Blog do Eliomar

Categorias para Internacional

EUA emplacam novo presidente do Banco Mundial

E não deu outra. Os EUA emplacaram o novo presidente do Banco Mundial. Foi escolhido nesta segunda-feira o sul-coreana Jim Yong Kim, que substituirá Robert Zoellick. Yong Kim assumirá a instituição por cinco anos a partir de julho.

Pouco antes da decisão do Banco Mundial, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, havia anunciado apoio à ex-ministra de Finanças da Nigéria Ngozi Okonjo-Iweala, também na disputa. Na última sexta-feira (13), Mantega tinha informado que o apoio do Brasil dependia de discussões com o grupo do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

A África do Sul já tinha antecipado apoio à candidata nigeriana. Nesta segunda-feira, Mantega chegou a Brasília e anunciou a decisão do governo brasileiro de apoiar Ngozi Okonjo-Iweala antes da conversa com outros países do Brics.

Para Mantega, a nigeriana é tecnicamente mais habilitada para enfrentar a pobreza e levar adiante reformas que garantiriam maior participação dos países emergentes no Banco Mundial. Também na disputa, o ex-ministro da Fazenda da Colômbia José Antonio Ocampo abriu mão da sua candidatura.

Mantega deverá embarcar nesta quarta-feira (18) para Washington, onde participa do encontro do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial. O ministro disse que haverá uma longa agenda nos Estados Unidos, com reuniões também com os países do Brics e do G20 (grupo das maiores economias mundiais). Entre os assuntos em debate, está a possibilidade de um maior aporte de recursos ao FMI. O aporte inicial era US$ 600 bilhões, mas foi reduzido para US$ 400 bilhões.

(Com Agência Brasill)

Chávez está em Cuba se submetendo a novo ciclo de tratamento contra o câncer

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, deve ficar em Havana, Cuba, até quinta-feira (19). Ali, vai se submeter ao quarto ciclo de radioterapia para o combate a um câncer. Chávez não participou da 6ª Cúpula das Américas, em Cartagena das Índias, na Colômbia, no último fim de semana, na qual um dos temas principais foi a exclusão de Cuba dos debates. Nos últimos meses, o venezuelano ameaçou boicotar as reuniões em protesto à ausência de Cuba.

Chávez chegou a Havana no sábado (14) à noite, acompanhado por uma das filhas. O venezuelano optou por fazer em Cuba a maior parte do tratamento de combate ao câncer na região pélvica., que é reincidente. Paralelamente, ele tenta concilar as sessões de radioterapia com a campanha eleitoral. No poder desde 1999, Chávez tenta a reeleição. As eleições serão em 7 de outubro.

Desde março, Chávez faz sessões de radioterapia. No total, serão seis ciclos. No ano passado, o presidente venezuelano fez severo tratamento para o combate a um tumor na região pélvica. Mas não há detalhes sobre a doença nem o tratamento. Chávez nega que haja metástase (que o câncer tenha atingindo outros órgãos do corpo).

(Agência Brasil com informações da emissora estatal de televisão da Venezuela, VTV)

Hillary Clinton está no Brasil para fechar parcerias

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, chegou ao Brasil na madrugada desta segunda-feira. Veio para ajudar a colocar em prática acordo sde cooperação bilateral acertados pelo Brasil e os EUA, após dois encontros mantidos por Dilm Rousseff com Barak Obama.

Hillary começa a semana reunindo-se com 150 empresários brasileiros e americanos na CNI (Confederação Nacional da Indústria). A expectativa do setor é que a secretária americana aborde a importância de parcerias público-privadas e do compartilhamento de projetos de inovação tecnológica entre os países.

(Com R7.com)

Deputado cearense participa de reunião do Conselho Agropecuário do Sul na Bolívia

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara Federal, integra a comitiva do Mmnistro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, que vista a Bolívia nesta segunda e terça-feira. O objetivo é participar da XXII Reunión Ordinaria Del Consejo Agropecuario Del Sur na cidade de Santa Cruz de la Sierra e que será aberta por Mendes Ribeiro e pela ministra do Desenvolvimento Rural da Bolívia, Nemesia Achocollo.

Entre os assuntos a serem discutidos no encontro: a cooperação técnica e as relações comerciais entre os países, diálogo com o setor privado, tarifas tributárias, a situação das negociações agrícolas na OMC, além da exposição dos ministros de Agricultura dos países presentes para a Rio +20, com foco para futuras ações regionais conjuntas.

Na terça-feira, está prevista coletiva de imprensa no Hotel Los Tajibos onde se realiza a reunião.

Dilma vai à Colômbia debater segurança internacional e embargo a Cuba

“Depois de passar três dias em visita aos Estados Unidos, a presidenta Dilma Rousseff desembarca hoje (11) em Brasília e já se prepara para mais uma viagem internacional. Na sexta-feira (13), ela segue para Cartagena das Índias, na Colômbia, onde participa até domingo (15) da 4ª Cúpula das Américas. Em discussão, a segurança internacional na região – devido ao narcotráfico e ao tráfico de armas – e o embargo a Cuba, imposto há cerca de meio século pelos norte-americanos.

Meses antes da Cúpula das Américas, uma reunião gerou polêmicas. Em protestos à ausência dos cubanos – exigência dos norte-americanos – , os presidentes Hugo Chávez (Venezuela), Evo Morales (Bolívia) e Rafael Correa (Equador) anunciaram um boicote ao encontro. Mas apenas Correa disse que não irá à cúpula, Morales e Chávez sinalizaram recuo no boicote e devem participar das reuniões.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, conversou com Chávez, Correa e Morales na tentativa de resolver o impasse. Santos foi até Havana para se reunir com o presidente de Cuba, Raúl Castro, para minimizar o mal-estar. No Brasil, as autoridades brasileiras defenderam a participação de Cuba e reiteraram a necessidade de acabar com o embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos ao país caribenho desde 1962.

A exclusão de Cuba da Cúpula das Américas, segundo negociadores que participaram das reuniões prévias, deve ser tratada de forma reservada pelos presidentes que estarão presentes. O tema deve ser assunto do chamado retiro – momento em que os líderes debatem questões políticas. Há, também, a previsão de Dilma se reunir com Santos.”

(Agência Brasil)

Fortaleza ganha filial da americana Tecktronix

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=mbphZ62EIPc&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=1&feature=plcp[/youtube]

Fortaleza está ganhando uma representação do grupo norte-americano Tecktronix, que atua em mais de 60 países comercializando equipamentos cirúrgicos. O gerente nacional de vendas do grupo, Marcel Briant, desembarcou, nesta terça-feira. Ele veio oficializar a representação e empossar, em parceria com Sérgio Frota, da cearense Pleimec, Carlos Alexandre Baldi como gerente Norte e Nordeste. Briant conversou com o Blog sobre as operações da Tecktronix.

Audiência avalia denúncia contra política salarial do McDonald´s

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público realizará nesta quinta-feira (12) audiência pública para discutir a política de salários adotada pela rede McDonald´s no Brasil. O debate foi proposto pelo deputado Sabino Castelo Branco (PTB-AM).

Ele disse ter recebido denúncias de que a empresa vem adotando a chamada jornada móvel e variada de trabalho, na qual o trabalhador que não está em atividade na loja, nos momentos em que a demanda é menor, tem seu salário reduzido por estar em disponibilidade.

“Com isso, ocorrem situações em que o trabalhador recebe menos que o salário mínimo mensal, em clara ofensa à Constituição”, afirma.

Foram convidados:

– um representante do Tribunal Superior do Trabalho (TST);

– o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Henrique Nelson Calandra;

– o presidente da Arcos Dourados (detentora da marca McDonald´s na América Latina), Woods Saton;

– o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Bares e Restaurantes do Estado de São Paulo, Francisco Calasans Lacerda.

A reunião será realizada às 10 horas, no Plenário 12.

(Agência Câmara de Notícias)

Nos EUA, Dilma trata do projeto “Ciência sem Fronteiras”

No segundo e último dia de visita aos Estados Unidos, a presidenta Dilma Rousseff faz hoje (10) palestras em Boston, nas universidades de Massachussetts e Harvard. As duas instituições têm mulheres no  comando. A presidenta aproveitará a oportunidade para assinar acordos inseridos no programa Ciência sem Fronteiras – que pretende enviar 100 mil pesquisadores brasileiros para o exterior até 2014, a maioria para instituições norte-americanas.

Em seus discursos, Dilma defende a troca de experiências entre pesquisadores. O governo brasileiro quer aumentar a cooperação científica com os Estados Unidos e fazer com que um quinto dos cientistas inscritos como bolsistas do programa Ciência sem Fronteiras faça intercâmbio em universidades e empresas norte-americanas.

No mês passado, ao visitar a Índia, a presidenta elogiou as instituições do país, destacando os avanços nas pesquisas de tecnologia de ponta e produtos farmacêuticos. A ideia é enviar 100 mil  pesquisadores, em quatro anos, para diversos países: 20 mil só para os Estados Unidos.

O governo promete custear 75 mil bolsas e espera que a iniciativa privada viabilize outras 25 mil. O programa inclui desde bolsas sanduíche de graduação até pós-doutorados em 18 áreas de tecnologia, engenharia, biomedicina e biodiversidade.

Na visita aos Estados Unidos, a presidenta está acompanhada pelo ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp , o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Glaucius Oliva, e o presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Glauco Arbix.

Oliva deverá assinar acordos de intercâmbio científico entre o CNPq e dez universidades norte-americanas. Arbix participará do painel Pesquisa, Inovação e Mercado de Trabalho, no seminário Brasil-EUA: Parcerias para o Século 21, na Câmara de Comércio Americana, em Washington.

Dilma será homenageada hoje pelo governador de Massachussetts, Deval Patrick, com um almoço. Na Universidade de Massachusetts, a presidenta conhecerá um laboratório de inovação e participará de mesa-redonda com a comunidade acadêmica e científica.

Em Harvard, Dilma fará discurso na Kennedy School of Government e terá uma reunião com a reitora da Universidade de Harvard, Drew Faust. Nos Estados Unidos, o reitor da universidade é chamado de presidente. Em Harvard, Dilma tem um encontro com bolsistas brasileiros.

Dos 800 bolsistas do Ciência sem Fronteiras nos Estados Unidos, 31 estudam em oito universidades, entre elas Massachusetts, John Hopkins, Stanford e New York University. Pela agenda oficial, a presidenta Dilma deverá deixar Boston por volta das 23h com destino ao Brasil. A previsão é que ela chegue amanhã (11) de manhã.”

(Agência Brasil)

DETALHE – Na comitiva de Dilma Rousseff, um cearense: o reitor Jesualdo Farias (UFC).

Cachaça será reconhecida por Obama como produto tipicamente brasileiro

40 1

“As relações comerciais entre o Brasil e os Estados Unidos vão parar muitas vezes na Organização Mundial do Comércio (OMC) por divergências na imposição de barreiras tributárias e elevados impostos. Mas, na reunião hoje (9) entre os presidentes Dilma Rousseff e o norte-americano Barack Obama as tensões ficarão de lado devido ao reconhecimento da cachaça como produto tipicamente brasileiro, facilitando sua exportação para os Estados Unidos.

Obtida pela destilação do caldo de cana de cana-de-açúcar fermentado, a cachaça é tradicionalmente usada na elaboração da caipirinha, que virou marca do Brasil no exterior. No país, são produzidos por ano cerca de 1,5 bilhão de litros de cachaça – a maioria em destilarias e uma parte de fabricação artesanal, em pequenos alambiques. São mais de 30 mil produtores e 5 mil marcas.

Paralelamente, Obama e Dilma negociarão acordos sobre aviação e comunicações. Também foi solucionada a pendência sobre o suco de laranja, pois os norte-americanos vetaram a entrada do produto brasileiro no país. No entanto, após a interferência da OMC, os Estados Unidos aceitaram rever suas leis.

Estarão ainda em discussão acordos sobre a carne suína e a lei agrícola. O mercado dos Estados Unidos se abriu para a carne suína de Santa Catarina, e os negociadores tentam ampliar a parceria para que a certificação beneficie outras áreas. As discussões sobre a nova lei agrícola norte-americana são acompanhadas pelos negociadores brasileiros, pois isso pode causar impacto nas exportações nacionais.”

(Agência Brasil)

Chávez chega à Cuba em busca de milagre

Já está em Cuba o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Ali, ele vai se submeter a uma terceira rodada de radioterapia para combater um câncer na região pélvica. Antes, havia dito esperar a repetição de um “milagre” — o tumor é o segundo que o presidente enfrenta desde o ano passado.

— Eu tenho muita fé em Cristo, nosso Senhor, que ele vai repetir um milagre para que eu continue seguir vivendo, para derrotar esta enfermidade que em mim chegou por causas naturais — disse o presidente venezuelano na noite de sábado, antes de embarcar.

No mesmo discurso, divulgado pela rede de TV Telesur, Chávez anunciou um aumento no salário mínimo de 32,35% a seis meses das eleições presidenciais. O venezuelano explicou que o aumento será feito em duas etapas. Na primeira, em 1º de maio, o salário crescerá 15%.

E na segunda, em 1º de setembro, a cerca de um mês das eleições, será elevado em mais 15%, saltando para 2.047 bolívares (US$ 476, R$ 867).

(Com O Globo)

Alvo de investigação, vice-presidente argentino quer afastar juiz

51 1

A Casa Rosada promete todo tipo de esforço para defender o vice-presidente Amado Boudou, envolvido num delicado escândalo de corrupção que há dois meses está sendo investigado pelos tribunais portenhos. Com o respaldo da presidente Cristina Kirchner, na próxima semana o vice argentino pretende redobrar a ofensiva contra o juiz Daniel Rafecas, encarregado do caso, solicitando o afastamento do magistrado do processo e até mesmo apresentando uma denúncia no Conselho da Magistratura — órgão encarregado de designar e punir os juizes argentino.

Anteontem, Boudou — acusado de usar suas influências para favorecer o empresário Alejandro Vanderbruele, dono da empresa gráfica Ciccone — afirmou que Rafecas é parte de uma máfia comandada pelo grupo Clarín, cujo principal objetivo é desestabilizar o governo Kirchner.

* Com O Globo aqui.

Temporal na Argentina mata pelo menos 17

“Pelo menos 17 pessoas morreram em consequência do temporal de quarta-feira (4), com muito vento e queda de granizo, em Buenos Aires e distritos da capital argentina. A maioria das mortes foi por esmagamento ou eletrocussão. Na capital, o número de mortos subiu para cinco, com a morte de um policial, arrastado do posto em que se encontrava, no bairro de Villa Soldati. Três soldados tiveram ferimentos leves.

Segundo o coordenador do Conselho de Emergência da Província de Buenos Aires, Luciano Timerman, não há desalojados na província, ao contrário de outras áreas do país.

Timerman disse que todo o gabinete provincial está trabalhando com as empresas de serviços e os municípios para recuperar as áreas afetadas e que as empresas de energia elétrica estão fazendo o possível para normalizar o fornecimento de energia. O vento derrubou postes e cabos, e a energia não pode ser restabelecida sem que haja total segurança, para evitar casos de eletrocussão, explicou.

O subsecretário de Coordenação do Ministério do Planejamento, Roberto Baratta, informou que 95% das pessoas já têm água, nos distritos afetados mais afestados pelas chuvas e que os problemas no abastecimento estão sendo compensado com a distribuição por meio de caminhões-pipa.

Os trabalhos de reparação em Buenos Aires só deverão terminar domingo (8). Os bairros mais afetados na capital foram Mataderos, Liniers, Flores, Floresta, Villa Soldati, Barracas, La Boca e Caballito.

O Ministério da Segurança informou que 600 soldados foram destacados para a região a oeste de Buenos Aires  para ações de prevenção e controle da situação nas áreas mais afetadas pelas chuvas.”

(Agência Brasil)

Banco Mundial aprova empréstimo de US$ 100 milhões para o governo cearense

O Banco Mundial aprova empréstimo para o Projeto São Jose III, tocado pelo governo cearense por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário. A instituição aprovou o crédito para o Ceará por unanimidade e sem nenhuma ressalva. O valor é de US$ 100 milhões. A contrapartida do Ceará de US$ 50 milhões.

O Projeto São José III irá investir no desenvolvimento rural sustentável em todo o Ceará, através de 140 projetos de abastecimento d’água e 445 projetos produtivos. Também haverá investimentos nas cadeias produtivas de ovinos e caprinos, apicultura, piscicultura, horticultura irrigada, cajucultura, mandiocultura, turismo rural e artesanato.

Esta é somente a primeira etapa do empréstimo, que terá mais US$ 100 milhões em outra etapa. Outros US$ 100 milhões serão disponibilizados para novos investimentos.

Como o empréstimo será contratado pelo Governo do Estado do Ceará, a operação precisa ser aprovada pelo Senado Federal. A mensagem para o Senado será encaminhada pelo Palácio do Planalto. A expectativa é de que até junho a matéria seja aprovada.

Novas medidas aumentam 62% vistos emitidos pelos EUA a brasileiros

“Os vistos concedidos em março deste ano a brasileiros que querem entrar nos Estados Unidos aumentaram 62% em comparação com março de 2011. O balanço foi divulgado hoje (5) pela Embaixada dos Estados Unidos. No total, foram concedidos vistos a 115.269 brasileiros.

O consulado do Rio de Janeiro registra o maior aumento no número de vistos concedidos em março em comparação com o ano anterior, com aumento de 103%, seguido por Brasília (69%), São Paulo (52%) e Recife (14%). De janeiro a março deste ano, a embaixada e consulados americanos no Brasil já concederam 56% a mais de vistos em comparação com o mesmo período do ano passado.

Em janeiro, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou ordem executiva para agilizar em 40% a capacidade de tramitar vistos em seus consulados no Brasil e na China, em 2012, entre outras medidas para potencializar o turismo.

Pelos dados do governo dos Estados Unidos, nos últimos cinco anos os pedidos de vistos de não imigrantes aumentaram 230%. Apenas em 2010, o Consulado Geral em São Paulo emitiu mais de 319 mil vistos – mais que qualquer outra seção consular dos Estados Unidos no mundo.”

(Agência Brasil)

Presidente da Assembleia ganha bênção do Papa

55 4

O presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio, no momento em que foi recebido, nessa quarta-feira, no Vaticano pelo Papa Bento XVI.

Depois do encontro, ele despachou com a chancelaria do Vaticano e entregou carta do governador Cid Gomes (PSB) convidando o sumo pontífice a vir ao Ceará.

Em 2013, o Papa estará no Rio, ocasião em que abrirá a Jornada Mundial da Juventude.

(Foto – Vaticano)

DETALHE – Com bom católico, Roberto Cláudio pediu bênçãos ao Papa Bento XVI. Não se sabe se incluiu pedido para que Deus o ajude a sair candidato do PSB a pefeito de Fortaleza. Isso, se não vingar a aliança PT-PSB.

Banco Mundial apoia criação de instituição bancária de desenvolvimento do Brics

“O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, disse hoje (3) que a instituição está disponível para trabalhar em conjunto com o futuro banco de desenvolvimento do Brics (grupo formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul). A decisão de criar o banco foi anunciada na semana passada, durante a quarta reunião do bloco, em Nova Delhi, na Índia.

“Trabalhamos com os bancos regionais de desenvolvimento e tenho parcerias com esses bancos”, disse Zoellick, no Fórum Boao, que debateu a integração econômica da Ásia, em Hainão, na China. “Por princípio, se os países do Brics pretendem desenvolver [o seu banco], nós trabalharemos com ele.”, acrescentou.

A ideia é que a nova instituição bancária seja uma espécie de alternativa ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Na semana passada, foi anunciada a criação de um grupo de trabalho, integrado por representantes de todos os países do Brics. O grupo deve definir os termos de referência, a estrutura do organismo, como será integralizado o capital e as práticas de comércio bilateral e multilateral.

A proposta do banco do Brics é estabelecer um mecanismo que permita o financiamento de projetos exclusivamente nos países em desenvolvimento. A ideia é que a presidência da instituição seja rotativa entre os cinco integrantes do Brics. Paralelamente, os líderes presentes aos debates deverão reiterar a defesa da ampliação do FMI. Apoiaram a criação do banco a presidenta Dilma Rousseff e os presidentes Dmitri Medvedev (Rússia), Hu Jintao (China) e Jacob Zuma (África do Sul), além do primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh.”

(Agência Lusa/Brasil)