Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

FHC recebe prêmio nos EUA

23 1

“O ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) recebe, nesta terça-feira, em Washington, o Prêmio John W. Kluge, da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos. O prêmio, cuja escolha é feita após consulta a 3 mil intelectuais e personalidades públicas em todo o mundo, foi anunciado em maio e tem o valor de US$ 1 milhão.

Fernando Henrique é o oitavo ganhador do prêmio, concedido desde 2003 a pensadores da área de humanidades. Sociólogo, ele é o primeiro intelectual latino-americano a ser homenageado.

Segundo o site da Biblioteca do Congresso americano, em sua carreira, Fernando Henrique envolveu-se com questões variadas desde as relações raciais (como no livro de 1962, Capitalismo e Escravidão no Brasil Meridional: o Negro na Sociedade Escravocrata do Rio Grande do Sul) até a dependência econômica e integração da economia global (como em seu livro mais conhecido, Dependência e Desenvolvimento na América Latina, escrito em 1969 com Enzo Faletto).”

(Agência Brasil)

Novo presidente do Egito restitui parlamento e desafia militares

“O novo presidente do Egito, Mohammed Mursi, decidiu restituir o Parlamento do país, um mês depois de sua dissolução, anulando decisão da Corte Suprema do Egito. O tribunal havia decidido pela inconstitucionalidade da formação atual do Legislativo depois de membros de partidos reivindicarem assentos reservados para representantes independentes.

Mursi, que é membro da majoritária Irmandade Muçulmana, disse que o Parlamento deve voltar a funcionar até uma nova eleição. Sua decisão é considerada um desafio ao Exército. A Junta Militar que governou o Egito entre a derrubada do antigo presidente, Hosni Mubarak, e a posse de Mohamed Morsi, assumiu as tarefas legislativas.

Conforme a Agência Lusa, o presidente egípcio estabeleceu também a realização de eleições 60 dias depois da aprovação da nova Constituição pelo Parlamento. A eleição de Mursi é desdobramento da chamada Primavera Árabe no Egito, iniciada com protestos populares em janeiro de 2011.”

(Agência Brasil, com Agência Lusa)

Tasso confere festa nos EUA em que FHC ganhará prêmio

44 3

O ex-senador tucano Tasso Jereissati encontra-se nos Estado Unidos. Ele é um os convidados da cerimônia em que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ganhará, na segunda-feira, em Washington, da Biblioteca do Congresso o Prêmio John W. Kluge.

A premiação é concedida anualmente a personalidades mundiais pela Biblioteca do Congresso americano.

FHC é agraciado como acadêmico e “por sua contribuição social” quando governou o Brasil.

Diretora do MI diz que economia global crescerá menos

“A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse que a próxima previsão de crescimento da economia global a ser divulgada pelo fundo trará uma projeção inferior à última, de 3,5%, apresentada em abril. A declaração foi feita durante simpósio sobre economia em Tóquio.

Lagarde elogiou ainda os esforços dos líderes europeus em busca de uma solução para a crise em seus países. Ela disse que “passos importantes” haviam sido dados, mas que mais reformas eram necessárias.”

(Agência Brasil)

Explosão de carro-bomba mata policiais no México

“Dois policiais morreram e ao menos quatro ficaram feridos na explosão de um carro-bomba em frente à casa do secretário de Segurança Pública de Tamaulipas, Rafael Lomeli, no Noroeste do México. Lomeli não ficou ferido.

O atentado foi um ato de represália por prisões recentes de criminosos.

Na semana passada ao menos sete pessoas ficaram feridas com a explosão de outro carro-bomba em Nuevo Laredo, também no estado de Tamaulipas.”

(Agência Brasil e BBC Brasil)

Divergências quanto à participação do Paraguai impedem sessão do Parlasul

Mau tempo em Montevidéu, capital do Uruguai e do Mercosul. Chuva, vento e uma temperatura de 7 graus. O tempo também fechou na sessão do Parlamento do Mercosul (Parlasul), onde o principal tema era a situação do Paraguai, que teve seus direitos políticos suspensos por decisão tomada na última semana pelos demais três parceiros do bloco: Argentina, Brasil e Uruguai.

O tema também não era consenso na bancada brasileira, que, em função da chuva e da neblina na capital uruguaia, não pôde se fazer presente com a delegação prevista. Alguns dos voos que traziam parlamentares nessa segunda-feira (2) tiveram que retornar a São Paulo e Porto Alegre.

Com presença majoritária de deputados federais, os representantes brasileiros no Parlasul acertaram, por maioria de votos, que o Brasil se posicionaria contrariamente a exclusão definitiva do Paraguai. O posicionamento majoritário foi no sentido de que o Parlasul é independente dos governos que formam o bloco e que não precisa seguir as decisões dos executivos. Por outro lado, pesou o fato do Paraguai ser o único membro a ter eleito seus parlamentares do Mercosul pelo voto direto, ao contrário dos três demais países que ainda selecionam dentre os membros dos parlamentos nacionais a sua representação.

Segundo o presidente da representação brasileira, senador Roberto Requião (PMDB-PR), o Brasil não poderia repetir o erro do Congresso paraguaio, que afastou de forma sumária o presidente Fernando Lugo sem lhe dar direito de defesa.

(Agência Senado)

Enrique Peña ganha eleições no México

44 1

Enrique Peña Nieto, candidato do Partido Revoluconário Institucional (PRI), ganhou as eleições presidenciais do México, de acordo com uma amostra de atas de votação elaborada pelo Instituto Federal Eleitoral (IFE), o órgão reitor do pleito. Segundo esta amostra de quase 7.500 atas, Peña Nieto obteve entre 37,93% e 38,55% dos votos, anunciou o presidente do IFE, Leonardo Valdés, em mensagem em rede nacional.

De acordo com esses dados, o candidato da esquerda mexicana, Andrés Manuel López Obrador, obteve entre 30,9% e 31,86% dos votos. Em terceiro lugar ficou a candidata do governante Partido Ação Nacional (PAN), Josefina Vázquez Mota, que conseguiu entre 25,10% e 26,03%. Em último lugar figura o concorrente do Partido Nova Aliança (Panal), Gabriel Quadri, com entre 2,27% e 2,57% dos votos.

* Do Porta Uol aqui.

Enrique Peña deve ser eleito no México

“O candidato presidencial do Partido Revolucionário Institucional do México (PRI), Enrique Peña Nieto, depositou seu voto durante as votações neste domingo em Atlacomulco, estado do México. Ele é favorito na disputa para novo presidente, que também definirá o nome de 128 senadores e 500 deputados federais, realizada sob um forte esquema de segurança.

Os 143.000 locais de votação em todo o país abriram as portas às 8 horas (10 horas de Brasília) e devem receber 79,5 milhões de mexicanos, em uma eleição sem segundo turno, até as 20 horas (22 horas de Brasília). Todas as pesquisas de intenção de voto apontam o candidato do PRI como claro favorito, com 10 a 17 pontos de vantagem sobre o esquerdista Andrés Manuel López Obrador e mais de 20 pontos à frente da governista Josefina Vásquez Mota, do Partido Ação Nacional (PAN).”

(Veja Online)

Rio ganha título de Paisagem Cultural da Unesco

“Belezas naturais e harmonia com o homem fizeram do Rio a primeira cidade do mundo a receber o título de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A escolha ocorreu neste domingo (1º), em votação na 36ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial, que está reunido em São Petersburgo, na Rússia, desde o dia 25 de junho.

A candidatura do Rio foi apresentada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, que discursou em português ao fazer a defesa da cidade, e o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, acompanharam os trabalhos e comemoraram a decisão, que resultou na inclusão de mais um bem brasileiro na Lista de Patrimônio Mundial, o décimo nono.

Por meio da assessoria de imprensa do Iphan, Ana de Hollanda declarou que “o resultado é consequência de um estudo minucioso em que se avaliou a forma criativa com que o habitante se adaptou à topografia excepcionalmente bela e irregular da cidade, inventando modos inéditos de usufruir a vida”. Já Almeida observou que “a paisagem carioca é a imagem mais explícita do que podemos chamar de civilização brasileira, com sua originalidade, desafios, contradições e possibilidades”.

De acordo com o Iphan, a partir de agora, os locais da cidade valorizados com o título da Unesco serão alvo de ações integradas visando à preservação de sua paisagem cultural. São eles o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico e a famosa Praia de Copacabana, além da entrada da Baía de Guanabara. Os bens cariocas que agora são patrimônio mundial incluem ainda o Forte e o Morro do Leme, o Forte de Copacabana e o Arpoador, o Parque do Flamengo e a Enseada de Botafogo.

Em setembro de 2009, o Iphan entregou à Unesco o dossiê completo da candidatura do Rio, justificando seu valor universal pela interação da sua beleza natural com a intervenção humana. O conceito de paisagem cultural foi adotado pela agência das Nações Unidas em 1992 e incorporado como uma nova tipologia de reconhecimento dos bens culturais, conforme a Convenção de 1972, que instituiu a Lista do Patrimônio Mundial.”

(Agência Brasil)

Jennifer Lopez e um show de playback

54 1

O show de Jennifer Lopez, encerrado na madrugada deste domingo, no Centro de Eventos, foi bom, mas muitos que  ali compareceram diziam que não esperavam tanto playback. Para quem é estrela internacional e cobra caro, deveria fazer tudo com banda.

Já Ivete Sangalo arrasou como sempre. É aquela história do quem canta sabe fazer ao vivo.

Paraguai vai tentar reverter suspensão do Mercosul

26 1

“O Paraguai não aceitará a decisão do Mercosul de suspendê-lo provisoriamente do bloco sul-americano e vai buscar caminhos para reverter a medida, segundo comunicado emitido pelo Ministério das Relações Exteriores paraguaio. De acordo com a chancelaria paraguaia, a suspensão aprovada pelos presidentes do Brasil, Uruguai e da Argentina descumpre artigo do Protocolo de Ushuaia sobre Compromisso Democrático no Mercosul, que prevê consultas a um país denunciado. “A decisão adotada precisa de validez formal e material. O governo do Paraguai promoverá ações para torná-la sem efeito”, diz o comunicado.

A chancelaria reforça que não houve ruptura democrática no Paraguai com a destituição de Fernando Lugo como presidente do país. Os paraguaios criticam ainda os integrantes do Mercosul por terem aprovado ontem (29), em Mendoza, na Argentina, a entrada da Venezuela como sócio pleno do bloco, sem o aval do Paraguai. Dos quatro membros permanentes, somente o Congresso paraguaio não tinha aprovado o ingresso dos venezuelanos. O novo presidente do Paraguai, Federico Franco, ironizou a suspensão do país do Mercosul e também da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) ao dizer que seu país vai economizar dinheiro ao deixar de ir às cúpulas dos dois blocos regionais.”

(Agência Brasil)

Eta, banho de mar…

52 5

Pois é, a internacional Jennifer Lopez, que fará show no Centro de Eventos nesta noite de sábado, ao lado de Ivete Sangalo, foi flagrada num banho de mar em frente ao Hotel Gran Marquise, em Fortaleza, que fica no Mucuripe.

Por sinal, essa faixa do litoral aparece na lista das áreas impróprias para o banho. Pelo visto, a estrela não sabia. 

* Confira a lista da Semace aqui.

(Foto – Fábio Lima, do POVO)

México terá eleições gerais neste domingo

Observadores internacionais estão no México para acompanhar as eleições do próximo domingo (1°). Segundo o Instituto Eleitoral Federal mexicano, 700 observadores internacionais vão acompanhar as eleições no país. Além do presidente, serão escolhidos os novos membros do Congresso, seis governadores, prefeitos e o chefe de Governo da Cidade do México. Quatro candidatos disputam as eleições presidenciais: Enrique Peña Nieto, Andrés López Obrador, Josefina Vázquez Mota e Gabriel Quadri.

CONHEÇA OS CANDIDATOS

Peña Nieto, do Partido Revolucionário Institucional (PRI), é apontado pelas sondagens como o favorito. O partido, considerado conservador, dominou a cena política mexicana entre 1929 e 2000, ano em que venceu as eleições Vicente Fox, do Partido da Ação Nacional (PAN).

Andrés López Obrador, do Partido da Revolução Democrática (PRD), é o principal adversário de Peña Nieto. Político da esquerda mexicana, quase venceu as eleições de 2006, quando perdeu para Felipe Calderón.

A única mulher na disputa é Josefina Vázquez Mota, do Partido Ação Nacional (PAN), a mesma legenda do atual presidente, Felipe Calderón. Durante a campanha, ela trabalhou para conquistar o apoio feminino.

Gabriel Quadri, do Partido Nova Aliança, aparece nas sondagens com a menor porcentagem de votos entre os quatro candidatos. Ele concentrou a campanha em críticas aos partidos mais tradicionais e destacou as medidas que pretende adotar se for eleito.”

(Agência Brasil, com agências Telam e Lusa)

Obama e Romney em clima de empate técnico

22 1

Um empate técnico entre o candidato à reeleição, Barack Obama, e seu adversário republicano, Mitt Romney. Eis o que constata uma nova pesquisa de intenções de voto divulgada pela Rede NBC e o jornal The Wall Street Journal. De acordo com a pesquisa, Obama aparece um pouco à frente com o apoio de 47% dos eleitores entrevistados, contra 44% de Romney — uma diferença dentro da margem de erro de 3,1%.

No mês passado, a mesma sondagem apontava uma vantagem de quatro pontos para o democrata (47% a 43%). Os números indicam uma recuperação de Mitt Romney, que no último levantamento divulgado pela imprensa americana havia ficado treze pontos percentuais atrás do atual governante. Na pesquisa realizada pela emissora Bloomberg, Obama aparecia com 53% da preferência, contra apenas 40% do republicano.

* Com EFE e Veja Online.

Paraguai vive clima de incertezas a 10 meses das eleições presidenciais

“A história política do Paraguai é marcada por avanços e recuos, além de uma das ditaduras mais longas das Américas, a comandada pelo general Alfredo Stroessner – que durou 34 anos, acabando em 1988. Em 2008, o país elegeu o ex-bispo Fernando Lugo, que prometeu reforma agrária e melhorias sociais. Com o impeachment de Lugo na última sexta-feira (22), o quadro de incertezas predomina no país a dez meses das eleições gerais.

O impeachment de Lugo não o impede de concorrer às eleições. Pela Constituição, ele preserva todos os direitos políticos, portanto, não há limitações legais à sua candidatura. No entanto, a legislação paraguaia proíbe a reeleição, o que não permitirá, por exemplo, que o novo presidente, Federico Franco, tente se manter no poder.

Lugo não confirma nem descarta a possibilidade de se candidatar a um cargo eletivo em abril. Ao ser perguntado ontem (25) sobre o que pretende fazer, ele foi evasivo: “Ainda não se pode definir”. Em 21 de abril de 2013, todos os cidadãos paraguais de 18 a 75 anos são obrigados a votar. Serão escolhidos o presidente, o vice, 17 governadores e parte dos 45 senadores e 80 deputados federais.”

(Agência Brasil)

Fernando Lugo instaura governo paralelo no Paraguai

“O ex-presidente do Paraguai Fernando Lugo transformou sua casa em Lambaré, nos arredores de Assunção, capital paraguaia, em uma espécie de quartel-general de um governo paralelo ao oficial. Lugo marcou para hoje (25) cedo uma reunião denominada Gabinete da Restauração da Democracia. A ideia é manter a rotina de governo, mesmo depois da sua destituição há três dias.

Lugo convocou todos os ex-ministros e ex-assessores para a reunião nesta manhã. O principal assunto é a articulação para o que o chamou de restauração da democracia. Na prática, a ideia é alinhavar de maneira objetiva seu retorno ao poder. Deputados e senadores aliados de Lugo tentam buscar maneiras de reverter o quadro político atual.

Analistas consideram, porém, a hipótese pouco provável. Lugo não dispõe de apoio político no Congresso. A prova das suas dificuldades foi a votação, no último dia 22, do processo que levou ao seu impeachment, com um placar de 39 votos a favor, 4 contra e 2 abstenções.”

(Agência Brasil)

Paraguai será suspenso do Mercosul

“O Brasil e as demais nações da América do Sul decidiram suspender o Paraguai das uniões de livre comércio do Mercado Comum do Sul (Mercosul) e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) até que se realizem as eleições presidenciais paraguaias, previstas para abril do ano que vem. A medida é uma resposta ao impeachment do presidente Fernando Lugo ocorrido na última sexta-feira. Os países vizinhos querem desencorajar processos semelhantes em outros parceiros da região.

O encontro que decidirá o destino imediato do Paraguai está marcado para a próxima sexta-feira, durante reunião do Mercosul, na Argentina. O Paraguai deve ficar de fora, embora seu novo chanceler já tenha dito que quer ir e explicar a crise em seu país. Não se sabe quais efeitos do isolamento paraguaio do Mercosul e da Unasul, mas espera-se que a suspensão pressione o atual governo.

O Palácio do Planalto determinou que o Brasil só adote decisões coletivas e no âmbito de organismos multilaterais. O novo chanceler designado do Paraguai, José Félix Fernández, disse que buscará dialogar com seus colegas sul-americanos para distender as relações após os duros questionamentos de Argentina, Brasil e Uruguai por conta da destituição do presidente Fernando Lugo em um breve julgamento político. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ordenou ontem a retirada do embaixador venezuelano em Assunção, José Francisco Javier Arrué, e a interrupção do envio de petróleo ao Paraguai.

“Ordenei retirar nosso embaixador de Assunção. E também vamos retirar o envio de petróleo. Sentimos muito, mas nós não vamos apoiar de forma alguma esse golpe de Estado”, afirmou Chávez nas cerimônias de comemoração do 191º aniversário da batalha de Carabobo. Em Brasília, manifestantes realizaram um ato de protesto contra o impeachment de Fernando Lugo em frente à Embaixada do Paraguai.”

(O POCO e Agências)