Blog do Eliomar

Categorias para História

Bárbara de Alencar para adolescentes

Com o título “Bárbara de Alencar vive!”, eis artigo do pesquisador e poeta Gilmar Chaves. Ele conta como elaborou livro sobre essa personagem, só que buscando agora o públcio adolescente. Confira:

A história de vida de Bárbara de Alencar é muito cativante pelos traços universais do feminino bravio que carrega, por sua paixão pela política e por sua gesta heróica.

No início do ano 2000, me debrucei sobre os fatos para construir uma narrativa histórica adornada pelas vergas da oralidade e das lendas, e de um laborioso trabalho bibliográfico, extraindo desses marcos da pesquisa, episódios inusitados.

Nascida no século 18 (11/02/1760), Bárbara de Alencar, ou dona Bárbara do Crato, como assim se tornou conhecida, me embrenhou nas trilhas do nosso processo colonizatório, conduzindo-me pela mão à tentativa de desvendar sua ancestralidade em terras brasileiras e portuguesas, conviver com sua família, ouvir sua fala, cavalgar as margens dos rios e sentir a dor que ela, três de seus filhos, um irmão, um dos cunhados, e muitos outros que aderiram a construção do ideário republicano, sofreram em cárceres imperiais do Ceará, de Pernambuco e da Bahia.

Parte dessa travessia histórica está impressa no livro A Invenção de Bárbara de Alencar, que escrevi para adolescentes. Mais de dezessete mil exemplares já foram distribuídos em Escolas Públicas urbanas e rurais, e Assentamentos, realizando assim em torno de trezentas palestras, Bárbara de Alencar e a construção do sentimento de cidadania.

Ainda este ano, faremos mais 52 palestras, contempladas pelo X Edital Mecenas do Ceará, da Secult, e será publicada a narrativa para o público adulto, sobre a qual me debrucei durante longos quinze anos.

A importância única dessa mulher de vanguarda, profética no fundo do seu ser, é, portanto, um exemplo para os tempos atuais.

*Gylmar Chaves,

gilmarchaves@hotmail.com

Pesquisador, escritor e poeta.

ACI abre exposição “Casa do Jornalista” no CCBNB

A Associação Cearense de Imprensa (CI) vai abrir, às 19 horas desta quarta-feira, no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB), a exposição “Casa do jornalista: fragmentos de uma imprensa citadina”. As visitações são gratuitas e prosseguirão até 30 de junho.

Com curadoria do jornalista e historiador Nilton Melo Almeida e da crítica de arte Jacqueline Medeiros, a exposição mostra extratos do acervo da ACI – hoje com 92 anos, fazendo conexões com fases da história da imprensa cearense e brasileira e com outros acervos e arquivos particulares.

A mostra será composta, por exemplo, por objetos, fotografias e fichas de filiação à Instituição como elementos iconográficos que apresentam redatores, repórteres, editores, locutores, colaboradores, linotipistas, revisores, impressores, gazeteiros, locutores e fotógrafos, que trabalharam ou ainda exercem atividade na imprensa cearense. Há registros de simples trabalhadores assalariados a intelectuais, religiosos, jornalistas de renome na cidade e a personalidades do mundo oficial.

(Foto – Arquivo)

Hospital de Messejana inaugura museu em comemoração aos seus 85 anos de atividades

761 1

Será inaugurado, às 11 horas desta sexta-feira (5), o Museu Otávio Lobo (MOL). O ato integra a programação que comemora os 85 anos do Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes.

O museu conta a história do antigo Sanatório de Messejana e homenageia seu grande idealizador, o médico Carlos Alberto Studart.

Fundado em 1933 para tratar pacientes com tuberculose, ao longo dos anos o Hospital de Messejana tornou-se referência nacional nas áreas da cardiologia e pneumologia, oferecendo aos pacientes do SUS tratamentos de ponta e procedimentos de alta complexidade.

(Foto – Divulgação)