante complicada. Político com grande serviço prestado ao Ceará, ele saiu das eleições com uma imagem bastante chamuscada. Refém do ódio aos Ferreira Gomes, Tasso não teve o menor escrúpulo em se aliar ao senador Eunício e em afiançar um projeto e uma candidatura atrasada e corporativa, antítese de tudo que historicamente defendeu. Para quem entrou na política pela porta da frente, desafiando Coronéis, capitulou diante da História, aliando-se a um projeto pessoal de um capitão de polícia na reserva e que hoje devasta as pilastras de sustentação de uma corporação com extensa folha de serviços prestados ao Ceará.

A aliança política do Tasso não foi assimilada pelos seus eleitores e, muito menos, pelos seus admiradores e colaboradores de seus três governos. Os cearenses têm registrado em sua memória, os dias de pânico provocado pelo motim da Polícia Militar. Por ironia, como governador, Tasso Jereissati foi a primeira grande vítima da indisciplina e da quebra da hierarquia na Polícia Militar, gênese do atual projeto corporativo liderado hoje pelo Capitão da reserva Wagner Sousa. Legitimar esse movimento, em nome de uma desforra pessoal é, no mínimo, se apequenar e negar a sua biografia política. Seus tradicionais eleitores registraram, nas redes sociais, a sua estranheza com essa opção nada ortodoxa. A debandada dos seus alinhados poderá ser irreversível.

Luizianne Lins foi outra grande vítima desse tsunami político que se abateu sobre as hostes oposicionistas. Com um sofrível desempenho nas urnas, produto da péssima avaliação que os fortalezenses fizeram das suas duas gestões como prefeita, Luizianne parece ser uma política em fase terminal quando se fala de cargo executivo. Para piorar esse quadro, o seu apoio velado dado à candidatura do Capitão, também produto do ódio que nutre aos Ferreira Gomes e ao prefeito Roberto Cláudio, irritou muitas figuras expressivas do PT e setores expressivos do seu eleitorado.

O Capitão Wagner foi o único que, de imediato, não registrou perdas políticas ou eleitorais. Mesmo com uma expressiva votação, ele tem no seu projeto político um limitador intrínseco. Como qualquer outro movimento corporativista, o seu projeto termina por ficar circunscrito aos limites restritos da corporação, dificultando uma aliança com amplos setores da sociedade cearense.

O Capitão Wagner demonstrou pouco ou quase nada entender da administração pública em latu sensu. Nem mesmo no campo da segurança conseguiu apresentar uma proposta sequer que fosse exequível e eficiente. Não vou nem me referir à estúpida idéia de colocar guardas municipais armados dentro de coletivos para combater a criminalidade.

Pelo visto, nesse novo quadro pós-eleição municipal, o grupo político liderado pelos irmãos Ferreira Gomes sai extremamente revigorado para os futuros embates políticos em nosso Estado. Ciro Gomes, uma das grandes expressões políticas do grupo, teve o seu percurso ladrilhado para a sua caminhada rumo às eleições presidenciais em 2018. O prefeito Roberto Cláudio, com a sua reeleição, consolida a liderança na Região Metropolitana de Fortaleza e se firma como uma das maiores expressões políticas do Ceará, fortalecido e legitimado para singrar, no médio prazo, novos e grandes horizonte políticos.

Fortaleza tem cerrado

foto-fortaleza-savana

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (2):

A Área de Relevante Interesse Ecológico Professor Abreu Matos, conhecida como “Arie do Cerrado”, ainda não saiu do papel. Isso porque, após quase quatro meses desde a aprovação pela Câmara Municipal, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) não sancionou a matéria, criando a lei que regulamentará a unidade de conservação.

“Esperamos que o prefeito sancione (a lei), uma vez que o projeto saiu de um consenso amplo para garantir mais uma área protegida na cidade de Fortaleza. Esse processo se deu de forma absolutamente coletiva”, destaca o vereador João Alfredo (PSOL).

O projeto de lei que cria a Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) Professor Abreu Matos, de autoria do vereador do Psol, quer proteger 18,8 hectares de vegetação savânica localizada em terreno da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), na Cidade dos Funcionários.

O Projeto do Cerrado, aprovado em 7 de julho deste ano pela Câmara Municipal, espera apenas a sanção do prefeito para virar lei.

Roberto Cláudio diz não ser super-herói, mas faz o melhor que pode

92 1

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-final-rc

O prefeito reeleito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), afirmou, em clima de festa da vitória no comitê central de campanha (Bairro Cocó), que não é “um super-herói” para resolver, do dia para a noite, todos os problemas da cidade, mas ” ser um humano que faz o melhor que pode, com virtudes e defeitos.”

A declaração foi recebida de forma empolgada por militantes. Roberto Cláudio derrotou o Capitão Wagner, que usava a figura do “Capitão América” em sua campanha, com 678.847 votos (53,57% dos votos válidos).

Roberto Cláudio lamentou ter sido “ofendido” e “atacado” pelo seu adversário político, mas lembrou que , em nenhum momento, baixou o nível da campanha em respeito à população de Fortaleza.

Mas a noite também foi de agradecimentos. O prefeito reeleito agradeceu os apoios dos ex-governadores Ciro e Cid Gomes, do governador Camilo Santana, do seu vice, Moroni Torgan, e do presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho. Destacou o apoio da militância e prometeu corrigir o que está errado em sua gestão e continuar tocando projetos importantes para Fortaleza nos planos da educação, saúde e mobilidade urbana.

Roberto Pessoa diz que Célio Studart usou da coligação e sumiu no apoio a Capitão Wagner

foto-roberto-pessoa-e-celio-studart

Para o presidente de honra do PR, Roberto Pessoa, o advogado e vereador eleito por Fortaleza, Célio Studart (SD), usou a oposição da coligação PR/SD para se promover e depois sumir da campanha de Capitão Wagner, neste segundo turno.

Segundo Roberto Pessoa, em debate na noite deste domingo (30), na TV Diário, Célio Studart tirou proveito da força política de Capitão Wagner, no primeiro turno, mas sumiu logo após o resultado da eleição para a Câmara Municipal de Fortaleza.

De acordo ainda com Roberto Pessoa, a coordenação de campanha de Capitão Wagner foi informada que o vereador eleito teria ido a São Paulo, quando foi surpreendida com foto de Studart em apoio a Roberto Cláudio.

Pessoa disse que a coordenação acionou o deputado federal Genecias Noronha (SD-CE), que seria padrinho político do advogado, e pediu explicações da atitude do vereador eleito. Pessoa afirmou que Célio Studart retirou o apoio a Roberto Cláudio, mas também em nada ajudou a Capitão Wagner.

RC 46% x 42% CW – Ibope aponta empate técnico na margem de erro

94 3

O Ibope divulgou na noite deste sábado (29) a última pesquisa de intenção de votos do instituto, com liderança do candidato do PDT, Roberto Cláudio, com 46%, contra 42% do candidato do PR, Capitão Wagner. Pela margem de erro de três pontos percentuais, o Ibope aponta um empate técnico entre as duas candidaturas à Prefeitura de Fortaleza.

Pelos votos válidos, Roberto Cláudio tem 52%, contra 48% de Capitão Wagner.

O limite da estratégia agressiva

Em artigo no O POVO, o jornalista Érico Firmo avalia a postura agressiva do candidato Capitão Wagner, que em um primeiro momento surtiu efeito, mas “já se dissipou”. “Roberto Cláudio subiu três pontos e retornou ao patamar que tinha na primeira consulta do 2º turno”. Confira:

A semana marcada por quatro acirrados debates na televisão não provocou mudança significativa na disputa eleitoral, segundo aponta a pesquisa O POVO/Datafolha. Caso o instituto tenha captado o real sentimento do eleitor da Capital, Roberto Cláudio (PDT) deverá ser reeleito prefeito neste domingo.

Na pesquisa divulgada uma semana atrás, Capitão Wagner (PR) havia reduzido em cinco pontos percentuais a diferença em relação ao candidato da situação. Restavam nove pontos e ele contava com a última semana de horário eleitoral e com os debates para encostar. Aparentemente, não conseguiu.

A estratégia agressiva do opositor, adotada principalmente nas duas últimas semanas, surtiu resultado no primeiro momento e a pesquisa anterior captou. Mas, esse efeito não teve continuidade. Encontrou um teto.

A estratégia de fazer a campanha eleitoral batendo é sempre arriscada.

Pode tirar votos do adversário, mas aumenta a própria rejeição. Wagner não tinha alternativa. Precisava arriscar e o fez.

Mas, acabou se expondo. Derrotas na Justiça custaram tempo de propaganda e renderam direitos de resposta ao prefeito.

Nesta última pesquisa, Roberto Cláudio subiu três pontos e retornou ao patamar que tinha na primeira consulta do 2º turno. Wagner oscilou positivamente um ponto. Em votos válidos, nada mudou. O que significa que o impacto das denúncias feitas pelo Capitão, segundo o Datafolha, já se dissipou.

O POVO/Datafolha – Roberto Cláudio tem 56%; Capitão Wagner tem 44%

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-pesquisa-1029-rc-cw

A eleição em Fortaleza chega ao dia da escolha do próximo prefeito com cenário estabilizado na disputa entre Roberto Cláudio (PDT) e Capitão Wagner (PR). Na véspera da votação, última rodada da pesquisa O POVO/Datafolha aponta o prefeito com 56% dos votos válidos, contra 44% do deputado estadual. A diferença é, portanto, de 12 pontos percentuais.

O resultado é igual ao do último levantamento do tipo, de 16 de outubro. No balanço de votos válidos, que é a forma como a Justiça Eleitoral contabiliza o resultado das eleições, são excluídos da conta eleitores que declaram votos brancos e nulos, assim como indecisos.

A pesquisa aponta possibilidade de mudança no cenário: a um dia da eleição, 10% do eleitorado diz que ainda pode mudar de voto. O levantamento revela também que 87% dos eleitores decididos dizem ter definido o voto logo após o 1º turno, com apenas 7% tendo escolhido seu candidato nos últimos 15 dias e 6% na última semana.

A pesquisa foi realizada entre a última sexta-feira, 28, e este sábado, 29, e ouviu 1.748 eleitores de todas as regiões de Fortaleza. Ela registra, portanto, momentos finais da campanha de rua e o último debate entre candidatos, realizado na TV Verdes Mares na noite da sexta-feira. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Votos totais

No balanço total de votos – incluindo 7% de brancos e nulos e 8% de indecisos –, Roberto Cláudio oscilou três pontos positivamente, indo de 45% para 48%. Já Capitão Wagner oscilou um ponto para cima, passando de 36% para 37%. Já pessoas que declararam votos brancos ou nulos diminuíram de 12% para 7%.

Na análise por região, Roberto Cláudio lidera em cinco áreas, especificamente nas Regionais I, II, IV, V e VI. Na regional III, com bairros como Parquelândia, Antônio Bezerra e Henrique Jorge, Capitão Wagner tem leve vantagem, com 45% contra 43% do prefeito, configurando empate técnico.

Com relação aos candidatos derrotados do 1º turno, 41% dos eleitores de Luizianne Lins (PT) devem migrar para Roberto Cláudio, contra 28% para Wagner. Já entre eleitores de Heitor Férrer (PSB), 44% dizem votar no deputado e 41% no prefeito. Ambos os candidatos declararam neutralidade no 2º turno da disputa.

A taxa de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) com número CE-00052/2016.

(O POVO Online)

Após decisão judicial, perfil de Capitão Wagner é retirado do Facebook

76 1

O perfil do Facebook do candidato Capitão Wagner (PR) foi retirado do ar na manhã deste sábado, em virtude de uma decisão do juiz eleitoral José Krentel Ferreira Filho, tomada ontem. A punição acontece por conta de uma publicação de vídeo considerado difamatório contra a candidatura de Roberto Cláudio.

O conteúdo tentava relacionar RC com a operação da Polícia Federal Km Livre, que investiga contratos de locação de veículos da empresa ligado ao deputado Adail Carneiro (PP) com prefeituras cearenses. A decisão é mais um elemento de tensão na reta final da campanha para Prefeitura de Fortaleza

“Na realidade não há, até o momento, qualquer notícia ou indício de veracidade desse fato, o que caracteriza a irregularidade e ilegalidade da postagem, ainda mais na reta final da eleição, trazendo prejuízos irreparáveis”, afirma o juiz, que estabeleceu ainda multa de R$ 30 mil, por cada nova veiculação, em caso de descumprimento da decisão.

(O POVO Online)

Tropa do Exército inicia missão para a segurança das eleições em Fortaleza

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-exercito

Os 2,5 mil militares do Exército Brasileiro reuniram-se, em formatura, na manhã deste sábado (29), no 23º Batalhão de Caçadores, no bairro de Fátima. Eles foram apresentados pelo chefe do Estado-Maior, coronel Adriano Azevedo, ao Comando da 10ª Região Militar, equipados e prontos para atuar no reforço da segurança do 2º turno de votação, na capital.

A tropa é composta por efetivos de Fortaleza, Crateús, Picos, Teresina, Petrolina e Garanhuns, com o apoio de 290 veículos do Exército.

Após receberem orientações gerais do Comandante da 10ª Região Militar, general Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, os militares embarcaram para fazer o reconhecimento dos 614 locais de votação, pertencentes às 13 zonas eleitorais de Fortaleza. Na saída dos veículos do Exército, quem transitava na Avenida 13 de Maio parou para ver as viaturas, que passavam com destino aos bairros para reconhecimento das áreas de atuação.

De acordo com o comandante, “os militares vão realizar ações de patrulhamento ostensivo, motorizado e a pé, com o objetivo de proteger os locais de votação, garantir o livre acesso do eleitor e proteger também os pontos de apuração”. Completou: “a atuação das tropas do exército se dará por ordem do juiz eleitoral, a não ser em flagrante delito ou ameaça à tropa”.

(TRE-CE)

Messejana e Granja Portugal – Capitão Wagner realiza duas carreatas neste sábado

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-1029-cw

O candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza realiza neste sábado (29) duas carreatas no último dia de campanha neste segundo turno. Nesta manhã, o candidato percorreu as ruas do bairro Messejana.

À tarde, a partir das 15 horas, a carreata seguirá pelos bairros Granja Portugal e Conjunto Ceará. Na Praça da Juventude, na Granja Portugal, Capitão Wagner dará entrevista coletiva.

O candidato se disse satisfeito com o que aponta como “crescimento da campanha” e acredita que as pesquisas Datafolha e Ibope, que serão divulgadas neste sábado, deverão apontar esse crescimento.

Facebook dos candidatos avalia último debate neste segundo turno

eleicoes-2016-fortaleza-2turno-rc-e-cw-debate

“De um lado, ataque, denúncia e mentira. Do lado de cá, alegria, respeito ao povo, ideias e propostas para o futuro da cidade”.

Essa foi a avaliação do candidato do PDT à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio, sobre o debate realizado na noite dessa sexta-feira (28), pela TV Verdes Mares, o último no segundo turno das eleições. A avaliação está no Facebook do candidato do PDT, gravado logo após o debate.

Já o candidato do PR, Capitão Wagner, teve o debate avaliado por sua assessoria, que afirmou que “o debate mostrou que o Capitão é o mais preparado para governar para as pessoas”. Somente na manhã deste sábado (29) é que o candidato do PR gravou vídeo no Facebook, ao informar sobre uma carreata, nesta manhã, na Messejana.

Camilo participa de carreatas em Caucaia e Fortaleza

foto-camilo-eleicoes-2016

O governador Camilo Santana participa neste sábado (29) de carreatas em Caucaia e Fortaleza, pelas candidaturas Naumi Amorim (PMB) e Roberto Cláudio (PDT), respectivamente.

Em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, a carreata ocorre nesta manhã, pelas principais ruas do município.

Em Fortaleza, a carreata começa a partir das 13 horas, com concentração na avenida Carlos Jereissati.