Blog do Eliomar

Categorias para Fortaleza

Cid Gomes prestigia entrega da requalificação da Travessa Crato

61 1

foto rc e salmito e cid e falcão 160626

O ex-governador Cid Gomes participou na manhã deste domingo (26) da entrega das obras de requalificação da Travessa Crato, no Centro de Fortaleza. O prefeito Roberto Cláudio (PDT) inaugurou a padronização das marquises das lojas, os pequenos jardins no entorno das árvores, a nova iluminação com a inclusão de mais 14 postes, além dos novos bancos, lixeiras e pintura nas fachadas dos estabelecimentos comerciais, entre esses o tradicional Raimundo do Queijo.

Além do ex-governador Cid Gomes, Roberto Cláudio também esteve acompanhado do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), e do humorista Falcão, frequentador do lugar.

Expo Evangélica traz a Fortaleza músicas gospel e encontro com mulheres

347 1

foto expoevangélica

A cantora e escritora Bianca Toledo, autora do livro “A História de Um Milagre”, é uma das atrações da Expo Evangélica Fortaleza 2016, que acontece de 6 a 9 de julho, no Centro de Eventos. Ela estará à frente do encontro com mulheres, quando dará seu testemunho de vida.

Além de Bianca Toledo, outras atrações são Marcela Taís, Damares, Cristina Mel, Leonardo Gonçalves e Mariana Ava, da gravadora Sony Music Gospel, e Davi Sacer, Daniela Araújo, Ton Carfi e o Ministério Aliança do Tabernáculo, da gravadora Som Livre.

Vicente Pinzón – Roberto Cláudio e Camilo inauguram a Praça da Conquista

foto RC e camilo 160625 vpinzón

“Esse é um caminho definitivo para prevenir a violência. Foi assim que grandes cidades puderam reduzir os índices de violência: sempre com o braço forte da lei, da Polícia, mas com o outro braço social, integrador e comunitário das políticas sociais”.

A observação é do prefeito Roberto Cláudio (PDT), na noite desse sábado (25), no bairro Vicente Pinzón, durante a inauguração da Praça da Conquista, que em mais de 100 metros quadrados conta com uma academia ao ar livre, playground, quadra poliesportiva, pista de skate, acessibilidade, mesas com tabuleiros para xadrez e damas, lixeiras de coleta seletiva e iluminação branca.

Ao lado do prefeito Roberto Cláudio, o governador Camilo Santana, que destacou a sintonia entre as duas administrações (Estado e Município). “Quando Prefeitura, Governo do Estado e comunidade se unem, os resultados acontecem. As pessoas querem ter espaço, e não tenho dúvidas que esse é o grande caminho: dialogando com a comunidade, acolhendo a comunidade, ouvindo a comunidade”, disse.

Cinco presos fogem de delegacia no José Walter durante a madrugada

Cinco presos fugiram 8º Distrito Policial, durante a madrugada deste sábado, 25, no bairro José Walter, em Fortaleza. Eles serraram as grades do xadrez onde estavam e conseguiram escapar pulando o muro da unidade. Dois inspetores que davam plantão na delegacia perceberam a movimentação e conseguiram render o restante do grupo, obrigando que 11 presos voltassem à cela. Nenhum dos fugitivos foi recapturado.

A ação ocorreu por volta das 2 horas. No momento da fuga, as duas celas da delegacia, que deveriam abrigar no máximo 10 presos, sendo cinco em cada uma, acumulavam 31 homens. “A ação deles foi muito rápida. Por sorte os colegas conseguiram notar antes que todos fugissem. Os xadrezes estão lotados”, detalhou a inspetora Gilvânia Oliveira.

Desde o momento da fuga até a manhã deste sábado, os 26 presos que continuam na unidade foram colocados todos na mesma cela até que os reparos nas grades fossem realizados. Dos presos que fugiram, quatro respondiam por roubo e um por receptação.

(O POVO Online)

Outras interrogações sobre a eleição

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (25), pelo jornalista Érico Firmo:

A coluna do sábado passado tratou de cinco grandes interrogações diversas sobre a eleição para prefeito de Fortaleza. Sobretudo, relacionadas a personagens e grupos políticos.

A interrogação número dois já começou a ser respondida. Diz respeito à posição de Camilo Santana (PT). “O governador apoia Roberto Cláudio (PDT)”, escrevi há uma semana. “Camilo irá se envolver explicitamente na campanha na Capital? Como tratará a candidatura petista? Que apoio dará a Roberto Cláudio?”, indagava. Na entrevista a Fábio Campos, no programa Jogo Político, ele não poderia ser mais claro. Terá candidato, sim. E tomará sua posição independentemente do partido. Leia mais sobre a entrevista neste link: http://bit.ly/camiloPT

Outras dúvidas, porém, permanecem. Para além de nomes, envolvem aspectos simbólicos e assuntos que estarão presentes na discussão.

  1. O PESO DO DISCURSO POLICIALESCO

O discurso sobre segurança pública tornou-se bastante intenso nas eleições em Fortaleza, sobretudo desde 2000. Naquele ano, Moroni Torgan (DEM) foi uma das surpresas da eleição, com forte apelo devido ao histórico policial. Dois anos depois, o Delegado Cavalcante bateu recorde de votação para deputado estadual. Em 2004, foi indicado candidato a vice de Antonio Cambraia, ambos pelo PSDB. Em alguns momentos, foi tido como mais popular que o próprio cabeça de chapa. No final das contas, terminaram em quarto lugar. Moroni foi o segundo, depois de ter liderado o primeiro turno. Repetiu o desempenho em 2008. No intervalo, em 2006, disputou o Senado e perdeu para Inácio Arruda (PCdoB). Em 2012, Moroni foi quarto.

Capitão Wagner (PR) é o mais recente fenômeno eleitoral a despontar. Bateu recorde de votação para vereador em 2012e para deputado estadual em 2014. Ele tem perfil diferente do de Moroni. Defende interesses corporativos, sim. Mas evita se vincular apenas à área de segurança. E procura não reduzir a criminalidade a problema de falta de policiamento. Tem fala mansa e tranquila, diferente do estilo agitado e de murro na mesa de Moroni. É diferente do perfil clássico da “bancada da bala”.

Mas, ainda assim, é egresso do aparelho de segurança. O perfil tem feito sucesso em eleições legislativas, mas coleciona insucessos nas disputas majoritárias. A rejeição, no fim das contas, até hoje foi maior que a enorme aprovação. Veremos se a tendência irá se manter ou se o estilo Wagner se revelará mais palatável.

  1. O DESTINO DO “VOTO REBELDE”

De uma forma ou de outra, costuma se manifestar algum grau de rebeldia, contestação, ousadia no voto do fortalezense. A busca por algo diferente, fora do previsível, seja à direita ou à esquerda. Maria Luiza Fontenele em 1985 e Luizianne Lins, em 2004, foram exemplos mais emblemáticos. Mas não os únicos. Em 1988, Edson Silva teve votação estrondosa, embalado pelo movimento “Fortaleza sim, Cambeba não”, embora tenha saído derrotado por diferença ínfima. Ao longo da década de 1990, Juraci Magalhães dominou a Capital ajudado pela rejeição ao PSDB, que comandava o Estado. Em 2000, Inácio Arruda perdeu, mas teve enorme votação. Em 2012, Heitor Férrer (PSB) quase deixou Roberto Cláudio fora do segundo turno. E Renato Roseno (Psol) teve votação bastante expressiva.

Esse voto muitas vezes não foi vitorioso. Mas quase sempre se manifesta e interfere no rumo da eleição. Para onde esse eleitor irá? Heitor? Roseno? Conseguirá Wagner atraí-lo? Voltará a Luizianne? Irá se diluir?

  1. FATOR LAVA JATO

A Lava Jato, o impeachment de Dilma Rousseff (PT), a crise nacional serão fatores certamente determinantes. Estimularão discurso de ética, combate à corrupção. Afetarão atores estratégicos. Como mexerão com a disputa em Fortaleza é difícil saber. Que vão mexer, isso é certo.

Luizianne não pode cobrar nada de Camilo

foto-camilo-santana-e-luizianne

Em artigo no O POVO deste sábado (25), o jornalista Carlos Mazza comenta da relação entre Camilo Santana e Luizianne Lins em processos eleitorais. Confira:

O leitor pode encontrar muito o que criticar na atuação política de Camilo Santana, mas uma coisa precisa admitir: o governador nunca foi “quinta coluna” dentro de seu partido. Mesmo não sendo o mais empolgado dos militantes petistas, o pupilo de Cid Gomes manteve respeito pelas decisões do PT cearense mesmo quando isso contrariava desejo de seu “padrinho”.

Em 2012, Camilo foi o pré-candidato à Prefeitura com maior perspectiva de unir a então prefeita Luizianne Lins e o então governador Cid. Preterido pela grande influência da prefeita na executiva municipal da sigla, Camilo não escondeu o pouco entusiasmo em contrariar seu chefe – o petista era secretário de Estado à época – e lançar Elmano de Freitas ao cargo.

Uma vez batido o martelo pela candidatura do colega, no entanto, Camilo silenciou críticas e atuou – ainda que timidamente, verdade – a favor do colega. Lembro-me de, em pelo menos duas situações, ter entrevistado Camilo, então deputado estadual, na Assembleia. Em ambas, recebi rebatidas impacientes ao sugerir pouco empenho seu na campanha do correligionário.

Quando Lula veio a Fortaleza para comício de Elmano, na reta final da campanha e ápice do acirramento, Camilo subiu ao palanque. Outro opositor do rompimento com Cid em 2012, o deputado José Guimarães também engoliu o choro e caiu na campanha. No 2º turno, quando Luizianne e seu candidato foram vaiados por uma multidão “amarela” enquanto votavam, o deputado ao seu lado.

Já em 2014, quando Camilo disputou o governo, a ex-prefeita teve atitude bem oposta. Indisposta em ajudar seu algoz de dois anos antes, Luizianne não deu as caras na campanha ou palanque do correligionário. Na época, deputados que saíram em chapa com ela ou de grande proximidade, incluindo Eudes Xavier e sua própria mãe, Luiza Lins, omitiram nome de Camilo ou apoiaram abertamente o opositor Eunício Oliveira.

Claro que nenhum desses candidatos era a própria petista, mas não pegou bem. Ao se omitir, perdeu a chance de fazer um gesto de grandeza. Ela não está necessariamente errada: seria no mínimo estranho se, em 2014, ela apoiasse abertamente o grupo político dos Ferreira Gomes, que passou os últimos anos tentando “anular” sua gestão de oito anos em Fortaleza.

Ainda assim, agora pré-candidata, Luizianne não tem moral para cobrar nada de Camilo. E sabe disso. Por isso, até agora tem dito que deixará o governador “à vontade”. Dificilmente isso irá mudar.

Vereadores aumentam pressão sobre Eunício por candidatura própria

foto eunício e valim

Vereadores do PMDB de Fortaleza ampliaram pressão sobre Eunício Oliveira (PMDB) por uma candidatura própria do partido em Fortaleza. Segundo o líder da legenda na Câmara Municipal, vereador Casimiro Neto, reunião mais recente da executiva municipal da sigla aprovou documento que reforça interesse por entrar na disputa deste ano.

O PMDB, que conta hoje com quatro vereadores em Fortaleza, ainda discute se terá candidato ou se dará apoio a Capitão Wagner (PR). O maior interesse dos vereadores é pelos chamados votos de legenda – dados direto ao número do partido na urna – que um candidato à Prefeitura traria à sigla, ajudando na eleição de vereadores.

“O Roberto Cláudio, por exemplo, trouxe quase 30 mil votos para a legenda do partido dele em 2012, então isso por si só já dá o quociente de um vereador. No contexto de eleição disputada, e com bons candidatos como os que temos, ajudaria muito”, diz Casimiro Neto.

O líder do PMDB afirma que deverá se reunir com Eunício Oliveira nos próximos dias para saber se já existem novos encaminhamentos sobre o assunto. “Os outros partidos já estão na rua, então é bom ter uma definição”, diz.

Pré-candidatos

O vereador Vaidon destaca que o partido possui bons nomes para a disputa, como o do deputado federal Vitor Valim, ou do vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena. Além dele e de Casimiro, completam a bancada do PMDB as vereadoras Magaly Marques e Tamara Holanda.

Apesar de esperar que o senador se sensibilize com o pedido dos vereadores, Casimiro admite que a decisão ficará, ao final de contas, nas mãos de Eunício. “Ele é o líder”, destaca. Já para a chapa de vereador, Casimiro afirma que a legenda está “bem avançada”, com cerca de 60 pré-candidatos a vereador.

Na Assembleia Legislativa, questão da candidatura própria tem dividido bancada do PMDB na Casa. Nos bastidores, no entanto o sentimento da maioria é por um candidato próprio, apesar da indefinição de Eunício Oliveira.

Outros parlamentares explicam que a demora é decorrente do cenário nacional. Desdobramentos da crise em Brasília, afirmam, devem influenciar na escolha de apoiar um nome ou lançar concorrente.

O POVO tentou entrar em contato com Eunício Oliveira durante o dia de ontem, mas não obteve resposta. Um das principais causas da indefinição, Capitão Wagner já recebeu, no início deste mês, apoio oficial do PSDB de Tasso Jereissati no Ceará.

No dia em que anunciou oficialmente apoio a Wagner, o PSDB abriu mão de necessariamente indicar o vice. O gesto abre espaço para nome um peemedebista na chapa.

(O POVO)

Grupo bloqueia a Domingos Olímpio em protesto contra a falta de ciclofaixa

foto manifestação 160624 ciclofaixa

“Cadê a ciclofaixa?” A frase foi pintada por manifestantes com tinta branca no asfalto da avenida Domingos Olímpio, na noite dessa sexta-feira (24), por volta das 22 horas. Segundo moradores da área, quatro homens foram responsáveis pela pichação. Eles também atearam fogo em pneus e bloquearam parcialmente a via.

Duas viaturas do Batalhão de Choque estiveram na avenida para desviar o trânsito. Moradores das proximidades apagaram o fogo com água. Por volta das 22h15min, a Polícia Militar já tinha liberado o fluxo do trânsito na área.

O grupo protestou contra a ausência da ciclofaixa, que foi prometida pela gestão Roberto Cláudio (PDT) para ser implantada até o fim deste mês.

O prazo foi estabelecido pelo secretário-executivo da Secretaria da Conservação e dos Serviços Públicos (SCSP), Luiz Alberto Sabóia. Inicialmente, a secretaria projetava a ação para o mês de abril.

(O POVO Online)

Rolezinho acontece na noite desta sexta-feira no Polo do Conjunto Ceará

Mais de 100 jovens começaram um “rolezinho” na noite desta sexta-feira (24), no Polo de Lazer do Conjunto Ceará. Polícia Militar tenta intervir para conter pessoas. A PM confirmou a informação, mas estava com a equipe atendendo a ocorrência e não pôde dar mais detalhes.

Na ação, segundo o soldado Nascimento, da PM, alguns jovens lançaram pedras contra as viaturas da Polícia. No horário em que começou o “rolezinho”, várias crianças brincavam nas ruas do Conjunto Ceará. Os moradores ficaram em pânico e correram para dentro de casa.

Segundo os moradores do bairro, os encontros são comuns às sextas-feiras, principalmente na quadra de skate do Polo de Lazer do bairro.

Os “rolezinhos” são encontros marcados pela Internet em que jovens marcam em pontos como shoppings ou outros locais movimentados.

A prática do ‘rolezinho’ ganhou repercussão desde o final de 2013, quando jovens passaram a marcar encontros pela Internet em lugares públicos, especialmente em shoppings. Os primeiros encontros, ocorridos em São Paulo reunindo milhares de pessoas, chamaram atenção de todo o País.

(O POVO Online)

Ivens Dias Branco – Câmara Municipal de Fortaleza decreta luto oficial

Em nota enviada à imprensa, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), decretou luto oficial pela morte do empresário Ivens Dias Branco, ocorrida nesta sexta-feira (24). Confira:

A Câmara Municipal de Fortaleza, em luto oficial, rende homenagem ao empresário e Cidadão Honorário de Fortaleza Ivens Dias Branco. Homem de inúmeros méritos, tirocínio ímpar e simplicidade incomum, Sr. Ivens conquistou não só o sucesso empresarial, mas também a admiração dos fortalezenses. Aos familiares e colaboradores do Grupo M Dias Branco nossas sinceras condolências.

IV EMJUV – Políticas públicas de juventude serão debatidas nesta sexta-feira

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Juventude, abre nesta sexta-feira (24), a partir das 9 horas, no Hotel Porto d’Aldeia, na praia da Cofeco, o IV Encontro Municipal de Movimentos e Organizações de Juventude de Fortaleza (EMJUV), que reúne movimentos e organizações para debater o papel da juventude dentro da sociedade, com as políticas públicas de juventude.

Neste sábado (25), haverá a eleição do Conselho Municipal de Juventude, para o biênio 2016/2018, órgão colegiado de caráter permanente, deliberativo, consultivo e fiscalizador, de representação da população jovem e de assessoramento da Prefeitura nas questões relativas às políticas públicas voltadas para os jovens da cidade de Fortaleza.

Câmara Municipal inaugura novas dependências da TV Fortaleza

53 1

foto tv fortaleza 01

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), e demais vereadores inauguraram as novas dependências da TV Fortaleza, além do lançamento de novas parcerias institucionais com a UFC, Ministério Público, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e TV Brasil.

Dentre os novos equipamentos da emissora, Salmito destacou a nova iluminação e os aparelhos de transmissões ao vivo, como também a nova programação 24 horas.

Estado começa hoje a perfurar poços em Fortaleza

41 1

CAMILO-SANTANA-1

O Governo do Estado inicia operação de emergência para não faltar água em Fortaleza, num esforço para ainda tentar evitar o racionamento previsto para julho, ou pelo menos atenuar seus efeitos. Nesta quinta-feira (23) começam a ser perfurados poços profundos na Capital. É a primeira de várias ações para reforçar o abastecimento.

“Amanhã (hoje) vamos começar uma série de perfurações de poços em algumas localidades de Fortaleza, para exatamente evitar qualquer tipo de prejuízo à população”, disse o governador Camilo Santana (PT), na noite de ontem, em solenidade na qual anunciou investimentos em recursos hídricos em Beberibe (distante 83 km da Capital).

As perfurações foram autorizadas ontem pelo governador, em reunião com técnicos da área de recursos hídricos. “Como se faz em cidades do Interior, vamos fazer em Fortaleza”. Outras ações também deverão ser adotadas.

Ele destacou que será necessário reduzir o consumo. “Precisamos economizar mais para não faltar água”. Porém, ressaltou que não está definido se haverá mesmo racionamento na Capital, ainda que o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, projete que a restrição já possa ter início em 20 de julho. A decisão só será tomada quando a Cagece apresentar o plano de contingência.

“Estou esperando relatório chegar, no fim do mês, para que a gente possa analisar qual é o contingenciamento que o Estado vai fazer, qual é a redução”, disse Camilo.

A perfuração de poços tem objetivo, principalmente, de compensar a redução da pressão no fornecimento de água. A prioridade serão os locais elevados e no fim das linhas de abastecimento, onde a água tem maior dificuldade para chegar e, portanto, tem mais propensão a faltar.

O Estado dispõe de 11 máquinas de perfuração e está comprando mais 19. Mapeamento inicial apontou potencial para 48 poços, em locais como Morro Santa Terezinha, Lagoa do Opaia e Pici. “A ideia é que a gente possa recuperar a redução (da oferta de água) com a perfuração de poços nos locais mais elevados. Para não ter prejuízo a ninguém, a nenhuma área”, afirmou Camilo.

O governador informou ainda haver dificuldades na conclusão da obra de transposição do rio São Francisco. “Estou preocupado, porque no trecho do canal da transposição, recebi informação de que teve um problema com a construtora”. Isso pode interferir no calendário da chegada da água. Ele afirmou que o desfecho da obra é a única forma de garantir o abastecimento da Capital.

“A conclusão da transposição é a única certeza que podemos ter. Não podemos prever se nós vamos ter um bom ‘inverno’ ou não. A perspectiva é que possa ser um bom ‘inverno’ no ano que vem, mas isso pode não acontecer. A única certeza que posso ter é realmente um prazo definido das águas do São Francisco chegando ao Ceará”.

(O POVO)

Serginho Gouveia debaterá prosa e poesia em meio ao caos urbano

foto serginho gouveia poesia

O escritor, poeta, frasista e redator Serginho Gouveia passará um pouco de sua experiência no mundo das letras e das artes no EIM Recebe, nesta quinta-feira (23), a partir das 17 horas, na sede da EIM Instalações Industriais.

A palestra abordará sua trajetória e os desafios do Projeto Beijo na Cidade, de frases autorais, criativas e originais, cujo objetivo principal é levar poesia urbana para o cotidiano das pessoas, criando uma nova forma de diálogo e reflexão em meio ao caos urbano.

Cearense de Fortaleza, Serginho Gouveia, 38, é formado em publicidade e propaganda pela Unifor e especialista em Teorias da Comunicação e da Imagem pela UFC. São mais de 16 anos de experiência no mercado publicitário. Já passou por agências como LS Estratégia, Acesso Comunicação, Advance Comunicação, Register Publicidade e SG Propag. Começou a escrever suas frases autorais em 2007. Em 2009 criou o blog Confissões de um Phrasebook. Teve a ideia de levar suas frases mais positivas e inspiradoras para a rua. Nascia assim o Projeto Beijo na Cidade.

SERVIÇO

*EIM Instalações Industriais – Avenida Washington Soares, 5700, Cambeba.

(Foto – Divulgação)

 

Salmito diz que poder público deve combater a miséria com ações, não com discurso

salmito foto

Ao ressaltar sua fala como sociólogo, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), disse na tarde desta terça-feira (21), em pronunciamento no Plenário, que o combate à miséria na cidade deve ser feita com ações, e não com discurso.

“Quem disser que vai resolver a situação da miséria em Fortaleza, ou está bem intencionado e não sabe o que diz, ou está mal intencionado”, comentou Salmito, ao destacar ações da atual gestão municipal na educação, na saúde, na habitação, na mobilidade urbana e no lazer.

Ao relatar o êxodo rural que marcou Fortaleza nas últimas décadas, quando centenas de milhares de cearenses chegaram à Capital fugindo da seca, da fome e da morte, o presidente do Legislativo Municipal justifica a desigualdade social nas condições subumana na periferia.

Salmito destacou a reforma e construção de postos de saúde, da construção de creches e de escolas em tempo integral, da entrega de moradias, do emprego do bilhete único e das faixas exclusivas para ônibus, além da reforma e construção de 200 praças, além das areninhas.

“Parabéns, prefeito Roberto Cláudio, pelo trabalho volta para quem mais precisa”, afirmou. “Eu não imaginava que em quatro anos se poderia fazer muito pelo social, para a maioria da população. Colocar carros para andar, mas o ônibus mais rápido, com ar-condicionado”, completou Salmito, ao apontar que o referencial que ele tinha era de uma gestão de oito anos, com discurso social.

Em aparte, a vereadora Toinha Rocha (Rede) disse que, apesar de compor a base de oposição, reconhece ações do prefeito Roberto Cláudio. Toinha se emocionou ao relatar a situação de famílias na periferia.

Dilma estará em Fortaleza na próxima terça-feira

57 6

foto dilma 160501

A presidente afastada Dilma Rousseff vai cumprir agenda em Fortaleza na próxima terça-feira (28). A informação é do presidente estadual do PT, Francisco Diassis Diniz, que, na madrugada desta terça-feira (21), viajou para Brasília.

Ali, ele vai acertar detalhes da agenda a ser cumprida por Dilma numa reunião  com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, e com o ex-ministro Ricardo Berzoini.

Segundo DeAssis Diniz, Dilma deverá passar toda a terça-feira em Fortaleza para contatos com o “setor democrático”, dentro do movimento nacional pelo seu retorno ao Palácio do Planalto. Diniz afirmou que a presidente afastada foi vítima de “um golpe articulado”.

De acordo ainda com Diniz, na atual conjuntura do governo em exercício de Michel Temer o que se vê “é um retrocesso em todos os sentidos”.

Eleições 2016 – Lula deve fazer campanha em Fortaleza, Natal e Recife, avisa Luizianne

74 8

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=YnCG6XV3yy4[/youtube]

A pré-candidata à Prefeitura de Fortaleza e ex-prefeita Luizianne Lins disse, na manhã desta segunda-feira (20), no saguão do Aeroporto Internacional Pinto Martins, que o ex-presidente Lula vai aposta em três capitais nordestinas para a vitória do PT nas urnas de outubro próximo: Fortaleza, Natal e Recife.

Segundo Luizianne Lins, deputada federal petista, Lula já estaria agendando visitas às três capitais nordestinas para o mês que vem.

A petista, sobre o envolvimento do ex-presidente na Lava Jato, preferiu acreditar que ele seja inocente.

Apesar do interesse nacional do partido pela candidatura em Fortaleza, Luizianne afirmou que o governador Camilo Santana (PT) está à vontade para apoiar ou não a sua pré-candidatura. Ela disse que, por meio do deputado federal José Guimarães, busca uma audiência com Camilo para expor sua pré-candidatura e propósitos.

A ex-prefeita admitiu também a possibilidade do partido disputar a Prefeitura de Fortaleza sem coligações, diante de uma melhor formação administrativa, em caso de vitória nas urnas.

Padre Mazotti reúne multidão no estádio Presidente Vargas

foto manzotti 160619 pv fortaleza

Cerca de 15 mil fiéis prestigiaram o lançamento do livro “Encontros”, na tarde deste domingo (19), no estádio Presidente Vargas, de autoria do padre Reginaldo Manzotti, durante o evento “Por suas chagas fomos curados”, em devoção às Santas Chagas de Cristo. O prefeito Roberto Cláudio e a primeira-dama Carol Bezerra prestigiaram o encontro, ao lado do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT); do deputado estadual Walter Cavalcante, além de secretários municipais.

Entre os momentos de louvor e orações, Manzotti cantou as músicas de seu novo CD, “Alma Missionária”. Fortaleza é a única filial da obra “Evangelizar é Preciso”, da qual padre Manzotti é fundador. A sede fica em Curitiba, no Paraná. Nesse sábado (18), ele anunciou que a 9ª edição do “Evangelizar é Preciso”, em Fortaleza, será no dia 15 de outubro.

A falsa ideia da ‘ideia nova’ ou o caduco discurso do novo como virtude intrínseca

71 5

Em artigo enviado ao Blog, o vereador Deodato Ramalho (PT) critica a fala do prefeito Roberto Cláudio, em matéria no O POVO desse sábado (18), que cobrou ideias novas no discurso dos pré-candidatos à Prefeitura de Fortaleza. “Alguns dos pré-candidatos estão até prometendo como inovação coisas que a atual gestão já está fazendo. É até engraçado”, disse o prefeito na matéria do O POVO. Confira:

No jornal O POVO desse sábado, o prefeito Roberto Cláudio, que em pouco mais de 10 anos de vida púbica, já se encontra no quarto ou quinto partido político (o que mostra a sua vinculação ao velho fisiologismo) critica os seus já anunciados adversários na próxima disputa eleitoral, com o argumento de que ainda não viu nenhuma ideia nova. A declaração não poderia ser mais prenhe de um embuste, de uma distorcida visão de quais são as necessidades da nossa cidade e de novo povo.

De fato, parte de uma premissa falsa de que, para consecução de uma sociedade mais equilibrada, de realização de políticas de desenvolvimento social, político, comunitário, teríamos que redescobrir a roda. Na verdade, mais do que elaborarmos ideias novas penso que deveríamos tornar exequíveis velhas e boas ideias, já produzidas aqui e alhures.

Bem que o senhor prefeito poderia já ter lançado mão, entre outras, de algumas “velhas ideias” que dariam um salto de qualidade, de eficiência, transparência e de economia para o contribuinte fortalezense, já propostas por mim e por outros vereadores e por setores sociais.

Destaco:

  1. Pagamento dos credores do município (fornecedores de bens, serviços e obras) por ordem cronológica de execução. Medida simples, objetiva, republicana, que resultaria no barateamento dos custos públicos, daria mais transparência e qualidade ao gasto, criando muros contra a corrupção (intermediações ilícitas etc);
  2. Mecanismos de participação social como o OP, aproximando a população das estruturas governamentais, proporcionando mais educação política, cidadã, criando um ambiente de responsabilidade, de pertencimento, da comunidade e da gestão pela cidade, compreendendo as suas possibilidades e limitações;
  3. Reabertura do terceiro turno para atendimento nas unidades de saúde;
  4. Mais qualidade no gasto público (ideia tão velha e tão desconsiderada), estabelecendo prioridades. Como admitir, por exemplo, que diante de tantas carências na área da saúde, a Prefeitura de Fortaleza, do prefeito que procura “ideias novas”, destine mais de R$ 40 milhões (de 2014 a 2017) para uma pouco crível (para ser bondoso) “pesquisa de avaliação do nível de satisfação do usuário das unidades de saúde”, enquanto destina apenas R$ 93 milhões para os atendimentos laboratoriais (exames etc) de toda a rede de saúde, e tenha desconstruído os CAPS?;
  5. Na área ambiental e de promoção de saúde coletiva, tem ideia mais velha e mais necessária, por exemplo, do que investir em ações de educação e de promoção de tratamento civilizado dos resíduos produzidos na cidade (compostagem doméstica, reciclagem etc)? E que tal a velha ideia que dei, inclusive por projeto de lei vetado pelo prefeito, o projeto Cidade Limpa?
  6. Na área de saneamento tem ideia mais antiga do que, na ausência de rede de coleta de esgoto em toda a cidade, garantir-se ao menos um banheiro para cada habitação? Como admitir que em Fortaleza, a quinta capital do país, ainda existam moradores que fazem suas necessidades fisiológicas em saco plástico que depois é descartado na porta dessas casas para serem coletados pelo serviço de coleta de lixo? Precisa de “ideia nova” para solucionar essa elementar carência social?
  7. Será que precisa de uma “ideia nova” para que a Prefeitura deixe de gastar milhões em publicidade, enquanto unidades de saúde e escolas públicas penam com a falta dos insumos mais básicos para funcionarem satisfatoriamente? Para entender que festas de inaugurações que, muitas vezes, custam mais do que o próprio custo da obra, é um acinte à população?
  8. Tem ideia mais velha e necessária do que a de fazer pavimentações de mais qualidade, que não desmanchem na primeira neblina? E que tal a ideia, já velha e batida, e já discutida por mim com o prefeito para utilizar os resíduos da construção civil em obras da prefeitura que além de dar mais qualidade e durabilidade às obras (pavimentações de ruas, construção de moradias etc) pode reduzir os custos em até 30% (trinta por cento)?;
  9. Será que precisa de “ideia nova” para fazer estancar a sangria de recursos públicos com gratificações graciosas a apaniguados do poder, via TTR – Trabalho Técnico Relevante, enquanto servidores de carreira são desprestigiados?;
  10. E que tal uma velha ideia de moralizar o serviço de táxi em Fortaleza, que convive, sob o olhar omisso da Prefeitura, com o comércio ilegal de vagas, prejudicando milhares de profissionais do volante, os rendeiros?;
  11. E a velha ideia, de saudáveis efeitos na promoção da paz, da boa convivência geracional, da promoção da saúde e de afastamento dos jovens da armadilha das drogas e do crime, que é a realização de eventos esportivos, gincanas escolares etc?;
  12. Que tal a velha ideia de garantir às escolas municipais as modernas ferramentas de ensino para uso de professores e alunos, como bibliotecas virtuais?;
  13. Que tal a velha ideia de mudar a relação clientelista, fisiológica, do executivo com a Câmara Municipal, cumprindo a Lei Orgânica do Município, começando pela execução obrigatória das emendas individuais de cada vereador(a)?

Mais ideias velhas, ainda à espera de um prefeito que tenha compromisso real com os interesses da coletividade, prefeito Roberto Cláudio, o senhor poderá encontrar no site www.deodato.org.br e no site da Câmara Municipal.

Cai em 54,1% número de adultos em Fortaleza que bebem e dirigem

No conjunto das 27 capitais estudadas pela pesquisa, 5,5% dos indivíduos referiram conduzir veículos após o consumo de bebidas alcoólicas, contra os 7% de 2012 – uma queda nacional de 21,5%. Assim como foi constatado em Fortaleza, a proporção nacional é maior entre homens (9,8%) do que entre mulheres (1,8%). Apesar disso, desde o endurecimento da lei seca menos homens têm assumido os riscos da mistura álcool/direção na média das 27 capitais pesquisadas: a redução foi de 22,2%, entre 2012 e 2015, na população masculina.

Entre as capitais brasileiras, quatro se destacaram com queda superior a 50% nos últimos três anos: Fortaleza (54,1%), Maceió (53,2%), João Pessoa (51,4%) e Vitória (50,7%). Algumas capitais, contudo, apresentaram aumento do número de adultos que referiram assumir o volante após consumir qualquer quantidade de álcool: Cuiabá e Boa Vista apresentaram alta de 15,8% e 13,2%, respectivamente, desde 2012.

A população adulta de Florianópolis (13%), Palmas (11,9%) e Cuiabá (11,7%) estão entre as que mais abusam da combinação álcool e direção. Na contramão, Recife (2,6%), Maceió (2,9%) e Vitória (3,2%) se destacaram com o menor percentual de entrevistados que declararam beber e dirigir. “É cada vez mais notória a importância da Lei Seca em inibir a população brasileira de se arriscar na mistura do álcool com o volante. Agora temos que continuar nessa batalha, principalmente entre os jovens de 25 a 34 anos, que apresentaram o maior índice da infração entre todas as faixas etárias pesquisadas”, declarou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

De acordo com a pesquisa de 2015, 8,7% da população de 25 a 34 anos admitem beber e dirigir. O número é duas vezes maior do que o registrado na população de 18 a 24 anos e quatro vezes maior do indicado em homens e mulheres de 65 anos ou mais. Outro índice importante é o nível de escolaridade: a pesquisa detectou que, quanto maior o grau de instrução, maior é o número de pessoas que assumem o risco.

Os dados são da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2015) que realizou mais de 54 mil entrevistas nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal. O levantamento é realizado anualmente, desde 2006, pelo Ministério da Saúde. Os dados são coletados e analisados por meio de uma parceria com o Núcleo de Pesquisa em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (USP).

(Agência Saúde)