Blog do Eliomar

Categorias para Futebol

Confirmado. Clássico-Rei decisivo terá árbitro de vídeo

A Comissão de Arbitragem da CBF, após consulta à FIFA, liberou o uso do árbitro de vídeo para o duelo final do Campeonato Cearense, entre Ceará e Fortaleza. O clássico-rei ocorrerá às 16 horas do próximo domingo, na Arena Castelão, e promete casa cheia. Os custos do VAR serão divididos entre as duas equipes e a própria FCF.

Nesta quinta-feira, 18, as câmeras serão instaladas no Castelão e um teste será feito e encaminhado à FIFA para aprovação. Depois, os clubes vão receber palestras de como funciona o uso da tecnologia e em que situações o VAR atua. Os equipamentos vão ficar fixos no estádio e possivelmente a sala do árbitro de vídeo também. Isso porque, além do Brasileirão, clubes e Federação acordaram em utilizar a mesma empresa pelos próximos três anos.

O valor de toda a aparelhagem fica em torno de R$ 36 mil (sem contar os quatro árbitros que trabalham na sala do VAR), mas como será a primeira vez de uso, haverá um custo de instalação ainda indefinido. A CA/FCF informou que ainda aguarda o orçamento.

(Também com O POVO/Foto – CBF)

Fortaleza fará mais quatro contratações antes de estrear no Brasileirão, avisa gerente de futebol

934 20

O Fortaleza ainda fará mais contratações de olho no Campeonato Brasileiro, Série A.

A informação foi dada, nesta terça-feira, ao Blog, pelo gerente de futebol do clube, Sérgio Papellin. “É a grande base, mas vamos trabalhar para reforçar a equipe e deve ter novidade até a próxima semana”, adiantou o dirigente.

Segundo Papellin, por recomendação do técnico Rogério Ceni, o clube deverá contratar mais um zagueiro, que atue pelo lado esquerdo, mais um volante, mais um meia, mas, no foco, “umas quatro peças para o time ficar forte”, completou ele, antes de seguir para o Recife. Ali, informou, terá uma agenda de compromisso particular.

Sobre a chance do Fortaleza conquistar domingo que vem, na Arena Castelão, mais um título cearense, pois derrotou o alvinegro – 2X0, e conquistou a vantagem de poder perder até por 1×0 para sagrar-se campeão, Sergio Papellin recomendou cautela.

“Falta muita coisa ainda. O Ceará é um adversário muito difícil. Temos dois passos pra frente na humildade para poder garantir o título. Faltam 90 minutos e já vimos esse filminho de épocas em que o adversário conseguia reverter. É trabalhar com muita humildade e respeitar o Ceará”, reforçou Papelllin.

(Foto – Paulo MOska)

José Maria Marin é banido do futebol e pagará multa de R$ 3,2 milhões

O Comitê de Ética da Federação Internacional de Futebol (Fifa) considerou o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, culpado por recebimento de propina.

Com isso, ele foi banido de qualquer atividade relacionada ao futebol pelo resto de sua vida. Marin está preso nos Estados Unidos desde 2017.

A Fifa também impôs uma multa de 1 milhão de francos suíços (cerca de R$ 3,2 milhões). Segundo a Fifa, Marin, ex-governador de São Paulo de 1982 a 1983, foi notificado hoje (15), data a partir da qual começam a valer as sanções.

Segundo a federação, Marin se envolveu em diversos esquemas de pagamento de propina de 2012 a 2015, em relação a contratos com empresas de mídia e marketing de direitos de transmissão de eventos esportivos da CBF, da Confederação Sul-Americana (Conmebol) e da Confederação das Américas Central, do Norte e Caribe (Concacaf).

Outro ex-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, já tinha recebido as mesmas punições em abril de 2018, pelas mesmas irregularidades.

(Agência Brasil)

Futebol de amputados do Ceará poderá ser rebaixado, diante da falta de apoio

Terceiro colocado no Campeonato Brasileiro da Série A, o futebol de amputados do Ceará poderá ser rebaixado esta semana para a Série B, caso não dispute a Copa do Brasil, em São Paulo, de quinta-feira (18) a domingo (21), conforme prevê o regulamento da associação nacional.

Além das dificuldades enfrentadas em campo e também no dia a dia, diante de deslocamentos aos locais de treino e recursos para custear as atividades esportivas, os atletas agora se deparam com a absurda falta de apoio da iniciativa privada e do poder público em um projeto de reinclusão social.

Com apenas quatro anos de atividade, o futebol de amputados do Ceará já conta com um título da Copa Nordeste, um terceiro lugar no campeonato brasileiro, além de três atletas convocados para a seleção nacional.

DETALHE – Contato para apoio pode ser feito pelo número 98218 8890, volante Nael, um dos convocados para a seleção brasileira.

(Foto: Divulgação)

2 a 0 – Fortaleza vence clássico e reverte vantagem na disputa pelo título estadual

107 1

Com dois gols de Edinho, um em cada etapa de partida, o Fortaleza derrotou o Ceará, na tarde deste domingo (14), no Castelão, por 2 a 0, e reverteu a vantagem na disputa pelo título do Campeonato Estadual, que terá o último jogo no domingo (21), no mesmo estádio.

Com o resultado, o Fortaleza poderá perder por até 1 a 0, que mesmo assim será o campeão estadual de 2019. Para assegurar o tricampeonato, o Ceará terá que vencer por dois gols de diferença.

Apesar da vitória do Leão, o clássico foi marcado pela igualdade de oportunidades, mas o ataque do Vozão não conseguiu aproveitar as oportunidades.

(Foto: Reprodução)

Pelé passa por procedimento médico para retirada de cálculo renal

O ex-jogador Pelé, de 78 anos, passou por procedimento para retirada de cálculo renal, neste sábado (13), segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein, na capital paulista, onde está internado desde terça-feira (9) após chegar de Paris. O procedimento foi bem sucedido e ele já está no quarto, em bom estado geral sob o ponto de vista clínico, segundo os médicos.

O ex-jogador havia sido hospitalizado na capital francesa na terça-feira da semana passada (3), quando foi levado ao Hospital Americano de Paris com febre alta. Já no Brasil, no mesmo dia em que Pelé deu entrada no Albert Einstein, o hospital divulgou boletim informando que ele teve uma infecção urinária causada por cálculos no ureter.

(Agência Brasil)

Bebida nos estádios e a raiz do problema

123 2

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (13), pelo jornalista Érico Firmo:

O grande debate do momento na Assembleia Legislativa tem sido sobre a liberação de bebida nos estádios. Há forte mobilização contra. A volta da venda de bebida dentro dos estádios não é como se fosse uma questão imprescindível ao interesse público. A proibição não é algo que tenha afetado a vida das pessoas de modo incontornável. Porém, o que me parece é que alguns equívocos fundamentaram e seguem a justificar a proibição. Essencialmente, passa pelo desconhecimento da natureza da violência das torcidas.

Elementos para debate:

1)Proibição existe desde 2003, quando entrou em vigor o Estatuto do Torcedor. Antes, a violência já não era problema dentro de estádios. A situação foi controlada desde os anos 90. O problema era fora. Ainda é. Regiões da cidade, terminais de ônibus viram praças de guerra. Confusões, muitas vezes, bem longe dos locais de jogo. Com gente que nem ao estádio vai. Hoje, com popularização do pay-per-view, tem gente vendo jogo em toda bodega. O problema está potencialmente em toda parte. A proibição dentro dos estádios tapa o sol com peneira.

2) Bebida pode ser impulsionadora da violência, isso não discuto. Mas, a maior parte das brigas de torcida não é de gente embriagada que passa a fazer confusão. Há segmentos de torcidas que têm relação com grupos criminosos. Praticam crimes diversos, um dos quais a violência física. Entender qual é a natureza dessa violência é fundamental para combatê-la de forma eficaz. Proibir venda de bebida não ataca a raiz. Fica na periferia da questão.

3) Por isso mesmo, proibir bebida em estádios não acabou com a violência ligada a futebol. Como disse, do lado de dentro, não é problema desde os anos 90. Fora, desde 2003, foram 24 pessoas assassinadas em brigas entre torcedores no Ceará. O número de feridos, inclusive a balas, é exponencialmente maior. Houve picos. Só em 2012, nove pessoas morreram em confrontos entre torcidas na Capital. Nove assassinatos. Um descalabro. Tudo isso sem venda de bebida em estádio Por que houve tal surto em um ano específico? A questão é conjuntural das relações e tensões entre grupos criminosos vinculados a torcidas. Não foi por mais ou menos bebidas. Aliás, a maior parte são crimes com arma de fogo. Não são cometidos por alguém pacífico que bebeu e se excedeu. Em regra, trata-se de criminosos contumazes.

4) As pessoas vão aos jogos tendo bebido. Algumas completamente embriagadas. Bebem antes. Alguns passam o dia bebendo até a partida. Bebem no entorno dos estádios. Bebem ao sair. E, quem frequenta sabe, também se consome álcool dentro dos estádios. Apesar da vigilância, entra bebida, sim. Comercializa-se bebida – a preços inflacionados por ser ilegal. No lugar da cerveja, complicada de ser mantida gelada numa venda clandestina, mais comum é a comercialização de cachaça – com teor alcoólico muito maior. A propósito, não só álcool, como outras drogas são consumidas nos estádios. A peneira de tapar o sol tem rombos.

5) Em 2013 e 2014, durante a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, houve liberação da venda de bebidas. Alguém pode apontar que era outro contexto, outro perfil de torcedor. Discurso que flerta com a demofobia – aversão a povo. Insinua que o problema não é beber em estádio, mas pobre beber em estádio.

6) Em outros estados e países, há experiências que vale conhecer. No Maracanã, por exemplo, é vendida bebida. Porém, o valor é tão elevado que dificilmente alguém se embriagaria dentro do estádio. As pessoas bebem muito mais do lado de fora. No Mineirão, há venda até o intervalo do jogo – a ideia é que as pessoas não bebam demais, nem estejam sob efeito ao irem embora. O modelo é inspirado na Inglaterra. Na Itália, a restrição é feita por teor alcoólico – máximo de 5%. Estados Unidos e Alemanha têm postura mais liberal e não apenas permitem a comercialização como os clubes fecham gigantescos contratos. Na Espanha, há venda apenas em camarotes, não para o povão – a velha demofobia.

Como disse antes, vender ou não vender é questão secundária. As pessoas podem passar duas horas sem beber e não vão morrer por isso. Porém, a proibição ou liberação não é uma grande ação contra a violência relacionada ao esporte. O problema é as pessoas acreditarem que o álcool é o principal fator de violência e que a proibição enfrenta a questão. Coisa nenhuma.

Presidente do Ceará agora comanda agência de publicidade

Da Coluna Layout, da jornalista Joelma Leal, no O POVO desta sexta-feira, o tópico “Nove Dois no Mercado”:

Além de presidir o Ceará Sporting Club, o Conselho Regional de Contabilidade do Ceará (CRC-CE) e a empresa Controller, Robinson de Castro está à frente, também, da recém-criada agência Nove Dois, juntamente com Christian Alekson, que integrava o marketing esportivo do clube alvinegro.

Um dos integrantes da equipe é o publicitário Carlos Lima (ex- Bando, Max e Bolero), que assume o setor de novos negócios e atendimento da agência.

Além da Controller e do Play Sport Bar (ambos do Robinson), estão na carteira clientes como Volt Locações, Rede Nacional de Contabilidade, Salty Pescados, Vixe Maria Pão de Queijo, Empire State Pizza e VP Eventos e Consultoria. Site www.agencianovedois.com

(Foto – Paul MOska)

Ceará vence Floresta e faz a final do Estadual com o Fortaleza

O Ceará não encontrou dificuldades para derrotar o Floresta, na noite desta quarta-feira (10), no Castelão, por 3 a 0, e garantiu vaga para a final do Campeonato Estadual. Leandro Carvalho, duas vezes, e Ricardo Bueno marcaram os gols.

A final será disputada entre Ceará e Fortaleza, com a vantagem do Vozão, diante da melhor campanha no campeonato. O primeiro jogo acontece no domingo (14), no Castelão. No mesmo estádio, a segunda partida será disputada no dia 21.

(Foto: Reprodução)

Assembleia Legislativa lança enquete sobre venda de bebida alcoólica nos estádios

132 1

O presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto (PDT), prometeu e lançou enquete para o cidadão opinar sobre o projeto da venda de bebida alcoólica nos estádios. A enquete já pode ser encontrada na página do portal da Casa e deverá municiar os deputados.

Para participar, o internauta deve responder à pergunta: “O projeto de lei 85/2019 propõe liberar e disciplinar o comércio e o consumo de bebidas de até 10% de teor alcoólico em estádios e arenas desportivas no estado do Ceará. Qual sua opinião sobre a matéria?”. Há três opções de resposta: “A favor”, “Contra” ou “Não sei”. Em seguida, abrirá uma janela para o cidadão preencher um cadastro com os campos obrigatórios: nome, número de CPF válido, data de nascimento, cidade e estado. Somente assim o voto será validado.

O projeto, que gera muita polêmica, é de autoria do atual primeiro-secretário do legislativo e ex-presidente do Ceará Sporting Club, Evandro Leitão (PDT).

(Foto – ALCE)

4 a 0 – Fortaleza goleia Vitória e ganha moral na disputa por título inédito na Copa do Nordeste

132 1

Com dois gols de Junior Santos, um de Edinho e outro de Dodô, o Fortaleza goleou o Vitória da Bahia, na noite desta segunda-feira (8), por 4 a 0, no Castelão, e assegurou presença nas semifinais da Copa do Nordeste, que contam ainda com Santa Cruz, Náutico e Botafogo da Paraíba.

Dos quatro semifinalistas, somente o Santa Cruz já comemorou o título da competição, em 2016, na final contra o Campinense. Fortaleza e Náutico somente chegaram à terceira colocação, enquanto o Botafogo conta com um quarto lugar.

(Foto: Reprodução)

Copa do Nordeste – Santa Cruz faz gol nos acréscimos e conquista vaga nos pênaltis

111 1

Com um jogador a menos e na desvantagem do placar até três minutos após o tempo regulamentar do segundo tempo, o Santa Cruz conquistou a vaga para as semifinais da Copa do Nordeste, na noite desse sábado (6), no estádio do Arruda, em Recife, ao empatar a partida contra o CRB, nos últimos segundos de jogo, e venceu nas cobranças de pênaltis.

O Santa Cruz sofreu o gol aos 37 minutos do segundo tempo, com William Barbio, e empatou aos 48 minutos, com William Alves. Aos 22 minutos da segunda etapa, o time pernambucano havia perdido o lateral Marcos, após o segundo cartão amarelo.

Neste domingo (7), o Botafogo da Paraíba recebe o CSA, em João pessoa. Nesta segunda-feira (8), Fortaleza e Vitória decidem a última vaga para as semifinais, a partir das 21h30min, no Castelão.

(Foto: Reprodução)

Copa do Nordeste – Ceará é tchutchuca no segundo tempo e perde vaga às semifinais

168 5

Tigrão no primeiro tempo, tchutchuca na segunda etapa, o Ceará perdeu a chance de chegar às semifinais da Copa do Nordeste, na noite deste sábado (6), no Castelão, ao ser derrotado pelo Náutico, por 2 a 0.

Equipe com melhor campanha na competição, o Vozão começou o primeiro tempo arrasador, com mais de 35 mil torcedores segurando por duas vezes o grito de gol, antes mesmo dos 10 minutos de partida.

Logo aos 4 minutos, Wescley desceu livre e chutou em cima do goleiro Bruno. Dois minutos depois, João Lucas botou uma bola na trave.

Na segunda etapa, o Ceará voltou a campo irreconhecível. Mesmo fora de casa, o Náutico buscou a vitória. Aos 19 minutos, bola na trave. Aos 25 minutos, cabeceio rente ao gol. Aos 30 minutos, gol contra de Valdo. Aos 44 minutos, Tiago fechou o placar, ao descer livre pela direita e chutar rasteiro.

(Foto: Reprodução)

Copa do Brasil – Vozão dá show em Itaquera, vence Corinthians, mas é eliminado

O Ceará chegou bem próximo de fazer história em Itaquera, ao derrotar o Corinthians, na noite desta quarta-feira (3), pela Copa do Brasil, por 1 a 0, mas acabou eliminado pelo Timão, que venceu a partida no Castelão, na primeiro confronto, por 3 a 1. Roger, aos 42 minutos do segundo tempo, marcou o gol da vitória do Vozão, que encerrou a série de 13 jogos de invencibilidade do Corinthians, diante de quase 40 mil torcedores.

Precisando da vitória por dois gols, o Ceará encarou o Corinthians por igual e teve as melhores chances de gol. O Vozão pressionou mais, após a expulsão do goleiro Cássio, que teve que pegar a bola com a mão, fora da área, após um mau recuo da zaga.

(Foto: Reprodução)

Fortaleza é o primeiro finalista do Estadual 2019

119 1

O Fortaleza voltou a vencer o Guarany de Sobral, pelas semifinais do Campeonato Estadual de Futebol, na noite desta quarta-feira (3), por 1 a 0, no Castelão, e assegurou participação na decisão pelo título da temporada. Osvaldo, aos 39 minutos do primeiro tempo, marcou o único gol da partida. No jogo de ida, o Leão derrotou o Guarany, no Junco, em Sobral, pelo mesmo placar.

O Fortaleza agora aguarda o resultado da partida entre Ceará e Floresta, na próxima quarta-feira (10), no Castelão. Na primeira partida, as duas equipes empataram em 2 a 2, no estádio Domingão, em Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza.

(Foto: Reprodução)

Pelé é internado em hospital da França

A rádio “RMC Sports”, da França, divulgou, nesta quarta-feira, que o ex-jogador Pelé deu entrada ontem em um hospital de Paris, após sentir febre. O estado de saúde não é grave e a medida foi apenas por precaução.

Pelé, horas antes, havia se encontrado com o atacante franc~es Mbappé, o que foi promovido por um patrocinador. Esse compromisso deveria ter ocorrido em 2018, mas foi adiado por conta dos problemas de saúde do Rei do futebol.

Pelé está com 78 anos e, nos dois últimos anos, passou por três cirurgias: duas no quadril e uma na coluna.

(Foto – Reprodução de TV)

Presidente do Ceará Sporting Club defende venda de bebida alcoólica nos estádios

111 1

Com o título “Álcool nos estádios não aumenta violência”, eis artigo de Robinson de Castro, presidente do Ceará Sporting Club. “A lei segue uma tendência nacional. Onze estados brasileiros já regulamentaram a venda. A verdade é que a proibição afasta parte dos torcedores – em Santa Catarina, entre 30% e 35% deixaram de ir aos estádios por conta da proibição”, diz o texto. Confira:

Nas últimas semanas, o projeto de lei, proposto pelo deputado estadual Evandro Leitão, que regulamenta o consumo e a comercialização de bebidas alcoólicas nas arenas esportivas tem gerado debate na Assembleia Legislativa, na imprensa cearense e na sociedade de uma forma geral. A proposta prevê que o teor alcoólico das bebidas vendidas não pode ser superior a 10%. A bebida deverá ser entregue em copos de plástico, assim como foi na Copa das Confederações e no Mundial. Cada torcedor vai poder comprar apenas duas unidades por vez, apresentando documento que comprove maioridade. Desrespeitou a lei? Punição! Caso haja irregularidade, o torcedor poderá ser expulso. Em caso de infração, comerciantes podem ter o contrato de venda rescindido.

A lei segue uma tendência nacional. Onze estados brasileiros já regulamentaram a venda. A verdade é que a proibição afasta parte dos torcedores – em Santa Catarina, entre 30% e 35% deixaram de ir aos estádios por conta da proibição.

Estudo do Grupo de Pesquisa em Sistemas de Informação e Decisão da UFPE, publicado em 2017 na revista inglesa International Journal of Law, Crime and Justice apontou aumento das ocorrências violentas no período em que a comercialização de bebidas foi proibida nos estádios pernambucanos. Entre 2005 e 2009, quando a venda era permitida, a média de ocorrências era de 2,99 casos por partida. O número subiu para 4,42 entre 2009 e 2015, período de proibição. Conclusão: a violência estava mais relacionada a determinantes ambientais (público, por exemplo) e contextuais (competitividade e fase do torneio) do que ao consumo de álcool. Pernambuco já derrubou a proibição.

Regulamentar é uma forma de controlar a venda e a ingestão de bebidas nesses locais. A consequência disto é uma maior segurança nesses locais, onde já é possível consumir bebidas alcoólicas durante outros eventos. Não há nenhuma explicação plausível para excluir o futebol, como acontece atualmente. Portanto, toda a comunidade desportiva deve apoiar a lei para que os estádios se tornem espaços cada vez mais seguros para momentos de lazer com familiares e amigos.

*Robinson de Castro 

Presidente do Ceará Sporting Club.

(Foto – Arquivo)

O gol contra do futebol cearense

144 2

Com o título “O gol contra do futebol cearense”, eis artigo de Marcos Sobreira, deputado estadual pelo PDT. Ele bate duro no projeto que quer liberar a venda de bebida alcoólica nos estádios. Confira:

A Assembleia Legislativa do Ceará está prestes a aprovar o projeto de lei que prevê a comercialização de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol do Estado. Eu, como parlamentar e, principalmente, como cidadão cearense apaixonado pelo futebol, não posso deixar de me manifestar contra o assunto.

Com a aprovação do projeto, o Estado pode se colocar num duplo entrave: o aumento da violência nas arenas e a clara inconstitucionalidade da matéria.

O PL, que está pronto para ser votado em plenário, especifica que a venda de bebida alcoólica será liberada duas horas antes de começar a partida e se encerra 15 minutos antes do término. São quase 4 horas de consumo dentro do estádio. Não acredito que após cerca de 240 minutos de ingestão de álcool, é possível dizer que alguém tem a plena consciência do que está fazendo ou de que possa controlar como vai agir.

O Brasil já liderou o ranking de violência nos estádios. De 2003 a 2015 foram 53 mortes nas arenas esportivas. Em Pernambuco, no ano de 2005, quando a venda era permitida dentro dos estádios, 1.643 ocorrências foram registradas. Já em 2010, com a proibição, o número caiu para 112 casos violentos. O cenário mais atual mostra que o antigo número elevado de ocorrências pode ser reflexo do consumo exagerado de álcool.

Além de possibilitar o aumento da violência, o projeto de lei cearense vai de encontro ao que foi legislado pela União, o que torna a matéria inconstitucional. O Estatuto do Torcedor diz, no seu artigo 13º, que são condições de acesso e permanência no estádio que o cidadão não esteja portando bebidas ou substâncias proibidas que possam gerar ou possibilitar a violência.

Os estados que já permitiram a venda de bebidas alcoólicas estão passíveis de ADIn (Ação Direta de Inconstitucionalidade) e estão sendo questionados pelo Ministério Público por infringirem uma lei federal.

Bebida alcoólica e estádio de futebol não jogam juntos. E a alegria de poder assistir a uma partida de futebol com paz e tranquilidade não combina com o que a Assembleia Legislativa cearense quer aprovar.

*Marcos Sobreira,

Deputado estadual pelo PDT.

(Foto – Arquivo)

Editorial do O POVO – “Venda de bebidas nos estádios: insensatez”

Com o título “Venda de bebidas nos estádios: insensatez”, eis o Editorial do O POVO desta terça-feira. “A iniciativa da liberação do álcool nos estádios satisfaria muito mais ao pequeno segmento que lucraria com a venda das bebidas, do que ao interesse coletivo”, diz o testo. Confira:

Ganha corpo na Assembleia Legislativa, para espanto da opinião pública, um projeto de lei que libera a venda de bebidas alcoólicas nos estádios do Ceará. Trata-se do PL 85/2019, do deputado Evandro Leitão (PDT). Apesar de especialistas apontarem a sua inconstitucionalidade, desde que foi criado o Estatuto do Torcedor e existir uma legislação municipal reforçando essa providência, imaginava-se que o processo de consolidação da lei não sofresse possibilidade de retrocesso. Ledo engano: a ideia de retroagir (e não apenas nesse campo) parece envenenar os brasileiros. E o Ceará dá mostras de querer render-se a essa desdita, pelo menos nesse item.

Desde que o Estatuto de Defesa do Torcedor (Lei federal nº 10.671/2013), em seu Artigo 13-A, II, proibiu que o torcedor ingressasse nos estádios portando bebidas ou substâncias suscetíveis de gerar ou possibilitar a prática de atos de violência, e a lei municipal de nº 9.477, aprovada em 2009, interditou, em dias de jogos, igualmente, o consumo e a comercialização de bebidas alcoólicas, em um raio de 100 metros dos estádios, os órgãos controladores vinham constatando um decréscimo (não a extirpação) de brigas entre indivíduos e torcidas nos estádios e cercanias. Foi difícil fazer essa contenção e livrar um pouco os torcedores desse condicionamento. Ou seja, já ia se consolidando uma cultura de aceitação dessa privação pontual, não por motivos morais, mas para neutralizar qualquer potencial de excesso de paixões, num ambiente já propenso a altercações.

Evidentemente, desde a promulgação do Estatuto do Torcedor, o clima de acirramento, na sociedade, generalizou-se, mas, por outros motivos e com resultados muito mais preocupantes. As crispações estão tão aguçadas que a mínima faísca numa dada relação coletiva pode provocar explosões de ódio. Por que abrir mais oportunidades para isso? Até a circunspecta Inglaterra teve, anos atrás, de conter a violência selvática dos hooligans, os torcedores fanáticos que levavam terror aos estádios. Os frutos da violência traziam um custo social incontornável. O que dirá num país como o nosso, de parcos recursos públicos para os serviços básicos normais, sobretudo na rede de saúde, onde sempre deságuam os frutos da violência?

A iniciativa da liberação do álcool nos estádios satisfaria muito mais ao pequeno segmento que lucraria com a venda das bebidas, do que ao interesse coletivo. Os estádios precisam cada vez mais gerar segurança e tranquilidade aos seus frequentadores, inclusive às famílias. É hora de ponderar junto àqueles representantes do povo que revelam uma sofreguidão inusual para aprovar a matéria. Por acaso discutiram essa questão com a sociedade? Não há justificativa para tanta pressa. Medo do debate?

(Editorial do O POVO/Foto – Arquivo)

CBF divulga tabela das quartas de final da Copa do Nordeste

A CBF definiu, nesta segunda-feira, 1º, as datas e horários dos jogos das quartas de final da Copa do Nordeste. O Ceará receberá o Náutico sábado, 6, enquanto o Fortaleza encara o Vitória segunda-feira à noite, ambos no Castelão.

O jogo do Vovô está marcado para às 18h30min, enquanto o do Leão acontecerá às 21h30min. Ambos terão transmissão da TV fechada (Fox Sports) e via streaming (Live FC).

As quartas de final da Copa do Nordeste são disputadas em partida única e se o jogo terminar empatado a decisão vai para os pênaltis.

Demais jogos

No sábado haverá outro duelo. No Arruda, o Santa Cruz recebe o CRB, às 20 horas. Já no domingo haverá partida isolada, entre Botafogo-PB e CSA, no Almeidão, às 18 horas.

Confrontos

Ceará x Náutico – sábado (6), 18h30min, Castelão

Santa Cruz x CRB – sábado (6), 20 horas, Arruda

Botafogo-PB x CSA – domingo (7), 18 horas, Almeidão

Fortaleza x Vitória – segunda-feira (8), 21h30min, Castelão

(O POVO Online / Repórter: Brenno Rebouças)