Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

Maduro desafia Trump para um debate em Caracas ou Washington

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, desafiou, nessa segunda-feira (19), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a estabelecer um diálogo em Caracas ou Washington e pediu que ele mude “sua agenda de pressão” contra a chamada revolução bolivariana. A informação é da Agência EFE.

“(Trump) fez campanha promovendo a não intromissão nos assuntos internos de outros países. Chegou o momento de cumprir isso e mudar a agenda de agressão por uma de diálogo. Diálogo em Caracas ou Washington? Diga hora e lugar e aí estarei”, escreveu o presidente venezuelano no Twitter, onde marcou o perfil de Trump.

Os Estados Unidos, que qualificam Maduro como “ditador”, aprovaram nos últimos meses sanções econômicas contra altos funcionários do chavismo e contra a companhia petrolífera estatal PDVSA.

A União Europeia aprovou, no último mês de janeiro, sanções contra sete funcionários do governo de Maduro, além do embargo de armas e veto a material que possa ser utilizado para a “repressão interna” na Venezuela.

O governo venezuelano denunciou que todas essas ações obedecem a um plano de pressão de Washington para remover Maduro do poder.

O presidente venezuelano planeja viajar em abril à Cúpula das Américas, onde se veria pela primeira vez frente a frente com Trump, mas o governo do Peru, anfitrião da reunião, disse que não permitirá a entrada de Maduro no país, por considerar que menosprezou a democracia em seu país.

(Agência Brasil/Foto – Marco Bello-Reuters)

Peru retira convite, mas Maduro diz que vai à Cúpula das Américas

O governo do Peru retirou o convite enviado ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para que compareça à 8ª Cúpula das Américas, que será realizada em Lima, nos dias 13 e 14 de abril, segundo a carta que formalizou essa decisão, divulgada na quinta-feira pela imprensa local.

A carta foi assinada pela ministra das Relações Exteriores peruana, Cayetana Aljovín, e enviada na última terça-feira ao ministro do Poder Popular para Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, segundo a cópia do documento.

Cayetana informou a Arreaza que por ordem do presidente peruano Pedro Pablo Kuczynski, foi decidida a retirada do convite ao governo de Maduro “de acordo com as disposições da Declaração de Quebec adotada na III Cúpula das Américas em 2001”.

“Que a letra diz: qualquer alteração ou ruptura inconstitucional de ordem democrática em um Estado do Hemisfério constitui um obstáculo insuperável para a participação do Governo do dito Estado no processo da Cúpula das Américas”, argumenta a carta.

A ministra anunciou na última terça, durante uma reunião do Grupo de Lima, que a presença de Maduro na Cúpula “não será bem-vinda” pelo Peru, uma declaração que foi apoiada pelos países presentes na reunião.

O Grupo de Lima foi criado com a Argentina, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru, diante da impossibilidade de aprovar resoluções sobre a Venezuela na Organização dos Estados Americanos (OEA) pelo bloqueio dos países caribenhos.

Após essa decisão, Maduro disse que chegará a Lima mesmo que “chova, troveje ou relampeie”, motivando a resposta da primeira-ministra peruana, Mercedes Aráoz, onde ela afirmou que o presidente venezuelano “Não pode entrar nem no território nem no céu peruano. Ele não pode entrar (no Peru) porque não está sendo bem-vindo”.

Mercedes Aráoz afirmou que o governo peruano retirou em novembro o convite feito ao governante venezuelano para comparecer à reunião, por ter rompido o diálogo com a oposição e ter convocado de maneira antecipada eleições presidenciais no seu país, marcadas para o dia 22 de abril.

(Agência Brasil/Foto – Marco Bello, da Reuters)

Tiroteio na Flórida tem 17 mortes confirmadas

O governo da Flórida confirmou 17 mortes devido a um tiroteio em Stoneman Douglas High School, em Parkland – uma escola de ensino médio na Florida. A polícia divulgou a identidade do suspeito, o ex-aluno da escola Nikolaus Cruz, de 19 anos, que está sob custódia policial. Ele havia sido expulso da escola por razões não reveladas até o momento.

Além das vítimas confirmadas, as autoridades afirmaram que há outros jovens feridos em hospitais, alguns em estado grave. O FBI e a polícia estão investigando quais foram as motivações para o ataque.

Em uma entrevista coletiva transmitida pelas redes de TV americanas, a polícia da Flórida disse que o jovem tinha um rifle R-15.

No Twitter, o presidente Donald Trump enviou condolências às famílias que perderam entes queridos. “Minhas orações e condolências aos familiares das vítimas do terrível tiroteio na Flórida. Nenhuma criança e professor nunca deveriam se se sentir inseguros em escolas americanas”, escreveu em sua conta.

O tiroteio foi informado à polícia por volta de 15h no horário local (18h no horário brasileiro de verão).

A escola tem cerca de 3 mil alunos de várias nacionalidades. O consulado brasileiro em Miami informou que há alunos brasileiros na escola, mas nenhum entre os feridos e vítimas.

(Agência Brasil)

Banco Mundial libera US$ 510 milhões para o Kuwait

O Banco Mundial (BM) anunciou nesta quarta-feira (14) um acordo com o governo do Iraque para financiar dois projetos que somam US$ 510 milhões, no contexto da conferência de doadores realizada no Kuwait. O acordo foi assinado pelo presidente do BM, Jim Yong Kim, e o primeiro-ministro iraquiano, Haider al Abadi, e servirá para financiar projetos de melhoria das condições de vida, do fornecimento de água e de criação de empregos, segundo um comunicado do organismo multilateral.

O financiamento do Banco Mundial ao Iraque aumenta para US$ 4,7 bilhões, incluindo os novos projetos, um orçamento que supera amplamente os US$ 600 milhões que o organismo fornecia ao país há quatro anos, antes do início da guerra contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

O novo orçamento será usado para ajudar a apoiar a imediata recuperação dos serviços sanitários, para a reconstrução de estradas e pontes e a reabilitação de sistemas de fornecimento de água e eletricidade, entre outros projetos.

Na conferência de doadores, que termina hoje no Kuwait, por enquanto foram realizados poucos anúncios de contribuições para atender ao plano de investimentos anunciado pelo Iraque para os próximos cinco anos, que chega ao valor de US$ 88,2 bilhões.

O Kuwait, país anfitrião da conferência, ofereceu US$ 1 bilhão em investimentos e outro US$ 1 bilhão em financiamento.

A União Europeia se comprometeu a fornecer outros 400 milhões de euros (US$ 495 milhões) para ajudar o Iraque depois dos três anos de guerra contra o EI, segundo anunciou no Kuwait a alta representante para a Política Externa do bloco europeu, Federica Mogherini.

As Organizações não governamentais (ONGs) que participaram nestes dias em uma conferência paralela anunciaram compromissos totais de US$ 310 milhões em projetos humanitários no Iraque.

(Agência Brasil)

Maduro não será bem-vindo à Cúpula das Américas, avisa governo peruano

O governo peruano anunciou na noite dessa terça-feira (13) que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não será bem-vindo à próxima Cúpula das Américas, evento que acontecerá em Lima em 13 e 14 de abril.

O rechaço oficial foi primeiramente anunciado pela ministra peruana de Relações Exteriores, Cayetana Aljovín, logo após uma reunião em que os representantes dos países-membros do chamado Grupo de Lima discutiram a situação política na Venezuela e a decisão do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela de antecipar as próximas eleições presidenciais para 22 de abril.

Na sequência, o presidente Pedro Pablo Kuczynski usou sua conta pessoal para reforçar a posição. “Considerando a atual situação na Venezuela, meu governo decidiu que a presença do presidente Maduro na 8ª Cúpula das Américas já não é bem-vinda”, escreveu Kuczynski, acrescentando contar com o respaldo do Grupo de Lima. A Declaração de Quebec, assinada em 2001 na Cúpula da Organização dos Estados Americanos (OEA), reafirma os esforços pela integração regional, também respalda a decisão, segundo o líder peruano.

“Este documento assinala que qualquer alteração ou ruptura inconstitucional da ordem democrática em um Estado [membro] é um obstáculo insuperável para que este participe de qualquer [fase] da Cúpula das Américas”, acrescentou Kuczynski.

(Agência Brasil)

Senado dos EUA aprova orçamento da Era Trump

O Senado dos Estados Unidos (EUA) aprovou, na madrugada desta sexta-feira (9), um projeto de orçamento para os próximos dois anos, faltando agora o sinal verde da Câmara Baixa, que permitiria a reabertura do governo, em fechamento parcial administrativo. O projeto recebeu o apoio de grande parte dos democratas e foi aprovado com 71 votos a favor e 28 contra, informou a agência EFE.

A paralisação do governo, chamada em inglês de shutdown, é a segunda este ano e provoca o fechamento de agências, parques nacionais e de programas mantidos com verbas federais. Tecnicamente, o governo fica sem dinheiro para cumprir seus compromissos. A administração de Donald Trump avisou, por volta de 23h dessa quinta-feira (8), que os órgãos federais deveriam se preparar para a paralisação.

Em janeiro, o governo federal ficou paralisado três dias. Dessa vez, a expectativa, no início da madrugada, era de que a paralisação pudesse ser encerrada no decorrer do dia, mas depois do término da votação no Senado, o projeto ainda precisa ir ao plenário da Casa de Representantes (a Câmara dos Deputados).

A última paralisação começou no dia 20 de janeiro, quando o Congresso não conseguiu aprovar – por falta de acordo – uma lei de gastos de curto prazo. A paralisação terminou três dias depois, com a aprovação de uma lei para o governo voltar às atividades na quinta-feira.

O projeto orçamentário teve aumento de gastos federais de mais de US$ 300 bilhões e isso se soma ao impasse sobre o futuro dos jovens beneficiários do Daca – o programa de ação deferida para imigrantes chegados na Infância. O programa perderá a validade no dia 23 de março se a Lei de Imigração, em análise no Congresso, não incluir uma proteção aos jovens beneficiários, cerca de 800 mil em todo o país.

Na manhã dessa quinta-feira, os líderes estavam otimistas e afirmaram ter chegado a um acordo para votar, mas ao longo da tarde e à noite, críticas ao aumento de gastos, até mesmo de dentro da base republicana, e a Lei da Imigração, mais o controvertido projeto de construção do muro na fronteira com o México e o destino dos jovens imigrantes arrastou a votação e adiou um acordo. O presidente Donald Trump é favorável à manutenção do Daca, mas quer garantidos os recursos para a construção do muro fronteiriço.

(Agência Brasil)

Presidente da França visitará os EUA em abril

O presidente da França, Emmanuel Macron, fará uma viagem oficial aos Estados Unidos no final de abril, em resposta ao convite do seu homólogo americano, Donald Trump, o que lhe transformará no primeiro dirigente europeu a fazer uma visita de Estado ao atual morador da Casa Branca. A informação é da Agência EFE.

A informação foi confirmada à emissora de televisão BFMTV pelo ministro de Relações Exteriores francês, Jean-Yves Le Drian, que não deu uma data exata para a viagem.

Trump convidou Macron a Washington no último mês de janeiro, após ter sido recebido pelo presidente francês em Paris em 14 de julho, Dia da Bastilha.

Após ter assistido ao tradicional desfile militar na Avenida Champs-Élysées, o presidente dos Estados Unidos expressou sua intenção de fazer algo similar em seu país, segundo confirmou na terça-feira passada a Casa Branca.

Macron e Trump mantêm desacordos sobre diversos temas, como a mudança climática, o acordo sobre armas nucleares com o Irã e a decisão de Washington de transferir sua embaixada em Israel para Jerusalém.

(Agência Brasil)

Comunidade Shalom abre quatro novas casas em continentes diferentes

Moisés Azevedo, um dos fundadores do Shalom.

A Comunidade Católica Shalom, uma associação internacional de fiéis de direito pontifício, vai contar com quatro novas missões em continentes diferentes no período de 2018/2019. A informação é da assessoria de imprensa do Shalom, que completou 35 anos de atividades religiosas.

A novidade é a chegada da primeira missão do Shalom na Oceania, mais precisamente na Austrália, junto à Diocese de Broken Bay, ao Norte da Grande Sidney. Também haverá casa na África, mais precisamente na Diocese de Lubango, ao Sul da Angola, continente que já conta com missões em Madagascar, Moçambique e Cabo Verde.

A Diocese do BrooKlyn, em Nova York, nos EUA, também terá presença missionária, bem como o extremo norte da Europa, na Escandinávia, em Estocolmo, capital da Suécia.

No Brasil – Em território brasileiro, as novas comunidades estarão atuando em Imperatriz (MA) e em Juiz de Fora (MG).

Filho mais velho de Fidel Castro se suicida em Cuba

O filho mais velho do ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, Fidel Castro Diaz-Balart, de 68 anos, morreu nesta quinta-feira, em Havana, aparentemente por suicídio, segundo meios de comunicação locais e agências internacionais. Conhecido popularmente como “Fidelito”, o único filho nascido do casamento de Fidel Castro com Mirta Diaz-Balart estava em “depressão profunda” há vários meses. A informação é da agência EFE*.

Físico nuclear, o filho do ex-líder cubano, falecido em novembro de 2016, era assessor científico do Conselho de Estado de Cuba, órgão máximo de governo da ilha, e vice-presidente da Academia de Ciências do país. A informação oficial sobre a sua morte foi divulgada através de uma nota informativa no programa Mesa Redonda, da televisão estatal cubana, e posteriormente reproduzida por outros meios estatais como o site “Cubadebate”.

O primogênito do líder da revolução cubana “atentou contra sua vida na manhã deste dia 1º de fevereiro”, diz a nota oficial, acrescentando que Castro Díaz-Balart era “atendido por um grupo de médicos há vários meses por causa de um estado depressivo profundo”.

“Como parte de seu tratamento, ele inicialmente exigiu um regime de hospitalização e depois continuou com o acompanhamento ambulatório durante sua reincorporação social”, prossegue o comunicado, lembrando que “durante sua atividade profissional, inteiramente dedicada à ciência, obteve relevantes reconhecimentos nacionais e internacionais”.

Os funerais serão organizados “por decisão familiar”, diz a nota. As últimas vezes em que Fidelito foi visto em público foram no funeral de seu pai e na posse americano Peter Agre, prêmio Nobel de Química, como membro da Academia de Ciências de Cuba, em agosto do ano passado, em Havana.

Perfil

Nascido em 1949, em Havana, o primogênito de Fidel Castro foi, entre 1980 e 1992, encarregado da política nuclear de Cuba, além de ser o responsável pela construção inacabada da usina nuclear de Jaragua, em Cienfuegos, que seria a primeira instalação do tipo na ilha.

Após o divórcio dos seus pais em 1954, “Fidelito” viveu até os 10 anos com a sua mãe. Ele começou seus primeiros estudos em Cuba e depois se mudou para a extinta União Soviética, onde fez doutorado em Ciências Físicas Matemáticas pelo Instituto de Energia Atômica I.V. Kurchatov, em Moscou, e em 1974 se graduou com méritos em Física Nuclear pela Universidade Estatal Lomonosov de Moscou

(Agência Brasil)

Unicef alerta: Mais de 378 mil crianças correm risco de morte na Líbia

Mais de 378 mil crianças correm risco de morte e necessitam de ajuda humanitária urgente na Líbia, país afundado no caos e na guerra civil desde que em 2011 a comunidade internacional contribuíu para a queda de Muamar Al Khadafi, advertiu nesta terça-feira (30) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A informação é da Agência EFE.

Em um comunicado enviado à imprensa, o Unicef lembrou que são necessários mais de US$ 20 milhões em ajuda de emergência para que essas crianças não morram ao longo deste ano. “2018 é um ano crucial para a Líbia e especialmente para as crianças líbias”, advertiu a nota, assinada pelo representante especial do Unicef nesta nação norte-africana, Abdel Rahman al Ghandur.

“É por essa razão que o Unicef demanda US$ 20 milhões que servirão para melhorar a nossa resposta e oferecer ajuda de emergência que salve vidas, bem como para empreender projetos a mais longo prazo para as crianças líbias”, acrescentou.

Al Ghandur lembrou que “todas as crianças da Líbia merecem um futuro melhor, independentemente das circunstâncias, nacionalidade, sexo e raça”.

Além dos efeitos devastadores da guerra, o vazio estatal e a briga pelo poder entre o governo sustentado pela Organização das Naçoes Unidas  (ONU) em Trípoli e o dirigido pelo marechal Khalifa Hafter em Tobruk transformaram a Líbia em um paraíso para as máfias que traficam armas, combustível e pessoas.

Segundo dados da própria ONU, 54% das mais de 170 mil pessoas que foram forçadas a se deslocar de forma interna por causa da guerra na Líbia são crianças. Além disso, e como local de passagem final para os imigrantes que se aventuram no mar para chegar à Europa, crianças de outras nacionalidades sofrem abusos, violência e violações dos direitos humanos por parte dos grupos armados.

(Agência Brasil)

Facebook divulga princípios sobre privacidade

O Facebook divulgou, nessa noite de segunda-feira, pela primeira vez, seus princípios sobre a privacidade de dados dos usuários e anunciou uma campanha de esclarecimento sobre a política de privacidade da empresa. A iniciativa propõe explicar como a empresa utiliza os dados coletados de seus usuários e como estes internautas podem controlar as informações disponibilizadas em seus perfis.

O anúncio ocorre logo após o Dia Internacional da Privacidade de Dados, celebrado ontem (28) justamente para aumentar a consciência das pessoas sobre a importância da privacidade e proteção de dados pessoais em ambientes digitais. Instituída em 2006, a data é um chamado para pesquisadores, ativistas, empresas, autoridades e usuários refletirem sobre o tema.

Princípios

Entre os princípios de privacidade do Facebook estão o controle da divulgação de informações pelos usuários; medidas de explicação sobre o uso de dados por meio da Política de Dados e de mensagens informativas; e a preocupação com a proteção de dados no desenvolvimento de soluções tecnológicas.

A empresa também incluiu nas orientações ações de segurança da informação para evitar vazamentos e outros acessos indevidos aos dados mantidos pela plataforma; a escolha pelo usuário do público de suas mensagens, bem como a chance de exclusão dos conteúdos publicados; e a busca pela melhoria constante nos controles de privacidade.

“Reconhecemos que as pessoas usam o Facebook para se conectar, mas nem todos querem compartilhar tudo com todos – incluindo conosco. É importante que você tenha escolhas quando se trata de como seus dados são usados”, disse a diretora de privacidade da companhia, Erin Egan, em nota divulgada hoje.

Informações

Uma das ações anunciadas pela campanha é a simplificação do acesso às informações sobre privacidade dentro da plataforma. Atualmente, ela disponibiliza uma página denominada Noções Básicas de Privacidade e outra chamada Políticas de Dados. A primeira inclui informações sobre a privacidade nos diversos serviços e funcionalidades da rede social, incluindo a ferramenta de controle das configurações. Já a segunda traz explicações acerca de como os dados são coletados, tratados e usados pela empresa.

No comunicado divulgado hoje, Erin Egan informou que a companhia pretende centralizar e simplificar as informações e os sistemas de controle das configurações de privacidade. Mas não deu mais detalhes de quando nem como isso será feito.

Gerenciamento de privacidade

O Facebook apontou como um dos focos da campanha divulgar melhor as ferramentas de controle de privacidade. Elas permitem, por exemplo, definir o público destinatário de uma publicação, se amigos, amigos de amigos ou listas de contatos.

Na administração do perfil, há a funcionalidade de escolher quem pode acessar quais informações. O nome e a foto são sempre públicos. Mas informações como local de trabalho e idade podem ser expostas para determinadas pessoas e não para outras. O mesmo é válido para listas de amigos, comentários, marcações e mensagens na linha do tempo.

Avanço parcial

Na avaliação de Maria Cecília Oliveira Gomes, especialista em regulação de novas tecnologias e monitora do curso de proteção de dados da Universidade Mackenzie, de São Paulo, a divulgação dos princípios de privacidade é um movimento positivo do Facebook de ampliação da transparência sobre suas atividades. Para ela, parte da motivação da empresa está relacionada à adaptação aos princípios da nova legislação europeia, que entrará em vigor neste ano.

“A plataforma está tentando se tornar mais transparente e fazendo ações de educação, mas não acho que são ações suficientes. Não há transparência absoluta em relação ao que é feito com os dados dos usuários. O Facebook inclusive já enfrentou questionamentos sobre a falta de transparência em relação a isso e aos algoritmos que usa”, disse.

Um exemplo de medida de transparência, sugere a especialista, seria deixar mais claras as informações coletadas para a publicidade direcionada. “A própria pessoa que faz anúncio direcionado não tem conhecimento geral de quais dados são coletados. Isso seria algo interessante, até porque neste ano teremos eleições e este recurso será adotado”, complementa Maria Cecília.

Poder excessivo

Para Amanda Yumi Ambriola, especialista em tecnologia e integrante da associação Garoa Hacker Clube, a despeito dos princípios ainda há sérios riscos à privacidade dos usuários do Facebook.

A rede social concentra informações de mais de dois bilhões de usuários, segundo site oficial da empresa, e pode mudar sua política de privacidade. “As regras do jogo podem mudar com frequência e não são válidas para apenas publicações e contatos novos, mas sim, para todo seu histórico lá salvo”, alerta Amanda.

A pesquisadora acrescenta que, mesmo afirmando estar preocupado com a privacidade dos usuários, o Facebook ainda coleta uma grande quantidade de dados e os fornece para anunciantes sem que o usuário saiba como suas informações estão sendo geridas.

(Agência Brasil)

Imprensa mundial destaca chacina em Fortaleza

Massacre, fuzilamentos ou ainda tiroteio ressaltaram na imprensa mundial a chacina ocorrida nesse sábado (27), no bairro Cajazeiras, em Fortaleza, quando 14 pessoas morreram.

o site canadense Latest Ly classificou a chacina como um “horrível incidente” e disse que a maioria das vítimas nada teria a ver com o confronto de duas gangues. O site também ressaltou que o local da chacina fica próximo à Arena Castelão, usada “na Copa do Mundo FIFA 2014”.

O site libanês English Almanar usou matéria da agência AFP e destacou que o número de vítimas poderá aumentar, diante das “condições sérias” dos feridos.

O jornal norte-americano Washington Post traz neste domingo que “Homens armados no Brasil matam muitos na festa”. O jornal também reclamou da falta de informações à imprensa, por parte da Polícia.

O site francês Sputnik News colocou a chacina como um “tiroteio” “em um bairro pobre da cidade brasileira de Fortaleza”. Disse, ainda, que um policial contou 18 mortos, enquanto testemunhas apontaram 14.

O jornal argentino Clarín colocou que as autoridades informaram se tratar de um confronto, mas que “um grupo de homens armados entrou no local esta manhã e abriu fogo indiscriminadamente”.

Brasileiros gastaram US$ 19 bilhões em viagens ao Exterior; é o maior valor desde 2014

Os gastos de brasileiros no exterior em viagens chegaram a US$ 19 bilhões em 2017, informou hoje (26) o Banco Central (BC). A despesa é a maior desde 2014, quando foram gastos em viagens ao exterior US$ 25,6 bilhões.

As receitas, ou seja, gastos de estrangeiros em viagens ao Brasil foram US$ 5,8 bilhões, menor que os gastos dos brasileiros. Com isso, o saldo em viagens ficou negativo no ano passado, chegando a um déficit US$ 13,2 bilhões. Trata-se também do maior saldo negativo desde 2014, quando essa conta fechou com um déficit de US$ 18,7 bilhões.

Os dados das viagens internacionais fazem parte da conta de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros) das transações correntes.

No ano passado, os serviços fecharam com um déficit de US$ 33,8 bilhões, o maior desde 2015, quando chegou a US$ 36,9 bilhões negativos.

(Agência Brasil)

Fortaleza receberá neste sábado 3,7 mil turistas de cruzeiros

Fortaleza vai receber cerca de 3.765 passageiros, neste sábado, no Terminal Marítimo de Passageiros, localizado no Mucuripe. Serão 2.908 passageiros apenas do navio Queen Victoria, que tem previsão de desembarque para às 8h30min e partida por volta das 17 horas. Na embarcação, estão turistas de diversas nacionalidades como ingleses, americanos, alemães, canadenses, australianos, chineses, franceses, brasileiros, suíços, irlandeses, dentre outras.

Em seguida, às 9h30min, o navio Sirena atraca no Porto do Mucuripe, com o total de 857 passageiros. A partida está prevista para a noite, às 20 horas.Durante a curta estadia em Fortaleza, os turistas têm a possibilidade de fazer um passeio guiado pela Cidade, por empresas de ônibus particulares, saindo do Terminal Marítimo.

Entre as paradas, geralmente estão a Catedral de Fortaleza, o Theatro José de Alencar, a Empresa Cearense de Turismo (Emcetur), o Museu da Cachaça e a Praia do Futuro.

No fim de semana passado, dois cruzeiros marítimos trouxeram a bordo 1.195 turistas de diferentes países, com faixa etária entre 60 e 100 anos.

Foram 617 passageiros no navio Insignia e 403 tripulantes, totalizando 1.020 pessoas. Eles vieram de países como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Alemanha, Austrália, Países Baixos e Polônia. Já no Albatros desembarcaram 910 pessoas, sendo 578 passageiros e 332 tripulantes.

A previsão é que, neste período de cruzeiros 2017-2018, a Capital receba cerca de 16 mil passageiros em 12 cruzeiros, conforme dados da Secretaria Municipal do Turismo (Setfor).

(O POVO)

Unicef denuncia claros sinais de desnutrição entre crianças da Venezuela

A culpa é da crise econômica.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) denunciou nesta sexta-feira (26) “claros sinais” de elevados níveis de desnutrição entre as crianças venezuelanas por causa da crise econômica que o país atravessa, bem como pela falta de dados que mostrem de forma confiável a situação nutricional da infância no país.

Em entrevista, o porta-voz do Unicef, Christophe Boulierac, não pôde especificar quais eram exatamente esses “claros sinais” além de alguns relatórios feitos por entidades como Cáritas que, se bem que “sejam alarmantes”, não são realmente representativos do que está acontecendo no país.

O relatório da Cáritas revelou que 15,5% dos meninos tinham peso bem mais baixo do que o normal para a sua idade. “Não é um estudo representativo, mas é uma indicação da contínua deterioração dos níveis nutricionais das crianças venezuelanas”, disse Boulierac.

O porta-voz admitiu que o governo está reagindo de certa maneira a essa emergência para mitigá-la por meio da distribuição de bolsas de alimentos e da transferência de dinheiro para as famílias mais vulneráveis, mas criticou a falta de uma política “coordenada”.

Consultado sobre o que o governo deveria fazer, Boulierac respondeu que a primeira coisa seria obter dados confiáveis para ter uma imagem real dos níveis de desnutrição no país. Ele explicou que o Unicef tem pessoal no interior da Venezuela, mas que são as autoridades que devem fazer estudos epidemiológicos de como “a hiperinflação e a crise econômica que o país atravessa afetou as crianças”.

“Em maio, o Ministério de Saúde divulgou alguns estudos epidemiológicos. Obter mais informações como essa é essencial e urgente”, concluiu.

(Agência Brasil)

Maduro anuncia candidatura à presidência da Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou, nessa quarta-feira (24), que será candidato nas próximas eleições, que devem ser realizadas antes de maio, e pediu que os simpatizantes do chavismo formem comitês em todo o país para conquistar 10 milhões de votos no pleito. A informação é da Agência EFE.

“Aqui neste pátio de sonhos, digo aos senhores, irmãos e irmãs, que sou candidato presidencial para o período entre 2019 e 2015. E juro aos senhores, irmãos trabalhadores, que serei o candidato da classe operária venezuelana”, afirmou Maduro em um evento com transportadores em Caracas, a capital do país.

Maduro já tinha declarado ontem que estava à disposição do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), presidido por ele, e da coalizão Grande Polo Patriótico (GPP), após a decisão da Assembleia Nacional Constituinte, formada apenas por chavistas, de antecipar as eleições para o primeiro quadrimestre de 2018.

A antecipação das eleições foi criticada por vários governos da região e pela oposição venezuelana, que considerou que a negociação com o chavismo está descartada após a medida. No evento, transmitido pela emissora estatal VTV, os transportadores pediram que Maduro aceitasse ser candidato à reeleição. O atual presidente respondeu que aceitava.

Temer falará para a imprensa estrangeira em Davos

O presidente Michel Temer marcou entrevistas exclusivas com três veículos de imprensa internacionais durante sua passagem em Davos, na Suiça, na próxima semana.

Falará com o The New York Times, Washington Post e Euro Chanel, segundo informa o colunista Lauro Jardim, do O Globo.

A ideia é direcionar o discurso para os investidores estrangeiros.

Papa inicia visita ao Peru nesta sexta-feira

Milhares de pessoas foram para as ruas de Lima nessa quinta-feira (18) para receber o papa Francisco, que chegou ao Peru depois de passar pelo Chile. A comitiva foi recebida por uma multidão de peruanos que ocupou todas as avenidas e ruas percorridas pelo papa, do Aeroporto Internacional de Lima até a Nunciatura Apostólica, onde ele descansará antes de viajar para a Amazônia peruana.

No distrito de Magdalena del Mar, Francisco deixou o carro oficial e subiu no papamóvel para saudar os fiéis, que seguravam bolas amarelas e brancas, as cores do Vaticano.

Antes de entrar na Nunciatura Apostólica, Francisco rompeu o protocolo para cumprimentar um grupo de católicas e pediu um microfone para agradecer à multidão que estava no local. “Agradeço de coração. Orem por mim, não se esqueçam”, disse o pontífice, antes de rezar uma Ave Maria.

Francisco chegou ao Peru, para uma visita oficial de três dias, que o levará às cidades de Puerto Maldonado, Trujillo e Lima, onde, no domingo (21), celebrará uma missa para mais de 1 milhão de pessoas.

(Agência Brasil)

Abih/CE participa da Feira Internacional de Turismo de Madrid

Eliseu Barros e Iva Dias, gerente comercial do Beach Park.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), regional do Ceará, Eliseu Barros, participa da Feira Internacional de Turismo (FITUR), em Madrid, na Espanha. A feira, que se consolida como o ponto de encontro global para profissionais do turismo, sendo a líder em mercados receptivos e emissores na América Latina, vai se estender até domingo próximo.

Nesta edição 2018 os organizadores esperam um aumento de 18,8% dos visitantes profissionais internacionais em comparação ao ano passado. Além disso, o volume de compromissos de negócios que foram programados em seus diferentes boxes, aumentou e chega a 6.800 consultas. A presença de 7.542 jornalistas também evidencia a expectativa gerada pela FITUR no circuito internacional de feiras do setor.

Ano passado, a FITUR conquistou o recorde de participação com 9.893 empresas expositoras de 165 países/regiões, 135.838 participantes profissionais e 109.134 visitantes do público em geral.

(Foto – Divulgação)